Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter Página do 

Programa João Carlos Amaral Entrevista Canal no youtube Clique e 

envie-nos seu e-mail Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter
___________________________


___________________________
Clique para conhecer
___________________________


__________________________


__________________________

__________________________


______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer
______________________________

Sinapro MG
______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer



+ Categorias

  • Todos (16267)
  • POLTICA (5929)
  • GERAL (2057)
  • ARTIGOS (285)
  • ENTREVISTAS (36)
  • ECONOMIA (3754)
  • GENTE (1210)
  • TURISMO (842)

  • + Links
    + Arquivos

    Fevereiro, 2006
    Maro, 2006
    Abril, 2006
    Maio, 2006
    Junho, 2006
    Setembro, 2006
    Julho, 2006
    Agosto, 2006
    Novembro, 2006
    Outubro, 2006
    Janeiro, 2007
    Dezembro, 2006
    Fevereiro, 2007
    Maro, 2007
    Abril, 2007
    Maio, 2007
    Outubro, 2007
    Junho, 2007
    Julho, 2007
    Agosto, 2007
    Setembro, 2007
    Dezembro, 2007
    Novembro, 2007
    Janeiro, 2008
    Maio, 2008
    Fevereiro, 2008
    Maro, 2008
    Julho, 2008
    Abril, 2008
    Junho, 2008
    Setembro, 2008
    Agosto, 2008
    Outubro, 2008
    Novembro, 2008
    Dezembro, 2008
    Janeiro, 2009
    Fevereiro, 2009
    Maro, 2009
    Abril, 2009
    Maio, 2009
    Junho, 2009
    Julho, 2009
    Agosto, 2009
    Setembro, 2009
    Outubro, 2009
    Novembro, 2009
    Dezembro, 2009
    Novembro, 2012
    Janeiro, 2010
    Fevereiro, 2010
    Maro, 2010
    Abril, 2010
    Maio, 2010
    Junho, 2010
    Julho, 2010
    Agosto, 2010
    Setembro, 2010
    Outubro, 2010
    Novembro, 2010
    Fevereiro, 2011
    Maro, 2011
    Abril, 2011
    Maio, 2011
    Junho, 2011
    Julho, 2011
    Agosto, 2011
    Setembro, 2011
    Outubro, 2011
    Novembro, 2011
    Dezembro, 2011
    Janeiro, 2012
    Fevereiro, 2012
    Maro, 2012
    Abril, 2012
    Maio, 2012
    Junho, 2012
    Julho, 2012
    Agosto, 2012
    Setembro, 2012
    Outubro, 2012
    Dezembro, 2012
    Agosto, 2015
    Janeiro, 2013
    Fevereiro, 2013
    Maro, 2013
    Abril, 2013
    Maio, 2013
    Setembro, 2015
    Junho, 2013
    Julho, 2013
    Agosto, 2013
    Setembro, 2013
    Julho, 2016
    Outubro, 2013
    Novembro, 2013
    Dezembro, 2013
    Janeiro, 2014
    Fevereiro, 2014
    Maro, 2014
    Abril, 2014
    Maio, 2014
    Junho, 2014
    Julho, 2014
    Agosto, 2014
    Setembro, 2014
    Outubro, 2014
    Novembro, 2014
    Dezembro, 2014
    Janeiro, 2015
    Fevereiro, 2015
    Maro, 2015
    Abril, 2015
    Maio, 2015
    Junho, 2015
    Julho, 2015
    Outubro, 2015
    Novembro, 2015
    Dezembro, 2015
    Janeiro, 2016
    Fevereiro, 2016
    Maro, 2016
    Abril, 2016
    Maio, 2016
    Junho, 2016
    Agosto, 2016
    Setembro, 2016
    Outubro, 2016
    Novembro, 2016
    Dezembro, 2016
    Janeiro, 2017
    Fevereiro, 2017
    Maro, 2017
    Abril, 2017
    Maio, 2017
    Junho, 2017
    Julho, 2017
    Agosto, 2017
    Setembro, 2017
    Outubro, 2017
    Novembro, 2017
    Dezembro, 2017
    Janeiro, 2018
    Fevereiro, 2018
    Maro, 2018
    Abril, 2018
    Maio, 2018
    Junho, 2018
    Julho, 2018
    Agosto, 2018
    Setembro, 2018
    Outubro, 2018
    Novembro, 2018
    Dezembro, 2018
    Janeiro, 2019
    Fevereiro, 2019
    Maro, 2019
    Abril, 2019
    Maio, 2019
    Junho, 2019



    _______________________________________________________________
    .

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 28, 2009

    CARNAVAL em Barbacena prestigiado pelo ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa.

    O ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa e Ana Catarina
    passaram o Carnaval em Barbacena.
    Prestigiaram seus conterrneos
     no primeiro carnaval realizado
     na nova administrao da prefeita Danuza Bias Fortes
    - vitoriosa na costura feita pelo senador Hlio Costa
    do PMDB com o PT ( o vice o -ex-deputado Edson Resende).

    Estive com o senador/ministro, nosso amigo de muitos anos,
     no palanque da Cenatur.

    Hlio Costa nos disse que viajaria na quinta-feira para o Peru,
     aonde mostrou detalhes do sistema de TV Digital ao presidente Alan Garcia
    e seus ministros.

    UM DETALHE: o senador/ministro surpreende sempre,
     demonstrando que valoriza sua terra natal Barbacena.
    Passou l o carnaval com os amigos e correligionrios.

    Afinal, lembrei-me do ditado:
     " SE QUERES CONQUISTAR O MUNDO, VOLTA-TE PARA TUA ALDEIA"!

    Veja algumas fotos do Carnaval e da movimentao dos VIPS
    no Camarote da Cenatur em Barbacena.

    L estavam dentre outros: a prefeita Danuza Bias Fortes
    e o marido dela, Pedro Carneiro;
    o chefe de gabinete do ministtro Hlio Costa, Z Artur Filardi/Patrcia;
    o radialista Z Antnio Lopes;
    a colunista Ruth Esteves /Fernando,
    secretrio-geral do Ministrio das Comunicaes,
    que vira ministro interino
    quando Hlio Costa viaja;
    o diretor geral do Demasp, Waldir Damasceno
    e o sobrinho dele,
     o chargista Cristovo Villela - que mora no Rio de Janeiro
    com a mulher dele parapsicloga, Poliana Reis,
      fez vrias caricaturas (enquanto aguardava para sair no Trio Eltrico)
     - a do ministro Hlio Costa, segurando
    uma radinho de pilhas, sintonizado na FM 101.7-  ficou excelente.
    O site do Cristovo www.cristovaovillela.blogspot.com;
    a
    presidente da Cenatur, Vnia Castro;
    essse blogueiro e minha mulher, a decoradora Cida Amaral...

    Crdito para o barbacenaonline.

     


     


     


     


     


     


     



     


     


     


     





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 28, 2009

    Um pouco de HUMOR neste sabado. Pinei do BLOG do meu amigo Hugueney Bisneto, de Uberlndia, capital do Tringulo Mineiro.

                                                     Reflexo


                             O Pavo e o Urub

    Tem um conto japons milenar que mais ou menos assim:
    Em uma plancie, viviam um Urubu e um Pavo. Certo dia, o Pavo refletiu: -Sou a ave mais bonita do mundo animal, tenho uma plumagem colorida e exuberante, porm nem voar eu posso, de modo a mostrar minha beleza. Feliz o Urubu que livre para voar para onde o vento o levar.
    O Urubu, por sua vez, tambm refletia no alto de uma rvore: - Que infeliz ave sou eu, a mais feia de todo o reino animal e ainda tenho que voar e ser visto por todos, quem me dera ser belo e vistoso tal qual aquele Pavo.
    Foi quando ambas as aves tiveram uma brilhante idia em comum e se juntaram para discorrer sobre ela: cruzar-se seria timo para ambos, gerando um descendente que voasse como o Urubu e tivesse a graciosidade de um Pavo
    ...Ento cruzaram... e da nasceu o peru : QUE FEIO PRA CARACA E NO VOA!!!


    Moral da histria: "Se t ruim, nem vem com gambiarra que piora!!"


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 27, 2009

    CAMPANHA DA FRATERNIDADE, lanada no plenrio da Assemblia de Minas pela CNBB - representada pelo arcebispo metropolitano de BH, Dom Valmor de Oliveira Azevedo reuniu mais de 400 pessoas. frente o deputado Clio Moreira do PSDB, que visto a, discursando da tribuna. A Reunio Especial foi comandada pelo presidente da Assemblia, Alberto Pinto Coelho, do PP. Tema: FRATERNIDADE E SEGURANA PBLICA.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 27, 2009

    OLIMPADAS EM BH.Governador Acio Neves pede urgncia no encaminhamento de projeto na Assemblia de Minas.

    O governador Acio Neves solicitou Assembleia Legislativa de Minas Gerais urgncia na tramitao de projeto que trata das medidas a serem adotadas pelo Estado para realizao de parte dos Jogos Olmpicos de 2016 em Belo Horizonte. A solicitao foi encaminhada atravs da Mensagem 362/09, recebida na Reunio Ordinria de Plenrio desta quinta-feira (26/2/09). Na mensagem, o governador solicita que o Projeto de Lei (PL) 2.948/08 seja apreciado em regime de urgncia, "considerando-se a necessidade de implementao do cronograma, para que todas as providncias se efetivem em tempo hbil".

    De acordo com o Regimento Interno da Assembleia, projetos do governador com regime de urgncia tm todos os prazos de tramitao reduzidos. As comisses de mrito tambm devero analisar o projeto em reunio conjunta. Alm disso, a Assembleia dever votar a proposio no prazo de 45 dias, contados a partir do recebimento do pedido de urgncia. Caso isso no acontea, o projeto ser includo na pauta do Plenrio com prioridade sobre as demais matrias, para discusso e votao em turno nico.

    De acordo com o projeto, o Estado compromete-se, por exemplo, a observar as regras de acessibilidade e funcionalidade para pessoas com deficincia. Tambm garante que ser atendido o plano apresentado na candidatura do Rio de Janeiro como sede das Olimpadas 2016, e que sero desenvolvidos programas para aproveitamento posterior das instalaes dos jogos em Belo Horizonte.

    Doao - Em outra mensagem recebida na reunio desta quinta-feira (26), o governador encaminha projeto de lei autorizando o Poder Executivo a doar imvel ao municpio de Martinho Campos (Centro-Oeste de Minas). Segundo a mensagem, o imvel ser utilizado pela prefeitura para construir a sede de uma unidade de tratamento de dependentes qumicos. O terreno abrigou uma escola estadual, hoje desativada. Em outra mensagem recebida na reunio desta quinta-feira (26), o governador encaminha projeto de lei autorizando o Poder Executivo a doar imvel ao municpio de Martinho Campos (Centro-Oeste de Minas). Segundo a mensagem, o imvel ser utilizado pela prefeitura para construir a sede de uma unidade de tratamento de dependentes qumicos. O terreno abrigou uma escola estadual, hoje desativada.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 27, 2009

    Investimento em publicidade na INTERNET cresce 45% ... nota pinada do site do SINAPRO - presidido por Juliano Sales - nosso parceiro de Blogosfera.





                                                         Mercado cresce 15,46%
                                                           nos oito primeiros meses do ano






    O mercado publicitrio brasileiro cresceu 15,46% de janeiro a agosto de 2008 em comparao com igual perodo do ano passado.
    Os nmeros do Projeto Inter-Meios, do Jornal Meio e Mensagem, mostram que, nos oito primeiros meses do ano, o faturamento dos veculos com publicidade chegou a R$ 13,3 bilhes. O maior ndice de crescimento (45%) ficou com a internet, seguida da TV por assinatura (28,5%). O destaque foi o bom desempenho do rdio (que cresceu 23,3%) e do cinema (21,3%). Na mdia impressa, a performance dos jornais foi 16,4% superior obtida em 2007 e a das revistas, 19,4%.

    A maior parte do bolo, como sempre, ficou com a TV aberta, que faturou R$ 7,8 bilhes (crescimento de 14%). At a mdia exterior se recuperou, com ndice positivo de 4,9%. J o meio guias e listas viu seu faturamento publicitrio encolher 11,6% no perodo.
    Veja abaixo o faturamento bruto dos meios em Real (R$).






     

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 27, 2009

    Desburacratizando...









    Junta Comercial de MG muda processo
    para evitar extino de empresas

     

    J esto disponveis no site da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) os novos procedimentos para a transformao de empresrio individual em sociedade empresria (ex-sociedade Ltda). Para fazer a migrao basta acessar www.jucemg.mg.gov.br, preencher os formulrios e entregar na sede da Jucemg (avenida Santos Dumont, 380, Centro, Belo Horizonte) ou nos postos do Minas Fcil.


    Os novos procedimentos adotados pela Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg), conforme prev a Lei Complementar 128, de 19 de dezembro de 2008, evitam a extino desnecessria da empresa. O processo vlido tambm para a mudana de sociedade empresria para empresa individual.  Outra vantagem ser a adaptao do registro mercantil s normas do Cdigo Civil.


    Antes dessa nova determinao, o empresrio tinha que fechar a empresa e abrir outra, prejudicando os contratos j firmados. Com os novos procedimentos, sero mantidos o CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurdica) e a inscrio na Secretaria de Estado de Fazenda.


    Dois processos devero ser protocolados na Junta Comercial, um referente ao empresrio e outro sociedade empresria, que vo tramitar vinculados. Tanto a sociedade quanto a empresa individual podero protocolar o enquadramento como microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP), que ser vinculado ao processo de arquivamento do contrato ou inscrio.


    Capa do processo


    A Jucemg vai mudar tambm, a partir desta segunda-feira (2), a capa do processo de registro/requerimento, exigida para o arquivamento dos atos das empresas, e que vir com check list de documentao. O procedimento vai evitar retrabalho por parte do empreendedor e a capa dever ser impressa e apresentada na hora do registro do ato.


    A Jucemg vai disponibilizar para os usurios a emisso da capa de processo via web. Portanto, no ser mais necessrio o download do programa para emisso. A capa de processo dever ser impressa em papel tamanho A4, utilizando impressora jato de tinta ou a laser, para melhor legibilidade.


    Em janeiro de 2009, foram abertas em Minas 1.327 empresas individuais e 1.806 sociedades empresrias. De janeiro a dezembro de 2008, houve a constituio de 21.085 empresas individuais e de 31.545 limitadas em todo o Estado.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 27, 2009

    COLRIO EM DOSE DUPLA. Vem da coluna do Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.


    A juizforana Marcela Tinti e Grazi Massafera,
    que integram o cast das belas atrizes globais,
    enfeitando o camarote da Brahma,
    no Sambdromo do Rio

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 27, 2009

    "VIVER BRASIL" - a excelente revista do jornalista Paulo Csar Oliveira com os filhos Gustavo e Paulo Csar - Paulinho - j nas bancas. Pinei entrevista feita pelo jornalista Flvio Penna - com quem conviv na cobertura poltica - eu pela Rede Globo e ele pelos Associados - fez como presidente da Citroen no Brasil, Jean Louis Orphelin. Confira.

                                                          Apenas uma reduo de marcha

    O presidente da Citren no Brasil, Jean-Louis Orphelin, afirma que o mercado automobilstico no pas foi um dos que menos sofreu com a crise mundial em relao aos outros e diz que a reduo dos impostos no setor salvou as montadoras..

    Texto:Flvio penna | Fotos:Pedro vilela
    Opinies e sugestes sobre a matria?
    Mande e-mail para redacao@revistaviverbrasil.com.br




    Jean-Louis Orphelin um executivo experimentado que construiu uma carreira  de sucesso dentro da Citren. J dirigiu a empresa na Itlia, na Argentina e, desde o ano passado, comanda a Citren do Brasil. A montadora tem fbrica em Porto Real, no Rio de Janeiro, h oito anos, e planos arrojados para o mercado brasileiro. O dirigente de uma das principais empresas do setor automobilstico, responsvel por algumas das mais importantes tecnologias em uso nos carros de todo o mundo, prudente nas previses quanto a metas para este ano. Evita falar em novos investimentos em 2009 no Brasil, embora haja programao de 300 milhes de reais para ampliar a produo em Porto Real. A cautela com a crise no tira dele o otimismo com o projetado aumento na participao da Citren no pas. Em 2009 a meta dominar 3% do mercado nacional de veculos leves, segmento em que atua a Citren. Em julho de 2008, pouco depois de assumir o comando da empresa no Brasil, Jean-Louis, em entrevista, previa que o Brasil chegaria, este ano, ao 4 lugar no mercado mundial de veculos, desbancando a Alemanha. Com a crise, evita este tipo de comentrio, embora preveja que, por aqui, o impacto das dificuldades financeiras mundial ser menor, pela rapidez com que o pas adotou medidas econmicas preventivas e pela nossa riqueza natural.

    De que forma a crise atingiu o setor automobilstico brasileiro?

    Podemos dizer que a crise no setor chegou mais tarde ao Brasil do que aos Estados Unidos e Europa. A crise atingiu os mercados dos Estados Unidos e da Europa em junho/julho. Aqui foi a partir de setembro, mesmo assim de forma mais suave. Depois ficou um pouco mais difcil, mas, assim mesmo, por pouco tempo, at novembro, mais ou menos. O governo brasileiro foi mais reativo do que os grandes do mundo. Imediatamente baixou medidas, reduzindo impostos e facilitando o crdito para o financiamento de veculos. Na Espanha, o mercado de carros caiu 50% desde dezembro. Na Itlia, 35% e na Inglaterra em torno de 30%. No Brasil a situao foi diferente. O governo agiu rpido, ajudando todas as montadoras a resolverem seus problemas de estoques. Para mim, as medidas tomadas salvaram as montadoras brasileiras.
     
    As medidas excepcionais adotadas pelo governo, de apoio ao setor, valem at final de maro. Depois disto, como o senhor acha que ficar o mercado?

    Para mim, seria muito bom se estas medidas fossem at um pouco mais frente, junho ou julho. Assim teramos condies de manter uma mdia maior de produo de carros este ano. Penso que a produo brasileira deve ficar em torno de 2,3 milhes de carros em 2009. Em julho do ano passado a projeo era de uma produo de 3 milhes. Penso que no se chegar a tanto.

    Em entrevista, publicada em julho do ano passado, o senhor anunciou que a meta da Citren atingir, em 2009, 3% do  8 mercado brasileiro de veculos. Ainda com esta meta que a empresa trabalha?

    Este o nosso objetivo. Estamos lanando novos produtos como o  C4 Picasso, monovolume com cinco lugares; o C4 Hatch, no ms que vem e, no segundo semestre, dois modelos do C5, o que certamente ampliar nossa presena no mercado. Ainda estamos um pouco distantes da meta projetada, em torno de 2% do mercado, mas acreditamos que, a partir de abril, com os novos produtos, atingiremos os 3% a cada ms. H ainda outro aspecto a ser considerado. Hoje est mais fcil comprar um carro novo, com a reduo dos impostos e com as promoes que as revendedoras esto fazendo, do que adquirir um carro usado, apesar da queda de preos destes carros.

    Com a crise, alguns pases j comearam a adotar algumas medidas protecionistas para blindar os empregos e o mercado interno. Isto, de algumas forma, prejudica os projetos de exportao?

    Para mim o protecionismo no bom. Mas ns exportamos mais para a Amrica Latina. A Argentina nossa principal cliente. Por isso o protecionismo europeu no nos prejudica muito. Estamos em negociao com importadores chilenos, um mercado novo que estamos abrindo agora, pois eles compram todos os seus carros na Europa, onde tm acordos tarifrios. Dificuldades temos tambm na Venezuela, que possui um mercado com potencial para a venda de muitos carros. O problema com o cmbio, com a troca de moeda.

    O senhor que um executivo experiente, que j atuou em vrias pases, qual a viso que tem da atual crise econmica mundial?

    A crise tem motivos diferentes. Tivemos o subprime. Depois a crise nos bancos e finalmente a crise de confiana, que o maior problema para o mercado. Quando falta a confiana, o dinheiro no circula. A gente no comprando, no h produo e faltam os empregos. A dificuldade restabelecer a confiana dos compradores. Sem isso no h possibilidades de melhora. Os governos esto colocando recursos e tomando medidas na rea tributria para aquecer o mercado. Mas ainda no houve resultados. Acho que o Brasil est em situao melhor que o resto do mundo. O pas tem muitas riquezas. O pas tem o etanol e completamente independente do petrleo, que hoje um verdadeiro tesouro. O Brasil tem ferro, tem tudo. Por isto pode viver tranquilamente. A poltica do Banco Central tambm boa, a moeda forte e a poltica de importao e exportao inteligente, o que beneficia o pas.

    O senhor falou no etanol. A Citren usa a tecnologia do etanol nos carros que exporta?

    Sim, usamos a tecnologia do etanol nos veculos que produzimos no Brasil e em outras fbricas que temos pelo mundo. Estamos produzindo e exportando para a Sucia motores com a tecnologia brasileira para o etanol.

    Praticamente todos os governos esto preocupados em assegurar condies para a indstria automotiva superar a crise...

    porque a indstria que mais gera empregos diretos e indiretos. Quando se fecha uma fbrica, so 30 a 35 mil empregos que se perdem de uma vez. A cadeia de produo inteira gera muitos empregos. Hoje uma montadora praticamente no produz peas. Ela compra de fornecedores que geram empregos. Temos ainda o setor de distribuio, com milhares de caminhes que levam os carros, com o pessoal das lojas que vendem os carros, do manuteno etc.

    O mundo est preocupado com a indstria automotiva. E ela est preocupada com o mundo, com a preservao ambiental?

    Sim, e para isto o etanol uma soluo. No a soluo, mas uma das solues. Temos ainda os carros hbridos, que usam combustveis e eletricidade. Os carros produzidos hoje consomem muito menos combustveis do que consumiam, por exemplo, h 15 anos. O petrleo hoje muito caro e, por isso, preciso produzir carros mais econmicos, de menor consumo. O etanol tambm uma soluo mais econmica para quem produz e para quem pode import-lo.

    E o carro eltrico, vivel?

    O carro eltrico tem problemas a superar. H pesquisas para desenvolver tecnologia capaz de aumentar a autonomia e a velocidade destes veculos. Os carros movidos a eletricidade produzidos hoje tm autonomia de 90 km e desenvolvem velocidade mxima de 90 km. Ento para ser usado durante uma hora numa viagem. Assim, ele vivel para uso na cidade, mas no nas estradas. Para quem mora e trabalha numa mesma cidade, deslocando-se uma mdia de 20 km/dia, uma soluo vivel. Mas temos que pensar tambm na questo da bateria que fornece a eletricidade. Num determinado momento ela ter de ser trocada e o seu descarte no bom para o meio ambiente.

    H uma pesquisa que aponta o DS, produzido pela Citren, na dcada de 1950, como o veculo mais bonito do sculo passado. Outros modelos da empresa, o 2CV e o Traction Avant, esto relacionados entre os dez mais importantes carros da histria da indstria automobilstica. Qual o segredo?

    O segredo da Citren a imaginao, a criatividade. O DS, por exemplo, foi concebido com solues muito modernas e  o seu design foi uma verdadeira revoluo. Alis, o arquiteto Flamnio Bertoini, no fez um design. Ele fez uma escultura e, depois de pronta, disse que a ela faltavam apenas as rodas para se transformar num carro. O DS uma obra de arte. Ele foi o modelo que introduziu a preocupao com a aerodinmica dos veculos. Inovou no sistema de freios e na segurana, pois, no caso de uma batida, seu motor caa, evitando assim que fosse comprimido contra os passageiros. Este sistema est nos nossos carros ainda hoje. 

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 27, 2009

    Rdios Comunitrias. Confira as aes do ministro das Comunicaes,senador Hlio Costana rea de onde ele veio -comeou a carreira dele de radialista na Rdio Barbacena, em sua cidade natal.

    Servio j cobre 99,86% do territrio nacional

     
    Ministro Hlio Costa.

    Mais 162 entidades representantes da comunidade em diversos municpios brasileiros receberam, em 2009, a autorizao do Ministrio das Comunicaes para operar o servio de radiodifuso comunitria.
    As portarias de autorizao foram publicadas no Dirio Oficial da Unio dos dias 7 e 13 de janeiro.
    Agora, os processos seguem para o Congresso Nacional, onde sero analisados e aprovados. Somente aps a publicao de um Decreto Legislativo, as rdios comunitrias recebem uma licena definitiva de funcionamento.
    A equipe do Ministrio das Comunicaes trabalha para que todos os municpios tenham sua emissora.
    J foram abertas inscries em 99,86% deles e, atualmente, h 3.652 emissoras legalizadas. S em 2008, 374 entidades receberam autorizao para executarem o servio de radiodifuso comunitria.
    Para saber como montar uma rdio comunitria, basta acessar a pgina do ministrio na internet (www.mc.gov.br). Esto disponveis cartilhas e manuais de orientao, alm de todos os formulrios que devem ser preenchidos.
    Clique aqui para ver a listagem completa dos processos autorizados pelo Ministrio das Comunicaes.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 26, 2009

    Dom Valmor Oliveira de Azevedo - Arcebispo Metropolitano de BH - concede entrevista, na Assemblia de Minas, no lanamento da Campanha da Fraternidade 2009. Foi um Ato Histrico, que reuniu num mesmo espao a Igreja e o Poder Legislativo Mineiro na busca de alternativas para o combate Violncia. O Tema : Fraternidade e Segurana Pblica "A PAZ FRUTO DA JUSTIA".

      


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 26, 2009

    CORREIOS desconhece crise e cresce...


    Empresa faturou R$ 11 bi representando aumento de 13% na receita operacional.
    E contratou 4 mil funcionrios

    Ao contrrio do conturbado cenrio financeiro das corporaes pelo mundo, a Empresa Brasileira de Correios e Telgrafos (ECT) encerrou 2008 com excelentes resultados, destacando-se entre as principais empresas pblicas brasileiras. O faturamento, de R$ 11 bilhes, recorde na histria da empresa e representa um aumento de 13% na receita operacional. O retorno sobre o patrimnio lquido dos Correios foi de 28,3%.

    Quanto ao lucro total, o ganho da empresa foi um dos maiores da sua histria, girando em torno de R$ 800 milhes. Alm disso, os Correios repassaram aos cofres pblicos R$ 2,5 bilhes, entre dividendos, lucros e impostos. Essa a segunda vez consecutiva, no perodo de sete anos, que o negcio postal obtm resultado positivo, cujo montante, em 2008, foi da ordem de R$ 120 milhes.



    Segundo o presidente dos Correios, Carlos Henrique Custdio, os excelentes resultados apresentados pela ECT, no ltimo ano, so fruto de uma poltica de equilbrio das despesas, do investimento em capacitao de pessoal, das inovaes tecnolgicas e da manuteno da credibilidade da empresa junto populao.

    "Em 2008, superando gigantes do mercado mundial, os Correios apareceram como a primeira colocada em respeitabilidade entre as empresas de correios do mundo e a segunda do ramo de logstica, de acordo com o ranking divulgado pela revista americana Forbes," destaca Custdio, que comemora tambm a contratao de cerca de 4 mil novos empregados, elevando o quadro de pessoal da empresa de 108 mil para 112 mil, em razo do aumento da demanda de servios.

    Os resultados da ECT so ainda mais relevantes em comparao a outras empresas do setor postal e de logstica no mundo. O correio americano apresentou prejuzo de US$ 2,8 milhes, em 2008. Outras grandes empresas do setor anunciaram cortes de despesas administrativas e de pessoal, no final do ano passado. A DHL, uma das maiores empresas do mundo em logstica e frete expresso, anunciou sua sada do mercado americano, com demisses e cortes de investimentos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 26, 2009

    Iniciativa nota 10. LIXO vai virar ENERGIA...









    Cetec medir o potencial energtico
    do lixo da capital

     









       

    Priscila Armani /ACS Cetec

    Transformar o lixo que sai das residncias, indstrias e de espaos comerciais de Belo Horizonte em energia um grande desafio para os pesquisadores da Fundao Centro Tecnolgico de Minas Gerais (Cetec). Com recursos da ordem de R$ 120 mil, assegurados pela Fundao de Amparo Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), os profissionais iniciaram o trabalho neste ms de fevereiro, com previso de trmino para 2010.


    O coordenador do projeto e pesquisador do Setor de Recursos da Terra, Cludio Jorge Canado, explica que, primeiramente, sero realizadas coletas em diferentes estaes do ano. As amostras recolhidas buscaro ser representativas dos resduos de Belo Horizonte, abrangendo todas as regies e classes sociais dos habitantes da cidade. 


    Canado informa que o trabalho comea com um estudo socioeconmico das regies da cidade e a anlise de cada regio buscando locais de coleta que vo oferecer amostras mais representativas do municpio como um todo. Depois, o lixo ser recolhido e trabalhado no Cetec, para sua homogeneizao. Ns misturamos todo o volume recolhido buscando homogeneizar os resduos, alm de retirarmos deles o que no pode ser triturado, como tamancos e at pilhas, diz ele.


    O lixo ser, ento, selecionado, triturado, compactado e depois levado para o Setor de Anlises Qumicas do Cetec para ser analisado. Nessa anlise, ser determinado o Poder Calorfico Superior (PCS) e o Poder Calorfico Inferior (PCI) das amostras. De acordo com a pesquisadora Erzia Aparecida Evangelista Ferreira, o Poder Calorfico Superior ser obtido pela queima do lixo na presena de oxignio em um equipamento chamado de calormetro. J o PCI ser obtido por meio de clculo, conhecendo-se o teor de hidrognio da amostra e seu PCS. O Setor de Anlises Qumicas determinar os teores de hidrognio e tambm de carbono das amostras de lixo, utilizando um analisador de CHN (Carbono, Hidrognio e Nitrognio).


    O calor gerado pelo lixo possui potencial para se transformar, no futuro, em energia eltrica. Saber o poder energtico do lixo importante para servir de referncia tcnica aos empreendedores que possam vir a se interessar em investir na reutilizao dos resduos slidos domiciliares e comerciais de Belo Horizonte como fonte energtica no futuro, explica Cludio Canado. 


    Na Europa e Estados Unidos bastante comum a utilizao energtica do lixo, mas a prtica no se mostrou difundida no Brasil, por causa dos altos investimentos necessrios e devido grande disponibilidade de reas para aterros. 


    Cludio Canado destaca que a energia obtida a partir do lixo seria uma alternativa limpa que resolveria os impactos ambientais da poluio e, ao mesmo tempo, criaria outra opo de gerao de energia eltrica. Segundo o pesquisador, para que o meio ambiente no seja to impactado pelos resduos, o ideal um estudo conjunto de alternativas de destinao que englobe a coleta seletiva do lixo, reciclagem, reaproveitamento energtico e aterramento. O ideal que se aproveite todo o potencial de uso dos resduos, somente encaminhando para aterramento aquilo que realmente no pode ser mais reaproveitado em nenhuma soluo tecnolgica disponvel, completa o coordenador do projeto. 



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 26, 2009

    Pinado do BLOG do nosso amigo de Uberlndia, Hugueney Bisneto.


    O senador Wellington Salgado aniversariou na segunda-feira/dia 23 - Happy Birthday. Aqui, nesta foto, o senador com sua mulher Sabrina Della Pena Salgado.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 26, 2009

    Dom Valmor est na Assemblia de Minas. Arcebispo Metropolitano de BH, vai lanar a Campanha da Fraternidade de 2009.


    D. Valmor Azevedo,
    arcebispo metropolitano de BH.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 26, 2009

    Neste momento - 15h30m - est sendo lanada no plenrio da Assemblia de Minas, a Campanha da FRATERNIDADE de 2009. Tema: FRATERNIDADE e SEGURANA PBLICA.

    A Assembleia Legislativa de Minas Gerais vai sediar, nesta quinta-feira (26/2/09), o lanamento da Campanha da Fraternidade 2009 em Belo Horizonte, promovida pela Conferncia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Este ano, o tema "Fraternidade e Segurana Pblica", com o lema "A paz fruto da justia". A Reunio Especial, solicitada pelo deputado Clio Moreira (PSDB), est marcada para as 16 horas, no Plenrio. Segundo informaes do gabinete do deputado, a deciso de trazer o evento para a Assembleia partiu do Vicariato Episcopal para Ao Social e Poltica e do arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo.

