Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter Página do 

Programa João Carlos Amaral Entrevista Canal no youtube Clique e 

envie-nos seu e-mail Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter
___________________________


___________________________
Clique para conhecer
___________________________


__________________________


__________________________

__________________________


______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer
______________________________

Sinapro MG
______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer



+ Categorias

  • Todos (16267)
  • POLTICA (5929)
  • GERAL (2057)
  • ARTIGOS (285)
  • ENTREVISTAS (36)
  • ECONOMIA (3754)
  • GENTE (1210)
  • TURISMO (842)

  • + Links
    + Arquivos

    Fevereiro, 2006
    Maro, 2006
    Abril, 2006
    Maio, 2006
    Junho, 2006
    Setembro, 2006
    Julho, 2006
    Agosto, 2006
    Novembro, 2006
    Outubro, 2006
    Janeiro, 2007
    Dezembro, 2006
    Fevereiro, 2007
    Maro, 2007
    Abril, 2007
    Maio, 2007
    Outubro, 2007
    Junho, 2007
    Julho, 2007
    Agosto, 2007
    Setembro, 2007
    Dezembro, 2007
    Novembro, 2007
    Janeiro, 2008
    Maio, 2008
    Fevereiro, 2008
    Maro, 2008
    Julho, 2008
    Abril, 2008
    Junho, 2008
    Setembro, 2008
    Agosto, 2008
    Outubro, 2008
    Novembro, 2008
    Dezembro, 2008
    Janeiro, 2009
    Fevereiro, 2009
    Maro, 2009
    Abril, 2009
    Maio, 2009
    Junho, 2009
    Julho, 2009
    Agosto, 2009
    Setembro, 2009
    Outubro, 2009
    Novembro, 2009
    Dezembro, 2009
    Novembro, 2012
    Janeiro, 2010
    Fevereiro, 2010
    Maro, 2010
    Abril, 2010
    Maio, 2010
    Junho, 2010
    Julho, 2010
    Agosto, 2010
    Setembro, 2010
    Outubro, 2010
    Novembro, 2010
    Fevereiro, 2011
    Maro, 2011
    Abril, 2011
    Maio, 2011
    Junho, 2011
    Julho, 2011
    Agosto, 2011
    Setembro, 2011
    Outubro, 2011
    Novembro, 2011
    Dezembro, 2011
    Janeiro, 2012
    Fevereiro, 2012
    Maro, 2012
    Abril, 2012
    Maio, 2012
    Junho, 2012
    Julho, 2012
    Agosto, 2012
    Setembro, 2012
    Outubro, 2012
    Dezembro, 2012
    Agosto, 2015
    Janeiro, 2013
    Fevereiro, 2013
    Maro, 2013
    Abril, 2013
    Maio, 2013
    Setembro, 2015
    Junho, 2013
    Julho, 2013
    Agosto, 2013
    Setembro, 2013
    Julho, 2016
    Outubro, 2013
    Novembro, 2013
    Dezembro, 2013
    Janeiro, 2014
    Fevereiro, 2014
    Maro, 2014
    Abril, 2014
    Maio, 2014
    Junho, 2014
    Julho, 2014
    Agosto, 2014
    Setembro, 2014
    Outubro, 2014
    Novembro, 2014
    Dezembro, 2014
    Janeiro, 2015
    Fevereiro, 2015
    Maro, 2015
    Abril, 2015
    Maio, 2015
    Junho, 2015
    Julho, 2015
    Outubro, 2015
    Novembro, 2015
    Dezembro, 2015
    Janeiro, 2016
    Fevereiro, 2016
    Maro, 2016
    Abril, 2016
    Maio, 2016
    Junho, 2016
    Agosto, 2016
    Setembro, 2016
    Outubro, 2016
    Novembro, 2016
    Dezembro, 2016
    Janeiro, 2017
    Fevereiro, 2017
    Maro, 2017
    Abril, 2017
    Maio, 2017
    Junho, 2017
    Julho, 2017
    Agosto, 2017
    Setembro, 2017
    Outubro, 2017
    Novembro, 2017
    Dezembro, 2017
    Janeiro, 2018
    Fevereiro, 2018
    Maro, 2018
    Abril, 2018
    Maio, 2018
    Junho, 2018
    Julho, 2018
    Agosto, 2018
    Setembro, 2018
    Outubro, 2018
    Novembro, 2018
    Dezembro, 2018
    Janeiro, 2019
    Fevereiro, 2019
    Maro, 2019
    Abril, 2019
    Maio, 2019
    Junho, 2019



    _______________________________________________________________
    .

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 31, 2007

    Prefeito Ruy Fernandes j despacha no novo Centro Administrativo. Desterro do Melo, a cidade dele, fica a 200 kms de Bh e 32 de Barbacena - no Caminho do Meio da Estrada Real na Zona da Mata de Minas Gerais.

                                                   PREFEITURA DE ENDEREO NOVO

    FAZENDO BEM FEITO

    Durante a ltima semana, as reparties que integram a estrutura administrativa do Governo Municipal foram transferidas para o mezanino do galpo que serve aos setores operacionais, no Centro Administrativo Prefeito Joo Benedito Amaral - Avenida Silvrio Augusto de Melo, s/n.
    J esto funcionando normalmente no local o Gabinete do Prefeito, a Procuradoria Jurdica, Contabilidade, Tesouraria, Gesto de Pessoal, Compras e Comunicao.
    O Siat foi transferido para a Praa Carlos Jaime, no primeiro andar do edifcio que serve Cmara Municipal.
    O prdio da antiga Prefeitura, situado na Rua Jaime Calmeto de Castro passar por reformas sendo remodelado para servir Educao. Com a finalizao das obras da nova biblioteca, a rea ser interliga antiga prefeitura, se transformando no Centro Educacional - um local preparado para atender com conforto os estudantes de toda a comunidade.
    Com a inaugurao da nova prefeitura (as obras j esto em fase final), o prefeito Ruy Fernandes vai transferir todos os setores para a nova rea, que, de acordo com o gestor, vai atender s necessidades da administrao pblica moderna.
    No aniversrio de 45 anos de emancipao poltico-administrativa de Desterro do Melo, em 01 de maro de 2008, o Governo do Municpio vai inaugurar todas as obras do Centro Administrativo, deixando-o totalmente pronto.

    FAZENDO BEM FEITO
    FAZENDO BEM FEITO
    FAZENDO BEM FEITO

    FAZENDO BEM FEITO
    FAZENDO BEM FEITO
    FAZENDO BEM FEITO


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 31, 2007

    Nosso BLOG DE NOTCIAS caminha rpido para os 400 mil acessos. Nmeros so do provedor TERRA. Agradeo sua leitura!




















    Posts:
     2.076

    Rascunhos:
     30

    Comentrios:
     44.780

    Visitas nicas:
     357.602

    Pageviews:
     364.076
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 31, 2007

    O COLRIO desta sexta-feira vem, mais uma vez, da coluna do nosso amigo Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.

                                                              
                                                         Gilmara Ferreira clicada na noite da Slim


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 31, 2007

    Giro pelo Interior. Sul de Minas aporesenta 6 propostas ao projeto "ICMS SOLIDRIO" do deputado Diniz Pinheiro do PSDB. Encontro foi em Itajub.

    Prefeitos e lideranas do Sul de Minas apresentaram seis sugestes de alterao ao Projeto de Lei (PL) 637/07, do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), que altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida como Lei Robin Hood, modificando os critrios de distribuio do Imposto de Circulao de Mercadorias e Servios (ICMS) entre os municpios mineiros. As propostas foram apresentadas nesta quinta-feira (30/8/07), em Itajub, durante o stimo encontro regional do Frum Tcnico ICMS Solidrio, cujo objetivo levantar contribuies de todo o Estado para aprimorar o projeto. O encontro foi no Anfiteatro Albert Sabin, na Faculdade de Medicina de Itajub, e contou com a presena de representantes de 37 municpios da regio, entre eles 16 prefeitos.
    O PL 637/07 divide os critrios de distribuio do imposto em econmicos, sociais solidrios e de compensao solidria. O que se pretende beneficiar os municpios que estejam abaixo da mdia per capita de ICMS do Estado, aumentando o repasse. Se aprovado, o projeto pode beneficiar 762 cidades, que abrigam cerca de 16 milhes de pessoas.
    As propostas apresentadas no Sul de Minas so: distribuir uma parcela do imposto para os municpios que desenvolvem aes que estimulam o crescimento econmico, gerao de emprego e distribuio de renda; contemplar projetos de educao no trnsito, para reduzir acidentes; estipular recursos para aplicao na educao bsica, com prioridade para os ensinos infantil e mdio; destinar algum percentual para investimentos no ensino profissionalizante; determinar que recursos para educao sejam aplicados no transporte escolar, especialmente na zona rural; e prever investimentos na qualificao profissional dos professores da rede pblica.
    O projeto recebeu apoio de todos os cerca de 100 participantes do encontro. Uma simulao realizada pela Consultoria da Assemblia Legislativa, com base nos valores do ICMS de abril deste ano, apontou que apenas dez dos mais de 150 municpios da regio perderiam repasse com as novas regras. Das 11 microrregies, nove teriam ganhos na apurao mdia: Andrelndia (17,18%), So Loureno (10,89%), Alfenas (6,52%), Itajub (6,17%), Varginha (4,36%), So Sebastio do Paraso (4,08%), Santa Rita do Sapuca (3,74%), Lavras (2,84%) e Pouso Alegre (2,13%). As microrregies de Passos e Poos de Caldas perderiam, respectivamente, 3,87% e 2,41%. No total, o Sul de Minas, que tem uma populao de 2,6 milhes de pessoas, teria um ganho mdio de 2,84%.
    Distribuio mais justa - O deputado Fbio Avelar (PSC), que presidiu a reunio e representou o presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), lembrou que a maioria das cidades mineiras sobrevive quase que exclusivamente do repasse do ICMS. Por isso, segundo o parlamentar, poucos municpios tm dinheiro suficiente para fazer os investimentos necessrios, em funo da injusta distribuio do imposto. "Este projeto quer incentivar o desenvolvimento, estimulando uma parceria entre o Estado e municpios com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da populao, com a distribuio mais equilibrada dos recursos entre as cidades mineiras", afirmou.
    Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), que foi relator do PL 637/07 na Comisso de Constituio e Justia, garantiu que o projeto vai beneficiar quase toda a regio Sul com o aumento de receita da maioria dos municpios, incluindo Itajub, que teria um ganho de 1,71 nos repasses. "O cerne do desenvolvimento do Estado est na distribuio tributria. O projeto dar a sustentabilidade necessria aos municpios mineiros".
    O deputado Carlos Mosconi (PSDB) tambm ressaltou a distribuio injusta dos tributos entre os municpios, lembrando que nessa esfera que ocorrem todos os problemas do cidado. "Esse encontro louvvel e mostra que o projeto vir fazer a justia que os municpios necessitam", disse o parlamentar.
    Autor do projeto, o deputado Dinis Pinheiro reclamou da excessiva concentrao de renda dos tributos: 70% da arrecadao fica com o governo federal, 20% com o estadual e apenas 10% com os municpios. " preciso diminuir as desigualdades sociais que ainda perduram. Existe uma minoria que detm muito dinheiro e poder poltico e insiste em manter o privilgio, de forma egosta". Citou como exemplo a diferena entre o municpio de Arapor, que tem 6 mil habitantes e arrecada R$ 1,3 milho por ms de ICMS, e Itajub, que arrecada pouco mais, R$ 1,5 milho, mas tem uma populao de 100 mil habitantes.
    O deputado admite que o projeto no conseguir solucionar todos os problemas, porque a Assemblia Legislativa s pode definir sobre a parcela do imposto que determinada pela Constituio. Ele defende que sejam alterados os critrios constitucionais, para permitir uma redistribuio ainda mais justa do imposto. "As cidades ricas, mesmo com a mudana, ainda continuaro ganhando muito", adverte.
    O prefeito de Itajub, Benedito Pereira dos Santos (DEM), acredita que o ICMS Solidrio abrir possibilidades de destinar recursos para o desenvolvimento de todos os municpios mineiros. "Somos favorveis a uma Minas Gerais mais justa e solidria".
    Presenas - Deputados Fbio Avelar (PSC); Dinis Pinheiro, (PSDB), 1 secretrio da Mesa; Dalmo Ribeiro Silva (PSDB) e Carlos Mosconi (PSDB). Alm dos citados na matria, tambm compuseram a mesa, o prefeito de Carmo da Cachoeira e presidente da Associao dos Municpios do Baixo Sapuca (Ambasp), Godofredo Jos Caldeira Reis; o prefeito de Tocos do Moji e presidente da Associao dos Municpios do Mdio Sapuca (Amesp), Antnio Rosrio Pereira; e o vereador Geraldo Jos Canha, que representou o presidente da Cmara de Itajub, Joo Vitor da Costa.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 30, 2007

    AGRONEGCIO MINEIRO: em julho o crescimento foi 4%. Amdia nacional no mesmo perodo - julho 2006/2007 - teve queda de 3%. Confira os nmeros da Secretaria de Comrcio Exterior do Ministrio de Desenvolvimento, Indstria e Comrcio.









                                  Exportaes do agronegcio mineiro superam mdia nacional

     

    As exportaes do agronegcio mineiro, em julho, cresceram 4% em relao ao mesmo perodo de 2006. As vendas no ms foram de US$ 393 milhes. J a mdia nacional apresentou queda de 3% nas exportaes de julho, que somaram US$ 5 bilhes. Os nmeros so da Secretaria de Comrcio Exterior, do Ministrio de Desenvolvimento, Indstria e Comrcio.
    A demanda internacional por alimentos est em crescimento. O pas todo se beneficia com esta situao. Mas atender s exigncias dos pases consumidores fundamental para conquistar o mercado mundial. Minas tem uma variedade de produtos muito grande. Alm disso, estamos investindo constantemente na qualidade e na segurana alimentar daquilo que produzimos, explica o secretrio de Agricultura, Pecuria e Abastecimento de Minas Gerais, Gilman Viana Rodrigues, que tambm preside a Comisso Nacional de Comrcio Exterior da Confederao Nacional de Agricultura (CNA).
    O caf, principal produto na pauta de exportaes do agronegcio mineiro, apresentou crescimento de 16% e contribuiu com quase a metade do valor das vendas do ms. A comercializao do produto, em julho, gerou US$ 173 milhes.
    Nos ndices de crescimento da pauta de exportao de Minas, o lcool se destaca com aumento de 110% no valor das vendas, chegando a US$ 19,9 milhes, enquanto as exportaes nacionais do produto, no mesmo perodo, despencaram 44%. O volume de vendas do lcool mineiro foi de 39 mil toneladas. Um aumento de 184% em relao a julho de 2006. J no pas, houve queda de 27%. O potencial para o crescimento da produo e exportao de etanol em Minas enorme. Alm da grande disponibilidade de rea para plantio da cana, sem reduo de outras culturas, o Estado est despertando o interesse de vrias indstrias de acar e lcool, comenta o secretrio.
    No setor de carnes, as vendas de carne de frango foram as que mais cresceram: 108% em valor (US$ 17 milhes) e 48% em volume (12,8 mil toneladas). A ausncia da gripe aviria no territrio nacional qualifica Minas e o pas como um fornecedor confivel, explica Gilman Viana. O setor de laticnios tambm se beneficiou com as exportaes: mesmo com a reduo de 19% no volume, em relao a 2006, as vendas de julho geraram US$ 5 milhes, um crescimento de 88%. Os preos tiveram boa recuperao no mercado interno e a demanda internacional est sendo muito grande, por causa da crise da produo leiteira em outros pases exportadores. Isso explica o aumento do valor das vendas, mesmo com a queda de volume exportado.
    Acumulado do ano
    No acumulado do ano, as exportaes do agronegcio de Minas tambm cresceram mais que a mdia nacional. Enquanto, no pas, as vendas nos primeiros sete meses aumentaram 16% em relao ao mesmo perodo de 2006, no Estado, o incremento foi de 18% e chegou a US$ 2,69 bilhes.
    Os destaques no perodo foram: carnes (37%), lcool (170%), laticnios (58%). J os setores que mais contriburam para o valor total das exportaes mineiras nos sete primeiros meses do ano  foram: caf (US$ 1,4 bilho), carnes (US$ 355 milhes), madeiras e subprodutos (US$ 304 milhes).




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 30, 2007

    Homenagem HOJE noite ao prefeito Fernando Pimentel.






    "Aqueles que fazem por Minas e pelo Brasil." Prefeito de BH, Fernando Pimentel ser homenageado, HOJE, dia 30, pelo Escritrio de Advocacia Dcio Freire & Associados.
    O evento especial ser no Nacional Club no bairro Cidade Jardim, aqui em BH. O advogado Dcio Freire, com a homenagem, reconhece o trabalho que o prefeito Pimentel faz na administrao da capital mineira. So esperados polticos, empresrios, advogados, deputados e homens de mdia para o coquetel.
    Infelizmente, no estarei presente, como gostaria, porque no mesmo horrio esterei ancorado solenidade em reunio especial no plenrio presidente JK pela TV Assemblia. Parabenizo o prefeito Fernando Pimentel pela merecida homenagem e desejo mais sucesso ainda na sua carreira poltica.









    Comentrios

    #1. celso Castilho de Souza - (celsocastilho@ccbe.com.br)
    Prezado Joo.

    Muito justa a homenagem que o Escritrio Dcio Freire,presta ao Prefeito da nossa cidade Fernando Pimentel.Presentemente fora de Belo Horizonte, no deixo de mencionar a importncia do Fernando Pimentel, nos locais em que me fao presente.No periodo que exerc o cargo de Secretrio de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais,mantive com o Prefeito e com a sua equipe convivncia profissional e harmoniosa.
    Celso Castilho de Souza
    Diretor Presidente do Consrcio Capim Branco Energia.
    Secretrio Executivo do Conselho de Desenvolvimento da Baia da Ilha Grande - RJ -


    1 comentrio                       



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 30, 2007

    Os BLOGS so um fenmeno que a cada dia chamam a ateno no mundo todo pela velocidade e pela diversidade de informaes que coloca na rede mundial de computao. O assunto hoje tema da rea acadmica. Nosso BLOG DE NOTCIAS chamou a ateno do curso de jornalismo da Estcio de S, aqui em BH. A estudante Juliana Fernandes nos mandou uma srie de perguntas, sobre nossa viso sobre os Blogs, para um trabalho acadmico da turma dela. Aproveitamos e publicamos a entrevista, aqui no nosso BLOG.

    Existem discusses sobre os blogs no sentido de que todos que possuem um blog podem se tornar "jornalistas" no processo de divulgao de informaes. Qual sua opinio sobre isso?

    R: Olha, acredito que ter um BLOG no significa que o cidado ou a cidad tenha uma formao jornalstica, esteja preparado para redigir tecnicamente uma notcia - que responda aos principios de Kipling - quem, quando, onde,como e por qu? Mas claro que um blogueiro tem mo uma ferramenta que democratiza o fluxo de informao, que deve ser livre e responsvel. Como afirma a pergunta "jornalistas" - entre aspas - ah, isso quem tem blog acaba parecendo ser, j que redige informaes, embora no possa ser registrado na Delegacia do Trabalho, como um jornalista, que tenha se formado em uma Faculdade como vocs esto fazendo em breve e ns j fizemos h muito tempo. bom destacar: na verdade quem tem um Blog no jornalista e sim blogueiro, uma nova funo que nasce com o surgimento da blogosfera. Mas virar jornalista s passando por uma Faculdade, claro.

    Voc acredita que a prtica dos blogs jornalsticos vai substituir o jornalismo tradicional?

    R: A curto prazo no. Mas medida que as novas geraes da internet forem surgindo, mais e mais, o caf da manh das famlias ser frente de um notebook ligado em um ou mais sites de notcias. Com isso, o jornlismo tradicional ter que oferecer esta opo do jornalismo eletrnico, j que o de papel, vai ficando defasado, esttico, com notcias de ontem, enquanto a internet tem a notcia do momento em que acontece.

    E um fenmeno j est ocorrendo: jornalista com bom nvel de informao e contando com um blog de notcias vem ocupando um espao independente, que assusta a mdia tradicional e que encanta um pblico leitor crescente na rede mundial de computao.

    Recomendo: vocs que esto quase se formando fiquem atentos. No h reserva de mercado na internet. Faam seus blogs, escrevam e busquem seus pblicos. moderno e uma forma de contrapor sua posio de joranlista com o do blogueiro, que se for competente vai ter um pblico fiel, que poderia ser o seu, formado em jornalismo.


    Voc criou um blogs que possui categorias, ou seja voc posta matrias sobre varias editorias. Voc faz todas as matrias? Como so seus critrios para definio das pautas?

    R: Nosso BLOG DE NOTCIAS tem seis editorias - poltica, economia, gente, entrevistas, artigos e geral. No fao  todas as matrias e sim, edito o material que est na rede, que est em outros sites como do governo do estado, dos poderes legislativo e judicirio. Recebo artigos especiais de profissionais que fazem parte de minha network e notcias enviadas por E-mail por diversas fontes. A pauta defino de acordo com a filosofia de nosso blog, que de NOTCIAS. Com isso, dou todas as informaes, que num critrio jornalstico - importncia social, poltica econmica - ajudem ao(a) leitora do BLOG a pensar o mundo, os fatos do momento e tirar sua concluso. O segredo est na velocidade da informao que publico no nosso BLOG DE NOTCIAS. Por exemplo: abro meu notebook e edito onde estiver a notcias que consigo levantar. A grande maioria da mdia tradicional s vai dar a notcias - quando d -  no jornal de papel do dia seguinte. Costumo dizer: se o mundo acabar, os jornais do dia seguinte(?) no vo dar o fato. J os blogs daro - em tempo real - todos os detalhes. Pensem nisso!


    Em sua opinio, quais a vantagens do blogs como ferramenta jornalstica? E as desvantagens?

    R: A principal vantagem a velocidade com que voc poder redigir uma notcia e/ou publicar uma foto, editar um vdeo. A segunda que voc pode empreender - ou seja, ser seu prprio patro. Ter seu "jornal" na internet a um custo operacional muito baixo. Voc poder virar um "nanoempresrio da blogosfera". Mas recomendo que faa um plano de negcios, tenha tempo disponvel para atualizar seu blog 24 horas por dia. Afinal a blogosfera um buraco negro que suga toda e qualquer informao que passa por perto.

    A desvantagem: que a cobrana interminvel. O leitor de um BLOG quer renovao constante, atualizao das notcias minuto a minuto. Quem no atualiza perde o leitor. Portanto, ser blogueiro exige empenho full time. Outra desvantagem a dificuldade captao de anncios para mater o BLOG e torn-lo rentvel, j que deve ser um empreendimento jornalstico como na mdia tradicional.

    RECOMENDO adquirir o livro BLOG do advogado, radialista e blogueiro americano Hugh Hewitt, para entender um pouco mais a revoluo que est em efervecncia no mundo da comunicao. Eu j comprei. L. E o tenho sempre em mos para me motivar e orientar como agir na blogosfera. 

    "A internet est transformando o jornalismo no s nas suas prticas cotidianas, mas tambm na sua natureza, isto , naquilo que se entende por jornalismo", Antonio Fidalgo.

    Gostaria que voc comentasse essa afirmao.

    R: claro que o mundo hoje outro. O jornalismo tradicional foi concebido para um tipo de tecnologia, que nem de longe, chega perto do arsenal que temos no mundo da internet. Isto est deixando a mdia tradicional em pnico. Est perdendo a hegemonia, num palavra, o controle da informao. Saimos do mundo da comunicao de massa, para a comunicao do um a um, do indivduo. E a ferramenta internet permite que cada um possa se expressar atravs, por exemplo de um BLOG - que disponibilizado pelos provedores a custo baixo e com extrema eficincia. Temos hoje uma rea de edio eletrnica de fcil acesso, bastando ter um login e uma senha. uma revoluo na comunicao mundial que ainda vai render muita anlise e transfo0rmar para sempre a maneira como se faz jornalismo. Para nossa profisso vejo o fato como positivo, j que se tivermos iniciativa e criatividade, podemos ter nosso prprio jornal eletrnico independente na internet. Mos obra, como fizemos h pouco mais de um ano: criamos o nosso BLOG DE NOTCIAS, trabalhamos fukll time nele e j conquistamos quase 400 mil acessos. E estamos crescendo.

    este o novo mundo do jornalismo. Quem no se adaptar, vai morrer profissionalmente!


    A internet no cria barreiras para nenhum tipo de informao, abordagem ou mesmo opinio. Diante disso, muitas pessoas que possuem blogs fazem deles grandes dirios. H tambm alguns jornalistas que aproveitam os blogs como colunas, onde predominam a opinio. Nessa viso, falando em termos de tica jornalstica, pode se dizer que as matrias no ficam comprometidas quando a credibilidade?

    R: Primeiro bom lembar que a palavra blog nova - na verdade surgiu do termo weblog usado como dirio pelos pesquisadores e professores do Vale do Silcio nos EUA a partir de 1999. Log, na verdade, era o dirio de bordo do capito do navio, o registro dia a dia do que ocorre na vida de cada um. S que agora o dirio est na rede mundial disposio de quem se identifique ou acredite no que est lendo.

    A questo da tica permeia tudo. E quando o leitor do BLOG percebe que est sendo enganado ele simplesmente deleta de sua lista de favoritos o "genial BLOG". a punio cabal para quem abusa da pacincia, alis, abusa da inteligncia do leitor. E bom destacar ainda que na internet s navega quem tem um nvel scio-econmico e social, um poder aquisitivo elevado, que lhe permite ter vrias fontes de notcias e de opinies. Outro detalhe: no se esqueam que ao escrever em seus BLOGS, sendo joranalista ou no, o indivduo tem responsabilidade tica e jurdica, j que poder estar gerando provas contra sim mesmo. Tudo poder ser usado depois por quem se julgar ofendido nos tribunais. Mas, a maior punio mesmo quando o blogueiro percebe que sua maravilhosa audincia se evaporou. Como? bom lembrar que quem tem blog recebe o servio dirio de estatstica com os nmeros de acessos ou da falta deles, de onde vem o acesso, tempo de durao, de que regio do Pas ou do mundo. Portanto, quem violar a tica estara no limbro, mais cedo ou mais tarde. Hoje cada vez mais cedo!

    O que voc acha dos grandes portais estarem chancelando os jornalistas blogueiros?

    R: Acho timo! Isto mostra que nossa categoria est conquistando um outro universo, que vem da rede mundial de computao. Que as empresas, nem todas claro, esto aproveitando a oportunidade de ter em seus quadros profissionais bem informados, com caractersticas individuais, com informantes que confiam neles e os abastecem de informaes vitais, que mantm o nvel de comunicao de seus blogs, sem as amarras das empresas. Outra coisa: ao invs de ter um blogueiro como concorrente - veja o caso do jornalista Ricardo Noblat: ele tinha um BLOG no Ig, com credibilidade conquistada ao longo de sua carreira nos grandes jornais do Pas. O que o jornal O Globo fez? Levou o Noblat para o jornal como atrao para seus leitores.

    EM TEMPO: espero e estou articulando para que algum jornal, aqui de Minas, faa um parceria com nosso BLOG DE NOTCIAS, o www.joaocarlosamral.com.br

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 30, 2007

    O casal GLOBAL Bonner e Ftima Bernardes - segundo a coluna do nosso amigo Csar Romero da Tribuna de Minas - estariam com um p em Juiz de Fora. Vai morar l, segundo a nota abaixo. Confira!

                                                                    Central de boatos
    Desde o final de semana circula nas mais diversas rodas um papo de que os globais Ftima Bernardes e Willian Bonner estariam de mudana para Juiz de Fora.
    Ontem, o boato ganhou novos ingredientes: que o casal nmero um do Jornal Nacional teria comprado um ap no luxuoso condomnio Belvedere, e que os filhos trigmeos Laura, Beatriz e Vincius j estariam sendo matriculados no Jesutas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 30, 2007

    PELO INTERIOR DE MINAS. Itajub, no sul de Minas, discute projeto "ICMS SOLIDRIO" do deputado Dinis Pinheiro, PSDB.

    A Assemblia Legislativa de Minas Gerais promove em Itajub, nesta quinta-feira (30/8/07), o stimo encontro regional do Frum Tcnico ICMS Solidrio. Especialistas, deputados e lideranas do Sul de Minas vo discutir com a populao propostas para aprimorar o Projeto de Lei (PL) 637/07, do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), que altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida como Lei Robin Hood. O encontro, que comea s 8h30, ser no Anfiteatro Albert Sabin, da Faculdade de Medicina de Itajub (Avenida Renn Jnior, 368 - Bairro Medicina).
    O PL 637/07 modifica os critrios de distribuio do Imposto sobre Circulao de Mercadorias e Servios (ICMS) entre os municpios mineiros, a partir da diviso em trs grupos, com base em critrios econmicos, sociais solidrios e de compensao solidria. O objetivo redistribuir uma parte do imposto, beneficiando cidades que estejam em situao desfavorvel em relao mdia per capita de ICMS do Estado. A previso de que 762 municpios sejam beneficiados com aumento de repasse, enquanto 91 perderiam recursos. "A proposta busca uma distribuio de recursos mais justa, mais humana e mais crist. O exerccio da vida pblica s tem significado se for voltado para as pessoas mais carentes. Esse projeto beneficia mais de 15 milhes de pessoas, um grande instrumento de transformao social", argumenta o autor do projeto.
    Simulao feita pela Consultoria da ALMG, com base nos valores do ICMS de abril deste ano, revela que apenas 10 municpios de toda a regio do Sul de Minas tero perdas, caso sejam modificadas as regras. Das 11 microrregies, nove teriam ganhos na apurao mdia: Andrelndia (17,18%), So Loureno (10,89%), Alfenas (6,52%), Itajub (6,17%), Varginha (4,36%), So Sebastio do Paraso (4,08%), Santa Rita do Sapuca (3,74%), Lavras (2,84%) e Pouso Alegre (2,13%). As microrregies de Passos e Poos de Caldas perderiam, respectivamente, 3,87% e 2,41%.
    Como um todo, o Sul de Minas, responsvel por uma populao de 2,6 milhes de habitantes, teria um aumento de arrecadao na ordem de 2,84%. O municpio que teria o maior ganho o de Toledo, que passaria de R$ 10,25 per capita, para R$ 12,21, um aumento de 19,11%. Por outro lado, Arceburgo teria uma reduo de 20,93% no repasse do imposto, caindo de R$ 25,69 para R$ 20,31 por pessoa.
    A programao do encontro em Itajub inclui exposies tcnicas sobre a Lei Robin Hood e sobre o projeto, alm de pronunciamentos e debates. Solicita-se que as sugestes para aprimoramento do PL 637/07 sejam apresentadas por escrito e, se possvel, em disquete ou CD, com o nome do proponente, telefone, endereo eletrnico e nome da instituio que representa. Todas as propostas sero consolidadas na etapa final do frum, em Belo Horizonte. A programao completa do Frum est disponvel no hotsite do evento, na pgina da Assemblia:
    ww.almg.gov.br.
    Previso legal - De acordo com a Constituio Federal, de todo o ICMS arrecadado no Estado, 25% destinam-se aos municpios. Desse montante, pelo menos 75% devem ser distribudos de acordo com o Valor Adicionado Fiscal (VAF), que retrata o movimento econmico do municpio, e o restante conforme determinar a lei estadual.
    Atualmente, o ICMS em Minas distribudo de acordo com os seguintes critrios e percentuais dos recursos destinados aos municpios: VAF (79,68%); rea geogrfica (1%); populao (2,71%); populao dos 50 municpios mais populosos (2%); educao (2%); produo de alimentos (1%); patrimnio cultural (1%); meio ambiente (1%); sade (2%); receita prpria (2%); cota mnima (5,5%); e municpios mineradores (0,11%). O clculo da parcela de cada municpio uma mdia aritmtica que leva em conta o desempenho do municpio e o peso de cada critrio.
    Projeto altera forma de distribuio do ICMS
    A proposta original do PL 637/07 distribuir, pelo critrio do VAF, o mnimo determinado pela Constituio Federal, que 75% - e no os 79,68% atuais. Assim, os 4,68% restantes sero redistribudos a partir de um novo critrio, chamado ICMS Solidrio. J os demais critrios no tero o ndice alterado, mas sero separados em dois grupos, um relativo a critrios econmicos e outro relativo a critrios sociais.
    Os critrios econmicos so o VAF (75% dos recursos), produo de alimentos (1%), meio ambiente (1%), receita prpria (2%) e municpios mineradores (0,11%). Os critrios sociais so rea (1%), populao (2,71%), populao dos 50 mais populosos (2%), educao (2%), patrimnio cultural (1%), sade (2%) e a cota mnima (5,5%). A diviso dos recursos ser feita em trs etapas. Todos os municpios participam da primeira fase, relativa aos critrios econmicos. Aqueles que apresentarem ndice de ICMS per capita igual ou superior mdia do Estado acrescida de 40% no participam da diviso de recursos do segundo grupo, com critrios sociais solidrios.
    Realizada essa nova distribuio, cada municpio alcana um novo valor per capita, que confrontado com o novo valor mdio do Estado. Apenas os municpios que ficarem abaixo da mdia do Estado acrescida de 40% seguem para a diviso de recursos do ICMS Solidrio. Essa parcela, instituda pelo PL 637/07, distribuda conforme a populao de cada municpio.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 29, 2007

    "Aqueles que fazem por Minas e pelo Brasil." Prefeito de BH, Fernando Pimentel ser homenageado, amanh, dia 30, pelo Escritrio de Advocacia Dcio Freire & Associados.

    O evento especial ser no Nacional Club no bairro Cidade Jardim, aqui em BH. O advogado Dcio Freire, com a homenagem, reconhece o trabalho que o prefeito Pimentel faz na administrao da capital mineira.
    So esperados polticos, empresrios, advogados, deputados e homens de mdia para o coquetel.
    Infelizmente, no estarei presente, como gostaria, porque no mesmo horrio esterei ancorado solenidade em reunio especial no plenrio presidente JK pela TV Assemblia.
    Parabenizo o prefeito Fernando Pimentel pela merecida homenagem e desejo mais sucesso ainda na sua carreira poltica.







    Comentrios

    #1. celso Castilho de Souza - (celsocastilho@ccbe.com.br)
    Prezado Joo.

    Muito justa a homenagem que o Escritrio Dcio Freire,presta ao Prefeito da nossa cidade Fernando Pimentel.Presentemente fora de Belo Horizonte, no deixo de mencionar a importncia do Fernando Pimentel, nos locais em que me fao presente.No periodo que exerc o cargo de Secretrio de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais,mantive com o Prefeito e com a sua equipe convivncia profissional e harmoniosa.
    Celso Castilho de Souza
    Diretor Presidente do Consrcio Capim Branco Energia.
    Secretrio Executivo do Conselho de Desenvolvimento da Baia da Ilha Grande - RJ -


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 29, 2007

    Os 150 anos do nascimento de Tephilo Otoni. Ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa, lanou o Selo Comemorativo em solenidade na cidade, com a presena da prefeita Maria Jos Haueuisen,do PT e do diretor dos Correios em MInas, Fernando Miranda.

    Em comemorao ao bicentenrio de nascimento do mineiro Tefilo Benedito Ottoni, os Correios lanaram selo comemorativo, no ltimo dia 23, no Automvel Clube, em Tefilo Otoni, regio nordeste de Minas Gerais. A solenidade, aconteceu s 15h30, e contou com as participaes do ministro de Estado das Comunicaes, senador Hlio Costa, da prefeita da cidade, Maria Jos Haueisen Freire e do diretor dos Correios em Minas Gerais, Fernando Miranda, dentre outras autoridades locais e parlamentares. Ainda em Tefilo Otoni, foi inaugurado um marco comemorativo aos 150 anos da Estrada Santa Clara-Filadlfia, projetada pelo homenageado e considerada a primeira estrada de rodagem do Brasil. No dia 24, a solenidade de lanamento do selo do bicentenrio foi no campus Serro, da PUC Minas e aconteceu s 19h30, contando tambm com as presenas de polticos locais.
    O selo
    Com arte final de Ricardo Cristofaro, o selo tem tiragem de 600 mil exemplares e valor facial de R$ 0,60. O selo enfatiza o rosto de Tefilo Ottoni voltado para o mapa do nordeste do estado de Minas Gerais, tendo no centro a presena do braso de Minas Gerais com a inscrio em latim Libertas Quae Sera Tamem. esquerda e abaixo, aparecem imagens que homenageiam a atuao social e empresarial de Tefilo Ottoni no Vale do Rio Mucuri, ndios Botocudos em atitude pacfica, com suas lanas em posio de descanso; o trajeto da estrada entre Filadlfia e Santa Clara junto a uma carroa, no sculo XIX, e o trajeto fluvial entre Santa Clara e Mucuri no qual se destaca a imagem de um barco a vapor. Foi utilizada tcnica de composio de desenhos e fotografias com tratamento de imagem realizado com tecnologia digital.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 29, 2007

    "FORO PRIVELEGIADO". O presidente da Assemblia Legislativa de Minas, deputado Alberto Pinto Coelho, participa, amanh, dia 30, em So Paulo do Programa "Opinio Nacional" da TV Cultura. O "Opinio Nacional" vai ao ar s 22h40m.

    Vo participar do debate no "Opinio Nacional", junto com o presidente da Assemblia de Minas, deputado Alberto Pinto Coelho, o deputado federal Paulo Renato, ex-ministro da educao no governo Fernando Henrique Cardoso; o presidente da Associao Brasileira de Magistrados, Rodrigo Collao; a cientista poltica Maria Teresa Sadek, a juza Denise Frossard e o presidente da OAB-SP, Luiz Flvio DUrso.
    O programa "Opinio Nacional" transmitido, ao vivo, a partir de 22h40m com uma hora e vinte minutos de durao.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 29, 2007

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.Vem a, em setembro, o Seminrio Mineiro da Minerao. Na foto os parlamentares e a equipe tcnica do Parlamento Mineiro discutem a estratgia e as aes que esto sendo implementadas para o Seminrio.

      


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 29, 2007

    De olho no plenrio da Asssemblia de Minas. Na pauta o PMDI - Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado, que prev investimentos do governo, mais a iniciativa privada, de 80 bilhes de reais at 2011. Confira detalhes na matria do www.almg.gov.br

    O Projeto de Lei (PL) 1.026/07, do governador do Estado, que aprova a atualizao do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI), foi discutido pelos deputados durante a Reunio Extraordinria do Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais, na manh desta quarta-feira (29/8/07). O projeto traz o conjunto de aes estratgicas de planejamento de mdio e longo prazos. O PMDI tem meta de investimentos de R$ 80 bilhes at 2011, sendo R$ 20 bilhes do Tesouro do Estado e o restante distribudo entre empresas pblicas e iniciativa privada.
    O deputado Antnio Jlio (PMDB) criticou o excesso de planos elaborados pelos governos. "Esses planos parecem estratgia de marketing para dar a iluso de que est sendo feita alguma coisa", afirmou. Para ele, a publicidade que feita no condiz com a realidade. "Os nmeros parecem mais importantes que os cidados", continuou. O deputado tambm no concorda com a contratao de consultores de outros Estados para elaborarem esses planos, porque acredita que eles no conhecem Minas Gerais o suficiente para isso.
    A opinio foi compartilhada pelo deputado Carlin Moura (PCdoB), para quem o projeto original do PMDI apresentava uma viso tecnicista, desconsiderando o histrico de planejamento do Estado. Ele elogiou o relator da matria, deputado Agostinho Patrs Filho (PV), que acatou emendas apresentadas pela Comisso de Participao Popular, acrescentando ao projeto a contribuio da sociedade.
    Deputado afirma que objetivo do projeto dar diretrizes
    J o deputado Lafayette de Andrada (PSDB) afirmou que o PMDI foi feito em grande parte a partir de dados tcnicos e estatsticos, mas que o plano para dar diretrizes e no para ter aplicao prtica, pontual e imediata. "Minas Gerais sai na frente ao ser o primeiro Estado a ter um plano para pensar o seu futuro", concluiu. O deputado Weliton Prado (PT) ressaltou que o PMDI no traz diretrizes para os servidores do Estado e, acompanhado pelos servidores da Educao que ocupavam as galerias do Plenrio, afirmou que a remunerao desses profissionais das mais baixas do Pas.
    Andrada respondeu que o PMDI no trata especificamente de servidor pblico e, diante de manifestaes das galerias, desafiou os presentes a apresentarem planilhas provando que os servidores federais, de qualquer categoria, foram mais beneficiados que os de Minas Gerais. "Precisamos buscar melhorias em cima da realidade", concluiu.
    Combate ao fumo - No incio da reunio, o deputado Fahim Sawan (PSDB) lembrou o Dia de Combate ao Fumo, comemorado nesta quarta. Ele ressaltou que existem hoje muitos mtodos para quem quer parar de fumar e informou que 5 milhes de pessoas morrem por ano, no mundo, por causa do cigarro. O deputado informou ainda que as trs principais causas de doenas so o cigarro, o consumo de lcool, e o fumo passivo.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 29, 2007

    AGORA OFICIAL: a partida entre BRASIL E ARGENTINA pelas eliminatrias da COPA DO MUNDO de 2014 ser no Mineiro, aqui em Belo Horizonte.









                            Minas recebe sinal positivo da Fifa para sediar jogos da Copa

     











    Wellington Pedro/Imprensa MG
     

    O governador de Minas Gerais, Acio Neves, recebeu, nesta tera-feira (28), em Belo Horizonte, integrantes da Comisso de Inspeo da Federao Internacional de Futebol (Fifa), que est no Brasil para avaliar as cidades-candidatas sede da Copa do Mundo de 2014. Aps visita tcnica ao estdio Magalhes Pinto (Mineiro), o governador obteve do chairman da Fifa, Hugo Salcedo, sinal positivo de que Minas Gerais poder receber jogos da Copa do Mundo de 2014, caso o Brasil seja escolhido como pas-sede do mundial. Acio Neves tambm recebeu, do presidente Ricardo Teixeira, a confirmao de que o Mineiro vai sediar, no ano que vem, a partida Brasil x Argentina pelas eliminatrias da Copa do Mundo de 2010.

    "Estou muito confiante de que a visita dos membros dessa comisso da Fifa pode deixar uma tima impresso do Estado que cresce na sua economia bem mais do que cresce o Brasil e tem diversificado as oportunidades para sua gente e que tem uma enorme tradio futebolstica. Espero que saiam daqui com uma tima impresso em relao a Minas Gerais", afirmou o governador, em entrevista.
    Aps o encontro, Acio Neves ressaltou que Minas est recebendo investimentos para se tornar uma potencial sede dos jogos e ser o primeiro estado brasileiro a adequar seu principal estdio para receber um mundial de futebol. O anncio do pas sede da Copa do Mundo de 2014 ser realizado em Paris, em outubro do ano que vem.
    "Minas se prepara para ser o primeiro estado brasileiro a ter seu estdio em condies adequadas de sediar os jogos da Copa do Mundo de 2014. Assim como temos sediados jogos das eliminatrias, queremos a prxima Copa do Mundo. Quero que o Mineiro seja o estdio brasileiro em melhores condies de receber no apenas os jogos da Copa do Mundo, mas de receber outros eventos e de receber jogos de qualquer nvel". disse.
    Complexo esportivo
    Segundo ele, os investimentos que o Estado tem feito na rea de infra-estrutura viria, hoteleira, segurana e hospitalar credenciam Minas a receber competies de nvel internacional. Alm disso, Acio Neves destacou que o projeto de modernizao dos estdios Mineiro e Mineirinho, localizados s margens da Lagoa da Pampulha, vai criar um amplo complexo esportivo em Belo Horizonte.
    "Os investimentos feitos j justificam que Minas seja uma sede importante, mas vamos fazer ainda, ao longo dos prximos trs anos, uma srie de investimentos importantes no complexo Mineiro e Mineirinho para transform-lo, repito, no primeiro complexo, e no caso do Mineiro, no primeiro estdio brasileiro em condies de sediar jogos da Copa do Mundo", afirmou.
    Acio Neves recebeu, no Palcio da Liberdade (foto), a Comisso de Inspeo da Fifa, e o presidente da CBF, ao lado do secretrio de Estado de Esportes e da Juventude, Gustavo Corra, e de dirigentes dos principais clubes mineiros. No encontro, o governador apresentou oficialmente a candidatura de Minas Gerais. Um vdeo apresentado aos convidados mostrou que o Estado dispe de infra-estrutura adequada para receber jogos internacionais, tem atrativos culturais e tradio esportiva.
    Acio Neves tambm apresentou o projeto de reforma do Mineiro e os Cadernos de Encargos de Minas Gerais apresentados CBF. Ele recebeu do chairman da Fifa um distintivo da instituio e retribuiu a ele com uma pea do artesanato do Vale do Jequitinhonha.
    Conforto e segurana
    No Mineiro, Acio Neves e a comitiva visitaram as instalaes internas, arquibancadas e o gramado. Eles sobrevoaram de helicptero a regio do entorno do estdio que tambm deve ser readequada. Pelo projeto em estudo, o governo do Estado pretende buscar parceiros no setor privado para ampliar a arquibancada e a cobertura do estdio e rebaixar o gramado, permitindo mais conforto e segurana aos torcedores.
    Tambm prope melhorias para o entorno do estdio, onde esto previstos novos estacionamentos e a criao de espaos para atividades destinadas aos setores social e comercial. Uma proposta de projeto para a reforma dos estdios est sendo elaborada pela equipe responsvel pela modernizao do estdio de Wembley, na Inglaterra.
    "Queremos um projeto definitivo para esta regio com as preocupaes ambientais naturais e, sobretudo, buscando desenvolver esta regio. Apresentaremos um projeto de utilizao inclusive de parte do espao em torno do Mineiro para investimentos comerciais que possam permitir tambm usos alternativos, no apenas ao estdio, mas a essa regio. uma regio de altssimo poder aquisitivo, o que nos d uma segurana de que teremos importantes interessados", afirmou o governador.
    A comitiva da Fifa ainda levantou informaes sobre o estdio, os locais de treinamento, hotis, aeroportos, transporte e instalaes mdico-hospitalares e ainda visitaram as instalaes do Expominas, o Centro de Treinamento do Cruzeiro (Toca da Raposa II) e o Centro de Treinamento do Atltico (Cidade do Galo). Sobre a visita a Belo Horizonte, Hugo Salcedo afirmou que a impresso foi positiva. "Queramos conhecer esse estado e agradecemos toda a boa recepo. A primeira impresso que tivemos de Minas Gerais muito boa e muito positiva", disse.
    A comitiva da Fifa composta pelo chairman Hugo Salcedo, por Jaime Biron, responsvel pela avaliao da rede hoteleira e da infra-estrutura de transportes; Walter Gagg, que avalia os estdios e as condies de segurana; alm de Jorge Batista, responsvel pela imprensa, e o secretrio-geral da comitiva Jaime Yarza. Tambm estiveram presentes o secretrio de Estado de Esportes e Juventude, Gustavo Correa, e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira.
    Eliminatrias
    Durante a visita, o presidente da CBF confirmou que a partida entre Brasil e Argentina, pelas eliminatrias da Copa do Mundo de 2010 ser realizada no Mineiro, no prximo ano. Ser a segunda vez consecutiva que o clssico, vlido por eliminatrias, ser disputado em Minas Gerais. Em 2004, o Brasil venceu a Argentina por 3 a 1, no Mineiro.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 29, 2007

    De olho na poluio que as mineradoras provocam em Congonhas. A Comisso de Meio Ambiente da Assemblia de Minas aprovou requerimento do deputado Wander Borges, do PSB, para a realizada de Audincia Pblica para avaliar situao. Confira outras decises sobre o meio ambiente tomadas hoje pela Comisso.

    A Comisso de Meio Ambiente e Recursos Naturais da Assemblia Legislativa de Minas Gerais discutir, em audincia pblica, os problemas relacionados com a poluio atmosfrica em Congonhas, causada pela poeira gerada com o transporte de minrio na regio. Os deputados querem colher sugestes de como reduzir os impactos dessa atividade. O requerimento para realizao da audincia, do deputado Wander Borges (PSB), foi aprovado na reunio da comisso desta quarta-feira (29/8/07). Segundo notcias veiculadas pela imprensa, destaca o parlamentar, a explorao mineral seria feita pela Companhia Siderrgica Nacional, Companhia de Fomento Mineral e Participaes e Vale do Rio Doce. A data do debate ainda ser agendada.
    Outro requerimento aprovado, do deputado Joo Leite (PSDB), trata de audincia pblica para debater o projeto de construo de barragem no rio Preto, em So Gonalo do Rio Preto, e os impactos socioambientais do empreendimento. A audincia atende a uma solicitao dos vereadores do municpio, que esto preocupados com possveis danos flora e fauna e s praias de gua doce hoje localizadas abaixo do local da barragem.
    Rola Moa e Calada - Os deputados da comisso vo solicitar, ainda, ao Instituto Estadual de Florestas (IEF) a realizao de estudos tcnicos e a delimitao cartogrfica (memorial descritivo) da Serra da Calada. Requerimento nesse sentido tambm foi aprovado. Esse trabalho contribuir para subsidiar a anlise, pela Comisso de Meio Ambiente, do Projeto de Lei (PL) 1.304/07. De autoria do deputado Dlio Malheiros (PV), a proposio integra a Serra da Calada ao Parque Estadual da Serra do Rola-Moa. Esse projeto foi anexado ao PL 124/07, do deputado Ivair Nogueira (PMDB), que pretende alterar as dimenses e limites do Rola-Moa, diminuindo em 6,5% a rea do parque.
    Tambm foram lidos requerimentos, a serem votados na prxima reunio, que tratam de audincias pblicas para discutir o zoneamento ecolgico e econmico do Estado e suas influncias no Plano Diretor Metropolitano (do deputado Wander Borges); e o Pacto Verde ou Pacto pela Sustentabilidade, proposto pela Associao Mineira de Silvicultura, que se refere ao consumo, pelas empresas do setor, de rvores procedentes exclusivamente de florestas plantadas (do deputado Dalmo Ribeiro Silva, do PSDB).Presenas - Deputados Svio Souza Cruz (PMDB), Fbio Avelar (PSC), Ronaldo Magalhes (PSDB), Wander Borges (PSB) e Rmulo Veneroso (PV).




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 28, 2007

    TV DIGITAL chega em dezembro. Ministro Hlio Costa anuncia que os paulistas sero os primeiros brasileiros a poder assistir TV pelo celular.

    O Brasileiro vai assistir TV pelo aparelho celular a partir de dezembro. O anncio do ministro das Comunicaes, Hlio Costa.
    No final do ano, quando comeam as transmisses de TV Digital no Brasil, os paulistanos podero assistir ao desenho do Bob Esponja no celular. Na ltima semana, durante evento do qual participou em So Paulo, o ministro das Comunicaes, Hlio Costa, mostrou um aparelho japons que recebia um sinal digital transmitido pela Globo de dentro de um elevador.
    So trs os aspectos importantes do sistema de TV Digital adotado pelo Brasil: mobilidade, podendo ser assistida em trnsito no carro ou no nibus; a portabilidade, estando disponvel na tela do celular; a interatividade, o usurio poder definir suas preferncias quanto a programao e fazer uso de servios disponibilizados pelas emissoras de TV. Com os recursos da TV Digital disponveis no celular, o usurio poder interagir com a programao de uma emissora. Alm de acompanhar a transmisso ao vivo, ser possvel, por exemplo, assistir a uma novela acessando informaes sobre os personagens sobre ou o resumo do captulo anterior, ou ainda, ver os melhores momentos de uma partida de futebol.
    O telespectador tambm poder comprar os produtos relacionados ao programa a que est assistindo. O sonho virou realidade, disse Helio Costa sobre o sistema NipoBrasileiro de TV Digital que, ao longo de 2008, vai estar disponvel para todo o Brasil.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 28, 2007

    TRAGDIA na Cadeia de Ponte Nova, onde morreram queimados 25 presos este ms. Comisso de Direitos Humanos vaio amanh cidade em busca de esclarecimentos. Ser feita Audincia Pblica, s 13 horas, na Cmara Muncipal de Ponte Nopva. O secretrio de Defesa Social, Maurcio Campos confirmou presena. Confira detalhes!