    Para Clio Moreira, o lanamento da campanha na ALMG justificvel, "uma vez que a segurana questo pblica, pertinente ao governo, e lugar melhor no h para dar incio discusso em torno de uma questo to preocupante, que necessita de aes urgentes e talvez at uma mudana de mtodos e conceitos para se buscar a paz no Pas, perdida pela violncia que tem a droga como pano de fundo".

    Para a reunio do dia 26 de fevereiro, alm do deputado Clio Moreira e de um representante da Mesa da ALMG, esto confirmadas as presenas do secretrio de Governo, Danilo de Castro; do arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo; do vigrio Episcopal para Ao Social e Poltica, Ademir Ragazzi; e do representante do Conselho Nacional de Igrejas Crists do Brasil (Conic), pastor Mrcio Moreira.

    A expectativa reunir no Plenrio cerca de 300 fiis das parquias de Belo Horizonte e regio. Durante a chegada das pessoas, o Coral Renascer, do Grupo Solidariedade, far apresentaes. Na solenidade, eles iro apresentar o Hino da Campanha da Fraternidade 2009 e o Hino Nacional.

    Coletiva - Antes da Reunio Especial, haver uma entrevista coletiva, s 15 horas, na Sala de Imprensa da ALMG, sobre o lanamento da Campanha da Fraternidade. Iro participar o deputado estadual Clio Moreira; o deputado federal Miguel Martini; o arcebispo Metropolitano de BH, Dom Walmor Oliveira de Azevedo; o padre Ademir Ragazzi; e o pastor Mrcio Moreira, do Conic. Em seguida, os participantes da coletiva iro para o Salo Nobre receber as autoridades que vo participar da solenidade no Plenrio.Antes da Reunio Especial, haver uma entrevista coletiva, s 15 horas, na Sala de Imprensa da ALMG, sobre o lanamento da Campanha da Fraternidade. Iro participar o deputado estadual Clio Moreira; o deputado federal Miguel Martini; o arcebispo Metropolitano de BH, Dom Walmor Oliveira de Azevedo; o padre Ademir Ragazzi; e o pastor Mrcio Moreira, do Conic. Em seguida, os participantes da coletiva iro para o Salo Nobre receber as autoridades que vo participar da solenidade no Plenrio.

    Campanha renova os princpios cristos

    De acordo com informaes do site da CNBB, a Fraternidade uma campanha quaresmal, que une em si as exigncias da converso, da orao, do jejum e da orao e tem como objetivo convocar os cristos a uma maior participao nos sofrimentos de Cristo. Uma das metas permanentes da campanha, segundo a CNBB, "renovar a conscincia da responsabilidade de todos na Evangelizao, na promoo humana, em vista de uma sociedade justa e solidria".

    A cada ano escolhido um tema, que define a realidade concreta a ser transformada. um lema que explicita em que direo se busca a transformao, com o objetivo de proporcionar a discusso do debate sobre a violncia e contribuir para a criao de uma cultura da paz. Na Campanha da Fraternidade de 2009 importante ressaltar outros objetivos permanentes que so: despertar o esprito comunitrio na Igreja Catlica, comprometendo particularmente os cristos na busca do bem comum e educar para a vida em fraternidade, com base na justia e no amor.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 26, 2009

    Ministro das Comunicaes,senador Hlio Costa est em Lima, no Peru. Objetivo: mostrar ao governo daquele pas o modelo de TV Digital do Brasil.

                                  

    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, viaja nesta quinta-feira, 26 de fevereiro, para Lima, no Peru.
    Ele participa de reunies com a ministra de Produo, Elena Conterno Martinelli, e o Ministro de Transportes e Comunicaes, Enrique Cornejo, sobre o modelo de TV Digital do Brasil.
    O ministro regressa na sexta-feira, tarde.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 25, 2009

    A 13 Regio Militar da PM - com sede em Barbacena - tem novo comandante. o coronel barbacenense Jos Eduardo da Silva, que assumiu o cargo deixado pelo coronel Magela, que foi reformado. O coronel Eduardo foi empossado pelo comandante da PM de Minas, coronel Renato Vieira em prestigiada solenidade realizada em Barbacena.


    Os coronis Renato Vieira e
    Jos Eduardo da Silva



    O deputado Lafayette Andrada e
    o Brigadeiro Alvani Ado da Silva


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 25, 2009

    Polticos no carnaval em Juiz de Fora. Pinado da coluna do Csar Romero.


    O prefeito Custdio Mattos
    com Daniele e o vereador Bruno Siqueira,
    que fisgaram o primeiro 'baby'

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 25, 2009

    Novidade.









    Centro de Referncia
    em lcool e Drogas
    inaugura sede

     









    Jos Carlos Paiva/Secom-MG


    O vice-governador Antonio Augusto Anastasia, o subsecretrio de Polticas Antidrogas, Cloves Benevides, e o subsecretrio de Estado de Esportes e da Juventude, Rogrio Romero, inauguraram, nesta sexta-feira (20), a sede do Centro de Referncia Estadual em lcool e Drogas (Cread), instalado na rua Tupinambs, 314, no centro de Belo Horizonte. O Cread um plo de implementao da Poltica Estadual sobre Drogas, que coordena e executa cursos, seminrios, simpsios e fruns referentes temtica de lcool e outras drogas.
    Na mesma solenidade, foi entregue o novo espao do Centro de Acolhimento SOS Drogas, que oferece orientao gratuita e encaminha dependentes qumicos para tratamento. As autoridades e convidados conhecero o novo layout do site do Observatrio Mineiro de Informaes sobre Drogas (Omid), que disponibiliza, via web, conhecimentos e informaes de servios que atuam na rea de dependncia qumica.
     Lamentavelmente, indicam os especialistas, uma das fontes da criminalidade a questo das drogas, principalmente os homicdios. Podemos verificar isso pela leitura dos jornais. A criao deste Centro de Referncia em lcool e Drogas certamente vai permitir que Minas, de modo pioneiro mais uma vez no Brasil, consiga apontar caminhos para a reduo da criminalidade decorrente das drogas, disse o vice-governador. Segundo Anastasia, Minas Gerais tem apresentado nos ltimos anos queda significativa dos ndices de criminalidade, mas o Governo do Estado ainda permanece firme nesse combate.
    O vice-governador ainda explicou que o poder pblico, na rea das drogas, no pode fazer nada sozinho. imprescindvel a participao da sociedade civil, da famlia, da imprensa, de todas as foras vivas da sociedade para, articuladamente, combater esse mal do sculo XXI, que so as drogas e o lcool. Queremos no s reduzir ainda mais a criminalidade, mas tambm trabalhar para o conforto e a dignidade da pessoa humana na prpria famlia. Muitas vezes um familiar envolvido com drogas ou lcool, mesmo que no tenha caminhado na trilha do crime, causa terrveis problemas para si mesmo, abandonando o trabalho, os estudos, perturbando sua sade e sua prpria famlia. Esse esforo ser feito por esse Centro, concluiu.
    O Cread, o Omid e o SOS Drogas tero capacidade para atendimento presencial e telefnico de 1.300 pessoas por ms, com 18 funcionrios e 29 entidades parceiras. O prdio da sede do Cread alugado pelo Governo do Estado.
    Cread
    O Cread trabalha para personalizar o atendimento ao usurio de substncias psicoativas e a seus familiares, propiciar conhecimentos e orientaes sobre o uso indevido dessas substncias para toda a comunidade que demandar o servio e integrar as aes de ateno ao dependente qumico em todo o Estado de Minas Gerais.
    Entre seus objetivos esto a promoo de esclarecimentos quanto s intervenes, metodologia de trabalho e contedos programticos de preveno ao uso de substncias psicoativas; a orientao de familiares e  amigos quanto a procedimentos e atitudes em relao dependncia qumica, no contexto familiar e o estmulo a aes que busquem o bem-estar fsico, emocional e a reinsero social, estabelecendo parcerias com instituies afins, por meio de aes de capacitao para o mercado de trabalho, oficinas profissionalizantes, oficinas teraputicas, aumento da escolaridade.
    O Cread ainda atua na manuteno de um banco de dados que propicie a avaliao do perfil epidemiolgico dos usurios desse servio em todo o Estado de Minas Gerais, a partir da integrao com os servios do Programa Rede Complementar de Suporte Social na Ateno ao Dependente Qumico; o oferecimento de informaes sobre substncias psicoativas a estudantes, educadores e comunidade em geral, via Projeto ATENDE! (servio telefnico gratuito); a disponibilizao de acolhimento pessoal e individualizado e, se necessrio, o encaminhamento do dependente para tratamento em instituies especializadas; e a realizao de reunies de Grupos de Mtua-Ajuda, como Alcolicos Annimos, Narcticos Annimos, Amor Exigente, Pastoral da Sobriedade, Fumantes Annimos.
     Basicamente, o Centro vai atuar em trs reas: acolhimento dos usurios de drogas - as pessoas que sofrem com o uso e abuso das substancias -, orientao do mbito da capacitao, com melhores praticas em matria de capacitao profissional, e disseminao de informaes com o Omid, afirmou o subsecretrio de Polticas Antidrogas.
    De acordo com Cloves Benevides, Minas Gerais lana, com a inaugurao do Cread, um portal para distribuio de bolsas para profissionais no mbito do Estado que trabalham nessa rea, com 300 vagas de especializao. Este o maior projeto de capacitao de profissionais no mbito de drogas feito no Brasil.
    Dentro de suas atividades, o Cread oferece Grupos Especializados para o combate ao tabagismo, disponibiliza aes dos Grupos Especializados de Reduo de Danos, em parceria com Secretaria de Estado de Sade (SES), implementa parcerias com as instituies de ensino superior para servios de extenso acadmica e mantm acervo bibliogrfico, disponibilizando-o comunidade.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 25, 2009

    Campanha da Fraternidade 2009. Campanha ser lanada amanh na Assemblia de Minas.

    A Assembleia Legislativa de Minas Gerais vai sediar, nesta quinta-feira (26/2/09), o lanamento oficial da Campanha da Fraternidade 2009, promovida pela Conferncia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Este ano, o tema "Fraternidade e Segurana Pblica", com o lema "A paz fruto da justia". A Reunio Especial, solicitada pelo deputado Clio Moreira (PSDB), est marcada para as 16 horas, no Plenrio. Segundo informaes do gabinete do deputado, a deciso de trazer o evento para a Assembleia partiu do Vicariato Episcopal para Ao Social e Poltica e do arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo.

    Para Clio Moreira, o lanamento da campanha na ALMG justificvel, "uma vez que a segurana questo pblica, pertinente ao governo, e lugar melhor no h para dar incio discusso em torno de uma questo to preocupante, que necessita de aes urgentes e talvez at uma mudana de mtodos e conceitos para se buscar a paz no Pas, perdida pela violncia que tem a droga como pano de fundo".

    Para a reunio do dia 26 de fevereiro, alm do deputado Clio Moreira e de um representante da Mesa da ALMG, esto confirmadas as presenas do secretrio de Governo, Danilo de Castro; do arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo; do vigrio Episcopal para Ao Social e Poltica, Ademir Ragazzi; e do representante do Conselho Nacional de Igrejas Crists do Brasil (Conic), pastor Mrcio Moreira.

    A expectativa reunir no Plenrio cerca de 300 fiis das parquias de Belo Horizonte e regio. Durante a chegada das pessoas, o Coral Renascer, do Grupo Solidariedade, far apresentaes. Na solenidade, eles iro apresentar o Hino da Campanha da Fraternidade 2009 e o Hino Nacional.

    Coletiva - Antes da Reunio Especial, haver uma entrevista coletiva, s 15 horas, na Sala de Imprensa da ALMG, sobre o lanamento da Campanha da Fraternidade. Iro participar o deputado estadual Clio Moreira; o deputado federal Miguel Martini; o arcebispo Metropolitano de BH, Dom Walmor Oliveira de Azevedo; o padre Ademir Ragazzi; e o pastor Mrcio Moreira, do Conic. Em seguida, os participantes da coletiva iro para o Salo Nobre receber as autoridades que vo participar da solenidade no Plenrio.Antes da Reunio Especial, haver uma entrevista coletiva, s 15 horas, na Sala de Imprensa da ALMG, sobre o lanamento da Campanha da Fraternidade. Iro participar o deputado estadual Clio Moreira; o deputado federal Miguel Martini; o arcebispo Metropolitano de BH, Dom Walmor Oliveira de Azevedo; o padre Ademir Ragazzi; e o pastor Mrcio Moreira, do Conic. Em seguida, os participantes da coletiva iro para o Salo Nobre receber as autoridades que vo participar da solenidade no Plenrio.

    Campanha renova os princpios cristos

    De acordo com informaes do site da CNBB, a Fraternidade uma campanha quaresmal, que une em si as exigncias da converso, da orao, do jejum e da orao e tem como objetivo convocar os cristos a uma maior participao nos sofrimentos de Cristo. Uma das metas permanentes da campanha, segundo a CNBB, "renovar a conscincia da responsabilidade de todos na Evangelizao, na promoo humana, em vista de uma sociedade justa e solidria".

    A cada ano escolhido um tema, que define a realidade concreta a ser transformada. um lema que explicita em que direo se busca a transformao, com o objetivo de proporcionar a discusso do debate sobre a violncia e contribuir para a criao de uma cultura da paz. Na Campanha da Fraternidade de 2009 importante ressaltar outros objetivos permanentes que so: despertar o esprito comunitrio na Igreja Catlica, comprometendo particularmente os cristos na busca do bem comum e educar para a vida em fraternidade, com base na justia e no amor.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 23, 2009

    Carnaval em Cabo Frio.


    Foto arquivo. A advogada Juliany Rodrigues da Silva
    e o Analista de Sistema da Oi, Jlio Csar Amaral
    curtem - com amigos - o feriado de carnaval
    na Praia do Forte em Cabo Frio.

    Por l, tambm no ap do Braga, nas dunas,
    o empresrio Luiz Paulo Neca Amaral/Helena,
    com as filhas Virgnia e Vitria.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 23, 2009

    Carnaval em Tiradentes...

    Nesta segunda-feira de carnaval estivemos em Tiradentes. Pr variar ruas cheias de turistas.
    Alguns bonecos gigantes davam o tom na rua pricipal aonde fica a praa. Som com msicas carnavelescas.  Mas todos estavam mesmo curtindo os restaurantes, os barzinhos, as lojas de artesanato.
    De repente, s 4 da tarde, uma forte chuva aliviou o calor. 

     
    Visitamos a Igreja de Santo Antnio.
    Belssima obra do sculo XVIII. Uma relquia.
    Olhei para as beiradas do imponente teto. Est precisando de restaurao urgente. Os 3 reais que pagamos na entrada, mesmo que somados a outros centenas de reais, no daro para fazer a obra.
    Fica o alerta para o poder pblico e o empresariado, que pode e muito bem, investir na restaurao e descontar do imposto de renda.
    E na volta de Tiradentes para Barbacena - onde estou na casa da minha me - fui parado numa barreira da Polcia Militar. Na minha frente um carro com placa de Barbacena. O guarda mandou passar.
    Vinha eu, com placa de BH. No deu outra! 
    Pediu documentos e carteira. Conferiu. Tudo certo.
    O curioso que viajo sempre e h muito tempo, muito tempo mesmo, no sou parado pela fiscalizao rodoviria...

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    Neste momento - 20h46m - a Construtora ANDRADE GUTIERREZ est sendo homenageada pela Assemblia Legislativa de Minas. A Reunio Especial est sendo transmitida AO VIVO pela TVA.

    Os 60 anos da Construtora Andrade Gutierrez esto sendo comemorados pela Assemblia Legislativa hoje, quinta-feira. A Reunio Especial est sendo realizada no Plenrio e foi requerida pelo deputado Dlio Malheiros (PV). Para o parlamentar, a homenagem vai consolidar ainda mais a construtora "que tanto representa o Estado de Minas Gerais e abrange no s o Pas, mas reconhecida e respeitada mundialmente". Ele disse que a Andrade Gutierrez se destaca pela execuo de grandes obras, como a construo de diversas usinas hidreltricas. "So 60 anos de muito vigor e trabalho", ressaltou o deputado.

    Histria - A empresa foi criada em Belo Horizonte em 1948 por Flvio Gutierrez e pelos irmos Gabriel e Roberto Andrade. Entre as importantes obras realizadas, destacam-se a construo da Hidreltrica de Itaip, o Aeroporto de Confins e parte significativa do metr de So Paulo. Tambm foram obras da construtora a rodovia BR-3, atual BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Belo Horizonte; a BR-319, que liga Manaus a Porto Velho; e a SP-280, principal ligao entre a regio metropolitana de So Paulo e o oeste paulista.

    Em 1980 o grupo conquistou o mercado internacional e teve como primeiro trabalho a construo de uma rodovia no Congo, em plena Floresta Africana. Em 2001, com a expanso dos negcios, a sede da Construtora mudou para So Paulo, mantendo a holding Andrade Gutierrez e a sede fiscal em Belo Horizonte. Segundo seu Relatrio Anual, a Andrade Gutierrez obteve um faturamento de R$ 7,9 bilhes em 2007, o que representa um crescimento de 25,7% em relao ao ano anterior. A meta da companhia ser uma das cinco maiores corporaes privadas do Pas em 2013.

    A companhia j ganhou diversos prmios, entre eles o de melhor empresa brasileira da construo pesada, segundo a Revista Exame, nas dcadas de 70, 80 e 90 do Sculo XX; Prmio Excelncia no Setor de Construo, concedido pelo American Institute of Architects, da Flrida (EUA), em 1995; prmio de Melhor Construtora, da Revista Ferroviria; e prmio de 4 maior empresa de Minas, segundo o jornal Estado de Minas e sistema Fiemg, em 2002.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    DEMISSES NA VALE. Lder do PT na Assemblia, deputado padre Joo, critica empresa.

    O lder do PT, deputado Padre Joo, ocupou a tribuna do Plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais na Reunio Ordinria desta quinta-feira (19/2/09) para criticar o acordo da Vale com seus trabalhadores da regio de Congonhas, que reduziu em 50% seus salrios. O deputado abordou ainda as demisses ocorridas nas siderrgicas de Congonhas, Ouro Branco, Itabirito e Mariana, como CSN e Gerdau, mas especialmente a Vale. Ele disse que as empresas que tanto lucraram com a explorao do solo brasileiro no podem jogar as conseqncias da crise mundial apenas sobre os trabalhadores.

    O deputado tratou ainda das crticas feitas pelo senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) ao Programa Bolsa Famlia e apelou Mesa da ALMG para que no seja cancelada a etapa de interiorizao do Frum Tcnico sobre o Plano Decenal da Educao.

    Padre Joo salientou que concorda com a conteno de despesas na ALMG, mas enfatizou a importncia de se manter o dilogo com a sociedade. "O frum sobre o Plano Decenal de Educao muito importante, j que se trata da discusso de uma poltica pblica, por isso no pode deixar de ser discutido nas cidades, com os movimentos organizados", enfatizou. Por fim, ele criticou as declaraes do senador Jarbas Vasconcelos sobre o Bolsa Famlia. Padre Joo lembrou que o programa representa o resgate da cidadania. Em aparte, o deputado Andr Quinto (PT) concordou com as observaes, destacando que o programa retirou mais de 14 milhes de brasileiros da pobreza.

    Comunicados - A Presidncia informou ao Plenrio que foram recebidos e aprovados os requerimentos 3.350 a 3.355/2009. O deputado Gilberto Abramo (PMDB) comunicou sua renncia vaga de suplente na Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria e indicou o deputado Ivair Nogueira (PMDB) para ocup-la. Ele tambm informou sua indicao para membro suplente da Comisso de Direitos Humanos. O deputado Ivair Nogueira comunicou sua renncia vaga de suplente na Comisso de Direitos Humanos.A Presidncia informou ao Plenrio que foram recebidos e aprovados os requerimentos 3.350 a 3.355/2009. O deputado Gilberto Abramo (PMDB) comunicou sua renncia vaga de suplente na Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria e indicou o deputado Ivair Nogueira (PMDB) para ocup-la. Ele tambm informou sua indicao para membro suplente da Comisso de Direitos Humanos. O deputado Ivair Nogueira comunicou sua renncia vaga de suplente na Comisso de Direitos Humanos.

    Requerimentos aprovados - Foram aprovados requerimentos da Comisso Especial das Serras da Calada e da Moeda, solicitando a prorrogao do seu prazo de funcionamento por mais 30 dias; e dos deputados Durval ngelo (PT) e Joo Leite (PSDB), solicitando a constituio de comisso especial para realizar estudos sobre as condies do sistema prisional do Estado.Foram aprovados requerimentos da Comisso Especial das Serras da Calada e da Moeda, solicitando a prorrogao do seu prazo de funcionamento por mais 30 dias; e dos deputados Durval ngelo (PT) e Joo Leite (PSDB), solicitando a constituio de comisso especial para realizar estudos sobre as condies do sistema prisional do Estado.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    CONVERSA MINEIRA em So Paulo...











    Governador Acio Neves
    visita vice-presidente da Repblica

     









    Wellington Pedro/Imprensa MG

    O governador Acio Neves visitou, nesta quinta-feira (19), em So Paulo, o vice-presidente da Repblica, Jos Alencar, que se recupera de uma cirurgia para retirada de tumores na regio abdominal. Aps o encontro, Acio Neves destacou a alegria e a confiana de Jos Alencar com a sua recuperao.

    "Foi uma conversa muito mineira. Nesse momento as origens valem muito. Falamos muito sobre a trajetria dele. Ele contou histrias interessantssimas e terminamos cantando um desafio que ele se lembrava da poca de Montes Claros, do incio da sua ao empresarial. Obviamente, falamos muito de poltica, ele lembrando muito da campanha de Tancredo em 60, quando ele esteve com o meu outro av, Tristo da Cunha. Nesse momento nos aproximamos ainda mais. Saio bastante animado. Alm de ele estar muito bem, ele est muito animado, muito confiante, principalmente em Deus, o que ele diz sempre, de que vai se recuperar e ultrapassar mais esse desafio na sua vida", disse Acio Neves, em entrevista aps o encontro em So Paulo.

    O governador tambm se emocionou com a forma com que o vice-presidente vem lutando contra a doena que o acomete. Segundo ele, o otimismo do vice-presidente um exemplo de vida para todos os brasileiros. Ele j foi submetido a 12 cirurgias nos ltimos 11 anos para retirada de tumores.

    "Foi uma conversa pessoal, de solidariedade, de algum que como eu, acho que representando o sentimento de todos os mineiros, tem por ele uma admirao enorme, admirao que s faz crescer. O presidente Jos Alencar tem dado a todos os brasileiros uma extraordinria lio de coragem, de desprendimento, eu diria at de algo um pouco raro no meio poltico, de muita franqueza ao expor o seu problema, as dificuldades que est vivendo, com uma absoluta serenidade, mas ao mesmo tempo com enorme transparncia", afirmou Acio Neves.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    Licitao da Assemblia de Minas. para as reas de Rdio e TV. Confira detalhes no site do Banco do Brasil: http://www.licitacoes-e.com.br/aop/consultar-detalhes-licitacao.aop


    N Licitao :
    229234
    Resumo da Licitao :
    Contratao de empresa especializada para fornecimento de soluo completa
    para digitalizao dos processos de captura (ingest),
    edio, armazenamento e automao da exibio (playout) dos contedos de udio e vdeo da TV ALMG, de acordo com as quantidades e caractersticas tcnicas mnimas
    previstas no Edital.
    Cliente : ASSEMBLEIA LEGISLATIVA ESTADO MINAS GERAIS
    / SERVICOS E MATERIAIS
    Pregoeiro :
    EDUARDO DE MATTOS FIUZA
    Edital :
    109/2008
    Processo :
    115/2008
    Modalidade :
    PREGAO
    Tipo :
    MENOR PREO
    Participao do fornecedor :
    AMPLO
    Prazo para Impugnao at :
    2 dia(s)
    Situao :
    ACOLHIMENTO DE PROPOSTAS
    Data de publicao :
    06/02/2009
    Incio acolhimento propostas :
    06/02/2009-17:45
    Limite acolhimento propostas :
    02/03/2009-14:15
    Abertura das propostas :
    02/03/2009-14:15
    Data e hora do prego :
    02/03/2009-14:45

    229234.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    ECONOMISTAS em foco. Posse no IBEF.






    POSSE hoje, dia 19, s 19h30m, do novo presidente do IBEF, o economista Carlos Alberto Teixeira de Oliveira. Ser no FIEMG TRADE CENTER, na rua Timbiras, ao lado da Igreja da Boa Viagem, bairro Funcionrios, aqui em BH.


    O economista
    Carlos Alberto Teixeira
    assume presidncia do IBEF
    Instituto Brasileiro
     de Executivos Financeiros.

    HOMENAGEADO


    Itamar Franco
    Na solenidade de posse
    ser homenageado
    o ex-presidente da Repblica,
    Itamar Franco,
    em comemorao
    dos 15 anos do  Plano REAL
    criado no governo do ilustre mineiro.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    Deputado estadual do PDT de Uberlndia, Tenente Lcio ( reformado do Exrcito), eleito hoje presidente da COMISSO DE TURISMO.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    Novo presidente da COMISSO DE TURISMO. o deputado Tenete Lcio, do PDT de Uberlndia.

    Os deputados Tenente Lcio (PDT) e Eros Biondini (PHS) foram eleitos, respectivamente, presidente e vice-presidente da Comisso de Turismo, Indstria, Comrcio e Cooperativismo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Na reunio especial realizada nesta quinta-feira (19/2/09), cada um dos parlamentares recebeu quatro votos. A comisso se reunir ordinariamente s quintas-feiras, s 9h30.

    O presidente eleito agradeceu a confiana dos colegas e garantiu que Minas Gerais pode esperar muito da comisso. Ele informou que j esteve com a secretria de Estado de Turismo, rica Drumond, e que ter novo encontro com ela no dia 4 de maro, no Sul de Minas. O deputado acrescentou que pretende realizar audincia pblica no municpio de Estrela do Sul, no Alto Paranaba, que reivindica o ttulo de cidade natal de Dona Beija.

    O deputado Eros Biondini, que faz parte da comisso desde o incio da atual legislatura, afirmou que os deputados se sentiram bastante satisfeitos com o trabalho realizado no binio anterior. "Tenho certeza de que avanaremos ainda mais para contribuir com o Estado, trazendo receitas e valorizando o potencial turstico de Minas, que enorme e diverso", avaliou.

    Tambm o deputado Antnio Carlos Arantes (PSC) falou da satisfao de integrar a comisso. Ele ressaltou que o turismo gera empregos em todas as reas e disse considerar o setor democrtico. O parlamentar tambm quer contribuir bastante na rea de cooperativismo. Antnio Carlos Arantes tambm convocou os colegas a manifestarem o apoio da comisso secretria de Turismo pelo projeto de pavimentao da rodovia que liga os municpios de Pimenta, no Sul de Minas, a Guap, no Centro-Oeste. Segundo ele, a obra agora precisa ser licitada.

    A importncia da Lei 18.023, de 2009, que reduz a rea de preservao permanente em torno dos lagos artificiais de 100 metros para 30 metros, tambm foi lembrada pelo deputado. A lei foi originada de projeto dos deputados Antnio Carlos Arantes, Jos Henrique (PMDB) e Domingos Svio (PSDB). Segundo ele, essa medida ajudar no desenvolvimento do turismo em vrias regies de Minas.

    Para o deputado Carlos Gomes (PT), a criao do Ministrio do Turismo no governo Lula demonstra o reconhecimento do setor para o desenvolvimento do Pas e a gerao de empregos e renda. Ele tambm destacou a importncia do cooperativismo para o Estado e disse que a expectativa quanto ao trabalho da comisso muito boa.

    Presenas - Deputados Carlos Gomes (PT), presidente ad hoc; Antnio Carlos Arantes (PSC), Eros Biondini (PHS) e Tenente Lcio (PDT). Deputados Carlos Gomes (PT), presidente ad hoc; Antnio Carlos Arantes (PSC), Eros Biondini (PHS) e Tenente Lcio (PDT).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    Justia Mineira tem novo desembargador. Doorgal de Andrada. Nota pinada do site do TJustia.






    Rossana Souza CERIMNIA - O presidente Srgio Resende empossa o desembargador Doorgal Gustavo Borges de Andrada
    CERIMNIA - O presidente Srgio Resende empossa o desembargador Doorgal Gustavo Borges de Andrada

    O juiz Doorgal Gustavo Borges de Andrada tomou posse como desembargador do Tribunal de Justia, no dia 18 de fevereiro, em sesso solene do Tribunal Pleno, convocada especialmente para a ocasio.

    A posse ocorreu no auditrio da nova unidade do Tribunal de Justia, na Avenida Raja Gabaglia. O presidente do TJMG, desembargador Srgio Resende, manifestou a satisfao em realizar a posse no novo prdio, o que, para ele, foi "uma forma de homenagear os colegas da Raja Gabaglia". Segundo o presidente, todas as posses de desembargadores sero realizadas ali doravante.

    O presidente elogiou o currculo do empossando, que "revela ampla experincia e uma grande capacidade de liderana". O magistrado passa a integrar a 4 Cmara Criminal.

    Doorgal Andrada bacharel em Cincias Jurdicas e Sociais (Direito) pela PUC Minas e ps-graduado em Gerncia de Empresas e em Administrao em Marketing pela Faculdade de Cincias Gerenciais da UNA BH. Realizou estudos jurdicos no exterior, incluindo Chile, Estados Unidos e Espanha e exerceu o magistrio em vrias instituies de ensino superior.

    Atuou como delegado de Polcia Civil e promotor de Justia nas comarcas de Passa Tempo e Itaguara. Como juiz de direito, atuou nas comarcas de Resende Costa, Congonhas, Ouro Branco, Conselheiro Lafaiete, So Joo del Rei, Aimors, Conquista, Estrela do Sul, Uberaba e Belo Horizonte, onde esteve frente da 2 Vara de Feitos Tributrios do Estado.

    Doorgal Andrada foi tambm presidente da Associao dos Magistrados Mineiros (Amagis) e hoje vice-presidente institucional da Associao dos Magistrados Brasileiros (AMB).

    Presenas

    Compuseram a mesa de honra na cerimnia de posse, alm do presidente Srgio Resende, o vice-governador do Estado, Antonio Augusto Anastasia, representando o governador Acio Neves, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Alberto Pinto Coelho, o ministro do Superior Tribunal de Justia (STJ) Joo Otvio de Noronha, o presidente do Tribunal de Justia Militar, juiz coronel PM Rbio Paulino Coelho e o procurador-geral de Justia, Alceu Jos Torres Marques.

    Na extenso da mesa de honra, o deputado federal Bonifcio Andrada, o Secretrio de Estado da Defesa Social, Maurcio de Oliveira Campos Jnior, o advogado-geral do Estado, Jos Bonifcio Borges de Andrada, a auditora-geral do Estado, Maria Celeste Morais Guimares, o defensor-pblico geral do Estado, Belmar Azze Ramos, o comandante do Centro de Instruo e Adaptao da Aeronutica, brigadeiro do ar Jos Geraldo Ferreira Malta, o vice-presidente da AMB, juiz Cludio Luis Braga Dell'Orto e o presidente da Amagis, juiz Nelson Missias de Morais.

    Foi registrada ainda a presena do ministro do STJ Adhemar Ferreira Maciel, dos ex-presidentes do TJMG Jos Costa Loures, Jos Norberto Vaz de Mello, Mrcio Aristeu Monteiro de Barros e Srgio Lellis Santiago e dos deputados estaduais Durval ngelo, Tenente Lcio Elmiro Nascimento, Jos Henrique, Heli Tarqunio, Lafaiete de Andrada, Dr. Viana, Weliton Prado e Rosngela Reis.

    O Hino Nacional foi executado pelo Quarteto de Sopro Asa de Minas, do Centro de Instruo e Adaptao da Aeronutica. Durante a cerimnia, os msicos executaram tambm a cano "Aquarela do Brasil", de Ary Barroso.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    SEGURANA. Novos comandantes da PM em Juiz de Fora. Pinado da coluna de Csar Romero da Tribuna de Minas. Desejamos sucesso aos empossados.



    Na prestigiada solenidade, no La Rocca,
     o novo comandante da 4 Regio da Polcia Militar,
    coronel Anselmo Fernandes
    da Silva (com Jaqueline)


    O novo comandante do 27 BPM ,
    tenente-coronel Ronaldo Nazareth (com Marta)


    O novo comandante do 2 BPM,
    tenente-coronel Hernandes Jos de Morais
    (com Juliana)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    A vez da mulher. Deputada e professora, Maria Lcia Mendona, eleita presidente da Comisso de Educao.