    A Comisso de Direitos Humanos da Assemblia Legislativa de Minas Gerais estar em Ponte Nova, na Zona da Mata, nesta quarta-feira para debater, em audincia pblica, a situao da guarda dos presos na cadeia pblica da cidade e obter esclarecimentos sobre a morte de 25 detentos, aps rebelio e incndio ocorridos na madrugada do ltimo dia 23. A audincia, solicitada pelos deputados Luiz Tadeu Leite (PMDB) e Ruy Muniz (DEM), ser na Cmara Municipal de Ponte Nova (Av. Dr. Cristiano de Freitas Castro, 74), s 13 horas, e ter a participao do secretrio de Estado de Defesa Social, Maurcio de Oliveira Campos Jnior, que j confirmou presena.
    Para o deputado Luiz Tadeu Leite, nesta quarta-feira os deputados tero a oportunidade de debater com o secretrio o atual sistema prisional do Estado. "Embora o nvel de segurana do nosso sistema prisional seja bem confivel, precisamos estar atentos para que tragdias como essa no se repitam", afirmou. "A morte dos presos de Ponte Nova a segunda maior tragdia do sistema prisional registrada no Brasil, perdendo apenas para a do Carandiru", continuou o deputado. Ele alertou ainda para a necessidade de transferncia do controle das unidades prisionais para a Secretaria de Defesa Social. A cadeia de Ponte Nova uma das que ainda esto sob a responsabilidade de policias civis e militares.
    Na reunio da Comisso de Direitos Humanos da ltima quinta-feira (23), o presidente da comisso, deputado Durval ngelo (PT), afirmou que em maio, na ltima das trs visitas da comisso cadeia, os presos apresentaram denncias de superlotao e ameaas de morte e, em outro encontro, familiares dos detentos alertaram sobre os perigos da guerra entre gangues dentro e fora da cadeia. O deputado Ruy Muniz lembrou tambm a importncia de os familiares dos presos acompanharem periodicamente a situao das cadeias e cobrarem do Estado as providncias necessrias.
    Convidados - Alm do secretrio de Defesa Social, foram convidados para a reunio de Ponte Nova o subsecretrio de Administrao Prisional da Secretaria de Estado de Defesa Social, Genilson Ribeiro Zaferino; o chefe da Polcia Civil, Marco Antnio Monteiro Castro; e o delegado de Polcia da Cadeia Pblica da Comarca de Ponte Nova, Wanderley Jos Miranda
    .


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 28, 2007

    TELEFONES ESPECIAIS, com teclado de texto. Ao do ministro Hlio Costa vai beneficiar cerca de 800 Instituies, que cuidam de deficientes auditivos, em todo o Pas.

     

    Deficientes auditivos sero
    primeiros beneficiados pelo Fust

    Programa acaba de ser ratificado pela Anatel. Recursos sero
    utilizados para implantar terminais telefnicos especiais

     Cerca de 800 instituies de apoio a deficientes auditivos sero as pioneiras na utilizao dos recursos do Fust (Fundo para a Universalizao dos Servios de Telecomunicaes). Elaborado pelo Ministrio das Comunicaes, o programa vai fornecer equipamentos terminais os chamados TDDs e isentar as instituies do pagamento da assinatura bsica.
    O termo de obrigao que viabiliza a utilizao dos recursos no projeto foi aprovado pelo Conselho Diretor da Anatel. Trata-se de uma grande vitria para o Ministrio das Comunicaes. S agora, oito anos aps a instituio do Fust, conseguimos utilizar os recursos. O Plano de Metas inclui outros oito projetos. Estamos trabalhando para concretiz-los tambm, comemora o ministro Hlio Costa.
    Os recursos sero aplicados pela Anatel e vo atender s instituies durante cinco anos. Este ano, o oramento federal destinou R$ 7 milhes para projetos de universalizao. Os beneficiados foram escolhidos pela Coordenao Nacional para a Integrao da Pessoa Portadora de Deficincia da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidncia da Repblica (CORDE/SEDH). At dezembro, cerca de 200 instituies sero atendidas. 
    Telefones especiais
    Os TDDs, tambm chamados telefones de texto, trazem um teclado para permitir que os deficientes auditivos se comuniquem normalmente

    .

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 28, 2007

    HOJE na Assemblia Legislativa de Minas.








    Constituio e Justia analisa hoje (28) projeto que vincula servidores designados da Educao a regime previdencirio

    A Comisso de Constituio e Justia rene-se hoje (28), a partir das 9h30, para emitir parecer sobre o Projeto de Lei Complementar (PLC) 27/07, do governador, que institui a Unidade de Gesto Previdenciria Integrada (Ugeprevi) e o Conselho Estadual de Previdncia do Estado de Minas Gerais. O projeto, que tem causado polmica entre servidores civis e militares do Estado, prope, entre outras coisas, a vinculao dos servidores designados da Educao e os de funo pblica ao novo regime previdencirio. O relator, deputado Neider Moreira (PPS), reuniu-se com representantes do Ipsemg e da Seplag na tera-feira passada (21) e afirmou que vai apresentar um substitutivo na comisso para preservar o Ipsemg e do IPSM.Constituio e Justia rene-se hoje (28), a partir das 9h30, para emitir parecer sobre o Projeto de Lei Complementar (PLC) 27/07, do governador, que institui a Unidade de Gesto Previdenciria Integrada (Ugeprevi) e o Conselho Estadual de Previdncia do Estado de Minas Gerais. O projeto, que tem causado polmica entre servidores civis e militares do Estado, prope, entre outras coisas, a vinculao dos servidores designados da Educao e os de funo pblica ao novo regime previdencirio. O relator, deputado Neider Moreira (PPS), reuniu-se com representantes do Ipsemg e da Seplag na tera-feira passada (21) e afirmou que vai apresentar um substitutivo na comisso para preservar o Ipsemg e do IPSM.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 27, 2007

    Programa "TIM Estado de Minas Gerais Escritores" leva frei BETO a Barbacena. Ser amanh, dia 28 na Escola Agrotcnica Federal. Notcia vem do site www.barbacenaonline.com.br. (Vale conferir!).













    O programa Tim Estado de Minas Grandes Escritores traz a Barbacena, no dia 28 de agosto, o escritor Frei Betto. O evento, marcado para 19h30, na Escola Agrotcnica Federal, com entrada franca, continuidade da iniciativa de tornar conhecidos os grandes nomes da literatura contempornea e incentivar a leitura. O programa j trouxe a Barbacena outros escritores como Nelson Motta, Ziraldo e Alcione Arajo.

    Prmios literrios e condecoraes: sempre presentes na biografia do escritor
    Autor de 53 livros, editados no Brasil e no exterior, Frei Betto nasceu em Belo Horizonte e estudou jornalismo, antropologia, filosofia e teologia. Frade dominicano e escritor, ele ganhou em 1982 o Jabuti, principal prmio literrio do Brasil, concedido pela Cmara Brasileira do Livro, por seu livro de memrias Batismo de Sangue.


    Divulgao









    Frei Betto estar em Barbacena dia 28, tera-feira, no auditrio da Escola Agrotcnica Federal






    No mesmo ano foi eleito Intelectual do Ano pelos escritores filiados Unio Brasileira de Escritores, que lhe deram o prmio Juca Pato por sua obra Fidel e a religio.
    Seu livro A noite em que Jesus nasceu ganhou o prmio de "Melhor Obra Infanto-Juvenil" de 1998, concedido pela Associao Paulista de Crticos de Arte. Em 2005, o jri da Cmara Brasileira do Livro premiou-o mais uma vez com o Jabuti, agora na categoria Crnicas e Contos, pela obra Tpicos Tipos perfis literrios.

    Destaque tambm na atuao poltica

    Frei Betto foi coordenador da Articulao Nacional de Movimentos Populares e Sindicais, participou da fundao da Central nica dos Trabalhadores e da Central de Movimentos Populares. Prestou assessoria Pastoral Operria do ABC (So Paulo), ao Instituto Cidadania (So Paulo) e s Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Foi tambm consultor do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Em 2003 e 2004 atuou como Assessor Especial do Presidente da Repblica e coordenador de Mobilizao Social do Programa Fome Zero. Seus livros mais recentes so "A mosca azul reflexo sobre o poder" e "Calendrio do poder".
    Em 1987, Frei Betto recebeu o prmio de Direitos Humanos da Fundao Bruno Kreisky, em Viena. Em 1990, ganhou o prmio Dom Oscar Romero da Fundao Georg Fritze, concedido por Igrejas protestantes da Alemanha. Ele integrou, por cinco anos (1991-1996), o conselho da Fundao Sueca de Direitos Humanos. Em 1996, recebeu o Trofu Sucesso Mineiro, da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte. Na Itlia, foi a primeira personalidade brasileira a receber o prmio Paolo E. Borsellino por seu trabalho em prol dos Direitos Humanos.
    Em 1998 Frei Betto foi homenageado com o Prmio CREA/RJ de Meio Ambiente, e ganhou a Medalha Chico Mendes de Resistncia, concedida pelo Grupo Tortura Nunca Mais. Prmio Jabuti, ano 2000, pela obra coletiva Mysterium Creationes - Um olhar interdisciplinar sobre o Universo. No mesmo ano, recebeu do governo de Cuba a Medalha da Solidariedade e dos Conselhos de Psicologia do Brasil o Trofu Paulo Freire de Compromisso Social/2000. Recebeu, em 2004, a Ordem do Mrito Ministrio Pblico do Distrito Federal e Territrios. Em 2005, numa iniciativa da UNESCO, Associao Brasileira de Imprensa e jornal Folha Dirigida foi eleito uma das 13 Personalidades Cidadania 2005. Em 2006 recebeu do Instituto Cidado a Medalha do Mrito Dom Helder Cmara em reconhecimento aos relevantes servios prestados Nao, na preservao e fiscalizao da gesto pblica moral e legal.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 27, 2007

    Presidente do Tribunal de Justia de Minas, desembargador Orlando Ado de Carvalho, vai Assemblia amanh, s 10 horas, para detalhar projeto sobre a Organizao Judiciria do Estado. Ser no Salo Nobre do Palcio da Inconfidncia, sede do Poder Legislativo.

    Representantes do Tribunal de Justia de Minas Gerais (TJMG) renem-se nesta tera-feira (28/8/07) com os membros da Mesa e do Colgio de Lderes da Assemblia Legislativa de Minas Gerais para tratar do Projeto de Lei Complementar (PLC) 26/07, que atualiza a organizao judiciria do Estado. A reunio ser s 10 horas, no Salo Nobre da ALMG, e o presidente do TJMG, desembargador Orlando Ado de Carvalho, esperado para explicar os pontos principais do PLC 26/07.
    O projeto foi encaminhado ALMG em julho e j tem relator nomeado na Comisso de Constituio e Justia (deputado Dalmo Ribeiro Silva, do PSDB). Ele deve passar ainda pelas Comisses de Administrao Pblica e de Fiscalizao Financeira e Oramentria antes de ir a votao em Plenrio em 1o turno.
    Com 53 artigos, o PLC 26/07 promove diversas alteraes na estrutura do Poder Judicirio estadual. O texto original prev a criao de 210 cargos de juiz para atuar nas 210 novas varas que se pretende criar. O projeto tambm estabelece novo critrio de classificao das comarcas de entrncia especial. O objetivo enquadrar nessa categoria as comarcas dos municpios com mais de 250 mil habitantes (Belo Horizonte, Betim, Contagem, Governador Valadares, Ipatinga, Juiz de Fora, Montes Claros, Ribeiro das Neves, Sete Lagoas, Uberaba e Uberlndia).
    Seriam criadas as comarcas de Juatuba (Regio Metropolitana de Belo Horizonte) e Fronteira (Tringulo). O texto no prev a extino de comarcas e varas ociosas, ao contrrio da proposta anterior de reorganizao judiciria (PLC 87/06, arquivado ao final da legislatura passada). O PLC 26/07 tambm prev a extino das circunscries judicirias metropolitanas de Belo Horizonte e do Vale do Ao, onde todas as comarcas so classificadas como de entrncia especial, independentemente da populao. Alm disso, divide o Estado em quatro circunscries judicirias militares.
    Outra novidade proposta pelo PLC 26/07 a criao do Sistema de Juizados Especiais, em que uma nica secretaria poder atender at trs juzes, permitindo melhor aproveitamento de recursos humanos. O TJMG tambm pretende criar o Juizado de Violncia Domstica e Familiar contra a Mulher em Belo Horizonte. Outra alterao proposta a vinculao das varas do idoso s da infncia e juventude.
    Na ltima quinta-feira (23), o presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), recebeu representantes da Associao dos Magistrados Mineiros (Amagis), que apresentaram uma pauta de reivindicaes. Eles defendem que o PLC 26/07 contemple a ampliao do nmero de comarcas de entrncia especial, o pagamento de dirias e despesas de transporte para juzes, a criao de gratificao por acmulo de atribuies e a garantia de assessores para todos os magistrados.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 27, 2007

    O ministro CARLOS MRIO VELOSO almoava neste domingo no Restaurante do Porto no bairro de Lourdes aqui em BH. Aproveitamos para conversar com ele sobre a vida profissional, as novas tecnologias disposio pela Internet e o novo mundo que se abre para quem j se aposentou como ele - compulsoriamnte aos 70 anos pelo STF - mas que continua a atuar com pleno vigor intelectual na rea advocatcia. Foi uma conversa e tanto, que compartilho com voc, que nos prestigia lendo nosso BLOG DE NOTCIAS.


    O ministro CARLOS MRIO VELOSO - um simptico mineiro nascido em Entre Rios de Minas, perto de So Joo del Rey - estava acompanhado da filha, Maria Rita e do marido dela e  um casal de filhos.
    Eu e minha mulher, a decoradora Cida Amaral, fomos cumpriment-los, no final do almoo - que na verdade parecia um jantar - no excelente Restaurante do Porto na rua Esprito Santo em Lourdes. Eram quase 17 horas. 

    Relembramos os tempos, em que eu como reprter da Rede Globo e ele como presidente do TSE, implantou com ousadia, o sistema de votao e apurao eletrnica de votos - e o entrevistamos vrias vezes. Elogiei a deciso dele de continuar a emprestar seu saber jurdico, agora como advogado, atuando em Braslia e aqui em BH. O ministro se aposentou pelo STF pela compulsria - ao fazer 70 anos de idade.

    Do Restaurante do Porto ele estava de sada  para pegar a mala e seguir para Braslia no vo de 20:30, saindo de Confins. Destacou que com Linha Verde, quase pronta, chegar ao Aeroporto presidente Tancredo Neves est ficando a cada dia mais rpido.

    Falamos sobre  neurocincia. Ele revelou que que para manter a memria afiada se dedica todas manhs a estudar ingls, memorizar novas palavras. Concordei com ele, que um timo exerccio, que promove a chamada neurbica - um exerccio das conexes cerebrais. Eu o ministro concordamos tambm que ler outro exerccio extraordinrio para nos manter com uma memria " na ponta dos cascos", como se diz na roa. Afinal, completei :  LDERES SO LEITORES.

    Falei sobre nosso BLOG DE NOTCIAS e o do crescimento do nmero de leitores pela Internet.( vamos ultrapasar os 500 mil acessos, at meados de outubro).Disse ao ministro Carlos Veloso, que muitos colegas dele de Direito, como o juiz aposentado e atualmente advogado de empresas, dr. Expedito Euzbio da Silva,(o ministro elogiou o dr. Expedito por sua competncia), esto lincados com nosso BLOG, aqui e fora do Pas,(caso do diplomata Joo Batista Rosa, Embaixador do Brasil em Guin Bissau e Trindade Canado da Corte Interamericana de Direitos Humanos na Costa Rica, s para citar dois exemplos).Tudo graas ao empenho do dr. Expedito, que passa E-mails para seus 250 colegas formados pela Faculdade de Direito da UFMG anunciando que nosso BLOG d cobertura aos eventos da turma, como fizemos no final do ano passado, quando completaram 35 anos de formados.

    Nos despedimos e ele me chamou de JC - como costuma chamar o neto dele - o Joo Carlos - um rapaz de 16 anos de idade, que o ministro nos confessou torcer para que siga a carreira jurdica como o av! Brinquei: todos ns pais fazemos assim. Mas, nem sempre conseguimos nosso intento. Citei meu caso. Sou jornalista, mas dos meus trs filhos - dois rapazes e uma moa - nenhum fez jornalismo. Jlio Csar Engenheiro de Sofware formado pela PUC. Trabalha na rea de Tecnologia da Informao da OI, aqui em BH. O Eduardo formou-se em publicidade no UNI-BH - o mais prximo da minha rea de Humanas - ( trabalha na BIG Grandes Idias) e a Natlia comeou o curso de Engenharia Ambientalo na FUMEC!

    Concordamos - eu e o ministro Carlos Veloso - que o fundamental mesmo que sejam felizes na profisso que escolheram! Mas que se o JC seguisse a profisso do av na rea jurdica seria timo, ah isso seria! -  concordou o ministro Veloso. Rimos muito! E nos despedimos. Aproveitei e fiz um pedido ao ministro. Ele nos prometeu enviar artigos para nosso BLOG DE NOTCIAS.
    Fiquei muito honrado!

    EM TEMPO:
    Abaixo FOTO do arquivo do nosso BLOG DE NOTCIAS: o casal Arnando Oliveira/Aurinha e o ministro Carlos Mrio Veloso, que prestigiou em julho de 2006, a solenidade de entregue do Ttulo de Cidado Honorrio de BH ao editor jurdico Arnando Oliveira da Editora Del Rey.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 27, 2007

    Discusso do projeto "ICMS SOLIDRIO" do deputado Dinis Pinheiro ser em duas cidades do interior esta semana. Em Governador valadares e Itajub.

                         Ituiutaba, Valadares e Itajub recebem a ALMG nesta semana

    Na semana de 27 a 31 de agosto, nove reunies com convidados esto previstas na agenda da Assemblia Legislativa de Minas Gerais, sendo uma delas em Ituiutaba, no Tringulo Mineiro. Outras duas cidades recebem os deputados: Governador Valadares e Itajub, onde acontecero dois encontros regionais do Frum Tcnico ICMS Solidrio.

    As comisses de Sade e de Educao, Cincia, Tecnologia e Informtica realizam uma reunio em conjunto nesta tera-feira (28), s 10 horas, no Auditrio, para debater o Projeto de Lei (PL) 898/07, do deputado Dlio Malheiros (PV), que probe a venda de frituras, salgadinhos, refrigerantes e outros produtos nas escolas mineiras. Os secretrios de Estado de Sade, Marcus Pestana, e de Educao, Vanessa Guimares Pinto, entre outros especialistas das reas de sade e educao, esto entre os convidados. O autor do requerimento para a reunio do prprio autor do projeto

    No mesmo dia, a Comisso de Administrao Pblica debate com convidados o credenciamento de clnicas de psicologia e medicina de trnsito junto ao Detran. O deputado Ademir Lucas (PSDB) o autor do requerimento. A reunio acontece s 14h30, no Auditrio.

    Na quarta-feira (29), quatro reunies com convidados esto agendadas. A primeira ser s 9h15, no Plenarinho I. A Comisso de Sade quer apurar denncia de que unidades da Fhemig, do Ipsemg e das unidades de oncologia do SUS estariam utilizando medicamentos importados ineficazes para o tratamento de cncer. O deputado Carlos Mosconi (PSDB) foi quem pediu a reunio.

    s 9h30, a Comisso de Segurana Pblica visita, a requerimento do seu presidente, deputado Sargento Rodrigues (PDT), um terreno do Instituto de Previdncia Social dos Militares de Minas Gerais (IPSM). O objetivo conferir a denncia de que o local (rua dos Paraguaios, 97 - bairro Jardim Vitria, em Belo Horizonte) estaria sendo utilizado como esconderijo de bandidos e para o desmonte de veculos.

    Atendendo a requerimento dos deputados Antnio Jlio (PMDB) e Lafayette de Andrada (PSDB), a Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria discute com autoridades do setor ambiental o Decreto 44.309, de 2006, que estabelece, entre outras providncias, normas para o licenciamento ambiental e a autorizao ambiental de funcionamento. A audincia ser no Plenarinho II, s 15 horas.

    J no Plenarinho I, s 15h30, acontece a reunio da Comisso de Trabalho, da Previdncia e da Ao Social, cujo objetivo discutir formas de incentivo ao voluntariado no Estado. O requerimento da deputada Rosngela Reis (PV).

    Trs reunies com convidados na Assemblia acontecem na quinta-feira (30). A Comisso de Turismo, Indstria, Comrcio e Cooperativismo pretende ouvir diversas autoridades, entre elas o secretrios de Estado de Desenvolvimento Econmico, Mrcio Arajo de Lacerda, e de Fazenda, Simo Cirineu Dias, sobre a proibio da apropriao e transferncia de crditos relativos a impostos includos no Simples Nacional. O autor do requerimento o deputado Vanderlei Miranda (PMDB).

    J a Comisso de Sade debate os problemas enfrentados pelos municpios que no contam com mdicos legislas. Na reunio, os deputados pretendem tambm esclarecer os motivos para a demora no atendimento de pedidos de autpsia feitos juntos Polcia Civil. A reunio, a requerimento do deputado Ruy Muniz (DEM), ser no Plenarinho I, s 10 horas.

    Ainda na quinta-feira, s 10 horas, a Comisso de Direitos Humanos estar em Ituiutaba para obter esclarecimentos sobre a atuao de milcias armadas em duas fazendas do municpio, que teriam ameaado e agredido trabalhadores rurais sem-terra. O requerimento do presidente da comisso, deputado Durval ngelo (PT).

    ICMS Solidrio - O Frum Tcnico ICMS Solidrio, realizado pela Assemblia Legislativa, ter mais dois encontros regionais nesta semana. O primeiro ser em Governador Valadares, s 8h30. O segundo acontece em Itajub, no mesmo horrio. Os encontros tm o objetivo de colher subsdios para aprimorar o Projeto de Lei (PL) 637/07, do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), que altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida por Lei Robin Hood. A proposta modifica os critrios de distribuio do ICMS entre os municpios mineiros. O Frum Tcnico ICMS Solidrio, realizado pela Assemblia Legislativa, ter mais dois encontros regionais nesta semana. O primeiro ser em Governador Valadares, s 8h30. O segundo acontece em Itajub, no mesmo horrio. Os encontros tm o objetivo de colher subsdios para aprimorar o Projeto de Lei (PL) 637/07, do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), que altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida por Lei Robin Hood. A proposta modifica os critrios de distribuio do ICMS entre os municpios mineiros.

    O centenrio do Instituto Histrico e Geogrfico de Minas Gerais ser comemorado no Plenrio, em Reunio Especial s 20 horas de quinta-feira. O requerimento do deputado Lafayette de Andrada.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 26, 2007

    SUCESSO NA PREFIETURA DA CAPITAL.

    Ministro do Desenvolvimento Social e Combate Fome, Patrus Ananias, d entrevista no Mundo Poltico da TV Assemblia, ancorado por Carlo Menezes. No meio poltico ele considerado o candidato mais forte do PT sucesso do prefeito Fernando Pimentel. Difcil vai ser convec-lo a disputar. Os olhos do ministro Patrus esto focados em dois Palcios: o da Liberdade e/ou o do Planalto, em 2010. Decifra-me ou te devoro!!!

      


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 26, 2007

    Projeto do "ICMS SOLIDRIO" do deputado Dinis Pinheiro discutido em Juiz de Fora. Prefeito Alberto Bejani apoia a aprovao do projeto: Juiz de Fora ter um aumento de receita de 3,53% - disse ele. O CURIOSO que o prefeito de Matias Barbosa, vizinho de JF, Joaquim Assis Nascimento tambm a aapoia o projeto, mesmo com o muncipio dele podendo perder quase 11% de arrecadao de ICMS.Confira todos os detalhes que vieram do www.almg.gov.br

    Mais de cem pessoas de 44 municpios, entre elas 31 prefeitos, participaram do encontro regional do Frum Tcnico ICMS Solidrio, realizado pela Assemblia Legislativa de Minas Gerais, nesta sexta-feira (24/8/07), no municpio de Juiz de Fora, Zona da Mata. Os encontros, que acontecem em todas as regies do Estado, tm o objetivo de colher subsdios para aprimorar o Projeto de Lei (PL) 637/07, do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), que altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida por Lei Robin Hood. A proposta modifica os critrios de distribuio do ICMS entre os municpios mineiros.

    O prefeito de Juiz de Fora, Alberto Bejani, manifestou seu apoio ao projeto, argumentando que seu municpio ter um aumento de receita de 3,53%. "Mas engana-se quem pensa que os municpios maiores esto em uma posio tranqila com relao s suas contas", ponderou. Segundo ele, Juiz de Fora tem uma arrecadao mensal de R$ 21 milhes, dos quais cerca de R$ 18 milhes esto comprometidos com a folha de pessoal. No mesmo sentido, o deputado Lafayette de Andrada (PSDB) argumentou que no existem municpios ricos. "O que existe muita diferena de distribuio de renda. Os municpios mais ricos tambm esto com dificuldades para arcar com suas despesas", afirmou. Segundo ele, o PL 637 evidencia as injustias do sistema tributrio brasileiro.

    Prefeito que perder recursos apia projeto

    A proposio do deputado Dinis Pinheiro tambm foi defendida pelo prefeito de Matias Barbosa e presidente da Associao dos Municpios do Vale do Paraibuna (Ampar), Joaquim Assis Nascimento. O municpio que ele administra ter uma perda de 10,99%, mas, segundo o prefeito, Matias Barbosa tem uma receita crescente e poder absorver a queda no repasse de recursos. A cidade vizinha de Juiz de Fora tem atrado empresas por meio de incentivos fiscais, apresentando uma movimentao financeira alta, o que resulta em uma receita per capita de R$ 56,39. Ele alertou, no entanto, para a situao dos municpios pequenos que perdero receita e tero sua sobrevivncia comprometida. " preciso estarmos atentos para no criarmos uma situao de dependncia, com municpios-dormitrios, ao invs de promovermos a distribuio de renda", concluiu.

    Fundo - A preocupao do prefeito coincide com a do deputado Sebastio Helvcio (PDT) que anunciou, durante o encontro, que apresentar uma emenda ao projeto para criao do Fundo de Equalizao do ICMS. A inteno, segundo ele, seria criar um mecanismo para impedir que um municpio perca 30% ou 40% de suas receitas de um ano para o outro. O fundo funcionaria para casos de emergncia e, se os recursos no fossem usados durante o ano, seriam redistribudos aos 853 municpios. " preciso responsabilidade para partilhar o principal imposto que temos hoje. O ICMS mais importante que o Imposto de Renda e o IPI", afirmou.A preocupao do prefeito coincide com a do deputado Sebastio Helvcio (PDT) que anunciou, durante o encontro, que apresentar uma emenda ao projeto para criao do Fundo de Equalizao do ICMS. A inteno, segundo ele, seria criar um mecanismo para impedir que um municpio perca 30% ou 40% de suas receitas de um ano para o outro. O fundo funcionaria para casos de emergncia e, se os recursos no fossem usados durante o ano, seriam redistribudos aos 853 municpios. " preciso responsabilidade para partilhar o principal imposto que temos hoje. O ICMS mais importante que o Imposto de Renda e o IPI", afirmou.

    Municpios assumiram muitos encargos do Estado e da Unio

    O acmulo de encargos assumidos pelas prefeituras em detrimento dos recursos oferecidos como compensao pela municipalizao de servios como sade, educao e segurana tambm foi destacado pelo deputado Joo Leite (PSDB), que representou o presidente Alberto Pinto Coelho (PP) no encontro. Em seu discurso ele afirmou que os municpios tm hoje escassos recursos para o seu desenvolvimento, sobrevivendo principalmente das transferncias do Estado e da Unio. "O PL 637 busca equilbrio econmico e social", afirmou.

    Para a deputada Ana Maria Resende (PSDB), presidente da Frente Parlamentar em defesa do ICMS Solidrio, o projeto beneficia os municpios mais pobres, porque eles tm menor movimentao financeira, podendo ser contemplados com o ICMS Solidrio. Ela fez um apelo aos prefeitos e lideranas participantes do encontro para que se mobilizem e cobrem dos deputados a aprovao do projeto. O deputado Leonardo Moreira (DEM) acredita que o PL 637 a matria mais importante que tramita na Assemblia hoje. "Ningum perde com o projeto. Se 762 municpios vo ser beneficiados, no h o que se discutir. O projeto prev uma distribuio mais eqitativa do ICMS e isso no significa perda para ningum", argumentou.

    A deputada Maria Lcia Mendona (DEM) acredita que os debates sobre o ICMS Solidrio representam um momento histrico para o Legislativo mineiro. "A Casa tem agora a oportunidade de votar um projeto para reduzir as desigualdades, dando condies de sobrevivncia aos municpios que esto em grande dificuldade", afirmou. O deputado Vanderlei Jangrossi (PP) ressaltou a importncia da participao das lideranas municipais para o aprimoramento do projeto e convocou os participantes do encontro para estarem em Belo Horizonte nos dias 2 e 3 de outubro, quando ocorrer a etapa final do frum.

    Os tcnicos da Assemblia Legislativa, Hlio Ferreira Santos, e da Fundao Joo Pinheiro, Isabella Virgnia Freire Biondini, fizeram apresentaes sobre a legislao que faz a distribuio do ICMS no Estado e simulaes sobre a situao das regies de Minas com a aprovao do projeto. Eles ainda deram explicaes sobre os principais pontos do PL 637. A proposta original do PL 637/07 distribuir, pelo critrio do VAF, o mnimo determinado pela Constituio Federal, que 75% - e no os 79,68% atuais. Assim, os 4,68% restantes sero distribudos a partir de um novo critrio, chamado ICMS solidrio. J os demais critrios no tero o ndice alterado, mas sero separados em dois grupos, um relativo a critrios econmicos e outro a critrios sociais.

    Propostas - Em Juiz de Fora foram apresentadas vrias propostas de alterao no projeto, entre elas, a de contemplar com 1% as polticas de esporte dentro do critrio dos investimentos em educao, a de aumentar a porcentagem do critrio meio ambiente, e at sugestes contrrias aos filtros previstos no projeto original.Em Juiz de Fora foram apresentadas vrias propostas de alterao no projeto, entre elas, a de contemplar com 1% as polticas de esporte dentro do critrio dos investimentos em educao, a de aumentar a porcentagem do critrio meio ambiente, e at sugestes contrrias aos filtros previstos no projeto original.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 26, 2007

    Vice-prefeito de BH, Ronaldo Vasconcelos, ncora do Programa "AO URBANA".

                                          UM NOVO ESPAO DE CIDADANIA NA TV MINEIRA

    "AO URBANA" este o nome do novo programa da TVC, canais 6 (NET) e 13 (Way) que tem como objetivo abrir espao para a discusso dos entraves e solues para o processo de crescimento de Belo Horizonte.

    Produzido pelo jornalista Raphael Andrade, o programa pautado e apresentado pelo engenheiro, e vice-prefeito da capital, Ronaldo Vasconcellos (PV), conhecido no somente pela sua atuao poltica, como ex-vereador, deputado estadual e federal por vrios mandatos mas, principalmente, pela sua postura como ambientalista, tendo sido um dos primeiros polticos mineiros a entenderem como essencial defesa da causa do meio ambiente.

    Seguindo a linha de programao da grade da TVc, o programa apresentado sempre s segundas, s 21h30, e tem reprises s tera (08h,30), quarta (12h,30), quinta (10 e 13h,30), sexta (17h,30), sbado (13h) e domingo (15h30).

    A COMUNICAO EM DEBATE

    Durante a prxima semana, (de 27/08 at 02/09), Ronaldo Vasconcellos recebe o presidente da Associao Mineira de Rdio e Televiso (AMIRT), o jornalista e radiodifusor Milton Lucca de Paula, um dos mais importantes e premiados profissionais da imprensa mineira. Em pauta, a importncia do rdio e da TV como formadores de opinio. O atual momento da comunicao em BH e em Minas, o processo de digitalizao dos meios e vrias histrias do folclore do jornalismo mineiro.
    Maiores Informaes
    Rapahel Andrade (9141-6150)
    Ricardo Camargos (9984-5746)
    e-mail: acaourbana@ambitoconsultoria.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 26, 2007

    Minas se prepara para entrar no circuito da Copa do Mundo de 2014. Alguns jogos podero ser em BH.

        Tcnicos da Fifa e da CBF vistoriam Mineiro e CTs


    O governador Acio Neves receber na prxima tera-feira (28 de agosto de 2007), s 10h15min, no Palcio da Liberdade, a comitiva de cinco tcnicos da Fifa e sete executivos da CBF, responsveis pela vistoria das instalaes do Mineiro e dos CTs do Cruzeiro Esporte Clube (Toca da Raposa II) e do Clube Atltico Mineiro (Cidade do Galo). A vistoria condio para a indicao de Belo Horizonte como sede de jogos da Copa do Mundo 2014.

    A comitiva, que contar com a presena do presidente da CBF e do Comit de Candidatura Brasil 2014, Ricardo Teixeira, ser acompanhada pelo Secretrio de Estado de Esportes e da Juventude, Gustavo Corra, e o secretrio-adjunto Rogrio Romero.

    A equipe tcnica visitar o Centro de Convenes Expominas, s 8h45min, e o Mineiro, s 11 horas, seguindo para o CT do Cruzeiro Esporte Clube (14h15min). Uma hora e meia aps (15h45min), os tcnicos vistoriaro CT do Clube Atltico Mineiro, em Vespasiano.

    Durante a visita, a comitiva levantar informaes sobre o estdio, os locais de treinamento, acomodaes e hotis. Tambm sero realizados levantamentos sobre as instalaes mdico-hospitalares, capacidade dos aeroportos e condies de transporte de Belo Horizonte. A capital mineira uma das 18 cidades indicadas pela Fifa como candidatas a abrigar os jogos.

    A comitiva da Fifa composta pelo chairman Hugo Salcedo e por Jaime Biron, responsvel pela avaliao da rede hoteleira e da infra-estrutura de transportes, Walter Gagg, responsvel pela avaliao de estdios e condies de segurana, Jorge Batista e Jaime Yarza.

     Minas Gerais j vem atendendo a todas as exigncias da Fifa. Durante a inspeo no ser diferente, previu Gustavo Corra, lembrando que Belo Horizonte j foi considerada apta a sediar partidas das eliminatrias da Copa do Mundo. No prximo ano, o Mineiro ser novamente palco do clssico Brasil e Argentina, explicou.

    O Brasil o nico candidato a sede da Copa 2014. Apenas 12 cidades sero escolhidas para sediar os jogos. Alm de Belo Horizonte, postulam a indicao Belm, Braslia, Campo Grande, Cuiab, Curitiba, Florianpolis, Fortaleza, Goinia, Macei, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Olinda, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador e So Paulo.

     

     

     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 26, 2007

    Presidente da Assemblia de Minas, deputado Alberto Pinto Coelho defende, em Vitria, Esprito Santo, o fortalecimento dos Parlamentos Estaduais.

     

                                   Presidentes de Assemblias se renem em Vitria

    O presidente da Assemblia Legislativa de Minas Gerais e do Colegiado de Presidentes de Assemblias Legislativas e da Cmara Distrital, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), defendeu, em Vitria (ES), na ltima sexta-feira (24/8/07), o fortalecimento dos parlamentos estaduais como forma de se restabelecer, em nveis de maior equilbrio, o sistema de pesos e contrapesos que deve ser o alicerce da democracia representativa. Participaram da reunio do colegiado, realizada no Plenrio da Assemblia Legislativa do Esprito Santo (Ales), presidentes dos parlamentos de 13 estados e deputados representando outros trs, entre eles Alexandre Postal (RS), que presidente da Unio dos Legislativos Estaduais (Unale).

    Os parlamentares foram recebidos pela presidente em exerccio da Ales, deputada Luzia Toledo (ES). Ela afirmou que uma das principais discusses ser sobre a padronizao dos regimentos internos dos legislativos brasileiros. "O que se pretende que, de certa forma, o regimento interno seja uniformizado para que todas as Assemblias tenham um mesmo instrumento", disse.

    O deputado Alberto Pinto Coelho ainda afirmou que na luta por um novo pacto federativo a meta final modernizar o Estado, pois, segundo ele, "o Brasil ainda conserva uma relao entre Unio, Estados e Municpios que remete a pocas passadas, quando a centralizao se impunha at como imperativo de garantia da unidade nacional."

    Ainda na sexta-feira, os participantes do evento foram recebidos e almoaram no Palcio Anchieta, com o governador do Esprito Santo, Paulo Hartung, que destacou a importncia do fortalecimento dos parlamentos estaduais. Alm do presidente da ALMG, participaram os deputados mineiros Doutor Viana (DEM), 1 vice-presidente, Jos Henrique (PMDB), Brulio Braz (PTB) e Tiago Ulisses (PV).

    Durante os trabalhos, os integrantes do colegiado discutiram a implantao do sistema digital e suas conseqncias nas TVs Assemblia;trabalhos realizados pelas Escolas do Legislativo; alm da apresentao de um estudo comparativo, realizado pela ALMG, sobre os Regimentos Internos das Assemblias dos estados do Piau, Amazonas, Paran, Minas Gerais e da Cmara dos Deputados. 

    Presenas - Alm dos citados na matria, participaram tambm os seguintes presidentes de Assemblias Legislativas: deputados Belarmino Lins (AM); Domingos Filho (CE); Juvenil Nunes (PA); Arthur Cunha Lima (PB); Themstocles Filho (PI); Nelson Justus (PR); Mecias de Jesus (RR); Ulices Andrade (SE); Marcelo Nilo (BA); Joo Evangelista (MA); Vaz de Lima (SP). Tambm estiveram presentes os seguintes representantes: 2-vice-presidente, Gilberto Palmares (RJ); e Joares Ponticelli (SC). Alm dos citados na matria, participaram tambm os seguintes presidentes de Assemblias Legislativas: deputados Belarmino Lins (AM); Domingos Filho (CE); Juvenil Nunes (PA); Arthur Cunha Lima (PB); Themstocles Filho (PI); Nelson Justus (PR); Mecias de Jesus (RR); Ulices Andrade (SE); Marcelo Nilo (BA); Joo Evangelista (MA); Vaz de Lima (SP). Tambm estiveram presentes os seguintes representantes: 2-vice-presidente, Gilberto Palmares (RJ); e Joares Ponticelli (SC). trabalhos realizados pelas Escolas do Legislativo; alm da apresentao de um estudo comparativo, realizado pela ALMG, sobre os Regimentos Internos das Assemblias dos estados do Piau, Amazonas, Paran, Minas Gerais e da Cmara dos Deputados. 

    Presenas - Alm dos citados na matria, participaram tambm os seguintes presidentes de Assemblias Legislativas: deputados Belarmino Lins (AM); Domingos Filho (CE); Juvenil Nunes (PA); Arthur Cunha Lima (PB); Themstocles Filho (PI); Nelson Justus (PR); Mecias de Jesus (RR); Ulices Andrade (SE); Marcelo Nilo (BA); Joo Evangelista (MA); Vaz de Lima (SP). Tambm estiveram presentes os seguintes representantes: 2-vice-presidente, Gilberto Palmares (RJ); e Joares Ponticelli (SC). Alm dos citados na matria, participaram tambm os seguintes presidentes de Assemblias Legislativas: deputados Belarmino Lins (AM); Domingos Filho (CE); Juvenil Nunes (PA); Arthur Cunha Lima (PB); Themstocles Filho (PI); Nelson Justus (PR); Mecias de Jesus (RR); Ulices Andrade (SE); Marcelo Nilo (BA); Joo Evangelista (MA); Vaz de Lima (SP). Tambm estiveram presentes os seguintes representantes: 2-vice-presidente, Gilberto Palmares (RJ); e Joares Ponticelli (SC).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 26, 2007

    De olho no projeto da implantao do projeto de uma fbrica de acrlico em Ibirit na Regio metropolitana de BH, prximo Refinaria Gabriel Passos.









                                Acio Neves discute investimentos da Petrobras em Minas

     









       

    Marcus Almeida/Divulgao Petrobr

    O governador Acio Neves esteve reunido nesta sexta-feira (24), no Rio de Janeiro, com o presidente da Petrobras, Jos Srgio Gabrielli (foto), para tratar dos investimentos da empresa em Minas Gerais. O governador levou a Gabrielli sua preocupao em relao ao atraso no projeto de implantao do complexo acrlico em Ibirit, na Grande Belo Horizonte, prximo Refinaria Gabriel Passos (Regap). Ele tambm solicitou um posicionamento em relao aos outros projetos anunciados pela empresa no Estado.


    O presidente da Petrobras confirmou o interesse em manter o projeto do complexo acrlico em Ibirit. Ele explicou que o programa est atrasado por razes tcnicas, mas esse continua a ser um projeto estratgico para empresa, disse Acio Neves, aps o encontro com Gabrielli.


    A Petrobrs informou ao governador que j deu incio ao projeto de investimento de R$ 1,1 bilho na Regap, em aes para a melhoria da qualidade do combustvel produzido na refinaria. O prazo de implantao desse investimento de 2008 a 2011.


    Bacia So Francisco


    Acio Neves solicitou diretoria da Petrobrs a antecipao do cronograma de prospeco de gs natural na Bacia So Francisco, trabalho que est previsto para acontecer entre 2010 e 2012. Nas prximas semanas deve ser assinado convnio para a instalao de uma usina de biodiesel em Montes Claros.


    Ao fim da reunio ficou acertado que ser agendado um novo encontro nas prximas semanas, dessa vez em carter mais tcnico, para avaliar o andamento dos projetos e acertar novo cronograma.


    Tambm participaram da reunio o secretrio de Estado de Desenvolvimento Econmico, Mrcio Lacerda; o presidente da Gasmig, Jos Carlos de Matos. Por parte da Petrobras estavam, alm do presidente da empresa, o diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa; diretor de Explorao e Produo, Guilherme Estrella; e o diretor de Gs, Hilso Sauer.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    Rdio Digital. O que pensa sobre o assunto o jornalista Hlio Costa, senador da Repblica e ministro das Comunicaes. As informaes esto no site www.barbacenaonline.com.br













    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa (foto), afirmou na ltima quarta-feira, 22, que considera a adoo de um padro misto para a tecnologia de rdio digital no Brasil. Segundo ele, o problema da adoo exclusiva do padro europeu que ele no tem a tecnologia para FM digital.
    Dessa forma, a alternativa seria a proposta mista de padres, com o europeu para ondas curtas e o americano para ondas mdias.

    Divulgao












    As emissoras de rdio devero entregar, em setembro deste ano, seus relatrios finais com avaliao sobre o sistema de transmisso digital, conforme anunciou o ministro.
    No entanto, o governo no pode esperar muito tempo para decidir. A minha pergunta oficial ao sistema europeu foi se eles estavam planejando neste ano de 2007, ou no mximo em 2008, ter um sistema de FM digital. Essa pergunta ainda no foi respondida. Eles no tm um projeto para integrar um sistema digital de FM no prximo ano, observou Hlio Costa, durante evento realizado esta semana em So Paulo.
    Os testes para a propagao digital do rdio esto sendo feitos h dois anos em 23 capitais. A cada seis meses, segundo ele, as emissoras fazem relatrios parciais para a Agncia Nacional de Telecomunicaes (Anatel), que j preparou um documento sobre o assunto.
    Em outubro, o Ministrio apresenta Casa Civil e Presidncia da Repblica as suas consideraes sobre o rdio digital. A partir da, o presidente poder, juntamente com assessores e ministros, escolher o padro de transmisso digital, explicou Hlio Costa.
    O ministro esclarece ainda que, aos interessados, permitido fazer testes com o sistema europeu de rdio digital na praa de So Paulo, onde a propagao das ondas de rdio mais fcil.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    De olho nas aes do Consrcio Capim Branco Energia, presidido pelo economista Celso Castilho. Confira!

    CCBE E PREFEITURA FIRMAM COMPROMISSO

    PARA REVITALIZAR O BOSQUE JOHN KENNEDY



     



                Prefeito Marcos Alvim, ao lado do diretor-presidente Celso Castilho, no ato da assinatura

    Um termo de compromisso firmado entre a Prefeitura de Araguari e o Consrcio Capim Branco Energia, CCBE, vai possibilitar a revitalizao do Parque Municipal Bosque John Kennedy. O compromisso foi assinado na manh de hoje, em solenidade realizada no Palcio dos Ferrovirios. Estavam presentes autoridades municipais e representantes da sociedade civil organizada. 

    Para a revitalizao, o CCBE vai disponibilizar investimentos da ordem de R$ 500 mil. Tambm caber ao Consrcio a contratao e gerenciamento da execuo das obras e servios, que consistiro na recuperao do calamento externo e do estacionamento, na troca do alambrado e na reforma do parque infantil instalado no interior do Bosque.  Ao Municpio caber o fornecimento do projeto executivo, da planilha de servios a serem executados e das autorizaes para as devidas intervenes na rea.

    Cabe destacar que os recursos disponibilizados estavam inicialmente destinados construo da futura sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Contudo foram relocados para a obra do Bosque, graas a entendimentos mantidos entre as partes. Segundo informaes da prefeitura, a sede da secretaria ser construda com os recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente. Tambm bom ressaltar que dos R$ 500 mil destinados ao Bosque , R$ 30 mil sero aplicados na manuteno da rea da voorora, recuperada no Parque Municipal do Desamparo, conforme previamente acordado.     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    Secretrio de Governo de Minas, ex-deputado federal, Danilo de Castro - mineiro de Dona Uezbia, perto de Viosa na Zona da Mata - o mais novo cidado de Alto Rio Doce. A cidade fica a 250 kms de Belo Horizonte e a 53 de Barbacena.

                         A solenidade foi agora  noite na Cmara Municipal de Alto Rio Doce. O ttulo foi concedido pelo prefeito e mdico, Wilson Teixeira. Tambm receberam o Ttulode Cidadania Honorria, o deputado Federal, Bonifcio Andrada, o Andradinha e o capito Martins, chefe de segurana do vice-governador Antnio Augusto Anastasia. O jornalista Hugo Amaral, representou o prefeito de Desterro do Melo, Ruy Fernandes. Parabns ao novos cidados riodocensenses.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    Vale encher o tanque de lcool, recomenda o Siamig/Sindacar, presidido pelo empresrio Luiz Custdio Cotta Martins.


    LCOOL COMBUSTVEL MAIS ECONMICO PARA O CONSUMIDOR


    Image 





    A previso de aumento de quase 30% na safra de cana-de-acar em Minas Gerais este ano na comparao com 2006 tem contribudo para que a relao de preos do lcool combustvel com a gasolina neste ms de agosto se situe em 64%, uma das mais baixas nos ltimos quatro anos. Enquanto o lcool est com preo mdio de R$ 1,52 na bomba, a gasolina situa-se em R$ 2,37 (preos mdios da Agncia Nacional do Petrleo), favorecendo significativamente o consumo do combustvel renovvel. O valor de R$ 1,52 do lcool este ms est tambm bem abaixo (16,4%) do preo mdio de R$ 1,81 praticado no mesmo perodo do ano passado.
    De acordo com pesquisas cientficas, o lcool combustvel se torna vivel quando a relao de preo com a gasolina fica abaixo de 70% (diviso do preo do lcool pelo da gasolina). Em agosto de 2004, essa relao estava em torno de 65%; em 2005 em 69%, no ano passado em 76% e este ano caiu para 64%. Em Belo Horizonte, essa relao menor ainda ou 63,8%, em funo do menor preo do lcool (R$ 1,496) na comparao com a gasolina (R$ 2,343).
    O presidente do Sindicato da Indstria do Acar e do lcool de Minas Gerais (Siamig/Sindacar-MG), Luiz Custdio Cotta Martins, destaca que a significativa reduo no preo do lcool combustvel nesta safra para o consumidor mineiro tem sido possvel em funo da expanso do setor no estado nos ltimos quatros anos, que elevou sua produo em 112,7%. Alm de uma queda acentuada do preo do lcool na produo, que se encontra abaixo do custo.
    Em 2003, a produo de lcool situava-se em 799 milhes de litros para uma previso atual de 1,7 bilho de litros. Em julho deste ano, por exemplo, a produo de lcool alcanou os 753 milhes de litros frente aos 555 milhes de litros do mesmo perodo do ano passado (alta de 35%).




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    LIVRO " CONEGUNDES - O OPERRIO DA LIBERDADE". Recomendo!

    Professor MANOEL CONEGUNDES lana HOJE em Barbacena seu livro "O OPERRIO DA LIBERDADE". Ser s 19 horas no Palcio da Revoluo Liberal - sede da Cmara Municipal.
    O livro revela a trajetria poltica de um dos mais inteligentes militantes pela redemocratizao do Pas. Conegundes - que nasceu em Bananal na Paraba - mas se radicou em Barbacena e mora hoje em Belo Horizonte - tem uma risada inconfundvel, um humor constante e uma atuao poltica no PMDB, que mudou o cenrio poltico de Barbacena nos anos 70 e 80 - poca dividido entre os Bias e os Andradas.
    Ele se elegeu deputado estadual e junto com outro professor, o Ldio Nusca, alavancou o PMDB - (o velho MDB) - que chegou pela primeira vez em mais de um sculo e meio Prefeitura de Barbacena ( NUSCA prefeito). DETALHES: foi o comeo de uma nova era para cidade, que fica a mais de 1.200 metros acima do nvel do mar, no contraforte da Serra da Mantiqueira, aonde o escritor francs George Bernanos viveu e produziu muito de sua obra na casa do bairro Cruz das Almas, hoje Museu ( que precisa ser restaurado com urgncia). O professor Manoel Conegundes foi o pioneiro na mudana politica de Barbacena.
    Depois o jornalista Hlio Costa - ex-reprter do Fantstico da Rede Globo - e hoje senador e ministro das Comunicaes - ocupou com competncia o espao, se elegendo deputado federal, e quase, quase, por duas vezes, virou governador de Minas e chegou ao senado da Repblica obtendo sempre para os cargos majoritrios uma mdia de 3 milhes e meio de votos. ATUALMENTE, o poder poltico em Barbacena - onde Conegundes foi professor da Escola de Aerontica, Colgio Estadual prof. Soares Ferreira - se divide entre a tradicional famlia Andrada, que detm a Prefeitura e o senador Hlio Costa, ministro das Comunicaes.
    DETALHE: por causa do nosso BLOG DE NOTCIAS, um ex-aluno do professor Manoel Conegundes, o Hrcules de Carvalho Fornero que mora em So Paulo, nos mandou o E-mail abaixo.