     
    A deputada Maria Lcia Mendona,
    ex-prefeita de Cataguases.
    Agora frente da Comisso de Educao.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    Comisso de Educao da Assemblia de Minas j tem nova presidente. a deputada MARIA LCIA MENDONA, do DEM de Cataguases, Zona da Mata.

    A Comisso de Educao, Cincia, Tecnologia e Informtica da Assembleia Legislativa de Minas Gerais elegeu, nesta quinta-feira (19/2/09), sua nova presidente: a deputada Maria Lcia Mendona (DEM), que na legislatura passada ocupava o cargo de vice-presidente da comisso. Deir Marra (PR), o ex-presidente, foi escolhido para ser o vice. Tambm ficou foi definido que as reunies ordinrias acontecero s quartas-feiras, sempre s 10 horas.

    Ao assumir a presidncia, Maria Lcia Mendona se disse honrada com a confiana dos demais deputados e garantiu que o dilogo com o Poder Executivo ser intensificado no sentido de ampliar os trabalhos por uma educao cada vez melhor para o Estado. Ela reconheceu que o momento atual delicado e que o Governo Estadual est discutindo o Plano Decenal para a Educao. "Apesar do muito que j foi feito no Estado, ainda h um grande trabalho a ser desenvolvido", afirmou.

    Deir Marra tambm agradeceu aos colegas pelos votos recebidos e disse estar confiante na atuao da comisso. Ele destacou ainda que a educao o melhor meio de incluso social que o povo tem nas mos. Glucia Brando (PPS) e Dalmo Ribeiro Silva (PSDB) parabenizaram Maria Lcia e Deir e desejaram sucesso a ambos na conduo dos trabalhos.

    Presenas - Deputadas Maria Lcia Mendona (DEM), presidente; e Glucia Brando (PPS); e deputados Deir Marra (PR), vice, e Dalmo Ribeiro Silva (PSDB). Deputadas Maria Lcia Mendona (DEM), presidente; e Glucia Brando (PPS); e deputados Deir Marra (PR), vice, e Dalmo Ribeiro Silva (PSDB).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    HOMENAGEM Andrade Gutierrez. Hoje noite, l na Assemblia de Minas.

    O deputado Dlio Malheiros props e o plenrio aprovou requerimento dele
    para homenagear a Construtora Andrade Gutierrez,
    que est fazendo 60 anos.
    Ser HOJE, dia 19, s 20 horas no plenrio presidente JK,
    aqui em BH.

    Segundo o deputado,
    a homenagem consolida ainda mais a construtora
    criada em 1948 por Flvio Gutierrez
    que tanto representa o nosso Estado de Minas Gerais
    e abrange no s o pas, mas reconhecida e respeitada mundialmente".



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

    Os 60 anos da Construtora ANDRADE GUTIERREZ sero comemrados hoje noite no plenrio da Assemblia de Minas. A homenagem do deputado Dlio Malheiros, do PV, que teve o requerimento dele aprovado pela unanimidade dos parlamentares. A Reunio Especial ser s 20 horas. Voc pode acompanhar AO VIVO pela TVA. Em BH, pelo cabo NET, canal 11. E pela Internet: www.almg.gov.br

    Os 60 anos da Construtora Andrade Gutierrez sero comemorados pela Assemblia Legislativa na prxima quinta-feira (19/2/09), s 20 horas. A Reunio Especial ser no Plenrio e foi requerida pelo deputado Dlio Malheiros (PV). Para o parlamentar, a homenagem vai consolidar ainda mais a construtora "que tanto representa o Estado de Minas Gerais e abrange no s o Pas, mas reconhecida e respeitada mundialmente". Ele disse que a Andrade Gutierrez se destaca pela execuo de grandes obras, como a construo de diversas usinas hidreltricas. "So 60 anos de muito vigor e trabalho", ressaltou o deputado.

    Histria - A empresa foi criada em Belo Horizonte em 1948 por Flvio Gutierrez e pelos irmos Gabriel e Roberto Andrade. Entre as importantes obras realizadas, destacam-se a construo da Hidreltrica de Itaip, o Aeroporto de Confins e parte significativa do metr de So Paulo. Tambm foram obras da construtora a rodovia BR-3, atual BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Belo Horizonte; a BR-319, que liga Manaus a Porto Velho; e a SP-280, principal ligao entre a regio metropolitana de So Paulo e o oeste paulista.

    Em 1980 o grupo conquistou o mercado internacional e teve como primeiro trabalho a construo de uma rodovia no Congo, em plena Floresta Africana. Em 2001, com a expanso dos negcios, a sede da Construtora mudou para So Paulo, mantendo a holding Andrade Gutierrez e a sede fiscal em Belo Horizonte. Segundo seu Relatrio Anual, a Andrade Gutierrez obteve um faturamento de R$ 7,9 bilhes em 2007, o que representa um crescimento de 25,7% em relao ao ano anterior. A meta da companhia ser uma das cinco maiores corporaes privadas do Pas em 2013.

    A companhia j ganhou diversos prmios, entre eles o de melhor empresa brasileira da construo pesada, segundo a Revista Exame, nas dcadas de 70, 80 e 90 do Sculo XX; Prmio Excelncia no Setor de Construo, concedido pelo American Institute of Architects, da Flrida (EUA), em 1995; prmio de Melhor Construtora, da Revista Ferroviria; e prmio de 4 maior empresa de Minas, segundo o jornal Estado de Minas e sistema Fiemg, em 2002.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 18, 2009

    Empossado hoje.

    O MAIS NOVO DESEMBARGADOR de Minas.
     O juiz DORGAL de Andrada, ex-presidente da AMAGIS
    e vice-presidente da ANAMAGIS, foi empossado hoje,
    dia 18, s 17 horas, como desembargador do Tribunalde Justia de Minas.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 18, 2009

    ELEIO NA AMM - Associao Mineira de Municpios. Prefeito de Conselheiro Lafayette, ex-deputado Z MILTON forte candidato ao voto dos mais de 500 prefeitos com direito a votao na eleio marcada para a segunda semana de maro. Z Milton est neste momento - 20h30m - no plenrio da Assemblia de Minas visitando seus ex-colegas de Parlamento. Desejo sucesso na disputa pela AMM.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 18, 2009

    Crise que crise? Para o INSTITUTO XOPOT 2009 uma de aportunidades no trabalho estratgico na nascente do RIO DOCE, a partir de Brs Pires. Alis foi acertada parceria estratgia do prefeito de Brs Pires, Domingos Teixeira e o presidente do Instituto Xopot Jos Geraldo Rivelli. Confira detalhes.

          
    Se para muitos brasileiros o ano s comea aps o Carnaval, para a equipe do Instituto Xopot, 2009 j registra aes e muito trabalho na promoo do desenvolvimento socioeconmico e ambiental das Nascentes do Rio Doce, a partir de Brs Pires, onde est sua sede e principal ponto de apoio para todas as suas atividades nos 17 municpios atendidos em 2008.
    Neste ms, o Instituto Xopot e a Poltica Pblica Comunicao (PPC) acabam de selar parceria.
     
    A empresa de comunicao, sediada em Belo Horizonte, especializada em responsabilidade social e Terceiro Setor, atuar junto Diretoria do Instituto, no planejamento, produo e organizao das aes de comunicao e marketing dos projetos sociais empreendidos pela organizao. "Essa parceria potencializa a atuao das duas empresas, pela troca de conhecimentos e experincias, devido trajetria da PPC e do Xopot", refora a Diretora de Comunicao do Xopot, Vivian Ramos.

    A nova equipe, acompanhada por Jos Geraldo Rivelli e Vvian Ramos, respectivamente Presidente e Diretora de Comunicao do Xopot, fez sua primeira visita ao municpio de Brs Pires, s comunidades de Ribeiro de Santo Antnio e Posses, na Zona Rural, para conhecer de perto, a realidade social, econmica e ambiental das famlias beneficirias das aes dos projetos Fornada, Agente Ambiental e Programa de Esporte e Lazer da Cidade (PELC).


    O prximo passo foi se reunir com as lideranas da Associao dos Pequenos Produtores Agroartesanais de Brs Pires e Regio (APPAB), para estabelecer as metas e aes para os prximos meses. "Ns queremos fazer a ponte entre os associados, o produto e o mercado formal", ressalta o presidente do Instituto, o engenheiro florestal, Jos Geraldo Rivelli. Durante o encontro, Rivelli reforou a importncia, para a efetividade dos projetos, o comprometimento de todos com as aes da associao.

    Projeto Fornada inicia o ano com curso de capacitao
    Voltado para fomentar a qualidade e reconhecimento do agroartesanato local, o Projeto Fornada, j iniciou o ano com a realizao de mais um curso de qualificao profissional. Durante uma semana, onze mulheres participaram aprenderam tudo, sobre as tcnicas de produo, com qualidade e excelncia, de algumas das delcias da culinria local, como frutos cristalizados, compotas e gelias. Consciente do potencial da comunidade, o Xopot, em parceria com o Servio Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), viabilizou a qualificao das mulheres, que aconteceu na sede do Sindicato.

    Em fase de articulao da renovao do convnio, entre o Xopot e o Governo Federal, as aes do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (PELC), se encontram temporariamente interrompidas nos 15 municpios atendidos pelo projeto. Mas, em Brs Pires, algumas das atividades do PELC, como as oficinas de esporte, ginstica e recreao continuam sendo levadas s comunidades, com a disponibilidade de voluntrios. Preocupado em manter o atendimento iniciado, comunidade, o Instituto Xopot, enquanto aguarda a renovao do projeto, disponibiliza sua estrutura e o trabalho de dois de seus colaboradores, que atuaro como voluntrios, na implementao das aes.

    Outro carro-chefe das aes do Xopot, o Projeto Agente Ambiental produtor rural prestador de servios ambientais, lanado em outubro de 2008, j est sendo articulado, com o Instituto Estadual de Florestas (IEF), para as atividades deste ano. Este ano, o nmero de propriedades visitadas, por municpio, deve aumentar e o diagnstico ir abranger outros dez municpios da Bacia do rio Xopot. A realizao de um diagnstico completo, da realidade de vida de todas as populaes atendidas, essencial para um planejamento de aes, com resultados efetivos, em busca do crescimento e desenvolvimento sustentvel da regio atendida pelo Xopot.

    Prefeito de Brs Pires confirma apoio ao Xopot
    Reafirmar a disposio, a confiana e o compromisso de apoio e parceria, em todas as iniciativas relevantes para solucionar os principais problemas sociais da populao dos municpios. Essa foi a pauta da primeira reunio de 2009 entre o prefeito de Brs Pires, Domingos Teixeira e o presidente do Instituto Xopot, Jos Geraldo Rivelli, este ms, na sede do Instituto. O encontro tambm contou com a presena do prefeito de Divinsia, Gil Roberto Ferreira e, do Secretrio de Agricultura de Brs Pires, Ricardo Souza.

    Fotos: crdito Divulgao
    Para mais sugestes e informaes,
    entre em contato com o Instituto Xopot:
    (31) 3471-0024 ou comunicacao@xopoto.org.br

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 18, 2009

    MINEIROS no Carnaval da Bahia. O jornalista Marcelo Generoso acaba de chegar a Salvador na tarde desta quarta-feira. Falei com ele pelo celular, ainda no Aeroporto dep. Luiz Eduardo Magalhes. Marcelo Generoso nos disse que est animadssimo, e no pr menos - j que est no clima de carnaval baiano. Na agenda dele almoo hoje no SOHO ( perto do Elevador Lacerda), com os mineiros Jarbas Soares Jr, ex-Procurador de Justia de Minas; o desembargador Alexandre Carvalho e o empresrio Ricardo Resende. mesa tambm o anfitrio, j que baiano, o deputado federal, ACM Neto - amigo pessoal de Marcelo Generoso. O parlamentar vai passar o carnaval em viagem Europa. Viaja na sexta-feira.


    O jornalista Marcelo Generoso e seu amigo
    o deputado federal ACM Neto.

    OUTRO MINEIRO
     que tambm j est em Salvador
    para passar o carnaval na Bahia,
      o publicitrio Eduardo Amaral,
    da BIG Grandes Idias
    .

    Foto arquivo

    O publicitrio Dudu Amaral
    e o deputado estadual de Minas,
    Domingos Svio
    no coq da homenagem ao SINAPRO
    na Assemblia de Minas, em 2008.

     EM TEMPO:  o deputado Domingos Svio
    tambm vai passar o carnaval, com a famlia na Bahia.
    Segue sexta-feira para Trancoso
     com a mulher Cherie e os filhos Pablo, Luna, Helen e Sarah.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 18, 2009

    Conteno despesas.


    O deputado Alberto Pinto Coelho, PP,
     presidente da Assemblia de Minas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 18, 2009

    Reflexos da crise mundial na economia de Minas. Cai arrecadao em janeiro e fevereiro. CONTENO DE GASTOS na Assemblia Legislativa de Minas.

    A Assembleia Legislativa de Minas Gerais vai adotar medidas de conteno de despesas, em funo da queda da arrecadao do Estado registrada nos meses de janeiro e fevereiro, comunicou o presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), em entrevista na noite desta tera-feira (17/2/09). Em reunio realizada no Salo Nobre com membros do Colgio de Lderes e da Mesa Diretora da ALMG, os deputados discutiram o teor dessas medidas, tendo em vista o alerta de "sinal amarelo" emitido pelo governador Acio Neves aos chefes dos Poderes do Estado na tarde desta tera (17) no Palcio da Liberdade.

    "Vamos buscar solues criativas e caminhos que possam gerar menos despesas para realizar nossas atividades", afirmou o deputado Alberto Pinto Coelho, que garantiu que no haver prejuzo dos trabalhos legislativos. Ele citou como exemplo a realizao dos seminrios, que vinham sendo promovidos com reunies regionais em municpios do interior antes da plenria final na Assembleia. "Podemos usar a tecnologia disponvel para fazer o acompanhamento real e a participao do interior sem necessidade dos deslocamentos, que so onerosos", acrescentou.

    O presidente reforou que a idia fazer economia "garantindo que o trabalho essencial das comisses, com as audincias pblicas, no sofra descontinuidade". Pinto Coelho tambm se referiu proposta de implementar um plano de sugestes para que os funcionrios da ALMG apresentem propostas que gerem economia ou que promovam maior eficincia nas aes da Casa.

    Na avaliao do presidente, o momento exige cautela e austeridade. "Por enquanto, h uma expectativa de uma possvel reao na economia de Minas, de maneira a assegurar o cumprimento dos valores aprovados no Oramento. Todavia, o tempo que vai indicar isso". Ele comunicou ainda que h o propsito de que reunies como a desta tera (17) se repitam a cada trs meses para avaliar o momento econmico.

    "Sinal amarelo" - Alm do presidente da Assembleia, participaram da reunio com o governador Acio Neves, no Palcio da Liberdade, os presidentes do Tribunal de Justia e do Tribunal de Contas, Srgio Resende e Wanderley vila, respectivamente; e o procurador-geral de Justia, Alceu Jos Torres Marques. O governador anunciou que o Estado teve um dficit de R$ 400 milhes na expectativa de arrecadao de ICMS - principal fonte de receita - dos meses de janeiro e fevereiro de 2009. Em vez dos R$ 3,8 bilhes previstos, foram arrecadados R$ 3,4 bilhes.Alm do presidente da Assembleia, participaram da reunio com o governador Acio Neves, no Palcio da Liberdade, os presidentes do Tribunal de Justia e do Tribunal de Contas, Srgio Resende e Wanderley vila, respectivamente; e o procurador-geral de Justia, Alceu Jos Torres Marques. O governador anunciou que o Estado teve um dficit de R$ 400 milhes na expectativa de arrecadao de ICMS - principal fonte de receita - dos meses de janeiro e fevereiro de 2009. Em vez dos R$ 3,8 bilhes previstos, foram arrecadados R$ 3,4 bilhes.

    "Cabe ao Executivo a iniciativa de dividir as preocupaes sobre este momento da economia. A solicitao que os Poderes cumpram o oramento aprovado pela Assembleia", declarou o governador Acio Neves, em entrevista aps a reunio no Palcio da Liberdade. A receita do Estado estimada para 2009 de R$ 38,98 bilhes. " preciso organizao interna, sem demandas alm do orado, para cumprir o oramento. Supriremos o dficit, mas o momento de alerta. Temos um sinal amarelo nossa frente. Ainda no chegamos no vermelho", disse. "Todos os Poderes foram compreensivos quanto nossa demanda", completou. Nova reunio entre os chefes dos Poderes no Estado ser realizada em 90 dias.

    O governador comentou ainda que, em relao ao funcionalismo pblico, a prioridade no permitir perdas de benefcios e atrasos nos pagamentos. Nesta quarta-feira (18), ele far uma nova reunio sobre o tema. Desta vez, com o secretariado e com os presidentes das empresas pblicas do Estado.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    Mosconi continua na presidncia da Comisso de Sade da Assemblia. O deputado Carlos Mosconi, PSDB, de Andradas/Poos de Caldas no sul de Minas fica por mais dois anos no comando da importante Comisso de Sade.

    O deputado Carlos Mosconi (PSDB) foi reeleito, nesta tera-feira (17/2/09), presidente da Comisso de Sade da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O parlamentar vai exercer o cargo por mais dois anos. Durante a reunio, o deputado Carlos Pimenta (PDT) foi eleito vice-presidente da comisso. Todos os deputados presentes parabenizaram os colegas que vo comandar os trabalhos da comisso no prximo binio.

    Aps a eleio, o deputado Carlos Mosconi agradeceu a confiana e garantiu a continuidade do trabalho na rea de sade em benefcio da populao de Minas Gerais. Anunciou ainda que as reunies ordinrias da Comisso de Sade ocorrero s quartas-feiras, s 9h30, no Plenarinho I.

    Os deputados destacaram tambm o retorno do deputado Fahim Sawan (PSDB) como membro efetivo da comisso e agradeceram o trabalho desenvolvido, nos ltimos dois anos, pelo deputado Hely Tarqnio (PV), que agora 2-secretrio da ALMG.

    A Comisso de Sade formada pelos seguintes deputados: Carlos Mosconi, presidente; Carlos Pimenta, vice; Doutor Rinaldo (PSB), Fahim Sawan e Ruy Muniz (DEM). Os suplentes so Arlen Santiago (PTV), Sebastio Helvcio (PDT), Antnio Genaro (PSC), Remlo Aloise (PSDB) e Elmiro Nascimento (DEM).

    Presenas - Deputados Carlos Mosconi (PSDB), presidente; Carlos Pimenta (PDT), vice; Doutor Rinaldo (PSB), Fahim Sawan (PSDB), Ruy Muniz (DEM) e Hely Tarqnio (PV).Deputados Carlos Mosconi (PSDB), presidente; Carlos Pimenta (PDT), vice; Doutor Rinaldo (PSB), Fahim Sawan (PSDB), Ruy Muniz (DEM) e Hely Tarqnio (PV).





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    Na AMCHAM-BH foi realizado hoje o Seminrio de Planejamento Estratgico. O diretor Regional da Embratel em Minas, Altivo Oliveira, l estava.

     
    Altivo Oliveira, participou, em 2008,
    como palestrante sobre o planejamento estratgico da Embratel,
    principalmente em Minas, aonde ele comanda uma eficiente equipe.

    E nesta tera-feira, ele participou de seminrio
    que discitiu estratgias empresariais em tempos de crise econmica mundial.

    Confira o nvel dos palestrantes e os temas
    que foram abordados hoje na AMCHAM
    - Cmara Americana, unidade de BH.

    Seminrio de Planejamento Estratgico
    Planejamento Estratgico-
    Prticas e Fatores determinantes para o sucesso

    Palestrante:
    MARCELO NAKAGAWA, NPGT/USP e Fundao Vanzolini

                          A Conjuntura Atual do Negcio e o Ciclo de Vida do Empreendimento 
     Palestrante:
     LUIS VASCO, scio, Deloitte

      O Que Determina Crescimento e Valor para seu Negcio 
     Palestrante
    CHU KONG, scio, Actis

    Painelista:
    DARRYL KIRSH, empresrio, Kick Bola Urbana

    Painelista:
    FERNANDO LOUREIRO PECORARO, presidente, Ecosorb

    Painelista:
    LUIZ WALTER CRIVELLARI MOREIRA, diretor geral, CM Solues

    Painelista:
    MAURICIO PASTORELLO, diretor geral, Exata Logstica

    Painelista:
    MITURO MORI, scio, Embalagens Jaguar



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    Gastronomia em Barbacena. O sempre correto e delicioso cardpio do restaurante CHEZ LICHEA continua a atrair turistas e tradicionais frequentadores na Cidade das Rosas. Entre eles, o advogado Jos Artur Filar, chefe de gabinete do ministro das Comunicaes, Hlio Costa; o empresrio Luiz Paulo Neca Amaral/Helena e o jornalista Paulo Csar Oliveira, que quando vai a Barbacena, prestigia a cozinha do CHEZ LICHEA. Ns tambm, sempre que l estamos visitando a famlia fazemos questo de jantar no LICHEA .


    Betinho, proprietrio do CHEZ LICHEA e o advogado Z Arthur Filardi,
    chefe de gabinete do ministros das Comunicaes.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    Comisso de Segurana da Assemblia tem novo presidente - o deputado Joo Leite, do PSDB.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    Deputado Joo Leite, PSDB, o novo presidente da Comisso de Segurana da Assemblia.

    O deputado Joo Leite (PSDB) ser o presidente da Comisso de Segurana Pblica da Assemblia Legislativa de Minas Gerais no binio 2009/2010. O parlamentar foi eleito para o cargo em reunio realizada na manh desta tera-feira (17/2/09). A deputada Maria Tereza Lara (PT) ocupar a vice-presidncia e os deputados Pinduca Ferreira (PP), Rmulo Veneroso (PV) e Tenente Lcio (PDT) compem os demais cargos efetivos da comisso.

    Em seu discurso de posse, o deputado Joo Leite agradeceu o apoio e confiana dos colegas e reforou sua vontade em trabalhar pela melhoria das condies de segurana do cidado mineiro. O parlamentar destacou ainda que a comisso pretende ampliar o relacionamento e facilitar a participao popular nos debates. "Acredito que podemos contribuir para a melhor qualificao dos servidores da rea de defesa social, assim como com o aparelhamento dos rgos de segurana, por meio de emendas ao Plano Plurianual de Ao Governamental", completou.

    A Comisso de Segurana Pblica da ALMG ir se reunir ordinariamente todas as teras-feiras, sempre s 10 horas.

    Presenas - Deputados Joo Leite (PSDB), presidente; Maria Tereza Lara (PT), vice; Rmulo Veneroso (PV); e Tenente Lcio (PDT). Deputados Joo Leite (PSDB), presidente; Maria Tereza Lara (PT), vice; Rmulo Veneroso (PV); e Tenente Lcio (PDT).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    Por mais DOIS ANOS. O deputado Dalmo Ribeiro continua na presidncia da Comisso de Constituio e Justia da Assemblia de Minas.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    Reeleito o presidente da Comisso de Constituio e Justia da Assemblia de Minas - o deputado Dalmo Ribeiro Silva, do PSDB, de Ouro Fino, sul de Minas.

    O deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB) foi reeleito para mais dois anos frente da Comisso de Constituio e Justia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Ele recebeu os votos de todos os integrantes da comisso presentes na reunio, realizada nesta tera-feira (17/2/09). Para vice-presidente foi eleito o deputado Chico Uejo (PSB). Logo aps tomar posse, o presidente Dalmo Ribeiro Silva determinou que as reunies ordinrias da CCJ vo acontecer s teras-feiras, s 9h30.

    Dalmo tambm aproveitou para agradecer a confiana depositada em seu nome para ocupar o cargo por mais dois anos. Ele reiterou que a CCJ uma das comisses mais importantes da ALMG, tendo em vista que todos os projetos passam pelo seu crivo para continuarem tramitando na Casa. O deputado cumprimentou os demais membros, salientando que "a comisso est enriquecida pelos valores e pelo trabalho parlamentar j executado" por eles. Dalmo Ribeiro Silva tambm elogiou a equipe tcnica da Assembleia que assessora os trabalhos da comisso. Ao lembrar que j existem mais de 150 projetos aguardando parecer da CCJ, ele anunciou que vai fazer questo de cumprir os prazos previstos pelo Regimento Interno da ALMG para emitir seus pareceres.

    Tambm o vice-presidente, Chico Uejo, agradeceu a confiana dos demais colegas e se mostrou entusiasmado com a oportunidade de ocupar o cargo. Segundo ele, ser um perodo de grande aprendizado sobre a atividade parlamentar. Os demais deputados presentes tambm fizeram uso da palavra para cumprimentar os eleitos.

    A CCJ formada pelos seguintes deputados: Dalmo Ribeiro Silva, presidente; Chico Uejo, vice; Delvito Alves (DEM), Gilberto Abramo (PMDB), Ronaldo Magalhes (PSDB), Sebastio Costa (PPS) e pela deputada Maria Tereza Lara (PT). Os suplentes da comisso so Ademir Lucas (PSDB), Dlio Malheiros (PV), Gustavo Valadares (DEM), Antnio Jlio (PMDB), Padre Joo (PT), Clio Moreira (PSDB) e Neider Moreira (PPS).

    Presenas - Deputados Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), presidente; Chico Uejo (PSB); Sebastio Costa (PPS), Ademir Lucas (PSDB) e deputada Maria Tereza Lara (PT). Deputados Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), presidente; Chico Uejo (PSB); Sebastio Costa (PPS), Ademir Lucas (PSDB) e deputada Maria Tereza Lara (PT).





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.

    POLTICA. Nosso amigo LUIZ ALBERTO GUILHERMINO, o conhecido e querido KAK, mostra prestgio junto poderosa ministra Dilma Roussef na Festa dos 29 anos de fundao do PT. MEMRIA: Kak, de quem sou e ele meu padrinho de casamento, foi meu colega de no curso de Jornalismo da UFJF e de Repblica, na Rua Halfeld, no nico prdio poca (1975 a 78) a ter uma escada rolante - um espanto naqueles idos da dcada de 70/80. Trabalhamos juntos no Dirio da Tarde e no Dirio Mercantil - hoje extintos. Kak uma grande figura do PT - sou testemunha - amigo de primeira hora do presidente Lula. O registro vem da coluna de Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.

                                                                 Festa do PT em Braslia

    O jornalista Kak Guilhermino e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, clicados na festa dos 29 anos do PT em Braslia. Durante um bate-papo, ela lamentou no ter conseguido vir a Juiz de Fora durante a campanha da candidata a Prefeitura Margarida Salomo.

    Dilma afirmou que o piloto tentou aproximao pelo menos trs vezes, mas no teve permisso para pousar por causa do mau tempo.
    Provocada se em 2010 o avio descer em Juiz de Fora, ela garantiu que sim e pediu que o jornalista fizesse uma proposta de agenda para ela na cidade, ainda este ano.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    CAMPEO!!!

    NOVO secretrio na equipe do prefeito Mrcio Lacerda. RONALDO VASCONCELOS o novo secretrio de Meio Ambiente da capital. Encontrei-me com ele saindo do prdio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente na rua Esprito Santo - centro de BH. Ele tinha cumprido a sua primeira misso oficial - representou o prefeito de BH, Mrcio Lacerda, numa reunio como anfitrio de outros municpios da Regio Metropolitana de BH. Desejamos sucesso ao novo secretrio Ronaldo Vasconcelos.



    Foto arquivo do nosso BLOG.
    O novo secretrio de Meio Ambiente de Belo Horizonte,
    ex-prefeito Ronaldo Vasconcelos,aparece a, na Festa do Jornal MG Turismo,
    realizada ano passado no Othon Palace Hotel, aqui em BH,
    ao lado do ex-prefeito de Conceio da Barra,
    no norte do Esprito Santo, Manoel P de Boi,

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    HOJE.

    Em BH, nesta tera-feira, presidentes de Tribunais de Justia
    vo conhecer o Centro de Logstica Integrada dos Correios em Minas.
    frente o diretor regional dos Correios em Minas,
    o competente Fernando Miranda.



    Poder Judicirio visita Centro de Logstica Integrada Correios-TRT 3 regio
    Iniciativa indita promovida entre o Tribunal
    e a empresa em Minas gera curiosidade em todo o Pas

    um Centro de Excelncia dos Correios para a regio.


    Fernando Miranda
    diretor regional
     dos Correios em Minas.



                Lideranas do Poder Judicirio Brasileiro reunidas para o 2 Encontro Nacional, ocorrido hoje em Belo Horizonte, visitam o Centro de Logstica Integrada (CLI) Correios Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 3 regio, na manh desta tera-feira (17).
    O objetivo da visita conhecer de perto esta iniciativa indita no Pas que tem como principal benefcio focar os esforos do parceiro em sua atividade fim. Esto previstas as participaes de presidentes e diretores-gerais de tribunais brasileiros, do presidente eleito do Tribunal Superior do Trabalho, Milton de Moura Frana, do diretor dos Correios em Minas Gerais, Fernando Miranda e do presidente do TRT-MG, desembargador Paulo Roberto Sifuentes Costa.

                O CLI Correios/TRT 3 regio existe deste agosto de 2007 e est situado em Contagem, regio metropolitana de Belo Horizonte, onde so realizadas todas as atividades de recebimento, armazenagem, suprimento e gesto dos estoques de material de consumo (material de limpeza, formulrios e outros), alm de bens permanentes (mobilirios, equipamentos) do Tribunal. A unidade atende todas as Varas e demais unidades do Tribunal Regional do Trabalho, em Minas Gerais movimentando cerca de 40 mil objetos/ano.

                Esta soluo foi viabilizada por meio de um trabalho personalizado e modelado para as necessidades especficas das operaes e atividades do almoxarifado do TRT em Minas. Isso possibilitou a melhor gesto de armazenagem e inventrios, logstica reversa de produtos e materiais, alm do transporte de transferncia e distribuio de cargas, o que tornou o gerenciamento do suprimento de materiais mais eficiente e est garantindo o acesso rpido aos pedidos por parte de suas unidades vinculadas, reduzindo os custos totais com as operaes logsticas e tambm eliminando perdas decorrentes de processos incorretos de gesto de estoque.

               SERVIO
               Evento:  Visita de presidentes de tribunais ao Centro de Logstica Integrada Correios/TRT-MG
               Data: 17/02/2009
               Horrio: 10 horas
               Local: Avenida pio Cardoso, 100, Parque So Joo, Contagem-MG (Via Expressa - Contagem)

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    De olho na agenda do prefeito de BH, Mrcio Lacerda. Pinado do site da PBH. Confira.






                                                                                   

    O prefeito Marcio Lacerda participou nesta segunda-feira, dia 16, do II Encontro Nacional do Poder Judicirio, no Ouro Minas Palace Hotel. O evento tem o objetivo de aperfeioar o Judicirio, integrar as justias Estadual, Federal, do Trabalho, Eleitoral e Militar a partir de diretrizes que proporcionem agilidade na tramitao de processos e ampliar o acesso justia por parte dos brasileiros. O encontro foi conduzido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e contou com a presena do governador Acio Neves e de outras autoridades.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 17, 2009

    COLRIO. Nem s de poltica e economia vive o nosso BLOG. Hoje tem o tradicional COLRIO, em dose trpla. Vem mais uma vez do requintado portiflio do colunista Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.




    Slvia Cruz ilumina a coluna dominical

    Juliana Oliveira e Gabriela Marota
    na festa de 5 anos do Privilge Bzios


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 16, 2009

    JUSTIA EM FOCO. Governador Acio Neves recebeu - como anfitrio - os ministros do STJ e do Conselho Nacional de Justia na abertura do II Encontro Nacional doPoder Judicirio no Hotel Ouro Minas, aqui em BH. Confira detalhes.











    Minas assina convnios
    com o Conselho Nacional de Justia

     









       

    Omar Freire/imprensa MG

    O governador Acio Neves participou da abertura do II Encontro Nacional do Poder Judicirio, em Belo Horizonte. Ao lado do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justia (CNJ), ministro Gilmar Mendes, o governador assinou convnios para a realizao de trabalhos conjuntos e destacou a importncia desses encontros para a modernizao e a melhora do atendimento populao. 

    Minas Gerais est extremamente honrada de sediar essa segunda reunio do Judicirio brasileiro. Ela tem o objetivo claro da transformao e, por isso, nos sentimos muito vontade porque, em Minas Gerais, caminhamos exatamente na mesma direo, de criar novos mecanismos de melhor atendimento populao, de proximidade maior com as necessidades reais do povo brasileiro, destacou, em entrevista, aps a abertura.