    Prezado Joo Carlos,
    Procurava, sem saber porqu, informaes sobre Manoel Conegundes, e para minha surpresa ele surge em suas matrias no Blog de Notcias.
    Estudei no Colgio Estadual Professor Soares Ferreira, em Barbacena, e tive um professor de matemtica com esse nome. Eu gostaria de saber se estamos falando da mesma pessoa. ( SIM ele mesmo, Hrcules).
    Hoje estou com 60 anos, e ele foi meu professor no 2 ano (Ginasial daquela poca), por volta dos anos 60.
    Tenho lembranas do mesmo, e gostaria de restabelecer contato, e poder prestar minha homenagem e agradecimentos pelos seus ensinamentos.
    Agradeo sua gentileza.
    Se quiser, pode disponibilizar meu e-mail para o mesmo, pois ficarei extramamente honrado em trocar mensagens com o ilustre professor.
    Abraos
    Hrcules de Carvalho Fornero


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    EM POLTICA preciso dar uma no cravo e outra na ferradura!

    ESQUENTA a sucesso Prefeitura de BH. Nome do ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa, citado em todas as rodas polticas. Incomodou muita gente, principalmente os pretendentes a candidato no PT, o encontro do prefeito Fernando Pimentel com Hlio Costa, recentemente na inaugurao de uma obra na capital. Na foto abaixo, este blogueiro e o ministro Hlio Costa, leitor dirio do nosso BLOG DE NOTCIAS, que agora faz parte do clipping eletrnico do site do Ministrio das Comunicaes e da pgina do senador Hlio Costa na Internet.


                                                               
                                            Este Blogueiro e o ministro no gabinete dele em Braslia.
                               Sabe o que eu disse a ele: olha, ministro, nunca diga que no candidato.
                                            A o sr. vai poder sentir quem seu amigo e quem no ".
                               O ministro, com seu jeito discreto de barbacenense no trato poltico, 
                                                                  deu um apenas um sorriso!
                                         Uma reedio do famoso orculo mitolgico de Delfos, na Grcia:
                                                                " Decifra-me, ou te devoro"

                                         DETALHE: nosso feeling como reprter poltico foi: o ministro no disse, mas sent que ele est de olho mesmo nas eleies para governador de Minas em 2010. Afinal Hlio Costa passou raspando, por duas vezes, da cadeira do Palcio da Liberdade. Mas, como se diz em poltica: " se o cavalo passar arreado"...


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    COISAS DA POLTICA mineira. Para LER e PENSAR na cama: " Bola de futebol costurada de dentro para fora. Como na Poltica!

                                             Assemblia Metropolitana de Beag sai do papel.
    Deputado Roberto Carvalho, mesmo sendo do PT, e o governo sendo tucano, conseguiu costurar com competncia o acordo para votar e aprovar o projeto dele criando: uma Agncia de Dsenvolvimento, Fundo Metropolitano e Conselho. Foi o maior avano que o projeto metropolitano obteve, desde que foi criado pelo Regime Militar, nos anos 70.

    Com seu jeito sempre simptico e solcito, o deputado Roberto Carvalho, ex-militante sindical, deu muito trabalho nas negociaes nos governos de Hlio Garcia e Newton Cardoso. Ns como reprter poltico da Globo e ele pela coordenao sindical. Aprendeu como comer a sopa quente pela beirada. Disse nos hoje, l no Diamond Mall que foi ao vice-governador Antnio Anastasia, argumentou e obteve dele o sinal positivo para tocar o projeto.
    Argumentou sobre a necessidade de se criar uma Agncia Metropolitana  e o decreto do governador Acio Neves foi entregue no encerramento do Seminrio da Regio Metropolitana, realizado no plenrio da Assemblria Legislativa.
    Reuniu os 34 prefeitos das cidades da Regio Metropolitana, vereradores, lidernaas da regio metropolitana.
    E mais: os secretrios de Desenvolvimento Regional, Dilzon Melo;  de Governo, Danilo de Castro; de Meio Ambiente, Jos Carlos Carvalho;  de Planejamento e Gesto,Renata Vilhena; da Reforma Agrria ,Manoel Costa; de Desenvolvimento Urbano, Custdio de Mattos e do prprio vice-governador Antnio Anastasia.
    CONCLUSO: amigo pessoal do prefeito Fernando Pimentel, e com planos de suced-lo na Prefeitura de BH nas eleies de 2008, o deputado Roberto Carvalho conseguiu ser a ponte entre o prefeito Pimentel e o governador Acio Neves, criando, pela primeira vez, pr valer, uma estrutura estratgica para a Regio Metropolitana de BH.
    Fique de olho nos movimentos do deputado Roberto Carvalho, quando ouvir falar da sucesso Prefeitura da capital.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    BUSINESS. Almoando na Churrascaria Gabarito's com o publicitrio mineiro Paulo lvares da BIG GRANDES IDIAS - agncia que atende as contas da Prefeitura de BH, de Juiz de Fora e Ipatinga.

    Para nossa satisfao, Paulo aceitou o convite que fizemos para ele conhecer o nosso Estdio - onde ministramos o media trainning " Socorro, Estou na TV" - no Edifcio Point Office Tower, que fica na Baro Homem de Melo com Raja Gabaglia, perto do BH Shopping.
    Vou receb-lo altura. Abrindo uma garrafa de champagne.
    Depois vamos descer para o trreo para degustar o correto e delicioso churrasco da Gabarito's, pilotada pelo simptico e eficiente Abel.
                         Como um almoo de negcios, tudo pode acontecer! Depois eu conto!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    TELECENTROS. De olho nas aes do Ministrio das Comunicaes, pilotado pelo senador Hlio Costa.

    Ministrio das Comunicaes realiza prego eletrnico para compra de kits telecentro

    Prefeituras ainda podem se cadastrar para receber equipamentos

     O Ministrio das Comunicaes realiza, nesta sexta-feira (24/08), o prego eletrnico para a aquisio de 5.400 kits de equipamentos de informtica, audiovisuais e mobilirios para a instalao de telecentros. A abertura das propostas est marcada para as 9h30 no portal de compras do governo federal, no endereo eletrnico www.comprasnet.gov.br.

    A instalao dos telecentros vai ampliar o Programa de Incluso Digital em todo o Brasil, desde o interior do pas at as periferias das grandes cidades. Mais de quatro mil prefeituras j se cadastraram, junto ao ministrio, para receber os equipamentos. O Ministrio das Comunicaes continua recebendo inscries daquelas prefeituras que ainda no atenderam chamada pblica, aberta em 1 de novembro de 2006.

    Para se cadastrarem, as prefeituras devem acessar o formulrio disponvel na pgina do ministrio, na internet. O ministrio encaminhou, por telegrama, o cdigo de acesso de cada prefeitura. Caso tenha havido algum problema no recebimento do cdigo de acesso, a prefeitura dever fazer a solicitao pelo endereo eletrnico  cgpe@mc.gov.br.

    Telecentro
    O telecentro um ponto onde h computadores disponveis para uso gratuito da comunidade. A conexo internet em banda larga (alta velocidade), o que viabiliza a recepo de programas de TV educacionais e de telemedicina, realizao de cursos profissionalizantes, treinamento de professores, entre outros.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 24, 2007

    O COLRIO desta sexta-feira vem da coluna do nosso amigo Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.

                                                         
                                                          A bonita Maria Ilydia de Andrade 
                                                                  cola grau em Medicina
                                                   pela Universidade Gama Filho, hoje, no Rio, 
                                                                  para alegria dos pais,
                                                    Wanda e Marcos Monteiro de Andrade.







                    Comentrios

    #1. Jos Aparecido - (jaribeirobh@gmail.com)
    Joo
    Que comentrio pode ser feito a respeito? No h o que comentar... Tem coisas que no se comenta, apenas aprecia-se. Alm de bela agora mdica, que mais uma famlia pode querer de Deus? Imagine o namorado, noivo ou esposo, sei l o que, deve estar nas nuvens. Parabns a voc e ao Cesar Romero por nos permitir dar as congratulaes a esta Bela Mulher e agora Doutora. Que esta sexta feira seja to bela para ela quanto Deus foi generoso com ela...


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 23, 2007

    TRAGDIA NA CADEIA DE PONTE NOVA, onde 25 presos morreram queimados numa briga de grupos de detentos rivais.









                                 Acio determina rigor na apurao do conflito em Ponte Nova

     









       

    Wellington Pedro/Imprensa MG

    O governador de Minas Gerais Acio Neves determinou, nesta quinta-feira (23), ao secretrio de Estado de Defesa Social, Maurcio Campos Jnior, abertura de sindicncia administrativa e inqurito policial  para apurar, com rigor e total transparncia, as causas do conflito na Cadeia Pblica de Ponte Nova, ocorrido na madrugada desta quinta-feira, com a morte de 25 detentos. Tambm determinou ao secretrio de Estado de Desenvolvimento Social, Custdio Matos, a cooperao com os demais rgos do Estado para agilizar o trabalho de assistncia s famlias dos presos e das 25 vtimas.
    Aps reunio com o governador, Maurcio de Oliveira Campos Jnior afirmou que a sindicncia e inquritos instaurados concluiro quais circunstncias motivaram o conflito entre dois grupos rivais dentro da unidade. As primeiras apuraes indicam que o tumulto foi provocado por detentos das celas 8 e 9, seguido de incndio.  A percia tcnica que est sendo realizada apontar se o incndio se deu em decorrncia do enfrentamento entre os detentos ou se foi provocado intencionalmente por um dos grupos rivais.
    Segundo o secretrio, o governador determinou urgncia e agilidade na identificao dos presos mortos no confronto. Nesta quinta-feira, uma equipe do Instituto Mdico Legal foi deslocada para Ponte Nova para coletar material gentico junto a familiares das vtimas com o objetivo de acelerar a identificao dos corpos. Os corpos das 25 vtimas j se encontram no IML de Belo Horizonte.
    O governador determinou que seja feita a apurao com toda transparncia em relao a todo episdio, ou seja, as pessoas envolvidas, os motivos daquele tumulto. Tambm determinou a identificao imediata das pessoas que morreram, inclusive para conforto imediato das famlias. Enfim, determinou rigor na apurao das circunstncias, rigor na identificao dos motivos e naturalmente na apurao, afirmou o secretrio.
    Sistema Prisional
    Maurcio Campos Jr. Informou que os investimentos em segurana pblica realizados pelo Governo do Estado registraram crescimento de 1.879,2% se comparados os recursos executados em 2003 e os realizados nos anos de 2004, 2005, 2006 e 2007.  Os volumes de investimentos na melhoria dos servios de segurana pblica constam no SIAFI-MG e no incluem as despesas referentes a pagamento de pessoal e custeio da rea.
    Ainda segundo o secretrio, o Governo do Estado implantou 11 novas penitencirias e 12 novos presdios em Minas Gerais desde 2003. Um acrscimo de 11.105 novas vagas no sistema prisional do Estado, que, em 2003, possua 4.900 vagas. Os investimentos na construo de unidades prisionais totalizam R$ 112,7 milhes. Em 2007, o sistema prisional j possui 45 unidades, incluindo centros de remanejamento de presos e cadeias pblicas. Pela primeira vez na histria do Estado, o sistema prisional tem mais presos sob a sua custdia (18 mil) que sob o controle da Polcia Civil (16 mil).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 23, 2007

    Presidente da Comisso de Segurana da Assemblia de Minas, deputado sargento Rodrigues,PDT, esteve com outros membros da comisso, hoje, em Ponte Nova. L 25 presos morreram queimados numa briga de detentos de grupos rivais.

    Uma carnificina. Assim o deputado Sargento Rodrigues (PDT), presidente da Comisso de Segurana Pblica da Assemblia Legislativa de Minas Gerais, classificou o episdio ocorrido na madrugada desta quinta-feira (23/8/07) na cadeia pblica de Ponte Nova. Ali, 25 presos morreram queimados na cela onde estavam, vtimas de uma ao de detentos rivais. Rodrigues e os deputados Paulo Cesar (PDT), Dlio Malheiros (PV) e Dalmo Ribeiro Silva (PSDB) visitaram o local da tragdia e cobraram do chefe de polcia local a imediata identificao dos corpos para que as famlias sejam informadas o mais depressa possvel.
    A fim de ajudar a evitar outras ocorrncias como essa, a comisso pretende promover uma audincia pblica com autoridades da rea de segurana para traar uma espcie de radiografia do sistema carcerrio no Estado. A cadeia pblica de Ponte Nova tem capacidade para cerca de 70 presos, mas at a ltima segunda-feira 173 detentos se aglomeravam em suas celas.
    O deputado Sargento Rodrigues destacou, no entanto, que a superlotao no foi a causa principal da tragdia. Ele afirmou que o problema maior foi o fato de uma arma de fogo calibre 38 ter chegado s mos dos detentos que atearam fogo na cela rival. Com essa arma, eles mantiveram as vtimas acuadas, no permitindo que elas se livrassem das chamas. O deputado acredita que armas, drogas e outros itens proibidos cheguem s mos dos presidirios por meio de detentos em regime semi-aberto.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 23, 2007

    Governador de Minas, Acio Neves, foi Braslia e ofereceu ajuda ao presidente Lula e ao Ministro da Defesa Nelson Jobim, para resolver a crise area do Pas. A alternativa, segundo o governador mineiro, o Aeroporto Internacional Tancredo Neves (av do governador Acio), que fica a 40 kms de BH, no municpio de Confins na Regio Metropolitana de Beag. O Aeroporto um dos mais modernos do Pas. Foi construido pelo ex-governador Francelino Pereira e custou 500 milhes de dlares ( na poca Francelino foi duramente criticado. Hoje justssimo reconhecer, que ele VIU ATRS DO MORRO, como dizemos aqui em Minas). Confira detalhes da reunio do governador Acio, o presidente Lula e o ministro Jobim. O governador saiu confiante do encontro.











                                  Acio Neves discute investimentos e novos vos em Confins

     









    lio Sales/Ministrio da Defesa

    O governador Acio Neves esteve reunido com o presidente Luiz Incio Lula da Silva e o ministro da Defesa, Nelson Jobim, ontem em Braslia, para discutir a ampliao das atividades no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, colocando-o como uma das principais alternativas na definio das novas rotas aerovirias do pas. Acio Neves convidou parlamentares mineiros para acompanh-lo reunio com o ministro. Estiveram presentes todos os senadores mineiros, praticamente todos os deputados federais de Minas, alm de deputados estaduais, num total de mais de 50 parlamentares.

    "O encontro foi extremamente produtivo. Mais do que um pleito, ns estamos trazendo uma alternativa ao enfrentamento da crise area que tomou conta do pas. No existe outra planta aeroporturia, no Brasil, em condies, sem investimentos imediatos, de receber o nmero expressivo de vos, como existe em Confins. Temos dados, informaes tcnicas muito slidas, e a fora poltica para fazer com que Minas Gerais seja uma alternativa muito importante nessas novas definies", afirmou o governador, em entrevista concedida depois do encontro.
    O Aeroporto de Confins foi um dos assuntos discutidos, pela manh, pelo governador com o presidente Lula. "Ele concorda que h um subaproveitamento do Aeroporto Tancredo Neves e ficou de estimular o ministro da Defesa a avanar nessa direo", disse governador Acio Neves.
    O ministro Nelson Jobim se comprometeu a visitar o Aeroporto de Confins nas prximas semanas, para conhecer melhor o aeroporto e sua estrutura. "Pelas informaes que tenho, at o fim de setembro haver uma redefinio, pelo menos inicial, dessa redistribuio de vos. Espero que antes disso o ministro Jobim possa estar conosco em Belo Horizonte, quem sabe j anunciando o volume de trfego que ser transferido para Confins. Mas saio daqui sem qualquer dvida de que teremos um volume bem mais expressivo de vos em Confins a partir dessa nova redistribuio", declarou o governador.
    Uma das propostas apresentadas pelo governador e parlamentares mineiros que os vos originrios do Sul do pas para as regies Centro-Oeste e Nordeste tenham escala em Minas. Essa possibilidade j havia sido comentada pelo prprio Nelson Jobim, ao governador Acio Neves, em conversa telefnica logo aps a sua posse como ministro, no ms passado. "O ministro considera que Confins uma rota natural, por exemplo, para os vos de Congonhas, que iam para outros destinos. Ns queremos que seja tambm para os vos de Cumbica e tambm para os vos internacionais."
    Investimentos
    Acio Neves informou ao ministro que, no curto prazo, Confins tem condies de receber novos vos, mas tambm preciso que investimentos pontuais sejam feitos. "Trouxemos uma proposta indita. Apenas com a receita gerada pelo trnsito areo em Minas Gerais, possvel fazermos todos os investimentos de curtssimo, de mdio e de longo prazos, necessrios para transformar o Aeroporto de Confins, no longo prazo, na principal rota da distribuio dos vos no Brasil", afirmou o governador. Segundo ele, os investimentos necessrios, no curto prazo, seriam entre R$ 40 milhes e R$ 50 milhes. "E ns estamos falando aqui com autoridade. O Governo de Minas investiu R$ 350 milhes de recursos prprios, sem um real da Infraero, portanto do governo federal, para garantir a acessibilidade a Confins", disse.
    Apoio poltico
    O governador agradeceu a presena dos parlamentares mineiros, lembrando a importncia da bancada de Minas para a implementao das mudanas da regulamentao do setor, quando essas questes forem tratadas no Congresso. "Estiveram aqui praticamente toda a bancada mineira, de todos os partidos, o que mostra a convergncia da nossa proposta", afirmou Acio Neves.







    Comentrios

    #1. Jos Aparecido - (jaribeirobh@gmail.com)
    Joo

    Importante acontecimento este citado no seu blog. Vamos torcer para que a experincia e sagacidade do nosso Governador e futuro Presidente da Repbica surta efeito para Confins e sobretudo para BH. Sendo aceita esta proposta,somando os esforos e a competencia da nossa Secretria de Turismo Erica Drumond, Minas Gerais passa a ser o principal Estado no fluxo de turismo nacional e internacional.
    Parabns pela cobertura e qualidade do texto.

    Um abrao
    Jos Aparecido Ribeiro
    Presidente do Conselho Consultivo
    ABIH/MG

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 23, 2007

    Ministro das Comunicaes, o barbacenense Hlio Costa, recebe hoje Ttulo de Cidado Honorrio de Tefilo Otoni. Lana selo comemorativo dos 200 anos do influente poltico Theophilo Otoni. E dose tripla: o ministro Hlio Costa inaugura a agncia de nmero 780 com Banco Postal em Minas.

    Banco Postal populariza servios bancrios e estimula desenvolvimento econmico

                                    

    As comunidades de Tefilo Otoni e Catuji, em Minas Gerais, ganham agncia dos Correios com servios de Banco Postal. A inaugurao est prevista para a quinta-feira (23/08) e contar com a presena do ministro das Comunicaes, Hlio Costa.
    Alm dos tradicionais servios de correio, os moradores de Catuji e de Tefilo Otoni tero acesso aos servios de: abertura de contas correntes; recebimento de salrios e de benefcios do INSS; depsitos e saques; retirada de saldos, extratos, tales de cheques e cartes magnticos; pagamento de contas de gua, luz, telefone, faturas, bloquetos, carns; e emprstimos e financiamentos.
    "Nossa meta levar os servios de Banco Postal a todas as agncias dos Correios, levando mais comodidade para os moradores e estimulando o desenvolvimento econmico." afirma Hlio Costa. 
    O Banco Postal permite a todas as camadas da populao o acesso aos servios bancrios. Alm disso, o horrio de atendimento maior que o dos bancos convencionais. Com mais estas duas inauguraes, os Correios completam 780 agncias com Banco Postal em Minas Gerais.
    s 15 horas, o ministro Hlio Costa receber o ttulo de Cidado Honorrio de Tefilo Otoni e, s 16 horas, far o lanamento do selo comemorativo do bicentenrio de Theophilo Benedicto Ottoni, fundador daquela cidade.


     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 23, 2007

    Assemblia Legislativa de Minas de olho na VIOLNCIA contra os mdicos. Reunio ser hoje, s 10 da manh, no Plenarinho 4 do Parlamento Mineiro.

                    ALMG busca formas de combater agresses a profissionais da sade
    A Comisso de Sade da Assemblia Legislativa de Minas Gerais se rene nesta quinta-feira (23/8/07), s 10 horas, para buscar formas de combater o aumento do nmero de agresses fsicas e verbais contra profissionais de sade. Esto convidados representantes do Sindicato dos Mdicos de Minas Gerais (Sinmed-MG), responsvel pela recente criao da campanha "Sade em Movimento pela Paz". A reunio ser realizada no Plenarinho IV, a requerimento do deputado Hely Tarqnio (PV), vice-presidente da comisso. Tarqnio lembrou que trs mdicos foram assassinados recentemente, dois deles peritos do INSS. O deputado Carlos Pimenta (PDT) pediu a presena de representantes dos peritos, dos residentes e da Polcia Militar de Minas Gerais na audincia.
    Segundo informaes do Sinmed, a campanha "Sade em Movimento pela Paz" pretende sensibilizar a sociedade e alertar os gestores para a falta de segurana nos locais de trabalho, situao que tem levado muitos profissionais a abandonar o servio pblico. Mais do que alertar, o movimento vai propor medidas educativas a profissionais e usurios como uma das formas para conter o problema.
    Os profissionais agredidos dizem que os fatores geradores de comportamento violento por parte dos usurios so provenientes, em sua grande maioria, do tempo de espera para o atendimento, da falta de medicamentos, infra-estrutura inadequada, equipes incompletas e dificuldades em prosseguir no tratamento quando este requer realizao de exames e encaminhamentos para internaes e cirurgias.
    De acordo com o diretor do Sinmed-MG, Eduardo Filgueiras, a violncia prejudica tanto os profissionais quanto os pacientes. "Quando um usurio agride um profissional de sade, essa ao revertida no apenas contra o prprio agressor, mas tambm aos demais pacientes que esperam por atendimento, uma vez que compromete consideravelmente o clima no local trabalho", argumentou.

    Esto convidados a participar da reunio o reitor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Ronaldo Tadeu Pena; o secretrio de Estado de Sade, Marcus Pestana; o secretrio de Estado de Defesa Social, Maurcio de Oliveira Campos Jnior; o secretrio Municipal de Sade, Helvcio Magalhes Jnior; o vereador Tarcsio Caixeta, de Belo Horizonte; o presidente do Conselho Regional de Medicina, Hermann Alexandre Von Tiesenhausen; o presidente do Sindicato dos Mdicos de Minas Gerais, Cristiano Gonzaga da Matta Machado; e a presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Nelma Rodrigues Custdio.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 23, 2007

    Tecnologia para melhorar o Meio Ambiente. Confira notcia enviada ao nosso BLOG DE NOTCIAS pela Via Pblica Comunicao de So Paulo. A sugesto de pauta veio ainda para o programa "Economia & Negcios" da Federao das Indstrias de Minas Gerais, que ancoramos na Rede Minas de TV, aqui em Belo Horizonte.

                         Mizumo comemora bons resultados obtidos na Fenasan 2007

    No evento, a empresa mostrou os diferenciais de todos os seus sistemas compactos de tratamento de esgoto sanitrio, com destaque para o Mizumo Tower, com dimetro de 3,2 metros e prprio para empreendimentos com at 4 mil pessoas
    A Mizumo, empresa do Grupo Jacto que tem como propsito melhorar o ambiente em que vivemos e prover solues tecnolgicas que possam reduzir, tratar, transformar e reaproveitar efluentes e resduos, comemora os bons resultados obtidos com a sua participao na Fenasan Feira Nacional de Materiais e Equipamentos para Saneamento, ocorrida entre 7 e 9 de agosto, no Expo Center Norte, em S ;o Paulo.
    No evento, a empresa destacou sua versatilidade em produzir sistemas compactos de tratamento de esgoto sanitrio, bem como a flexibilidade industrial para produzir solues personalizadas para seus clientes. Da linha de produtos, destacou o Mizumo Tower, alm de solues complementares que atendem a resoluo CONAMA 357/05. O estande - que contou com uma rea de atendimento com equipe capacitada para dar todo suporte tcnico necessrio, e materiais como banners e folders - foi bastante movimentado por clientes interessados em conhecer as solues e servios, e esclarecer possveis dvidas sobre os sistemas de que a Mizumo dispe.
    Alm de divulgao tecnolgica e do reforo institucional, os objetivos da Mizumo na feira visar am ainda a gerao de novos negcios e h boas perspectivas a curto, mdio e longo prazos. "A participao da Mizumo na Fenasan foi, sem dvida, uma excelente oportunidade para divulgarmos a empresa, seu know-how e solues", revela Giovani de Toledo Andrade, Gestor da Unidade de Negcios Mizumo. Segundo ele, somente em 2007, a empresa j aumentou em 40% a implantao de sistemas compactos de tratamento de esgoto sanitrio, se comparado ao mesmo perodo de 2006. "Estamos satisfeitos e projetamos bons resultados aps a feira, que iro contribuir para atingirmos a expectativa de faturamento para 2007, estimada em torno de 25% superior se comparado ao ano anterior", completa Andrade.
    Na solenidade de encerramento, a AES ABESP (Associao dos Engenheiros da Sabesp), que organiza o evento, premiou os expositores que mais se destacaram na Fenasan. A Ilha Sindesam (Sindicato Nacional das Indstrias de Equipamentos para Saneamento Bsico e Ambiental), que reuniu vrias empresas expositoras, entre elas, a Mizumo, recebeu o Trofu AESabesp, como destaque da feira.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 22, 2007

    De olho na agenda do Ministro Hlio Costa. Hoje em So Paulo, para abrir o mais importante Congresso de Rdiodifuso da Amrica Latina.









     Hlio Costa faz abertura do Congresso SET 2007 em So Paulo



    Evento coloca em debate o novo panorama da tecnologia brasileira de radiodifuso
     O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, participou na manh desta quarta-feira (22/08) da abertura do Congresso SET 2007, no Centro de Convenes Imigrantes, em So Paulo. o principal evento de tecnologia de broadcast (radiodifuso) que acontece no Brasil.O congresso, realizado pela SET (Sociedade Brasileira de Engenharia de Televiso), vai debater a tecnologia de TV digital no Brasil abordando principalmente seus testes, implementao e estabelecimento de normas.Paralelamente ao congresso, acontece a Feira de Equipamentos e Servios Broadcast & Cable 2007. Esto previstas 200 empresas expositoras e 150 estandes, o que torna o evento o mais importante da Amrica Latina para profissionais, empresas e executivos do mercado radiodifusor.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 22, 2007

    Projeto dos CORREIOS - presidido pelo mineiro de Paraispolis, Carlos Hnenrique Custdio - cria transcrio de correspondncia de deficientes visuais para o Braille em Minas.



    Projeto dos Correios de Minas Gerais garante maior privacidade no manuseio de mensagens



    Braslia Os deficientes visuais residentes em Minas Gerais, em breve, podero enviar e receber suas correspondncias em braille. o que prev um projeto dos Correios que criou, no estado, o Ncleo de Transcries de Mensagens. O servio vai transcrever as mensagens da escrita comum para o braille e vice-versa.
    O direito comunicao e ao sigilo de correspondncias deve ser proporcionado a todos os brasileiros, independente de suas limitaes fsicas. Com esse projeto, os deficientes visuais no vo mais depender de algum para enviar ou receber suas correspondncias, afirmou o ministro das Comunicaes, Hlio Costa.
    Ao receber correspondncias destinadas aos deficientes visuais cadastrados no servio, servidores do Ncleo de Transcries de Mensagens faro a codificao para o braille e encaminharo at a residncia do cidado. O processo inverso tambm ser realizado: as mensagens enviadas em braille, ao passarem pelos Correios, sero transcritas para a escrita comum e, em seguida, encaminhadas ao destino previsto.
    Pioneiro no Brasil, o projeto dos Correios de Minas Gerais vai possibilitar ao cidado maior liberdade no manuseio de suas correspondncias, evitando o compartilhamento das mensagens com outras pessoas. Para iniciar o projeto, os Correios em Minas Gerais esto cadastrando os deficientes visuais interessados em utilizar o servio. O cadastramento ser feito at o dia 31 de agosto pelo telefone (31) 3213.2921, nos horrios de 8h30 s 12h e de 14h s 18h.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 22, 2007

    MOMENTO HISTRICO para os 34 municpios da Regio Metropolitana de Belo Horizonte, que rene um PIB anual de 40 bilhes de reais. Na foto: ao centro o vice-governador Antnio Augusto Anastasia, o presidente da Assemblia deputado Alberto Pinto Coelho e direita o secretrio de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana, deputado Dilzon Melo tomam como como membros efetivos do Conselho Metropolitano de Desenvolvimento. EM TEMPO: o governador Acio Neves,assinou decreto criando a to sonhada Agncia Metropolitana. Foi instalada ainda no Seminrio - que durou dois dias no plenrio da Assemblia Legislativa de Minas - a Frente Parlamentar em Defesa da Regio Metropolitana de BH, ten do frente a deputada Glucia Brandro, de Ribeiro das Neves, um dos 34 municpios que fazem parte da Regio Metroplitana de Beag.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 22, 2007

    Audincia Pblica na Assem,blia de Minas sobre veculos roubados, multas e segunda via de documentos.

    A Comisso de Segurana Pblica da Assemblia Legislativa de Minas Gerais aprovou nesta quarta-feira (22/8/07) requerimento de autoria do deputado Sargento Rodrigues (PDT), solicitando a realizao de audincia pblica para debater os Projetos de Lei (PLs) 126 e 1.310/07, de autoria do prprio parlamentar, e o PL 1.040/07, de autoria do deputado Neider Moreira (PPS), que tratam de veculos roubados, furtados e de pagamentos de multas e segunda via de documentos roubados
    O PL 126/07 probe a polcia civil de condicionar o licenciamento anual de veculo ao pagamento de multa de trnsito quando houver recurso administrativo ou questionamento judicial e quando o proprietrio do veculo no for notificado das multas pendentes. Nesses casos, o veculo dever transitar com documento provisrio expedido pelo Detran. J o PL 1.040/07 isenta os cidados do pagamento pela emisso de segunda via de qualquer documento emitido por rgos pblicos do Estado, em caso de roubo ou furto.
    O projeto 1.310/07 acrescenta pargrafo nico ao art. 1 da Lei 5.874, de 1972 que trata do recolhimento de veculos e sua venda em leilo judicial. De acordo com o pargrafo 1 responsabilidade do Detran depositar os veculos que forem removidos ou apreendidos por infrao s normas de trnsito, e aqueles abandonados na via pblica por mais de 24 horas. O projeto do deputado Sargento Rodrigues quer garantir que o depsito "seja dotado de cobertura que evite a exposio dos veculos s intempries normais da natureza.".


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 21, 2007

    Presidentes das Assemblias Legislativas de todo o Pas - tendo frente o presidente da Assemblia de Minas, deputado Alberto Pinto Coelho - reivindicam do ministro Hlio Costa a concesso de TV ABERTA. Audincia foi hoje em Braslia.

    Concesso de TV aberta democratiza acesso da populao aos trabalhos legislativos - diz ministro das Comunicaes.

     Presidentes das assemblias de 21 estados brasileiros se reuniram com o ministro das Comunicaes, Hlio Costa, na tarde desta tera-feira (21/08), para buscar alternativas para as concesses de TV aberta para o legislativo estadual.

     Conceder canais de TV aberta para as assemblias legislativas democratizar o acesso dos eleitores ao trabalho de seus deputados e permitir que acompanhem as principais decises que possam interferir diretamente em suas vidas. Hoje esse acesso est restrito s pessoas que podem pagar pelos canais por assinatura. Precisamos romper com essa estrutura elitista, defende Hlio Costa.

     Como as assemblias legislativas no podem receber a concesso de TV diretamente, o processo normalmente feito por meio de uma fundao vinculada a elas, o que torna o processo mais burocrtico e muito demorado. Uma alternativa apontada pelo ministro que as assemblias faam convnios com universidades pblicas e divida a grade de programao para a veiculao de contedo produzido pelas instituies de ensino. Para aqueles que tiverem dificuldade de montar as fundaes, o ministro sugeriu ainda a realizao de convnios com a Radiobrs para encurtar o prazo de espera e a burocracia e agilizar o processo.



     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 21, 2007

    Resultados da 1 Conferncia Metropolitana da Regio Metropolitana de BH, que rene 34 municpios e um PIB de 40 bilhes de reais. Confira os detalhes!

                 Frente Parlamentar e Conselho Deliberativo marcam final de conferncia
    Com a assinatura de 66 deputados, foi instalada, na tarde desta tera-feira (21/8/07), no Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais, a Frente Parlamentar em prol da Regio Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), proposta pela deputada Glucia Brando(PPS). A instalao da Frente marcou o encerramento da 1 Conferncia Metropolitana da RMBH, juntamente com a posse do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento Metropolitano, a assinatura do decreto de regulamentao do Fundo Metropolitano e o recebimento do projeto de lei que cria a Agncia Metropolitana.
    Os deputados estaduais que assinaram a Frente ressaltam que a RMBH o centro poltico, financeiro e comercial de Minas Gerais, representando cerca de 40% da economia e 25% da populao do Estado. A Grande BH o 52 maior aglomerado urbano do mundo e 7 maior da Amrica Latina.
    O documento destaca as desigualdade existentes entre os municpios, com Belo Horizonte, Betim e Contagem respondendo por 87% do PIB da Regio, que atualmente de R$ 40 bilhes. "A RMBH representa 40% da economia mineira e um retrato poltico, cultural e financeiro do Estado", destacou a deputada Glucia Brando (PPS), autora do requerimento que deu origem Frente.
    Conselho ir planejar polticas dos municpios
    O Conselho Deliberativo ter quatro representantes da ALMG, dois titulares, Joo Leite (PSDB) e Roberto Carvalho (PT); e dois suplentes, Fbio Avelar (PSC) e Wander Borges (PSB). Participam tambm cinco integrantes do Executivo, dois de Belo Horizonte, um de Betim, um de Contagem, trs das demais cidades da RMBH e dois representantes da sociedade civil.
    Cabe ao Conselho Deliberativo planejar, coordenar e controlar a execuo das funes pblicas de interesse comum dos municpios. Alm disso, o rgo tambm fixa diretrizes e prioridades, aprova o cronograma de desembolso dos recursos do Fundo Metropolitano e acompanha e avalia a execuo do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado. Na solenidade de posse, os quatro representantes da Assemblia consideraram histrico o momento e destacaram a necessidade de integrao administrativa entre os municpios.
    Representando o presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), o 1 vice-presidente, Doutor Viana (DEM), recebeu do secretrio de Governo, Danilo de Castro, a mensagem do governador Acio Neves com o projeto de lei que cria a Agncia Metropolitana. A autarquia, com carter tcnico-executivo, ser responsvel pela elaborao do Plano Diretor de Desenvolvimento Metropolitano. Alm disso, faz estudos tcnicos, assiste tecnicamente os municpios, fornece suporte administrativo e articula-se com instituies pblicas e privadas, nacionais e internacionais, para a captao de recursos de investimento ou financiamentos.
    Verbas - O deputado Doutor Viana tambm recebeu o decreto assinado pelo governador, criando o Fundo Metropolitano, que pretende financiar programas e projetos estruturantes e a realizao de investimentos relacionados a funes pblicas de interesse comum. Podem ser beneficirias do Fundo, instituies pblicas, organizaes no-governamentais (ONGs), organizaes sociais de interesse pblico (Ocips), empresas prestadoras de servios pblicos de interesse comum e outras entidades executoras ou responsveis por estudos, projetos ou investimentos direcionados s regies metropolitanas
    Base legal - A Regio Metropolitana de Belo Horizonte foi criada pela Lei Complementar Federal 14, de 1973, e atualmente regulamentada pelas Leis Complementares estaduais 88 e 89, de 2006. A Constituio Federal determina que cabe aos Estados gerenciar, em conjunto com os municpios, os servios e atividades de interesse supramunicipal nas regies metropolitanas.
    A RMBH formada por 33 municpios alm da capital: Baldim, Betim, Brumadinho, Caet, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Ibirit, Igarap, Itaguara, Itatiaiuu, Jabuticatubas, Juatuba, Lagoa Santa, Mrio Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Nova Unio, Pedro Leopoldo, Raposos, Ribeiro das Neves, Rio Acima, Rio Manso, Sabar, Santa Luzia, So Joaquim de Bicas, So Jos da Lapa, Sarzedo, Taquarau de Minas e Vespasiano.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 21, 2007

    Os 216 anos de Barbacena - cidade que fica a 165 kms de Belo Horizonte no Campo das Vertentes de Minas Gerais. O prefeito Martin Andrada do PSDB foi condecorado com a maior comenda do municpio: a Medalha Sobral Pinto de Direitos Humanos. Solenidade foi no Palcio da Revoluo Liberal, sede da Cmara de Barbacena. A cobertura do nosso amigo, o dinmico colunista Idinando Borges, do www.barbcenaonline.com.br






    Jos Higino Ferreira, presidente da Cmara foi o anfitrio das homenagens pelos 216 de Barbacena. Homem simples, que veio de Corra de Almeida e h mais de trinta anos dono de um marketing imbatvel, o da simplicidade! Como orador oficial, o lder do Governo, Amarlio Andrade, um poltico vitorioso, no s na poltica partidria, mas tambm como benfeitor das causas sociais, traduzidos em votos a cada eleio. Fez uma saudao de destaque Medalha Sobral Pinto, uma comenda de estadista, entregue ao Prefeito Municipal, Martim Francisco Borges de Andrada. E frisou: o saber jurdico, vontade de construir e as parcerias as ferramentas vitoriosas do prefeito.


    Amarlio Andrade, o prefeito Martim Andrada e Jos Higino Ferreira. Foto Disney

    O ex-deputado, Jos Bonifcio Tamm de Andrada, chamou-o de um articulador nato e uma voz sempre conselheira. A seguir, distinguiu o Comandante Geral da PM, Coronel Hlio dos Santos Jnior, oficial qualificado e homem de confiana do Governador do Estado. Registrou a representatividade importante do comandante da 13 Regio, Coronel Geraldo Magela. Para o jovem deputado, Lafayette Luiz Doorgal de Andrada, mencionou o apreo e o reconhecimento da cidade pela desenvoltura como nosso representante na Assemblia. Para os religiosos: Cnego Antnio Eustquio Barbosa e aos Padres Carlos Wilson e Alvim Valrio, disse da rdua misso em congregar esforos para os homens com base nas leis de Deus. Falou do meritrio trabalho dos secretrios, Fernando Maluf e Flvio Franco e tambm do talento de Agostinho da Costa Filho. Saudou Hilton Grossi como detentor do ttulo de cidadania barbacenense, homem distinto e sbio. Registrou com a palavra trabalho, Tarcsio Washington de Carvalho, presidente da AMMA. Deteve-se arte de Emeric Marcier, imortalizada no Stio Santana, para falar da Saint-Gobain e do seu executivo Ildeu Cardoso, responsvel pelas diversas parcerias com a administrao municipal. Ildeu no pode estar presente, mas foi representado pela Gerente de Recursos Humanos, Mariza Miranda. Mas frente, falou dos executivos, Douglas Roberto Alves, o homem que fala sim na Caixa Econmica Federal para os mais humildes e Jair da Fonseca Pinto Jnior, um jovem empreendedor frente da empresa Barraca. Devotou apreo e reconhecimento ao trabalho dos mdicos: Jos Chartuni Teixeira e Jos Orleans da Costa. E na vez de um homem do povo, Mrcio Jos da Silva, o vereador mencionou a sua luta silenciosa e serena em prol do campo. Para a Nogueira Rivelli, Amarlio falou da importncia de uma empresa genuinamente barbacenense, que emprega perto de cinco mil funcionrios, agregados numa famlia forte e coesa. Carlos Rivelli recebeu a medalha. Para o historiador Newton Siqueira Arajo Lima, a medalha representou mais que o apreo da cmara, mas tambm a gratido de muitos, frisou o vereador. Quem tambm o aplaudiu com carinho foi Ktia Navarro sempre linda!











    Rosa Castro e Ondina Andrada

    Rhamanita Xavier e Mariza Miranda


    E chegou a vez da empresria Rhamanita Vera de Figueiredo Xavier. O vereador descreveu-a como empreendedora, elegante e uma mulher de fibra, a dona da Cabana da Mantiqueira. E, enfim o registro de dois patrimnios de Barbacena: Jos Eugnio Dutra Cmara, vereador e prefeito por dois mandatos, homem de histria e respeitabilidade. E, o mais aplaudido da noite, Vicente de Paulo Arajo. Emoo foi pouco para o Velho Guerreiro, farmacutico, vereador e prefeito por dez anos. Soube como poucos, traduzir carisma em votos e mereceu mais esta homenagem. No final, a distino da Fundac, ao distribuir o belo souvenir em carto postal da cidade, srie-rosas. Salve!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 21, 2007

    MISS GAY movimentou Juiz de Fora. Vale conferir os detalhes na matria feita pelo colunista Csar Romero do jornal Tribuna de Minas.

                                                          Nos bastidores do Miss Gay
    A 31 edio do Miss Brasil Gay teve de tudo, com o sucesso de pblico de sempre, lotando o Tupynambs. O ponto alto da noite foi o vdeo, em homenagem ao cabeleireiro Chiquinho Motta, criador do concurso, que, devido a problemas de sade, preferiu no fazer sua tradicional apario na passarela. Mas foi aplaudido de p, merecidamente, por todos os presentes. O vdeo foi gravado e editado pela equipe da Produtora de Multimeios da Faculdade de Comunicao da UFJF, sob a coordenao de Mrcio Guerra.
    No quesito candidatas teve de tudo, mas a Miss Mato Grosso conseguiu levantar o Tupynambs com seu traje tpico, em homenagem Nossa Senhora, onde se lia: "por um Brasil onde a f dos homens seja respeitada pela Igreja e pelas religies".
    J no quesito frustrao, a Miss Paran ganhou disparado. No levou prmio algum do juri, mesmo estando com um vestido todo em ouro 18 quilates. Curiosamente, o nome da candidata era Samantha Gold...
    A grande vencedora da noite, Miss Esprito Santo, foi uma unanimidade, com sua cara de boneca de porcelana. Detalhe: entre vestido assinado pelo estilista carioca Henrique Filho, 'staff', produo e preparao, gastou a bagatela de R$ 45 mil. Pelo visto, deve ter achado que o investimento deu resultado.
    A atriz e jornalista Arlete Heringer, irm do deputado Mrio Heringer, circulou pelos bastidores do Miss Brasil Gay. Ela integrou a equipe de filmagem do documentrio "Transbelos", que dever ir para a telona contando a trajetria dos sonhos e decepes das candidatas ao concurso gay mais famoso do pas. Tudo com a devida autorizao da organizao do evento.
    O mesmo no se pode dizer da meterica passagem do pessoal do "Pnico na TV" pelos bastidores do Miss Gay, que deixou em pnico muita candidata e de cabelo em p os seguranas que tentaram (mas no conseguiram) se livrar dos intrpidos rapazes do humorstico da Rede TV!
    Compromissos assumidos com a Rede Globo (ensaios para o quadro dana no gelo no "Domingo do Fausto") impediram, na ltima hora, a Miss Brasil Natlia Guimares de participar do jri. Mas o jornalista e historiador Jean Willlys, o ex-BB, foi festejadssimo, assim como o simptico colunista e apresentador de tev, Leo Lobo, e o estilista carioca Carlos Tufson.
    A cantora Rosana, cone dos anos 80 com a msica "Como uma Deusa..." , tambm levou o pblico ao delrio.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 21, 2007

    FUTEBOL DE CAMPO para ndios Maxacalis, na regio de Governador Valadares, est sendo discutido nesta tera-feira. As informaes foram enviadas ao nosso BLOG DE NOTCIAS, pelo nosso amigo Maurcio Reis, que acaba de assumir a Assessoria de Comunicao da Secretaria de Esportes e Juventude, pilotada pelo jovem parlamentar estadual do DEM, Gustavo Correia.

    Governo de Minas e Funasa estimulam

    prtica do futebol entre Maxakalis 

    O secretrio-adjunto de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais, Rogrio Romero, o coordenador regional de Minas Gerais da Fundao Nacional de Sade, Ronaldo Cerqueira Lima, a diretora de Promoo do Associativismo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais, Bianca Costa, e representantes das Prefeituras de Bertpolis e Santa Helena de Minas, renem-se hoje (21 de agosto), em Governador Valadares, com caciques da etnia Maxakali, para discutir a implantao de projeto de estmulo prtica do futebol de campo nas aldeias de gua Boa (Santa Helena de Minas) e Pradinho (Bertpolis).

    O projeto foi elaborado pela Funasa, rgo do Governo Federal responsvel pela assistncia sade das populaes indgenas, como medida preventiva da ociosidade, de estmulo integrao social e de melhoria da qualidade de vida. Voltado para indivduos da faixa etria de 07 a 21 anos, o projeto tambm tem por finalidade a promoo do intercmbio cultural entre a etnia e as populaes no-indgenas, alm do desenvolvimento do talento de cada indivduo para a prtica do futebol.

    Para a implantao da proposta, sero formados grupos de indivduos, aos quais sero repassadas informaes tcnicas e as regras disciplinares necessrias prtica do esporte, tornando-os agentes multiplicadores, que atuaro sob superviso profissional e pedaggica.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 21, 2007

    Comea HOJE no EXPOMINAS, aqui em BH, a MINASCON 2007. A promoo da Cmara da Indstria da Construo da FIEMG.

    MINASCON - ser atrao de HOJE at dia 24 de agosto no Expominas, aqui em BH. O setor tem um PIB em Minas de 33 bilhes de reais. Quem est frente Teodomiro Diniz Camargos presidente da Cmara da Indstria da Construo da FIEMG.

    De 21 a 24 de agosto ser realizado, no Expominas, em Belo Horizonte, o MinasCon 2007. Em sua quarta edio, o evento, que promovido pela Cmara da Indstria da Construo da Fiemg, rene, em um mesmo espao, todos os setores da cadeia produtiva da indstria da construo, com o objetivo de discutir assuntos de interesse do segmento. "Desde que comeou a ser organizado, o MinasCon contribui para potencializar e maximizar a sinergia entre os agentes envolvidos na cadeia", diz o presidente da Cmara, Teodomiro Diniz Camargos.
    O tema deste ano "Desenvolvimento e Sustentabilidade Matria-Prima para Bons Negcios". Alm da mostra de produtos e servios, palestras tcnicas iro abordar questes atuais ligadas realidade dos setores envolvidos, como as novidades, tendncias e perspectivas do mercado.
    Cermica Um dos eventos que acontece simultaneamente ao MinasCon a 36 edio do Encontro Nacional da Indstria de Cermica Vermelha, numa parceria entre a Associao Nacional da Indstria Cermica (Anicer), Confederao Nacional da Indstria (CNI), Fiemg, Sebrae e Caixa Econmica Federal.
    O encontro j foi promovido em todas as regies do Brasil, integrando ceramistas interessados, entre outros assuntos, nas inovaes tecnolgicas divulgadas durante a Exposio de Mquinas, Equipamentos, Produtos, Servios e Insumos para a Indstria Cermica (Expoanicer).
    O evento conta com o apoio do Sindicer/MG, do Sindicato das Indstrias de Cermica e Olaria do Tringulo e Alto Paranaba, da Associao dos Ceramistas de Monte Carmelo e da Associao Comercial, Industrial, Agropecuria e de Servios de Igaratinga.
    Macrossetor em Minas De acordo com o estudo do economista Antnio Braz de Oliveira e Silva, a cadeia produtiva da construo representa 18% do Produto Interno Bruto (PIB) e 12% da gerao de emprego no estado de Minas Gerais.
    Em 2006, o PIB do macrossetor mineiro, que envolve todas as atividades ligadas construo, chegou a R$ 33 bilhes



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 21, 2007

    Presidente da Assemblia Legislativa de Minas, deputado Alberto Pinto Coelho e mais 18 presidentes de Legislativos tm audincia HOJE, em Braslia, com o ministro das Comunicaes Hlio Costa. Querem canal aberto de TV.

    O presidente da Assemblia Legislativa de Minas Gerais e do Colegiado de Presidentes das Assemblias Legislativas e da Cmara Distrital, deputado Alberto Pinto Coelho (PP-MG), e outros 18 presidentes de parlamentos estaduais, participam, nesta tera-feira (21/08/07), s 16 horas, de uma audincia com o ministro das Comunicaes, Hlio Costa, para tratar da concesso de canais de televiso para as Assemblias Legislativas.
    Atualmente, apenas quatro Assemblias operam sistemas de televiso em sinal aberto, enquanto outras 15 casas legislativas estaduais se mantm limitadas ao sistema a cabo.
    A ampliao do sinal das emissoras legislativas para o sistema aberto uma demanda antiga dos parlamentos estaduais. Desde 1995, quando as emissoras foram criadas pela Lei do Cabo (Lei 8.977), vem se verificando um crescente interesse da sociedade pelas transmisses das reunies plenrias e dos programas produzidos em estdio, na esteira do sucesso de emissoras como a TV Senado e TV Cmara.
    O encontro ser no gabinete do ministro, no Ministrio das Comunicaes, em Braslia, s 16 horas.
    TVs Legislativas em funcionamento no Brasil: TV Assemblia de So Paulo (cabo)
    TV Assemblia de Gois (cabo)


    1. TV Assemblia do Mato Grosso do Sul (cabo)

    2. TV Assemblia de Mato Grosso (cabo e aberta)

    3. TV Assemblia do Rio Grande do Sul (cabo)

    4. TV Assemblia de Santa Catarina (cabo)

    5. TV Assemblia do Amazonas (cabo)

    6. TV Assemblia de Sergipe (cabo)

    7. TV Assemblia de Pernambuco (cabo)

    8. TV Assemblia do Esprito Santo (cabo)

    9. TV Assemblia do Rio Grande do Norte (cabo e aberta)

    10. TV Assemblia da Paraba (cabo)

    11. TV Assemblia do Rio de Janeiro (cabo)

    12. TV Assemblia de Minas Gerais (cabo)

    13. TV Distrital/DF (cabo)

    14. TV Assemblia do Cear (cabo e aberta)

    15. TV Assemblia do Piau (cabo e aberta)

    16. TV Assemblia do Paran (cabo)

    17. TV Assemblia da Bahia (cabo)
      * No possuem sistemas: Par, Rondnia, Acre, Tocantins, Roraima, Maranho e Amap


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 21, 2007

    Mais um passo na cooperao Brasil/Japo na implantao do sistema de TV DIGITAL. Ministro Hlio Costa diz que " o projeto nipo-Brasileiro tem um mercado imediato e potencial de 300 a 400 milhes, que a Amrica Latina. E o Brasil responsvel por metade deste mercado".

    Cooperao entre os dois pases envolve
    desenvolvimento de softwares e transferncia de tecnologia

    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, recebeu uma delegao japonesa composta por membros do governo japons e da indstria de tecnologia. Na pauta a parceria entre Brasil e Japo na implantao do sistema Nipo-Brasileiro de TV Digital e a sua divulgao  na Amrica do Sul.
     
    O projeto Nipo-Brasileiro tem um mercado imediato e potencial de 300 a 400 milhes, que a Amrica latina, disse o ministro. O Brasil responsvel por metade deste mercado.
    A comitiva, liderada pelo ministro dos Negcios Internos e Comunicaes, Yoshihide Suga, visitar o Chile e Argentina para apresentar o sistema do sistema ISDB-T, como fez anteriormente o governo brasileiro.
     
    Tanto Hlio Costa quanto o ministro japons salientaram que a cooperao entre os dois pases no resume apenas implantao da TV Digital, mas tambm em outras reas, como o desenvolvimento de softwares e a transferncia de tecnologia.
     
    Espero que este ano seja o ltimo em que fabricamos os televisores do incio do sculo passado aqui no Brasil. Temos de transformar a nossa indstria para que seja moderna e competitiva. Para isso, precisamos comear a fabricar aparelhos de LCD e Plasma e no apenas mont-los como acontece hoje, afirmou.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 20, 2007

    Toma posse novo presidente da Associao de Reprteres Fotogrficos e Cinematogrficos de Minas. Valdez Maranho, ser empossado, nesta tera-feira, no Sindicato dos Jornalistas em Beag.