    O encontro reuniu presidentes e diretores gerais de todos os tribunais do pas para uma discusso sobre os objetivos estratgicos do Poder Judicirio e troca de experincias entre os tribunais. O objetivo proporcionar maior agilidade e eficincia na tramitao dos processos, melhoria da qualidade do servio jurisdicional e ampliao do acesso do cidado brasileiro Justia.


    Convnios


    Durante a abertura do encontro, o governador Acio Neves assinou dois convnios com o CNJ para o desenvolvimento de aes conjuntas na rea de execuo penal e nas reas inerentes ao cumprimento do Estatuto da Criana e do Adolescente. O Governo de Minas e o CNJ passam, atravs do convnio, a formular projetos em conjunto, realizar a troca de informaes e documentos sobre esses temas.


    O convnio sobre execuo penal conta tambm com a participao do Tribunal de Justia de Minas Gerais. Neste caso, haver troca de informaes e de experincias sobre assistncia jurdica, mdica, odontolgica, psicolgica, educacional, social, religiosa e oferta de trabalho e renda para os recuperandos.


    Parcerias


    Durante seu discurso na abertura do encontro, o governador destacou que o trabalho conjunto dos Poderes fundamental e lembrou que o Governo do Estado mantm importantes parcerias com o Tribunal de Justia e com o prprio CNJ. 

    Minas entende que, se nosso objetivo nacional construir uma sociedade justa, aberta e solidria, toda experincia vitoriosa de um municpio ou Estado deve ser compartilhada com o Brasil inteiro, afirmou.

    Acio Neves ressaltou o trabalho realizado pelo Governo de Minas e pelo Tribunal de Justia nas Associaes de Proteo e Assistncia aos Condenados (Apacs), entidades que se dedicam reintegrao social dos presidirios que buscam e merecem nova oportunidade e que oferecem atualmente mais de 1.000 vagas.

    Outro trabalho importante acontece entre a Auditoria-Geral do Estado e o Tribunal para o acompanhamento de licitaes, contratos e convnios e o intercambio de informaes institucionais.

    Acoplamos o princpio da transparncia como pedra fundamental do governo. Aes ainda inditas no Brasil foram introduzidas na gesto de Minas, como as auditorias setoriais preventivas, que hoje atuam para coibir a corrupo desde os primeiros atos legais de uma deciso administrativa e no depois que j se tornou um grave problema, disse Acio Neves.

    Com o CNJ, a parceria do Governo de Minas acontece na cidade de Montes Claros no projeto Casas de Justia e Cidadania, onde so oferecidos cursos profissionalizantes e assistncia judiciria a milhares de pessoas.

    Participaram da abertura do II Encontro Nacional do Judicirio o corregedor Nacional de Justia, ministro Gilson Dipp; o presidente do Superior Tribunal de Justia (STJ), ministro Csar Asfor Rocha, o presidente eleito do Tribunal Superior do Trabalho (TST) ministro Milton de Moura Frana, o presidente do Superior Tribunal Militar (STM), ministro Flvio de Oliveira Lencastre.

    Estiveram ainda no encontro a ministra do Supremo, Carmen Lcia Antunes, o vice-governador Antonio Anastasia, o presidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais, desembargador Srgio Resende, o procurador geral de Justia de Minas, Alceu Torres Marques e o presidente da Assemblia Legislativa, Alberto Pinto Coelho.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 15, 2009

    ECONOMIA. McDonald`s TRINTO.

                            
     McDonald's comemora 30 anos
    com 40% do mercado
    de alimentao rpida no Brasil



     Estudo da FGV Projetos mostra que 7% dos gastoscom alimentao fora de casa das famlias brasileiras so feitos no McDonald's.
    Cadeia produtiva da empresa responde
    por mais de 100 mil empregos no pas

    Estudo da FGV Projetos mostra que 7% dos gastoscom alimentao fora de casa das famlias brasileiras so feitos no McDonald's.
    Cadeia produtiva da empresa responde
    por mais de 100 mil empregos no pas



     
    O McDonald's Brasil - operado pela Arcos Dourados, master franqueada da rede na Amrica Latina - completou sexta-feira (13/2) trs dcadas de operao com a consolidao de sua liderana no servio rpido de alimentao fora de casa. Segundo um estudo realizado pela FGV Projetos sobre a contribuio da empresa para economia do pas, de cada R$ 10 gastos no Brasil com alimentao de servio rpido, R$ 4 so no McDonald's. A preferncia das famlias constatada na anlise dos gastos com alimentao fora de casa: 7% das despesas das famlias brasileiras em restaurantes e lanchonetes so realizadas no McDonald's.
    A empresa realizou investimentos diretos de mais de R$ 1,5 bilho no pas nos ltimos 30 anos e sua cadeia produtiva supera um faturamento anual de R$ 5 bilhes, o que representou mais de 0,1% de todas as transaes econmicas realizadas no pas em 2007, ano com os ltimos dados disponveis. O investimento mdio do McDonald's no pas foi superior a R$ 50 milhes por ano desde sua chegada ao Brasil, em 1979, e de 2004 a 2007 a mdia foi ainda maior, chegando a R$ 59 milhes por ano.
    Do faturamento total da cadeia produtiva em 2007 (R$ 5,035 bilhes), R$ 2,61 bilhes foram do McDonald's e o restante dos fornecedores, incluindo R$ 315 milhes de exportaes para operaes da rede em outros pases. O faturamento do McDonald's isoladamente representou 4,4% de todo o mercado de alimentao rpida fora de casa do pas e 0,06% de todo o volume de transaes da economia brasileira em 2007. 
    Tomando por base o perodo de 1990 a 2007, o estudo demonstra que o faturamento do McDonald's cresceu a uma taxa quase quatro vezes maior do que a mdia do PIB brasileiro no perodo: 10,7% contra 2,8%. As vendas per capita tiveram um crescimento ainda maior: 9,2% contra 1% ao ano de crescimento do PIB per capita no pas no perodo. 
    O estudo da FGV Projetos mostra que a renda gerada diretamente pelo McDonald's em 2007 alcanou um PIB de R$ 1,27 bilho, o que representou 10,6% do PIB formal de todo o setor de alimentao fora de casa. Para cada real do PIB gerado pelo McDonald's foram gerados R$ 0,79 nos demais setores da economia. A renda gerada indiretamente, com o consumo intermedirio por encomendas a fornecedores, foi de R$ 1,34 bilho.
    Os impostos recolhidos por toda a cadeia produtiva foram de R$ 555 milhes em 2007. A contribuio social do McDonald's nesse ano foi de R$ 488 milhes, na forma de despesas que retornaram para a sociedade como encargos, benefcios, programas sociais e impostos sobre renda e propriedade. Desde sua chegada ao Brasil, o McDonald's j doou mais de R$ 90 milhes atravs do Instituto Ronald McDonald para instituies que cuidam de crianas e adolescentes com cncer.
     

                                               Mais de 100 mil postos de trabalhos 
                                                                gerados no pas

    A cadeia produtiva do McDonald's e seus fornecedores gera mais de 107,3 mil empregos, sendo 39,4 mil diretos. A maior parte dos empregos indiretos gerada na agricultura. A fora de trabalho empregada diretamente pelo McDonald's isoladamente representa 3,38% dos funcionrios com carteira assinada do setor de alimentao no pas. 
    Tomando por base o perodo de 2003 a 2007, o emprego da rede cresceu 13,2% ao ano, mais do que 10 vezes a taxa do pas no perodo, que foi de 1,2%. A quantidade de empregos gerados representou 0,4% de todos os empregos criados no pas nesse mesmo perodo. O estudo mostra a contribuio da rede para a produtividade do pas: tomando por base a renda gerada e o nmero de funcionrios, a anlise demonstra que a rede apresenta uma produtividade 80% maior do que a mdia apresentada pela economia brasileira.
    Considerado uma das melhores empresas para se trabalhar e a maior empregadora de jovens do pas, o McDonald's foi pioneiro na implantao da jornada de meio expediente para estudantes, e emprega funcionrios que tenham concludo ou estejam cursando o segundo grau, tendo por filosofia incentivar seus estudos. 
    Nesses 30 anos, as altas taxas de emprego no McDonald's estiveram diretamente ligadas ao aumento no nmero de restaurantes da rede. A partir da dcada de 90, a taxa anual de expanso foi de 19,2% ao ano.
    Na poca, a rede contava com 28 restaurantes no pas contra os atuais 565. Se somadas outras iniciativas de sucesso da marca, como os quiosques e os McCaf, o nmero total chega a mais de 1,2 mil pontos de venda.
    "Para 2009, a expectativa da empresa manter o forte crescimento, inclusive com a entrada em novas capitais brasileiras", afirma Flvia Vigio, vice-presidente de comunicao do McDonald's na Amrica Latina.
    MULTITEXTO
    Jornalista responsvel: Schubert Arajo.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 15, 2009

    ARTIGO ESPECIAL enviado ao nosso BLOG pelo Conselheiro Empresarial, Wagner Gomes. Vale conferir!!!

                                                                  A crise, por outro ngulo

                                                                         Wagner Gomes

                                                     
                                                                               

    Est em cartaz um filme carregado de mensagens polticas e filosficas e, por isso mesmo, atemporal.

     o aliengena, protagonista do filme "O dia em que a Terra parou", logo ao chegar Terra manda uma dura mensagem aos humanos: se continuarem sendo uma ameaa prpria terra e a outros planetas, toda a raa humana dever ser eliminada.

    Na poca de sua primeira filmagem, em 1951, o grande medo da humanidade era o de que as armas nucleares pudessem destruir o mundo.

    Esse "remake", que ora chega s telas, pode, sem muito esforo, ser enquadrado no momento poltico e econmico atual.

    Estamos vivendo em um planeta sufocado pelas emisses de gs carbnico, somos responsveis por alterar o clima, conforme nos atesta o cientista Paul J. Crutzen, vencedor do Prmio Nobel de Qumica de 1995, por seu trabalho sobre a diminuio da camada de oznio.

    A analogia que fao com o filme mostra-nos que o personagem aliengena moderno esteja representado pela economia.

    Vejamos as previses recentes, para o meio ambiente em nosso planeta: o gelo nos polos se derreter, o nvel do mar se elevar, a camada de oznio tende a desaparecer, e a temperatura na terra se elevar gradualmente.

    Sacolas de plstico e nylon, jogadas ao mar, ajudam a degradar a flora e fauna marinhas. Ou seja, o mar no mais est para peixe, eis que ele se transforma em uma imensa lata de lixo.

    As guas cobrem mais de dois teros da superfcie terrestre e so responsveis por mais de 50% do oxignio que os seres vivos consomem. Estima-se que sete bilhes de toneladas de dejetos so lanados anualmente nos oceanos. Para efeito de comparao, isso corresponde a trs vezes mais do que ali pescado no mesmo perodo.

    A desacelerao no crescimento pode, pois, tornar bem menos devastador esse fardo ambiental que vinha sendo gerado por uma evoluo desordenada e inconsequente. Esse fenmeno, em escala mundial, certamente ajudaria a pr um freio na emisso de gases do efeito estufa, ao tempo em que provocaria uma melhor utilizao dos recursos energticos.

    Fruto da desacelerao econmica, o Parlamento Europeu encontrou clima para aprovar, em dezembro, um acordo para reduzir as emisses de gases do efeito estufa, prevendo-se que, at 2020 possam estar 20% abaixo do que ocorreu em 1990. O mesmo parlamento aprovou medidas para cortar em 18% as emisses de CO2 nos carros novos, at 2015.

    Nesse contexto, o mundo identifica um marco na posse do Presidente Barack Obama, por julg-lo detentor de um carisma cujo estro se mostre capaz de bem conduzir esforos para que se reduzam as emisses de CO2 que vinham se elevando em 3% ao ano.

    Por exemplo, o seu plano de recuperao econmica prev eficincia energtica com energia limpa e est atrelado reduo do impacto ambiental motivado pela atividade produtiva.

    Sarkozy, da Frana, tambm investe contra o capitalismo pervertido, ao constatar que essa lgica imoral, ento vigente no mercado, a tudo perdoava. Hoje prega que se deve moralizar o capitalismo e no destru-lo.

    O que vinha ocorrendo em larga escala, na economia mundial, foi magistralmente previsto pelo economista sueco Thorstein Veblen, em seu livro A Teoria da Classe Ociosa, mais precisamente em um captulo que se intitula Consumo Ostensivo (Conspicuous Consumption).

    O que ele nos mostra, com sua viso, diferentemente do que Marx apregoava - os explorados se organizariam e expropriariam os seus expropriadores -, que as classes dominadas se aplicariam de tal forma em busca de objetivos que as tornassem iguais s dominantes e, assim, obteriam um espao junto a elas.

    Esse comportamento gerou a progresso endmica da economia, fazendo surgir um emaranhado de caminhos que levavam a uma falsa riqueza, por desprezar os riscos.

    Ao ruir essa engrenagem, o mundo se encontra diante de uma nova chance. Ser que vai saber aproveit-la?

    Eis a questo.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 15, 2009

    Vice no Interior de Minas.









    Anastasia autoriza
    troca de sistemas de irrigao em Jaba

     









       

    Jos Carlos Paiva/ Secom

    O vice-governador Antonio Augusto Anastasia anunciou, neste sbado (14/02), o incio das obras de substituio dos sistemas de irrigao do Distrito de Irrigao de Jaba (DIJ), em Mocambinho, distrito do municpio de Jaba, no Norte de Minas, que sero realizadas pela Companhia Energtica de Minas Gerais (Cemig). Sero beneficiados 1.044 irrigantes das reas A, B, C3, D e F. O investimento total ser de R$ 13,7 milhes, com recursos do Programa de Eficincia Energtica (PEE), da Agncia Nacional de Energia Eltrica (Aneel). 

    "Essa nova tecnologia permitir reduo bastante expressiva no custo da energia eltrica e no custo da gua dos produtores rurais. Sabemos que aqui uma regio com terra muito rica, mas que necessita de irrigao. Ento o custo maior da irrigao nem foi o que foi investido aqui, mas especialmente o custo de manuteno da energia e da gua. Essa nova metodologia, felizmente, reduzir j para mais de mil famlias o custo aqui no Distrito Irrigado do Jaba", explicou o vice-governador Anastasia.

    A iniciativa da Cemig representa uma inovao entre os programas de eficincia voltados para a populao de baixa renda realizados em todo o pas, pois vai atender a colonos de reas irrigadas coletivas, que dependem da agricultura para gerao de renda. A economia de energia eltrica pode chegar a 55% e o consumo da gua utilizada na irrigao pode ser reduzindo em at 45%, gerando reduo no valor da fatura mensal, que engloba gua e luz, em 33%.

    O Projeto Jaba fruto de parceria entre o Governo federal e o Governo de Minas. O Distrito de Irrigao de Jaba hoje a maior rea de agricultura irrigada da Amrica Latina, com rea planejada de 107,6 mil hectares e rea irrigvel de 66 mil hectares. tambm o maior produtor de sementes de hortalias do Brasil.

    Participaram ainda da solenidade a secretria extraordinria para o Desenvolvimento do Vale do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas, Elbe Brando; a secretria de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena; o secretrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento de Minas Gerais, Gilman Viana Rodrigues; entre outras autoridades.

    Projeto-piloto

    O projeto-piloto, iniciado em abril de 2008, j garantiu a substituio de 89 sistemas de irrigao localizados na rea F do Distrito de Irrigao do Jaba. Os agricultores recebem a gua bombeada e pagam apenas a fatura de gua, que inclui os custos de energia eltrica, obtendo uma reduo de 33% no valor da conta, devido utilizao da tcnica de microasperso (sistema de irrigao localizada) e gotejamento, em lugar das tcnicas convencionais de irrigao por asperso.

    Aps o anncio das obras, o vice-governador Antonio Anastasia visitou a regio do projeto-piloto, onde acionou o painel de controle de irrigao e visualizou o funcionamento do sistema na propriedade de Vandes Verssimo da Silva. O produtor mora com a esposa e trs filhos no local, onde cultiva milho, amendoim, abbora, quiabo, limo, maxixe, tangerina, arroz, laranja, feijo e abacaxi. A irrigao atinge todo o permetro da propriedade, que tem dois hectares e meio.

    Os novos equipamentos j instalados na regio so monitorados e avaliados para garantir ajustes relativos a consumos especficos de energia eltrica e gua, produtividade e produo, custos, qualidade dos produtos e rentabilidade. Os 89 colonos irrigantes que tiveram os sistemas de suas reas substitudos receberam treinamento, realizado pela Empresa de Assistncia Tcnica e Extenso Rural do Estado de Minas Gerais (Emater), sobre operao e manuteno dos equipamentos, manejo da irrigao, conduo das lavouras irrigadas e gesto da atividade.

    A substituio do restante dos sistemas de irrigao vai diminuir o uso da mo-de-obra familiar, permitindo aos colonos se dedicarem a outras atividades, como aperfeioamento tcnico e lazer. A ao visa, ainda, reduzir o custo de produo dos irrigados em decorrncia da reduo do valor da fatura mensal de gua , aumentando a produtividade, a produo e a renda do colono irrigante. Outra meta aumentar a taxa de utilizao das reas irrigveis, passando de 32,7% para 58%, um acrscimo de 25,3%.


    Os novos equipamentos sero implantados em reas irrigadas coletivas, que recebem gua j pressurizada, por meio de estaes de bombeamento secundrias, substituindo sistemas com desempenho fora dos padres tcnicos aceitveis. O trabalho prev ainda a reposio de componentes e acessrios por peas originais e treinamento na operao e manuteno dos equipamentos, o cultivo de lavouras adequadas ao sistema de irrigao projetado, adoo da prtica do manejo da irrigao e disseminao das tcnicas de gesto em projetos de irrigao, aes a serem executadas num esforo conjunto entre a Cemig e Emater-MG.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 15, 2009

    "P NA ESTRADA". De olho na movimentao do vice-governador de Minas no interior de Minas.







    Anastasia leva aes de combate seca a Salinas,
    Norte de Minas













    Osvaldo Afonso/Secom MG
     





    O vice-governador Antonio Augusto Anastasia esteve em Salinas, no Norte de Minas, para a entrega cisternas ao municpio e equipamentos para a implantao de sistemas de abastecimento de gua na cidade.

        


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 15, 2009

    A Construtora mineira ANDRADE GUTIERREZ faz 60 anos e ganha homenagem do Parlamento Mineiro. Ser dia 19 de maro,s 20 horas, durante Reunio Especial no plenrio presidente JK, com transmisso AO VIVO pela TVA. Autor da homenagem o deputado Dlio Malheiros do Partido Verde.

    Os 60 anos da Construtora Andrade Gutierrez sero comemorados pela Assemblia Legislativa na prxima quinta-feira (19/2/09), s 20 horas. A Reunio Especial ser no Plenrio e foi requerida pelo deputado Dlio Malheiros (PV). Para o parlamentar, a homenagem vai consolidar ainda mais a construtora "que tanto representa o Estado de Minas Gerais e abrange no s o Pas, mas reconhecida e respeitada mundialmente". Ele disse que a Andrade Gutierrez se destaca pela execuo de grandes obras, como a construo de diversas usinas hidreltricas. "So 60 anos de muito vigor e trabalho", ressaltou o deputado.

    Histria - A empresa foi criada em Belo Horizonte em 1948 por Flvio Gutierrez e pelos irmos Gabriel e Roberto Andrade. Entre as importantes obras realizadas, destacam-se a construo da Hidreltrica de Itaip, o Aeroporto de Confins e parte significativa do metr de So Paulo. Tambm foram obras da construtora a rodovia BR-3, atual BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Belo Horizonte; a BR-319, que liga Manaus a Porto Velho; e a SP-280, principal ligao entre a regio metropolitana de So Paulo e o oeste paulista.

    Em 1980 o grupo conquistou o mercado internacional e teve como primeiro trabalho a construo de uma rodovia no Congo, em plena Floresta Africana. Em 2001, com a expanso dos negcios, a sede da Construtora mudou para So Paulo, mantendo a holding Andrade Gutierrez e a sede fiscal em Belo Horizonte. Segundo seu Relatrio Anual, a Andrade Gutierrez obteve um faturamento de R$ 7,9 bilhes em 2007, o que representa um crescimento de 25,7% em relao ao ano anterior. A meta da companhia ser uma das cinco maiores corporaes privadas do Pas em 2013.

    A companhia j ganhou diversos prmios, entre eles o de melhor empresa brasileira da construo pesada, segundo a Revista Exame, nas dcadas de 70, 80 e 90 do Sculo XX; Prmio Excelncia no Setor de Construo, concedido pelo American Institute of Architects, da Flrida (EUA), em 1995; prmio de Melhor Construtora, da Revista Ferroviria; e prmio de 4 maior empresa de Minas, segundo o jornal Estado de Minas e sistema Fiemg, em 2002.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 15, 2009

    Em primeira mo. QUE CRISE QUE NADA!!! A empresa, da famlia Tavares de Melo,est `a frente do empreendimento acreditando na tendncia de consumo de bebidas saudveis - sucos de frutas. A notcia,em primeira mo, nos foi enviada pelo jornalista Schubert Arajo da Multitexto, que cuida em Minas da imagem da empresa pernambucana, que tem uma fbrica em Araguar no Tringulo Mineiro.

    Holding pernambucana
    compra participao na Dafruta
     
    A CBB Companhia Brasileira de Bebidas - adquiriu 53% da Dafruta, uma das indstrias lderes nacionais do setor de sucos e bebidas de frutas, em operao desde 1984. A Dafruta est sediada no Recife e possui duas unidades industriais, uma no municpio de Aracati, no Cear, e outra em Araguari, Minas Gerais.
    Juntas, elas tm capacidade instalada para produzir 100 milhes de litros/ano. A empresa produz sucos concentrados, prontos para beber e semi-elaborados em 16 sabores, que so vendidos em todas as regies do Brasil, alm de mercados internacionais como os Estados Unidos, Europa e sia.
    A holding CBB foi criada em dezembro de 2008 pelos empresrios Romildo, Terezinha e Virglio Tavares de Melo, para adquirir a participao na Dafruta. Sua criao marca a volta dos empreendedores ao setor, considerando que no passado eles lideraram o mercado de sucos no Brasil por meio das Indstrias Alimentcias Maguary. A holding participar da Dafruta junto com o seu fundador e tambm membro da famlia, Slvio Tavares de Melo.
    "A deciso pelo investimento foi baseada no potencial de crescimento do mercado de bebidas naturais e saudveis, bem como no nosso conhecimento do setor de sucos de frutas. Estudamos a participao na Dafruta por cerca de um ano, mas somente no final de 2008 conclumos o processo", afirma Romildo Tavares de Melo, scio da CBB. A operao foi realizada com recursos prprios e contou com a assessoria da Casaforte Investimentos, empresa focada na gesto de investimentos em private equity e consultoria financeira. 
    A CBB tem como objetivo ampliar a participao da Dafruta no mercado de sucos e bebidas de frutas. Atualmente a empresa gera mais de 400 empregos diretos e detm, no mercado nacional, participao superior a 20% em sucos concentrados e a 4% em prontos para beber.
    Em 2008, a empresa alcanou faturamento de R$ 118 milhes, 34% superior ao do ano anterior. "Tendo em vista a tendncia mundial de aumento do consumo de bebidas saudveis, estimamos crescer 100% nos prximos trs anos", conta Romildo Tavares. 


                                                              
    Sobre a Dafruta

    A Dafruta foi fundada em 1984 com o objetivo de produzir e distribuir sucos e bebidas de frutas. Est sediada no Recife, Pernambuco, e possui duas unidades industriais, em Aracati, Cear, e Araguari, Minas Gerais, com capacidade instalada para produzir 100 milhes de litros/ano.
    A empresa produz sucos concentrados, prontos para beber e semi-elaborados em 16 sabores. Seus produtos so vendidos em todas as regies do Brasil, alm de mercados internacionais como os Estados Unidos, Europa e sia.


                                               
    Sobre a Casaforte Investimentos

    Fundada em 2008, a Casaforte uma empresa focada na gesto de investimentos em private equity e assessoria financeira. Na gesto de private equity, o objetivo da empresa gerar retornos absolutos atravs de investimentos de longo prazo em empresas de capital fechado.
    Na assessoria financeira, a empresa estrutura e executa, para clientes corporativos, operaes de captao de recursos, fuso, aquisio e venda.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 14, 2009

    ACIO. Corrida pelo Planalto em 2010. "SOU UMA ALTERNATIVA PARA O PAS" - foi o que garantiu o governador de Minas revista ISTO desta semana, j nas bancas - mas que pode ser lida na Internet no www.istoe.com.br





    A entrevista EXCLUSIVA foi dada pelo governador mineiro esta semana em Braslia. J l.Vale a pena conferir a conversa histrica do tucano que, pela primeira vez, diz que topa mesmo disputar a sucesso do presidente Lula.
    Um recado direto para os tucanos paulistas, que esto tentando transformar em fato consumado a candidatura do governador Serra.
    Haja adrenalina!!!

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 14, 2009

    Svio Souza Cruz preside a mais nova comisso da Assemblia de Minas - a de Minas e Energia. O pai dele,o deputado Lcio Souza Cruz, foi presidente da Comisso, que est exttinta h vrios anos. Desejamos sucesso ao Svio nos trabalhos, que sero intensos neste ano de crise econmica, que afeta a minerao em cheio.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 14, 2009

    MINAS E ENERGIA j tem presidente: deputado Svio Souza Cruz, do PMDB.

    Nesta quinta-feira (12/2/09), o deputado Svio Souza Cruz (PMDB) foi eleito presidente da Comisso de Minas e Energia, recm-instalada pela Assemblia Legislativa de Minas Gerais. O deputado Gustavo Valadares (DEM) foi escolhido vice-presidente. Ambos foram eleitos por unanimidade. Foi determinado que as reunies ordinrias da comisso sero realizadas s quartas-feiras, s 10 horas.

    A Comisso de Minas e Energia foi instalada na ltima segunda-feira (9), com a presena de deputados, empresrios, representantes do Governo Federal e de trabalhadores. Seu campo de atuao incluir as polticas de recursos hdricos, energticos, minerrios e de solos; o direito minerrio; as polticas pblicas destinadas ao fomento e regulao da cadeia produtiva de recursos minerais no Estado, da prospeo indstria de transformao mineral; a poltica de pesquisa, extrao e comercializao de guas minerais; e a legislao sobre estncias hidrominerais. Apresentada no Seminrio Legislativo Minas de Minas, realizado em 2008, a proposta de criao da comisso foi aprovada por unanimidade pelos setores representados no evento.

    Presenas - Deputados Svio Souza Cruz (PMDB), presidente; Gustavo Valadares (DEM), vice; Rmolo Aloise (PSDB), Clio Moreira (PSDB), Tiago Ulisses (PV), Antnio Genaro (PSC), Djalma Diniz (PPS) e Irani Barbosa (PSDB). - Deputados Svio Souza Cruz (PMDB), presidente; Gustavo Valadares (DEM), vice; Rmolo Aloise (PSDB), Clio Moreira (PSDB), Tiago Ulisses (PV), Antnio Genaro (PSC), Djalma Diniz (PPS) e Irani Barbosa (PSDB).

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 13, 2009

    SUCESSO TOTAL o lanamento do C-4 Grand Picasso na Concessionria CHAMONIX, aqui em BH. O evento tendo frente na rea de comunicao o jornalista Schubert Arajo da Multitexto, foi total sucesso de venda e pblico. Daniele Fernandes, a simptica, bonita e eficiente diretora-geral da Chamonix recebeu os convidados junto com a assessora de marketing, Patrcia Costa. Jornalistas especializados em automveis, empresrios, advogados(as) e muita mulhere bonita - as recepecionistas foram uma beleza parte - marcaram presena no coq de lanamento do C-4 Grand Picasso da Citroen, que agradou em cheio pelas linhas arrojadas, as lanternas traseiras bonitas e elegantes,o parabrisas amplo e o espao interno confortvel. Muitos se lembraram "como bonito esse francs". Entre os convidados anotei: Adria Pio da coluna de gastronomia do jornal Hoje em Dia, o casal Ktia/advogado Expedito Euzbio; o administrador de empresas Z Aparecido Ribeiro; o diretor regional da Embratel em Minas, Altivo Oliveira e o advogado Knio Pereira...


     


    SUCESSO TOTAL!!!



    A diretora-geral da Chamonix, DANIELE FERNANDES,
    abre belo sorriso com o sucesso de vendas do C-4 Grand Picasso.
    S no lanamento ontem noite o tradicional SINO da concessionria - celebrando a venda
     do luxuoso carro - tocou 7 VEZES.

    Daniele nos revelou que pediu matriz em SoPaulo mais unidades prevendo
    que a demanda  pelo C-4 Picasso vai aumentar nos prximos dias.
    Competncia no se discute!!!



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 13, 2009

    GENTE NOVA no governo Acio Neves. O novo secretrio de Desenvolvimento Econmico de Minas mineiro de Cipotnea. Ex-presidente aposentado da Cargill foi empossado no Palcio da Liberdade, aqui em BH.











    Acio Neves empossa Srgio Barroso
    como secretrio

     









    Omar Freire/Imprensa MG

    O governador Acio Neves empossou, em solenidade no Palcio da Liberdade, Srgio Barroso como secretrio de Estado de Desenvolvimento Econmico. Ele substitui Raphael Guimares que vinha ocupando a pasta interinamente desde a sada de Marcio Lacerda, no ano passado. Barroso tem larga experincia na iniciativa privada, tendo sido o primeiro brasileiro a ocupar a presidncia da Cargill no pas, depois de integrar os quadros da Light e da Bunge. Para o governador, a trajetria de Barroso o qualifica para estar frente dos mais importantes projetos e programas econmicos desenvolvidos no Estado. 
    "Voc traz agora essa experincia do setor privado para o ncleo, para o cerne do nosso corpo gerencial. Se Minas hoje um Estado que cresce, que atrai investimentos em volumes histricos, jamais vistos na nossa vida pretrita, no tenho dvidas que mesmo estando j numa fase de final de Governo estamos entrando na segunda metade do segundo mandato a sua presena reflete a renovao da nossa equipe, a continuidade dos mesmos projetos, da mesma postura, a manuteno dos valores ticos e da transparncia na administrao dos recursos pblicos que nos marcaram at aqui", afirmou o governador, em seu pronunciamento.
    Acio Neves afirmou que o modelo de gesto pblica implantado em Minas prioriza a transparncia, a destinao correta dos recursos e o cumprimento de metas. Ele disse que esse modelo de administrao, aliado experincia de Barroso, ser fundamental para o enfrentamento e superao das dificuldades impostas pela crise financeira internacional.
    "Quando se assume essa secretaria, num momento em que o Estado, por um lado se encontra organizado, em condies de manter os investimentos previstos no seu oramento, mas por outro lado, em um momento de crise, no tenho dvidas que, com a extraordinria capacidade dessa equipe a que voc se integra, vamos poder permitir que, mesmo com algum abalo, alguns problemas que j comeamos a perceber, estaremos, ns mineiros, em melhores condies que a grande maioria dos estados brasileiros para poder atravessar essa tormenta", disse ele.
    Confiana
    Barroso afirmou que a atrao de investimentos e de projetos que agreguem valor ao parque industrial de Minas e aos segmentos do comrcio e servio o seu maior objetivo. Ele disse que esse trabalho passa pela implantao do Aeroporto Industrial em Confins, cujas obras esto em andamento, e pela expanso do Vetor Norte de Belo Horizonte, regio onde est sendo construdo o novo Centro Administrativo do Governo de Minas. Barroso disse que j iniciou contato com empresrios dentro e fora do pas.
    "Eu tenho conversas com empresrios de todos os ramos, inclusive estou falando inclusive porque uma coisa bastante solidificada no Estado na rea de minerao, de explorao mineral. Uma das reas que vou focar bastante o meu tempo vai ser exatamente, inclusive de investimentos, que o Estado digamos no tem hoje. Eu sou uma pessoa que acredita muito na tecnologia, na biotecnologia, reas que eu vou fazer o meu maior esforo para tentar trazer tambm investimentos que, inclusive, Minas Gerais ainda no tem, para diversificar um pouquinho e poder buscar um pouquinho mais empregos para a mo-de-obra qualificada", afirmou o secretrio.
    Barroso, v na gesto pblica implantada em Minas um fator positivo para atrao de investimentos, principalmente em momentos de crise como a que o mundo atravessa atualmente.
    "Acho que Minas hoje, com a gesto que tem, com a direo corporativa, um Estado que recebe muita ateno dos investidores porque eles sabem que, vindo para c, vo ter assistncia, apoio e principalmente vo ter uma administrao muito eficiente para ajud-los nos investimentos", disse ele.
    Perfil
    Mineiro de Cipotnea, Srgio Barroso formado pela Universidade So Lucas, em So Paulo. Mestre em Economia Internacional pela Universidade de Boston, nos Estados Unidos, com especializao em Administrao de Empresas pela Universidade de Michigan, Gerenciamento de Executivos pela Universidade Columbia, bem como pela Fundao Getlio Vargas, em So Paulo.
    Integrou os quadros da Light, da Bungue, e, posteriormente, durante 34 anos, prestou sua colaborao Cargill, onde gerenciou unidades no Brasil nas regies Sul, Sudeste e Centro-Oeste - e em diversos pases como Sua, Pases Baixos, diferentes localidades nos Estados Unidos e Venezuela.
    Liderou e implementou com sucesso grandes investimentos no setor de agronegcio em toda a regio dos Cerrados, com nfase no Tringulo Mineiro. Foi tambm presidente do Conselho de Administrao da Fosfrtil, Ultrafrtil e Fertifos.
    Em abril de 1998 foi nomeado presidente da Cargill no Brasil, tornando-se o primeiro brasileiro a ocupar a presidncia da empresa no pas. No mesmo ano foi nomeado presidente da Fundao Cargill, entidade que tem como objetivo principal apoiar a educao bsica nas comunidades onde a empresa est presente.
    Em setembro de 2007 aposentou-se na Cargill e passou a atuar como ativo consultor e scio de atividades nas reas de agronegcio, responsabilidade social e investimentos ambientais. Foi presidente da Associao Brasileira de leos Vegetais (Abiove), da Associao Internacional de leos Vegetais (Iasc), Conselheiro da Associao Brasileira de Alimentao (Abia) e atualmente vice-presidente do Conselho da Cmara Americana (Amcham) e membro do Conselho da Fiesp e do Conselho Consultivo da Cmara de Comrcio e Indstria Brasil-China e do Conselho da Sife.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 12, 2009

    Prefeito de Varginha, Eduardo Carvalho, PT, o popular "Corujinha" visitou nesta quinta-feira a Assemblia de Minas, acompanhado de assessores. Esteve com os deputados Welinton Prado, 3 vice-presidente do Parlamento Mineiro e Almir Paraca - ex-prefeito de Paracatu, ambos do PT. Na minha percepo de jornalista pltico o jovem prefeito de Varginha, Eduardo Carvalho, que um futuro poltico promissor. Moderno, simptico, comunicativo e preocupado em usar as novas tecnologias na comunicao com a populao e com o mundo poltico da captal. Desejo sucesso!!!