    Valdez Maranho toma posse como novo presidente

    da ARFOC Minas, no prximo dia 21

    O fotgrafo e empresrio do setor de Gastronomia e Turismo Valdez Maranho o novo presidente da Associao dos Reprteres Fotogrficos e Cinematogrficos de Minas Gerais (ARFOC). Quem assume a vice-presidncia o ex-presidente Carlos Avelin. Tambm foram eleitos os membros do Conselho Fiscal: Renato Colbucci, Oswaldo Afonso e Divino Advincola, todos renomados fotgrafos da imprensa mineira. A cerimnia de posse da nova chapa est marcada para 21 de agosto, s 20h, na sede do Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais.

    Alm de dar continuidade s lutas e conquistas da entidade como o crdito obrigatrio nas fotografias publicadas e a exigncia do registro profissional para o exerccio da profisso, Maranho destaca entre os projetos da gesto 2007/2009: a busca de parcerias com o objetivo de angariar recursos para a associao e o estreitamento das relaes com as duas principais entidades esportivas do estado: Ademg Administrao de Estdios do Estado de Minas Gerais e AMCE Associao Mineira de Cronistas Esportivos. "A atuao em conjunto fundamental para a promoo e defesa dos interesses dos jornalistas que tm na imagem o seu instrumento de trabalho".

    Fundada em 1950, a AFORC Minas uma entidade sem fins lucrativos e conta hoje com cerca de 600 associados.


    Sobre Valdez Maranho

    Na capital mineira desde 1977, o fotgrafo Valdez Maranho j passou por vrios veculos, entre eles o extinto "Jornal de Minas", "O Debate", "Pampulha" e "Jornal de Casa". Como empresrio, ele j foi proprietrio do restaurante "Parrila do Maranho" e da "Choperia do Maranho". Hoje, comanda o "Buteco do Maranho".
    Valdez conhecido por promover a Feijoada do Maranho, evento que tem uma histria curiosa. A primeira verso aconteceu em 1992, quando Maranho, ento fotgrafo do antigo "Jornal de Minas", perdeu sua mquina fotogrfica. Sem capital para adquirir outra cmara, seu instrumento de trabalho, ele resolveu por sugesto dos amigos fazer a Feijoada. O evento foi um sucesso, os amigos adoraram e desde ento a Feijoada do Maranho vem sendo realizada anualmente. Para este ano, a data j est marcada: 15 de setembro.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 20, 2007

    PASSAMOS HOJE de 340 MIL ACESSOS ao nosso BLOG DE NOTCIAS. E ganhamos um LEITOR PODEROSO: o jornalista Marcelo Generoso, que circula com desenvoltura pelo governo Acio Neves e nacionalmente amigo pessoal dos netos e netas do ex-senador, o saudoso Antnio Carlos Magalhes, dentre outras personalidades de destaque no jet-set nacional. Agradeo a voc Marcelo pelo prestgio que empresta ao nosso BLOG.


















    Posts:
     2.013

    Rascunhos:
     29

    Comentrios:
     33.525

    Visitas nicas:
     340.144

    Pageviews:
     346.208


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 20, 2007

    Foi aberta, agora pouco, s 14h40m, a 1 CONFERNCIA DA REGIO METROPOLITANA DE BH. O vice-governador Antnio Anastasia est abrindo o Encontro falando sobre o tema " o Marco Legal da Regio Metropolitana de BH e o Arranjo Institucional de Gesto". Esto presentes no plenrio da Assemblia Legislativa, dentre outros, o prefeiuto de BH, Fernando Pimentel, o secretrio de Desenvolvimento Regional, deputado Dilzon Melo, o presidente do Tribunal de Justia, Orlando Ado de Carvalho. Conhea os detalhes da Conferncia.

    Com a participao de 34 prefeitos, a 1 Conferncia da Regio Metropolitana de Belo Horizonte, vai at amanh tarde. Os chefes dos executivos se juntam a representantes da sociedade civil, a deputados estaduais e a outras autoridades para propor solues para os principais problemas que atingem a terceira maior aglomerao urbana do Brasil.
    A Conferncia, organizada pela Secretria de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Sedru) e pela ALMG, pretende tambm mobilizar o poder pblico, a populao e o setor produtivo da RMBH para estabelecer metas e traar planos de ao sobre temas ligados gesto metropolitana.
    A abertura foi s 14 horas no Plenrio da ALMG. Logo depois, com a conferncia do vice-governador do Estado, Antnio Anastasia, que abordar o "Marco legal da Regio Metropolitana de Belo Horizonte e o arranjo institucional de gesto". Ao longo da tarde e tambm na tera-feira (21), especialistas, administradores pblicos e representantes de entidades e associaes estaro reunidos tratando de assuntos como gesto ambiental, desenvolvimento econmico e social e poltica urbana.
    Frente parlamentar - A Conferncia ser encerrada no fim da tarde de tera, com trs acontecimentos importantes: a posse do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento Metropolitano, a assinatura do decreto de regulamentao do Fundo Metropolitano e a entrega do projeto de lei de criao da Agncia Metropolitana.
    Tambm no fim do evento, ser lanada oficialmente a Frente Parlamentar Mineira em prol da Regio Metropolitana de Belo Horizonte. No manifesto de criao da Frente, os deputados estaduais que a subscreveram ressaltam que a RMBH o centro poltico, financeiro e comercial de Minas Gerais, representando cerca de 40% da economia e 25% da populao do Estado. A Grande BH o 52 maior aglomerado urbano do mundo e 7 maior da Amrica Latina.
    O documento destaca as desigualdade existentes entre os municpios, com Belo Horizonte, Betim e Contagem respondendo por 87% do PIB da Regio, o que justifica a necessidade de uma poltica integrada, diante da "significativa disparidade nas condies bsicas das comunidades que a integram".
    A Regio Metropolitana de Belo Horizonte foi criada pela Lei Complementar Federal 14, de 1973, e atualmente regulamentada pelas Leis Complementares estaduais 88 e 89, de 2006. A Constituio Federal determina que cabe aos Estados gerenciar, em conjunto com os municpios, os servios e atividades de interesse supra-municipal nas regies metropolitanas.
    Especialista defende integrao
    Para o empreendedor pblico da Secretaria de Estado de Planejamento e Gesto (Seplag), Gustavo Gomes Machado, a integrao entre Unio, Estado e municpios um dos caminhos para a soluo dos problemas pelos quais passam as regies metropolitanas do Pas.
    Gustavo, que vai participar de um dos encontros temticos da Conferncia, mostra-se preocupado com as desigualdades econmicas e sociais entre os municpios de uma mesma regio metropolitanta. "Na RMBH, por exemplo, a capital, Contagem e Betim tm 91% do total de arrecadao do ICMS. H um desequilbrio de foras muito grande. Cada cidade tem que descobrir sua prpria vocao para que investimentos possam ser direcionados de forma correta. At mesmo aquelas que so consideradas dormitrios", acrescentou.
    Agricultura - Reforma agrria e questes ambientais tambm so assuntos na pauta da Conferncia Metropolitana. O assessor de gabinete da Secretaria de Estado Extraordinria para a Reforma Agrria, Aldanny Guimares Rezende, vai defender o investimento nas agriculturas urbana e periurbana, como forma de gerao de renda, emprego e combate fome nas grandes cidades. "No se trata de uma horta de fundo de quintal, mas do aproveitamento, com apoio tcnico, de terrenos baldios ou no aproveitados existentes, principalmente nas periferias. O processo envolve mo-de-obra qualificada, reduz a distncia do alimento mesa do consumidor e estimula a conscincia ecolgica. Sem falar que grande parte da populao pobre de uma cidade grande vem do campo e tem vocao para a agricultura", defende.
    Ele citou exemplos bem-sucedidos da agricultura urbana em Havana, Cuba, e Rosrio, na Argentina, onde, segundo ele, a cadeia produtiva envolve 10 mil famlias. "Em Cuba, foi a soluo encontrada quando o pas vivia sob embargo econmico e no tinha sequer combustvel para transporte dos produtos", explicou.
    De acordo com Aldanny Guimares, Minas Gerais o primeiro estado do pas a contar com uma legislao especfica sobre o assunto. A lei, que existe h pouco mais de um ano, est em fase de regulamentao.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 20, 2007

    O livro "21 RITOS TIBETANOS", da escritora ENEIDA CAETANO ser lanado amanh, s 19 horas, no Palcio das Artes aqui em BH.

                                                                   ENTREVISTA EXCLUSIVA.
    Ser lanado dia 21 de agosto, s 19 horas, no Palcio das Artes, aqui em BH, o livro "21 RITOS TIBETANOS" da escritora ENEIDA MAGALHES CAETANO (do Instituto LamRim), prima do nosso Procurador-geral de Justia de Minas, Jarbas Soares Jr. Leia, agora, a ENTREVISTA EXCLUSIVA que a escritora deu a Rosana Deslandes, para o nosso BLOG DE NOTCIAS.

    1- O que so "Os 21 Ritos Tibetanos"?
    So exerccios fsicos milenares, rtmicos e ritualsticos, que os tibetanos praticam com mtodo e dedicao, para se fortalecerem e poderem suportar a adversidade, mantendo a sade, vitalidade e bem-estar.
    2- Como voc conheceu os Ritos Tibetanos?
    Eu j trabalhava com terapia corporal h muitos anos e por isso j os conhecia atravs do livro clssico de Peter Kelder, "A Fonte da Juventude". Quando fui fazer uma especializao na Holanda, em 1985, vi a oportunidade de intensificar minha prtica e perceber mudanas significativas em minha vida. Decidi ento ir ao Tibete para aprofundar- me neste conhecimento e estudar sua origem.
    3- Por que escrever este livro?
    Desde o livro citado acima, lanado em 1939, havia uma lacuna bibliogrfica sobre a seqncia completa dos ritos tibetanos. Aps uma viagem de seis meses ao Oriente, e prticas nos mosteiros tibetanos recebi autorizao para compilar toda a seqncia dos 21 ritos, praticamente desconhecidos no Brasil. A idia do livro surgiu de uma necessidade de meus alunos do Instituto Lam Rim para acompanharem, em casa, os exerccios de uma maneira correta.
    4- Como est a organizao dos ritos no livro?
    Trata-se de uma seqncia completa dos 21 ritos divididos em trs etapas, cada qual contendo sete ritos, onde cada rito traz um benefcio especfico, individual e daquela etapa. Com breves flashes de minha experincia no Oriente contextualizo a viagem e o ambiente dos mosteiros.
    5- Quais os benefcios em se praticar os Ritos Tibetanos?

    Os benefcios so inmeros. Todos os Ritos tem o poder de ativar nossas glndulas, retardando o envelhecimento, promovendo uma revitalizao fsica e nos proporcionando maior clareza mental, dentre outras coisas. Mas cada rito traz um benefcio especfico, potencializando uma rea determinada de nosso corpo.
    6- Quanto tempo se gasta para fazer toda a seqncia dos 21 ritos ?
    Na fase inicial, quando ainda estamos aprendendo, necessitamos de um tempo maior, mas com a pratica gastamos aproximadamente 40 minutos para executar 21 vezes os 21 Ritos. Os tibetanos so extremamente disciplinados mas tambm condescendentes, pois consideram o ritmo de vida de cada um. Com a vida agitada que levamos, eles nos garantem que 3 ou 7 exerccios inicialmente, repetindo-os no mnimo 3 vezes cada um, duas vezes por semana, nos trar maior equilbrio, e a prpria prtica nos ajudar a sermos mais organizados e a termos tempo para ns mesmos..
    7- Como saberei escolher um rito melhor para iniciar a prtica?
    Isto ensinado no livro e no curso dos 21 Ritos Tibetanos. Cada rito tem sua descrio e seus objetivos fisiolgico e sutil. Aprendemos a escolher o rito que mais benefcio nos trar e de acordo com o momento da vida que passamos. Segundo os tibetanos, devemos primeiramente cuidar do nosso corpo, que a nossa morada, com muita dedicao, para prevenirmos diversas doenas e garantirmos uma melhor qualidade de vida, para depois cuidar do outro. Todos os ritos so simples, objetivos e de fcil execuo. Praticando diariamente colhe-se resultados rapidamente
    8- Adquirindo o livro eu posso praticar os ritos sem o auxilio de um instrutor?
    Sim, este o maior objetivo do livro e dos monges tibetanos: disseminar o conhecimento dos ritos de tal maneira que as pessoas possam beneficiar-se deles sem precisarem sair de sua casa, sem rotina monstica ou qualquer crena. Pode-se pratic-los em qualquer lugar e sem qualquer sofisticao.
    9- Durante quanto tempo preciso praticar para observar os primeiros resultados?
    Os resultados so quase imediatos e depender de pessoa a pessoa. Para alguns, os benefcios comeam a se manifestar imediatamente aps uma prtica disciplinada. Quanto maior o tempo de prtica maiores sero os benefcios, mas mesmo quem pratica apenas 3 ritos duas vezes por semana j colhe resultados. Embora para um resultado mais concreto, preciso disciplina, o tempo de cada um pode variar de acordo com a sua dedicao.
    10- Como os ritos so praticados pelos tibetanos?

    Os tibetanos se utilizam dos ritos como forma de desenvolvimento pessoal, fortalecimento fsico e mental, percepo de comportamentos inadequados, como mtodo preventivo de doenas e como sedimentao de laos e tambm como uma forma de terapia. Eles se renem em famlia para praticar os ritos como um momento sagrado.
    11- Houve alguma adaptao nos ritos para serem praticados pelos ocidentais?

    No, eu os ensino aqui, no Instituto LamRim, exatamente da mesma forma como aprendi com os Monges Tibetanos e que esto descritos no livro, com a mesma objetividade e simplicidade praticados por eles.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 20, 2007

    MC Donald`s, em BH, investe na ajuda crianas com cncer. As informaes vieram do nosso amigo, o proativo jornalista, Schubert Arajo da Multitexto. Confira detalhes do Evento que vai movimentar o corao da Savassi no prximo sbado.

    Atraes do McDia Feliz vo
    sacudir a Savassi em BH no prximo dia 25
     Msica, dana, performances, mgicas e espetculos circenses movimentaro o sbado na regio durante a maior campanha contra o cncer infanto-juvenil

     Os moradores e freqentadores do bairro da Savassi, em Belo Horizonte a regio mais charmosa e elegante da capital mineira sero surpreendidos no prximo sbado, dia 25 de agosto, dia do McDia Feliz, a maior campanha de mobilizao contra o cncer infanto-juvenil do Pas.

    Dois grandes palcos sero montados na Rua Pernambuco em frente ao restaurante McDonalds, onde sero apresentadas diversas atraes com o objetivo de despertar a populao para a causa do cncer em crianas e adolescentes e convid-la a consumir o sanduche Big Mac. A renda arrecadada com a venda dos sanduches (exceto alguns impostos) ser integralmente doada ao Hospital das Clnicas (HC) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), instituio beneficiada pelo segundo ano consecutivo com a campanha. O montante arrecadado nos dois anos ser aplicado na construo de uma unidade onco-hematolgica peditrica, a ser instalada no prdio principal do HC. A unidade ter 22 leitos de internao para crianas com cncer, incluindo dois leitos isolados para pacientes ps-transplantados de medula ssea.
    O anfitrio voluntrio do restaurante McDonalds da Savassi e coordenador do evento, Donizeti Almeida, comemora o sucesso da mobilizao conseguida este ano o segundo que ele participa desempenhando esta funo. O envolvimento foi to grande este ano, que conseguimos trazer at um grupo do interior do Estado, o grupo Fbrica de Alegria, da cidade mineira de Ponte Nova, para participar, entusiasma-se. 
    Confira a programao completa do restaurante McDonalds da Savassi em BH: 
    11 s 12h30 Grupo Tambolel
    13 s 17 hs: Grupo Fbrica de Alegria (Ponte Nova -M.G ) Direcionado ao publico infantil com palhaos, malabares, cospe fogo, teatro, pernas de pau;
    17 s 18 hs: Show com grande Mgico;
    18 s 19:30 hs: Vrias danas Dana do ventre, Flamenco, Cigana, Tango, Folclricas, Ax;
    19:30 s 20 hs: Grupo Aero Dance Brasil Os danarinos e danarinas mais sarados do Brasil;
    20 s 21 hs: Poket Show com Sof da Kayete, a Drag Qim mais querida de BH apresentadora do programa lder de audincia na rdio 98 FM (todos os dias s 10 hs), trar muitos artistas de BH e regio e a Drag Qim Diva n 1 de BH  Nyla Brizard com grande performance;
    21 s 21:30 hs: Boate/Pista de dana na rua em plena Savassi com DJ Luciano(funcionrio do 8 andar) e Os Flaggers ( a agilidade e arte de rodar banderas Ricardo Viana funcionrio do 8 andar), jogo de luz e muita dana, venha danar e agitar com a gente;
    21:30 s 22:30 hs: Grande encerramento com a banda Creen 07, som da melhor qualidade e visual arrojado dos seus integrantes.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 19, 2007

    Tribunal de Contas ouve detalhes sobre a construo do Centro Administrativo que o governo Acio Neves vai construir no antigo Centro Hpico s margens da Linha Verde. O presidente do TCE, ex-deputado Elmo Braz recebeu em audincia um grupo de auxiliares do governador, tendo frente, o vice-governador Antnio Anastasia. O investimento na popularmente chamada BRASILINHA MINEIRA ser de 900 milhes de reais.

    O Presidente do Tribunal de Contas do Estado Conselheiro Elmo Braz  recebeu em audincia, dia 4 de julho, em seu gabinete, o Vice-Governador Antonio Augusto Anastsia, o Presidente da Comig, Oswaldo Borges, e o Secretrio de Estado de Obras Pblicas, Fuad Norman, que estavam acompanhados de vrios assessores tcnicos, para ampla explanao acerca da proposta do governo do Estado de construo de um Centro Administrativo. Na ocasio, compareceram os Conselheiros Antonio Carlos Andrada, Wanderley vila, Eduardo Carone Costa e Simo Pedro Toledo, alm de Auditores, Procuradores e tcnicos do Tribunal de Contas.  A obra est orada em R$ 900 milhes e ser edificada em terreno na zona leste da capital, que abrigou o antigo Centro Hpico s margens da linha verde.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 19, 2007

    Nesta segunda-feira, s 20 horas, ser aberta na Cmara Municipal de BH, a Exposio "Pinturas Tteis/Pintando para os Cegos".

     "Uma imagem vale mais do que mil palavras"


     cid:image001.png@01C7DCCD.EB4D0C10 
     AGENDA GALERIA DE ARTES

     DIA 20 de AGOSTO a 14 de SETEMBRO/07: OBJETO: Uma mostra de diversas Telas produzidas com formas e texturas a leo e/ou acrlico, compostas de cores, relevos e objetos, conforme detalhes abaixo, da artista Plstica mineira, Sra. Eni D'Carvalho, reconhecida internacionalmente, e que sero expostas na Galeria de Artes, local onde, tambm, ocorrer a abertura no seu primeiro dia ( em 20/08), s 18:00h, com homenagem prestada pelo Corpo Musical  Manico, atravs de uma cerimnia conhecida como "Abboda de Ao".   


    MOTIVO: Esta "Exposio" tem por objetivo primordial em valorizar com respeito maior a individualidade de cada criatura humana, sem descriminao ou distino de valores pelo particular diferencial  de cada um, donde se constri um novo esprito de convivncia, baseado na igualdade de oportunidades, compreenso, e equilbrio social.
     
                                         Tema: Simbologia Macnica
    Sempre que o conhecimento se apresenta parcialmente aos interessados, provoca dvidas. Assim, comeam a surgir boatos, lendas e mitos. Ainda mais quando se trata de uma instituio secular, como o caso da Maonaria. O simples fato desta organizao ser pouco conhecida no seu interior, d margem a curiosidades.O termo "pouco conhecida", por si s, traz uma aura de mistrio e segredo
    No intuito de satisfazer algum tipo de curiosidade dos invisuais e de apresentar smbolos manicos aos que se interessam por esse universo, Eni DCarvalho, Artista-Educadora traz a sua proposta.Quebra paradigmas, utiliza a arte ttil interativa e inclusiva.Demonstra smbolos que so a matria-prima da arte. Prope , desta forma, a via ttil como instrumento para construo de uma sociedade mais igualitria.


    "Em nenhuma outra era a Maonaria teve oportunidade to grande como agora de assumir sua verdadeira posio entre as instituies humanas, bem como viabilizar seu devido reconhecimento pelo simples poder do amor fraterno, assistncia e verdade, baseados em uma filosofia  que no pode ser encontrada em nenhum lugar, a no ser em seus smbolos milenares."(Maonaria Wagner Veneziani Costa)


                                          
    Por  que a Maonaria usa smbolos ?
    Como em toda grande tradio de sabedoria, a maonaria lana mo de smbolos para expressar seus conhecimentos iniciticos. Eles tm um efeito muito grande na psique  humana, sendo mais eficientes do que palavras, pois inspiram e ensinam.So a matria-prima da arte;uma gramtica atemporal que pode nos lembrar daquilo que sempre existiu, mas que j foi esquecido.E como a complexidade dos ensinamentos manicos no pode ser compreendida atravs de mero exerccio intelectual, a "Arte Real" utiliza esse poderoso recurso.

     ( Revista Conhecer Fantstico /Maonaria/Arte Antiga Editora)


     
    ENI DCARVALHO

    Arte para tocar, sentir, promover o amor, a paz, magnetizando nossos sentidos, tocando a alma e chegando ao corao....Eni DCarvalho, luso-brasileira, nasceu em Ub MG, Brasil.  Formada em Administrao , Cincias Contbeis e ps-graduada em Administrao Hospitalar,. Em 1996 decidiu dedicar-se Arte. Dois anos depois questiona-se em termos conceituais, face a problemtica dos invisuais e, sensibilizada, focaliza sua obra numa tica de resposta s necessidades detectadas nesse contexto.
    Consagrada em Portugal como "Pintora dos Cegos" agora "Pintora da Luz" porque retrata a alma que reluz de todas as coisas.Eni DCarvalho uma pintora conceituada e premiada tanto nos  EUA como na Europa e no Brasil onde recebeu as Medalhas da Solidariedade, e Medalha Manica de Honra ao mrito  "Umbral Sagrado" .Em Minas Gerais destaque no projeto como  "Grandes Mineiros".
    Sua obra um convite reflexo, vida, natureza. Reinventa a comunicao, quebra paradigmas, provoca a incluso na luta pela compreenso entre todos os homens para que o Belo ilumine o planeta.
    Ao utilizar material reciclado, Eni DCarvalho visa acordar o expectador para a problemtica da ecologia que necessita de uma nova forma de organizao, com mais harmonia, equilbrio e sustentabilidade; respeitando as relaes dos seres humanos entre si, com a natureza, com o universo e, conseqentemente com a PAZ.
    ENI DCARVALHO
     
    Eni DCarvalho participa do Projeto "Grandes Mineiros" - apresentado  pela Cia Vale do Rio Doce " no Jornal  Nacional / TV Globo, exibido  em junho de 2007.


     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 19, 2007

    Comisss de Sade, de Administrao Pblica e Direitos Humanos de olho na Central de Percias Mdicas do Frum Lafayette. Reunio est marcada para as 9 e meia da manh de quarta-feira, dia 22, no Plenarinho 2 do prdio da Assemblia, aqui em BH.

    O funcionamento da Central de Percias Mdicas do Frum Lafayette, em Belo Horizonte, ser tema de uma reunio conjunta das Comisses de Sade, de Administrao Pblica e de Direitos Humanos da Assemblia Legislativa de Minas Gerais. A reunio, solicitada pelo deputado Irani Barbosa (PSDB), ser nesta quarta-feira (22/08/07), s 9h30, no Plenarinho II. Entre os convidados esto o corregedor-geral de Justia, desembargador Jos Francisco Bueno.
    Na reunio ser discutida a situao da Central de Percias Mdicas que, segundo levantamento do Conselho Regional de Medicina, funciona contrariando as normas legais, em especial a Lei 6.839, de 1980, que obriga o registro da empresa nos rgos nas entidades fiscalizadoras do exerccio profissional; e o Decreto 20.931/32, que regula o exerccio da medicina, entre outras atividades profissionais.
    Tambm sero discutidas irregularidades apontadas pela Vigilncia Sanitria, oferecendo riscos aos usurios. Segundo o deputado Irani Barbosa, a reunio tambm foi motivada por denncias apresentadas por mdicos peritos, que alegam estar sendo preteridos pelo tribunal em detrimento de contratados, por serem concursados e no aceitarem interferncias na confeco dos laudos.
    De acordo com o parlamentar, ao denunciar a questo, foi aberto processo administrativo contra os mdicos. O deputado Irani Barbosa informa que pediu a reunio para conhecer a realidade dos fatos.
    Foram convidados ainda o juiz auxiliar da Corregedoria e diretor do Frum Lafayette, Andr Leite Praa; o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Minas Gerais, Hermann Alexandre V. Von Tesenhausen; gerente de Vigilncia Sanitria da Prefeitura de Belo Horizonte, Mara Machado Guimares Corradi; mdico perito da Central de Percias Mdicas do Frum Lafayette Gerson Coelho Cavalcanti; e a coordenadora das Promotorias de Defesa da Sade, Joseli Ramos Pontes.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 19, 2007

    Que coisa s!

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. Recorte de jornal que receb do meu amigo Antnio Baggio, presidente do Sindicato da Indstria de Papel e Papelo, filiado Fiemg. . Aristeu mesmo O CARA. Vai ser empreendedor e ousado assim l na minha empresa, s! Veja com calma. Cada detalhe. Bom proveito!

                            


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 19, 2007

    CHOQUE DE GESTO mostrado a economistas do Instituto de Estudos de Poltica Econmica ( IEPE), mais conhecido como Casa das Garas no Rio de Janeiro. No encontro discutidos tambm temas como a Economia Nacional e a Crise dos Mercacos Financeiros Internacionais.Vale conferir detalhes!









                       Governador apresenta inovaes do modelo de gesto em Minas

     

    O modelo de gesto e os programas estruturadores, que tm feito de Minas Gerais referncia no pas em planejamento pblico, foram apresentados, nesta quinta-feira (16), pelo governador de Minas, Acio Neves, a um grupo de economistas que se reuniram no Instituto de Estudos de Poltica Econmica (Iepe), mais conhecido como Casa das Garas, no Rio de Janeiro. Durante o encontro, tambm foram discutidos a economia nacional e a atual crise nos mercados financeiros de todo o mundo.
    "A atual crise financeira internacional ressalta ainda mais a necessidade de uma gesto pblica eficiente e de planejamento das aes governamentais. Mas ainda cedo, como parece reconhecer a maioria dos analistas, para dimensionar as conseqncias dessa crise para o mundo e para o Brasil, em particular", afirmou Acio Neves.
    Para alguns dos economistas presentes, a crise nos mercados financeiros uma crise de confiana, que surgiu aps um perodo de euforia, contaminados pelos mecanismos de crdito considerados frgeis no mercado imobilirio dos Estados Unidos, que geraram emprstimos sem garantias. Os economistas acreditam que haver uma desacelerao da economia mundial. De acordo com eles, a pergunta, nesse momento, se os Estados Unidos vo entrar em um perodo de recesso e at que ponto ela vai contaminar o resto do mundo.
    Entre os presentes no encontro estavam os diretores do Iepe, o ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social (BNDES) Edmar Bacha; e o economista e professor da PUC-RJ Dionsio Dias Carneiro; o ex-presidente do Banco Central Armnio Fraga; a ex-diretora de Privatizao do BNDES Elena Landau; o ex-ministro da Fazenda Marclio Marques Moreira; e o ex-ministro do Trabalho Edward Amadeu.
    2 gerao do Choque de Gesto
    O governador Acio Neves apresentou aos economistas a trajetria dos programas de gesto e desenvolvimento implantados no Estado, que, em 2003, estava com 63% da sua receita comprometida, sem acesso a linhas de crdito internacional. Acio Neves explicou que logo ao assumir, no primeiro mandato, aproveitou o capital poltico que tinha para implementar mudanas estruturais que seriam fundamentais.
    "O Choque de Gesto, aliado a uma poltica de desenvolvimento planejada, possibilitou que o Estado sasse de um dficit de R$ 2,3 bilhes, em 2003, para um supervit de R$ 81 milhes, em 2006", disse o governador. Ele tambm falou sobre os esforos feitos na implantao do Choque de Gesto, e o fim do crescimento passivo da folha de pagamento de pessoal.
    "Em Minas, hoje, no se improvisa. No incio do nosso governo estabelecemos metas pensando em 2023. ndices de crescimento econmico e variados indicadores sociais foram estabelecidos no Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI), logo no incio do governo. Nele, tambm estabelecemos, por exemplo, quais os arranjos produtivos de cada regio sero apoiados e incentivados pelo Estado", explicou.
    O Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado prope uma segunda gerao do Choque de Gesto, tendo como principal caracterstica a insero dos destinatrios das polticas pblicas no processo de planejamento. Assim, foram definidas as aes e metas para os prximos anos, em cinco eixos estratgicos: Pessoas instrudas, qualificadas e saudveis; Jovens protagonistas; Empresas dinmicas e inovadoras; Cidades seguras e bem cuidadas, e Eqidade entre pessoas e regies.
    Estado para Resultados
    Os ltimos quatro anos foram marcados pelo xito do conjunto de medidas para introduzir, no aparato estatal, a concepo de um Estado que gasta menos com a mquina e, cada vez mais, com o cidado. No PMDI 2007-2023 prope-se um aprofundamento dessa diretriz, no intuito de construir, desde j, um verdadeiro Estado para Resultados, o que significa garantir populao servios pblicos com alta qualidade, mximo ndice de cobertura, a menores custos e, ao mesmo tempo, o aprimoramento da qualidade fiscal e uma gesto eficiente.
    "A partir do PMDI, estabelecemos metas de curto prazo para que a cada quatro anos pudssemos avanar. Isso feito de forma planejada, por meio do oramento do Estado, que tem sido executado integralmente", explicou o governador.
    Segundo Acio Neves, a recuperao das contas pblicas em Minas foi embasada pelo esforo no aumento da receita e no enxugamento dos gastos com a mquina pblica. Entre as medidas para diminuir as despesas com a mquina, foram extintas secretarias e cargos em comisso, contingenciamento de 20% das despesas financiadas com recursos do Tesouro Estadual e reduo no salrio do governador de Estado.
    O governador destacou o programa de valorizao do funcionalismo estadual, com a implantao de 122 planos de carreiras, beneficiando 390 mil servidores pblicos e a adoo de novos concursos pblicos. Por meio do Choque de Gesto, o Governo de Minas implantou tambm os acordos de resultados, fazendo que a valorizao profissional e salarial dos servidores fosse atrelada ao aumento da qualidade do servio prestado populao e ao cumprimento de metas estabelecidas para cada secretaria e rgo do Estado.
    "Nossa inteno construir um servio pblico estadual profissional, baseado no mrito de cada um, e que possa garantir a continuidade de programas por mais de um governo. A finalidade desse programa de gesto e planejamento no meramente de organizao do Estado, mas a garantia de servios de qualidade para a populao", disse Acio Neves aos economistas.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 19, 2007

    TNEL DO TEMPO. Do implacvel arquivo do colunista Csar Romero - o Cabelin - da Tribuna de Minas de Juiz de Fora, vale conferir!

                                                        
                                                Hlio Costa, Hugo Alessi, Gerdal Vasconcellos
                                                  e Mrio Eugnio Gomes Freire de Andrade
                                                          no Clube Bom Pastor, em 1986


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 18, 2007

    O COLRIO deste sbado em DOSE DUPLA DE BELEZA. Vem do bem relacionado colunista Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.

                                                                
                                                                 Nicole Mendes e Renata Ferreira


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 18, 2007

    Hoje em Juiz de Fora. O destaque vem do jornal Tribuna de Minas.

                                                           Parada do Orgulho GLBT e
                                                        Miss Gay agitam Juiz de Fora

    A 5 Parada da Cidadania e do Orgulho GLBT abre a programao de hoje, a partir do meio-dia, quando as cerca de cem mil pessoas esperadas pela organizao do evento se concentram no Parque Halfeld. O desfile termina com festa na Praa Antnio Carlos. noite, as 29 candidatas ao ttulo de Miss Brasil Gay protagonizam a festa no ginsio do Tupinambs.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 18, 2007

    Neste sbado ultrapassos a marca dos 333 MIL ACESSOS ao nosso BLOG DE NOTCIAS. J escrevemos e editados mais de 2 mil POSTS, ou seja, notcias. Os nmeros so do provedor TERRA. Agradeo de corao seu acesso!


























    Posts:
     2.002

    Rascunhos:
     29

    Comentrios:
     28.907

    Visitas nicas:
     333.995

    Pageviews:
     339.943
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 18, 2007

    Economia. Assemblia de Minas analisa PMDI - Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado. O ralator o deputado Agostinho Patrus Filho.

    Est marcada para a prxima tera-feira (21/8/07), s 14h30, no Plenarinho IV, a primeira reunio da Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria ampliada (com a participao de membros das comisses permanentes) para discutir Projeto de Lei (PL) 1.026/07, que atualiza o Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI). O relator da matria, deputado Agostinho Patrs Filho (PV), deve apresentar seu parecer sobre o projeto, que recebeu 88 emendas e tramita em turno nico.
    O PMDI um conjunto de aes estratgicas de planejamento de mdio e longo prazos (2007/23), elaborado pelo Poder Executivo, que envolve o governo, a iniciativa privada e organizaes civis, com vistas promoo do desenvolvimento econmico, melhoria dos indicadores sociais e reduo das desigualdades regionais do Estado.
    Suas metas e diretrizes so fundamentais para orientar a discusso das aes de planejamento de mdio e curto prazos, contidas no Plano Plurianual de Ao Governamental (PPAG), na Lei de Diretrizes Oramentrias (LDO) e na Lei Oramentria Anual (LOA). A meta de investimentos at o ano de 2011 para implementar as aes previstas no PMDI de R$ 80 bilhes, sendo R$ 20 bilhes do Tesouro do Estado e o restante dos recursos distribudos entre empresas pblicas e iniciativa privada.
    Pela primeira vez, o PMDI ter emendas de iniciativa popular. Elas foram elaboradas a partir de propostas de ao legislativa (PALs), apresentadas por representantes da sociedade civil que participaram do Ciclo de Debates sobre o PMDI realizado no final de junho.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    O ANIVERSARIANTE ILUSTRE desta sexta-feira, o senador HLIO COSTA, ministro das Comunicaes, nosso amigo de Barbacena. Foi nele que me mirei para iniciar minha carreira de reprter de TV. Ele abriu-me as portas do jornalismo televisivo, sempre nos incentivando. Da Rdio Barbacena, passando pela Rede Globo - onde atuamos por 16 anos como reprter poltico - at a nossa atual tarefa de ancorar ao vivo as transmisses dirias do plenrio pela TV Assemblia. O ministro/senador, que nunca deixou de ser a alma do jornalismo - REPRTER - leitor dirio do nosso BLOG DE NOTCIAS. Parabns ministro, amigo Hlio Costa. Muitos anos de vida e que no perca nunca seu sonho de chegar ao Palcio da Liberdade! ( Esteve bem perto, por duas vezes). Receba nosso abrao afetuoso, ao lado de Ana Catarina e seus filhos!

                                                    

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    GRAA A DEUS, que o internauta brasileiro passa 23 horas e 30 minutos na Internet por ms. O vice-campeo so os Estados Unidos com 19h e 52 minutos, por ms na Rede Mundial de computadores(na www).Percebo este comportamento, a partir do nosso BLOG DE NOTCIAS, que segundo o Terra j passou dos 340 mil acessos. Confira detalhes da pesquisa do Ibope/NetRatings, divulgados recentemente

    Internauta brasileiro passa quase um dia na Internet por ms






    O internauta brasileiro quebrou o recorde de tempo de navegao. Em julho, passou em mdia 23 horas e 30 minutos na rede, segundo relatrio do Ibope/NetRatings divulgado nesta sexta-feira.
    A marca uma hora e trs minutos maior do que a de junho. So considerados nesta pesquisa apenas os usurios ativos domiciliares, ou seja, pessoas que acessam a rede ao menos uma vez por ms de casa. O Brasil se mantm com maior tempo mdio de navegao residencial do planeta. Completam a lista dos cinco pases com maior tempo de navegao os Estados Unidos (19 horas e 52 minutos), Japo (18 horas e 41 minutos), Alemanha (18 horas 7 minutos) e Austrlia (17 horas 51 minutos).
     Esse o maior tempo mdio por internauta residencial j reportado pela pesquisa desde o incio das suas operaes, em 1998.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    DE OLHO NO CASARIO de Barbacena. Prabns ao site www.barbacenaonline. com br que destaca a necessidade de conscientizar quem quem da cultura para a preservao de um outrora belo casaro do incio dop sculo XIX da Praa do Rosrio. Nosso BLOG DE NOTCIA parceiro nessa tarefa. Estamos prontos para ajudar. Confira os detalhes na matria que veio do barbacenaonline.





    Por mais enfadonha que seja a temtica preservacionista de bens culturais, ainda no deve sair das pginas dos jornais. A todo momento, patrimnios edificados em todo o territrio nacional esto sendo destrudos e abandonados e Barbacena no foge regra. O casaro assobradado da Praa Dom Silvrio (popularmente Praa do Rosrio) um exemplo desse descaso com um bem imvel de valor histrico que se perde na paisagem urbana local.

    Aos olhos mais atentos, a imponente construo da arquitetura civil colonial do incio do sculo XIX desaparece e d lugar a um misto de irresponsabilidade civil, negao aos valores culturais e insensibilidade esttica. O casaro, quase em runas, ainda permanece em p, to somente pela rigidez de sua construo em adobe, isto , tijolo misturado com argila e palha.


    Desequilbrio esttico no casaro da Praa Dom Silvrio dificulta sua recuperao
    perceptvel que at hoje nenhuma interveno estrutural, mesmo paliativa, foi detectada para recuperar e salvaguardar boa parte das caracterstica originais do casaro. Na parte inferior da fachada h lojas comerciais com placas de propaganda de gosto duvidoso e toldos de lata galvanizada e de tecido j rotos pela ao do tempo, provocando um desequilbrio esttico no local.Dentro do projeto de revitalizao urbana, a Praa do Rosrio em breve ser inaugurada, mas na contra-mo do tempo, o velho casaro continuar agonizando e seguindo o seu triste destino. D pena.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    VEM A, de 3 a 5 de setembro no Othon Palace BH, o 6 CONGRESSO NACIONAL DE CHEFES DE GABINETE, pilotado por Guilherme Lima. Conhec o Guilherme, l Assemblia Legislativa de Minas, aps Reunio Especial em homenagem pelos 25 anos do jornal Edio do Brasil. Quem apresentou-me o Guilherme, foi nosso amigo Ronan Ramos, Assessor Poltico do senador Eduardo Azeredo, do PSDB de Minas. NOTA: agora Guilherme Lima dos mais de 350 mil leitores do nosso BLOG DE NOTCIAS na Blobosfera. Obrigado e sucesso ao Congresso da categoria. Confira as informaes abaixo.

    Caro Joo Carlos Amaral,
    conforme conversamos dia 6/8, estou encaminhando uma nota para o disputado espao que voc gentilmente colocou nossa disposio.
    Atenciosamente,
    Guilherme Lima
    Presidente da Associao Nacional de Chefes de Gabinete


                              CHEFES DE GABINETE SE RENEM EM BELO HORIZONTE

    Chefes de gabinete, assistentes, assessores e secretrios executivos dos poderes pblicos e empresas privadas de todo o pas tm um encontro marcado em Belo Horizonte, nos sales do Othon Palace Hotel, de 3 a 5 de setembro, quando ser realizado o 6 Congresso Nacional de Chefes de Gabinete Chegab.
    No temrio, uma grande variedade de assuntos, como o meio ambiente, a criatividade e o humor, a contribuio da psicologia, a tica e a preveno de conflitos, entre outros.
    O Chegab realizado cada vez em um diferente estado brasileiro e se prope a atualizar a funo deste que considerado um profissional mltiplo, pois no seu dia-a-dia se v s voltas com os mais diferentes problemas, desde encaminhamentos polticos e operaes fiscais aplicao de leis e atividades sociais.
    Segundo Guilherme Lima, presidente da Associao Nacional de Chefes de Gabinete, o objetivo do congresso "mexer com a vida profissional dos participantes". O foco abrange todos que trabalham nos gabinetes dos Trs Poderes e da atividade privada.
    A necessidade dessa troca de experincia surgiu h sete anos, quando a associao foi fundada. De l para c vem crescendo o nmero de associados, justamente pela complexidade do cargo e a procura por preciosas informaes que favoream melhor qualificao.
    As inscries devem ser feitas no site da associao: www.anchegab.com
    Para contato use o e-mail do congresso: sextochegab@yahoo.com.br




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    JUSTIA via satlite para todo o Brasil.

     

    STF inaugura TV Justia em canal aberto

    Portaria de autorizao foi assinada pelo
    ministro Hlio Costa em junho de 2006

    Braslia A partir desta quarta-feira (15/08), a TV Justia vai transmitir sua programao para todo o Distrito Federal em canal aberto. A portaria assinada pelo ministro das Comunicaes, Hlio Costa, em junho de 2006, autoriza o STF (Supremo Tribunal Federal) a gerar sinal aberto de radiodifuso em sons e imagens para todo o Brasil.
     
    No ar, desde 2002, como canal por assinatura, a programao da TV do Poder Judicirio vai chegar, finalmente, a todos os segmentos da sociedade. Antes, a programao da TV Justia era acessvel somente aos assinantes de canais a cabo. A inaugurao do novo canal contar com a participao de Hlio Costa.
     
    Esta mais uma conquista da sociedade que finalmente ter, de forma democrtica, acesso s informaes do Judicirio. Dar TV Justia um canal aberto muito importante porque o cidado que no pode pagar pelo acesso TV por assinatura acabava no se beneficiando desse espao de aproximao entre o Poder Judicirio e a sociedade.
     
    TV Justia
    A TV do Judicirio transmite julgamentos, programas de debates, seminrios ou conferncias, traduzindo a linguagem especializada do Direito para o pblico leigo, relacionando fatos e notcias com o cotidiano. A transmisso, em canal aberto para todo o DF, ser feita pelo canal 53/UHF.
     
    Segundo o STF, na primeira fase de funcionamento do canal 53, a programao ser praticamente a mesma j veiculada no canal por assinatura e captada  tambm nos lares com antena parablica e receptor digital. De um total de 52  programas exibidos atualmente, 32 tero exibio assegurada no canal aberto.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    Comrcio Brasil-Estados Unidos.

    Hlio Costa recebe autoridades da rea de telecomunicaes dos EUA

     Encontro permitiu troca de experincias e discusso de futuros acordos. Destaque foi a conexo em escolas

     O principal tema na reunio, nesta quinta-feira (16/08), com a delegao norte-americana foi a de antecipar o acordo de certificao de aparelhos eletro-eletrnicos que envolvem o comrcio entre Brasil e EUA. Dessa forma, os equipamentos j chegariam certificados no pas comprador, diminuindo a burocracia. Isso muito bom, porque os Estados Unidos so o grande mercado brasileiro do setor, afirmou o ministro das Comunicaes, Hlio Costa.

     Tambm foram apresentados s autoridades norte-americanas os principais projetos do Brasil no setor de comunicaes. Participaram do encontro o coordenador para Comunicaes e Polticas de Informao Internacional dos Estados Unidos, David Gross, e membros da agncia reguladora do pas, a Federal Comunnications Commission (FCC).

     No encontro, o ministro ouviu experincias bem sucedidas dos Estados Unidos, como a conexo de 99% das escolas internet e a implantao da primeira fase da TV Digital. Hlio Costa tambm apresentou projetos brasileiros de destaque nas reas de servios postais e incluso digital.

     Queremos aprender com o que est acontecendo nos Estados Unidos e mostrar os nossos projetos. Essa reunio tocou em vrios pontos estratgicos e foi extremamente importante para aprofundar o relacionamento entre os pases, tanto tcnica quanto politicamente, disse Hlio Costa.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    DE OLHO NO GOVERNO ACIO NEVES.











                          Governo avalia metas para juventude e reduo da pobreza

     









       

    Jos Carlos Paiva/Secom MG

    As metas e projetos estruturadores do Governo de Minas para a juventude e a reduo da pobreza no Estado foram avaliadas nesta quinta-feira (16), nas reunies do Comit da rea de Resultados Protagonismo Juvenil e do Comit da rea de Resultados Reduo da Pobreza e Incluso Produtiva (foto). O vice-governador Antonio Augusto Anastasia, secretrios de Estado e o coordenador executivo do programa Estado para Resultados, Tadeu Barreto, conversaram sobre as estratgias do Governo que sero concludas at o fim de 2007, para a melhoria de vida da populao jovem e avano no combate pobreza em Minas.


    O governador Acio Neves tem se empenhado muito em projetos destinados aos jovens, tanto que foi criada a Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude, disse o vice-governador.


    A rea de Resultados Protagonismo Juvenil envolve as secretarias de Planejamento e Gesto (Seplag), Desenvolvimento Social (Sedese), Esportes e Juventude (SEEJ), Educao (SEE) e Cultura (SEC). As metas colocadas para a juventude so: reduo das taxas de homicdios entre jovens de 15 a 24 anos de idade; aumento da taxa de concluso do ensino mdio; e aumento do percentual de jovens de 15 a 17 anos cursando o ensino mdio. 


    Um dos projetos estruturadores desta rea o Poupana Jovem. O programa se destina a estudantes do ensino mdio da rede pblica estadual e vai atender a 50 mil jovens mineiros at 2010. Os jovens contaro com acompanhamento do rendimento escolar, atividades extracurriculares e cursos profissionalizantes. Em contrapartida, o Governo de Minas vai oferecer uma poupana no valor de trs mil reais a ser sacada aps a concluso do ensino mdio. Para manter-se no programa, o aluno dever ter freqncia escolar, participao nas atividades complementares e em projetos comunitrios.


    O Centro de Referncia Jovem Minas, que ainda ter seu plano diretor definido pelas secretarias de Estado competentes e pelo Programa Estado para Resultados, outro projeto estruturador do Governo, bem como o Promdio, programa que visa melhoria da qualidade e eficincia do ensino mdio. Uma das metas alcanadas pelo Promdio o atendimento com merenda escolar de 135 mil alunos do ensino mdio noturno. Ainda nos projetos estruturadores est o Ensino Mdio Profissionalizante. Dentro deste programa j foram identificadas 55 escolas estaduais para implantao de educao profissional de nvel tcnico.


    Reduo da Pobreza e Incluso Produtiva


    O Comit da rea de Resultados Reduo da Pobreza e Incluso Produtiva tem como objetivos a reduo do percentual de pobres em relao populao total da Regio Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH); reduo do percentual de indigentes em relao populao total da RMBH; aumento do nmero de regies atendidas pelo Projeto Travessia; reduo do percentual de habitaes precrias no Estado; e monitoramento do percentual de municpios que recebem financiamento do Sistema nico de Assistncia Social (Suas) em Minas Gerais.

    Os projetos estruturadores para a Reduo da Pobreza e Incluso Produtiva so: implantao do Suas, Lares Geraes Habitao Popular, Universalizao do Acesso Energia Eltrica no Campo, Minas sem Fome, e Travessia - Atuao Integrada em Espaos Definidos de Concentrao de Pobreza, criado pelo Governo para organizar as aes do Estado em determinadas regies. O Lares Geraes alcanou a meta de trs mil unidades habitacionais construdas em 2007. Todos os projetos visam o aprimoramento da poltica estadual de assistncia social.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    FRUM TCNICO discute hoje em Tefilo Otoni o projeto "ICMS SOLIDRIO" do deputado Dinis Pinheiro. Comea daqui a pouco s 8 meia e vai at as 13 horas no Clube Palmeiras.