    Eduardo Carvalho,
    prefeito do PT em Varginha, sul de Minas.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 12, 2009

    O deputado Dlio Malheiros propos e o plenrio aprovou requerimento dele para homenagear a Construtora Andrade Gutierrez, que est fazendo 60 anos.Ser dia 19, s 20 horas no plenrio presidente JK, aqui em BH. Segundo o deputado, a homenagem consolida ainda mais a construtora - criada em 1948 por Flvio Gutierrez - que tanto representa o nosso Estado de Minas Gerais e abrange no s o pas, mas reconhecida e respeitada munduialmente".



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 12, 2009

    Assemblia de Minas vai homenagear a CONSTRUTORA ANDRADE GUTIERREZ. Ser dia 19 numa Reunio Especial, com transmisso AO VIVO pela TVA. A iniciativa da homenagem do deputado Dlio Malheiros, do PV.

    Os 60 anos da Construtora Andrade Gutierrez sero comemorados pela Assemblia Legislativa na prxima quinta-feira (19/2/09), s 20 horas. A Reunio Especial ser no Plenrio e foi requerida pelo deputado Dlio Malheiros (PV). Para o parlamentar, a homenagem vai consolidar ainda mais a construtora "que tanto representa o Estado de Minas Gerais e abrange no s o Pas, mas reconhecida e respeitada mundialmente". Ele disse que a Andrade Gutierrez se destaca pela execuo de grandes obras, como a construo de diversas usinas hidreltricas. "So 60 anos de muito vigor e trabalho", ressaltou o deputado.
    Histria - A empresa foi criada em Belo Horizonte em 1948 por Flvio Gutierrez e pelos irmos Gabriel e Roberto Andrade. Entre as importantes obras realizadas, destacam-se a construo da Hidreltrica de Itaip, o Aeroporto de Confins e parte significativa do metr de So Paulo. Tambm foram obras da construtora a rodovia BR-3, atual BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Belo Horizonte; a BR-319, que liga Manaus a Porto Velho; e a SP-280, principal ligao entre a regio metropolitana de So Paulo e o oeste paulista.
    Em 1980 o grupo conquistou o mercado internacional e teve como primeiro trabalho a construo de uma rodovia no Congo, em plena Floresta Africana. Em 2001, com a expanso dos negcios, a sede da Construtora mudou para So Paulo, mantendo a holding Andrade Gutierrez e a sede fiscal em Belo Horizonte. Segundo seu Relatrio Anual, a Andrade Gutierrez obteve um faturamento de R$ 7,9 bilhes em 2007, o que representa um crescimento de 25,7% em relao ao ano anterior. A meta da companhia ser uma das cinco maiores corporaes privadas do Pas em 2013.
    A companhia j ganhou diversos prmios, entre eles o de melhor empresa brasileira da construo pesada, segundo a Revista Exame, nas dcadas de 70, 80 e 90 do Sculo XX; Prmio Excelncia no Setor de Construo, concedido pelo American Institute of Architects, da Flrida (EUA), em 1995; prmio de Melhor Construtora, da Revista Ferroviria; e prmio de 4 maior empresa de Minas, segundo o jornal Estado de Minas e sistema Fiemg, em 2002.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 12, 2009

    BAILE DOS ARTISTAS no Lapa Multishow, aqui em BH. Ser sexta-feira noite. Notcia enviada pela Carlini Cerimonial.

    O 21o. Baile dos Artistas, nesta sexta noite no Lapa Multishow, abre
    oficialmente o Carnaval de Belo Horizonte. Ser o primeiro ano sem a sua
    criadora, Claide Gosling. Uma turma, de 40 amigos, presta homenagem a ela
    com o bloco "Desavisados da Dona Claide". Os organizadores deste ano
    resgataram fantasias de Claide Gosling. O material, doado por Elvcio
    Guimares para Dcio Novielo e a escola de samba Cidade Jardim, ser
    exposto. No bloco, entre outros, os empresrios Eurpedes Pallazo e ngela
    Guimares, o escultor Paulo Coelho, o diretor Pedro Paulo Cava, o
    professor Domingos Giroletti, o mdico Charles Castro e a jornalista
    Marise Martorano.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 12, 2009

    Ateno prefeito Mrcio Lacerda!!! S.O.S PRODABEL. Receb o E-mail abaixo de funcionrios da Empresa de Tecnologia da Informao da Prefeitura de BH.

                                                     Ol Joo Carlos Amaral! Como vai o senhor??

    Gostaramos de sugerir uma matria relatando a administraao e situao da prodabel, uma das nicas indiretas da prefeitura que no possui plano de cargos e salrios (junto belotur).
    A empresa, que j foi referncia nacional em TI e Geoprocessamento, hoje perdeu seus melhores funcionrios e est sendo sucateada.
    Do concurso que foi feito em 2006, dos mais de 100 candidatos convocados, s 33 aceitaram entrar na empresa, devido ao baixo salrio e falta de mobilidade na empresa.
    Dos 33, 5 j saram em menos de 6 meses de casa. um absurdo aprovados no concurso abrirem mo da vaga em um rgo pblico por causa do salrio bem abaixo do mercado (e inclusive abaixo dos outros rgos da prefeitura).

    Se voc no puder nos ajudar, pode passar esse e-mail para algum que possa nos ajudar? Realmente, a situao desesperadora.
    Muito obrigado!
    Funcionrios da Prodabel.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 12, 2009

    De olho no governador Acio Neves em Braslia.











    Acio Neves mostra a ministro
     plano para Aeroporto Internacional
    presidente Tancredo Neves
    de Confins

     









    Wellington Pedro/Imprensa MG

    O governador Acio Neves se reuniu com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, em Braslia, para tratar sobre a expanso e consolidao do setor areo em Minas. Durante o encontro, o governador apresentou ao ministro o planejamento feito pelo Estado para o desenvolvimento do setor, que tem como ponto fundamental a expanso do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, colocando como uma das principais rotas de vos internacionais do pas.

    "Estamos mostrando ao ministro que Minas Gerais tem um planejamento para o seu desenvolvimento. Fizemos um enorme esforo, quase que exclusivamente do Estado, em parceria com a prefeitura, para viabilizarmos o Aeroporto Tancredo Neves. Hoje temos mais de 50 sadas semanais para a Europa, Amrica Central e Amrica do Norte. Isso ocorreu em razo dos investimentos que fizemos na Linha Verde e da transferncia de vos que tnhamos na Pampulha", afirmou Acio Neves.

    O governador explicou ao ministro que o retorno de vos diretos do Aeroporto da Pampulha para outras capitais, possibilidade cogitada pela Agncia Nacional de Aviao Civil (Anac), sem que ocorra o cumprimento do acordo que prev a incluso dos aeroportos regionais nas rotas das empresas areas, prejudicar a atrao de investimentos para os municpios mineiros.

    "Eu quis ver ao ministro que para ns inaceitvel que todo esse nosso esforo de desenvolvimento econmico, com a facilidade de vos internacionais para os mineiros, seja desmoronado por um retorno para o Aeroporto da Pampulha, onde o governo federal no fez nenhum investimento. O ministro foi extremamente sensvel ao que ns falamos e ficou de conversar com a Anac", disse Acio Neves.

    Incremento de Confins gera R$ 70 milhes/ano a Infraero

    O governador de Minas tambm cobrou mais investimentos da Infraero no aeroporto internacional de Confins, que alcanou, em 2008, o limite de sua capacidade, que de 5 milhes de passageiros por ano. H trs anos, quando 130 vos foram transferidos para Confins, o aeroporto internacional estava sub-utilizado, com apenas 388 mil passageiros por ano.

    "Trouxe ao ministro as demandas da ampliao do terminal de passageiros do aeroporto de Confins. Uma nova pista j est projetada. Nosso planejamento para o desenvolvimento de Minas passa por investimentos no Aeroporto Tancredo Neves, investimentos que podem ser feitos inclusive com os recursos que so arrecadados pela Infraero, que foram mais de R$ 220 milhes desde que os vos foram transferidos para Confins. Nesse perodo no houve qualquer contrapartida por parte da Infraero nos investimentos feitos.

    Atualmente, o Aeroporto Internacional gera uma receita anual de R$ 70 milhes/ano para a Infraero. J um dos seis maiores aeroportos do pas, movimentando mais de 430 mil passageiros/ms, operando como hub areo que mais cresce dentro da malha area nacional. A projeo de que, em 2011, 9 milhes de passageiros passem por Confins.

    A transferncia de quase 150 vos do Aeroporto da Pampulha para o Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN) possibilitou o desenvolvimento das operaes com mais segurana, conforto e rapidez para os passageiros, alm da conectividade com as principais cidades do pas.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 12, 2009

    C-4 Gran PICASSO... "Como gostoso esse francs"

    Na  concessionria CHAMONIX lanamento o C-4 PICASSO
    com sorteio de uma vaigem a PARIS com direito a acompanhante.




    HOJE, dia 12, s 19h30 na CHAMONIX da av. Baro Homem de Melo.
    NOVIDADE em Automvel de Luxo.
    Ser o lanamento do elegante Citroen C-4 PICASSO. 
    A diretora-geral da CHAMONIX Daniele Fernandes
     recebe os convidados para o coquetel,
    a partir de 19h30m.

    Quem est frente do marketing e comunicao do evento
    a Multitexto de Schubert Arajo.


    A diretora-geral da Chamonix, DANIELE FERNANDES,
    abre belo sorriso para receber os convidados vips
    no coq de logo mais, aqui em BH.










                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 11, 2009

    Hoje, dia 11, na Livraria Del Rey, rua Aymors, 612, bairro Funcionrios, lanamento da obra ESTUDOS DE DIREITOS CONSTITUCIONAL - uma obra de peso em homenagem aoprofessor Ricardo Fiza. Horrio: 18h30m s 22h30m.


    Professor Ricardo Fiza
    ganha justa homenagem
     na noite de hoje.
     

     

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 10, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. A instalao da mais nova comisso permanente da Assemblia de Minas lotou o Salo Nobre. frente do presidente da Assemblia, deputado Alberto Pinto Coelho, que deu uma outra notcia importante: vai criar uma Comisso Especial para DISCUTIR sadas para a CRISE ECONMICA MUNDIAL. Vai trazer a BH, BIG SHOTS de diversos setores nacionais. Comisso coema a partir de maro - esperado o cenrio da crise nos primeiros trs meses de 2009.

     
     
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 10, 2009

    Em boa hora, Assemblia de Minas instala Comisso de MINAS E ENERGIA. Setor produtivo reage positivamente iniciativa do Parlamento Mineiro.

    Saudada pelos presentes como um resgate do Legislativo estadual com o mais expressivo setor da economia do Estado, a Comisso de Minas e Energia da Assemblia Legislativa de Minas Gerais foi instalada com o compromisso de um diagnstico da cadeia produtiva da minerao. A instalao aconteceu nesta segunda-feira (9/2/09), no Salo Nobre, e contou com a presena de deputados, empresrios, representantes do Governo Federal e de trabalhadores.

    A 18 comisso permanente da ALMG ter como campo de atuao as polticas de recursos hdricos, energticos, minerrios e de solos; o direito minerrio; as polticas pblicas destinadas ao fomento e regulao da cadeia produtiva de recursos minerais no Estado, da prospeo indstria de transformao mineral; a poltica de pesquisa, extrao e comercializao de guas minerais; e a legislao sobre estncias hidrominerais. Apresentada no Seminrio Legislativo Minas de Minas, realizado em 2008, a proposta de criao da comisso foi aprovada por unanimidade pelos setores representados no evento, como ONGs, empresas da cadeia produtiva da minerao e rgos governamentais.

    O presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), reconheceu o setor mineral como o carro-chefe da economia mineira e a nova comisso como "resposta advinda do Seminrio Legislativo Minas de Minas". O presidente destacou a importncia da minerao para os demais setores da economia, como a construo civil, gerao e transmisso de energia, telecomunicaes, transportes e indstrias de transformao. Ele lembrou que os produtos minerais so o item mais importante da pauta de exportaes do Estado.

    Em decorrncia dessa primazia, a minerao , de acordo com a anlise do deputado Alberto Pinto Coelho, o setor a sofrer os principais efeitos da crise mundial, como a reduo de encomendas e o encolhimento de receitas, o que afeta principalmente os municpios. "Por isso, torna-se ainda mais urgente a existncia de uma comisso que seja capaz de se debruar sobre esses problemas, alm de ter em vista, permanentemente, a compatibilizao da atividade com o desenvolvimento ambiental, a segurana e a sade do trabalhador".

    O presidente Alberto Pinto Coelho lembrou ainda o compromisso assumido durante o seminrio, com a formulao de uma poltica que atraia investimentos produtivos, na perspectiva do desenvolvimento sustentvel, e que busque a adequao das cargas tributrias e a maior participao dos municpios no montante dos tributos arrecadados, pela alterao das alquotas e da base de clculos da Contribuio Financeira sobre a Explorao Mineral (Cfem).

    Comisso Especial - Alberto Pinto Coelho destacou ainda o incremento de novas matrizes energticas, como a biomassa e o gs natural, descrevendo os esforos da Gasmig e Cemig na busca de alternativas de energia. Ao se estender sobre a crise mundial, o presidente anunciou, em primeira mo, a criao de uma comisso especial da crise, "para analisar, diagnosticar a situao com outras foras da sociedade, com um debate sobre a magnitude e os reflexos da crise na economia do Estado".Alberto Pinto Coelho destacou ainda o incremento de novas matrizes energticas, como a biomassa e o gs natural, descrevendo os esforos da Gasmig e Cemig na busca de alternativas de energia. Ao se estender sobre a crise mundial, o presidente anunciou, em primeira mo, a criao de uma comisso especial da crise, "para analisar, diagnosticar a situao com outras foras da sociedade, com um debate sobre a magnitude e os reflexos da crise na economia do Estado".

    ANP defende gs da bacia do So Francisco

    A descentralizao das matrizes energticas foi defendida pelo diretor geral da Agncia Nacional de Petrleo e Gs Natural (ANP), Haroldo Borges Rodrigues Lima. Segundo ele, hoje a matriz energtica brasileira, baseada nas jazidas de petrleo, est praticamente concentrada no Rio de Janeiro. "Precisamos diversificar isto e aproveitar o gs das bacias sedimentares. E uma das principais bacias a do Rio So Francisco, que segundo nossos estudos, de alto potencial e j desperta o interesse no d da ANP, mas dos empresrios".

    Haroldo Borges disse que a instalao da Comisso de Minas e Energia o preenchimento de uma lacuna na Assemblia. "Outros Estados com menor importncia na minerao j contavam com esta comisso. Minas precisava de um exemplo assim". O diretor da ANP anunciou a disposio de vir comisso para trazer as informaes que o rgo tem sobre a bacia sedimentar do So Francisco.

    Para o presidente do Sindiextra e da Cmara de Minerao da Fiemg, Jos Fernando Coura, a comisso vem em boa hora, devido expressividade do setor e aos abalos que ele comea a sofrer com a desacelerao das encomendas. Ele pediu que a comisso estude formas de agregao de valor ao produto minerrio, para melhoria da gerao de emprego e renda e para a manuteno da liderana de Minas Gerais no setor.

    O diretor do Sindicato de Trabalhadores Metabase, de Itabira, Wegton Jos Alvarenga Silva, saudou a nova comisso, mas pediu que ela atue verdadeiramente, "principalmente neste momento de demisses". O dirigente classista ofereceu a contribuio dos trabalhadores para que a comisso possa traar um diagnstico da situao minerria diante da atual crise mundial.

    A nova comisso ser presidida pelo deputado Svio Sousa Cruz (PMDB, que dever ser eleito na primeira reunio da comisso, ainda a ser agendada. Estiveram presentes instalao os deputados Sebastio Helvcio (PDT), Tiago Ulisses (PV), Fbio Avelar (PSC), Antnio Jlio (PMDB), Clio Moreira (PSDB), Jos Henrique (PMDB), Adalclever Lopes (PMDB), Ronaldo Magalhes (PSDB), Doutor Viana (DEM), Vanderlei Jangrossi (PP), Gustavo Valadares (DEM) e Dalmo Ribeiro Silva (PSDB); alm da deputada federal J Moares (PCdoB-MG), alm de empresrios e representantes do setor.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 10, 2009

    O COLRIO de hoje em dose dupla e "blonde". E vem mais uma vez do portiflio do Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.


    Loiras acontecendo no circuito gastronmico
    do Alto dos Passos,em Juiz de Fora. 


    Natalia Teles

    Suellen Lazzarini


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 10, 2009

    Grupo ASAMAR vai construir Data Center e conta com a assesoria jurdica de um dos mais competentes Escritrios de Advocacia de Minas. DETALHE: o investimento do Grupo ASAMAR ser de 80 milhes de dlares na construo do ATIVAS CENTER, que vai gerar 100 empregos diretos. A empresa ser inaugurada no segundo semestre deste ano. Confira detalhes!

    GUIMARES E VIEIRA DE MELLO
    ESTRUTURA ACORDO SOCIETRIO

    DA ATIVAS DATA CENTER
    O Escritrio Guimares & Vieira de Mello Advogados, atravs de seus advogados Leonardo Guimares e Marcela Turani, foi o eleito pelo Grupo Asamar (Ale Combustveis, MASB, Codeme, dentre outros) para assessorar todos os instrumentos jurdicos e as negociaes da Ativas Data Center, primeira empresa do estado com porte e excelncia de atuao nacional direcionada ao atendimento de Tecnologia da Informao de grandes organizaes.
    O escritrio, premiado pelo "Anurio Anlise Advocacia - Os Mais Admirados em 2008", estruturou toda a documentao jurdica, contratos sociais, estatutos, acordo de acionistas e negociao entre parceiros da empresa.

    Com investimento prximo a US$80 milhes somente na primeira fase, o complexo da Ativas Data Center ser construdo em uma rea aproximada de 20 mil metros quadrados. A empresa ser inaugurada no segundo semestre deste ano e ir gerar, imediatamente, 100 empregos diretos.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 9, 2009

    Nesta tera-feira, em Braslia,o ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa mostra aos prefeitos de todo o pas os programas do ministrio, como o de incluso digital.

     Ministrio das Comunicaes
      participa de encontro com novos prefeitos

      

     Objetivo divulgar projetos disponveis a todos os municpios
     
    Os novos prefeitos de todo o pas tero a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre os programas do Ministrio das Comunicaes. Uma equipe tcnica do ministrio estar presente no Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas, realizado pela Presidncia da Repblica, nos dias 10 e 11 de fevereiro, no Centro de Convenes Ulysses Guimares, em Braslia. 
    No estande do ministrio, os participantes tero informaes sobre projetos de incluso digital que podem beneficiar todos os municpios brasileiros, como Telecentros Comunitrios, Cidades Digitais e Banda Larga nas Escolas. Tambm estaro disponveis informaes sobre TV Digital e Rdios Comunitrias, entre outras aes desenvolvidas pelo MC. 
    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, participar da cerimnia de abertura do encontro, prevista para as 14h desta tera-feira (10/02). O Diretor de Incluso Digital do ministrio, Heliomar Medeiros, ser um dos palestrantes na oficina "Incluso Digital - Acesso internet, educao e telecentros comunitrios integrando os municpios". A oficina ser realizada no dia 11/02, em dois horrios: das 8h30 s 10h e das 16h30 s 18h. 
    Para ter acesso programao completa do evento, clique aqui.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 9, 2009

    PACOTE ESPECIAL. Sugesto para o carnaval. Notcia vem dojornalista Schubert Arajo, da Multitexto. Confira!

    Rede Bristol Hotels oferece pacote especial de tarifas durante o Carnaval


     
    Promoo vlida para 13 hotis do grupo em Belo Horizonte,
     Vale do Ao e Vitria


    A Rede Bristol Hotels  oferece um pacote especial de tarifas durante o Carnaval. Os hspedes que optarem por um dos 13 hotis da rede em Belo Horizonte, Ipatinga e Timteo, no Vale do Ao, e Vitria (ES) durante o perodo do Carnaval (de 20 a 25 de fevereiro) pagaro apenas quatro dirias, ao invs de cinco, podendo quit-las em at trs vezes no carto Visa. As tarifas promocionais variam de R$ 99,00 no Bristol Green Valley, em Timteo, a R$ 150,00 no Bristol La Place e Bristol Pampulha Lieu, em Belo Horizonte. As reserva podem ser feitas pelo telefone 0800 283 9988 ou pelo site (www.bristolhotels.com.br), onde tambm podero ser obtidas todas as informaes detalhadas sobre a promoo.

    Participam deste pacote seis hotis em Vitria (ES) Bristol La Residence, Bristol Diamond Sutes, Bristol Costa Victoria, Bristol Quartier Latin, Bristol Century Plaza e Bristol Praia do Canto; cinco hotis em Belo Horizonte Bristol Golden Plaza, Bristol Merit Hotel, Bristol Metropolitan, Bristol La Place e Bristol Pampulha Lieu; e dois hotis no Vale do Ao Bristol Steel Valey, em Ipatinga, e Bristol Green Valey, em Timteo.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 8, 2009

    UFA!!! BR-040 - TRECHO de Juiz de Fora a Braslia na mira da privatizao do governo Lula.








    O Governo Federal pretende privatizar toda a BR 040 que ainda no administrada pelo setor privado.
    So 967 quilmetros entre Juiz de Fora e Braslia.
    A licitao dever acontecer em junho deste ano e as tarifas giram em torno de R$ 2,51 e R$ 3,69 por veculo.
    A concesso por 25 anos.



    A tarifa bsica do pedgio do trecho da BR-040, entre Braslia e Juiz de Fora, que ser concedido iniciativa privada, no poder passar de R$ 2,68 por veculos em cada praa a ser instalada. Esta foi uma das definies da minuta do contrato de concesso, que j est disponvel no site da Agncia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) - www.antt.gov.br. O texto foi avaliado em audincia pblica realizada ontem em Belo Horizonte. A previso que a licitao do trecho acontea at o final do ano. No h definio do nmero de praas de cobrana.

    O documento prev que o critrio de julgamento ser o de menor valor da tarifa bsica de pedgio a ser cobrada dos usurios. A proposta apresentada pelas empresas dever ser vlida por um ano. Uma novidade a reviso de tarifas a cada cinco anos, levando em conta o cenrio econmico e os riscos do negcio.

    A medida foi determinada pelo Tribunal de Contas da Unio (TCU). A instalao dos pedgios nos 230 quilmetros do trecho da rodovia, que vai de Juiz de Fora ao trevo de Ouro Preto, s deve acontecer em 2009, quando tambm deve comear a duplicao da pista.

    Segundo a minuta, a concesso de servio pblico prev recuperao, operao, manuteno, conservao, implantao de melhorais e ampliao da capacidade do sistema rodovirio.

    Estradas de Minas

    No estado, o Governo recebeu propostas de concesso de 17 trechos em Minas. Trs deles passam pela cidade e podem ser licitados por meio de concesso comum ou patrocinada, a chamada Parceria Pblico-Privada (PPP). Dentre os 16 lotes em anlise esto a MG-353, entre Juiz de Fora e Piraba (MG-285), totalizando 71 quilmetros, o acesso at Chcara, cuja extenso de dez quilmetros, e, ainda, a BR-267, entre Alm Paraba (BR-111) e Belo Horizonte (BR-040), que totaliza 125,9 quilmetros. A expectativa que os primeiros contratos sejam firmados a partir de maro 2009. A receita prevista chega a R$ 24 bilhes, e a criao de empregos diretos e indiretos pode atingir 50 mil.

    De acordo com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pblicas (Setop), o material havia sido enviado para os empresrios interessados na concorrncia e agora retorna ao poder pblico remodelado com as sugestes da iniciativa privada. O Governo ter 60 dias para analisar o contedo e elaborar o projeto para licitao. O prazo de concesso ser de 25 anos.

    No estado, valor de tarifa varia de R$ 2,51 a R$ 3,69

    Segundo a Setop, a definio das vias contempladas em cada lote levou em conta fatores, como volume de trfego. No pacote, esto estradas estaduais, alm das federais que esto em processo de transferncia ao estado. Dos sete mil quilmetros disponibilizados, 2.481 so BRs nesta situao. Sobre os pedgios, a informao que as tarifas sero fixadas pelo Governo aps a avaliao dos estudos apresentados, podendo variar de R$ 2,51 a R$ 3,69. "O valor ser o mnimo necessrio para garantir a sustentabilidade da concesso," afirma a secretaria. J as 91 praas de cobrana previstas em todo o estado devero estar fora do permetro urbano da sede de cada municpio, a distncia mnima de 50 quilmetros de outro ponto.

    No total, 63 empresas, reunidas no consrcio Parcerias Rodovirias de Minas Gerais participaram da elaborao das propostas. A Setop espera receber dos grupos estudos de trfego e de capacidade das estradas, avaliao de traado, de impactos ambientais, levantamentos de investimentos e custos, estrutura tarifria e estimativa de receitas.

    concessionria caber, alm da conservao das rodovias, o atendimento de incidentes, como incndio, obstculos, lixo e socorro mecnico/guincho. Tambm est prevista a prestao dos servios de urgncia e emergncia, incluindo atendimento mdico no local, remoo de acidentados e internao em unidades de pronto-socorro e/ou hospitais da regio.

    Fonte: Tribuna de Minas

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 8, 2009

    EM TEMPOS DE CRISE empresrios recebem presidente da CEMIG na FIEMG. EM TEMPO: para pensar!!! O IBGE registrou que de 12,4% na produo industrial no pas. Desemprego atinge quase 660 mil trabalhadores. Como Minas registra sempre cerca de 10% do que acontece na economia nacional, j tem aqui, cerca de 66 mil desempregados.

                                                                      Desenvolvimento com energia
     
     






                                                                                          

     
    O compromisso com o desenvolvimento econmico e social de Minas Gerais foi a tnica de reunio do presidente Djalma Bastos de Morais, acompanhado de toda a diretoria da Cemig, com industriais mineiros na sede da Fiemg. Ele apresentou o Plano de Investimentos para 2009, lembrando que desde sua criao - uma ousadia do gnio empreendedor e visionrio de Juscelino Kubitscheck, ento governador de Minas Gerais -  a empresa sintonizada com as mais avanadas tcnicas e tecnologias, no apenas de produo de energia eltrica, mas tambm de gesto de recursos financeiros e humanos.
     
    O presidente da Fiemg, Robson Andrade salientou que foi a partir da criao da Cemig, que Minas comeou a escrever a histria de sua economia moderna, diversificada e competitiva que tem hoje. "Assim como ocorreu poca de sua criao, quando contribuiu decisivamente para mudar a face da economia mineira, e nos anos 70, quando Minas de fato ingressou na era da indstria moderna, a CEMIG registrou nos dez ltimos anos, sob a liderana do caro presidente Djalma Morais, uma performance modelar" ressaltou.
    A C

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 8, 2009

    CLINLIFE do nosso amigo, o doutor Eduardo Pinho Tavares, destaque em matria especial deste ms da REVISTA ENCONTRO. Vale conferir!















    | Rafael Campos |


    Clnica em BH desenvolve programas especiais para toda a famlia com tratamento humanizado e equipe acolhedora

    SADE PARA TODOS








     
     







    Entrar em forma: essa a principal meta daqueles que aguardam o ano inteiro pelo vero, estao mais que sedutora. Porm, o caminho para alcanar o objetivo deve ser percorrido de maneira responsvel e durante todo o ano, sem agresses ao organismo. Diante disso, crescem as pesquisas cientficas em torno do assunto, para que as pessoas conquistem  o  to  desejado  corpo  bonito  e




















    saudvel. A Clinlife (Centro de Medicina Integrada Life-Reveal), localizada em Belo Horizonte e Divinpolis, aposta em programas especiais de sade que atendam a toda a famlia, de acordo com as demandas individuais.

    Segundo o mdico Eduardo Pinho Tavares, diretor do centro, a clnica oferece programas de emagrecimento que reservam ateno para mudana dos hbitos de vida dos clientes. Assim, mais do que exames e diagnsticos, os especialistas trabalham com a ideia de reeducao alimentar. disposio dos clientes h uma equipe multidisciplinar formada por mdicos, nutricionistas, psiclogas, enfermeiras, educadores fsicos e fisioterapeutas. "Na obesidade infantil ou juvenil, por exemplo, a nutricionista vai at a casa do cliente para debater sobre a importncia da alimentao correta. Temos uma equipe acolhedora, voltada para o relacionamento e tratamento mais humanizado, o que reflete no resultado final", diz o doutor Eduardo, especialista em geriatria e gerontologia.

    A prtica ortomolecular, tambm uma das marcas fortes da Clinlife, pode ser usada, somada a outros procedimentos, para promover o equilbrio interno do organismo. Exames especializados mostram se a pessoa tem o metabolismo lento ou no. Se constatada alguma alterao, a nutricionista elabora um plano alimentar personalizado, chamado de dieta funcional.

    Outro tratamento que tem atrado muitos adeptos a colonterapia, que entre outras funes otimiza a absoro dos alimentos, por meio de lavagens intestinais, melhorando a disbiose (distrbios da absoro) e facilitando o equilbrio interno dos nutrientes. " um procedimento inodoro, indolor, feito em circuito fechado, com equipamento delicado e moderno, e j bastante comum no exterior", explica Eduardo.

    "J estamos com programas especficos para toda a famlia, dentro do conceito Life-Reveal (Reavaliao da Vida), com procedimentos como antienvelhecimento (antiaging), antiestresse, Programas de emagrecimento adulto e infanto-juvenil, alm da esttica corporal e qualidade fsica", revela o diretor. Afinal: "O que move o cliente a procurar os tratamentos a possibilidade de melhora da auto-estima e a busca de uma vida com muita sade", conclui Eduardo.



     





       
       


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 8, 2009

    PARCERIA PBLICO PRIVADA. Presidente Lula recebe em Braslia o governador Acio Neves e o prefeito de BH, Mrcio Lacerda. Meta tentar acabar com a NOVELA DO METR da capital. Investimento da PPP, at 2013, ser de quase 3 bilhes e meio de reais - divididos entre o governo federal,estadual, PBH e iniciativa privada. Confira detalhes.











    Governador apresenta ao presidente
    proposta de PPP do metr

     









    Omar Freire/Imprensa MG



    O governador Acio Neves se reuniu,em Braslia, com o presidente da Repblica, Luiz Incio Lula da Silva, para tratar sobre a proposta de Parceria Pblico-Privada para o metr de Belo Horizonte. Acompanhado do prefeito da capital mineira, Marcio Lacerda, o governador apresentou a proposta que seria viabilizada com investimentos, at 2013, de R$ 3,4 bilhes, divididos entre o governo federal, Estado, prefeitura e iniciativa privada.

    Segundo Acio Neves, a expectativa que o entendimento entre o Governo de Minas, Unio e prefeitura ocorra rapidamente para que o processo de licitao das obras de ampliao do metr acontea ainda neste ano. Na prxima semana, Marcio Lacerda se reunir com a ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, para dar continuidade aos estudos do primeiro modelo PPP de transporte coletivo do pas.

    "Espero que j, na prxima semana, o prefeito, em contato com a ministra Dilma e a sua equipe, possa dar continuidade a esses entendimentos porque o que queremos estabelecer um cronograma de consultas pblicas e ainda este ano o incio do processo de licitao da continuidade do metr de Belo Horizonte que poderia estar inserido no que se tem chamado de PAC da Mobilidade com vistas Copa do Mundo de 2014. Seria o primeiro modelo de PPP de metr, de transporte coletivo do Brasil", disse Acio Neves, em entrevista.

    Modelo

    Acio Neves explicou que a proposta estudada prev investimento de R$ 1,7 bilho por parte do governo federal, at 2013, quando as obras estariam concludas. O Governo do Estado e a Prefeitura de Belo Horizonte participariam com R$ 600 milhes, e a iniciativa privada com R$ 1,1 bilho.

    "Estamos trazendo a iniciativa privada exatamente para aliviar o peso do Estado nesses investimentos. Com isso, saltaramos de 150 mil passageiros que hoje transitam diariamente pelo metr de Belo Horizonte para mais de 800 mil passageiros. Portanto, atendida essa reivindicao, essa justa postulao, acho que a o PAC comear a existir efetivamente em Minas Gerais", afirmou o governador.

    O projeto inclui os trechos da Linha 2 (Barreiro-Calafate), a construo de um ramal subterrneo da Linha 3 (Pampulha-Savassi) e ampliao da Linha 1 (Eldorado-Vilarinho).

    "Temos j em Minas Gerais um exemplo exitoso, que o nico do Brasil, de PPP do sistema virio. Temos uma rodovia com cerca de 500 quilmetros hoje sob a administrao de uma PPP e, portanto, essa experincia ns queremos traz-la para a capital. a prioridade nmero um que apresentamos, tanto o prefeito Marcio Lacerda quanto eu", disse Acio Neves.

    Sudene

    Durante o encontro, o governador Acio Neves tambm convidou o presidente Lula para participar, no incio de abril, da reunio comemorativa dos 50 anos da Sudene, que acontecer em Montes Claros, no Norte de Minas.

    "Teremos l uma reunio de governadores do Nordeste e um frum da Sudene, onde pretendemos participar da inaugurao da fbrica de Biodiesel, uma parceria da Petrobras com a participao do Governo do Estado, e quem sabe regulamentarmos - e essa tambm foi uma proposta que trouxemos ao presidente - o funcionamento das Zonas de Processamento de Exportao (ZPEs). So 18 aprovadas no Congresso Nacional e que podero ser regulamentadas na primeira semana de abril", afirmou.

    As Zonas de Processamento de Exportao so distritos industriais, onde as empresas neles localizadas operam com iseno de impostos e liberdade cambial, sem a obrigao de converter em Reais os recursos obtidos nas exportaes, desde que destinem a maior parte de sua produo ao mercado externo.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 8, 2009

    Nova Comisso. Assemblia de Minas instala sua mais nova comisso permanente. A de MINAS E ENERGIA. Ser s 15 horas no Salo Nobre. Vou ancorar a transmisso AO VIVO pela TVA.

    A Comisso de Minas e Energia da Assemblia Legislativa de Minas Gerais ser instalada nesta segunda-feira (9/2/09), s 15 horas. Apresentada no Seminrio Legislativo Minas de Minas, realizado em 2008, a proposta de criao da comisso foi aprovada por unanimidade pelos setores representados no evento, que inclua ONGs, empresas da cadeia produtiva da minerao e rgos governamentais. A solenidade de instalao ser no Salo Nobre, com a presena do presidente da Assemblia, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do ex-ministro de Minas e Energia, Paulo Haddad; do diretor-geral da Agncia Nacional de Petrleo (ANP), Haroldo Borges Rodrigues Lima; e do presidente da Cemig, Djalma Bastos Morais.

    A instalao da nova comisso acontece num momento bastante oportuno. Dados expressivos confirmam a importncia da minerao e do fornecimento de energia para o Estado, que possui o terceiro maior parque industrial do Brasil. Porm, com a deflagrao da crise econmica mundial, no final do ano passado, o setor mineral foi o primeiro no Pas a sentir seus efeitos, resultando em quedas significativas na produo e no faturamento das empresas, reduo no consumo energtico e demisses para milhares de trabalhadores.

    As comisses permanentes da ALMG atuam como um importante canal de interlocuo entre a sociedade e o poder pblico. Nos debates nelas desenvolvidos, surgem novas demandas, idias e propostas para o aperfeioamento das leis que vigoram no Estado, ou sugestes de novas leis. Na Comisso de Minas e Energia sero abordadas polticas de recursos energticos, minerrios, de solos, hdricos, atmosfricos; as polticas pblicas destinadas ao fomento e regulao da cadeia produtiva de recursos minerais no Estado, da prospeo indstria de transformao mineral; a poltica de pesquisa, extrao e comercializao de guas minerais; a legislao sobre estncias hidrominerais; e o direito minerrio.

    Estado lder na produo mineral

    Minas Gerais lidera o ranking da produo mineral no Brasil, responsvel por 44% do total nacional, segundo o Anurio Mineral Brasileiro do Departamento Nacional de Produo Mineral (DNPM) de 2006. O Estado responsvel por aproximadamente 53% da produo brasileira de minerais metlicos e 29% de minrios em geral.

    Do total de mo-de-obra empregada no setor, 26,5% encontra-se em Minas. A cadeia produtiva mineral representa 31% do Produto Interno Bruto estadual, levando o Estado a arrecadar anualmente mais de R$ 150 milhes somente com a Contribuio Financeira sobre Explorao Mineral (Cfem).

    No que se refere gerao de energia, a matriz energtica mineira complexa e diversificada. O Estado abriga algumas das maiores usinas hidreltricas do Pas, sendo responsvel por 18,11% da capacidade de gerao de energia brasileira. Alm disso, Minas conta com grandes reservas florestais de eucaliptos e pinus, destinados produo de carvo vegetal e outros aproveitamentos, que garantem a distribuio de energia contnua e de alta qualidade para a indstria siderrgica. Etanol e biodiesel tambm apresentam crescimento na matriz energtica de Minas, que tem inclusive a possibilidade de ser autosuficiente nesses combustveis, segundo o professor da Universidade Federal de Itajub (Unifei), Luiz Augusto Horta.

    Assunto tema de debate permanente

    A Assemblia j teve comisses similares de Minas e Energia e com atribuies parecidas, em outros momentos do Parlamento mineiro e da histria do Estado. uma vocao natural da Assemblia debater o assunto, que de grande interesse dos deputados e dos cidados por eles representados, uma vez que a atividade extrativista tem participao expressiva no desenvolvimento econmico de Minas Gerais e muitos municpios mineiros dependem dela.

    Em 1965, na 5 Legislatura, foi criada a Comisso de Siderurgia e Minerao, que teve seu nome alterado em 1981, para Comisso de Energia, Minas e Metalurgia, durante a 9 Legislatura. Na 11 Legislatura, em 1990, o nome passou a ser Comisso de Poltica Energtica, Hdrica e Minerria. Em 1997, essa comisso foi extinta, sendo suas atribuies absorvidas pela Comisso de Meio Ambiente e Recursos Naturais, que ficou responsvel por estudar as questes minerrias e energticas. Essa comisso agora passou a se chamar de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel, de acordo com a Resoluo 5.322, de 22/12/2008, a mesma que criou a de Minas e Energia.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 8, 2009

    JOVENS na Poltica de Juiz de Fora. Pinado da coluna do Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.

    Em BH, de olho em 2010
    Em Belo Horizonte, o presidente da Cmara, vereador Bruno Siqueira, fez visita de cortesia ao secretrio estadual de Sade, Marcus Pestana, quando trataram de assuntos de interesse da cidade. Duas jovens revelaes polticas, Bruno e Pestana tambm falaram sobre as eleies de 2010: o primeiro v com cautela suas pretenses, j o secretrio no descarta a possibilidade de disputar uma cadeira na Cmara Federal.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 7, 2009

    O COLRIO deste sbado vem de Juiz de Fora. Do portiflio do nossoamigo Csar Romero da Tribuna de Minas.


    A bonita Camila Matheus abalou
    a noite do Funk Deluxe,
    anteontem, no Muzik

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

    FUNDO PERDIDO para atrair empresas para o Aeroporto Industrail,presidente Tancredo Neves, em Confins. Quase 600 mil dlares. Acordo firmado hoje em Braslia pelo governador de Minas, Acio Neves e o embaixador dos Estados Unidos Clifford Sobel. Confira a notcia em toda sua extenso.









    Estado executar
    plano de atrao de empresas para Confins

     









    Omar Freire/Imprensa MG

    O Governo de Minas apresentar em setembro deste ano o plano de negcios para atrao de indstrias de alta tecnologia para o entorno do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins.
    Os recursos para a execuo do plano de negcios foram assegurados em acordo assinado pelo governador Acio Neves e o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Clifford Sobel, nesta sexta-feira (6), em Braslia.
    Sero US$ 573 mil, financiados pela Agncia para o Comrcio e desenvolvimento dos Estados Unidos (USTDA), a fundo perdido. O plano de negcios, que dever estar concludo em setembro, ser fundamental para consolidar Confins como o primeiro aeroporto indstria do Brasil. O objetivo atrair empresas de alta tecnologia, em especial do setor aeroespacial, para o entorno do Aeroporto Internacional.
    O estudo far um levantamento detalhado sobre todas as condies da regio do aeroporto, desde a capacidade de operao do aeroporto, at levantamentos sobre meio ambiente, solo, localizao geogrfica em relao ao Brasil e Amrica do Sul. Tambm sero levados em conta as condies das rodovias e toda a infra-estrutura do entorno de Belo Horizonte.
    Durante a assinatura do acordo, o governador Acio Neves ressaltou que o plano de negcios ir permitir a atrao de investimentos de forma dirigida e mais eficiente, alm de potencializar o Aeroporto de Confins como um centro de distribuio de vos domsticos.
    "Essa uma nova estratgia importante para o desenvolvimento de Minas. H dois anos no tnhamos nenhuma partida internacional de Belo Horizonte e hoje j so 54. E fazer de Confins um ponto de distribuio de vos domsticos muito importante para a atrao de novos vos internacionais. A localizao geogrfica de Confins favorece muito isso", disse o governador.
    Escritrio no Brasil
    Durante a solenidade, o embaixador Clifford Sobel afirmou que a USTDA planeja abrir seu quinto escritrio mundial no Brasil. Segundo ele, a inteno de que o escritrio brasileiro da agncia seja instalado em Minas Gerais. "Estamos muito felizes por mais esse projeto. um exemplo de relacionamento continuo que pretendemos ter com o Brasil e neste caso, com Minas Gerais", disse.
    Sobel destacou tambm a importncia da parceria j feita entre Minas Gerais e a Agncia norte-americana. O financiamento do plano de negcios para Confins a terceira dotao de recursos feita pela USTDA ao Governo de Minas Gerais. Em setembro do ano passado, em cerimnia no Palcio da Liberdade, foram assinados dois outros acordos, tambm na forma de financiamento a fundo perdido, no valor de US$ 660 mil.
    Desse montante, US$ 425 mil foram destinados para implantao de um data center no Centro Administrativo do Governo de Minas. O projeto j est em execuo, assim como as obras do centro, com concluso prevista para o incio do prximo ano.
    A outra parte dos recursos US$ 241 mil est sendo investida na reviso do Proaero, programa de adequao, ampliao e melhoria na malha aeroporturia em todo o Estado de Minas.
    O objetivo do programa que nenhuma das 853 cidades mineiras estejam a mais de 100 quilmetros de distncia de um aeroporto com balizamento.
    Aeroporto indstria
    Credenciado pela Refeita Federal em 2005, o aeroporto de Confins o primeiro aeroporto industrial do pas. O processo teve incio em Minas Gerais com a operao da Clamper Indstria e Comrcio no recinto do terminal de cargas do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, como um projeto-piloto.
    A Clamper produz equipamentos eletrnicos (protetores contra surtos eltricos, para proteo de instalaes de escritrios, indstrias e residncias).
    O aeroporto industrial oferece tratamento tributrio diferenciado, com suspenso dos impostos federais e estaduais, tanto para a importao de componentes como para a exportao de produtos acabados de alto valor agregado.
    Em 2006, a Gol Linhas Areas inaugurou o seu centro de manuteno de aeronaves no terminal de cargas do Aeroporto Tancredo Neves, em Confins, utilizando tecnologia da Boeing. Menos de dois anos depois, a companhia anunciou a duplicao do centro de manuteno, dos atuais 47,7 mil m para 91 mil m, com investimento de R$ 78 milhes e gerao de 650 empregos diretos.
    Aes coordenadas
    O Governo de Minas est implementando uma srie de aes coordenadas, em parceria com o Governo Federal e entidades do meio acadmico, para o desenvolvimento sustentvel do setor areo em Minas, com a formao em larga escala de mo-de-obra especializada, difuso e absoro de tecnologias especficas e atrao de novos investimentos privados na cadeia da indstria aeronutica.
    Em setembro do ano passado, o Estado e a Agncia Nacional de Aviao Civil (Anac) assinaram um protocolo de intenes para a criao do Plo de Aviao Civil de Minas Gerais, que atender a demanda crescente por trabalhadores qualificados. O Plo contar com a participao efetiva de entidades de ensino tcnico e superior.
    Tambm em 2008, o governador assinou convnio com a Infraero para a construo do Aeroporto Industrial, em Confins. Nesta primeira etapa da obra, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econmico, investir R$ 10 milhes. Os recursos, que j esto assegurados no oramento do projeto estruturador "Insero competitiva das empresas mineiras no mercado internacional".
    Agncia
    A USTDA (U.S. Trade and Development Agency) uma agncia de fomento do governo federal norte-americano, que tem por objetivo fornecer apoio econmico ao planejamento de projetos de infra-estrutura na Amrica Latina e outras regies do mundo.
    Sua misso principal financiar, a fundo perdido, estudos de viabilidade ("feasibility studies") em projetos nos setores de energia, transportes, telecomunicaes, meio ambiente, entre outros.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

    Pedra no sapato da COPASA e CEMIG. O deputado WELINTON PRADO, do PT de Uberlndia, protesta da Tribuna da Assemblia, contra o aumento da tarifa de gua da Copasa - de 8,7% - Segundo ele, o aumento foi suspenso em liminar concedida pola Promotoria de Defesa do Consumidor. OUTRO ASSUNTO: o deputado criticou duramente a deciso da CEMIG de enviar para o SPC o nome dos inadimplentes - que no pagam a conta em dia. Polmica vista!

      


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

    ARTIGO ESPECIAL.

                                                                                      FAVELAS:
                                                               POSSVEL ACABAR COM ELAS?

                                             
                                                                         *Z Aparecido Ribeiro

    A barbrie na favela Paraispolis em So Paulo, que feriu dezenas de policiais e foi amplamente divulgada pela imprensa televisiva, mas pouco comentada pela imprensa escrita no dia 02/02, coincide com uma outra notcia veiculada na mesma data e que deveria colocar o Governo e a Sociedade Brasileira em alerta mximo. A notcia de 02/02, segunda feira, da conta de que o Rio de Janeiro possui hoje mais de 1000 favelas, como se favelas fosse algo normal e sem soluo.


    As favelas no so ruins s para quem habita nelas, mas para todas as cidades onde elas esto localizadas. Quem j entrou em uma favela sabe que as condies de vida nestes locais so sub humanas e deveriam ser prioridade dos governos municipais, estaduais e federais a sua erradicao. Infelizmente no so. Felizmente, os habitantes de favelas so pessoas de bem e pacificas. Do contrrio, o sossego dos includos no seria to sereno.


    Se considerarmos que o nmero de favelas s aumentam, vamos concluir, fazendo um exerccio de lgica simples, que os programas sociais no esto funcionando e conseqentemente a violncia est aumentando na mesma proporo. Programas sociais sem infra estrutura e projetos ousados para a erradicao das favelas no serviro para nada.


    O morro ainda no tomou conscincia do seu poder, mas quando tomar, no haver policia e nem exrcito  que o detenha.

    As notcias que se seguiram aos acontecimentos tinham abordagens equivocadas e superficiais, mostravam programas sociais na favela Paraispolis, como se isso eliminasse o flagelo de morar em um local inabitvel. Os "vndalos" de So Paulo existem em todas as favelas do Brasil e um dia iro acordar para o poder que o ambiente onde eles vivem lhes conferem...


    As imagens que as cmeras mostraram revelam uma realidade que no concebvel para seres humanos. Esgoto mistura-se com becos e casas construdas sem nenhum planejamento e a sujeira toma conta dos espaos como em um chiqueiro.


    Ao falar assim parece exagero, ao visitar algumas favelas durante a campanha para Prefeito aqui em BH nas ltimas eleies, vi o que eu imaginava, mas no conseguia entender. So locais inabitveis que causam repulsa e no oferecem a menor dignidade a um ser humano que o Governo e os polticos chamam de Cidado. Para ser Cidado um Individuo precisa de Cidadania: Endereo, e o mnimo de dignidade, do contrrio ele apenas um animal racional. As vezes mais irracional do que um animal solto na natureza.


    Isso me fez refletir sobre alguns temas que fazem parte do meu e do seu dia a dia e que passam desapercebidos. Ouo falar sempre no lucro bilionrio dos bancos, do supervit da balana comercial, das reservas cambiais que somam bilhes de dlares, da auto suficincia Brasileira em petrleo e do lucro da Petrobrs... Associo tais informaes ao que estamos abordando e fico sem entender a lgica do Capitalismo Brasileiro. Para que servem as riquezas de um Pas? Para que serve os Polticos e a Poltica? Onde esto os Intelectuais que outrora lutaram para nos libertar da ditadura? Cad as mentes brilhantes das Universidades com os seus ttulos? O que est contecendo com este Pais?


    At hoje somos castigados dia a dia a ler mais e mais relatrios e anlises da crise econmico-financeira como se somente ela constitusse a realidade realmente existente. Tudo o mais secundarizado ou silenciado em detrimento dos resultados econmicos. Ns nos resumimos a isso?


    Alguns devem estar pensando: este cara "endoidou de vez", o que uma coisa tem a ver com a outra? Aparentemente uma coisa no tem nada a ver com a outra.

    Mas justo associa-las para entendermos qual a utilidade do dinheiro e das riquezas produzidas por uma Nao. Com efeito, por um lado somos referencia mundial em tecnologia de explorao em guas profundas, controle da AIDS, coleta de gros, energias renovveis, telefonia celular, fabricao de automveis, avies, helicpteros etc, somos inclusive o celeiro do mundo e continuamos um zero a esquerda, ao permitirmos a existncia das maiores favelas do mundo e ndices de pobreza comparveis aos da frica setentrional.


    Estou falando de um lado que nos envergonha para compar-lo a um que nos faz sentir orgulhosos. Vamos perguntar mais uma vez para  tentarmos entender o propsito deste artigo: Para que serve o dinheiro e tantos ttulos, se temos pessoas, nossos irmos, vivendo abaixo da linha da pobreza? Muitos diro: Cada um tem o que plantou. Ser que as coisas funcionam assim mesmo? Ser que algum escolhe viver em uma favela ao lado de porcos? Ou ser que o modelo de Sociedade faliu e ns ainda no percebemos?
    As pessoas so diferentes, uns possuem talentos para ganhar dinheiro, outros para servir, outros para carregar pedra, outros para governar, administrar, curar, ensinar e outros para as artes. Todos, independente de seus talentos precisam trabalhar e ter o mnimo de dignidade e para isso que serve as Democracias, para garantir a todos um mnimo necessrio para uma vida digna: O direito a vida que est escrito em todas as Constituies e na Declarao Universal do Direitos Humanos, que tem sido s fachada para o Brasil, h anos.


    Ningum escolhe viver em uma favela e elas precisam acabar custe o que custar. As favelas so fruto da ausncia do Estado onde ele deveria estar presente e de uma distribuio de renda equivocada e injusta. Direita, esquerda, centro, todas as correntes ideolgicas j ocuparam a direo deste Pas e ns continuamos patinando quando o assunto organizao das Cidades e favelas. Os nossos nibus, mesmo maquiados, continuam com as suas temperaturas de 44 graus a bordo transmitindo doenas respiratrias, as filas dos hospitais sempre aumentando, as dos bancos idem, os flanelinha nos estorquindo, os ladres a solta e as favelas crescendo. Alguma coisa est errada nesta lgica cruel e perversa, vc no acha?

    Se o governo onipresente e onipotente para nos cobrar impostos, ele tem que ser tambm para impedir a proliferao das favelas e para encontrar uma maneira de elimina-las de uma vez por todas.


    Uma pessoa normal tem poucas chances de ser feliz em uma favela, apesar de saber que felicidade no esta relacionada a ao ter, mas sim ao a Ser. Tais situaes s existem por que um dia algum governante falhou ao permitir que elas comeassem. Lembro-me, como exemplo, ocasio em que reunido com o ento Prefeito Clio de Castro para tratar assuntos relacionados ao Centro de BH em 1997, aproveitei a oportunidade e informei a ele que o Anel Rodovirio de BH estava correndo o risco de se transformar em uma favela, se medidas no fossem tomadas para impedir a ocupao desordenado nas suas marginais e viadutos e ele respondeu que aquilo no era problema da Prefeitura de BH, mas do ento DNER, como se o Anel Rodovirio pertencesse a uma outra Cidade. Hoje o Anel Rodovirios uma grande favela e nem o DNIT e nem a Prefeitura sabe mais o que fazer com o problema. Na ocasio, se bem administrado, o problema no teria chegado nas propores que alcanou.


    No espere bons sentimentos de um Indivduo que no possui um endereo e que vive no meio da sujeira. Nossos sentimentos so formados muito em funo do meio que vivemos. A mxima que diz: Diga com quem t andas e onde t moras que direis quem t s", serve como balizadora para projetar o futuro de milhes de crianas que vivem em reas de risco, nas favelas Brasileiras, apesar do esforo de igrejas, voluntrios e alguns programas que tentam amenizar o sofrimento de quem vive nestes locais.


    Em 1920  a Cidade de Nova York tinha vrios aglomerados parecidos com as favelas que conhecemos, algumas ocupando reas nobres da Cidade.

    Por iniciativa de um Prefeito chamado "Frank Mouses", as favelas deixaram de existir e no mesmo lugar onde elas foram criadas, ao longo do tempo,  as famlias foram removidas temporariamente e foram construdas torres de edifcios, alguns abrigando mais de 500 famlias que no tinham endereo at ento. So prdios de aptos de 2 e 3 quartos que conhecemos hoje como Bronks, Broklin, Queens, Haley e tantos outros que assistimos na TV. Estas famlias no ganharam de mo beijada seus apartamentos, foram cadastradas, participaram do mega projeto deste Prefeito "sonhador", foram includas em programas de financiamento a longo prazo e com o tempo e o trabalho, pagaram e so donas dos sus imveis. (foram literalmente includas como Cidados)


    A verticalizao de favelas e a urbanizao destes aglomerados, dando endereo para as pessoas e um mnimo de dignidade o NICO caminho para diminuir a violncia neste Pas. Embora o modelo de Nova York tenha dado certo, no necessariamente precisa ser o utilizado aqui. Quando sugerimos a verticalizao em funo de que as favelas existem prximo ao trabalho das pessoas e ha uma tendncia delas a no aceitarem um distanciamento do local de trabalho. Portanto, a negociao para que as mudanas aconteam nos espaos onde elas moram torna-se muito mais fcil.


    Quando passo na Linha Vermelha ou na Linha Amarela no Rio de Janeiro e vejo o numero de favelas s aumentando, me pergunto: Para que servem os governos e os polticos. Desde que me entendo por gente o numero de favelas s aumenta e a violncia tambm na mesma proporo, o que mostra que uma coisa est ligada a outra. S no v quem no quer por convenincia ou por achar que trata-se de uma utopia acabar com as favelas Brasileiras.


    Ser que no hora de um amplo e mega projeto para acabar com as favelas brasileiras? ser que nossos governantes so capazes de implantar um programa que impea a instalao de novos aglomerados? Ser que o fim das favelas de fato uma utopia? No sou ingnuo e menos ainda desinformado para propor algo to grandioso sem a participao ampla da sociedade. Trata-se, para dar certo, de um pacto nacional e uma mudana de paradigma que precisa de sacrifcios de todos. Sacrifcio sobretudo dos 20% da Sociedade includa para permitir a dignidade dos 80% excludos e para que aqueles e estes tenham um pouco mais de paz e possam desfrutar a vida com mais sossego.


    A pergunta final nos remete a Grcia Antiga quando o inventor da Democracia (Pricles) props a "isonomia" para que todos fossem "iguais" e que houvesse equilbrio de foras na Cidade de Atenas, os pobres (arraia-mida) e os ricos (nobres) precisavam viver em harmonia naquele espao geogrfico. Sugeriu tambm que aqueles que possuam mais deveriam dar uma cota maior de sacrifcio para garantir a equidade social e o equilbrio Poltico, necessrios para a prosperidade da Grcia. E foi o que aconteceu 450 anos antes de Cristo. 2.500 anos depois ns ainda no conseguir entender o que Pricles previu...


    A histria ento nos deixa uma mensagem de que precisamos de um Governante idealista, obstinado, ousado, solidrio,  e sobretudo destemido como foi Pricles e como foi Juscelino em tempos no to remtos. Algum poderia nos dizer se este Homem existe e est entre ns? Meu palpite que ele existe e est muito mais perto do que pensamos... O NOME DELE ACIO NEVES DA CUNHA


    Se vc acredita que possvel, com vontade poltica e determinao do Governo, acabar com as favelas brasileiras, passe este e-mail para frente e faa o seu comentrio.

    Quem sabe ele cai na tela ou nas mos de quem deve e esta utopia comea a virar realidade?


    *Jos Aparecido Ribeiro

    Administrador/Consultor

    Estudioso dos Assuntos das Cidades

    CRA-MG 0094/94

    Belo Horizonte - MG

    31-9953-7945

    31-3342-4315


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

    O MAIS NOVO DESEMBARGADOR de Minas. O juiz DORGAL de Andrada, ex-presidente da AMAGIS e vice-presidente da ANAMAGIS, ser empossado dia 18, s 17 horas, como desembargador do Tribunalde Justia de Minas. Informao nos foi passada pelo editor jurdico Arnaldo Oliveira da Editora Del Rey. Parabns ao dr. Dorgal, pela justa e meritria conquista na carreira jurdica.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

    MAIOR PASSIVO AMBIENTAL DE MINAS. Perito visitam rea da EMICON na Serra do Itatiaiu - regio metropolitana de BH - na segunda-feira. Meta assinar TAC - Termo de Ajustamento de Conduta - definitivo com o Minsitrio Pblico estadual em Maro. Informao enviada ao nosso BLOG pelo jornalista Alberto Sena.

                                                                           
                                                                                Srgio Duarte,
                                                                             diretor-presidente
                                                                                da EMICON


    A Emicon Minerao e Terraplenagem Ltda., localizada na Serra Azul (Regio Metropolitana de Belo Horizonte - RMBH), deve assinar o Termo de Ajustamento do Conduta (TAC) definitivo at maro. Os peritos, responsveis pela elaborao do levantamento tcnico de todo passivo ambiental da regio, visitam na prxima segunda-feira, 9, as instalaes da empresa.

    Esta uma das ltimas etapas para o desfecho do caso que envolve o maior passivo ambiental do Estado, e que j dura quase 30 anos. A assinatura do TAC definitivo garante o processo de recuperao da rea, situada na Serra de Itatiaiuu.

    O objetivo da percia tcnica calcular o tamanho dos prejuzos ao meio ambiente, alm de definir as medidas mitigadoras e compensatrias que devero ser tomadas no local. O relatrio deve precificar os danos irrecuperveis causados pelas atividades da Emicon, que provocaram o assoreamento do Sistema Rio Manso, da Companhia de Abastecimento de Minas Gerais (Copasa), com 150 milhes de toneladas de rejeitos de minrio de ferro. A mineradora ter que reparar os danos causados desde a dcada de 1980 at 2006.

    As intervenes previstas no TAC definitivo incluem a retirada das 150 milhes de toneladas de minrio e outras obras ambientais necessrias, alm da indenizao em dinheiro ou trabalhos compensatrios.

    Em 2007, a Emicon comeou as obras emergenciais, a partir do momento da assinatura do TAC preliminar, que envolvia projeto de Recuperao da rea Degradada (Prad) da regio. J foram feitas a construo de diques e barragens e ser realizado o plantio de matas ciliares, para que seja resgatada a biodiversidade da regio.

    Como a Emicon est com suas atividades paralisadas desde 1999, por ser responsabilizada pelos estragos causados na regio, as obras emergenciais foram viabilizadas por meio da venda de parte dos rejeitos que estavam no ptio na mineradora a outra empresa, por meio de um TAC preliminar.

    O acordo possibilitou a realizao de um contrato de venda de 10 milhes de toneladas de finos de minrio da Emicon para a ento AVG Minerao, adquirida pela MMX Minerao e Metlicos. No documento, uma clusula previa que 50% do valor da comercializao, estimado em US$ 24 milhes, garantiria todas as obras ambientais.

    Alm de cumprir as determinaes do TAC, a mineradora destinar pouco mais de 15 hectares da sua rea verde para a Reserva Particular do Patrimnio Natural (RPPN). A iniciativa da direo da Emicon ser concretizada na ocasio da assinatura do TAC definitivo, em que ela se compromete a retirar dos ribeires Quias, Veloso, Vieira e Vermelho e de parte do Reservatrio Rio Manso aproximadamente 150 milhes de toneladas de fino de minrio que as chuvas durante anos levaram para os leitos.






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

    50 Anos de fabricao do FUSCA no Brasil...









    Multitexto, BH Home e Depyl Action
    apiam o 9 Encontro do Portal do Fusca
     em Belo Horizonte.

    Evento comemorou os 50 anos de fabricao
    do Fusca no Brasil


    A Multitexto Comunicao Empresarial, do jornalista Schubert Arajo, a BH Home, comandada por Yeda Fernal Cunha, e a Depyl Action, presidida por Danyelle Van Straten, apoiaram no ltimo domingo, 1 de fevereiro, o 9 Encontro do Portal do Fusca, evento que comemorou na Praa do Papa e com uma carreata pelas principais ruas e avenidas da Regio Centro-Sul de Belo Horizonte, os 50 anos de fabricao do Fusca no Brasil.

    O encontro, que reuniu cerca de 60 Fuscas e um grande nmero de pessoas apaixonadas pelo veculo mais popular e emblemtico do Brasil, contou tambm com a participao do BH Convention & Visitors Bureau, Garra Veculos, Drogaria Arajo, Number One e das revistas Supere e Sala de Espera. O evento teve tambm carter de responsabilidade social: os participantes levaram 1 kg de alimento no perecvel e cadernos brochuro, que foram doados para a instituio Famlia Feliz. Ao final do evento houve a distribuio de brinquedos antigos, como pio, lngua-de-sogra, entre outros, que fizeram a alegria da crianada.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

    DE OLHO no Interior...