    Lideranas da regio do Jequitinhonha/Mucuri se renem com deputados estaduais na prxima sexta-feira (17/8/07), em Tefilo Otni, para o terceiro encontro regional do Frum Tcnico ICMS Solidrio. A reunio ser no Clube Palmeiras (Rua Hlio Otoni, s/n, Bairro So Diogo), de 8h30 s 13 horas, e visa coletar sugestes para o Projeto de Lei (PL) 637/07, do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), que altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida por Lei Robin Hood.
    Em tramitao na ALMG, o PL 637/07 divide os critrios que hoje determinam a distribuio do ICMS em trs grupos: critrios econmicos; sociais solidrios; e de compensao solidria. O objetivo redistribuir uma parte do imposto, beneficiando municpios que estejam em situao desfavorvel em relao mdia per capita de ICMS do Estado.
    O PL 637/07 resultado de ampla discusso realizada na ALMG em 2001, pela Comisso Especial da Lei Robin Hood, que concluiu ser necessrio alterar a forma de distribuio do ICMS. Aps seguidas tentativas de aprovao da matria, sem sucesso, a proposta foi desarquivada agora pelo relator daquela comisso, deputado Dinis Pinheiro. "A proposta busca uma distribuio de recursos mais justa, mais humana e mais crist. O exerccio da vida pblica s tem significado se for voltado para as pessoas mais carentes. Esse projeto beneficia mais de 15 milhes de pessoas, um grande instrumento de transformao social", argumenta o autor do projeto.
    Ganhos para todos os municpios
    Conforme simulao feita pela Consultoria da ALMG, com base nos valores de ICMS de abril deste ano, a regio do Jequitinhonha/Mucuri ser a mais beneficiada com a mudana proposta pelo projeto, elevando a arrecadao de todos os municpios. O repasse mdio do imposto para a regio subiria de R$ 6,88 per capita para R$ 8,23, representando um ganho de 19,66%. Chapada do Norte o municpio que mais ganharia, elevando o per capita em 31,66% (de R$ 4,93, para R$ 6,49) e Salto da Divisa o que teria a menor variao, de 0,95%, passando de R$ 27,54 para R$ 27,81.
    A microrregio de Tefilo Otni teria uma aumento de 19,09% em sua parcela do imposto. Ladainha o municpio que teria a maior vantagem, com 30,86% a mais no valor per capita; e Tefilo Otni, com 15,32% de aumento, o que apresentaria a menor variao. As outras microrregies teriam os seguintes aumentos mdios: Capelinha, 18,36%; Araua, 28,59%; Pedra Azul, 19,7%; Almenara, 20,29%; e Nanuque, 15,2%.
    No total do Estado, 762 municpios seriam beneficiados com as novas regras propostas pelo PL 637/07, enquanto 91 perderiam recursos.
    A programao do encontro em Tefilo Otni inclui exposies tcnicas sobre a Lei Robin Hood e sobre o projeto, alm de pronunciamentos e debates. Solicita-se que as sugestes para aprimoramento do PL 637/07 sejam apresentadas por escrito e, se possvel, em disquete ou CD, com o nome do proponente, telefone, endereo eletrnico e nome da instituio que representa. Todas as propostas sero consolidadas na etapa final do Frum, em Belo Horizonte. A programao completa do Frum est disponvel no hotsite do evento, na pgina da Assemblia: www.almg.gov.br.
    Previso legal - De acordo com a Constituio Federal, de todo o ICMS arrecadado no Estado, 25% destinam-se aos municpios. Desse montante, pelo menos 75% devem ser distribudos de acordo com o Valor Adicionado Fiscal (VAF), que retrata o movimento econmico do municpio. E at 25% conforme determinar a lei estadual.
    Atualmente, o ICMS em Minas distribudo de acordo com os seguintes critrios e percentuais dos recursos destinados aos municpios: VAF (79,68%); rea geogrfica (1%); populao (2,71%); populao dos 50 municpios mais populosos (2%); educao (2%); produo de alimentos (1%); patrimnio cultural (1%); meio ambiente (1%); sade (2%); receita prpria (2%); cota mnima (5,5%); e municpios mineradores (0,11%). O clculo da parcela de cada municpio uma mdia aritmtica que leva em conta o desempenho do municpio e o peso de cada critrio.
    O que prev o PL 637/07 - A proposta original do PL 637/07 distribuir, pelo critrio do VAF, o mnimo determinado pela Constituio Federal, que 75% - e no os 79,68% atuais. Assim, os 4,68% restantes sero redistribudos a partir de um novo critrio, chamado ICMS solidrio. J os demais critrios no tero o ndice alterado, mas sero separados em dois grupos, um relativo a critrios econmicos e outro relativo a critrios sociais.
    Os critrios econmicos so o VAF (75% dos recursos), produo de alimentos (1%), meio ambiente (1%), receita prpria (2%) e municpios mineradores (0,11%). Os critrios sociais so rea (1%), populao (2,71%), populao dos 50 mais populosos (2%), educao (2%), patrimnio cultural (1%), sade (2%) e a cota mnima (5,5%).
    A diviso dos recursos ser feita em trs etapas. Todos os municpios participam da primeira fase, relativa aos critrios econmicos. Aqueles que apresentarem ndice de ICMS per capita igual ou superior mdia do Estado acrescida de 40% no participam da diviso de recursos do segundo grupo, de critrios sociais solidrios. Realizada essa nova distribuio, cada municpio alcana um novo valor per capita, que confrontado com o novo valor mdio do Estado. Apenas os municpios que ficarem abaixo da mdia do Estado acrescida de 40% seguem para a diviso de recursos do ICMS solidrio. Essa parcela, instituda pelo PL 637/07, distribuda conforme a populao de cada municpio participante.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 17, 2007

    DE OLHO NA FIEMG. Confira as informaes que vieram do site www.fiemg.com.br






    Diretor do Indi discute desafios do setor sucroalcooleiro com empresrios do Coinfra


    O Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) estima que o setor sucroalcooleiro do estado dever crescer 355% nos prximos 10 anos, com investimentos de US$ 3,6 bilhes. A expectativa, segundo o diretor do rgo, Maurcio de Oliveira Ceclio, que participou da reunio do Conselho de Infra-Estrutura e Privatizao da Fiemg (Coinfra), de que a produo de lcool salte dos atuais 1,7 bilho de litros para 4,77 bilhes, e a de acar, das 2,5 milhes de toneladas para 6,8 milhes.
    Para chegar a estes nmeros, a produo da cana-de-acar passar das 39 milhes de toneladas estimadas para a safra 2007/2008, e dos 450 mil hectares de rea plantada, para 106 milhes de toneladas e 1,25 milho de hectares de plantio.
    Grande parte da expanso, de acordo com Ceclio, estar concentrada no Tringulo Mineiro, que j constitui o principal plo produtor de Minas. Das 27 usinas em operao, 12 esto localizadas na regio, e os investimentos em andamento prevem outros 24 projetos.
    De acordo com Ceclio, o potencial do setor de alavancar o desenvolvimento econmico tem estimulado aes pblicas e da iniciativa privada. Uma delas a implementao de parcerias entre o Governo e as usinas para a construo de rodovias. uma forma de minimizar a deficincia na logstica de transportes, que dificulta o escoamento da produo e a operacionalizao das empresas, salientou Ceclio. Atravs destas parcerias, a empresa que investir em estradas ter seus custos deduzidos no recolhimento do ICMS, explicou ele. A
    A construo do novo trecho do alcooduto, entre Senador Canedo (GO) e So Sebastio (RJ), cortando o Tringulo Mineiro, tambm dar impulso ao setor, na avaliao de Ceclio.
    Outro desafio a ser superado a capacitao de mo-de-obra. Para isso, Ceclio afirmou que j est em andamento um programa, em conjunto com o Siamig, Fiemg e prefeituras municipais das cidades produtoras, para a realizao de cursos de qualificao profissional dentro das usinas. Em Frutal, foi implantado pela Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) o primeiro curso superior de Tecnologia para o setor sucroalcooleiro. As universidades de Uberaba e de Uberlndia tambm esto desenvolvendo seus cursos.
    Ceclio disse ainda que necessria a estruturao de uma cadeia produtiva, com o desenvolvimento de fornecedores mineiros, e o incentivo pesquisa e inovao tecnolgica visando novos processos produtivos, novas variedades de cana, mapeamento de culturas e formao de uma base de dados.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 16, 2007

    De olho nas nos projetos em tramitao na Assemblia Legislativa de Minas. Detacmos dois deles. Um, do deputado Leonardo Moreira( do Democratas), que trata do desmanche de veculos e o0 segundo proejto - do deputado Sargento Rodrigues, do PDT - que detalha os equipamentos que o Estado fornece aos policiais militares como o colete prova de bala. Confira os detalhes!

    A Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria (FFO) da Assemblia Legislativa de Minas Gerais aprovou, nesta tera-feira (14/8/07), parecer favorvel ao Projeto de Lei (PL) 429/07, do deputado Leonardo Moreira (DEM), na forma do substitutivo n 2, da Comisso de Segurana Pblica. O projeto, que teve como relator o deputado Agostinho Patrs Filho (PV), tem o objetivo de disciplinar o funcionamento de estabelecimentos comerciais de desmonte de veculos, que devero passar a ser credenciados pelo Detran-MG. Agora, est pronto para votao de 1 turno em Plenrio, assim como outros cinco projetos analisados pela comisso. Ao todo, 18 proposies estavam na pauta.
    O substitutivo ao PL 429/07 incorporou ao projeto sugestes apresentadas por representantes da Polcia Militar em audincia pblica promovida pela comisso, quando ficou clara a vinculao direta ou indireta dos desmanches com delitos como roubo, latrocnio, formao de quadrilha e at trfico de drogas. O texto determina, entre outros pontos, que a marca, cor, tipo, modelo, chassi e placa do veculo devem constar na nota fiscal e no livro de registro de entrada da empresa; e que cada autopea s pode ser comercializada com autorizao do Detran e deve ter gravado em baixo relevo o chassi do veculo de origem. As penalidades para o descumprimento podem ser multa, suspenso de credenciamento e at interdio do local.
    Antes de aprovar o parecer favorvel, o deputado Sebastio Helvcio (PDT) certificou-se de que o substitutivo contemplava questes discutidas anteriormente, como a justificao da origem das peas no talonrio fiscal. Relator do projeto na comisso anterior, de Segurana Pblica, o deputado Sargento Rodrigues (PDT) lembrou que o projeto um grande avano. "Sem mecanismos claros de fiscalizao, soubemos de casos como o de um depsito que, autuado cinco vezes, permanecia aberto. Minas Gerais vai ganhar uma lei altura do trabalho dos profissionais de segurana que atuam no combate ao desmonte", salientou.
    Colete prova de balas ser item obrigatrio
    Outro projeto que recebeu parecer favorvel de 1 turno o PL 983/07, de Sargento Rodrigues, que dispe sobre o fornecimento e o uso obrigatrio de colete prova de balas como equipamento de proteo individual para agentes que especifica. O parecer da relatora, deputada Elisa Costa (PT), acompanha o substitutivo n 2, apresentado pela Comisso de Segurana Pblica, que detalha os equipamentos que devero ser fornecidos pelo Estado - revlveres, munies, algemas e coletes prova de bala.
    Tambm teve aprovado parecer favorvel de 1 turno o PL 683/07, que d nova redao a vrios artigos da Lei 11.666, de 1994, que procura assegurar acessibilidade aos prdios pblicos a deficientes fsicos, eliminando barreiras arquitetnicas. A proposio substitui em vrios artigos a expresso "edifcios de uso pblico" por "edifcios e logradouros de acesso coletivo", ampliando o conceito de acessibilidade. O deputado Sebastio Helvcio leu parecer da deputada Elisa Costa, que seguiu texto aprovado na CCJ, na forma do substitutivo n 1.
    O estabelecimento de diretrizes para o apoio do Estado fruticultura no Tringulo Mineiro o assunto do PL 610/07, do deputado Weliton Prado (PT), que recebeu parecer do deputado Antnio Jlio (PMDB) pela aprovao na forma do substitutivo n 1, da CCJ, com a emenda n 1, da Comisso de Poltica Agropecuria e Agroindustrial. O substitutivo acrescenta dispositivo Lei 12.998, de 1998, que criou o Programa Mineiro de Incentivo Fruticultura, determinando o estmulo ao desenvolvimento de plos de fruticultura. J a emenda incorpora sugestes da Comisso Especial da Fruticultura, que atuou em 2004.
    Outro projeto analisado e agora pronto para ser apreciado no Plenrio, em 1 turno, o PL 496/07, do deputado Leonardo Moreira, que dispe sobre a poltica estadual de incentivo cultura da bucha vegetal. O ressurgimento da demanda, hoje crescente, de bucha vegetal decorre da valorizao dos produtos naturais de produo sustentvel e da sua utilizao como matria-prima para o artesanato. O PL recebeu parecer favorvel de Agostinho Patrs Filho, que acompanhou parecer da comisso anterior, de Poltica Agropecuria e Agroindustrial.
    Tambm de Leonardo Moreira, o PL 423/07 teve como relator o deputado Clio Moreira (PSDB). O projeto obriga a identificao de freqentadores de casas noturnas em lista que deve ficar disposio do poder pblico. Ele teve parecer favorvel de 1 turno aprovado na forma do substitutivo n 1, da CCJ, com as emendas ns 1 e 2, da Comisso de Segurana Pblica.
    Doao - De 2 turno, foram aprovados os PLs 669/07, que autoriza o Poder Executivo a doar ao municpio de Itana o imvel que menciona para funcionamento de programas da Secretaria Municipal de Sade; 1.332/07, que autoriza o Poder Executivo a reverter ao municpio de Felisburgo o imvel especificado, para atividades de rgo da administrao pblica; e 1.354/07, que autoriza o Poder Executivo a doar ao municpio de Piraba o imvel que especifica.
    Ao final, foi aprovado requerimento do deputado Svio Souza Cruz que solicita encaminhamento de ofcio ao secretrio executivo do Conselho Nacional de Poltica Fazendria (Confaz) solicitando a edio de convnio para o integral cumprimento da Lei Estadual 15.757, de 2005, que autoriza o Estado a isentar de ICMS a compra de automvel para utilizao por pessoas portadoras de deficincia fsica, visual, mental severa ou autistas, e, ainda, para o integral cumprimento da Lei Federal 7.853, de 1989, que dispe sobre o apoio s pessoas portadoras de deficincia e sobre sua integrao social.
    Rejeio - Tiveram aprovados pareceres pela rejeio os seguintes PLs: 136/07, de 1 turno, que institui nos currculos escolares da rede estadual contedos de formao musical em braile, do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB); 719/07, de 1 turno, do deputado Gustavo Corra (DEM), que dispe sobre a cassao da eficcia da inscrio no cadastro de contribuintes do ICMS dos estabelecimentos que comercializem produtos falsificados, contrabandeados ou de origem duvidosa; e 970/07, de Eros Biondini (PHS), que pretende instituir a prerrogativa do pagamento de crdito tributrio inscrito em Dvida Ativa, com desconto de 50% sobre o valor das multas e dos juros de mora para devedores que apoiem financeiramente programa de recuperao de dependentes qumicos no Estado.
    Quatro projetos no tiveram pareceres discutidos
    De autoria do governador, o PL 1.182/07, em 1 turno, teve sua discusso adiada a requerimento do deputado Lafayette de Andrada (PSDB). O projeto acrescenta dispositivo Lei 14.699, de 2003, que dispe sobre formas de extino e garantias do crdito tributrio e d outras providncias. O objetivo priorizar os credores idosos para o recebimento de precatrios de natureza alimentar, observada a disponibilidade de caixa do Tesouro Estadual. O projeto voltou FFO para receber parecer sobre as emendas ns 2, 3 e 4, apresentadas em Plenrio.
    Tambm no tiveram pareceres discutidos os PLs 653/07, do deputado Clio Moreira, que teve prazo regimental solicitado pelo relator, Lafayette de Andrada; e 587/07, do deputado Weliton Prado, que teve adiada discusso a requerimento de Andrada. Foram retirados de pauta o PL 700/07, de Sargento Rodrigues, que estabelece normas de segurana para a carga e descarga de valores em estabelecimentos financeiros e d outras providncias; e o PL 1.092/07, do deputado Dalmo Ribeiro Silva, a pedido do autor.
    Presenas - Deputados Z Maia (PSDB), presidente da comisso; Jayro Lessa (DEM), vice; Agostinho Patrs Filho (PV); Sebastio Helvcio (PDT); Lafayette de Andrada (PSDB); Sargento Rodrigues (PDT); Clio Moreira (PSDB); e deputada Elisa Costa (PT).




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 15, 2007

    RECADASTRAMENTO GERAL das 3.500 Rdios e TVs do Pas. O objetivo do Ministrio das Comunicaes atualizar as informaes sobre as alteraes contratuais e estatutrias das empresas de radiodifuso. O ltimo recadastramento foi feito em 1973, ou seja, h 34 anos.

                                           

    Ministrio das Comunicaes vai recadastrar
    todas as emissoras de rdio e TV

    Entidades tero 60 dias para prestar informaes
    contratuais, estatutrias e composio do quadro societrio

      Cerca de 3,5 mil entidades que prestam servio de radiodifuso no pas tero que se recadastrar junto ao Ministrio das Comunicaes. De acordo com a portaria, publicada no Dirio Oficial da Unio desta segunda-feira (13/08), todas as concessionrias, permissionrias e autorizadas a prestarem servio de radiodifuso sonora e de sons e imagens tero 60 dias para realizar o recadastramento.
     
    "A ltima vez que se fez algo semelhante foi em 1973. Desde que as delegacias regionais foram extintas e seus funcionrios foram remanejados para a Anatel e outros rgos, o ministrio teve uma sobrecarga de atividades que comprometeram a atualizao dos dados cadastrais das entidades. H dois anos estamos tomando inmeras medidas para modernizar a gesto e atualizar a situao cadastral das emissoras no Brasil" explicou o ministro das Comunicaes, Hlio Costa.
     
    O objetivo do ministrio atualizar as alteraes contratuais e estatutrias havidas, bem como as que modificaram a composio dos quadros societrios e diretivos das 3.530 entidades detentoras de outorgas de rdio e TV no pas. No entanto, a quantidade de emissoras pertencentes a essas entidades, de acordo com os registros deste Ministrio, muito maior, j que muitas oferecem mais de um servio de radiodifuso ao mesmo tempo.
     
    Entre as informaes solicitadas, esto: a composio do capital social, com distribuio entre os scios e indicao individual do nmero de cotas ou aes; composio do quadro diretivo; nomes dos procuradores com poderes de gerncia e administrao, quando houver; endereo da sede social e para correspondncia; e a denominao de nome fantasia, se for o caso.
     
    Segundo dispe a legislao, as entidades que no cumprirem os prazos estabelecidos pelo Ministrio ficam sujeitas a Processos de Apurao de Infraes.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 15, 2007

    CONSELHO DA MEDALHA JK se rene. Ficou decidido: at dia 21 de agosto sero enviados ao governador Acio Neves, os 150 nomes de personalidades que recebero a Medalha JK, dia 12 de asetembro, s 11 da manh, na Praa do Mercado de Diamantina. O conselho da Medalha JK presidido pelo deputado Alberto Pinto Coelho, presidente do Parlamento Mineiro.

      


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 15, 2007

    O COLRIO desta quarta-feira - (FERIADO EM BELO HORIZONTE, por causa do Dia de Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira da capital) - vem de Juiz de Fora. Da coluna do nosso amigo Csar Romero da Tribuna de Minas.

                                                             
                                                         Bia Madeira curtindo a Ploc 2 Monster


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 15, 2007

    MEDALHA JK, este ano, ser entregue na Praa do Mercado, em Diamantina, todo restaurado. Sero agraciadas 150 personalidades. Solenidade ser dia 12 de setembro, dia do nascimento do presidente JK.

    Os integrantes do Conselho da Medalha Juscelino Kubitschek tm at o prximo dia 21 de agosto para encaminharem as sugestes dos agraciados de 2007, que totalizam cerca de 150 pessoas. A informao foi prestada na manh desta tera-feira (14/8/07), quando o conselho se reuniu para planejar a solenidade de entrega da medalha, marcada para o dia 12 de setembro, s 11 horas, em Diamantina. A reunio, realizada no Salo Nobre, foi conduzida pelo presidente da Assemblia Legislativa de Minas Gerais, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), que tambm preside o conselho. A novidade deste ano o local da cerimnia: a Praa do Mercado, em substituio Praa JK.

    A Medalha JK concedida anualmente na data de nascimento do ex-presidente. Criada em 1995, ela tem o objetivo de homenagear as personalidades e entidades que tenham contribudo para o crescimento de instituies polticas e para o desenvolvimento do municpio, do Estado e do Pas. A criao da medalha est prevista na Lei 11.902, de 1995.

    O presidente Alberto Pinto Coelho destacou na reunio que a solenidade do dia 12 uma comemorao significativa, que vai ao encontro das mais relevantes tradies de Minas. Carlos Murlio Felcio dos Santos, primo do ex-presidente, que representa a famlia no conselho, opinou que a solenidade um momento especial, que contribui para projetar a imagem de JK e mostrar juventude brasileira quem foi ele.

    Presenas - Participaram da reunio o presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); Rosendo Magela, do Instituto JK; o presidente da Casa de Juscelino, Serafim Jardim; Carlos Murlio Felcio dos Santos, que representa no conselho a famlia do ex-presidente; desembargador Eduardo Andrade, representante do Tribunal de Justia; o coordenador e o chefe do Cerimonial do governador, Milton de Paula Lopes e Luiz Vicente Filho; o prefeito de Diamantina, Gustavo Botelho Jnior; a assessora jurdica da Secretaria de Estado da Cultura, Andra Furtado; e o assistente militar do Cerimonial do governador, major PM Marcelo Martins de Resende. Participaram da reunio o presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); Rosendo Magela, do Instituto JK; o presidente da Casa de Juscelino, Serafim Jardim; Carlos Murlio Felcio dos Santos, que representa no conselho a famlia do ex-presidente; desembargador Eduardo Andrade, representante do Tribunal de Justia; o coordenador e o chefe do Cerimonial do governador, Milton de Paula Lopes e Luiz Vicente Filho; o prefeito de Diamantina, Gustavo Botelho Jnior; a assessora jurdica da Secretaria de Estado da Cultura, Andra Furtado; e o assistente militar do Cerimonial do governador, major PM Marcelo Martins de Resende.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 15, 2007

    ARTIGO ESPECIAL do empresrio e lder do setor sucroalcooleiro , LUIZ CUSTDIO COTTA MARTINS, presidente do SIAMIG/SINDACAR de Minas Gerais. Para LER e PENSAR!




                                     As novas fronteiras e suas necessidades emergentes





                                                                 Luiz Custdio Cotta Martins   

    Image 

    Na anlise dos recordes de produo de cana-de-acar nos ltimos cinco anos no pas, um dos fatores que mais se destaca o flego demonstrado pelo estado de Minas Gerais, que tem crescido a uma mdia de 18,9% ao ano no perodo, superior mdia nacional de 7,67% e 8,72% do Centro-Sul, a maior regio produtora.

    O estado saltou de uma safra de 15,5 milhes de toneladas em 2002/03 para 29 milhes de toneladas em 2006/07, alta de 87%.

    Ao mesmo tempo que esses nmeros trazem satisfao nos preocupa pelas necessidades advindas deste crescimento, principalmente, no tocante questo tributria e logstica. Est claro que o lanamento dos carros bicombustveis e o potencial de exportao do lcool combustvel tm feito com que a produo se desloque da regio de So Paulo em busca de outras fronteiras agrcolas para a cana-de-acar, principalmente, Minas Gerais e Gois. 

    At 2012/13, os investimentos esperados para Minas Gerais somam US$ 3,5 bilhes, com a previso de instalao de 21 novas unidades e expectativa de uma safra de 78 milhes de toneladas de cana-de-acar; 3,9 bilhes de litros de lcool e 4,3 milhes de toneladas de acar, com gerao de 50 mil novos empregos somados aos atuais 130 mil.

    As necessidades, ento, de uma equalizao tributria em todos os estados se torna urgente para garantir maior competitividade aos produtos em todas as regies. Enquanto alguns estados tm baixado sua alquota de ICMS do lcool hidratado para aproveitar o boom dos carros flex e garantir o escoamento da produo, em Minas Gerais, a alta alquota de 25% sobre o produto tem desestimulado seu consumo e o estado apresentou queda de 7% no consumo em 2006 na comparao com 2005. 

    Assistimos, porm, ao crescimento extraordinrio do consumo em So Paulo de 50%,  na comparao com o mesmo perodo, e de 58% em Gois, alavancado pela queda da alquota de 25% para 12% e 15%, respectivamente. Hoje, o Centro-Sul (maior regio produtora de cana-de-acar) convive com cerca de sete diferentes alquotas de ICMS, inviabilizando o consumo do lcool combustvel hidratado em alguns estados, como Minas Gerais.

    Outro aspecto importante a ser ressaltado com o deslocamento da produo para outras fronteiras agrcolas a necessidade de investimentos em infra-estrutura para escoamento da produo e tambm maior competitividade. Em Minas Gerais se encontra a maior malha rodoviria federal do pas e por isso os maiores problemas. As principais estradas de escoamento da produo como a BR 262, com destino ao Tringulo Mineiro, se encontram em estado lastimvel, com grandes buracos entre Arax e Campos Altos (Alto Paranaba). 

    Outras estradas como a MG 427 e sua continuao a BR 364, alm da MG 255 e a BR 153 (que liga So Paulo a Gois, passando pelo Tringulo) esto carecendo tambm de maiores cuidados. , pois, no Tringulo Mineiro que se concentram 71% da produo de cana, 80% da produo de acar e 66% de lcool. H, ainda, necessidade de construo e reforma das estradas vicinais para transporte da cana-de-acar at as usinas. Um dos associados ao Siamig/Sindacar-MG, o Grupo Coruripe, inclusive, firmou uma Parceria-Pblico-Privada com o governo mineiro para a construo de estradas que permitissem o melhor transporte e escoamento da produo, com a construo atual de 100 quilmetros.

    Foi bem-vinda para ns a declarao da ministra Dilma Roussef, que esteve em Belo Horizonte, no incio do ms de maro, confirmando a construo de um alcoolduto na regio do Tringulo, permitindo que nosso produto chegue ao porto com maior competitividade. Felizmente, num acordo com a Petrobrs, Gois e Minas Gerais tero seu alcoolduto, ligando Senador Cando (GO), passando por Uberaba (MG) at Paulnia e da at o Porto de So Sebastio (SP). Os recursos j esto previstos no Programa de Acelerao Econmica (PAC), sendo uma obra importante e estratgica para esses dois plos de produo sucroalcooleira.

    certo que sem os investimentos necessrios em infra-estrutura e equalizao da tributao, as novas fronteiras agrcolas da cana perdero a chance de ter uma participao maior nesse grande mercado que se apresenta, principalmente, para o lcool combustvel. Sem competitividade, o consumo no ajuda a alavancar os investimentos necessrios para a expanso e implantao de novas unidades. preciso que os governos fiquem atentos a isso e contribuam para o crescimento de um dos setores que hoje mais geram empregos e renda no pas. 


                                         Presidente Siamig/Sindacar-MG  



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 15, 2007

    A vez da Agricultura Familiar. Acordo entre os governos Acio e Lula garante 7 milhes de reais para financiamentos com juros baixos.









                             Novos recursos beneficiaro 420 mil agricultores familiares

     









    Wellington Pedro/Imprensa MG

    O governador Acio Neves e o ministro de Desenvolvimento Agrrio, Guilherme Cassel, assinaram nesta tera-feira (14), durante cerimnia (foto) no Palcio da Liberdade, em Belo Horizonte, termo de cooperao que ir garantir R$ 7 milhes para a agricultura familiar. Os recursos, previstos no Plano Safra para a Agricultura Familiar 2007/2008, sero destinados ampliao da assistncia tcnica e atividades de extenso rural, beneficiando 420 mil agricultores mineiros.

     
    "Esse programa tem a virtude de manter as pessoas onde esto, mas com maior qualidade de vida. Estamos com grande entusiasmo com essa parceria, que ir melhorar a vida de tantos mineiros que trabalham com tanta dificuldade", disse o governador Acio Neves, durante a solenidade.
    O termo de cooperao prev o desembolso de R$ 2 milhes por parte do Governo de Minas, por meio da Empresa de Assistncia Tcnica e Extenso Rural de Minas Gerais (Emater-MG). O Ministrio de Desenvolvimento Agrrio repassar R$ 5 milhes, sendo R$ 3 milhes para custeio e R$ 2 milhes para investimento.
    " um projeto de grande importncia, porque estamos alocando, em Minas Gerais, R$ 1,2 bilho em crdito. E o crdito no pode vir sozinho, ele tem de ser qualificado. A melhor forma de qualificar esse crdito com a assistncia tcnica. Aqui em Minas h uma empresa muito qualificada para isso, que a Emater", afirmou o ministro Guilher Cassel, em entrevista.
    Participao
    A agricultura familiar detm 24,6% das receitas da agropecuria em Minas Gerais. O PIB da agropecuria total (familiar e empresarial) participa com 12% do PIB do Estado. Segundo o ltimo Censo Agropecurio de Minas Gerais (95/96), os estabelecimentos rurais com at 100 hectares representam 84% do total de estabelecimentos do Estado.
    Estima-se que a agricultura familiar em Minas seja responsvel pela produo, em sua maior parte, dos principais alimentos bsicos, na seguinte proporo percentual: feijo (67%), milho (49%), mandioca (84%). Mais de 70% dos produtores de leite vivem em pequenas propriedades e so responsveis por 35% da produo do Estado. A agricultura familiar tem tambm uma participao importante no total da produo de caf (25%).
    As atividades agrcolas e no agrcolas contribuem para gerao e manuteno de dois teros dos postos de trabalho no meio rural mineiro. Cada estabelecimento familiar ocupa, em mdia, de dois a trs trabalhadores.
    O montante de recursos repassados pelo Governo do Estado Emater aumentou 73% nos ltimos quatro anos, saltando de R$ 75 milhes, em 2003, para R$ 130 milhes em 2006. O investimento na Emater permitiu a compra de novos veculos e contratao de novos tcnicos. A empresa vem investindo R$ 1 milho a cada ano, s em capacitao de pessoal.
    Em 2002, a Emater, em parceria com o Instituto Nacional de Colonizao e Reforma Agrria (Incra), prestou assistncia tcnica a 900 famlias em assentamentos de reforma agrria. Em 2007, esto sendo atendidas 7.300 famlias. A integrao entre a Emater e o Incra considerada modelo pelo Ministrio de Desenvolvimento Agrrio.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 14, 2007

    Acaba de ser promulgado pelo presidente do Parlamento Mineiro, deputado Alberto Pinto Coelho, o projeto do Ministrio Pblico, vetado pelo governador Acio Neves. O veto foi derrubado por 60 votos a 9 na semana passada. Como o governador decidiu no sancion-lo coube constitucionalmente ao presidente da Assemblia promulg-lo. A promulgao da agora Lei, ser publicada no jornal oficial MINAS GERAIS, amanh, entrando em vigor na quinta-feira, depois do feriado. EM TEMPO: o procurador-geral de Justia, Jarbas Soares Jr. entrou no Supremo Tribunal Federal, em Braslia com uma ADIN (Ao Direta de Inconstitucionalidade).

    Aprovado no Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) no dia 12 de julho de 2007, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 17/07, do procurador-geral de Justia - autoridade mxima do Ministrio Pblico - chamou a ateno da sociedade mineira pelas mudanas que promove na estrutura e no funcionamento do Ministrio Pblico (MP). Para tornar-se lei, o projeto deve ser sancionado pelo governador do Estado at o incio de agosto. O governador pode vetar o projeto totalmente ou em parte.
    O PLC 17/07 prope a criao de uma gratificao de at R$ 3.316 e de uma indenizao, de valor ainda a ser definido pelo procurador-geral. A gratificao e a indenizao tm o objetivo de facilitar a oferta de servios da instituio em todos os municpios do Estado. Hoje, muitos deles no contam com um promotor de Justia. Com a nova medida, promotores de uma mesma comarca podero atender essas localidades, de maneira mais econmica do que pela nomeao de um promotor exclusivo para aquela regio, ou pelo pagamento de dirias de viagem.
    O ponto mais debatido do projeto est contido no artigo 8, que transferiu a prerrogativa, dos promotores para o procurador-geral de Justia, para instaurar procedimento investigatrio e de promover inqurito civil relativos a atos praticados pelo vice-governador, advogado-geral do Estado, secretrios, deputados, magistrados, promotores ou conselheiros do Tribunal de Contas. Hoje, a legislao refere-se apenas ao governador, presidentes da Assemblia ou de tribunais. bom lembrar que o PLC 17/07 no impede qualquer promotor de apresentar ao civil pblica contra essas autoridades.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 14, 2007

    Ser lanado hoje, s 14 horas, no Salo Nobre da Assemblia Legislativa de Minas, o Plano Safra da Agricultura Familiar 2007/2008. Quem vai estar presente para fazer o lanamento oficial ser o ministro de Desenvolvimento Agrrio, Guilherme Cassel.

    O ministro de Desenvolvimento Agrrio, Guilherme Cassel, far o lanamento oficial do Plano Safra da Agricultura Familiar 2007/2008, em Minas Gerais, nesta tera-feira (14/8/07), s 14 horas, no Salo Nobre da Assemblia Legislativa de Minas Gerais. A solenidade de apresentao do plano do governo federal atende a requerimento dos deputados Padre Joo (PT), Vanderlei Jangrossi (PP) e Getlio Neiva (PMDB). Desde 2004, o lanamento do plano em Minas Gerais tem ocorrido nas dependncias da ALMG.

    Segundo informaes do site do ministrio na internet, o Plano Safra 2007/2008 disponibilizar R$ 12 bilhes, R$ 2 bilhes a mais que na safra anterior, nas diversas linhas de crdito para custeio, investimento e comercializao da agricultura familiar em todo o Pas. O teto de financiamento de custeio ser aumentado para algumas classes para fazer frente ao aumento dos custos de muitos insumos agrcolas. Os juros das linhas de crdito do Pronaf na safra 2006/2007, que variavam entre 1% e 7,25%, sero mais baixos na safra de 2007/2008, variando de 0,5% a 5% ao ano.

    Ainda de acordo com informaes do site oficial do programa, a prioridade para o Plano Safra 2007/2008 ser a ampliao dos servios de assistncia tcnica e extenso rural para os beneficirios do Pronaf, atendendo pelo menos 2 milhes de famlias de agricultores familiares. Para isso, o Ministrio do Desenvolvimento Agrrio conta com R$ 168 milhes para custear a atuao de 20 mil tcnicos em todos os Estados brasileiros.

    "Em Minas Gerais, so mais de 2,5 milhes de pessoas economicamente ativas que vivem no meio rural. Com esses investimentos os trabalhadores rurais podem agregar valor ao que produzido, possibilitando o plantio, o beneficiamento e a comercializao da produo, atravs por exemplo, do Programa Compra Direta, que tem tirado milhares de famlias da situao de risco social", afirma o deputado Padre Joo, vice-presidente da Comisso de Poltica Agropecuria e Agroindustrial da ALMG.

    Alm do ministro Guilherme Cassel, devem participar do lanamento do Plano Safra em Minas o secretrio nacional de Agricultura Familiar, Adoniram Sanches Peraci; os secretrios de Estado de Agricultura, Pecuria e Abastecimento, Gilman Viana Rodrigues; e Extraordinrio de Reforma Agrria, Manoel Costa; os presidentes da Empresa de Assistncia Tcnica e Extenso Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Jos Silva Soares; da Federao da Agricultura e Pecuria do Estado de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simes; e da Federao dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), Vilson Lus da Silva e a coordenadora da Federao dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Teresa Santos.






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 14, 2007

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. Empresrios e socialites de Barbacena curtiram o frio, os vinhos Malbec, principalmente,(a preos inacreditveis) e a beleza de Bariloche na Argentina. Destacamos entre eles, o chefe de gabinete do ministro Hlio Costa, o nosso amigo, advogado Jos Artur Filardi, com a mulher dele Patrcia. O casal, empresrio ( dono da LUPARA Materiais de Construo), Luiz Paulo (Neca Amaral) e Helena, com as filhas Virgnia e Vitria, Alm da advogada Simone Amaral, mulher do empresrio ( leia-se LUPARA Materiais de Construo), Francisco Antonio Amaral, o Chiquinho, e uma das filhas do casal, Maria Paula. L em Bariloche tambm o empresrio Edson Bahia( dono da BAHIA FASHION), Luiz Marcos e Vera Andrade, Tnia Santos com o filho Igor. As fotos so da coluna do JAL, do www.barbacenaonline.com.br











    Rafael Leite e Marina Miranda
    curtindo Bariloche

    Estavam juntos na Argentina aproveitando as frias, Jos Artur Filardi, Helena e Luiz Paulo Amaral (Neca), Luiz Marcos e Vera Andrade, Maria Paula, Simone, Edson Bahia, Tnia Santos e seu filho Igor


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 14, 2007

    Governador Acio Neves recebe colegas do PSDB no Palcio das Mangabeiras, para discutir Reforma Tributria. Presentes os governadores de So Paulo, Paraba, Alagoas, o vice de Santa Catarina e os senadores Tasso Jereissati, Ccero Lucena, Arthur Virglio e Srgio Guerra. UNANIMIDADE: os governadores querem uma fatia da CPMF.











                            Governadores querem unificar proposta de reforma tributria

     











    Wellington Pedro/Imprensa MG
     

    O governador Acio Neves anunciou nesta segunda-feira (13), depois de um almoo com governadores do PSDB, que o partido vai construir uma proposta nica para a reforma tributria. Ele explicou que os governadores e os secretrios da Fazenda dos estados administrados pelo PSDB devero debater o assunto em busca de uma proposta consensual.
    "Teremos um encontro exatamente para tentar conhecer a viso de cada estado. So estados de regies diferentes, de dimenso econmica diferente, mas todas as vises tm que facilitar a construo de uma proposta nica", explicou Acio Neves, em entrevista, aps encontro, no Palcio das Mangabeiras, que reuniu os governadores de So Paulo, Jos Serra; da Paraba, Cssio Cunha Lima; Alagoas, Teotnio Vilela Filho e o vice-governador de Santa Catarina, Leonel Pavan, e os senadores Tasso Jereissati, Ccero Lucena, Arthur Virglio e Srgio Guerra.
    A proposta da reforma tributria, que ser discutida no Congresso, ir tratar especialmente da reduo do nmero de impostos e a integrao deles com a criao de um Imposto de Valor Agregado (IVA) federal e estadual. Para os estados, a principal discusso ser a adoo de alquotas semelhantes, o que acabaria com a guerra fiscal. 

    CPMF
    Durante o encontro, os governadores tambm discutiram propostas para o projeto que prorroga a cobrana da Contribuio Provisria sobre a Movimentao Financeira (CPMF) e que est em tramitao na Cmara dos Deputados. 
    A idia defendida pelo governador Acio Neves que os recursos arrecadados com a CPMF sejam repartidos pelo governo federal com estados e municpios e que sejam aplicados exclusivamente na sade. Os governos estaduais receberiam 20% do montante arrecadado e as prefeituras 10%.
    "Eu tenho defendido que uma parcela dela (CPMF) seja compartilhada com estados e municpios para uso exclusivo na rea da sade. Seria at um retorno s origens da criao da CPMF", defendeu.
    O governador mineiro tambm acredita que possa ser debatida uma proposta para a diminuio da alquota cobrada atualmente.
    "A princpio, acho que pode haver sim um processo de reduo com um compartilhamento com estados e municpios para investimentos na sade, o que me parece mais adequado j que o governo federal, isso notrio, gasta muito mal", destacou.
    Acio Neves explicou que os governadores do PSDB iro trabalhar em conjunto com as bancadas do partido na Cmara dos Deputados e no Senado para tentar garantir a diviso da CPMF com estados e municpios

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 14, 2007

    TINHA QUE SER MINAS! Assemblia Legislativa de Minas discute hoje, s 14h e 45m, a transferncia dos vos do Aeroporto de Congonhas, em So Paulo, para o Aeroporto presidente Tancredo Neves, em Confins, MG. O Aeroporto, que custou 500 milhes de dlares no governo Francelino Pereira - na poca muito criticado - agora a redeno para o caos areo do Pas.

    As comisses de Turismo, Indstria, Comrcio e Cooperativismo, e a de Transporte, Comunicao e Obras Pblicas, realizam reunio conjunta nesta tera-feira (14/08/07), a partir das 14h45, para debater a transferncia de parte do trfego areo do aeroporto de Congonhas (SP) para o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Belo Horizonte, conforme proposta do ministro da Defesa, Nelson Jobim.

    O requerimento do deputado Eros Biondini (PHS), que destaca as condies favorveis do aeroporto de Confins para atuar como rota estratgica do trfego areo que se destina ao Nordeste do pas. A medida oferece tambm novas oportunidades de negcios, de desenvolvimento econmico e de fortalecimento do turismo dentro de Minas. Entre os convidados, est confirmada a presena do deputado federal Miguel Martini (PHS), membro da CPI do Apago Areo e cuja profisso controlador de trfego areo.

    Esto convidados ainda o secretrio de Estado de Transportes e Obras Pblicas, Fuad Noman Filho; a secretria de Estado de Turismo, rica Drumond; o superintendente de Gesto Operacional da Infraero; Valseni Jos Pereira Braga; o superintendente do Aeroporto de Confins, Jos Wilson Bastos de Souza Massa; e o subsecretrio de Assuntos Internacionais da Secretaria de Desenvolvimento Econmico, Luiz Antnio Athayde Vasconcelos.
    Eros Biondini calcula que, com um investimento entre R$ 5 e 7 milhes, o terminal mineiro poder receber 10 milhes de passageiros/ano, ou seja, duplicar o atendimento atual, sem nenhum impacto social ou ambiental. Tambm destaca vrias vantagens de Confins para assumir operaes de Congonhas. Segundo as informaes que divulgou, so os seguintes os fatores favorveis:




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 14, 2007

    HOJE nos 216 anos de Barbacena, sero condecoradas com o Mrito Legislativo vrias pesonalidades de destaque em Minas. Nota foi enviada pelo nosso amigo, o colunista Idinando Borges do www.barbacenaonline.com.br






    Executivo da Saint-Gobain tambm ser homenageado com a Medalha do Mrito Legislativo







    IDINANDO BORGES
    Editoria Cidade - 13/08 - 07h30











    Em 1999, a Saint-Gobain adquiriu o controle acionrio da empresa Casil situada na Rodovia BR 265. A idia existia, era bom para os acionistas e para a planta de Barbacena. Um homem foi o escolhido para assumir a difcil tarefa de conduzir o processo de transio, o engenheiro Ildeu Cardoso, o Gerente Industrial. Culto, preparado na boa faculdade de engenharia de Ouro Preto, mas tambm considerado rigoroso em suas aes.
    Estava colocada em marcha a maior revoluo tecnolgica dentro da empresa, com a modernizao das instalaes, equipamentos sofisticados, normas e controles de segurana dentro das leis que regem o parque industrial brasileiro.

    Idinando Borges









    Ildeu Cardoso, o Diretor Industrial






    Mas, a revoluo maior foi a valorizao do homem. Desde o piso da planta passando pelas chefias com treinamentos, incentivos para cursos regulares, estudos de lnguas e a contratao de profissionais qualificados e preparados para os desafios do sculo XXI. A valorizao individual em benefcio da coletividade, passou a ser a regra nmero um.
    A Saint-Gobain est presente no Brasil desde 1937, onde possui empresas como: Saint-Gobain Canalizao, Brasilit, Saint-Gobain Vidros, Saint-Gobain Abrasivos, Saint-Gobain Cermicas e Plsticas, Saint-Gobain Quartzolit e Saint-Gobain Materiais Cermicos. As empresas esto instaladas em 48 cidades em 8 estados da Federao. Atualmente so 12 mil empregados, dos quais cerca de 600 esto em Barbacena.
    Os anos passaram, o perfil de Ildeu Cardoso revelou-se totalmente diferente da idia inicial e ele tornou-se pai. Atento e sensvel s demandas da cidade, o dirigente Ildeu Cardoso tornou-se referncia nas parcerias com a Administrao Municipal, ao longo dos ltimos 8 anos, no tratamento da questo ambiental e com agentes da cultura em prol da periferia e at mesmo no assistencialismo infncia.
    E, foi por todos os feitos, aqui sintetizados, que o vereador Amarlio Andrade levou seu nome para a apreciao dos demais vereadores e nesta tera-feira, dia 14 de agosto, e no 216 aniversrio de Barbacena, ele vai receber a Medalha do Mrito Legislativo no Grau Mrito Especial, aprovado por unanimidade, juntamente com vrias outras personalidades de destaque.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 13, 2007

    DE OLHO nas notcias enviadas ao nosso BLOG DE NOTCIAS pela assessoria de comunicao do SIAMIG/SINDACAR, presidido pelo empresrio e lder do setor sucroalcooleiro, Luiz Custdio Cotta Martins. DETALHE IMPORTANTE: segundo o presidente da FIEMG, Robson Andrade, "em OUTUBRO, o governador Acio Neves vai anunciar a reduo de ICMS de vrios produtos".

    ACOMPANHAMENTO DE SAFRA MG

                 At o dia 31 de julho/07, o setor sucroalcooleiro em Minas Gerais j moeu 16,960 milhes de toneladas de cana-de-acar, alta de 24% frente as 13,638 milhes do mesmo perodo do ano passado. O volume modo representa 44% da previso de 38 milhes de toneladas para a safra 2007/08. A produo de acar est em 1,005 milho de tonelada, elevao de 3% na comparao com as 975,7 mil toneladas do mesmo perodo do ano passado. A produo de lcool est em 752,9 milhes de litros ou 35,5% mais alto que os 555,5 milhes de litros em relao safra passada. As exportaes de lcool esto em torno de 100 milhes de litros e as de acar em torno de 518,8 mil de toneladas.

                .O mix de produo est em 56% da cana moda destinada para a produo de lcool e 44% para acar.

                 

     FIEMG PROPE REDUO DA TRIBUTAO

                 O presidente da Federao das Indstrias de Minas Gerais (Fiemg), Robson Andrade, entregou ao governador do estado, Acio Neves, o documento "Propostas das entidades de classe empresariais de Minas Gerais", com a sugesto de reduo do ICMS do lcool combustvel. No tema "Tributao e Desenvolvimento" uma das propostas diz respeito a essa questo: "evoluir na reduo da carga tributria do ICMS, visando neutralidade do tributo frente concorrncia de outros estados. Neste contexto, destacam-se o lcool combustvel e o material de construo, cujas alquotas j so reduzidas em outros estados". Na ocasio, Robson Andrade disse que o governador informou que, no ms de outubro, ir anunciar a reduo do ICMS de vrios produtos em Minas Gerais.

               


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 13, 2007

    Hoje em DIAMANTINA. Projeto ICMS SOLIDRIO, do deputado Dinis Pinheiro foi debatido em Forum Tcnico e foi unanimidade entre as lideranas. Foi o segundo encontro para debater o assunto que interessa aos prefeitos de 762 dos 853 municpios de Minas. O primeiro encontro foi em Montes Claros. O prximo ser sexta-feira em Tefilo Otoni. Confira detalhes que vieram do www.almg.gov.br

    O Projeto de Lei (PL) 637/07, do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), que altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida como Lei Robin Hood, recebeu apoio das lideranas polticas que participaram do segundo encontro regional do Frum Tcnico ICMS Solidrio, realizado pela Assemblia Legislativa de Minas Gerais em Diamantina, nesta segunda-feira (13/8/07). A etapa final do frum, que acontece em Belo Horizonte nos dias 2 e 3 de outubro, ser precedida de 12 encontros regionais. O primeiro deles aconteceu em Montes Claros, no ltimo dia 10.

    Em tramitao na ALMG, o PL 637/07 divide os critrios que hoje determinam a distribuio do ICMS em trs grupos: critrios econmicos, sociais solidrios; e de compensao solidria ou ICMS Solidrio. A proposta original do projeto distribuir pelo critrio econmico do Valor Adicionado Fiscal (VAF) o mnimo determinado pela Constituio Federal, que 75% - e no os 79,68% atuais. Dessa forma, os 4,68% restantes seriam redistribudos a partir do critrio do ICMS Solidrio, beneficiando municpios que estejam em situao desfavorvel em relao mdia per capita do ICMS do Estado.

    O deputado Doutor Viana (DEM), 1-vice-presidente da Assemblia, representou o presidente Alberto Pinto Coelho (PP) na reunio e acredita que o projeto visa corrigir injustias na distribuio do ICMS. Para ele, cabe ao Legislativo mineiro criar condies para que a proposta seja discutida com os municpios e aperfeioada, por isso a realizao dos encontros nas diversas regies do Estado. O deputado tambm acredita que a aprovao da matria uma questo de coerncia para aqueles que defendem a reviso do pacto federativo. "Se criticamos a concentrao de recursos nas mos da Unio, temos que fazer a nossa parte dentro de casa tambm", comparou.

    O prefeito de Itamarandiba e presidente da Associao dos Municpios do Alto Jequitinhonha (Amaje), Afonso Arinos de Campos Gandra, enfatizou que o projeto beneficia todos os municpios que fazem parte da Amaje e apoiou a fala do deputado Doutor Viana sobre o pacto federativo. "Os municpios j arcam hoje com muitas responsabilidades que no seriam suas, como as despesas com as polcias militar e civil, por exemplo, sem ter o aporte de recursos necessrios para isso", completou.

    Mesma opinio manifestou o prefeito de Diamantina, Gustavo Botelho Jnior, sobre a transferncia de competncias sem o repasse dos recursos. Para ele, a Lei Robin Hood, que foi um avano na poca de sua aprovao, j est desatualizada, e muitos municpios sobrevivem com recursos do Fundo de Participao dos Municpios (FPM).

    Para o autor do projeto, o atual sistema de distribuio do ICMS vergonhoso. "Onde j se viu um municpio como Betim ter direito a mais recursos que os 155 municpios do Norte e Vale do Jequitinhonha?", questionou. Ele criticou a oposio que os prefeitos de Betim e de Uberlndia tm feito ao projeto, porque os dois municpios perderiam receita com a aprovao do PL 637/07. "Eles precisam percorrer o Estado e ver a situao dos municpios mais pobres", afirmou. Segundo Dinis Pinheiro, os municpios que tero ganho de receita com o projeto renem 80% da populao do Estado, ou seja, 16 milhes de mineiros.

    A evoluo da distribuio da cota-parte do ICMS para os municpios foi apresentada aos prefeitos, vereadores e outras lideranas da Regio Central que participavam da reunio pela coordenadora tcnica da Lei Robin Hood da Fundao Joo Pinheiro, Isabella Virgnia Freire Biondini. Ela mostrou que, at 1991, os recursos eram distribudos observando-se apenas o VAF. De 1991 a 1995, 94% seguiam o VAF; 5,61% eram para os municpios mineradores; e 0,323% eram distribudos entre os municpios emancipados. A partir de 1996, veio a Lei Robin Hood, em sua primeira verso.

    J o detalhamento do PL 637/07 e seu impacto sobre os diversos municpios do Estado foi apresentado pelo gerente de Economia e Finanas, Transportes, Comunicao e Obras Pblicas da ALMG, Hlio Ferreira dos Santos. Ele afirmou que o projeto traz ganho de receita para 762 municpios e perda para 91.

                           Microrregio de Diamantina teria ganhos em todos os municpios

    Simulao feita pela Consultoria da ALMG, com base nos valores de ICMS de abril deste ano, aponta que a Regio Central teria seu repasse do imposto reduzido em 2,10%, em mdia. Porm, a microrregio de Diamantina, especificamente, teria ganho mdio de 15,60%. Todos os municpios seriam beneficiados, sendo a maior alta percentual (22,92%) em Datas e o menor ganho (8,21%) em So Gonalo do Rio Preto. No municpio de Diamantina, o repasse de ICMS seria ampliado em 17,95%.

    Prximo Diamantina, a microrregio de Curvelo tambm seria beneficiada pela proposio, com ganho mdio de 12,17%, elevando a arrecadao de todos os municpios. Outras microrregies da Regio Central que teriam ganhos para todos os municpios so: Sete Lagoas (mdia de 2,86%); Conceio do Mato Dentro (21,20%); So Joo del Rei (12,07%); e Barbacena (7,42%).

    J na microrregio de Trs Marias, a queda de 10,97% no municpio de Trs Marias diluiria o aumento de arrecadao previsto para os demais municpios, fazendo com que a microrregio tenha queda mdia de 1,98%. Por outro lado, na microrregio de Par de Minas, a queda de 26,50% em So Jos da Varginha seria compensada pelo aumento de arrecadao nos demais municpios, deixando a mdia positiva em 0,69%. O mesmo ocorreria na microrregio de Itaguara, onde a perda de 15,88% em Itatiaiuu no impede a mdia final positiva de 1,46%.

    As outras microrregies da Regio Central teriam o seguinte desempenho percentual mdio: Belo Horizonte (-2,21%); Itabira (-7,42%); Ouro Preto (-9,19%); e Conselheiro Lafaiete (-3,80%). Ainda no municpio de Conselheiro Lafaiete, ser realizada outra reunio do Frum Tcnico, no dia 23 de agosto.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 13, 2007

    SINPAPEL em festa!

    JANTAR ANUAL do SINPAPEL, pilotado pelo empresrio Antnio Eduardo Baggio, foi o grande evento da sexta-feira, aqui em BH. Estivemos l - eu e minha mulher a decoradora Cida Amaral. Buffet correto e delicioso. Conversa muito boa. Baggio, sempre atencioso e simptico correu as mesas com um carinho especial para cada convidado. Detalhes? Depois eu conto! Aguarde!

                               
                                           Antnio Eduardo Baggio, presidente do SINPAPEL
                                                 e diretor-presidente da IMBALLAGGIO.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 13, 2007

    Pr-acesso asfalta estrada do Caminho do Meio da Estrada Real, que liga Barbacena a Desterro do Melo. O municpio fica a 200 kms de BH e 32 de Barbacena.

    FINALMENTE, depois de mais de 50 anos, o governador Acio Neves saiu na frente e entregou asfaltada a Estrada de Barbacena a Desterro do Melo. Foi na sexta-feira, dia 10. Estive l como mestre de cerimnia. Os detalhes darei em breve. 

    FAZENDO BEM FEITO









    O prefeito de Desterro do Melo, Rui Fernandes,o prefeito de Alto Rio Doce, Wilson Gonalves, Wilsinho" e o secretrio de governo de Minas, ex-deputado federal Danilo de Castro.










    FAZENDO BEM FEITO



    Com o trmino das obras de pavimentao da MGT 265, trecho Senhora das Dores - Desterro do Melo, o Municpio realizou, no ontem, dia 10 de agosto, a solenidade de inaugurao da obra e comemorou tambm os servios de recuperao - atravs do Pr-MG - do trecho Senhora das Dores - BR 040.
    O evento oficial que contou com a presena de vrias autoridades do alto escalo do Governo do Estado foi realizado no Centro Administrativo Prefeito Joo Benedito Amaral, s 12 horas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 13, 2007

    ECONOMIA. Iniciativa indita da FIEMG no interior de Minas. Vale conferir nessa matria de Ney Doyle Jr. da assessoria de comunicao da entidade empresarial, que rene o PIB mineiro.