    Montes Claros recebe oficinas
    sobre polticas de sade

     









       

    Jerusia Arruda/GRS Montes Claros







    Nesta sexta-feira (6) prossegue, em Montes Claros, no Norte de Minas, a 6 oficina do ciclo do Plano Diretor da Ateno Primria Sade (PDAPS). Promovidas pela Secretaria de Estado de Sade de Minas Gerais (SES), desde o ano passado, as oficinas visam implantao do Plano, cujo objetivo organizar e fortalecer as redes de ateno sade, capacitando profissionais, gestores e cidados para enfrentar os problemas de sade que afligem a populao, nos seus territrios de atuao.


    As oficinas so promovidas pela SES/MG em parceria com a Escola Pblica de Sade de Minas Gerais (ESP-MG), Universidade Estadual e Montes Claros (Unimontes), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Universidade Federal de Uberlndia (UFU). O PDAPS dever ser concludo at o final do ano.


    Na abertura do encontro, que comeou nessa quinta-feira (5), o superintendente da Ateno Sade da SES/MG, Marco Antnio de Matos Bragana, ressaltou a importncia das polticas pblicas desenvolvidas pelo Governo do Estado. Tudo o que tem sido feito na sade pblica em Minas Gerais est tendo muita repercusso, inclusive em outros pases. Para que esse trabalho seja contnuo importante o comprometimento de todos. A proposta do Plano Diretor exatamente a de aprofundar as discusses e redefinir estratgias para qualificar e prestar uma assistncia contnua e integral. Nesse momento de transio administrativa, fundamental focar o que prioridade para a populao, por isso a importncia da participao dos gestores municipais nessa oficina, disse.


    O vice-reitor da Unimontes, professor Joo dos Reis Canela, salientou que os ventos esto soprando a favor de Minas Gerais, particularmente do Norte de Minas. O governo do Estado assumiu o compromisso com a sade pblica e os resultados das aes na regio so notrios. Esse conforto se d, principalmente, pela sintonia entre polticos verdadeiros e uma gesto estratgica com aes concretas, enfatizou.


    Para o consultor da SES/MG, Helvcio Albuquerque, o Sade em Casa tem todo potencial para iniciar uma verdadeira revoluo na sade pblica do Pas. Esse programa pode ser considerado ncora do conjunto de projetos de fortalecimento da Ateno Primria Sade e o Plano Diretor a melhor poltica para alcanarmos uma sade exeqvel e com resolubilidade.


    Concentrao e disperso


    A 6 oficina rene gerentes regionais, tutores, profissionais que atuam na Ateno Primria e gestores de sade dos municpios das macrorregies Norte, Nordeste e Vale do Jequitinhonha.


    A oficina constituda de perodos de concentrao e disperso. Os perodos de concentrao so presenciais, para aquisio de conhecimentos e habilidade, quando os participantes ampliam o debate sobre as funes da Ateno Primria Sade coordenao, responsabilizao e resoluo dos problemas de sade -, e do seu papel fundamental na mudana de modelo de ateno organizao das redes de ateno sade. O perodo de disperso para a aplicao prtica dos contedos assimilados e ocorre no territrio de responsabilidade da equipe de sade.


    De acordo com a professora Masa Tavares de Souza Leite, coordenadora dos tutores no mbito da Unimontes, o PDAPS ser colocado em prtica to logo seja concludo o cronograma de oficinas. Sobre a dimenso do trabalho realizado pela Universidade, ela explica que praticamente 40% do Estado esto sendo atendidos nesta capacitao. Somente na macrorregio do Norte de Minas, a Unimontes atende 350 profissionais de 86 municpios e o trabalho multiplicador deles atende outras 1,8 mil pessoas, entre tcnicos e servidores na rea da sade, observa.


    Masa destaca, ainda, que na avaliao das oficinas anteriores, os participantes consideraram as reunies do PDAPS uma injeo de nimo e servem de estmulo mesmo quando as circunstncias no ajudam, alm de promover a interao entre as equipes de tutores e facilitadores.


    Ao concluir a solenidade de abertura, o superintendente de Educao da ESP/MG, Thiago Augusto Campos Horta, disse que o Plano Diretor avana fazendo acontecer a mudana de forma contextualizada. O PDAPS um projeto inovador que envolve um esforo conjunto de profissionais, gestores e cidados e representa um novo caminho para uma melhoria real da ateno sade, conclui.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 6, 2009

    HOJE toma posse na Corte Internacional de Justia de Haia, na Holanda, um jurista mineiro de altonvel, onosso amigo ANTNIO AUGUSTO CANADO TRINDADE. Mineiro de BH,ele a expresso mxima da inteligncia jurdica de Minas. Confira a entrevista que ele concedeu - com exclusividade - ao nosso BLOG DE NOTCIAS. Parabns ao dr. Canado.


    FURO INTERNACIONAL.
    Ministro eleito para a Corte Internacional de Justia de Haia,
    ANTNIO AUGUSTO CANADO TRINDADE,
    ineiro de BH, nos concedeu entrevistas EXCLUSIVA. Vale conferir!!!

     
    Ministro Antnio Augusto Canado Trindade.

    Caro amigo Joo Carlos,
    Como prometido em nosso encontro de anteontem, apresso-me em enviar-lhe, abaixo assim como no arquivo em anexo, a Entrevista Exclusiva que lhe preparei. No a transmiti a nenhum outro rgo de nossa mdia, e a envio exclusivamente a voc, que foi um aliado fiel em todo o trajeto de minha longa e rdua campanha Corte Internacional de Justia, do incio ao fim.
    Como sinal de meu reconhecimento, receba esta Entrevista, como prometido, desde j com o meu aval para divulg-la, se assim o desejar, e da maneira que melhor lhe parecer. E o aguardo na Haia, junto com o Expedito, na cerimnia de minha posse na Corte Internacional de Justia, no prximo dia 06 de fevereiro de 2009. 
    Cordiais lembranas, 
    Antnio Augusto Canado Trindade 
    Ex-Presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos,
    e Juiz Eleito da Corte Internacional de Justia 




                                                                                      








                                                                 A ENTREVISTA EXCLUSIVA 
                                               um furo internacional do nosso BLOG DE NOTCIAS




    1. Joo Carlos Amaral:  - Qual o trabalho que o espera na Corte da Haia a partir do incio de fevereiro prximo? 

     -  Antnio Augusto Canado Trindade: -  Dos 15 casos hoje pendentes na Corte Internacional de Justia, que sero conhecidos pela mesma com sua nova composio, h alguns que suscitam questes da maior relevncia e atualidade, atinentes ao Direito Internacional Humanitrio, ao Direito Internacional dos Direitos Humanos, ao Direito Internacional Ambiental, aos direitos de navegao, entre outros temas.
    a primeira vez que tamanha diversidade temtica ocorre na histria da Corte da Haia, com tanta densidade. Cada caso um universo em si mesmo, reveste-se de suma importncia para as partes litigantes, e no cabe singularizar nenhum deles, embora determinadas questes suscitadas em um ou outro transcendam as reivindicaes estatais em choque e requeiram um tratamento que poder fomentar a evoluo do direito internacional contemporneo.
    O mesmo ocorre em matria consultiva, a exemplo do pedido de Parecer aprovado h poucos dias pela Assemblia Geral das Naes Unidas sobre a questo da proclamao da independncia do Kossovo. A Corte da Haia tem tudo para ingressar em uma nova fase. 



                                                                         ***************
    2. Joo Carlos Amaral: - A sua eleio consagradora pode ser vista como um reconhecimento pelos Estados membros da ONU de sua conhecida defesa do multilateralismo? 
    - Antnio Augusto Canado Trindade: - Penso que sim. No h alternativa ao multilateralismo e ao sistema de segurana coletiva consagrado na Carta das Naes Unidas. H mais de trs dcadas venho sendo um defensor ferrenho do multilateralismo, tanto em meus livros, como em minha atuao como magistrado internacional na Corte Interamericana de Direitos Humanos.
    significativo que, em meio crise de valores em que vivemos, venha sendo hoje discutido, desde 2006, nas Naes Unidas, o tema do rule of law internacional, por iniciativa das Delegaes do Mxico e de Liechtenstein.
    Nenhum Estado encontra-se acima do Direito, e, em um mundo em que coexistem Estados de poderio desigual, o princpio da igualdade jurdica dos Estados assume redobrada importncia. Tal princpio, hoje consagrado na Carta das Naes Unidas, representa uma das grandes contribuies da doutrina latinoamericana ao direito internacional contemporneo.
    Cumpre reforar o multilateralismo, para assegurar, na medida do possvel, a conviivncia harmnica de todos no plano internacional. 
                                                                 *************** 
    3. Joo Carlos Amaral: - O maior legado deixado por sua liderana na Corte Interamericana de Direitos Humanos foi a consolidao do direito de acesso justia, mediante a maior participao dos indivduos peticionrios no procedimento perante a Corte Interamericana, contrapondo-se aos protagonismos tanto dos Estados como da Comisso Interamericana de Direitos Humanos - que falava em nome das vtimas - antes de sua chegada quela Corte. Considera possvel promover esta evoluo em escala universal?  


    - Antnio Augusto Canado Trindade: - Ser bem mais difcil, mas tenho algumas idias de possveis reformas que oportunamente anunciarei. Considero de carter fundamental o direito de acesso justia entendido lato sensu, abarcando igualmente o direito prestao jurisdicional e a fiel execuo das sentenas internacionais. 
    Minha obra, a esse respeito,  conhecida internacionalmente, pois meu testamento jurdico encontra-se no meu Curso Geral de Direito Internacional Pblico, que ministrei na Academia de Direito Internacional da Haia no vero europeu de 2005, intitulado "International Law for Humankind: Towards a New Jus Gentium", publicado nos tomos 316 e 317 do clebre Recueil des Cours da referida Academia da Haia.
    Os numerosos pases que me elegeram conhecem perfeitamente minhas idias, assim como todos os Juzes da Corte da Haia, alguns deles meus colegas h vrios anos no Institut de Droit International.
    No sei se minhas idias sero acatadas, mas sero certamente ouvidas. No o cargo que faz a pessoa, mas a pessoa que imprime sua dimenso como ser pensante, e portador de valores, s funes que exerce. As instituies so, em ltima anlise, as pessoas que as integram. Sou cuidadoso e respeitoso dos demais, mas meu compromisso com o Direito Internacional. Creio ser possvel avanar nesta direo.


                                                                  ***************       
    4. Joo Carlos Amaral: - Como v o envolvimento de entes no-estatais nos conflitos armados de nossos dias, violando com impunidade o Direito Internacional Humanitrio? Poder a justia internacional vir a prevalecer nestas situaes?
    - Antnio Augusto Canado Trindade: A Academia de Direito Europeu, sediada em Florena, onde ministrei um Curso Geral de Direito Internacional Pblico no ano passado (em seguida ao meu Curso Geral ministrado na Academia de Direito Internacional da Haia em 2005), est embarcando em um novo projeto de pesquisa, que lhe tomar muito tempo, que intitula de "privatizao da guerra".
    Trata-se de uma temtica que levanta inmeros problemas jurdicos. Minha posio tem sempre sido no sentido de que, em princpio, ningum est subtrado proteo do Direito Internacional Humanitrio, nem tampouco aos postulados do Direito da Responsabilidade Internacional e do Direito Penal Internacional contemporneo. 
    Lutarei para que a Corte da Haia evolua, de uma viso essencialmente estatocntrica, para inclinar-se ao enfoque humanista que sustento do direito internacional contemporneo, e para que este venha a prevalecer. 
    Fui eleito para a Corte da Haia com os votos de 163 Estados na Assemblia Geral das Naes Unidas, que sinalizaram que esto suficientemente maduros para contar com um magistrado com o novo enfoque que sustento, para atender s necessidades e aspiraes da comunidade internacional de nossos dias. 
                                                                         ***************
    5. Joo Carlos Amaral: - O Parecer de 1996 da Corte da Haia, que permitiu o uso de armas nucleares em situaes extremas de "legtima defesa", contou na poca com suas crticas. Pode recordar sua posio? 



    - Antnio Augusto Canado Trindade: - Sim, permanece exatamente a mesma. Minhas duras crticas ao referido Parecer Consultivo da CIJ sobre as Armas Nucleares  encontram-se consignadas em meu livro O Direito Internacional em um Mundo em Transformao  (Rio de Janeiro, Ed. Renovar, 2002, livro agraciado com o Prmio "Pontes de Miranda" da Academia Brasileira de Letras Jurdicas).
    Se j estivesse na Corte da Haia naquela poca, teria dado um contundente Voto Dissidente, pois, ao invs de acudir ao princpio da legtima defesa estatal, deveria a Corte, em meu entender, ter aplicado a clusula Martens, pois as armas nucleares so, em meu entender, claramente violatrias do Direito Internacional Humanitrio e do Direito Internacional geral. 


                                                                  *************** 




    6. Joo Carlos Amaral: - Agora como Juiz da Corte Internacional de Justia, pretende suspender ou manter sua profcua atividade acadmica? 


    - Antnio Augusto Canado Trindade:  - Minha eleio, h poucos dias, como Juiz da Corte Internacional de Justia, vem de ocorrer no momento em que completo 30 anos de docncia na Universidade de Braslia e no Instituto Rio Branco, onde formei sucessivas geraes de internacionalistas.
    Manterei meus laos profissionais e afetivos, j bem arraigados, com ambas instituies, ainda que no para cursos regulares, e sim conferncias magnas ocasionais. J tenho, praticamente escritas, em tres livros e trs idiomas distintos, minhas memrias do exerccio da funo judicial internacional na Corte Interamericana de Direitos Humanos.
    O primeiro livro, que intitulei "volution du droit international au droit des gens", ser lanado em Paris, no dia 04 de dezembro prximo. O segundo livro, em espanhol, ser lanado em 2009 na Amrica Latina, e o terceiro, em ingls, ser lanado na Holanda em 2010. Aqui no Brasil, tenho quase concluda a 4a. edio atualizada de meu livro Direito das Organizaes Internacionais, a ser lanado em Belo Horizonte, pela Editora Del Rey, no primeiro trimestre de 2009.
    As minhas razes mais profundas so com Minas Gerais, onde cresci e me formei, na UFMG, e sombra das rvores que circundam a Igreja da Boa Viagem, e das igrejas barrocas de So Joo Del Rey. Por isso, sem deixar de ser acadmico sempre volto para c, e por onde vou, levo Minas Gerais dentro de mim, agora para a Haia.
                                                                  *************** 




    6. Joo Carlos Amaral: - Agora como Juiz da Corte Internacional de Justia, pretende suspender ou manter sua profcua atividade acadmica? 


    - Antnio Augusto Canado Trindade:  - Minha eleio, h poucos dias, como Juiz da Corte Internacional de Justia, vem de ocorrer no momento em que completo 30 anos de docncia na Universidade de Braslia e no Instituto Rio Branco, onde formei sucessivas geraes de internacionalistas.
    Manterei meus laos profissionais e afetivos, j bem arraigados, com ambas instituies, ainda que no para cursos regulares, e sim conferncias magnas ocasionais. J tenho, praticamente escritas, em tres livros e trs idiomas distintos, minhas memrias do exerccio da funo judicial internacional na Corte Interamericana de Direitos Humanos.
    O primeiro livro, que intitulei "volution du droit international au droit des gens", ser lanado em Paris, no dia 04 de dezembro prximo. O segundo livro, em espanhol, ser lanado em 2009 na Amrica Latina, e o terceiro, em ingls, ser lanado na Holanda em 2010. Aqui no Brasil, tenho quase concluda a 4a. edio atualizada de meu livro Direito das Organizaes Internacionais, a ser lanado em Belo Horizonte, pela Editora Del Rey, no primeiro trimestre de 2009.
    As minhas razes mais profundas so com Minas Gerais, onde cresci e me formei, na UFMG, e sombra das rvores que circundam a Igreja da Boa Viagem, e das igrejas barrocas de So Joo Del Rey. Por isso, sem deixar de ser acadmico sempre volto para c, e por onde vou, levo Minas Gerais dentro de mim, agora para a Haia.

                                                                  *************** 





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 5, 2009

    Al IPSEMG...









                                          Ipsemg implanta marcao de consultas por telefone

     

    Os beneficirios do Instituto de Previdncia dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) j podem marcar consultas e outros procedimentos de sade diretamente com os profissionais e clnicas credenciados pelo Instituto, sem necessidade de se deslocarem at o Centro de Especialidades Mdicas do Ipsemg, da rua Domingos Vieira, em Belo Horizonte. A medida vigora desde segunda-feira (2) e vale para credenciados da capital e do interior do Estado.

    Outra facilidade includa nas aes do Governo de Minas de melhoria do atendimento sade do servidor pblico e seus dependentes deve vigorar a partir de maro, possibilitando a quem precisa agendar uma consulta no ambulatrio do Centro de Especialidades Mdicas da Rua Domingos Vieira, usar o telefone para marcar a consulta. Uma central telefnica (call center) est sendo  adquirida para esta finalidade, segundo anunciou o gerente hospitalar do Hospital  Governador Israel Pinheiro (Hgip/Ipsemg), mdico Marco Aurlio Fagundes  Angelo.

    O beneficirio do interior pode tambm agendar o procedimento nas 71 agncias regionais do Instituto, as quais, usaro a intranet do Ipsemg, conferindo mais rapidez no processo e racionalizando a marcao  de  consultas e de outros procedimentos de sade com profissionais  localizados  na regio onde o beneficirio reside, evitando que ele se desloque at a capital.

    Endereo eletrnico

    A lista de credenciados do Ipsemg j est no site www.ipsemg.mg.gov.br.  O Decreto n  44980 (10/12/08) do Governo de Minas permitiu direo do Ipsemg autorizar o credenciamento de mdicos para prestao de servios  adicionais de atendimento em regime pr-labore nas unidades da  autarquia.

    O agendamento via intranet pela agncia regional do Ipsemg ou a marcao direta atravs do telefone vai racionalizar a procura direta que sobrecarrega o Centro de Especialidades Mdicas, especialmente nos perodos de frias. O Ipsemg est tambm implementando a campanha de esclarecimento sobre a importncia de o primeiro atendimento no ambutatrio sempre ocorrer com um mdico generalista.

    O gerente hospitalar Marco Aurlio Fagundes Angelo cita dados da Organizao Mundial de Sade (OMS), lembrando que 80% dos problemas de sade de um indivduo podem ser resolvidos por mdicos das reas bsicas da Medicina, sem necessidade da participao direta do especialista.
    Por isso, no Centro de Especialidades Mdicas do Ipsemg, desde 15 de dezembro ltimo, a primeira consulta sempre marcada com um mdico das seguintes reas: Clnica Mdica, Cirurgia Geral, Cardiologia,  Ginecologia/Obstetrcia, Ortopedia Geral, Oftalmologia Geral,  Otorrinolaringologia, Pediatria, Psiquiatria e Urologia. "O mdico generalista quem tem condies de dizer se o paciente deve ser encaminhado a uma subespecialidade", explicou Fagundes Angelo.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 5, 2009

    Reajuste dos PROCURADORES do Estado de 15%. Projeto do governador Acio Neves recebeu emenda...

    O Projeto de Lei (PL) 2.752, do governador, que concede um reajuste escalonado de 15% aos procuradores do Estado, recebeu uma emenda durante sua discusso na Reunio Extraordinria de Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais na manh desta quinta-feira (5/2/09). Com isso, sua votao em 1 turno depende agora de parecer sobre a emenda, que foi encaminhada Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria (FFO).

    A emenda, de autoria dos deputados Svio Souza Cruz, Gilberto Abramo, Adalclever Lopes e Antnio Jlio, todos do PMDB, estende o reajuste aos inativos e pensionistas da categoria beneficiada. O projeto prev que o reajuste ser concedido em trs etapas: 1 de janeiro, 1 de julho e 1 de janeiro de 2010. De acordo com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gesto (Seplag), o impacto financeiro anual ser de R$ 5,59 milhes, elevando o percentual da despesa com o pessoal do Poder Executivo para 44,29%, abaixo dos 49% permitidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

    Durante a discusso do projeto, os deputados Weliton Prado (PT) e Sargento Rodrigues (PDT) subiram tribuna para cobrar do Governo do Estado o mesmo tratamento para os demais servidores da Administrao Pblica. Prado lembrou de categorias como os motoristas e os professores, citando que em alguns casos o vencimento chega a ser inferior a um salrio mnimo. Sargento Rodrigues acrescentou que algumas categorias de servidores da rea de Defesa Social esto sem reajuste h dez anos. Ambos apelaram sensibilidade do governador Acio Neves para que os funcionrios administrativos sejam contemplados com o mesmo ndice de reajuste obtido pelos procuradores.

    Ao final da reunio, o deputado Carlin Moura (PCdoB) manifestou sua preocupao com a notcia de que a Cemig dever incluir consumidores inadimplentes nas listas do Servio de Proteo ao Crdito (SPC) e Serasa. Segundo ele, isso fere os princpios constitucionais, uma vez que a energia eltrica um servio constitucional bsico. Carlin informou que, no incio do ano, protocolou um projeto de lei que impede justamente essa atitude por parte dos prestadores de servios essenciais. Weliton Prado tambm abordou esse tema em seu pronunciamento e anunciou que entrar na Justia contra a medida da Cemig.

    Durante a reunio os deputados aprovaram o PL 1.689/07, do deputado Carlos Mosconi, que autoriza a doao de um imvel de 12 mil metros quadrados ao municpio de Poos de Caldas. No local sero desenvolvidos projetos socioeducativos.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 5, 2009

    Clima de carnaval no eixo Juiz de Fora - Cabo Frio. Vem a a Noite Borbulhante, idealizado pelo colunista Csar Romero da Tribuna de Minas.


    Paulo Ely Braz Pereira, Omar Ferreira,
    Jos Roberto Ferreirinha e Eumar Werneck
    vestindo camisetas promocionais da
    Noite Borbulhante, em Cabo Frio

    Faltam 9 dias
    para o grande pr-carnavalesco Noite Borbulhante.
    As reservas de mesas e convites j esto sendo feitas
    na Fibra Academia e CR-Nova (3215-3123).


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 5, 2009

    PT tem novo lder de bancada na Assemlia de Minas.


                                       
    Deputado Padre Joo 
    o novo lder da Bancada do PT



    Terminaram na Assemblia de Minas as discusses para composio das comisses permanentes, das lideranas de bancada e de blocos parlamentares. Com a criao de mais uma comisso, a de Minas e Energia, mais cargos estavam em disputa. Com tudo definido, comeam os trabalhos.

    O deputado Padre Joo o novo lder da bancada do PT. A deciso foi oficializada ontem noite Mesa Diretora, conforme prev o Regimento Interno.

    O lder o porta voz da bancada e tem suas funes estabelecidas no prprio regimento interno da casa. No colgio de lderes delibera sobre a pauta e as matrias de maior urgncia e relevncia para votao em plenrio.

    Bancada o agrupamento de cinco deputados ou mais de uma mesma sigla partidria. A bancada petista tem seu calendrio de reunies internas, conduzidas pelo lder, para deliberar sobre as matrias em tramitao no parlamento mineiro.

    O deputado Padre Joo foi indicado ainda para compor a Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria como membro efetivo. Esta uma das mais importantes comisses da casa, j que trata do oramento , tributos e fiscalizao dos gastos do governo.

    " grande o desafio, pois temos que garantir e preservar a unidade da Bancada. Como os mandato pertencem ao partido, a deliberao do Terceiro Congresso do PT de ser oposio ao Governo Acio. Sendo assim, o nosso dever faz-la com responsabilidade e construir com o partido um novo projeto para Minas a partir de 2010: um governo popular e democrtico", concluiu o deputado.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 4, 2009

    Ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa, anuncia ampliao do Programa TIRADENTES DIGITAL.

                                                      

    Cidade ganhar novas antenas, aumentando a cobertura e a velocidade de conexo

    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, anunciou a expanso do programa Tiradentes Digital, que leva acesso internet banda larga sem fio cidade histrica de Minas Gerais. A medida foi anunciada durante o encerramento da 12 Mostra de Cinema de Tiradentes.  

    O programa contava com cinco antenas e agora ter 12. Com a expanso, a cobertura passar de 60% para 90% da zona urbana da cidade, com velocidade de conexo ainda maior, o que beneficiar as atividades escolares. "Nossa prioridade a educao. At o fim de 2010, 50 mil escolas pblicas no pas contaro com o benefcio", disse o ministro.

    A cerimnia marcou ainda outro avano na rea de incluso digital: a Prefeitura de Tiradentes e Oi Futuro vo implementar o programa "Tonomundo" nas escolas da cidade. O programa apoia aes educacionais e culturais por meio da tecnologia. Alunos e professores agora vo contar com um portal de informtica educacional com contedo voltado para a grade curricular, em parceria com a Universidade de So Paulo (USP).

    Cidades Digitais

    Tiradentes pioneira do projeto Cidades Digitais, do Ministrio das Comunicaes, que tem experincias bem sucedidas tambm em Belo Horizonte (MG), Ouro Preto (MG), Pira (RJ), Aparecida (SP), entre outros. O programa ser levado para todo o pas

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 4, 2009

    Vice-governador, prof. Antnio Augusto Anastasia, vai segunda-feira, dia 9, a Bom Despacho, regio Centro-Oeste de Minas. Faz palestra s 18h30m no SESC, a convite da UNIPAC. Vai falar sobre o assunto que mais gosta e domina, como ningum: ADMINISTRAO PBLICA.

     







    Comentrios

    #1. Elisabeth Merelim
    Professor Antnio Augusto Anastasia, referncia do saber, da diplomacia nas questes do Poder Pblico, e gentileza em pessoa no trato social.
    timo conferir que os resultados da administrao de Minas Gerais tem a ressnancia de to ilustre figura pblica.
    No tabuleiro de xadrez dessa grande empresa representativa, da voz do povo, o Excecutivo mineiro, conta com a pea estratgica de competncia do Vice-Governador Anastasia. E quia nosso futuro Governador aps pleito de 2010?


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 4, 2009

    Empossados o diretor geral da Assemblia de Minas, Eduardo Moreira e o secretrio-geral da Mesa, Jos Geraldo do Prado. Os dois foram reconduzidos pelo correto e competente trabalho desenvolvido nos dois ltimos anos frente de seus cargos estratgicos no Palamento. Eles foram emposados pelo presidente da Assemblia, deputado Alberto Pinto Coelho em solenidade realizada no Salo Nobre do Palcio da Inconfidncia, aqui em BH.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 4, 2009

    VETOS. Na volta do recesso, os parlamentares mineiros, tem pela frente a anlise e votao de 10 vetos do governador Acio Neves, a projetos aprovados no ano passado em plenrio.

    Veto Total Proposio de Lei 18.939 - A proposio proveniente do Projeto de Lei (PL) 1.271/07, do deputado Durval ngelo (PT). Ela declara patrimnio cultural do Estado o Caminho da Luz, rota de peregrinao no Leste de Minas Gerais. Segundo o governador, a Lei Delegada 170, de 2007, atribuiu ao Conselho Estadual de Patrimnio Cultural a competncia para decidir sobre o tombamento e o registro de bens.

    Veto Total Proposio de Lei 18.941 - Vetada totalmente pelo governador, pela mesma razo da proposio anterior. proveniente do PL 1.499/07, do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), e declara patrimnio cultural a rota Caminho da F, no Sul do Estado.

    Veto Total Proposio de Lei 18.953 - Vetada pela mesma justificativa das duas proposies anteriores. derivada do PL 2.719/08, do deputado Durval ngelo (PT), e declara patrimnio cultural do Estado o processo artesanal de fabricao do p-de-moleque produzido em Piranguinho, no Sul de Minas.

    Veto Total Proposio de Lei 18.865 - Dispe sobre a Poltica Estadual de Apoio e Incentivo aos Servios Municipais de Gesto Ambiental. Foi aprovada pela ALMG na forma do Projeto de Lei (PL) 301/07, do deputado Carlos Pimenta (PDT). O governador vetou a proposio em razo da grande despesa gerada.

    Veto Total Proposio de Lei 18.869 - Autoriza o Estado a reverter imvel ao municpio de Conceio das Alagoas. proveniente do PL 699/07, do deputado Sargento Rodrigues (PDT). Na justificativa para o veto, o governador afirmou que a Polcia Militar tem interesse no imvel para ali instalar o 4 Peloto da 4 Companhia Independente da PM.

    Vetos parciais

    Veto Parcial Proposio de Lei 18.947 - A proposio deu origem Lei 18.013, de 2009 (originada do PL 2.393/08, do governador). O veto incidiu sobre o artigo 2 da proposio, que autoriza o Executivo a reduzir em at 0% a carga tributria para a retirada interna de armas e munies adquiridas por policiais civis, militares, bombeiros a agentes de segurana, limitada a uma arma e para uso prprio. Segundo o governador, as isenes de ICMS somente sero concedidas nos termos de convnios celebrados e ratificados pelos Estados e pelo Distrito Federal.

    Veto Parcial Proposio de Lei 18.876 - O veto recaiu sobre o artigo 1 da proposio, que estabelece prazo de 120 dias para a incluso de dbito no Cadastro Informativo de Inadimplncia em relao Administrao Pblica (Cadin-MG), a partir da comunicao ao devedor da existncia deste dbito. Para o Executivo, o prazo excessivo, no garante a regularizao do dbito e incentiva a inadimplncia. A proposio originou a Lei 18.014, de 2009 (proveniente do PL 2.394/08, do governador).

    Veto Parcial Proposio de Lei 18.877 - Incidiu sobre regra de fixao dos percentuais de reduo do ICMS recolhidos sobre a venda de leite. Para o Executivo, o veto necessrio, a fim de no inviabilizar "a mudana de paradigma no sentido do aprimoramento da poltica pblica estadual de incentivo produo e industrializao leiteira". A proposio deu origem Lei 17.957, de 2008, derivada do PL 2.432/08, do deputado Domingos Svio (PSDB).

    Veto Parcial Proposio de Lei 18.956 - A proposio derivada do PL 2.789/08, do governador, que regulamenta o Conselho Estadual de Turismo (CET). O veto foi sobre o inciso IV do artigo 2 da proposio, que lista como uma das competncias do CET manifestar-se sobre a proposta oramentria anual da Secretaria de Estado do Turismo. Segundo o governador, ouvida a Setur, verificou-se que a proposta oramentria no deve estar sujeita a ingerncias do CET. Originou a Lei 18.032, de 2009.

    Veto Parcial Proposio de Lei 18.922 - Originada do PL 2.772/08, do governador, que altera as leis que criam a carreira de mdico da rea de Seguridade Social, a proposio deu origem Lei 18.040, de 2009. Segundo a justificativa para o veto, que incidiu sobre o pargrafo nico do artigo 3o, acrescido por emenda parlamentar, o texto se ope ao novo modelo de carreiras do Executivo, na medida em que restabelece a antiga estrutura que, de forma fragmentada, vinculava cada cargo a uma categoria especfica.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 4, 2009

    BOA NA MATEMTICA. Vale conferir!











                                    Minas mais uma vez campe da Olimpada de Matemtica

     

    Com 80 medalhas de ouro, 226 de prata e 472 de bronze, Minas Gerais o estado brasileiro que conquistou o maior nmero de medalhas em todas as categorias da IV Olimpada Brasileira de Matemtica das Escolas Pblicas (Obmep). O resultado foi anunciado nesta tera-feira (3), em Braslia e, ao todo, Minas recebeu 778 medalhas das 3.000 distribudas entre alunos de escolas pblicas de todo o pas.

    Na categoria ouro, o Rio de Janeiro ficou em segundo lugar com 59 premiados, seguido de So Paulo com 55 medalhistas. Na classe prata, o segundo lugar ficou para So Paulo (200 medalhas), ficando os cariocas com o terceiro lugar com 130 medalhistas. Os estados que alcanaram o segundo e terceiro lugares em medalhas de bronze foram So Paulo (446) e Rio de Janeiro (130).

    Minas Gerais foi o estado com o segundo maior nmero de escolas inscritas: 3.854. So Paulo teve o maior nmero, com 4.726, e o estado do Cear inscreveu 3.013 escolas.  Em 2008, a Obmep teve o maior nmero de alunos participando desde sua primeira edio: foram 18 milhes de alunos inscritos.