                             Jias e cachaa ganham impulso econmico no Vale do Jequitinhonha

    O Sistema Fiemg, atravs do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) Departamento Nacional e de Minas Gerais - inicia duas novas etapas de desenvolvimento dos segmentos de artefatos de pedras e cachaa de alambique do Vale do Jequitinhonha e Mucuri. No prximo dia 16, a partir de 10h, a cidade de Araua inaugura a unidade de comercializao de artefatos de pedra, que passa a funcionar no prdio do aeroporto municipal, e o galpo de homogeneizao e engarrafamento de cachaa de alambique, que unifica a produo de 400 mil litros de cachaa da regio e cria a nova marca de mercado, denominada Corao do Vale.



     

    A iniciativa, que tem parceria do Ministrio da Integrao Nacional, Prefeitura de Araau, Sindbebidas, Sindjias, Sebrae e MesoVales, d prosseguimento ao programa de desenvolvimento daquela regio, iniciado em 2004, com a inaugurao da unidade integrada Sesi/Senai em Araua. Na verdade, nosso trabalho comeou um ano antes, com o estudo de oportunidades econmicas de um arranjo produtivo local, quando identificamos os dois segmentos prioritrios de desenvolvimento, ou seja, a pedra e a cachaa, afirma o consultor do IEL, Thadeu Chaves Neves.



     

                Cachaa e Pedras A unidade de engarrafamento e homogeneizao de cachaa faz parte do trabalho desenvolvido pela Cooperativa de Produo de Cachaa de Alambique de Araua e Regio (Cachaaboa), que rene25 cooperados de cinco municpios da regio. O objetivo desta unidade industrial ganhar mercado nacional e internacional, com a nova marca Corao do Vale, afirma Thadeu Neves.



     

                J a linha de pedras vai trabalhar com 30 associados da regio do Jequitinhonha e Mucuri, trazendo um novo conceito em adornos. Vamos aproveitar o artesanato caracterstico da regio e criar designers inovadores, sempre utilizando nossas pedras coloridas, afirma o presidente do Sindijias, Raymundo Vianna. O Vale reconhecido internacionalmente na produo de artesanato em bonecas, que agora levaro pedras preciosas.



     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 13, 2007

    BARBACENA - no Campo das Vertentes, a 165 kms de Beag - faz amanh, dia 14 de agosto, 216 anos. Uma grande programao vai marca a data mxima do municpio. Um dos eventos ser na Cmara Municipal, o Palcio da Revoluo Liberal. O prefeito de Barbacena, recebe a Medalha Sobral Pinto de Direitos Humanos.

    O prefeito Martim Andrada e o ex-deputado Jos Bonifcio Tamm de Andrada sero agraciados com a medalha, que a comenda mxima oferecida pelo Poder Legislativo Municipal queles que se destacam efetivamente na defesa dos direitos humanos e das liberdades democrticas em nosso pas. O orador da solenidade ser o vereador Amarlio de Andrade.
    Alm da Medalha Sobral Pinto, haver entrega da Ordem do Mrito Legislativo Municipal de Barbacena. Sendo os agraciados:
    Grau Grande Mrito
    Coronel Hlio dos Santos Jnior comandante geral da Polcia Militar de Minas Gerais
    Lafayette Luiz Doorgal de Andrada deputado estadual
    Grau Mrito Especial
    Cnego Antnio Eustquio Barbosa
    Fernando Maluf Wutke
    Flvio Dani Franco
    Coronel Geraldo Magela Moreira de Freitas comandante da 13 Regio de Polcia Militar de Minas Gerais
    Hilton da Paixo Grossi
    Ildeu Cardoso da Silva
    Jos Francisco Baumgratz
    Tarcsio Washington de Carvalho
    Grau Mrito
    Agostinho da Costa Filho
    Padre Alvim Gonalves Valrio
    Padre Carlos Wilson da Silva
    Douglas Roberto Alves
    Jair da Fonseca Pinto Jnior
    Jos Chartuni Teixeira
    Jos Eugnio Dutra Cmara
    Jos Orleans da Costa
    Mrcio Jos da Silva
    Grupo Nogueira Rivelli
    Newton Siqueira Arajo Lima
    Rhamanita Vera de Figueiredo Xavier
    Vicente de Paula Arajo.








    O jurista Sobral Pinto quando foi institudos a Medalha com o seu nome, na Cmara Municipal de Barbacena


    O barbacenense e jurista Sobral Pinto ganhou notoriedade durante o governo de Getlio Vargas. Na efervescncia poltica dos anos 30, a Ordem dos Advogados do Brasil indicava os advogados de defesa dos inimigos do regime. Catlico fervoroso coube a ele a misso de defender o comunista, Lus Carlos Prestes, aps o levante comunista de 1935. Questionado sobre a misso, explicou: "Devemos odiar o pecado e amar o pecador. Portanto, devemos odiar o comunismo, mas amar os comunistas". No fim dos anos 70, voltou a Barbacena pelas mos do vereador Amarlio Andrade, que com seu consentimento, idealizou a Comenda Sobral Pinto, a maior condecorao do Municpio.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 13, 2007

    HOJE em Diamantina, discusso sobre o projeto ICMS SOLIDRIO do deputado DINIS PINHEIRO. Na sexta-feira ser em Tefilo Otoni.

     ICMS Solidrio - Iniciado nesta sexta-feira (10) em Montes Claros, o Frum Tcnico ICMS Solidrio, promovido pela ALMG, ter duas etapas regionais nesta semana: nesta segunda-feira a reunio acontece em Diamantina; e na sexta (17), em Tefilo Otoni. O evento uma iniciativa da Assemblia para apresentar e colher sugestes ao Projeto de Lei 637/07, do deputado Dinis Pinheiro, que altera critrios na distribuio do ICMS entre os municpios. Pela proposta original, 762 cidades sero beneficiadas com repasses maiores do que os atuais.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 13, 2007

    DE OLHO NA ASSEMBLIA DE MINAS.












                          Semana na ALMG ter 5 audincias e frum tcnico sobre ICMS

    Cinco reunies com convidados e duas etapas regionais do Frum Tcnico ICMS Solidrio esto entre os destaques da Assemblia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) na semana de 13 a 17/8/07. No Plenrio, o veto parcial do governador Proposio de Lei Complementar 104 (ex-PLC 19/07), que altera dispositivos legais sobre a estrutura orgnica da Advocacia-Geral do Estado (AGE) e da organizao do Ministrio Pblico do Estado, um dos principais itens da pauta.

    Duas reunies com convidados esto programadas para esta segunda-feira (13). A primeira, da Comisso de Defesa do Consumidor e do Contribuinte, foi requerida pelo seu presidente, deputado Dlio Malheiros (PV), para discutir os motivos do aumento excessivo no preo do leite longa vida e seus derivados. Representantes do setor produtivo, comrcio, do Ministrio Pblico e do Procon Assemblia foram convidados para a reunio, que acontece no Plenarinho IV, s 10 horas.

    A outra reunio da segunda-feira ser da Comisso de Poltica Agropecuria e Agroindustrial. O ministro da Agricultura, Pecuria e Abastecimento, Reinold Stephanes, um dos convidados para a audincia, que acontece no Auditrio da Assemblia, s 13 horas. Na pauta, a busca de uma agenda poltica e tcnica para enfrentar a crise nos setores produtivos do agronegcio mineiro e brasileiro. O requerimento para a reunio do deputado Antnio Carlos Arantes (PSC).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 12, 2007

    O COLRIO deste domingo, Dia dos Pais, vem da Manchester Mineira. Da coluna de nosso amigo, o Cabelin, da Tribuna de Minas, que sempre divulga as beldades de JF. E nosso BLOG DE NOTCIAS pega carona para espalhar a beleza de l, pela Blogosfera. Afinal, beleza fundamental, como dizia nosso "poetinha", Vincius de Morais.

                                                           
                                                                   Poliana Maia iluminando
                                                                       a noite do Privilge


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 12, 2007

    BELEZA GENTICA. Tambm registrada pelo colunista juizforano Csar Romero.

                                                                
    Ao lado de sua me Eliane Ferreira, a Miss Brasil Natlia Guimares posa para os flashes aps receber o ttulo de cidad benemrita, iniciativa da vereadora Rose Frana. Natlia agradeceu emocionada e participou de um coq no Constantino.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 12, 2007

    Flash Especial: nossa Miss Brasil, a juizforano Natlia Guimares, posa ao lado do paizo na coluina de Csar Romero da Tribuna de Minas.

                                                                 
                                                                          A Miss Brasil Natlia
                                                                     Guimares e o pai Gilberto


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 12, 2007

    A vez das pequenas e mdia empresas em Minas. Governo do Estado vai comprar, pelo PREGO ELETRNICO, 18 milhes de reais em bens e servios, at o final de 2007. Confira!











                                 Acordo com BID beneficia pequenas e mdias empresas de Minas

     









       

    Lcia Sebe/Secom MG

    O Governo de Minas e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) assinaram, nesta sexta-feira (10), acordo pioneiro que autoriza o Estado a adquirir bens e servios na modalidade de prego eletrnico utilizando o seu prprio sistema de compras, em vez de adotar o da Unio, nos processos de licitao que incluem recursos repassados pelo BID. 

    O documento foi assinado pela secretria de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena, e pelo representante do BID, Jos Luiz Lupo. O acordo beneficia as pequenas e mdias empresas mineiras que tero, a partir de agora, mais condies de participar dessas licitaes.

    Segundo o representante do BID, pela primeira vez, o banco faz um acordo direto com um Estado permitindo que as compras, via prego eletrnico, sejam regidas por seus prprios sistemas, sem a necessidade de utilizar o sistema federal. Ele disse ainda que o BID conheceu e aprovou o sistema de Minas Gerais e espera que outros estados criem tambm sistemas confiveis, eficientes e que permitam tambm avanos em seus processos de compras governamentais.

    A secretria Renata Vilhena afirmou que os tcnicos do BID conheceram, no ano passado, o sistema de compras de Minas Gerais, sugerindo adequaes e aprovando o processo em virtude de seus indicadores de transparncia, eficincia e segurana, Anualmente, o Governo compra algo em torno de R$ 3,8 bilhes. Segundo ela, o investimento com fornecedores a segunda maior despesa do Governo e a utilizao do prego eletrnico privilegia fornecedores locais, em especial as micro e pequenas empresas do Estado.

    Para ela, o acordo, que entrar em vigor to logo seja publicado no Minas Gerais rgo oficial dos Poderes do Estado ter uma grande repercusso no  Estado. A estimativa de que o Governo de Minas adquira, neste restante de ano, na modalidade de prego eletrnico, o equivalente a R$ 18 milhes, em bens e servios, utilizando recursos oriundos de financiamentos feitos pelo BID.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 12, 2007

    Nosso BLOG DE NOTCIAS atinge neste domingo, Dia dos Pais, a marca de quase 320 MIL ACESSOS. Os dados so do provedor TERRA. Agradeo sua audincia!



























    Posts:
     1965

    Rascunhos:
     28

    Comentrios:
     14.964

    Visitas nicas:
     316.527

    Pageviews:
     322.286
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 12, 2007

    HOJE, dia dos Pais, nosso BLOG DE NOTCIAS homenageia todos os pais de Juiz de Fora, atravs do prefeito Alberto Bejani, que aprace ao lado do filho Bejaninho. A foto vem da coluna de Csar Romero da Tribuna de Minas de juiz de Fora.

                                                               
                                                              Bejaninho e Alberto Bejani


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 11, 2007

    Ministro Hlio Costa investe no PARAPAN 2007, que comea manh e vai at dia19 no Rio de Janeiro.

    Internet gratuita para atletas e torcedores do Parapan Rio 2007

             
    Iniciativa do Ministrio das Comunicaes garante direito comunicao 
      Cerca de 1.300 atletas e torcedores de 25 pases dos Jogos Parapan-americanos Rio 2007, realizados de 12 a 19 de agosto, vo contar com acesso gratuito internet e com servios de telefonia especial para deficientes auditivos. O  Ministrio das Comunicaes instalou trs telecentros: Vila Parapan-americana; Complexo do Rio Centro;  Estdio Olmpico Joo Havelange
     "Esses atletas merecem todo apoio para mostrarem ao mundo seu talento e, acima de tudo, o esforo que fazem para superar seus prprios limites. Assim como fizemos no Pan, tambm estamos assegurando o direito comunicao no Parapan" defendeu o ministro Hlio Costa. 
     O telecentro da vila olmpica restrito aos atletas e equipes tcnicas. Possui 21 computadores, ligados internet banda larga, uma impressora multifuncional e quatro telefones equipados. Os telecentros do Complexo do Rio Centro e do Estdio Olmpico Joo Havelange so abertos aos torcedores. Cada um possui cinco computadores, uma impressora multifuncional e quatro telefones. 
     Todos os computadores possuem um software de leitura de tela, para beneficiar deficientes visuais, e os telefones esto equipados com teclado, que permitem a comunicao de deficientes auditivos. Em cada telecentro, o ministrio  monitores para auxiliarem os usurios.  Tambm apoiam a iniciativa o Ministrio do Esporte, Comit Paraolmpico Brasileiro, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicaes - CPqD, e a operadora de telefonia Oi.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 11, 2007

    Ganhamos hoje mais um leitor do nosso BLOG DE NOTCIAS. O assessor de comunicao do vice-prefeito de BH, Ronaldo Vasconcelos, o jornalista Ricardo Camargos. Obrigado pela preferncia!

    Dileto Joo Carlos,
    Anote ai mais uma abertura deste importante blog que tem prestado um belo servio divulgao das coisas de Minas, j colocado nos meus favoritos. Como j havia comunicado pessoalmente, a partir desta semana, passei a reforar a equipe do vice-prefeito Ronaldo Vasconcellos, trabalhando ao lado do jornalista Raphael Andrade na rea de assessoria de comunicao do gabinete.
    Abraos do amigo.
    Ricardo Camargos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 11, 2007

    JANTAR ANUAL do SINPAPEL, pilotado pelo empresrio Antnio Eduardo Baggio, foi o grande evento da sexta-feira, aqui em BH. Estivemos l - eu e minha mulher a decoradora Cida Amaral. Buffet correto e delicioso. Conversa muito boa. Baggio, sempre atencioso e simptico correu as mesas com um carnho especial para cada convidado. Detalhes? Depois eu conto! Aguarde!

                               
                                           Antnio Eduardo Baggio, presidente do SINPAPEL
                                                 e diretor-presidente da IMBALLAGGIO.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 11, 2007

    FINALMENTE, depois de mais de 50 anos, o governador Acio Neves saiu na frente e entregou asfaltada a Estrada de Barbacena a Desterro do Melo. Foi ontem. Estive l como mestre de cerimnia. Hoje, sbado, estou na caminho da l, de novo, s que para me divertir, rever os amigos na Exposio Agropecuria.

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PAVRAS. Assunto: inaugurao ontem do asfaltamento do Proacesso (feito pela Cadar Engenharia) de Barbacena para Desterro do Melo - que fica a 200 kms de BH, 32 de Barbacena, no Caminho do Meio da Estrada Real.

    FAZENDO BEM FEITO









    O prefeito de Desterro do Melo, Rui Fernandes,o prefeito de Alto Rio Doce, Wilson Gonalves, Wilsinho" e o secretrio de governo de Minas, ex-deputado federal Danilo de Castro.



    FAZENDO BEM FEITO


    Com o trmino das obras de pavimentao da MGT 265, trecho Senhora das Dores - Desterro do Melo, o Municpio realizou, no ontem, dia 10 de agosto, a solenidade de inaugurao da obra e comemorou tambm os servios de recuperao - atravs do Pr-MG - do trecho Senhora das Dores - BR 040.
    O evento oficial que contou com a presena de vrias autoridades do alto escalo do Governo do Estado foi realizado no Centro Administrativo Prefeito Joo Benedito Amaral, s 12 horas.













                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 11, 2007

    MINASCON - ser atrao de 21 a 24 de agosto no Expominas, aqui em BH. O setor tem um PIB em Minas de 33 bilhes de reais. Quem est frente o inteliegente Teodomiro iniz Camargos presidente da Cmara da Indstria da Construo da FIEMG.

    De 21 a 24 de agosto ser realizado, no Expominas, em Belo Horizonte, o MinasCon 2007. Em sua quarta edio, o evento, que promovido pela Cmara da Indstria da Construo da Fiemg, rene, em um mesmo espao, todos os setores da cadeia produtiva da indstria da construo, com o objetivo de discutir assuntos de interesse do segmento. "Desde que comeou a ser organizado, o MinasCon contribui para potencializar e maximizar a sinergia entre os agentes envolvidos na cadeia", diz o presidente da Cmara, Teodomiro Diniz Camargos.
    O tema deste ano "Desenvolvimento e Sustentabilidade Matria-Prima para Bons Negcios". Alm da mostra de produtos e servios, palestras tcnicas iro abordar questes atuais ligadas realidade dos setores envolvidos, como as novidades, tendncias e perspectivas do mercado.
    Cermica Um dos eventos que acontece simultaneamente ao MinasCon a 36 edio do Encontro Nacional da Indstria de Cermica Vermelha, numa parceria entre a Associao Nacional da Indstria Cermica (Anicer), Confederao Nacional da Indstria (CNI), Fiemg, Sebrae e Caixa Econmica Federal.
    O encontro j foi promovido em todas as regies do Brasil, integrando ceramistas interessados, entre outros assuntos, nas inovaes tecnolgicas divulgadas durante a Exposio de Mquinas, Equipamentos, Produtos, Servios e Insumos para a Indstria Cermica (Expoanicer).
    O evento conta com o apoio do Sindicer/MG, do Sindicato das Indstrias de Cermica e Olaria do Tringulo e Alto Paranaba, da Associao dos Ceramistas de Monte Carmelo e da Associao Comercial, Industrial, Agropecuria e de Servios de Igaratinga.
    Macrossetor em Minas De acordo com o estudo do economista Antnio Braz de Oliveira e Silva, a cadeia produtiva da construo representa 18% do Produto Interno Bruto (PIB) e 12% da gerao de emprego no estado de Minas Gerais.
    Em 2006, o PIB do macrossetor mineiro, que envolve todas as atividades ligadas construo, chegou a R$ 33 bilhes


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 11, 2007

    BARBACENA - que fica a 165 kms de Beag no Campos das Vertentes - faz 216 anos, tera-feira, dia 13 de agosto. O prefeito Martin Andarada ser homenageado com a mais importante Comenda do municpio, a Medalha Sobral Pinto de direitos humanos, por indicao do vereador Amarlio de Andrade, do PSC, lder do governo na Cmara de Barbacena. A notcia vem do site www.barbacenaonline.com.br ( da coluna do nosso amigo Idiando Borges).

    Na prxima tera-feira
    Barbacena a aniversariante. Inauguraes e diversas atividades lembram os 216 anos da cidade. Na Cmara Municipal, presidida por Jos Higino Ferreira, as homenagens diversas personalidades, como acontece em todo o mundo. Entre os homenageados, o jovem prefeito Martim Andrada, que a despeito das dificuldades da poltica de aperto fiscal, implantada no Brasil desde 1994, procura fazer o melhor. Ele vai receber a Comenda Sobral Pinto por indicao do vereador Amarlio Andrade. Com habilidade, saber jurdico e viso, o Prefeito representa no momento, a maior liderana poltica da cidade.







    O jurista Sobral Pinto quando foi institudos a Medalha com o seu nome, na Cmara Municipal de Barbacena

    O barbacenense e jurista Sobral Pinto ganhou notoriedade durante o governo de Getlio Vargas. Na efervescncia poltica dos anos 30, a Ordem dos Advogados do Brasil indicava os advogados de defesa dos inimigos do regime. Catlico fervoroso coube a ele a misso de defender o comunista, Lus Carlos Prestes, aps o levante comunista de 1935. Questionado sobre a misso, explicou: "Devemos odiar o pecado e amar o pecador. Portanto, devemos odiar o comunismo, mas amar os comunistas. No fim dos anos 70, voltou a Barbacena pelas mos do vereador Amarlio Andrade, que com seu consentimento, idealizou a Comenda Sobral Pinto, a maior condecorao do Municpio.




    O Comandante da Epcar, Brigadeiro do Ar Alvani Ado da Silva
    ao lado do vereador Amarlio Andrade na manh do dia 3


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 10, 2007

    ICMS SOLIDRIO. Projeto foi discutido em Montes Claros. Foi a primeira das 12 reunies regionais para discutir o assunto antes da votao do projeto pela Assemblia de Minas. Confira os detalhes!

    A defesa das mudanas promovidas pelo Projeto de Lei (PL) 637/07, que modifica os critrios de distribuio do ICMS, marcou o encontro regional do Norte de Minas, primeiro a ser realizado dentro da programao do Frum Tcnico ICMS Solidrio. Promovido pela Assemblia Legislativa de Minas Gerais, o evento incluir reunies em todas as 10 macrorregies do Estado, com o objetivo de esclarecer detalhes do projeto, de autoria do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), e colher sugestes para aperfeio-lo. O encontro desta sexta-feira (10/8/07) foi realizado na auditrio da Sociedade Rural, no Parque de Exposies de Montes Claros, e contou com a presena de oito deputados estaduais, 33 prefeitos e mais de 200 participantes, representando 56 municpios. Representantes de diversos municpios do Norte de Minas, parlamentares estaduais e representantes da sociedade civil participaram do encontro nesta sexta. O evento foi aberto pela deputada Glucia Brando (PPS), que representou o presidente da Assemblia Legislativa, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), e fez uma apresentao do PL 637/07.
    Tambm na abertura, o prefeito de Montes Claros, Athos Avelino, agradeceu a iniciativa do projeto, e destacou a importncia das novas regras. Ele argumentou que os encargos destinados aos municpios nunca so acompanhados pelos recursos necessrios, especialmente nos municpios mais pobres. "Montes Claros tem a sexta populao de Minas Gerais, mas s a 12a arrecadao", afirmou o prefeito. O presidente da Cmara Municipal de Montes Claros, vereador Coriolando Afonso, tambm elogiou o projeto, e agradeceu o fato do Frum ter se iniciado na cidade.

    Durante o encontro, a coordenadora da Lei Robin Hood e pesquisadora da Fundao Joo Pinheiro, Isabella Freire Biondini, fez uma apresentao sobre a Lei Robin Hood. O PL 637/07 altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida por Lei Robin Hood, dividindo os critrios que hoje determinam a distribuio do ICMS em trs grupos: critrios econmicos; sociais solidrios; e de compensao solidria. O objetivo redistribuir uma parte do imposto, beneficiando municpios que estejam em situao desfavorvel em relao mdia per capita de ICMS do Estado.

    De acordo com critrios do projeto, o Norte de Minas a segunda regio mais beneficiada das 10 macrorregies do Estado. O montante de repasses de ICMS para todos os municpios da regio poder ter uma elevao de 13,92%. Apenas o Jequitinhonha/Mucuri tem um ganho maior: 19,66%. As duas regies so as nicas, entre as que no contam com nenhum municpio que perde recursos com os novos critrios. Principal cidade do Norte de Minas, Montes Claros teria um ganho de 8,03% em sua cota de ICMS. Segundo valores de abril de 2007, o recurso destinado cidade passaria de R$ 2.964.820,61 para R$ 3.202.813,68. Em toda Minas Gerais, 762 municpios seriam beneficiados pelo projeto, enquanto 91 perderiam recursos.

    Projeto fruto de trabalho iniciado em 2001

    O PL 637/07 resultado de ampla discusso realizada na ALMG em 2001, pela Comisso Especial da Lei Robin Hood, que concluiu ser necessrio alterar a forma de distribuio do ICMS. Aps seguidas tentativas de aprovao da matria (substitutivo no. 2 ao PL 1.756/01 e PL 23/03), sem sucesso, a proposta foi desarquivada agora pelo relator daquela comisso, deputado Dinis Pinheiro (PSDB).

    Presidente da Frente Parlamentar em Defesa do ICMS Solidrio, a deputada Ana Maria Resende (PSDB) afirmou que a mobilizao de 59 de seus 76 colegas na Assemblia Legislativa foi um esforo para vencer a resistncia mudana nos critrios de distribuio dos recursos. "Arapor recebe R$ 199 por habitante, por ms. Braslia de Minas recebe R$ 3,65. Quando vamos conseguir tirar o pires de nossa mo, se no enfrentarmos essa situao de penria?", questionou a deputada.

    O autor do PL 637/07, deputado Dinis Pinheiro (PSDB), afirmou que o motivo para aprovao da proposta muito simples. "Essa luta muito rdua, e deveria ser muito simples, porque os nmeros so muito claros: 762 municpios vo ganhar, mais de 80% do total. S que, s vezes, o ser humano se deixa guiar pela ambio desmedida", argumentou. Ele tambm ressaltou que outros estados j adotaram formas de distribuio que beneficiam municpios mais carentes, e cobrou a presena de representantes do Norte no encontro final do Frum Tcnico, em Belo Horizonte.

    O deputado Arlen Santiago (PTB) lembrou as dificuldades enfrentadas anteriormente por essa proposta na Assemblia. "Antes, a conscincia no estava pronta. Hoje, parece que est", afirmou. J o deputado Carlos Pimenta (PDT) cobrou uma mudana de postura do poder pblico. "Temos que inverter a lgica. No premiar quem j recebe recurso. premiar quem no recebe nada", defendeu. Por sua vez, o parlamentar Gil Pereira (PP) disse que pretende apresentar uma emenda ao projeto para favorecer a preservao da Mata Seca, o que ir beneficiar o Norte de Minas.

    O deputado Luiz Tadeu Leite (PMDB) reafirmou a necessidade de o governo investir no sentido de reduzir as desigualdades pblicas. "No por acaso que aqui todas as cidades vo ganhar. porque aqui, todas esto por baixo", afirmou. Ele tambm lembrou a necessidade de buscar o apoio do governador Acio Neves para enfrentar a resistncia ao projeto. O deputado Paulo Guedes (PT) afirmou que o municpio de Betim recebeu, em abril de 2007, maior repasse de ICMS que todos os municpios das regies do Norte, Jequitinhonha e Mucuri. "Temos que reagir cada vez mais. O que est sendo discutido aqui ainda muito pouco", afirmou o parlamentar. Ruy Muniz (DEM) tambm cobrou a necessidade de buscar outras formas de melhorar a situao do Norte de Minas. "Temos que buscar indstrias com valor agregado para c", afirmou.

    Depois de Montes Claros, o prximo encontro regional acontece em Diamantina, na segunda-feira (13/8/07). Haver um encontro por regio, com exceo da Zona da Mata e da Central, onde esto programadas duas reunies.

    Distribuio atual do ICMS

    De acordo com a Constituio Federal, de todo o ICMS arrecadado no Estado, 25% destinam-se aos municpios. Desse montante, pelo menos 75% devem ser distribudos de acordo com o Valor Adicionado Fiscal (VAF), que retrata o movimento econmico do municpio. E at 25% conforme determinar a legislao estadual. Atualmente, o ICMS em Minas distribudo de acordo com os seguintes critrios e percentuais dos recursos destinados aos municpios: VAF (79,68%); rea geogrfica (1%); populao (2,71%); populao dos 50 municpios mais populosos (2%); educao (2%); produo de alimentos (1%); patrimnio cultural (1%); meio ambiente (1%); sade (2%); receita prpria (2%); cota mnima (5,5%); e municpios mineradores (0,11%). O clculo da parcela de cada municpio uma mdia aritmtica que leva em conta o desempenho do municpio e o peso de cada critrio.

    O que prev o PL 637/07

    A proposta original do PL 637/07 distribuir, pelo critrio do VAF, o mnimo determinado pela Constituio Federal, que 75% - e no os 79,68% atuais. Assim, os 4,68% restantes sero distribudos a partir de um novo critrio, chamado ICMS Solidrio. J os demais critrios no tero o ndice alterado, mas sero separados em dois grupos, um relativo a critrios econmicos e outro relativo a critrios sociais.

    A diviso dos recursos ser feita em trs etapas. Todos os municpios participam da primeira fase, relativa aos critrios econmicos. Nas outras duas, sero excludos da diviso dos recursos os municpios que apresentarem ndice de ICMS per capita igual ou superior mdia do Estado, acrescida de 40%. A segunda etapa se refere aos recursos distribudos segundo critrios sociais, e a ltima etapa corresponde compensao solidria propriamente dita, instituda pelo PL 637/07. Os municpios que participarem desta ltima distribuio tero sua cota calculada de acordo com sua populao.

    Os critrios econmicos so o VAF (75% dos recursos), produo de alimentos (1%), meio ambiente (1%), receita prpria (2%) e municpios mineradores (0,11%). Os critrios sociais so rea (1%), populao (2,71%), populao dos 50 mais populosos (2%), educao (2%), patrimnio cultural (1%), sade (2%) e a cota mnima (5,5%). O critrio do ICMS Solidrio define a distribuio de 4,68% dos recursos.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 10, 2007

    Inaugurado nesta sexta-feira o asfalto da Estrada de Desterro do Melo - cidade que fica no Caminho do Meio da Estrada Real. O prefeito Ruy Fernades e o secretrio de governo, Danilo de Castro, representando o governador Acio Neves, descerraram a placa de ianagurao. O ex-secrertrio de Obras e Transportes, Agostinho Patrus, o governador Acio Neves, o engenheiro Jos lcio Monteze, diretor-geral do DER e o ex-prefeito de Alto Rio Doce, Ricardo Couto foram agraciados com a Medalha do Fundador de Desterro do Melo, Antonio Feliciano de Melo. O governador vai receber a Medalha, em data a ser marcada,em BH, no Palcio da Liberdade. Leia agora a entrevista com Ricardo Belo Couto sobre a Estrada para Desterro do Melo, agora toda asfaltada.

                                                                DO SONHO REALIDADE

                                                    PAVIMENTAO DAS MG'S 265 E 132

                                                                   E N T R E V I S T A

    FAZENDO BEM FEITO

    Nesta semana estamos publicando nossa conversa com Ricardo Belo Couto, empresrio e ex-prefeito do Municpio de Alto Rio Doce por dois mandatos (1997 a 2000 e 2001 a 2004). Ricardo Couto foi o principal articulador da obra custeada em sua maioria pelos Municpios de Alto Rio Doce, Desterro do Melo e Barbacena, que levou asfalto at o Distrito de Senhora das Dores e teve tambm grande influncia nas negociaes para a pavimentao Senhora das Dores - Desterro do Melo (j concludas) e Desterro do Melo - Alto Rio Doce (iniciadas recentemente).

    Nosso Cho: No exerccio de seu primeiro mandato, no quadrinio 1997/2000, foi executada a obra de asfaltamento da MG-265, trecho BR-040/Senhora das Dores atravs de Convnio entre os municpios de Barbacena, Desterro do Melo e Alto Rio Doce. Como foram as tratativas para a sua concluso?.

    Ricardo Couto: ) Foram feitas assim: na poca, Mrio Tafuri (prefeito de Desterro do Melo) e eu, juntamente com Dr. Paulo Scarpelli (prefeito de Barbacena) firmamos convnio com o Governador Eduardo Azeredo para fazermos o asfaltamento da estrada em 10 parcelas para cada prefeitura, em meses consecutivos. Quando comeamos, conseguimos arrecadar um dinheiro, no entanto, o Governo de Minas cedeu apenas 01 das 10 parcelas e os municpios de Desterro do Melo e Alto Rio Doce conseguiram cumprir at a 6 parcela. Mas, como no cumprimento por parte do Estado ficou impossvel concluir a obra at Alto Rio Doce. poca, a obra estava orada em R$ 4.800,000,00.

    Nosso Cho:
    Mesmo com a paralisao das obras V. Sa. continuou lutando para que o projeto de asfaltamento fosse retomado, superando muitos obstculos. Quais os agentes polticos diretamente envolvidos nesta conquista?

    Ricardo Couto: O agente principal de toda a obra foi o secretrio de Governo Danilo de Castro, na poca, deputado federal pelo PSDB de Minas. No entanto, o Governo do Estado (Itamar Franco) no apoiou nossas tentativas subseqentes, chegando apenas a licitar a obra at Desterro do Melo. No segundo ano do primeiro mandato do Governo Acio Neves, o ento secretrio Danilo liberou as obras que j existiam projetos, beneficiando Desterro do Melo. O secretrio de Transportes e Obras Pblicas, depuatdo estadual Agostinho Patrs tambm teve grande influncia para a realizao da obra. Credito tambm muito empenho ao prefeito de Desterro do Melo, Ruy Fernandes, que por muitas vezes, na Capital, fez uso de seu prestgio em favor das obras.

    Nosso Cho:
    Todos reconhecem que foi graas do seu empenho, sua luta, que os trabalhos de pavimentao do trecho Desterro do Melo/Alto Rio Doce foram iniciados na semana passada e que o processo de licitao do trecho Alto Rio Doce/ Cipotnea est em curso, com abertura das propostas prevista para 31 de julho prximo. Qual o seu papel nestas negociaes com o Governo do Estado?

    Ricardo Couto: Continuando, ao lado do secretrio Danilo, a execuo do projeto Desterro do Melo - Alto Rio Doce ganhou forma. Danilo, principal padrinho das benfeitorias, determinou prioridade obra, para que fosse executado de imediato os trabalhos. Uma luta direta com o Secretrio Danilo, na qual recebemos o apoio do atual prefeito de Cipotnea, Joo Reginaldo, fez com que a estrada Alto Rio Doce - Cipotnea fosse estudada, estando o seu processo de licitao em andamento.

    Nosso Cho: Em agosto o Governador Acio Neves vir a Desterro do Melo inaugurar o trecho Senhora das Dores/ Desterro do Melo. Na sua tica, quais sero os impactos econmicos, sociais e culturais para a regio com a concluso da obra?

    Ricardo Couto:Essa luta para a realizao destas obras trar um conjunto de mudanas para toda a regio. Na rea social certa a facilidade das pessoas em ter acesso desimpedido aos servios de sade, educao - o ir e vir vai ser tornar fcil. A economia ser beneficiando, haja visto que a regio se abrir para grandes oportunidades, onde empresas de varios setores podero se aportar em uma destas cidades. A pavimentao das MGS ir competir com as principais vias de acesso a outras cidades localizadas nas proximidades da BR 040. Comrcio e turismo sero reas que tambm vo ser bastante beneficiadas e desenvolvidas com o asfalto, gerando novos empregos e renda.A cultura vai caminhar junto, sendo amplamente conhecida e divulgada. Acreditamos na inter-relao de elementos para alcanarmos o progresso - e ela vir. Pr fim, um conjunto de atividades que vo fazer a diferena. Nada vai acontecer isoladamente, tudo vai se desenvolver junto, em cadeia.

    Nosso Cho:
    Como V. Sa. avalia o Proacesso que tem por objetivo a pavimentao de estradas em todo o territrio mineiro e o ProMG que est recuperando as rodovias estaduais, inclusive o trecho BR-040/Senhora das Dores?

    Ricardo Couto: Ambos tm fundamental importncia. A iniciativa de abrir, manter e recuperar o acesso pavimentado que ainda no existe exemplar, devendo ser permanente, pois julgo ser extremamente necessrio. Vejo esta dinmica como sendo perfeita, contnua, eterna. Para que o progresso continue chegando a toda Minas Gerais preciso investir nas redes de infra-estrutura, como tem sido feito. Considero estes programas estruturadores modelos a serem seguidos por todos os governos do pas.

    Nosso Cho:
    E o programa de telecomunicaes lanado pelo Governo de Minas, que vai implantar a telefonia celular em 412 municpios do Estado?

    Ricardo Couto:Este , sem dvida alguma, mais um grande feito do Governo Acio Neves. mais um benefcio que vem concluir o que faltava para realizar a integrao dos municpios com o mundo - coisa que nos dias de hoje fundamental. O acesso internet, aos meios de comunicao vai ser democratizado. Os municpios recebero atravs obras como estas os reflexos do desenvolvimento.

    Nosso Cho:
    Aps 02 mandatos como Prefeito de Alto Rio Doce, que avaliao V. Sa. faz do Governo Acio Neves?

    Ricardo Couto:Minas Gerais um Estado extremamente privilegiado por ter em seu comando um governador com a capacidade poltica, administrativa, muito acima da mdia dos governantes de todo o Brasil. Some-se a isso a bno de conseguir ter ao seu lado pessoas altamente qualificadas, tecnicamente e politicamente. Esse universo de qualidades, aliada a um carisma pessoal indescritvel se configura em um fenmeno da poltica nacional - o maior de todos eles - e ns, como mineiros, temos o privilgio de falar que temos o melhor governador do Brasil; o que pode ser provado por nmeros positivos em todos os setores.

    Nosso Cho:
    Aps 02 mandatos como Prefeito de Alto Rio Doce, que avaliao V. Sa. faz do Governo Acio Neves?

    Ricardo Couto:Quanto carreira poltica no mais pretendo me candidatar a nenhum cargo pblico. No entanto, sempre estarei fazendo parte do meu grupo poltico em Alto Rio Doce e inserido no grupo poltico ligado ao governador do Estado de Minas Gerais.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 10, 2007

    O colrio desta sexta-feira vem, mais uma vez, da coluna do nosso amigo Csar Romero da Tribuna de Minas de

                                                          
                                                                 Tayara Campos promessa
                                                                   de sucesso na passarela 
                                                                         do Fashion Days


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 9, 2007

    Notcia quem de Barbacena, enviada por Edson Brando, Assessor de Comunicao do Hospital Ibiapaba de Barbacena.

    Desde maro deste ano, Barbacena, Barroso, Conselheiro Lafaiete e Ibertioga foram as primeiras cidades mineiras cujos principais hospitais constituiram a Associao dos Hospitais da Macrorregio Centro-Sul de Minas Gerais. Esta iniciativa, estimulada pela prpria AHMG, visa unir mais os hospitais filantrpicos ou privados e permite que eles tenham um dilogo mais direto com Governos e o mercado onde se inserem.

    "Basta lembrar que nos ltimos cinco anos, nada menos que 106 hospitais fecharam suas portas em Minas Gerais, exatamente quando a demanda s cresce", alerta o Dr. Luiz Eduardo Grisolia de Oliveira, diretor do Hospital Ibiapaba, de Barbacena e primeiro presidente da AHCS. Para ele exatamente na unio das entidades que surgiro as solues para a grave crise do setor, que no s financeira, j que os modelos assistenciais precisam ser revistos tambm.

    Desde sua criao, a AHCS, que rene os Hospitais Ibiapaba, Policlnica, Santa Casa, Santa Izabel e Clnica Mantiqueira, de Barbacena, Santa Casa de Ibertioga, Nossa Senhora do Carmo, de Barroso e So Jos, de Conselheiro Lafaiete, vem buscando alternativas para que hospitais possam melhorar seus servios e assim atender melhor seus usurios. Uma Central de Compras unificada e a Unidade de Resduos Hospitalares j esto sendo implementadas em cooperao com tos os associados.
    Nos ltimos dias 3 e 4 de agosto, no Centro de Convenes do Hotel Grogot, em Barbacena, a AHCS recebeu da Associao Mineira, como incentivo por sua ao pioneira, uma consultoria tcnica dada pelo economista e consultor de empresas Aloysio Vieira, que abordou vrios temas relativos gesto, organizao de grupos e metodologia participativa para o setor hospitalar. Ao mesmo tempo, a reunio serviu como vitrine para que hospitais de outras regies de Minas Gerais sigam o exemplo das Vertentes e Centro. Dentre os observadores convidados, o Hospital Santa Roslia, de Tefilo Otoni, foi representado por seu diretor, o Dr. Joo Carlos Correia.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 9, 2007

    Assemblia de Minas derruba veto total do governador Acio Neves ao projeto do Ministrio Pblico. O veto - como previmos aqui no BLOG DE NOTCIAS, ontem - foi de 60 votos NO ao veto, 9 sim e 1 voto em branco. ATENO: daqui a pouco, s 15h30m, o procurador-geral de Justia de Minas, Jarbas Soares Jr. dar entrevista coletiva no prdio do Ministrio Pblico, av. Raja Gabaglia, perto da Assemblia, no bairro Santo Agostinho. Ele dever anunciar que o MP vai entrar na justia com uma ADIN - Ao Direta de Inconstitucionalidade. Com palavra o Supremo Tribunal Federal, em Braslia.

    O Plenrio rejeitou hoje (9) de manh o Veto Total do governador Proposio de Lei Complementar 105 (ex-PLC 17/07), que dispe sobre a estrutura do Ministrio Pblico. A votao foi secreta e em turno nico - 60 deputados votaram pela rejeio do veto; 9 pela manuteno e um voto foi em branco. Para rejeitar um veto so necessrios 39 votos. Foi mantido o veto a dispositivos que tratam da reclassificao das comarcas de Nova Serrana e Igarap.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 9, 2007

    Assemblia vota agora pela manh veto total do governador Acio Neves ao projeto do Ministrio Pblico.

                         Conversamos com vrios deputados - muitos em off - outros deixando claro que o veto ser dererubado. Teve at quem previsse o placar - mais de 60 votos no ao veto, que para ser derrubado precisa de no mnimo 39 votos NO. 
                         O caso vai mesmo parar no Supremo Tribunal Federal, j que o Ministrio Pblico vai entrar coum ADIN no STF - Ao Direta de Inconstitucionalidade.

                         A votao SECRETA ser na Reunio Extraordinria, marcada para as 9 da manh.
                         Voc pode acompanhar pela TV Assemblia. Em BH, no cabo, o canal 11. No Interior de Minas, pelo sistema UHF.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 9, 2007

    De olho no reajuste do pessoal da Educao.

                               Proposio dos salrios da educao recebe parecer favorvel
    O Projeto de Lei (PL) 1.324/07, do governador, que reajusta os vencimentos dos profissionais da educao bsica em 5% a partir de 1o/9/07, e garante categoria o piso salarial de R$ 850 para 24 horas semanais, a partir de 1/1/08, recebeu, nesta quarta-feira (8/8/07), parecer favorvel da Comisso de Administrao Pblica da Assemblia Legislativa de Minas Gerais. O relator, deputado Ademir Lucas (PSDB), opinou pela aprovao do projeto com as emendas ns 1 a 3, da Comisso de Constituio e Justia (CCJ), e rejeitou emenda apresentada pelo deputado Weliton Prado (PT) em reunio anterior, quando foi concedida vista do parecer ao parlamentar petista.

    De acordo com o projeto, na hiptese de remunerao inferior ao piso fixado, ser criada a Parcela de Complementao Remuneratria do Magistrio (PCRM). A emenda apresentada por Weliton Prado previa o reposicionamento dos servidores em suas respectivas carreiras, at atingir o piso de R$ 850 proposto pelo Executivo. Na defesa da alterao, o deputado Andr Quinto (PT) lembrou que, da forma como est, o projeto cria o piso, mas com um valor complementar sobre o qual no incide nenhum benefcio. " um abono, e sobre abono no h benefcio. Por isso o interesse de posicionar os R$ 850 na tabela", reforou.

    Segundo Quinto, a proposta do Executivo recria a antiga Parcela Remuneratria Complementar (PRC), do governo Itamar Franco, apenas com um novo nome. "Quando votamos aqui o plano de carreira, o objetivo foi extinguir esses penduricalhos, que criam distores. Nesse aspecto, o PL um retrocesso", argumentou. J Weliton Prado lembrou que sua emenda foi uma solicitao dos prprios servidores da educao, que temem ter os salrios congelados por um perodo extenso, caso o PL 1.324/07 seja aprovado na forma como proposto.

    O deputado Svio Souza Cruz (PMDB), ex-secretrio de Administrao do Governo Itamar Franco, lembrou que a PRC foi criada quela poca para garantir uma remunerao mnima aos servidores com faixa salarial menor. Aps sua sada da Secretaria, porm, parcelas diferentes foram criadas para as outras faixas salariais. "Do ponto de vista da gesto, complicado, pois esse mecanismo iguala a remunerao de servidores com diferentes carreiras e tempos de trabalho. Vejo com preocupao o retorno dessa parcela", ponderou. Para Cruz, o ideal seria encontrar um mecanismo como sugerido por Prado, que no seja a volta da PRC, respeitando a capacidade financeira do Estado.

    Por outro lado, o impacto financeiro provocado pela emenda foi justamente um dos argumentos usados pelo deputado Ademir Lucas para rejeit-la. No parecer sobre a emenda, o relator argumenta que ela provoca aumento imediato de despesa. "Embora, individualmente, o impacto seja pequeno, o montante significativo", completa. Os outros argumentos do relator so de ordem tcnica e operacional. De acordo com Lucas, a emenda exigiria um clculo caso a caso, considerado impossvel pela Secretaria de Planejamento e Gesto. " impossvel implementar a emenda sem desvirtuar o plano de carreira. E ela pode trazer um desestmulo ao aumento da escolaridade, j que o servidor no precisar disso para a progresso", afirmou.

    Emendas CCJ - Ao final dos debates, o parecer sobre a emenda foi aprovado, com voto contrrio do deputado Andr Quinto. J as emendas da CCJ, acatadas no parecer sobre o PL 1.324/07, produzem as seguintes alteraes: a emendas ns 1 e 2 incluem no texto os profissionais da Educao do Colgio Tiradentes, da Polcia Militar, e a emenda n 3 d clareza ao enunciado do pargrafo 5 do artigo 3, que estabelece o clculo do valor PCRM, trocando a expresso "a soma de todas as vantagens pecunirias a que o servidor fizer jus" por "a soma do vencimento bsico e de todas as vantagens a que o servidor fizer jus". - Ao final dos debates, o parecer sobre a emenda foi aprovado, com voto contrrio do deputado Andr Quinto. J as emendas da CCJ, acatadas no parecer sobre o PL 1.324/07, produzem as seguintes alteraes: a emendas ns 1 e 2 incluem no texto os profissionais da Educao do Colgio Tiradentes, da Polcia Militar, e a emenda n 3 d clareza ao enunciado do pargrafo 5 do artigo 3, que estabelece o clculo do valor PCRM, trocando a expresso "a soma de todas as vantagens pecunirias a que o servidor fizer jus" por "a soma do vencimento bsico e de todas as vantagens a que o servidor fizer jus".

    Segundo o deputado Ademir Lucas, as modificaes constantes do projeto so relevantes, convenientes e oportunas para educao bsica de boa qualidade no Estado. O PL 1.324/07 segue ainda para as comisses de Educao, Cincia, Tecnologia e Informtica e de Fiscalizao Financeira e Oramentria para parecer de 1o turno.

    Ainda na reunio, a comisso aprovou proposies que dispensam a apreciao do Plenrio.

    Presenas - Deputados Elmiro Nascimento (DEM), presidente; Ademir Lucas (PSDB), vice; Andr Quinto (PT); Chico Uejo (PSB); Incio Franco (PV), Wander Borges (PSB); Svio Souza Cruz (PMDB); e Weliton Prado (PT).Deputados Elmiro Nascimento (DEM), presidente; Ademir Lucas (PSDB), vice; Andr Quinto (PT); Chico Uejo (PSB); Incio Franco (PV), Wander Borges (PSB); Svio Souza Cruz (PMDB); e Weliton Prado (PT).

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    Deputado estadual Alencar da Silveria, do PDT, participa, amanh, s 22h30m de uma edio especial da TV Senado,em Braslia. O programa chamado VER TV discute as TVs Legislativa. O deputado foi o criador da primeira TV Legislativa do Pas - a nossa TV ASSEMBLIA, que entra hoje em quase 300 municpios.

                                                                  TV legislativa
    Um novo tipo de televiso surgiu no Brasil nos anos 90: a TV do Legislativo. Com pouco mais de uma dcada de vida, a televiso dos parlamentos brasileiros est consolidada e j faz parte da rotina de muitos telespectadores. Qual a avaliao que se pode fazer desse trabalho? Qual ser o futuro dessa TV no mundo digitalizado?
    Para responder estas e outras perguntas convidamos: o deputado estadual de Minas Gerais Alencar da Silveira Junior, do PDT, responsvel pelo projeto da TV da Assemblia Legislativa Mineira, a primeira do pas.; Letcia Renault, jornalista e professora de telejornalismo e autora do livro "Comunicao e poltica nos canais de televiso do Poder Legislativo no Brasil"; e Lus Carlos Santana de Freitas, pesquisador e professor de jornalismo legislativo.
    NO AR: Quinta, 9 de agosto, s 22h30.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    TV DIGITAL na Escola do Legislativo em BH. O curso TV Digital - Padres e Sistemas de Radiodifuso ser realizado na quinta e na sexta-feira. O curso foi pedido pelo diretor de Rdio e TV do Parlamento Mineiro, Rodrigo Lucena. Ele tambm presidente da ASTRAL.

                                Escola e Astral promovem curso de atualizao em TV Digital
    Nestas quinta e sexta-feiras (9 e 10), tcnicos da TV Assemblia e das emissoras filiadas Associao Brasileira de Televises e Rdios Legislativas (Astral) participam, na Escola do Legislativo, do curso TV Digital - Padres e Sistemas de Radiodifuso. O objetivo do curso nivelar o conhecimento do corpo tcnico e gerencial das TVs legislativas sobre as caractersticas e funcionamento do processo de transmisso digital de TV.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    De olho no Parlamento Mineiro. Lanada a Frente Parlamentar do ICMS SOLIDRIO.

    Formada por 60 deputados estaduais, a Frente Parlamentar em Prol do ICMS Solidrio foi lanada, nesta tera-feira (7/8/07), no Salo Nobre da Assemblia Legislativa. A solenidade, presidida pelo 1 vice-presidente da ALMG, deputado Doutor Viana (DEM), contou com a participao de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, lideranas municipais e mais de 20 deputados.

    O objetivo da frente parlamentar, de acordo com a autora do requerimento que a originou, deputada Ana Maria Rezende (PSDB), trabalhar para apoiar e aperfeioar o Projeto de Lei (PL) 637/07, do deputado Dinis Pinheiro (PSDB), que prev novos critrios para a redistribuio do ICMS entre os municpios. Pela proposta, 762 dos 853 municpios mineiros ganharo receita. Ana Maria agradeceu aos deputados que entenderam a necessidade dessa rediviso tributria e lembrou ainda que a Assemblia realizar fruns tcnicos em 12 cidades sobre o tema, onde buscar sugestes para aprimorar o projeto de lei. "Vamos fazer o que o povo mineiro espera de ns: legislar para melhorar a qualidade de vida da populao", afirmou a deputada.

    O 1 secretrio da ALMG e autor do projeto, deputado Dinis Pinheiro, lembrou a importncia da participao da Assemblia na construo de uma "nova Minas Gerais", em consonncia com o governo estadual. Segundo ele, o fato de 762 municpios serem beneficiados significa que o atual sistema de distribuio do ICMS arcaico e ultrapassado. Pinheiro deixou claro que o PL 637/07 no vai resolver os problemas das prefeituras, mas "vai reduzir a distncia para que os pequenos municpios possam ter direito a uma vida melhor".

    O deputado Doutor Viana resumiu em duas palavras o sentimento dos presentes na solenidade e dos integrantes da frente parlamentar: "parceria e solidariedade". De acordo com o 1 vice-presidente, "temos uma caminhada pela frente para o aperfeioamento e a aprovao do projeto". Ele concluiu dizendo ter certeza de que esse sonho ser realizado, devido "firmeza de propsitos dos deputados da frente".

    Compuseram tambm a mesa o prefeito de Itaguara e presidente da Associao dos Municpios da Regio Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel), Ubiraci Prata Lima, e o prefeito de Taiobeiras, Demerval Germano da Cruz.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    Recebemos e publicamos comentrio do leitor Renato Alves Pereira. Ele falou sobre o Projeto "ICMS SOLIDRIO" que est em tramitao na Assemblia Legislativa de Minas. Projeto do deputado Dinis Pinheiro, primeiro-secretrio do Parlamento Estadual.







    Comentrios

    #1. Renato Alves Pereira - (renatoalvesp@yahoo.com.br)
    O Dep. Dinis Pinheiro honra a posio de ser o deputado estadual mais votado de Minas Gerais. um poltico diferenciado, alm de cristo, honesto, hbil e guerreiro, humano, preocupa-se com as classes menos favorecidas, as classes injustiadas socialmente.
    Prova dessa preocupao est presente no projeto apresentado "ICMS Solidrio" que prev uma diviso mais humana do ICMS.
    necessrio lembrar que as 91 cidades que tero a arrecadao de ICMS reduzida, no perdero, apenas deixaro de ganhar um pouco mais. Mas, em contrapartida sero favorecidos 762 municpios e a grande maioria ter aumento de receita para realizar investimentos na rea social e proporcionar condies dignas de vida aos muncipes.
    com imensa alegria que Minas Gerais receber a aprovao desse projeto na Assemblia Legislativa e sua transformao em Lei.
    Parabns Deputado Dinis Pinheiro que nos contempla com uma extraordinria iniciativa e a todos que apoiam esse projeto.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    GIRO PELA CAPITAL FEDERAL.

    Este blogueiro, o presidente dos Correios, Carlos Henrique Custdio e o advogado Jos Artur Filardi, chefe de gabinete do ministro das Comunicaes Hlio Costa, em Braslia.

                                                     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    Pr-Acesso do governo Acio Neves. ESTRADA de Desterro do Melo. Asfalto ser inaugurado sexta-feira, dia 10. Do governo do Estado confirmou presena, o secretrio de governo, Danilo de Castro. Do governo Lula, confirmou presena o senador Hlio Costa, ministro das Comunicaes, mineiro de Barbacena, que fica a 32kms de Desterro do Melo.

    Dia 10 DE AGOSTO se concretiza um SONHO de quase UM SCULO. A "Estrada do Melo" ser inaugurada. Desterro do Melo fica a 200 kms de Belo Horizonte e a 32 de Barbacena - no caminho do meio da Estrada Real. O municpio administrado pelo competente e talentoso advogado Ruy Barbosa do Amaral Fernandes. DETALHE: o av dele, o tio Joo Benedito Amaral, foi o primeiro prefeito de Desterro do Melo, na emancipao do ento distrito, feita pelo ex-governador Magalhes Pinto, em 1963. Parabns ao prefeito e ao governador Acio Neves, que com seu Pr-Acesso, tornou realidade um sonho da regio, que comeou com nosso bisav (meu e do prefeito Ruy), Randolpho Martins do Amaral, primeiro lder poltico de Desterro do Melo. Estaremos l na inaugurao.

    A estrada MG 265 -  foi asfaltada pela Cadar Engenharia. Leia-se - Lcio e Emir Cadar - nosso cliente do curso "Socorro, Estou na TV". Ficou uma BELA obra!

    FAZENDO BEM FEITO


    Com o trmino das obras de pavimentao da MGT 265, trecho Senhora das Dores - Desterro do Melo, o Municpio se prepara para realizar, no prximo dia 10 de agosto, a solenidade de inaugurao da obra e comemorar tambm os servios de recuperao - atravs do Pr-MG - do trecho Senhora das Dores - BR 040.
    O evento oficial que contar com a presena de vrias autoridades do alto escalo do Governo do Estado est sendo organizado pelos Governos dos Municpios de Desterro do Melo e Barbacena, tendo o apoio da empreiteira Cadar Engenharia e Construes Ltda - responsvel pelas obras na rodovia - e ser realizado no Centro Administrativo Prefeito Joo Benedito Amaral, s 16 horas.
    O local est sendo preparado com muito zelo pelo prefeito Ruy Fernandes para receber os convidados e todas as autoridades. De acordo com a equipe de comunicao da prefeitura, j na prxima tera-feira, 24, os convites j sero despachados, seguindo o mailing list da instituio.
    SESSO RECORDAO:FAZENDO BEM FEITO Fudomaq (foto arquivo) do nosso BLOG DE NOTCIAS. Junho 2006.


    Em cerimnia realizada em Belo Horizonte o prefeito Ruy Fernandes recebeu, atravs de convnio celebrado com o Governo do Estado de Minas Gerais, via participao no "Programa Fundomac - Mquinas para o Desenvolvimento", uma p - carregadeira Case, avaliada em 320 mil reais.
    "Com a chegada da nova mquina, os programas de melhoria em todas as estradas rurais de nosso Municpio tero maior suporte logstico.
    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.O prefeito Ruy Fernandes e o governador Acio Neves.
    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.O prefeito Ruy Fernandes e o governador Acio Neves.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    Ser aberta hoje, s 14 horas, a Exposio Agropecuria de DESTERRO DO MELO.

    Exposio Agropecuria de Desterro do Melo - que fica a 200 kms de BH e 32 de Barbacena - no Caminho do Meio da Estrada Real - comea nesta QUARTA-FEIRA e vai at domingo, dia 12. J o asfalto da Estrada MG-265, ligando Barbacena a Desterro do Melo, ser inaugurado pelo governador Acio Neves, o prefeito Ruy Fernandes, o secretrio de governo, Danilo de Castro, o ex-secretrio de Transportes e Obras, Agostinho Patrus e o senador Hlio Costa, ministro das Comunicaes, sexta-feria, dia 10, s 11 da manh. L estaremos para conferir a video-reportagem que fizemos sobre a luta pela estrada, que passou dos 50 anos.








    P r o g r a m a o

    Quarta-feira, 08 de agosto
    14h - Esgota;
    21h - 1 Ordenha;
    21h - Forr.

    Quinta-feira, 09 de agosto
    07h - 2 Ordenha;
    09h - Julgamento de bovinos;
    14h - 3 Ordenha;
    19h - Missa Sertaneja;
    Abertura Oficial;
    20h - Rodeio Decola Peo;
    21h - 4 Ordenha;
    22h - Show WM 50 e Ranier;

    Sexta-feira, 10 de agosto
    07h - 5 Ordenha;
    09h - Julgamento de bovinos;
    14h - 6 Ordenha;
    20h - Rodeio Decola Peo;
    21h - 7 Ordenha;
    21h - Show Banda Tomarrock;
    22h - Show Clio & Marcos.

    Sbado, 11 de agosto
    07h - 8 Ordena;
    14h - 9 Ordenha;
    21h - Rodeio Decola Peo;
    22h - Show Swing de Palha;
    00h - Show Banda Comando do Milnio;

    Domingo, 12 de agosto
    12h - Concurso de Marcha;
    16h - Premiao
    17h - Show Wagner e Denlson - msica de todos os tempos;
    20h - Rodeio Decola Peo;
    21h -Show Toni Max.

    Rave - Sexta-feira, 10 e Sbado 11.

    Exposio de artesanato todos os dias.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    O ex-vice-governador de Minas, empresrio Clsio Andrade e amulher dele, a conselheira do Tribunal de Contas Adriene Andrade circulam na noite do excelente A Favorita.

                          Trocamos um dedo de prosa com o forte e inteligente empresrio Clsio Andrade, presidente da poderosa CNT - Confederao Nacio0nal do Transporte. Ele, que conhecemops h muitos anos - desde os tempos em que era um ainda desconhecido nacionalmente empresrio do setor de tranbsporte urbano de BH - e que fez o nosso curso, media trainning, "Socorro, Estou na TV", em 1996, quando tnha,mos deixado a Rede Globo para empreender meu prprio negcio de consultoria de Imagem. Clsio foi solidrio conosco. Fez o curso e nos contratou, por um ano, como consultor da presidncia da CNT. Sou lhe eternamente grato.

                          Bem, na conversa sobre o quadro poltico ele disse que est mesmo de olho em 2010. claro, disse ele, que as eleies de 2008 so importante, porque vo sinalizar para as eleies de governador e de presidente da Repblica. Ele concordou conosco de que o candidato mais forte do PT Prefeitura de BH, mesmo o ministro Patrus Ananias. Mas, disse tambm que bom ficar de olho no ministro mineiro Luiz Dulce, que faz todos os discursos dop presidente Lula, que tem por Dulce uma afeio e confiana absolutas. 

                          Clsio fez uma advertncia: se o PT continuar divido em BH, corre o risco de fazer guia no projeto do partido de continuar frente da PBH. 

                          Clsio Andrade nos incentivou a continuar com nosso BLOG DE NOTCIAS, que ele l diariamente. 

                          Obrigado ao nosso amigo Clsio, que anos ajuda a atingir mais de 300 mil acessos.
                         


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    Ministro Hlio Costa em Minas inaugura mais um BANCO POSTAL dos Correios, que tem na presidncia o mineiro de Paraispolis - sul de Minas - Carlos Henrique Custdio.

                                          

    Martinho Campos ganha nova agncia dos Correios
     
    Cerca de 12 mil habitantes tero
    acesso a servios de Banco Postal

    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, inaugurou, na manh as novas instalaes da agncia dos Correios e Banco Postal em Martinho Campos (MG).
     
    Alm dos tradicionais servios de correio, os quase 12 mil habitantes do municpio podero realizar na agncia: abertura de contas correntes; recebimento de salrios e de benefcios do INSS; depsitos e saques; retirada de saldos, extratos, tales de cheques e cartes magnticos; pagamento de contas de gua, luz, telefone, faturas, bloquetos, carns; e emprstimos e financiamentos.
     
    "Alm de levar mais comodidade aos moradores, os servios de Banco Postal estimula o desenvolvimento econmico da regio", afirma o ministro Hlio Costa.
     
    Atualmente, o Banco Postal, atende a quase 6 milhes de brasileiros e realiza cerca de 30 milhes de transaes por ms. Agora, os Correios completam 778 agncias com servios bancrios s em Minas Gerais, e mais de 5,5 mil em todo o pas. Destas, 1.110 esto em municpios onde no existe nenhuma outra agncia bancria.
     
    Mais Correios
    A inaugurao das novas instalaes faz parte do programa "Mais Correios".  Trata-se de um conjunto de projetos desenvolvidos pela regional da empresa em Minas Gerais, para tornar os servios postais  mais presentes em todas as regies do estado. Com investimentos da ordem de R$ 100 milhes, o projeto abrange a criao de 60 novas agncias com Banco Postal, novos centros de distribuio, renovao da frota de veculos e obras para recuperao de instalaes.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    O COLRIO DESTA QUARTA FEIRA. A Miss Brasil, Natlia Guimares, que juizforana, vai recber ttulo de Cidadania Benemrita da Cmara Municipal de sua cidade. A foto vem da coluna de Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.

                                                        
                                                          No Constantino, Andr Pavam
                                            com a nova cidad benemrita Natlia Guimares,
                                            que confirmou presena no jri do Miss Brasil Gay


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 8, 2007

    Os 5 anos do excelente Programa CAMPO & CRIAO do nosso amigo, o jornalista Ricardo Carlini, sero comemorados amanh, quinta-feira, s 20:30 no Pavilho Redondo do Parque da Gameleira, aqui em BH. Desejo mais sucesso!

    O presidente da ABCPampa, Eduardo Aparecido de Oliveira, e o jornalista
    Ricardo Carlini convidam para o coquetel de abertura oficial da Exposio
    Nacional do Cavalo Pampa e comemorao dos 5 anos do programa Campo &
    Criao, na prxima quinta-feira, dia 9, s 20h30, no Pavilho Redondo do
    Parque da Gameleira.


    Sero homenageados com o diploma Destaque Agronegcio o secretrio de governo Danilo de Castro; o secretrio executivo do Ministrio da Agricultura, Silas Brasileiro; o empresrio Ricardo Vicintin e o presidente da Associao Brasileira dos Criadores do Cavalo Pnei, Fabrcio Borges.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 7, 2007

    So 14h e 20 minutos. Acaba de ser lida a Mensagem do governador Acio Neves vetando integralmente o Projeto de Lei Complementar do Ministrio Pblico. Projeto aprovado antes do recesso parlamentar.

                         Como antecipamos, aqui no nosso BLOG DE NOTCIAS no incio da noite ontem, uma Comisso Especial de Veto vai analisar o veto do governador. Depois o veto ser discutido e votado no plenrio presidente JK. Para derrubar o veto sero necessrios 39 votos no. Qualquer outro resultado o veto ser mantido. Por exemplo: o quorum - ou seja, a presena em plenrio - exigida de no mnimo 39 deputados e deputadas.
                         E se dos 39 presentes, um votar sim ao veto, mesmo com os outros 38 votando no ao veto, ele ser mantido. Quer dizer, o veto s ser derrubado se houver um sentimento unnime de no mnimo fatal de 39 dos 77 parlamentares mineiros. A votao, como prev o Regimento da Assemmblia Legislativa ( o correspondente a uma Constitutio do Pode Legislativo), a votao ser SECRETA. 

                                                              ENTENDA O CASO:

                                                             PARA LER E PENSAR.
                                                  Poder Legislativo explica, em detalhes,
                                                       o que foi aprovado nas emendas
                                                          projeto do Ministrio Pblico
                                                               na votao em plenrio.

    Aprovado no Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) no dia 12 de julho de 2007, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 17/07 chamou a ateno da sociedade mineira pelas mudanas que promove na organizao do Ministrio Pblico (MP). De autoria do procurador-geral de Justia, o projeto altera a Lei Complementar 34/94. Para tornar-se lei, o PLC 17/07 deve ser sancionado pelo governador do Estado at o incio de agosto. Ele pode vetar o texto totalmente ou em parte.

    O ponto mais debatido est em seu artigo 8, que transferiu, dos promotores para o procurador-geral de Justia, a iniciativa para instaurar procedimento investigatrio e promover inqurito civil relativos a atos praticados pelo vice-governador, advogado-geral do Estado, secretrios, deputados, magistrados, promotores ou conselheiros do Tribunal de Contas. Hoje, a legislao refere-se apenas ao governador, a presidentes da Assemblia ou de tribunais. Mas o PLC 17/07, com as emendas aprovadas na Assemblia Legislativa, vai bem alm dessa medida, e inclui propostas que visam ampliar a transparncia do Ministrio Pblico, sua eficincia e eficcia, e o controle social da instituio.

    A mudana relativa s atribuies do procurador-geral de Justia j foi promovida por outros quatro estados. A regra j vale em So Paulo, Bahia, Mato Grosso do Sul e Tocantins. Em relao a So Paulo, onde a norma foi estabelecida em 1993, foi proposta uma ao direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF). O Tribunal considerou a medida vlida, em deciso liminar. bom lembrar que o PLC 17/07 no impede qualquer promotor de propor ao civil pblica contra as autoridades citadas, o que est de acordo com a interpretao do STF.

    Prefeitos - Com relao aos prefeitos e presidentes de cmaras municipais, nada muda. Os promotores de cada comarca mantm a autonomia para conduzir inquritos civis e outros procedimentos investigatrios em relao s autoridades municipais. Tambm no h restrio participao do Ministrio Pblico em inquritos penais, que so conduzidos pela autoridade policial. - Com relao aos prefeitos e presidentes de cmaras municipais, nada muda. Os promotores de cada comarca mantm a autonomia para conduzir inquritos civis e outros procedimentos investigatrios em relao s autoridades municipais. Tambm no h restrio participao do Ministrio Pblico em inquritos penais, que so conduzidos pela autoridade policial.

    Propostas visam aperfeioar atuao do MP

    Entre as modificaes propostas, est a ampliao do papel do corregedor-geral da instituio, que passar a receber denncias ou reclamaes apresentadas por qualquer pessoa envolvendo irregularidade ou abuso de promotor ou procurador. Isso j ocorre nas comisses do Legislativo em relao a denncias contra qualquer autoridade pblica.

    Publicidade - As mudanas propostas determinam a identificao e publicao de diversas aes e procedimentos do Ministrio Pblico, inclusive na internet. Tambm so estabelecidos prazos para que procuradores e promotores se manifestem sobre relatrios de comisses parlamentares de inqurito, denncias populares ou de rgos externos. As queixas que no resultarem em nenhuma providncia no prazo de 90 dias devero ser encaminhadas ao Conselho Nacional do Ministrio Pblico, rgo encarregado do controle externo da instituio. - As mudanas propostas determinam a identificao e publicao de diversas aes e procedimentos do Ministrio Pblico, inclusive na internet. Tambm so estabelecidos prazos para que procuradores e promotores se manifestem sobre relatrios de comisses parlamentares de inqurito, denncias populares ou de rgos externos. As queixas que no resultarem em nenhuma providncia no prazo de 90 dias devero ser encaminhadas ao Conselho Nacional do Ministrio Pblico, rgo encarregado do controle externo da instituio.

    Rodzio - Em seu artigo 4, o PLC 17/07 implanta um rodzio obrigatrio nas promotorias especializadas, como as das reas de Meio Ambiente, Infncia e Adolescncia e Defesa do Consumidor. O titular da promotoria dever ser substitudo a cada dois anos, no mximo, e s poder voltar a ocupar a funo depois que todos os integrantes da mesma comarca tenham passado por ela. A medida tem o objetivo de evitar que uma pessoa se perpetue no cargo, e que a atuao do MP seja prejudicada pela personalizao. - Em seu artigo 4, o PLC 17/07 implanta um rodzio obrigatrio nas promotorias especializadas, como as das reas de Meio Ambiente, Infncia e Adolescncia e Defesa do Consumidor. O titular da promotoria dever ser substitudo a cada dois anos, no mximo, e s poder voltar a ocupar a funo depois que todos os integrantes da mesma comarca tenham passado por ela. A medida tem o objetivo de evitar que uma pessoa se perpetue no cargo, e que a atuao do MP seja prejudicada pela personalizao.

    Perda de cargo - J em seu artigo 11, o projeto acrescenta algumas hipteses que podem fazer o promotor perder o cargo por deciso judicial transitada em julgado: abuso no direito de ao; negligncia persistente nos processos em que atuar; constantes e repetidas perdas dos prazos processuais; omisso nos processos em que a participao do Ministrio Pblico for determinada por lei; ao judicial sem fundamento ou apresentada com inteno de causar dano (m-f). - J em seu artigo 11, o projeto acrescenta algumas hipteses que podem fazer o promotor perder o cargo por deciso judicial transitada em julgado: abuso no direito de ao; negligncia persistente nos processos em que atuar; constantes e repetidas perdas dos prazos processuais; omisso nos processos em que a participao do Ministrio Pblico for determinada por lei; ao judicial sem fundamento ou apresentada com inteno de causar dano (m-f).

    Despesas - O texto aprovado tambm prev que a instituio do Ministrio Pblico ter que arcar com as despesas processuais nas causas em que for derrotado (artigo 7). Essa medida amparada pelos artigos 19, 20, 21 e 27 do Cdigo de Processo Civil. Nos casos de dolo (m-f) ou culpa (negligncia ou impercia), o promotor responder pessoalmente pelas despesas. Nessa ltima determinao, o PLC 17/07 apenas confirmou o que j previsto pela Constituio Federal, no pargrafo 6 do artigo 37. - O texto aprovado tambm prev que a instituio do Ministrio Pblico ter que arcar com as despesas processuais nas causas em que for derrotado (artigo 7). Essa medida amparada pelos artigos 19, 20, 21 e 27 do Cdigo de Processo Civil. Nos casos de dolo (m-f) ou culpa (negligncia ou impercia), o promotor responder pessoalmente pelas despesas. Nessa ltima determinao, o PLC 17/07 apenas confirmou o que j previsto pela Constituio Federal, no pargrafo 6 do artigo 37.

    Municpio sem promotor - O projeto ainda dever facilitar o acesso de moradores de muitos municpios menores ao Ministrio Pblico. Hoje, vrios deles no contam com um promotor de Justia. O PLC 17/07 cria uma gratificao para os promotores designados para atender mais de uma Procuradoria ou Promotoria de Justia na mesma comarca em que for titular. A gratificao ser de at 15% do subsdio (R$ 3.316). Tambm fica criada uma indenizao por plantes realizados nos finais de semana, feriados, ou em razo de medidas urgentes. O valor dever ser fixado pelo procurador-geral de Justia. De acordo com justificativa do procurador-geral, os adicionais so mais econmicos que o pagamento de dirias, adotado atualmente. - O projeto ainda dever facilitar o acesso de moradores de muitos municpios menores ao Ministrio Pblico. Hoje, vrios deles no contam com um promotor de Justia. O PLC 17/07 cria uma gratificao para os promotores designados para atender mais de uma Procuradoria ou Promotoria de Justia na mesma comarca em que for titular. A gratificao ser de at 15% do subsdio (R$ 3.316). Tambm fica criada uma indenizao por plantes realizados nos finais de semana, feriados, ou em razo de medidas urgentes. O valor dever ser fixado pelo procurador-geral de Justia. De acordo com justificativa do procurador-geral, os adicionais so mais econmicos que o pagamento de dirias, adotado atualmente.

    O ponto mais debatido est em seu artigo 8, que transferiu, dos promotores para o procurador-geral de Justia, a iniciativa para instaurar procedimento investigatrio e promover inqurito civil relativos a atos praticados pelo vice-governador, advogado-geral do Estado, secretrios, deputados, magistrados, promotores ou conselheiros do Tribunal de Contas. Hoje, a legislao refere-se apenas ao governador, a presidentes da Assemblia ou de tribunais. Mas o PLC 17/07, com as emendas aprovadas na Assemblia Legislativa, vai bem alm dessa medida, e inclui propostas que visam ampliar a transparncia do Ministrio Pblico, sua eficincia e eficcia, e o controle social da instituio.

    A mudana relativa s atribuies do procurador-geral de Justia j foi promovida por outros quatro estados. A regra j vale em So Paulo, Bahia, Mato Grosso do Sul e Tocantins. Em relao a So Paulo, onde a norma foi estabelecida em 1993, foi proposta uma ao direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF). O Tribunal considerou a medida vlida, em deciso liminar. bom lembrar que o PLC 17/07 no impede qualquer promotor de propor ao civil pblica contra as autoridades citadas, o que est de acordo com a interpretao do STF.

    Prefeitos - Com relao aos prefeitos e presidentes de cmaras municipais, nada muda. Os promotores de cada comarca mantm a autonomia para conduzir inquritos civis e outros procedimentos investigatrios em relao s autoridades municipais. Tambm no h restrio participao do Ministrio Pblico em inquritos penais, que so conduzidos pela autoridade policial. - Com relao aos prefeitos e presidentes de cmaras municipais, nada muda. Os promotores de cada comarca mantm a autonomia para conduzir inquritos civis e outros procedimentos investigatrios em relao s autoridades municipais. Tambm no h restrio participao do Ministrio Pblico em inquritos penais, que so conduzidos pela autoridade policial.

    Propostas visam aperfeioar atuao do MP

    Entre as modificaes propostas, est a ampliao do papel do corregedor-geral da instituio, que passar a receber denncias ou reclamaes apresentadas por qualquer pessoa envolvendo irregularidade ou abuso de promotor ou procurador. Isso j ocorre nas comisses do Legislativo em relao a denncias contra qualquer autoridade pblica.

    Publicidade - As mudanas propostas determinam a identificao e publicao de diversas aes e procedimentos do Ministrio Pblico, inclusive na internet. Tambm so estabelecidos prazos para que procuradores e promotores se manifestem sobre relatrios de comisses parlamentares de inqurito, denncias populares ou de rgos externos. As queixas que no resultarem em nenhuma providncia no prazo de 90 dias devero ser encaminhadas ao Conselho Nacional do Ministrio Pblico, rgo encarregado do controle externo da instituio. - As mudanas propostas determinam a identificao e publicao de diversas aes e procedimentos do Ministrio Pblico, inclusive na internet. Tambm so estabelecidos prazos para que procuradores e promotores se manifestem sobre relatrios de comisses parlamentares de inqurito, denncias populares ou de rgos externos. As queixas que no resultarem em nenhuma providncia no prazo de 90 dias devero ser encaminhadas ao Conselho Nacional do Ministrio Pblico, rgo encarregado do controle externo da instituio.

    Rodzio - Em seu artigo 4, o PLC 17/07 implanta um rodzio obrigatrio nas promotorias especializadas, como as das reas de Meio Ambiente, Infncia e Adolescncia e Defesa do Consumidor. O titular da promotoria dever ser substitudo a cada dois anos, no mximo, e s poder voltar a ocupar a funo depois que todos os integrantes da mesma comarca tenham passado por ela. A medida tem o objetivo de evitar que uma pessoa se perpetue no cargo, e que a atuao do MP seja prejudicada pela personalizao. - Em seu artigo 4, o PLC 17/07 implanta um rodzio obrigatrio nas promotorias especializadas, como as das reas de Meio Ambiente, Infncia e Adolescncia e Defesa do Consumidor. O titular da promotoria dever ser substitudo a cada dois anos, no mximo, e s poder voltar a ocupar a funo depois que todos os integrantes da mesma comarca tenham passado por ela. A medida tem o objetivo de evitar que uma pessoa se perpetue no cargo, e que a atuao do MP seja prejudicada pela personalizao.

    Perda de cargo - J em seu artigo 11, o projeto acrescenta algumas hipteses que podem fazer o promotor perder o cargo por deciso judicial transitada em julgado: abuso no direito de ao; negligncia persistente nos processos em que atuar; constantes e repetidas perdas dos prazos processuais; omisso nos processos em que a participao do Ministrio Pblico for determinada por lei; ao judicial sem fundamento ou apresentada com inteno de causar dano (m-f). - J em seu artigo 11, o projeto acrescenta algumas hipteses que podem fazer o promotor perder o cargo por deciso judicial transitada em julgado: abuso no direito de ao; negligncia persistente nos processos em que atuar; constantes e repetidas perdas dos prazos processuais; omisso nos processos em que a participao do Ministrio Pblico for determinada por lei; ao judicial sem fundamento ou apresentada com inteno de causar dano (m-f).

    Despesas - O texto aprovado tambm prev que a instituio do Ministrio Pblico ter que arcar com as despesas processuais nas causas em que for derrotado (artigo 7). Essa medida amparada pelos artigos 19, 20, 21 e 27 do Cdigo de Processo Civil. Nos casos de dolo (m-f) ou culpa (negligncia ou impercia), o promotor responder pessoalmente pelas despesas. Nessa ltima determinao, o PLC 17/07 apenas confirmou o que j previsto pela Constituio Federal, no pargrafo 6 do artigo 37. - O texto aprovado tambm prev que a instituio do Ministrio Pblico ter que arcar com as despesas processuais nas causas em que for derrotado (artigo 7). Essa medida amparada pelos artigos 19, 20, 21 e 27 do Cdigo de Processo Civil. Nos casos de dolo (m-f) ou culpa (negligncia ou impercia), o promotor responder pessoalmente pelas despesas. Nessa ltima determinao, o PLC 17/07 apenas confirmou o que j previsto pela Constituio Federal, no pargrafo 6 do artigo 37.

    Municpio sem promotor - O projeto ainda dever facilitar o acesso de moradores de muitos municpios menores ao Ministrio Pblico. Hoje, vrios deles no contam com um promotor de Justia. O PLC 17/07 cria uma gratificao para os promotores designados para atender mais de uma Procuradoria ou Promotoria de Justia na mesma comarca em que for titular. A gratificao ser de at 15% do subsdio (R$ 3.316). Tambm fica criada uma indenizao por plantes realizados nos finais de semana, feriados, ou em razo de medidas urgentes. O valor dever ser fixado pelo procurador-geral de Justia. De acordo com justificativa do procurador-geral, os adicionais so mais econmicos que o pagamento de dirias, adotado atualmente. - O projeto ainda dever facilitar o acesso de moradores de muitos municpios menores ao Ministrio Pblico. Hoje, vrios deles no contam com um promotor de Justia. O PLC 17/07 cria uma gratificao para os promotores designados para atender mais de uma Procuradoria ou Promotoria de Justia na mesma comarca em que for titular. A gratificao ser de at 15% do subsdio (R$ 3.316). Tambm fica criada uma indenizao por plantes realizados nos finais de semana, feriados, ou em razo de medidas urgentes. O valor dever ser fixado pelo procurador-geral de Justia. De acordo com justificativa do procurador-geral, os adicionais so mais econmicos que o pagamento de dirias, adotado atualmente.

                                                   CONCLUSO DESTE BLOGUEIRO:
                         Como a votao ser secreta, a vem nossa memria, aquele ditado, atribuido a alguns polticos histricos mineiros quando a votao secreta: " quando chego na cabine, olho para um lado e o outro, estou sozinho l, me d uma vontade irrestvel de trair". 
                          Fica o REGISTRO! Est me cheirando que o caso vai mesmo parar no STF em Braslia na forma de uma ADIN - Ao Direta de Inconstitucionalidade. O tempo dir. Fique atento!
                          

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 7, 2007

    ICMS SOLIDRIO. O primeiro dos 12 encontros, para discutir o assunto, ser em MONTES CLAROS, sexta-feira, dia 10. Confira as informaes do www.almg.gov.br

    Representantes de todos os municpios da Regio Norte de Minas e parlamentares estaduais se renem nesta sexta-feira (10/8/07), em Montes Claros, no primeiro de 12 encontros regionais do Frum ICMS Solidrio, para discutir o Projeto de Lei (PL) 637/07, que trata do assunto. O evento, promovido pela Assemblia Legislativa de Minas Gerais, acontecer na Sociedade Rural, no Parque de Exposies da cidade, a partir de 13 horas. O PL 637/07 altera a Lei 13.803, de 2000, conhecida por Lei Robin Hood, dividindo os critrios que hoje determinam a distribuio do ICMS em trs grupos: critrios econmicos; sociais solidrios; e de compensao solidria. O objetivo redistribuir uma parte do imposto, beneficiando municpios que estejam em situao desfavorvel em relao mdia per capita de ICMS do Estado.

    De acordo com os critrios do projeto, o Norte de Minas a segunda regio mais beneficiada. O montante de repasses de ICMS para todos os municpios da regio poder ter uma elevao de 13,92%. Apenas o Jequitinhonha/Mucuri tem um ganho maior: 19,66%. As duas regies so as nicas, entre as 10 macrorregionais do Estado, que no contam com nenhum municpio que perde recursos com os novos critrios. No total, 762 municpios seriam beneficiados, enquanto 91 perderiam recursos. O objetivo do Frum recolher sugestes para aprimoramento do projeto. Haver um encontro por regio, com exceo da Zona da Mata e da Central, onde esto programadas duas reunies.

    O PL 637/07 resultado de ampla discusso realizada na ALMG em 2001, pela Comisso Especial da Lei Robin Hood, que concluiu ser necessrio alterar a forma de distribuio do ICMS. Aps seguidas tentativas de aprovao da matria (Substitutivo n 2 ao PL 1.756/01 e PL 23/03), sem sucesso, a proposta foi desarquivada agora pelo relator daquela comisso, deputado Dinis Pinheiro (PSDB). "A proposta busca uma distribuio de recursos mais justa, mais humana e mais crist. O exerccio da vida pblica s tem significado se for voltado para as pessoas mais carentes. Esse projeto beneficia mais de 15 milhes de pessoas, um grande instrumento de transformao social", argumenta o autor do projeto.

    O encontro em Montes Claros incluir exposies tcnicas sobre o projeto, alm de pronunciamentos e debates. Solicita-se que as sugestes sejam apresentadas por escrito, e, se possvel em disquete ou CD, com o nome do proponente, telefone, endereo eletrnico e nome da instituio que representa.

    Previso legal

    De acordo com a Constituio Federal, de todo o ICMS arrecadado no Estado, 25% destinam-se aos municpios. Desse montante, pelo menos 75% devem ser distribudos de acordo com o Valor Adicionado Fiscal (VAF), que retrata o movimento econmico do municpio. E at 25% conforme determinar a lei estadual.

    Atualmente, o ICMS em Minas distribudo de acordo com os seguintes critrios e percentuais dos recursos destinados aos municpios: VAF (79,68%); rea geogrfica (1%); populao (2,71%); populao dos 50 municpios mais populosos (2%); educao (2%); produo de alimentos (1%); patrimnio cultural (1%); meio ambiente (1%); sade (2%); receita prpria (2%); cota mnima (5,5%); e municpios mineradores (0,11%). O clculo da parcela de cada municpio uma mdia aritmtica que leva em conta o desempenho do municpio e o peso de cada critrio.

    O que prev o PL 637/07

    A proposta original do PL 637/07 distribuir, pelo critrio do VAF, o mnimo determinado pela Constituio Federal, que 75% - e no os 79,68% atuais. Assim, os 4,68% restantes sero redistribudos a partir de um novo critrio, chamado ICMS solidrio. J os demais critrios no tero o ndice alterado, mas sero separados em dois grupos, um relativo a critrios econmicos e outro relativo a critrios sociais.

    A diviso dos recursos ser feita em trs etapas. Todos os municpios participam da primeira fase, relativa aos critrios econmicos. Nas outras duas, sero excludos da diviso dos recursos os municpios que apresentarem ndice de ICMS per capita igual ou superior ao do Estado, acrescido de 40%. A segunda etapa se refere aos recursos distribudos segundo critrios sociais, e a ltima etapa corresponde compensao solidria propriamente dita, instituda pelo PL 637/07. Os municpios que participarem desta ltima distribuio tero sua cota calculada de acordo com sua populao.

    Os critrios econmicos so o VAF (75% dos recursos), produo de alimentos (1%), meio ambiente (1%), receita prpria (2%) e municpios mineradores (0,11%). Os critrios sociais so rea (1%), populao (2,71%), populao dos 50 mais populosos (2%), educao (2%), patrimnio cultural (1%), sade (2%) e a cota mnima (5,5%). O critrio do ICMS Solidrio define a distribuio de 4,68% dos recursos.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 7, 2007

    "Menu Confiance" - foi introduzido em BH no Dia dos Namorados, este ano, no Hotel Ceasar Business, pelo gerente-geral Maarten Van Sluys. Foi um grande sucesso.

                         Foram servidos sete pratos, previamente criados pelo chef de cuisine, Newton Fonseca. Foram servidos pratos frios e quentes da cozinha fancesa. Foram deliciados pelos namoradosun froi gras, denominado parfait, um steake tartare, tournedor ao gorgonzola acompanhado de polenta de funghi, supremo surprise, salmo crocante em lminas de amndoas ao molho de mel e champagne, corao Romeu e Julieta ao molho quatro queijos e baileys terrine. Este ltimo receita do prprio chef Newton Fonseca. 
                         E segundo a gerente de vendas do Caesar Business, Eduarda Castro Lima, o "Menu Confiance" estar novamente em cena, durante um evento marcado para outubro. Depois darei detalhes. Aguarde! 


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 7, 2007

    O COLRIO desta tera-feira, vem mais uma vez da coluna do nosso amigo Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora. a nossa MISS MUNDO MORAL, a bela Miss Brasil, lder absoluta da beleza da mulher brasileira - injustiada no concurso, no me canso de dizer - NATLIA GUIMARES. ( ela de JF).

                                                        
                                                                Na visita que fez, ontem,
                                          a Associao Projeto Amor e Restaurao (APAR),
                                                          a Miss Brasil Natlia Guimares.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 7, 2007

    PARA LER E PENSAR! Vale reproduzir aqui no nosso BLOG matria especial, da edio de agosto, da coceituada REVISTA ENCONTRO do nosso amigo, o jornalista Paulo Csar de Oliveira. A matria foi feita pela reprter da Encontro, Miriam Chalfin com o competente geriatra e gerontlogo, EDUARDO PINHO TAVARES, que traz um novo CONCEITO de medicina para BH: o "life-reveal", aplicado em sua conceituada clnica que fica no elegante bairro Santo Agostinho - a CLINILIFE( Centro de Medicina Integrada). Confira!











      bem-estar





     








    | MIRIAM CHALFIN |
    Novos conjuntos de prticas
    mdicas visam, entre outras coisas,
    preveno de doenas ligadas
    ao envelhecimento


    ANTES PREVENIR








     
     







    Um novo conceito de medicina acaba de chegar a Belo Horizonte. Trata-se do life-reveal, conjunto de prticas mdicas que visa preveno de doenas, ao bem-estar e ao equilbrio do corpo e da mente. O geriatra e gerontlogo Eduardo Pinho Tavares, diretor da Clinlife (Centro de Medicina Integrada), foi quem trouxe o modelo dos Estados Unidos e da Europa e que, aqui, comea a provocar mudanas nas pessoas que querem viver de forma mais saudvel.

    O grande segredo est na equipe multidisciplinar, que trabalha de forma integrada. "O diferencial que trabalhamos o todo, de forma que a pessoa se sinta bem por dentro e por fora", explica Tavares. Segundo














    POR DENTRO E POR FORA
    O mdico Eduardo Tavares: "Trabalhamos de forma que a pessoa sinta bem por dentro e por fora"

     
    ele, a Clinlife oferece quatro programas, que so adequados de acordo com as necessidades dos clientes. O Antiaging visa retardar o envelhecimento e evitar o aparecimento de doenas que costumam surgir com a idade. Com durao de seis meses, um dos programas est ligado aos fatores que aceleram o enve- lhecimento. O programa lana mo tambm da prtica ortomolecular.
    Aqui, a partir de exames de ltima gerao, possvel detectar se o organismo est intoxicado por metais e quais os minerais esto em falta. "A partir da feito o reequilbrio qumico do organismo, que vai promover maior disposio, juventude, sexualidade, memria e qualidade de vida", explica o mdico.
    Alm do Antiaging, a Clinlife oferece os programas de Emagrecimento Adulto (o carro-chefe da clnica), Emagrecimento Infanto-Juvenil (pioneiro em Minas Gerais, se gundo Eduardo Tavares) e Esttica Mdica.
    No Emagrecimento Adulto, so feitos vrios exames para avaliao do metabolismo do paciente (se lento ou no). Tudo com acompanhamento de psiclogos que trabalham a autoestima , nutricionistas, cardiologista e geriatra, fisioterapeutas, educadores fsicos e enfermeiras. Estas ficam responsveis por aplicar a medicao base de vitaminas. "Sem contra-indicao, podendo ser usada at em grvidas, esses medicamentos atuam de forma a queimar a gordura e repor as vitaminas necessrias", explica Tavares. Ele relata que o ritmo de emagrecimento aproximadamente 200 gramas por dia (ou seis quilos por ms).
    O mais novo programa da Clinlife o Emagrecimento In fan-to-Juvenil. Crianas e adolescentes freqentam o espao duas vezes por semana. Aqui eles ficam trs horas, divididas entre atividades fsicas, cozinha experimental (eles colocam a mo na massa para fazer os alimentos saudveis) e acompanhamento psicolgico. Ao todo, esse programa dura seis meses. Por fim, a Clinlife trabalha a Esttica Mdica, com procedimentos corporais e faciais variados, desde peelingat minilipos.
       


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 7, 2007

    Notcia interessante. Vem do site da FIEMG: www.fiemg.com.br






    Cultura inovadora e ambiente seguro para investimento poderiam estimular o desenvolvimento tecnolgico do Brasil


    Fortalecer a cultura da inovao entre os empresrios e criar um ambiente institucional favorvel ao investimento em tecnologia. Estes so os grandes desafios do Brasil, na opinio do secretrio de Desenvolvimento Tecnolgico e Inovao do Ministrio da Cincia e Tecnologia, Guilherme Henrique Pereira. Ele esteve hoje (6) na Fiemg para debater o assunto com representantes do Conselho de Desenvolvimento Tecnolgico da entidade. Falta s empresas entender que a inovao, atravs da incorporao do conhecimento, hoje um fator decisivo na determinao da competitividade, explicou Pereira.
    Segundo ele, o pas j possui infra-estrutura de laboratrios e recursos humanos suficientes para continuar expandindo sua produo cientfica. Falta, contudo, transferir esse conhecimento para o setor privado e transform-lo em riqueza, salientou Pereira.
    O Brasil forma cerca de oito mil doutores anualmente, com expectativa de chegar a 10 mil at 2010. O volume da produo cientfica nacional corresponde a 2% das publicaes mundiais, o que, na avaliao de Pereira, compatvel com o tamanho que o pas ocupa no PIB global. Quando o assunto a gerao de patentes, entretanto, a participao brasileira cai para menos de 1%, afirmou o secretrio.
    Um exemplo desse antagonismo vem do setor de biologia, onde o Brasil responde por 6% do conhecimento mundial. Contraditoriamente, uma das reas com menor produo de tecnologia, ressaltou Pereira.
    Para que as empresas possam direcionar mais recursos ao desenvolvimento tecnolgico, alm de ampliar a cultura inovadora elas precisam contar com um ambiente de negcios mais seguro, na viso de Pereira. Por isso, segundo ele, necessrio aperfeioar os mecanismos jurdicos e criar polticas pblicas mais eficientes nas trs instncias do poder (municipal, estadual e federal). importante tambm fortalecer o trabalho de entidades facilitadoras como a Fiemg, que tem atuao estratgica em Minas Gerais, atravs do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), destacou Pereira.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Agosto 7, 2007

    J nas bancas a exelente REVISTA ENCONTRO do jornalista Paulo Csar de Oliveira. RECOMENDO CONFERIR!




















      Antes de
    nascer
     
      REPORTAGEM DA CAPA  






     





      Por que a medicina fetal to importante para um parto sem sustos  
     






      A mdica Kazue Higashi:
    exames da medicina fetal
    para ter certeza de que
    est tudo bem com o filho
    que vai nascer
     











      ARTE E CULURA









      Jos Amncio:
    ferro, lato e vidro para dar formas natureza
     






       BRASIL









      Caos Areo
    Voc vai viajar de qu?
     











       ENTREVISTA









      Seyed Jafar
    Embaixador do Ir no Brasil: Somos pela paz
     






        ESPECIAL









      ESPECIAL PAIS
    No ms dos pais, saiba por que so eles que vo para a cozinha
     











       POLMICA









      Ces da raa pit bull:
    Sim ou no?
     






        REPORTAGEM









      A rotina das irms carmelitas
    Algumas enclausuradas h mais de 60 anos
     


















     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    ENTREVISTA EXCLUSIVA. Ser lanado dia 21 de agosto, s 19 horas, no Palcio das Artes, aqui em BH, o livro "21 RITOS TIBETANOS" da escritora ENEIDA MAGALHES CAETANO (do Instituto LamRim), prima do nosso Procurador-geral de Justia de Minas, Jarbas Soares Jr. Leia, agora, a ENTREVISTA EXCLUSIVA que a escritora deu a Rosana Deslandes, para o nosso BLOG DE NOTCIAS.


    1- O que so "Os 21 Ritos Tibetanos"?
    So exerccios fsicos milenares, rtmicos e ritualsticos, que os tibetanos praticam com mtodo e dedicao, para se fortalecerem e poderem suportar a adversidade, mantendo a sade, vitalidade e bem-estar.
    2- Como voc conheceu os Ritos Tibetanos?

    So exerccios fsicos milenares, rtmicos e ritualsticos, que os tibetanos praticam com mtodo e dedicao, para se fortalecerem e poderem suportar a adversidade, mantendo a sade, vitalidade e bem-estar.
    2- Como voc conheceu os Ritos Tibetanos?

    Eu j trabalhava com terapia corporal h muitos anos e por isso j os conhecia atravs do livro clssico de Peter Kelder, "A Fonte da Juventude". Quando fui fazer uma especializao na Holanda, em 1985, vi a oportunidade de intensificar minha prtica e perceber mudanas significativas em minha vida. Decidi ento ir ao Tibete para aprofundar- me neste conhecimento e estudar sua origem.
    2- Por que escrever este livro?
    Desde o livro citado acima, lanado em 1939, havia uma lacuna bibliogrfica sobre a seqncia completa dos ritos tibetanos. Aps uma viagem de seis meses ao Oriente, e prticas nos mosteiros tibetanos recebi autorizao para compilar toda a seqncia dos 21 ritos, praticamente desconhecidos no Brasil. A idia do livro surgiu de uma necessidade de meus alunos do Instituto Lam Rim para acompanharem, em casa, os exerccios de uma maneira correta.
    3- Como est a organizao dos ritos no livro?
    Trata-se de uma seqncia completa dos 21 ritos divididos em trs etapas, cada qual contendo sete ritos, onde cada rito traz um benefcio especfico, individual e daquela etapa. Com breves flashes de minha experincia no Oriente contextualizo a viagem e o ambiente dos mosteiros.
    4- Quais os benefcios em se praticar os Ritos Tibetanos?

    Os benefcios so inmeros. Todos os Ritos tem o poder de ativar nossas glndulas, retardando o envelhecimento, promovendo uma revitalizao fsica e nos proporcionando maior clareza mental, dentre outras coisas. Mas cada rito traz um benefcio especfico, potencializando uma rea determinada de nosso corpo.
    5- Quanto tempo se gasta para fazer toda a seqncia dos 21 ritos ?
    Na fase inicial, quando ainda estamos aprendendo, necessitamos de um tempo maior, mas com a pratica gastamos aproximadamente 40 minutos para executar 21 vezes os 21 Ritos. Os tibetanos so extremamente disciplinados mas tambm condescendentes, pois consideram o ritmo de vida de cada um. Com a vida agitada que levamos, eles nos garantem que 3 ou 7 exerccios inicialmente, repetindo-os no mnimo 3 vezes cada um, duas vezes por semana, nos trar maior equilbrio, e a prpria prtica nos ajudar a sermos mais organizados e a termos tempo para ns mesmos..
    6- Como saberei escolher um rito melhor para iniciar a prtica?
    Isto ensinado no livro e no curso dos 21 Ritos Tibetanos. Cada rito tem sua descrio e seus objetivos fisiolgico e sutil. Aprendemos a escolher o rito que mais benefcio nos trar e de acordo com o momento da vida que passamos. Segundo os tibetanos, devemos primeiramente cuidar do nosso corpo, que a nossa morada, com muita dedicao, para prevenirmos diversas doenas e garantirmos uma melhor qualidade de vida, para depois cuidar do outro. Todos os ritos so simples, objetivos e de fcil execuo. Praticando diariamente colhe-se resultados rapidamente
    7- Adquirindo o livro eu posso praticar os ritos sem o auxilio de um instrutor?
    Sim, este o maior objetivo do livro e dos monges tibetanos: disseminar o conhecimento dos ritos de tal maneira que as pessoas possam beneficiar-se deles sem precisarem sair de sua casa, sem rotina monstica ou qualquer crena. Pode-se pratic-los em qualquer lugar e sem qualquer sofisticao.
     8- Durante quanto tempo preciso praticar para observar os primeiros resultados?
    Os resultados so quase imediatos e depender de pessoa a pessoa. Para alguns, os benefcios comeam a se manifestar imediatamente aps uma prtica disciplinada. Quanto maior o tempo de prtica maiores sero os benefcios, mas mesmo quem pratica apenas 3 ritos duas vezes por semana j colhe resultados. Embora para um resultado mais concreto, preciso disciplina, o tempo de cada um pode variar de acordo com a sua dedicao.
    9- Como os ritos so praticados pelos tibetanos?

    Os tibetanos se utilizam dos ritos como forma de desenvolvimento pessoal, fortalecimento fsico e mental, percepo de comportamentos inadequados, como mtodo preventivo de doenas e como sedimentao de laos e tambm como uma forma de terapia. Eles se renem em famlia para praticar os ritos como um momento sagrado.
    10- Houve alguma adaptao nos ritos para serem praticados pelos ocidentais?

    No, eu os ensino aqui, no Instituto LamRim, exatamente da mesma forma como aprendi com os Monges Tibetanos e que esto descritos no livro, com a mesma objetividade e simplicidade praticados por eles.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    ESTA VOC S VAI LER NOS JORNAIS AMANH. Ns antecipamos para voc que acessa nosso BLOG. Confira: governador Acio Neves veta totalmente o projeto do Ministrio Pblico Estadual, aprovado pelos deputados estaduais. O veto vai agora plenrio: para derrub-lo so necessrios 39 votos NO. Com menos de 39 o veto ser mantido. Motivo do veto, segundo o governador: " decidiu pelo veto, por oerientao tcnica da Advocacia Geral do Estado"...

    O Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais receber nesta tera-feira (7/8/07), mensagem do governador Acio Neves com o veto total ao Projeto de Lei Complementar (PLC) 17/07, do procurador-Geral de Justia, que dispe sobre a organizao do Ministrio Pblico do Estado (MP). Em Nota Imprensa, o presidente da Assemblia, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), afirmou que "caber agora Assemblia conhecer os fundamentos do veto ao PLC 17 e apreci-lo, inicialmente, por uma Comisso Especial constituda para essa finalidade e, posteriormente, pelo Plenrio, de acordo com as prerrogativas constitucionais".

    Conforme nota oficial distribuda imprensa, o governador justificou que decidiu pelo veto, por orientao tcnica da Advocacia Geral do Estado (AGE), por entender que "parte da proposta inconstitucional por inteferir na organizao judiciria do Estado e por impedir que o Ministrio Pblico fiscalize entidades privadas".

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    O radialista barbacenense, nosso amigo e ex-colega da Rdio Barbacena ( anos 70), Jos Antnio Lopes ( o famoso JAL) do site ( www.barbacenaonline. com.br), foi homenageado pelo Olympic Clube) com o Ttulo de Scio Benemrito. Motivo: foi jogador do time de futebol do Olympic na dcada de 60. Parabns!









    Benemrito:
    "No posso deixar de registrar aqui a minha emoo e gratido ao Olympic pelo ttulo de scio benemrito que recebi do Clube. Minha participao como jogador de futebol na dcada de 60, quando fomos campees da cidade, e tambm na minha atuao como radialista e jornalista na cobertura ao clube celeste de Barbacena foram destaques para que eu recebesse esta homenagem. Minha gratido diretoria, conselho deliberativo e a todos os membros da famlia olimpiquense" - disse JAL.

    Este cronista recebendo homenagem dos dirigentes do Olympic.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    Ministro Hlio Costa foi a Contagem inaugurar Centro.

    Correios e Tribunal do Trabalho inauguram Centro de Logstica em Contagem

     Centro vai atender 140 Varas do Trabalho em 63 cidades mineiras, com receita anual estimada em R$ 1,7 milho

      O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, inaugurou na manh desta sexta-feira (03/08), o Centro de Logstica Integrada Correios Tribunal Regional do Trabalho da Terceira Regio, em Contagem (MG).

    No novo espao, sero realizadas atividades de recebimento, armazenagem, suprimento e gesto de estoque de materiais e bens do Tribunal . O centro atender 140 Varas do Trabalho e demais unidades do Tribunal, em 63 cidades de Minas Gerais. Os Correios estimam uma receita anual de cerca de R$ 1,7 milho.

    Este foi o primeiro acordo de logstica integrada firmado na Diretoria Regional de Minas Gerais e o primeiro entre o Poder Judicirio e os Correios.  A soluo, modelada de acordo com as necessidades especficas do Tribunal, deve ser implantada em outras cidades metropolitanas. Iniciativas como esta j esto em estudo entre os Correios e os Tribunais da Grande So Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    Ministro Hlio Costa foi a Contagem inaugurar Centro.

    Correios e Tribunal do Trabalho inauguram Centro de Logstica em Contagem

     Centro vai atender 140 Varas do Trabalho em 63 cidades mineiras, com receita anual estimada em R$ 1,7 milho

      O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, inaugurou na manh desta sexta-feira (03/08), o Centro de Logstica Integrada Correios Tribunal Regional do Trabalho da Terceira Regio, em Contagem (MG).

    No novo espao, sero realizadas atividades de recebimento, armazenagem, suprimento e gesto de estoque de materiais e bens do Tribunal . O centro atender 140 Varas do Trabalho e demais unidades do Tribunal, em 63 cidades de Minas Gerais. Os Correios estimam uma receita anual de cerca de R$ 1,7 milho.

    Este foi o primeiro acordo de logstica integrada firmado na Diretoria Regional de Minas Gerais e o primeiro entre o Poder Judicirio e os Correios.  A soluo, modelada de acordo com as necessidades especficas do Tribunal, deve ser implantada em outras cidades metropolitanas. Iniciativas como esta j esto em estudo entre os Correios e os Tribunais da Grande So Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    De 7 a 25 de agosto BH vira Capital Mundial do JAZZ. Quem promove a Soltz Eventos.

    Jazz Festival 2007

    apresenta o que h de melhor no jazz mundial!

    O MAIOR FESTIVAL DE JAZZ DO BRASIL

    Pelo quinto ano, a Soltz Eventos realizar, de 7 a 25 de agosto, mais uma edio do "Jazz Festival". O Festival conta com apoio da Lei de Incentivo Cultura Federal e Estadual de Minas Gerais e pelas empresas: Oi, Gasmig, Usiminas, Cosipa, Companhia Vale do Rio Doce, Banco BRB, Banco BMG e Confederao Nacional do Transporte.

    Alm de proporcionar momentos inesquecveis, em que os mais virtuosos e respeitados artistas interpretam toda magia e envolvimento que o gnero musical desperta nas pessoas, o festival mostrar alguns dos estilos presentes nas origens do jazz atravs das diversas nacionalidades dos convidados. "Recordar o autntico jazz, reviver e relembrar seus cones atravs do talento e prestgio dos msicos, e curtir o que h de melhor do swing jazzstico so alguns dos ingredientes deste cardpio musical que ocorrer durante o ms de agosto em diversas cidades brasileiras" refora Leonardo Soltz, empresrio e produtor geral do Jazz Festival.

    Consolidado, respeitado e com um pblico que cresce a cada ano, o Jazz Festival ser realizado em sete capitais brasileiras, durante o ms de agosto. So elas: Braslia ( 8, 9 e 10/8), Belo Horizonte  (9, 10, 11 e 12/8); So Paulo (8, 9 e 10/8);  Rio de Janeiro (13, 14 e 15/8); Recife (16, 17 e 18/8); Aracaju (17, 18 e 19/8) e Belm (22 e 23/8).
    Alm dessas cidades, o evento acontecer tambm em Tiradentes nos dias 18 e 25 de agosto, durante o X Festival Internacional de Cultura e Gastronomia.

    A seleo das atraes feita pela curadoria do Festival, se deu a partir de uma criteriosa pesquisa, considerando a qualidade, o talento e reconhecimento dos artistas pela crtica e pelo pblico. Na edio de 2007, o pblico brasileiro poder assistir alguns dos nomes mais respeitados do jazz mundial.

                                                                        Prmio Jazz Festival 
     A partir deste ano, a organizao do Jazz Festival far a entrega de um prmio para msicos, instituies, grupos, crticos ou qualquer pessoa que tenha contribudo de maneira significativa para o jazz no mundo. O prmio deste ano ser entregue Duke Ellington Orchestra. A orquestra a mais reconhecida do gnero musical e teve na figura de Duke Ellington seu grande sucesso. Duke foi, ao lado de Louis Armstrong, o maior nome da histria do jazz e da msica norte-americana. Foi um genial pianista, compositor e arranjador.
    Apesar de Ellington  ter sido a mente por trs da orquestra, ser a orquestra como um todo que receber o prmio. Desta forma, a organizao far a homenagem a uma instituio que no s contribuiu com suas performances e gravaes, mas tambm com vrios nomes que posteriormente influenciaram

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    Exposio Agropecuria de Desterro do Melo - que fica a 200 kms de BH e 32 de Barbacena - no Caminho do Meio da Estrada Real - comea nesta QUARTA-FEIRA e vai at domingo, dia 12. J o asfalto da Estrada MG-265, ligando Barbacena a Desterro do Melo, ser inaugurado pelo governador Acio Neves, o prefeito Ruy Fernandes, o secretrio de governo, Danilo de Castro, o ex-secretrio de Transportes e Obras, Agostinho Patrus e o senador Hlio Costa, ministro das Comunicaes, sexta-feria, dia 10, s 11 da manh. L estaremos para conferir a video-reportagem que fizemos sobre a luta pela estrada, que passou dos 50 anos.






    P r o g r a m a o

    Quarta-feira, 08 de agosto
    14h - Esgota;
    21h - 1 Ordenha;
    21h - Forr.

    Quinta-feira, 09 de agosto
    07h - 2 Ordenha;
    09h - Julgamento de bovinos;
    14h - 3 Ordenha;
    19h - Missa Sertaneja;
    Abertura Oficial;
    20h - Rodeio Decola Peo;
    21h - 4 Ordenha;
    22h - Show WM 50 e Ranier;

    Sexta-feira, 10 de agosto
    07h - 5 Ordenha;
    09h - Julgamento de bovinos;
    14h - 6 Ordenha;
    20h - Rodeio Decola Peo;
    21h - 7 Ordenha;
    21h - Show Banda Tomarrock;
    22h - Show Clio & Marcos.

    Sbado, 11 de agosto
    07h - 8 Ordena;
    14h - 9 Ordenha;
    21h - Rodeio Decola Peo;
    22h - Show Swing de Palha;
    00h - Show Banda Comando do Milnio;

    Domingo, 12 de agosto
    12h - Concurso de Marcha;
    16h - Premiao
    17h - Show Wagner e Denlson - msica de todos os tempos;
    20h - Rodeio Decola Peo;
    21h -Show Toni Max.

    Rave - Sexta-feira, 10 e Sbado 11.

    Exposio de artesanato todos os dias.













                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    Presidente do Sindacar, LUIZ CUSTDIO, defendeu junto ao governo de Minas, a incluso do setor sucroalcooleiro no "Projeto Estruturante".

    INSERO NAS PRIORIDADES DO GOVERNO


     

                O presidente do Siamig/Sindacar-MG, Luiz Custdio Cotta Martins, participou de uma reunio (2/7) com o Secretrio de Estado de Desenvolvimento, Mrcio Lacerda, a fim de discutir a incluso do setor sucroalcooleiro no "Projeto Estruturante" do governo do estado, assim como vem ocorrendo com a Vale do Rio Doce e a Usiminas. Dessa forma, os assuntos ligados ao setor seriam tratados com prioridade e de forma mais gil dentro do governo, envolvendo todas as secretarias. Luiz Custdio discutiu, tambm, a possibilidade da construo de casas para os trabalhadores da agroindstria canavieira ser includa dentro do Projeto Parceria-Pblico-Privada (PPP).



     



     

    CAMPO GEROU MAIS EMPREGOS EM JULHO

     
    O agronegcio mineiro criou 11 mil empregos em julho, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministrio do Trabalho. O conjunto dos setores econmicos do Estado gerou, no perodo, 28.471 vagas com carteira assinada. No acumulado de janeiro a maio de 2007, foram criados 54,6 mil empregos com carteira assinada. No mesmo perodo do ano passado, foram 36,4 mil novas vagas na atividade agropecuria. O crescimento de 50%. Este nmero explicado pela demanda por trabalhadores para a colheita de cana-de-acar, caf, citrus e morango. A tendncia, segundo especialistas, que a procura passe a ser cada vez maior pela mo-de-obra mais qualificada, principalmente para a rea de cana-de-acar.



     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    Jornal EDIO DO BRASIL ser homenageado hoje em Reunio Especial na Assemblia Legislativa de M inas.

                         A merecida homenagem ao Edio do Brasil ser s 20 horas no plenrio presidente JK. A Reunio Especial ser ancorada ao VIVO por esse Blogueiro pela TV Assemblia para mais de 250 cidades de Minas. Pelo cabo, canal 11. Interior pelo UHF. Parabns ao nosso amigo o diretor do jornal Edio do Brasil, o Eujcio e tambm ao Arthur, que comandam o prestigiado e influente jornal.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    ARTIGO ESPECIAL. Vem do nosso colaborador o ex-superintendente do Banco do Brasil, em Minas, o montesclarense WAGNER GOMES.

                                                              Uma nova elite se consolida?



                                                                        Wagner Gomes



     

    Imagino que na concepo positivista, o termo elite, possa no ter qualquer conotao ideolgica. Creio mesmo que todas as elites so genunas, desde que se possa a elas conferir um apoiamento considervel da coletividade que representam. No entanto, o que percebemos ao ouvir o termo, citado por quantos o usam pejorativamente, que a elite representa uma coisa ruim, um movimento excludente e de estratificao social. Quem assim a percebe, tem uma viso que ela se encontra no alto da pirmide social, quase invariavelmente em uma posio de liderana e exercendo presso para ali se manter.

    Pareto, conhecido socilogo talo-francs elaborou um magistral tratado de sociologia, atravs do qual nos induzia a pensar, em todas as pocas e lugares, que o Estado dinamizado por dois setores sociais, ou seja, uma elite que governa e outra que governada.

    Nunca havia pensado, ento, nessa elite formadora de todas as outras elites, a que governada e que elege os seus representantes. Etimologicamente, elite pode ser o que h de melhor, assim como, tambm, pode ser eleger, ou escolher.

    Nesse contexto, a verdadeira elite essa que se forma margem das elites tradicionais, dos  polticos, burocratas, lderes empresariais e lderes sindicais. Racionalizando, em nosso Brasil, o povo, cansado de esperar por atitudes e valores polticos bsicos diretamente referidos a questes de justia e igualdade, percebeu que poderia destronar uma elite dirigente que, em sua viso coletiva, se tornara esclerosada e corrompida, identificando em Lula um movimento tendente a estabelecer uma nova ordem.

    E Lula, assimilando esse clima, consegue em seu primeiro mandato reunir programas de transferncia condicional de renda, que j existiam, antes, no Brasil. Em 1995, o ento governador do Distrito Federal, Cristvam Buarque, implementou o Bolsa Escola em Braslia, garantindo renda s famlias que realmente mantivessem seus filhos da escola. Durante o governo Fernando Henrique, foram criados programas com a mesma matriz, mas com alcance nacional: o Bolsa Escola o mais famoso deles. No governo Lula, aqueles programas (Bolsa Escola, Carto Alimentao, Bolsa Alimentao e Auxlio Gs) foram reunidos, ampliados e rebatizados com o pomposo nome de Bolsa Famlia, adquirindo, desta forma uma nova roupagem.

    Pois bem, nesse exato momento, o Presidente Lula com seu aguado senso de oportunidade, se deu conta de que estava, definitivamente, dando vida a mais extraordinria de todas as elites, constituda pelos seus governados e que, ao mesmo tempo, assim subliminarmente motivados,  elegeriam seus governantes nos prximos pleitos. Algo assim, muito parecido com a ditadura da maioria, antes silenciosa, se que ela exista.

    preciso reconhecer, hoje,  que grupos, antes desprivilegiados, argumentam que a negligencia na anlise, formulao e implementao de polticas sociais possam estar sendo sanadas. Assim, percebem nesse governo uma viso que vivencia e interpreta a pobreza e a desigualdade. A, com esse sentimento que os une, formou-se essa elite sob a gide daquilo que o candidato Lula apregoava, ou seja:  a esperana venceu o medo. Com esse movimento se torna, ento, possvel romper-se o fosso, antes intransponvel, entre a classe pobre, robustecida pelo achatamento da classe mdia, e as demais classes sociais.

    O povo mudou sua conscincia e hoje no mais assume passivamente o papel de massa de manobras de antigos formadores de opinio. Desta forma, pensam mais ou menos assim: cada um de ns, se coletivarmos decises, pode ser e fazer o que quiser.  E a grande pergunta que se apresenta, em cada eleio, diz respeito ao que se pode esperar nos prximos quatro anos. Ou quem sabe, cinco anos, em um futuro prximo. Afinal a reeleio vem sendo questionada de cima para baixo, sem que os governantes sequer pensem em promover um plebiscito. A elite poltica continua, como sempre fez, desprezando a opinio do povo.

    E quem descobrir essa resposta conseguir, tambm, descobrir o querer coletivo. Assimilar esse anseio meio caminho andado para obter o voto da elite eletiva. Sem sombra de dvida, o Presidente Lula  foi quem primeiro captou essa integrao do inconsciente coletivo, transformando-a em votos, e se tornando imune ao ambiente de corrupo detectado com nfase nas CPIs e veiculado, insistentemente,  pelos jornais e revistas de norte a sul do Pas, em pleno processo eleitoral.

    Tambm, em Minas Gerais, o Governador Acio Neves, tem demonstrado que descobriu esse caminho. Conseguiu formar um elo emocional entre coraes e mentes dos habitantes de nosso Estado, alinhando o seu pensamento poltico aos anseios de uma populao. Nesse particular enxergo, em nosso Governador Acio, um pouco de Winston Churchill quando dizia: Voc cria o seu prprio universo ao longo do caminho.

    Temas que, com certeza, pontuaro as prximas eleies, estaro sendo assimilados pela elite eletiva, e creio se destacaro os seguintes: expanso dos gastos sociais visando erradicar a pobreza e reduzir as desigualdades, implementar a participao do trabalhador nos lucros, desregulamentar a economia includo nesse bojo a reforma tributria, aumentar a eficincia dos servios pblicos, uma poltica sistematizada para o biodiesel como forma de proteger o meio ambiente, uma efetiva poltica de segurana com visveis resultados a serem alcanados no combate a criminalidade, tudo isso permeado por ampla reforma poltica.

    Millr Fernandes, por outro lado, apregoa que ser gnio fcil - difcil achar quem o reconhea. O nosso prximo Presidente, necessariamente, dever ser um gnio a ser reconhecido por essa mais fantstica elite, que o povo.

    Quem viver, ver!

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    DIA HISTRICO para nosso BLOG DE NOTCIAS. Atingimos a marca dos 300 mil ACESSOS. Confira os nmeros do provedor TERRA.



























    Posts:
     1922

    Rascunhos:
     26

    Comentrios:
     2.182

    Visitas nicas:
     300.598

    Pageviews:
     306.157
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Agosto 6, 2007

    Comisso de Segurana Pblica da Assemblia vai ouvir comando dos Bomberios Militar sobre descumprimento de regras sobre promoes.

    Os deputados das Comisses de Segurana Pblica e de Direitos Humanos da Assemblia Legislativa de Minas Gerais vo ouvir, nesta quarta-feira (8/8/07), o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, coronel Jos Honorato Ameno, sobre a aplicao das novas regras de promoo estabelecidas pela Lei Complementar 95, de 2007. A norma, em vigor desde o ltimo dia 18 de abril, reduz o tempo de servio para promoo compulsria, o que, de acordo com os parlamentares, vem sendo adotado na Polcia Militar, mas no no Corpo de Bombeiros. A reunio, solicitada pelo deputado Sargento Rodrigues (PDT), est marcada para as 16 horas, no Plenarinho II.

    O descumprimento da Lei Complementar 95, de 2007, que altera o Estatuto da Polcia Militar de Minas Gerais e muda as regras para concesso de promoes, motivou visita das mesmas comisses ao Comando-Geral do Corpo de Bombeiros do Estado, no ltimo dia 28 de junho. Na ocasio, o deputado Sargento Rodrigues, presidente da Comisso de Segurana Pblica, informou que o tempo para promoo de sargentos, por exemplo, foi reduzido de dez a 12 anos para cinco a sete anos. "A PM j deu celeridade implantao da norma, mas, no Corpo de Bombeiros, a Diretoria de Recursos Humanos est fazendo uma interpretao restritiva da lei, alegando que preciso um decreto para regulament-la. Porm, a lei auto-aplicvel. O que est havendo a protelao de um direito garantido em lei", afirmou Rodrigues durante a visita.

    O presidente da Comisso de Direitos Humanos, deputado Durval ngelo (PT), na mesma ocasio, reiterou que a lei imperativa. "Se fosse preciso o regulamento, seria o caso de o Corpo de Bombeiros fazer, mas a interpretao da PM que est correta", afirmou. Os dois deputados foram recebidos pelo comandante-geral da corporao, coronel BM Jos Honorato Ameno, a quem entregaram um documento reivindicando o cumprimento da legislao.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Agosto 5, 2007

    Estrada de Desterro do Melo - municpio que fica a 200kms de BH e 32 kms de Barbacena - na Zona da Mata. A estrada - MG- 265- ser inaugurada pelo governador Acio Neves dia 10, s 11 horas da manh.

                         Hoje, domingo, estamos neste momento no nosso estdio de media tranning, preparando - junto com o prefeito Ruy Fernandes - uma reportagem especial sobre a estrada. A antiga, de terra batida, e a nova, toda asfaltada, concretizando um sonho - que para muitos parecia impossvel. O vdeo, coordenado pelo jornalista Hugo Amaral - assessor de Comunicao da Prefeitura de Desterro do Melo - ter a durao de dez minutos. Ser exibido num telo para o governador Acio Neves, o ministro das Comunicaes Hlio Costa ( que vai l no Melo, lanar o selo comemorativo da estrada), o secretrio de governo Danilo de Castro, o ex-secretrio de Obras, Agostinho Patrus, que  poca assinou o contrato com a Cadar Engenharia para fazer asfaltar a estrada. 

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 4, 2007

    Vem a o livro CANTIGAS DE RODAS da juza federal Dorothy Safe Carneiro. Ser tera-feira, dia 7, s 19 horas, l na Academia Mineira de Letras, presiddida pelo ex-senador e intelectual Murilo Badar. A Academia fica na rua da Bahia, 1446.

    A obra foi concretizada atravs de um amplo e minucioso  trabalho de pesquisa e resgate das Cantigas de Rodas da poca da colonizao, enriquecidas com vrias outras de criao da
    prpria autora.
    Este trabalho vem se somar aos outros dois livros da mesma autora - de grande
    sucesso - quando fez importante trabalho de resgate e documentao
    histrica, cultural, folclrico e artstico do entorno da Estrada Real,material recolhido pela autora 
    atravs de vrias caminhadas ao longo da histrica e importante via, construda na poca do Imprio para integrar a Dimantina de Chica da Silva - e as valiosoas reservas de diamantes do municpio - corte no Rio de Janeiro - e a Parati, que ficam a cerca de 1500 kms da terra do nosso presidente JK.
    Desejamos juza Dorothy Safe Carneiro sucessso absoluto para sua obra "Cantigas de Rodas"- um belo resgate de nossas origens culturais.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 4, 2007

    Como dizia o velho poetinha Vincius de Moraes: "porque hoje Sbado!" Dia de sorrir e colocar os braos de fora, como diz meu amigo Csar Romero, renomado colunista da Tribuna de Minas. Abaixo um casal charmoso e a caminho do sucesso!

     
    O Engenheiro de Software,
     Jlio Csar de Carvalho Amaral,
    da rea de Tecnologia da Informao da i, em BH
    e  sua namorada Julyane Rodrigues,
    que se forma neste 2007 em Direito
    pela UNIPAC de Barbacena.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 4, 2007

    DE OLHO no dinmico presidente do Sindacar, o empresrio pontenovense, Luiz Custdio Cotta Martins. Ele se reuniu com o ministro da Agricultura em Braslia e advertiu: " os produtores ficaram surpresos com a forma com que o governo federal apresentou a proposta que ao inserir o LCOOL na Lei do Petrleo incorre numa srie de erros". Leia os detalhes!

    GOVERNO APRESENTA PROJETO DE LEI PARA O SETOR SUCROALCOOLEIRO.

    O presidente do Siamig/Sindacar-MG, Luiz Custdio Cotta Martins, participou de uma reunio do Frum de Lideranas do Setor Sucroalcooleiro, em Braslia, no dia 26/07, com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes. Segundo ele, os produtores foram surpreendidos com a apresentao da proposta de um Projeto de Lei Federal que pretende alterar a Lei 9478/97, a chamada Lei do Petrleo, e a Lei 9847/99, inserindo medidas de controle ao longo de toda a cadeia produtiva do lcool combustvel.  Ele afirma que os produtores concordam com o governo quanto a necessidade em se construir um marco legal e regulatrio setorial. No h nenhuma dvida entre os produtores que somente com a existncia desse conjunto de regras o setor conseguir atrair investimentos que permitiro atingir as metas de produo e manter o Brasil na liderana mundial.

    Porm, a surpresa foi com a forma como foi apresentada a proposta do Projeto de Lei, que ao inserir o lcool na Lei do Petrleo incorre numa srie de erros. Outra proposta discutida durante a reunio foi a iniciativa, tambm, do governo federal de implementar a certificao para o etanol carburante, o que tambm causou surpresa ao setor, diante da forma como o assunto vem sendo conduzido.


     

    Luiz Custdio disse que o governo deu um prazo ao setor sucroalcooleiro para debater esses assuntos, at o fim deste ms, quando ser entregue uma proposio mais consistente tanto para o Projeto de Lei quanto a Certificao do etanol.



     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 4, 2007

    Ministro Hlio Costa participou do lanamento do sistema de celular G- 3 - celular de terceira gerao - na sede da Telemig Celular em BH. A empresa tinha acabado de ser adquirida pela VIVO por 1, 2 bilho de reais. BOA NOTCIA: o ministro deu uma boa notcia para quem tem internet discada.

                                        

    Internet discada fica 85% mais barata 

    Plano especial negociado pelo Ministrio das
    Comunicaes com as
    operadoras de telefonia fixa
    garante 10 horas de conexo por R$ 7,50
     

    As operadoras de telefonia fixa vo oferecer, desde ontem, um novo pacote de servios para acesso internet discada. O plano especial, negociado entre o Ministrio das Comunicaes e as operadoras, garante 10 horas de conexo internet por R$ 7,50 mensais, j includos os impostos. Esse valor 85% menor que o preo da tarifa normal. 

    O acesso ser das 6 horas da manh meia-noite, o que abrange todo o horrio comercial. No sero alterados os descontos na madrugada, fins de semana e feriados, onde so cobrados apenas dois minutos por um acesso ilimitado, conhecido como perodo de modulao horria. 

    Segundo o ministro das Comunicaes, Hlio Costa, os 600 minutos que o pacote oferece, combinados com o uso no perodo de modulao horria, so suficientes para cobrir o tempo mdio que o consumidor brasileiro acessa a internet, mensalmente. O Ministrio das Comunicaes calcula que mais de trs milhes de pessoas vo passar a ter acesso internet com o novo pacote.  

    "Estamos oferecendo ao consumidor mais uma alternativa de preo e tecnologia. Queremos que a internet seja acessvel s famlias de todas as faixas de renda", disse Hlio Costa.

    Aprovado pela Agncia Nacional de Telecomunicaes (Anatel), o pacote mensal de 600 minutos estar disponvel para os assinantes de linha fixa das operadoras Brasil Telecom, Telefnica, Oi, Companhia de Telecomunicaes Brasil Central (CTBC) e Sercomtel, com cobertura total de todo o territrio nacional. 

    O plano foi integrado ao Programa Computador para Todos,

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 4, 2007

    Faltam menos de 3 mil acessos para nosso BLOG DE NOTCIAS atingir a marca dos 300 MIL ACESSOS. Os nmeros so do provedor TERRA.

























    Posts:
     1.915

    Rascunhos:
     26

    Comentrios:
     807

    Visitas nicas:
     297.051

    Pageviews:
     302.512


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 4, 2007

    GIRO PELO INTERIOR DE MINAS. Desta vez, destacamos as notcias de QUEM QUEM, em Barbacena, na coluna do nosso amigo Idiando Borges do www.barbacenaonline.com.br







    Ondina Couto Andrada, nossa Primeira Dama e o Prefeito, Martim Francisco Borges de Andrada Comemoraes

    Foi na residncia do Prefeito, na noite fria do dia 27 a dupla comemorao dos aniversrios da Primeira Dama, Ondina Couto Andrada e do Prefeito, Martim Francisco Borges de Andrada. Com distino e a elegncia de sempre, Ondina organizou todos os detalhes, privilegiando a todos com o saber de uma anfitri Andrada. Em nenhum momento, foi a Primeira Dama, mas a companheira do homem que comanda a cidade, que descontrado e alegre festejou a vida. Inmeros amigos, familiares, secretrios e assessores foram cumprimentar o casal. Impossvel citar os presentes, mas um chamava a ateno, o nosso querido Z Bodeco, acompanhado de sua Cidinha Leal Andrada. Foi motivo de ateno e apreo de todos. Antes da meia-noite, o bolo com o tradicional parabns e votos de: alegria, sade e paz. Eric Terzi registrou o evento com muitos flahes. Parabns!










    Mariane Pacheco elegante e chique, sem ser pretensiosa. Desde jovenzinha freqentou a nossa sociedade e sempre encantou a todos por sua beleza e seu carisma. Foi a primeira Rainha das Rosas de Barbacena. Me dos jovens empresrios Jos Luiz Batista de Souza Jnior e Carlos Andr de Souza e av da pequena Maria Eduarda. Tornou-se empresria do ramo imobilirio e atua em diversos seguimentos, voltados para o empreendedorismo. Desenvolta, alegre e tambm uma benfeitora da cidade, que ela no gosta que fale, mas nunca faltou aos que a procuram em nome da Igreja ou mesmo em socorro a uma instituio de caridade. Mas, o seu predicado maior a elegncia e o bom senso no vestir, no receber e enfim no ser. Segue fielmente a regra bsica da vida, ser autntica, espontnea e cordial. Na arte de receber, uma rainha, tanto faz se num luxuoso jantar, ou num abrangente cocktail ou at mesmo para um descontrado churrasco.


    A Patronesse da Festa das Rosas, Mariane Pacheco: sempre rainha!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Agosto 4, 2007

    DE olho nos 100 ANOS DA FUNED.











                              Funed comemora 100 anos e mostra resultados positivos

     









       

    Jos Carlos Paiva/Secom MG


    Ao som de Aquarela do Brasil, o Coral da Funed, sob a regncia do maestro Geraldo Jos, abriu a solenidade de inaugurao do novo auditrio (foto) da Fundao Ezequiel Dias (Funed). A apresentao marca as comemoraes do centenrio da instituio, que representam uma conquista, no apenas das pessoas diretamente ligadas Fundao, como tambm da sade pblica e do Sistema nico de Sade (SUS).
    Durante o evento, representantes de instituies da sade exaltaram a trajetria da Funed. Ainda em comemorao aos 100 anos, foram lanados, alm do carto telefnico da Oi, o Livro do Centenrio, publicado pela Editora UFMG. Um vdeo institucional foi exibido e tambm aberta a exposio de fotos histricas no saguo do prdio administrativo.
    Para o presidente da Funed, Carlos Alberto Pereira Gomes, comemoramos o sentimento de ousadia.
    Quando cheguei aqui, a Funed tinha uma dvida de R$ 26 milhes, a produo e a auto-estima dos trabalhadores estavam em baixa e encontrvamos problemas nas pesquisas. Naquele momento, por meio de planejamentos e do total apoio da Secretaria de Estado de Sade (SES), inclusive financeiro, que fez uma antecipao de R$ 8 milhes, conseguimos alavancar alguns setores. Ao longo destes quatro anos, cumprimos as metas e samos do crculo vicioso para o virtuoso. Mas, o nosso maior patrimnio so as pessoas que aqui trabalham.
    O Choque de Gesto chegou mais cedo na Funed. Foi uma das primeiras instituies a fazerem o choque, o que levou a Fundao a erguer um engenhoso sistema, com avaliaes e ganhos de produtividade. um esforo modernizante. E as instituies mais relevantes, aquelas com verdadeiro significado social, sobrevivem, apontou o secretrio de Estado de Sade, Marcus Pestana.
    A Funed referncia nacional na produo e desenvolvimento de medicamentos essenciais e de soros, na realizao de pesquisas no campo de sade pblica e tambm no monitoramento das aes de vigilncia sanitria, epidemiolgica e ambiental.
    Trajetria
    A histria da Funed sempre foi marcada pela melhoria da sade pblica de Minas e do Brasil. A Fundao teve seu incio em 1907, quando o cientista Oswaldo Cruz convidou Ezequiel Dias para fundar, na capital mineira, uma filial do Instituto Manguinhos, hoje Fiocruz, do Rio de Janeiro. O objetivo inicial era disseminar os conhecimentos cientficos pelo Pas, desenvolvendo e ampliando pesquisas nas reas de Cincias Biolgicas e produo de soros e vacinas. Ezequiel Dias dirigiu a filial at 1922, quando faleceu.
    Em 1923, a instituio passou a se chamar Instituto Ezequiel Dias, em sua homenagem, e, no ano de 1941, a sede foi transferida do prdio na Praa da Liberdade para a ento chamada Fazenda Gameleira, onde funciona at hoje. Em 1970, com a incorporao da Escola de Sade Pblica de Minas Gerais, o ento Instituto foi transformado em Fundao e vinculado Secretaria de Estado da Sade de Minas Gerais. Hoje, a Funed referncia nacional na rea da sade.
    Antes de ser uma fbrica de medicamentos, esta uma instituio de sade pblica com credibilidade. Alm disso, , sobretudo, uma Fundao que d retaguarda a avanos, sempre, enfatizou o ex-ministro de Sade e patrono da Subcomisso de Vigilncia em Sade, ligada Comisso de Realizao do Centenrio da Funed, e ex-superintendente da Fundao, Jos Agenor lvares da Silva, cujo nome foi dado ao novo auditrio inaugurado.
    Farmcia de Minas
    Garantindo a regularidade ao atendimento dos Programas de Assistncia Farmacutica inseridos nas Polticas Estadual e Nacional de Sade, a Funed produz e desenvolve imunobiolgicos e medicamentos com qualidade e baixo custo. Alm dos 33 itens de medicamentos do elenco do programa Farmcia de Minas - programa prioritrio do Governo do Estado que trata da distribuio de medicamentos bsicos -, a Fundao Ezequiel Dias participa da produo de medicamentos estratgicos para o Ministrio da Sade, com o objetivo de atender aos programas da Hansenase, Lpus, Hipertenso Arterial, Diabetes e AIDS com distribuio gratuita para todo o Brasil.
    O Farmcia de Minas vem obtendo resultados positivos nos ltimos quatro anos. Em termos de recursos disponibilizados, por exemplo, a evoluo foi notria. No incio de 2003, o investimento da SES ao Programa era de R$ 0,50 por habitante. Em 2006, tal valor passou para R$ 3,00. J os recursos financeiros distribudos aos municpios quase triplicaram, passando de R$ 17.383.199,11, em 2003, para R$ 51.177.868,02, em 2006.
    Houve, tambm, contratao de farmacuticos para as Gerncias Regionais de Sade, selecionados por meio de concurso pblico, e ainda a elaborao de um Guia de Medicamentos, desenvolvido em conjunto com a Funed, entre outras aes. O Farmcia de Minas ampliou, ainda, o elenco de medicamentos disponveis, expandiu a produo de remdios pela Fundao e aprimorou a logstica de armazenamento e distribuio desses medicamentos, em cuja produo a Funed bateu recordes, desde 2003. A Funed alcanou a marca de 1 bilho e 28 mil unidades produzidas. Com foco na busca pela melhoria dos servios prestados populao, a Fundao j est executando um projeto para a construo de mais duas unidades de produo, que sero inauguradas at 2009.

    Comemoraes

    Um carto comemorativo, em homenagem ao centenrio da Funed, foi entregue, simbolicamente, ao presidente da Fundao, Carlos Alberto Pereira, pelo representante de Relaes Institucionais da Oi em Minas Gerais, Maurcio Couto Frana. Produzido pelo grupo Telemar, os 15 mil cartes, de 40 unidades cada, j esto disponveis no mercado.

    A vice-reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Helosa Starling, apresentou o livro dos Cem Anos da Fundao. A publicao aborda, de forma cultural, a trajetria da Funed. Esta publicao ajuda a contar a histria da Fundao para o pblico no acadmico, de uma forma correta, adequada e acessvel a todos, complementou a vice-reitora.

    Entre os dias 09 e 10 de agosto, o seminrio Rumo Excelncia - Qualidade e Biossegurana, organizado pela Diviso de Planejamento e Gesto da Qualidade (DPGQ), do Instituto Octvio Magalhes (IOM/Funed), ser cenrio da homenagem a Lus Mrcio Arajo Ramos, patrono da Subcomisso de Promoo e Divulgao. No dia 12 de setembro, os agraciados sero o pesquisador e colaborador de Ezequiel Dias, Amlcar Viana Martins, falecido em 1990, e Joo Carlos Pinto dias, patrono da Subcomisso de Cincia e Tecnologia, neto de Ezequiel.

    Entre os dias 24 e 28 de setembro, a Funed recebe o Seminrio Internacional de Biossegurana, realizado em parceria com a Associao Nacional de Biossegurana (Anbio). J na primeira semana de novembro, o seminrio sobre Responsabilidade Scio-Ambiental prestar homenagem a Wilson Aguinaldo de Paiva, patrono da Subcomisso de Gesto Estratgica. Nos dias 22 e 23 de novembro ser a vez do Frum de Cincia e Tecnologia, com homenagem a Roberto Porto Fonseca, patrono da Subcomisso de Produo Farmacutica.

    No dia 11 de outubro, ser divulgado o resultado do concurso de redao em homenagem ao centenrio. Com o tema, Fundao Ezequiel Dias: h um sculo protegendo e promovendo a sade, o concurso aberto a alunos de ensino mdio e de graduao, regularmente matriculados em instituies de ensino do Estado de Minas, particulares ou pblicas. Os autores das redaes vencedoras recebero, alm do certificado de participao, um prmio em dinheiro no valor de R$ 2 mil para o vencedor da categoria ensino mdio - e de R$ 3 mil para o da categoria graduao.  Na solenidade que anunciar o resultado, o homenageado ser Digenes Fantini, patrono da Subcomisso de Memria e Ensino.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 3, 2007

    SELO COMEMORATIVO da inaugurao da MG- 265, que liga Barbacena a Desterro do Melo, ser lanado pelo prefeito Ruy Fernandes e representante dos Correios, dia 10, s 11 da manh. Solenidade ser em Desterro do Melo.

    SELO COMEMORATIVO

    FAZENDO BEM FEITO

    Na tarde da quinta-feira, 26, o prefeito Ruy Fernandes recebeu em seu gabinete os representantes da Agncia Brasileira de Correios e Telgrafos, Tibrio dos Reis Nogueira - Coordenador de Rede de Agncias e Carlos Orlando - Assistente Comercial.
    O encontro concretizou a parceria do Municpio com a instituio no lanamento do selo postal que marcar a inaugurao da MG 265, no prximo dia 10 de agosto.
    Durante as solenidades de inaugurao da obra, alm de autoridades do Governo do Estado, representantes do Ministrio das Comunicaes tambm se faro presentes e realizaro o lanamento oficial e a carimbao dos selos.
    De acordo com o prefeito, a partir da data, toda correspondncia envia pelo Governo Municipal levar o selo que comemora a realizao da maior obra de toda a histria do Municpio.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 3, 2007

    De olho na visita do chefe do Programa Global contra a Corrupo, da ONU, visita o governador Acio Neves no Palcio da Liberdade.









                                Oficial da ONU elogia medidas anticorrupo adotadas por MG

     









       

    Wellington Pedro/Imprensa MG


    O governador Acio Neves recebeu, nesta quinta-feira (2), o cientista poltico norte-americano e chefe do Programa Global contra a Corrupo do Escritrio das Naes Unidas contra Drogas e Crime (UNODC), Stuart Gilman. O oficial da ONU disse que Minas tomar a liderana na luta contra a corrupo no pas em razo das medidas tomadas pelo Governo do Estado no controle interno e fiscalizao dos gastos pblicos. Ele esteve em Minas para conhecer mais detalhadamente a experincia da Auditoria-Geral do Estado (Auge), que se tornou referncia no pas no controle da aplicao dos recursos na administrao pblica estadual.
    Estou muito impressionado com a capacidade de compreenso e a vontade poltica que o governador Acio Neves demonstrou durante a nossa conversa.
    Ns discutimos aes concretas que talvez possamos tomar em parceria. Eu no gostaria de entrar em detalhes, porque acho que isso muito importante, isso faz parte das negociaes entre o governo federal e o Governo de Minas Gerais. Mas a viso do governador nos d muita esperana que o Estado de Minas tomar a liderana nessa luta contra a corrupo no Brasil, disse Stuart Gilman, em entrevista.
    Segundo Stuart Gilman, Minas est frente dos estados brasileiros no controle da aplicao dos recursos e servir de exemplo para que medidas semelhantes sejam aplicadas em todo o pas. Segundo ele, as medidas implantadas em Minas podero servir de modelo para a criao de um plano nacional contra a corrupo.
    Estou muito impressionado aqui em Minas Gerais com as atividades que tm sido realizadas pelo governo estadual. Estou mesmo muito impressionado com as aes agressivas do governador contra a corrupo e feliz em poder trabalhar com seus assessores, que tm a exata compreenso do trabalho que realizamos. A agncia na qual trabalho pode ajudar este Estado em particular a ascender ainda mais no nvel de combate corrupo, afirmou Stuart Gilman.
    Avanos
    Desde 2003, a Auge adotou modelo descentralizado de forma que em cada uma das 72 unidades administrativas estaduais - 57 rgos e autarquias e 15 empresas h um representante que faz acompanhamento da execuo oramentria e financeira e de programas implementados pelo Governo. Esse modelo gerou grande efetividade e transparncia nos servios pblicos.
    Entre os avanos da Auditoria-Geral do Estado est a criao do Cadastro de Fornecedores Impedidos de Contratar com a Administrao Pblica. Minas o nico Estado brasileiro que tem este tipo de cadastro.
    Atualmente, h 57 fornecedores impossibilitados. Por meio do site na internet, a Auge tambm um canal de comunicao entre os cidados para identificar inconformidades ocorridas na Administrao Pblica Estadual, com garantia absoluta de sigilo para quem denunciar irregularidades cometidas por servidores pblicos.  
    Preveno
    Responsvel por tcnicas efetivas de implementao da conveno das Naes Unidas contra a corrupo, Stuart Gilman ressaltou a importncia de se punir os criminosos, mas tambm considera fundamentais aes preventivas contra a corrupo, para evitar que as pessoas se corrompam.
    No suficiente combater a corrupo, mas preciso construir uma noo de integridade no servio pblico ao mesmo tempo. importante pegar os criminosos, mas muito melhor prevenir que pessoas se tornem criminosas. preciso construir sistemas e programas que limitem a possibilidade de corrupo. Coloca-se milhares de pessoas nas cadeias, mas o que a populao v cada vez mais e mais corrupo. O objetivo deve ser impedir que a corrupo ocorra.   
    H trinta anos, Stuart Gilman se dedica a pesquisar e coordenar programas desenvolvidos mundialmente, tanto na administrao pblica quanto no setor privado, para combater a corrupo. Aps a visita a Minas Gerais, Gilman tambm defendeu uma articulao entre os poderes Executivos, Legislativo e Judicirio, alm da sociedade civil para combater atos ilcitos na administrao pblica.
    Ns temos de trabalhar com o Judicirio, o Poder Legislativo, sociedade civil e com a imprensa, no s em nvel federal, mas tambm nos estados. Uma das coisas que ns discutimos nessa visita ao Brasil o grande potencial que um plano contra a corrupo, de construo de integridade, teria num pas como o Brasil. Se isso feito em setores separados do governo, ou se feito de um modo integrado, hora de fazer com que a luta contra a corrupo seja uma prioridade em todas as frentes, ao invs de uma s, disse.
    Com sede em Viena, na ustria, o UNODC luta contra as drogas ilcitas e o crime internacional junto aos pases membros da ONU. Em todo o mundo, so 21 escritrios voltados para reduzir problemas causados pelas drogas e o crime organizado, como corrupo, lavagem de dinheiro, trfico de pessoas e terrorismo.
    O chefe da UNODC foi consultor de tica para governos do Egito, Japo, frica do Sul, Argentina, Turquia, Romnia, Itlia e Filipinas, alm de grandes corporaes como Banco Mundial, BID, OEA entre outras. Recebeu prmios e foi co-autor de vrios livros que abordam novos mtodos e polticas pblicas de combate corrupo, drogas e crimes internacionais.

    Modelo nacional

    No ms passado, a Auge foi indicada como modelo de Controle Interno dos Estados, pela Controladoria-Geral da Unio, durante o VII Encontro Nacional do Frum de Controle Interno, realizado em julho de 2007, em Braslia. Nesse encontro, a auditora-geral do Estado, Maria Celeste Guimares, tomou posse como presidente do Frum Nacional que congrega os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Aps o encontro com o oficial da ONU, Maria Celeste Guimares destacou que o trabalho preventivo contra irregularidades e fraudes no servio pblico em Minas Gerais inovador. Ela ressaltou ainda o trabalho da Auge tambm garante o retorno do cidado sobre a eficincia da execuo dos programas sociais.

    Ns temos uma auditoria funcionando em todos os rgos e entidades do Estado e, alm disso, fazemos avaliao de programas governamentais, ou seja, ns j temos examinados e avaliados vrios programas sociais do governo para verificar se h efetivamente o retorno ao cidado dos programas sociais. Isso, realmente, uma novidade e, portanto, acho que Minas, nesse sentido, tem muito a contribuir, porque um trabalho que no se prende apenas ao aspecto formal, mas vai verificar o impacto social das medidas de um programa e isso ns estamos fazendo com um grau de sucesso muito grande, disse. 

    Antes de se reunir com o governador, o cientista poltico do Escritrio das Naes Unidas contra Drogas e Crime (UNODC), Stuart Gilman, participou de encontro com a auditora-geral do Estado, Maria Celeste Guimares, e com tcnicos da Auge. Ele tambm participou de encontro na Federao das Indstrias de Minas Gerais (Fiemg). Participaram do encontro a auditora-geral do Estado, Maria Celeste Guimares; o auditor-geral-adjunto da Controladoria-Geral da Unio em Minas Gerais, Henrique Hermes Morais; o coordenador do Programa da ONU contra corrupo no Brasil, Reiner Pungs; e a assistente da diretoria de Preveno da Corrupo da Controladoria-Geral da Unio, Izabela Corra.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Agosto 3, 2007

    Ministro das Comunicaes Hlio Costa est hoje em BH.

    Telemig Celular implanta Rede 3G em Belo Horizonte


    Ministro Hlio Costa far ligao inaugural por videoconferncia


    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, participa nesta sexta-feira (03/08) da implantao da Rede 3 Gerao/WCDMA da Telemig Celular, em Belo Horizonte, s 9h30. Segundo a operadora, a rede vai oferecer a transmisso de dados mveis mais rpida do pas.

    A telemig Celular, junto a uma empresa de aparelhos telefnicos, desenvolveu uma nova rede de telefonia que pode proporcionar servios com grande eficincia como o Vdeo Calling (videoconferncia por celular) e Banda Larga Mvel, entre outras opes multimdias.

    No evento, o ministro Hlio Costa far a ligao inaugural, por videoconferncia, para um representante da operadora. A imprensa especializada em telecom, economia e informtica tambm participar do evento, que ser realizado no Multiespao Telemig Celular.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Agosto 2, 2007

    Diante das cmeras, sem pnico!

    SOCORRO, ESTOU NA TV! O media tranning, que criamos h dez anos, foi ministrado por ns, empresria Simony Esteves, uma joalheira mineira - nasceu em distrito prximo a Araua no Vale do Jequitinhonha - e que hoje tem clientes de peso na poderosa sociedade paulista. bom lembrar, que foi a Simony Esteves quem criou as jias para a famlia e para a noiva, Vanessa Camargo. A me dela, Zil Camargo, fez questo de contratar a assessoria da mineira Simony Esteves. Ela adquiriu oito jias raras usadas no casamento e na recepo de casamento de sua filha Vanessa. Foi sucesso absoluto!

    Vale registrar um episdio ocorrido na frente do local onde foi realizada a megafesta para os convidados - personalidades de diversos setores empresarial e artistco, dentre elas Anglica e Luciano Huck, Fausto dentre dezenas de outros astros da TV e da msica, que circularam na festa de Vanessa Camargo.
     
    O EPISDIO: dois profissionais do Programa PNICO NA TV - uma delas a linda nissei Sabrina Sato - se postaram em frente entrada da festa de recepo do casamento da cantora Vanessa Camargo

    A, chegou a empresria mineira Simony Esteves, elegantemente vestida. Os reprteres do pnico cairam em cima com brincadeiras, na maioria das vezes constrangedoras. Quem voc?Que bronzeado lindo! Simony no se apertou. Sempre simptica e sorridente ela respodeu: "sou joalheira em Minas, l do Vale do Jequitinhonha, onde esto as maiores jazidas de pedras preciosas do mundo. Fiz as jias da famlia da noiva! Agradeceu e entrou poderosa - e aliviada - na festa. Outro detalhe: no outro dia o celular da joalheira Simony Esteves no parou de tocar. Todo mundo tinha visto a apario dela no "Pnico na TV".
     
    EM TEMPO: foi naquele momento, quando o pessoal do Pnico a abordou para entrevist-la, que a empresria se lembrou do nosso curso "Socorro, Estou na TV". Chegando em BH, ela nos encontrou l no restaurante A Favorita. Fechamos o contrato, e ela, para nossa honra, fez o treinamento de imerso em nosso estdio de TV na av.Baro Homem de Melo, 4.500 no Edifcio Point Office Tower. Abaixo algumas cenas do treinamento, que comeou s 10 da manh de domingo e s terminou s 22 horas. Confira!






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 1, 2007

    Ganhamos hoje mais um leitor do nosso BLOG DE NOTCIAS. O coordenador de Comunicao do Hospital Ibiapaba de Barbacena. Ele uma das quase 300 mil inteligncias, que diariamente nos acompanham na BLOGOSFERA. Olha Edson, fiquei envaidecido com seu E-mail, com sua ateno ao nosso BLOG. Para enviar-me notcias e fotos como voc pretende s mandar para o seguinte endereo na internet: joaocarlosamaral@terra.com.br

    Ol Joo Carlos,
    Parabns pelo Blog. estou h dois anos frente do setor de Comunicao Social do Hospital Ibiapaba, que hoje busca superar as sucessivas crises que quase o levaram ao fechamento.
    Hoje ele gerido pelos prprios mdicos que tomaram para si a misso de salv-lo do iminente fechamento a despeito dos grandes servios prestados a Barbacena e regio.

    De agora em diante estarei enviando para voc material referente ao Hospital e suas atividades.
    Por exemplo neste final de semana Barbacena vai abrigar um encontro da Associao dos Hospitais de Minas Gerais, evento capitaneado pelo Ibiapaba, mas que ter representaes de todo o estado. Posso mandar para voc acobertura completa do evento, inclusive com fotos.

    Particularmente, caso seja do seu interesse posso mandar-lhe semanalmente uma charge exclusiva sobre temas nacionais para publicao no seu prestigiado espao, colaborao esta que no ter nenhum custo para voc.

    Caso possa responder este e-mail gostaria de saber para qual e-mail poderei enviar textos e fotos anexadas.
    Um abrao para voc, do admirador,
    Edson Brando
    Coordenador de Comunicao Social
    Hospital Ibiapaba S.A.

    RESPOSTA:
    mande-me notcias pelo E-mail: joaocarlosamaral@terra.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 1, 2007

    NA GRUTA DE MAQUIN. O turismo est no olha do turista. a integrao entre o objeto e a inteligncia consciente e criativa. CLICK na foto para AMPLI-LA.

    UM CHOQUE DE BELEZA ao alcance dos olhos, a menos de 100 kms de Belo Horizonte. Gruta de Maquin em Cordisburgo, terra do universal e genial Guimares Rosa. Estivemos l na Gruta do Maquin. Ficamos chocados com a magnitude dos 7 sales da gruta, descoberta pelo fazendeiro de sobrenome Maquin, que l chegou no encalo de um bovino desgarrado. A caverna tem mais de 600 mihers de anos. Foi toda esculpida pela maior artista de todos os tempos - a natureza. Com palavras no d para descrever. Porisso colocamos as fotos que mostram a beleza do local. Abissal. Confira!

























     







    Comentrios

    #1. celso - (celsocastilho@ccbe.com.br)
    Prezado Joao.

    Realmente a Gruta maravilhosa e deve ser considerada uma das melhores opoes de Turismo de Minas.
    A cidade de Cordisburgo tambm o .Acolhedora,terra do meu pai e do meu bisav MESTRE CANDINHO, que d nome ao Grupo Estadual da Cidade.
    E do maior escritor da lingua Portuguesa GUIMARES ROSA. Um abrao.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Agosto 1, 2007

    Adiada votao de projeto que d reajusta aos funcionrios da rea de Educao de Minas.

    A pedido do deputado Weliton Prado (PT), foi adiada a votao do parecer de 1o turno da Comisso de Administrao Pblica da Assemblia Legislativa de Minas Gerais sobre o Projeto de Lei (PL) 1.324/07, do governador, que reajusta em 5% os vencimentos dos profissionais da educao bsica, a partir de 1o/9/07, e garante, a partir de 1/1/08, o piso salarial de R$ 850 para a categoria. O relator da matria, deputado Ademir Lucas (PSDB), opinou, nesta quarta-feira (1/8/07), pela aprovao do projeto com as emendas ns 1 a 3, da Comisso de Constituio e Justia. Weliton Prado pediu vista e apresentou uma proposta de emenda ao projeto, que reposiciona esses servidores em suas respectivas carreiras at atingir o piso proposto pelo Executivo, de R$ 850.

    Mesmo reconhecendo que o projeto traz avanos, Weliton Prado acredita que a proposta de emenda vai corrigir algumas distores que possam ocorrer no futuro, que podem ocasionar um congelamento de salrios "A bancada do PT acredita que a emenda aprimora o projeto com o reposicionamento nas carreiras", afirmou. O relator do PL 1.324/07 recebeu a proposta de emenda e vai decidir se acata ou no, mas adiantou que a proposta inconstitucional porque o Legislativo no pode aumentar despesa. Ponderou ainda que a proposta tem carter protelatrio e danosa aos profissionais que podero no receber o reajuste j no prximo ms.

    De acordo com o projeto, na hiptese de remunerao inferior ao piso fixado, ser criada a Parcela de Complementao Remuneratria do Magistrio (PCRM). As emendas ns 1 e 2, da CCJ, incluem no texto os profissionais da Educao do Colgio Tiradentes, da Polcia Militar. A emenda n 3 d clareza ao enunciado do pargrafo 5 do artigo 3, que estabelece o clculo do valor PCRM, trocando a expresso "a soma de todas as vantagens pecunirias a que o servidor fizer jus" por "a soma do vencimento bsico e de todas as vantagens a que o servidor fizer jus". Segundo o deputado Ademir Lucas, as modificaes constantes do projeto so relevantes, convenientes e oportunas para educao bsica de boa qualidade no Estado.

    Ainda na reunio, a comisso aprovou uma proposio que dispensa a apreciao do Plenrio.

    Presenas - Deputados Elmiro Nascimento (DEM), presidente; Ademir Lucas (PSDB), vice; Incio Franco (PV), Ivair Nogueira (PMDB), Dalmo Ribeiro Silva (PSDB) e Weliton Prado (PT).Deputados Elmiro Nascimento (DEM), presidente; Ademir Lucas (PSDB), vice; Incio Franco (PV), Ivair Nogueira (PMDB), Dalmo Ribeiro Silva (PSDB) e Weliton Prado (PT).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________




    ___________________________


    Clique para conhecer

    ___________________________


    Clique para conhecer

    ______________________________

    Clique para conhecer

    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________

         
     
    Clique e envie-nos 

seu e-mail