    O bom resultado de Minas superou os nmeros obtidos da terceira edio da Obmep, em 2007, quando os alunos mineiros receberam 69 medalhas de ouro, 169 de prata e 560 de bronze. Todos os premiados recebem bolsas de Iniciao Cientfica Jnior, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientfico Tecnolgico (CNPq/MCT). Os prmios so direcionados tambm s escolas e municpios nos quais os alunos se destacam, assim como os professores, que recebem cursos de formao e aperfeioamento.

    O resultado foi pelos ministros da Cincia e Tecnologia, Srgio Rezende, e da Educao (MEC), Fernando Haddad. A Obmep realizada pelo Ministrio de Cincia e Tecnologia (MCT), Ministrio da Educao (MEC), Instituto Nacional de Matemtica Pura e Aplicada (Impa/MCT) e Sociedade Brasileira de Matemtica (SBM).

    Edies anteriores

    Os estudantes mineiros tm se destacado em todas as edies da Olimpada Brasileira de Matemtica das Escolas Pblicas (Obmep). Em 2007, os primeiros lugares nacionais do Ensino Fundamental ficaram com estudantes mineiros: no nvel 2 alunos de 7 e 8 sries -  slam Eloirrano Rodrigues Carvalho, da Escola Estadual de Uberlndia foi o primeiro colocado e no nvel 1 alunos de 5 e 6 sries do Ensino Fundamental - Andr Macieira Braga Costa, que estuda no Colgio Militar de Belo Horizonte, foi o vencedor.

    No total, em 2007, os mineiros conquistaram 798 medalhas, cerca de 25% do total distribudo, sendo 69 medalhas de ouro das 300 distribudas para estudantes de todo o pas; 169 das 600 de prata; e 560 das 2.100 de bronze. Em segundo lugar ficaram os estudantes de So Paulo, com 57 medalhas de ouro, 138 de prata e 528 de bronze.

    Na edio de 2006, Minas Gerais ficou em segundo lugar no Brasil. Mas conquistou o primeiro lugar nacional do ensino mdio com o estudante Thales Marques Barbosa, do Colgio Tiradentes, de Passos. Nesta edio da Obmep, o Estado ficou com 94 medalhas: 64 de ouro, 15 de prata e 15 de bronze.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 4, 2009

    POLTICA. Fique por dentro das aprovao dos primeiros projetos na Assemblia Legislativa de Minas, na volta do recesso. Hoje na Reunio Extraordiria foram aprovados cinco projetos. E depois das voitaes um dos assuntos discutidos em plenrio foi o anncio do governo Lula de investir na construo de 500 mil casas populares para dar emprego no combate crise mundial.

    Cinco projetos de lei (PLs) foram aprovados em 1 turno na Reunio Extraordinria de Plenrio na manh desta quarta-feira (4/2/09). Quatro deles tratam da doao ou permuta de imveis e um diz respeito a embalagens fornecidas pelo comrcio varejista. Aps a votao dos projetos da pauta, os deputados fizeram uso do microfone para debater a questo habitacional em Minas e no Brasil.

    O deputado Andr Quinto (PT) foi o primeiro a pedir a palavra. Ele disse que o governo Lula anunciar em breve um programa habitacional para a construo de 500 mil casas populares. A medida, segundo ele, vai alavancar o setor de construo civil. Nesse programa, informou Quinto, est prevista tambm a reduo do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que incide sobre materiais de construo. O deputado citou tambm o ndice de aprovao do governo Lula apurado pela ltima pesquisa CNT/Sensus, que chega a 72,5%.

    Em seguida, o deputado Getlio Neiva (PMDB) destacou a atuao do Governo do Estado no setor habitacional, citando o programa Lares Gerais, que prev a construo de 6.000 moradias populares em 2009. Neiva tambm elogiou a atuao da Copanor, subsidiria da Copasa para o Norte e Nordeste de Minas.

    J o deputado Carlin Moura (PCdoB) afirmou que o atual momento de crise mundial exige dos governos maiores investimentos voltados para obras de infra-estrutura. Ele mostrou preocupao com uma vila na cidade de Malacacheta (Vale do Jequitinhonha), onde, segundo o parlamentar, 80 casas entregues pelo programa Lares Gerais foram construdas em rea de risco e com m qualidade de material.

    Carlos Pimenta (PDT) disse que a habitao popular deve ser um dos temas mais importantes para a Assemblia neste ano. Ele sugeriu inclusive a realizao de um debate sobre o assunto. Pimenta parabenizou os governos Federal e Estadual pelos programas habitacionais desenvolvidos. A deputada Maria Tereza Lara (PT) tambm fez elogios construo de 500 mil casas populares anunciadas pelo governo Lula.

    O deputado Carlos Mosconi (PSDB) agradeceu a aprovao do projeto de sua autoria (PL 2.592/08), que autoriza o Poder Executivo a doar ao municpio de Arceburgo um terreno de 148 mil metros quadrados, garantindo a regularizao de habitaes populares construdas pelo Programa Comunitrio de Habitao Popular (Pr-Habitao). Segundo ele, trata-se de uma reivindicao antiga da comunidade e que, com a transformao do projeto em lei, ela poder viver tranquilamente em seus imveis legalizados.

    Os outros projetos que tratam de imveis so o PL 2.324/08, do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), que autoriza o Poder Executivo a doar a Santa Rita de Caldas um imvel com rea de 2.047,5 metros quadrados, onde devero ser construdas moradias para famlias carentes; PL 2.343/08, do deputado Braulio Braz (PTB), que prev a doao de um imvel com rea de 6.691,5 metros quadrados ao municpio de Muria, onde sero construdos um parque de exposies agropecurias e unidades administrativas da prefeitura; e PL 2.577/08, do governador, que prev a permuta de um imvel do governo por outro da administrao municipal na cidade de Fama. No imvel do governo funciona o velrio municipal, enquanto que o da prefeitura abriga o quartel e moradia funcional da Polcia Militar.

    O outro projeto da pauta, o PL 535/07, do deputado Leonardo Moreira (DEM), determina que as sacolas oferecidas pelos supermercados e outros estabelecimentos devem conter impressas informaes sobre sua capacidade e carga mximas, alm de possuir alas para facilitar o carregamento. A matria foi aprovada na forma do Substitutivo n 1, da Comisso de Defesa do Consumidor e do Contribuinte, que alterou o texto original para que a norma seja vlida para as sacolas produzidas com qualquer material, e no apenas as de plstico, como previa o projeto.

    Ao final da reunio o deputado Doutor Viana (DEM) alertou sobre um golpe que bandidos tm aplicado por telefone e denunciou um supermercado por propaganda enganosa em uma promoo. Ele disse que ainda apuraria melhor a questo e que, na Reunio Ordinria da tarde desta quarta-feira (4), vai dizer o nome do estabelecimento e mais detalhes sobre a suposta irregularidade.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 3, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.

                                                   Deputado Alberto Pinto Coelho, do PP, assumiu,
                                              por mais dois anos a presidncia do Parlamento Mineiro.
                                                                      E fez discurso histrico.
                                                   "De frente para o Futuro", Minas tem que protestar
                                                                 e apontar caminhos - disse ele, 
                                                            se referindo sucesso presidencial,
                                                       o rodzio no poder nas eleies de 2010.

                                     







    Comentrios

    #1. jose emilio
    Com grande estilo, na melhor tradio poltica mineira o Pres. da Assemblia Dep. Aberto Pinto Coelho d o tom para mais 2 anos de brilho nessa casa.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 3, 2009

    POLTICA. Presidente da Assemblia, deputado Alberto Pinto Coelho, PP, assume o comando do Parlamento Mineiro por mais dois anos e d recado poltico. Um discurso histrico, que precisa ser analisado em sua amplitude e nos detalhes. Uma frase marcou: " queremos e precisamos ser, alm de atores, autores e protagonistas deste momento histrico". E mais, disse Alberto Pinto Coelho: " o equilbrio federativo ameaado, j a algum tempo, pela concentrao econmica e por um projeto de controle do poder poltico nacional que favorece o Estado de So Paulo, em detrimento dos demais... CONFIRA o pronunciamento do presidente da Assemblia na ntegra.

    A necessidade de Minas ter um papel destacado no processo eleitoral de 2010 foi enfatizada pelo presidente da Assemblia Legislativa de Minas Gerais, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), na solenidade de posse da Mesa eleita para o binio 2009-2010. Reeleito para o cargo, o presidente afirmou que o momento de mobilizao. "Queremos e precisamos ser, alm de atores, autores e protagonistas deste momento histrico", destacou ele no discurso de posse, durante reunio de Plenrio realizada na noite desta segunda-feira (2/2/09) que marcou tambm a abertura do ano legislativo. Participaram da solenidade diversas autoridades, entre elas o governador em exerccio, Antonio Augusto Anastasia, que leu mensagem com a prestao de contas das aes do Executivo no ano de 2008, conforme determina a Constituio.

    A defesa do equilbrio federativo entre a Unio, os diversos Estados e municpios foi um dos marcos do pronunciamento do presidente. Ele afirmou que esse equilbrio federativo ameaado, j h algum tempo, pela concentrao econmica e por um projeto de controle do poder poltico nacional que favorece o Estado de So Paulo, em detrimento dos demais. O deputado classificou essa dupla ameaa como uma "perversa forma de colonialismo interno". " chegado o tempo da alternncia, sem ceder aos caprichos de um setor dominante que parece pretender a hegemonia e o monoplio da arbitragem poltica no Pas", afirmou.

    Colegiado de Presidentes - Uma reao de diversos Estados contra a concentrao poltico-econmica j se desenhou no ltimo binio, quando foi organizado um movimento nacional liderado pelo Colegiado de Presidentes de Assemblias Legislativas, que presidido por Alberto Pinto Coelho. Um dos resultados desse movimento foi a tramitao, nas Assemblias, de propostas de emendas Constituio Federal, que em breve sero apresentadas ao Congresso. A reviso constitucional sugerida dever priorizar, segundo Pinto Coelho, o fortalecimento da autonomia municipal. Uma reao de diversos Estados contra a concentrao poltico-econmica j se desenhou no ltimo binio, quando foi organizado um movimento nacional liderado pelo Colegiado de Presidentes de Assemblias Legislativas, que presidido por Alberto Pinto Coelho. Um dos resultados desse movimento foi a tramitao, nas Assemblias, de propostas de emendas Constituio Federal, que em breve sero apresentadas ao Congresso. A reviso constitucional sugerida dever priorizar, segundo Pinto Coelho, o fortalecimento da autonomia municipal.

    A crise econmica mundial tambm foi abordada pelo presidente, que assinalou que o mundo poltico deve restabelecer o equilbrio perdido sem um retorno ao intervencionismo estatizante, mas com mecanismos de auto-regulao dos mercados. Na avaliao do presidente, que lamentou a socializao das perdas da atual conjuntura, o Estado deve agir para que esses novos mecanismos "estejam pautados na tica e na responsabilidade".

    Vocao do Parlamento se tornar o centro de convergncia do debate social

    Ao falar dos desafios do binio 2009-2010, o presidente afirmou que a marca dessa nova gesto ser a de consolidar a vocao do Parlamento como o "centro de convergncia do debate social", uma vez que o Poder melhor habilitado para unir as diversas instituies e segmentos sociais em um dilogo democrtico.

    A tecnologia ser uma ferramenta importante para o alcance desse objetivo. O presidente Alberto Pinto Coelho ressaltou a importncia da concesso de um canal aberto de transmisso para a TV Assemblia, que dever entrar em operao ainda este ano. Tambm anunciou a ampliao do uso da internet como forma de combater o desconhecimento da sociedade a respeito das atribuies, atividades e realizaes do Poder Legislativo.

    O presidente da ALMG anunciou a realizao de novos eventos de grande porte em 2009, tais como o Frum Tcnico sobre o Plano Decenal de Educao, cuja etapa regional comea em maro; a Jornada Brasil-Espanha, visando troca de experincias com o parlamento daquele pas; o Programa Assemblia Aqui Comigo, que leva o trabalho das comisses s diferentes regies; o 8 Frum das guas; a reviso participativa do Plano Plurianual de Ao Governamental (PPAG) e a celebrao do 20 aniversrio da 4 Constituinte Mineira por meio de frum tcnico.

    Nova Mesa - Integram a nova Mesa os seguintes parlamentares, alm do presidente: deputados Doutor Viana (DEM), 1-vice-presidente (reeleito); Jos Henrique (PMDB), 2-vice-presidente (reeleito); Weliton Prado (PT), 3-vice-presidente; Dinis Pinheiro (PSDB), 1-secretrio (reeleito); Hely Tarqnio (PV), 2-secretrio; e Sargento Rodrigues (PDT), 3-secretrio. Integram a nova Mesa os seguintes parlamentares, alm do presidente: deputados Doutor Viana (DEM), 1-vice-presidente (reeleito); Jos Henrique (PMDB), 2-vice-presidente (reeleito); Weliton Prado (PT), 3-vice-presidente; Dinis Pinheiro (PSDB), 1-secretrio (reeleito); Hely Tarqnio (PV), 2-secretrio; e Sargento Rodrigues (PDT), 3-secretrio.

    Presidente destaca aes do binio anterior e lamenta desinformao sobre o Legislativo

    Ao destacar as aes do binio 2007-2008, Alberto Pinto Coelho lamentou o elevado grau de desinformao sobre as atividades do Poder, quando, por exemplo, mede-se o desempenho legislativo e parlamentar pelo nmero de deputados presentes em Plenrio, quando muitos esto trabalhando nas comisses ou participando de audincias no interior. Outro critrio de avaliao condenado a contabilizao de projetos apresentados e aprovados de iniciativa parlamentar, ignorando-se que o Legislativo aperfeioa proposies originadas do Executivo e do Judicirio.

    Como exemplos desse aperfeioamento, citou as mudanas ocorridas na tramitao do PPAG; do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI); da proposta de Acordo de Resultados e do Prmio de Produtividade; da criao do Fundo de Desenvolvimento Tecnolgico; da criao de subsidirias da Copasa e da reforma judiciria.

    A realizao de eventos que mobilizaram a sociedade em 2008 tambm exemplo da importncia do Legislativo mineiro como frum democrtico, destacou o presidente. Exemplos foram o Seminrio Legislativo Minas de Minas, que reuniu a cadeia produtiva da minerao e resultou na criao da Comisso de Minas e Energia; e o Frum Tcnico ICMS Solidrio, que percorreu 12 cidades-plo mineiras e resultou em lei que redistribuiu o ICMS entre os municpios. Outras iniciativas destacadas pelo presidente foram o Parlamento Jovem e o Expresso Cidadania, este premiado nacionalmente, ambos de educao para a cidadania.

    No seu discurso, o presidente fez diversos agradecimentos, em especial aos parlamentares "por tudo que fizeram e realizaram no ltimo binio em favor do desenvolvimento mineiro, sob o signo da liberdade e da justia, em nome dos valores democrticos que este Poder representa". Tambm agradeceu aos servidores das reas tcnica, administrativa e de assessoramento da ALMG.

    Anastasia destaca aes de governo em 2008

    Na mensagem lida pelo governador em exerccio, Antonio Augusto Anastasia, o Executivo destaca diversas aes de governo em 2008. Segundo a mensagem, o equilbrio fiscal atrelado gesto orientada para resultados permitiu que o governo alocasse R$ 10,1 bilhes, somando-se oramento fiscal e de investimento das empresas controladas pelo Estado. O nmero representa um crescimento de 50%, se comparado a 2004. Os projetos estruturadores, principal instrumento de materializao do PMDI, aplicaram mais de R$ 4 bilhes para a realizao das metas constantes no PPAG em 2008. Isso representa um aumento de 34% em relao a 2007.

    A mensagem governamental destaca que a evoluo dos resultados fruto de "inovador modelo de gesto pblica adotado em 2003 e aprimorado ao longo desses anos", com a definio de metas e prazos para todas as reas de governo. Esse modelo conduziu o Estado, acrescenta a mensagem, maior operao de crdito j realizada pelo Banco Mundial: US$ 975 milhes.

    Vrios foram os nmeros listados por Anastasia: reduo da mortalidade infantil em 18,64% de 2003 a 2007; implantao do Programa de Educao Profissional, que oferece hoje qualificao a cerca de 36 mil jovens mineiros; reduo da criminalidade violenta em todas as 10 regies do Estado; criao de cerca de 17 mil vagas no sistema prisional por meio da construo de 30 unidades, desde 2003; construo da Linha Verde, maior e mais extenso corredor de trfego da Capital, e da cidade administrativa; totalizao, em 2008, de 103 municpios com acesso pavimentado; implantao do Sistema nico de Assistncia Social (Suas), entre outras aes.

    Presenas - Compuseram a Mesa dos trabalhos o presidente Alberto Pinto Coelho; o governador em exerccio, Antonio Augusto Anastasia; o presidente do Tribunal de Justia, desembargador Srgio Resende; o procurador-geral de Justia, Alceu Torres Marques; o prefeito de Belo Horizonte, Mrcio Lacerda; a presidente da Cmara Municipal de Belo Horizonte, vereadora Luzia Ferreira; o comandante da 4 Regio Militar, general Jos Mrcio Facciolli, alm dos secretrios de Governo, Danilo de Castro; de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena; do Desenvolvimento Social, Agostinho Patrs Filho, entre outras autoridades. Compuseram a Mesa dos trabalhos o presidente Alberto Pinto Coelho; o governador em exerccio, Antonio Augusto Anastasia; o presidente do Tribunal de Justia, desembargador Srgio Resende; o procurador-geral de Justia, Alceu Torres Marques; o prefeito de Belo Horizonte, Mrcio Lacerda; a presidente da Cmara Municipal de Belo Horizonte, vereadora Luzia Ferreira; o comandante da 4 Regio Militar, general Jos Mrcio Facciolli, alm dos secretrios de Governo, Danilo de Castro; de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena; do Desenvolvimento Social, Agostinho Patrs Filho, entre outras autoridades.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 3, 2009

    FIFA em BH.Governador em exerccio,prof. Antnio Augusto Anastasia recebe comissoda FIFA organizador da COPA DO MUNDO de 2014. Leia detalhes.









    Fifa visita Mineiro
    e elogia Linha Verde e Belo Horizonte

     









       

    Omar Freire/Imprensa MG

    O governador em exerccio Antonio Anastasia e o secretrio de Esportes e Juventude, Gustavo Corra, apresentaram, nesta segunda-feira (2), o projeto de engenharia e arquitetura para reforma e modernizao do Complexo Mineiro/Mineirinho para comitiva da Federao Internacional de Futebol (Fifa), liderada pelo diretor de Marketing da entidade, Thierry Weil, e para o Comit Organizador da Copa do Mundo de Futebol 2014. Segundo Anastasia, a primeira impresso da Fifa foi positiva em relao ao Mineiro e infra-estrutura de Belo Horizonte para receber turistas.
    Antes da visita tcnica ao estdio, eles sobrevoaram a cidade para conhecer as principais vias de transportes da capital mineira. Entre elas, a Linha Verde, obra do Governo do Estado que liga o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, regio Central. "Eles tiveram de fato uma sensao muito positiva, no s do Mineiro como j hoje, mas, em especial, daquilo em que ele vai se tornar aps as obras. Inclusive, o chefe da misso elogiou muito a Linha Verde. Ele me fez um relato do que achou da Linha Verde e achou muito bom o traado da cidade", afirmou Anastasia, aps a reunio tcnica.
    Belo Horizonte uma das 17 cidades brasileiras que encaminharam projetos Fifa como candidatas a se tornarem uma das 12 sedes da Copa. De acordo com o presidente da Confederao Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, at o final deste ms as comisses tcnicas que esto visitando os estdios brasileiros encaminharo anlises e sugestes para o Comit Executivo da Fifa que homologar a escolha das 12 cidades sedes. O anncio das escolhidas ser entre os dias 19 e 20 de maro deste ano.
    Conforto e segurana
    Segundo Anastasia, a reforma do Mineiro vai garantir mais conforto e segurana para atletas e torcedores. Ele afirmou que Belo Horizonte rene todas as condies de ser eleita uma das sedes da Copa e tambm de ser escolhida para o jogo de abertura ou encerramento do campeonato mundial.
    "Estamos trabalhando de maneira bastante veemente, no sentido de que Belo Horizonte seja aprovada com todos os louvores possveis e que tenha condies de ser escolhida, de preferncia, no s como uma das sedes, mas, se possvel, para receber um dos jogos oficiais de abertura ou encerramento", disse ele.
    Entre as intervenes previstas no projeto de reforma do Mineiro est o rebaixamento do gramado, o que permitir reduzir a distncia entre o campo e a arquibancada e melhorar a visibilidade do torcedor. A capacidade do estdio ser ampliada dos atuais 61 mil lugares para 69.950 lugares. Desses, 2,5 mil sero assentos VIP e rea destinada imprensa. Sero criados 30 camarotes ao lado das cabines.
    Anastasia lembrou a boa localizao do Mineiro e disse que as obras vo transformar o estdio em um grande plo esportivo. "O Mineiro tem caractersticas prprias que o fazem singular no cenrio dos demais estdios brasileiros, principalmente quanto sua localizao e quanto possibilidade de melhorias no seu entorno. um projeto bastante ousado, e servir, claro, no s para a Copa do Mundo, mas tambm para os outros anos que se seguiro, fazendo aqui um grande plo esportivo", afirmou Anastasia.
    Parcerias
    Alm do projeto de reforma do Mineiro, o Governo de Minas est trabalhando em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte para dotar a capital de todas as condies adequadas para receber atletas e acolher os turistas da melhor forma possvel. Acesso fcil e rpido ao Mineiro, reforo do sistema de segurana e ampliao da rede hoteleira so algumas das questes que esto sendo consideradas. O fato de contar com uma consolidada rede hospitalar e moderna infra-estrutura viria, com a inaugurao da Linha Verde e o alargamento da avenida Antnio Carlos, somam pontos a favor da capital. O governo federal tambm se comprometeu a investir em obras na cidade.
    "A parceria com a prefeitura est muito slida nesse sentido e, da mesma forma, com o governo federal. Como disse h pouco o presidente Ricardo Teixeira, o governo federal adotar medidas de um PAC para a Copa do Mundo. E teremos tambm medidas na rea de infra-estrutura turstica, de hotis, restaurantes, e todas as medidas necessrias para que Belo Horizonte possa comportar um evento dessa magnitude", disse ele.
    Segundo Anastasia, ser escolhida como sede da Copa do Mundo ser uma oportunidade de projetar Belo Horizonte para o mundo. "A Copa foi vista por mais de 30 bilhes de pessoas em 2006 e, certamente, em 2014 ser vista por um nmero maior. Queremos ficar muito bem, queremos Minas Gerais e Belo Horizonte como um carto-postal dessa seleo que a Fifa est fazendo neste momento", afirmou.
    Estdio coberto
    As obras de reforma do Mineiro tambm vo garantir que o acesso do pblico ao estdio seja melhor organizado e mais rpido. A cobertura do Mineiro ser estendida e ser feita em material leve, resistente s mudanas climticas e s altas temperaturas. Toda a estrutura de imprensa, sala de aquecimento, sala de treinadores e vestirios sero reformados. Sero construdos novos banheiros bares e restaurantes. 
    Todos os setores tero acesso universal para pessoas portadoras de necessidades especiais. O tamanho mximo dos blocos, nmero de lugares e fileiras, a altura aceitvel para as fileiras, inclinao mxima, as balaustradas, sadas e escadas de emergncia, obedecem normas definidas pela Fifa. No haver pontos cegos no estdio. Os teles estaro localizados acima das tribunas principais, com dimenses de 12 x 6,8 m. A tecnologia utilizada a LED SMD de ltima gerao, com alto brilho e alto contraste, permitindo boa visibilidade, mesmo com exposio direta luz solar.
    Estacionamento e lazer
    O projeto prev tambm a expanso do estacionamento do Mineiro com a criao de 14 mil vagas (atualmente so 4,5 mil). Alm disso, ser construda uma grande praa nivelada sobre lajes escalonadas que contornam e interligam o edifcio do Mineiro e do Mineirinho, criando uma unidade para todo o conjunto. Sob essa rea podero ser instalados shoppings, cinemas, praas, restaurantes, espaos para exposies e estacionamento privativo para selees, times, imprensa e convidados. 


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 3, 2009

    Deputado Alberto Pinto Coelho, do PP, assume, por mais dois anos a presidncia do Parlamento Mineiro e faz discurso histrico.De frente para o futuro,Minas tem que protestar a apontar caminhos - diise ele, se referindo sucesso presidenciale o rodzio no poder nas eleies de 2010. Hoje tarde vamos publicar,na ntegra - o discurso do presidente da Assemblia.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 2, 2009

    ACABA de tomar posse, agora noite, a nova direo do Poder Legisativo de Minas. frente o deputado Alberto Pinto Coelho, como presidente reeleito para mais dois anos no cargo mxino do Parlamento.

                                                                                 O FATO E A FOTO.

    Confira QUEM QUEM na nova Mesa Diretora da Assemblia de Minas. Da esquerda para a direita: deputados Sargento Rodrigues, 3 secretrio(eleito); Hely Tarquinio, 2 secretrio(eleito); Dinis Pinheiro,1 secretrio(reeleito); Alberto Pinto Coelho, presidente(reeleito); dr.Viana, 1 vice-presidente(reeleito); Z Henrique,2 vice-presidente(reeleito) e Welinton Prado, 3 vice-presidente(eleito). A nova mesa toma posse dia 2 de fevereiro de 2009 - para o binio 2009/2011.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 2, 2009

    POLTICA. Deu PMDB no comando das duas casas. Definidas as votaes para as presidncias da Cmara Federal e do Senado, em Braslia.


    No senado deu o senador Jos Sarney,
    PMDB, que obteve 49 X 32
    sobre a candidatura
    do senador Tio Viana, PT.

      

    Na Cmara, foi eleito
    o deputado do PMDB paulista,
    Michel Temer. Obteve 309 votos.

    E com ele na Mesa do Legislativo Federal, dois deputados mineiros: Edmar Moreira, de Juiz de Fora e Rafael Guerra,ex-secretrio de sade do governo Eduardo Azeredo em Minas.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 2, 2009

    CULTURA. Amanh, dia 3, s 19h30m, no INSITUTO CERVANTES, Praa Milton Campos, 16, 2 andar, aqui em BH espetculo GUITARRSSIMO DUO DE VIOLES. Estarei l. Recomendo.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 2, 2009

    AMANTES DO VINHO... SUGESTO da Casa do Porto, aqui em BH. Confiram!!!



    -BARONNE CHARLOTTE GRAVES 2003 de R$ 78,00 por R$ 31,20

    Caixa com 06 garrafas de R$ 468,00 por R$ 187,20

    Produzido pela Baron Philippe de Rothschild S.A. na regio de Graves/Bordeaux com as variedades Sauvignon Blanc e Muscadelle. Um delicioso Bordeaux branco com notas florais e frutadas e traos minerais.


    -PEALOLEN SAUVIGNON BLANC 2006 de R$ 62,00 por R$ 37,20

    Caixa com 06 garrafas de R$ 372,00 por R$ 223,20

    Pealolen Sauvignon Blanc elaborado com uvas provenientes de duas das regies mais prestigiadas do Chile para o cultivo de variedades brancas, Vale de Casablanca e Vale de Limar. vinificado pela Via Quebrada de Macul (Domus Aurea). Os aromas ctricos de laranja e maa verde e toques florais combinados com boa acidez, faz desse Sauvignon um acompanhamento perfeito para refeies.


    -VENTOLERA SAUVIGNON BLANC 2006 de R$ 79,00 por R$ 55,30

    Caixa com 06 garrafas de R$ 474,00 por R$ 331,80

    Sauvignon elaborado pela Via Litoral no Vale de Leyda sob a batuta de Igncio Recabarren reconhecido enlogo chileno. Um vinho extremo de tremenda complexidade onde se fundem aromas a frutas brancas maduras, pedras, ervas, todo unido em corpo untuoso, potente, firme. Um grande Sauvignon, entre os trs melhores do ano 2008 no Guia de Vinos Chilenos de Patricio Tapia.


    -PROSECCO PODERE DEL GAIO BRUT de R$ 39,90 por R$ 31,92 

    Caixa com 06 garrafas de R$ 239,40 por R$ 191,52

    produzido pela Podere del Gaio Azienda Agricola no Vneto, norte da Itlia. Apresenta cor prola com tons amarelo palha, no nariz predomina notas frescas, ctricas com nuances frutas tropicais, uma excelente intensidade aromtica, no paladar fino e saboroso sua acidez perfeitamente equilibrada, o torna muito elegante e com final muito agradvel.




    Ofertas vlidas at o dia 10/02/2009 para pagamento em cheque, dinheiro ou boleto bancrio e para compra mnima de 06 garrafas de cada vinho.




    Garantimos a procedncia e qualidade dos vinhos oferecidos, importados diretamente das vincolas e transportados em container climatizado.


    Faa sua compra por telefone ou e-mail, entregamos em sua residncia e despachamos para todo o Brasil (frete sob consulta).



    Faa-nos uma visita neste final de semana, degustaremos vrios vinhos entre quinta-feira 28/01/2009 e sbado 31/01/2009.


    Qualquer dvida estou disposio.



    Atenciosamente,



    Haroldo F. Quinto

    Casa do Porto Vinhos Finos

    Av. Nossa Senhora do Carmo, 1.650 Loja 03

    Bairro Sion CEP: 30.330-000

    Belo Horizonte M.G.


    TEL: 31-3286-7077

    CEL: 31-9192-4546

    FAX: 31-3286-1990



    Anncios via e-mail so ecolgicos. No gastam papel, no contribuem para o desmatamento das florestas e preservam o meio ambiente.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 2, 2009

    Da srie:UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. MINAS marca presena no cenrio turstico nacional, com o empresrio Paulo Csar Pedrosa.

     
    MInistro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi e o vice-presidente da Confederao Nacional do Turismo, presidente da FHOREMG - Federao dos Hotis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de Minas Gerais, Paulo Cesar Pedrosa.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 1, 2009

    ECONOMIA. Artigo Especial.

                                                                PARA ENTENDER A CRISE MUNDIAL.

                                                                                          Srgio Birchal
                                                                                            Economista.

    Por que esta crise diferente das outras? Por que uma crise provocada pela destruio criativa de que falava Schumpeter, um economista austraco da primeira metade do sculo XX.
    Schumpeter foi um dos poucos economistas a entender a diferena entre crescimento e desenvolvimento.
    Crescimento o que vimos acontecer com as vendas de automveis no Brasil at setembro de 2008. Se continussemos crescendo naquele ritmo, ano aps ano, as cidades brasileiras parariam. O carro Flex um desenvolvimento.

    Crescimento sem desenvolvimento apenas o aumento das quantidades produzidas e consumidas, da mesma forma, dos mesmos bens e servios (incluindo infra-estrutura fsica e institucional).
    Crescimento sem desenvolvimento acaba se transformando em custos mais elevados e presso inflacionria. Crescimento e desenvolvimento no correm necessariamente juntos. Cada um desses fenmenos econmicos obedece a lgicas prprias, mesmo que interdependentes.

    O desenvolvimento fruto de grandes e transformadoras inovaes como a microeletrnica. A difuso da microeletrnica trouxe imensos ganhos para a sociedade da virada do sculo XXI.
    Tanto para pessoas fsicas quanto para pessoas jurdicas (apesar de no necessariamente distribudos da forma mais equnime).
    Ela penetrou os lares, os ambientes de trabalho, os locais pblicos, transformando toda a lgica de funcionamento do sistema scio-econmico-institucional (Esta ltima entendida como as regras explcitas e implcitas que condicionam as relaes sociais).
    No fundo, ela transformou a nossa relao com o tempo e o espao. Mas a microeletrnica no trouxe apenas benefcios. Trouxe problemas novos e agravou outros tantos, existentes e latentes. A estrutura scio-econmico-institucional na qual a microeletrnica surgiu foi construda em outra realidade, a partir de outra mentalidade e conhecimento acumulado.

    A causa da atual crise que os benefcios da crescente (e inevitvel) difuso da microeletrnica foram sendo superados pelos crescentes custos e gargalos de uma infra-estrutura fsica e institucional irremediavelmente anacrnica.

    Se o receiturio neo-keynesiano (agora dominante) desse certo o resultado seria um aguamento ainda maior entre o descompasso da difuso da microeletrnica e a capacidade de resposta da infra-estrutura fsica e institucional. O grande risco deste receiturio ele quebrar os Estados.

    A microeletrnica pede novos desenvolvimentos em outras reas na sua inescapvel evoluo; principalmente, na rea energtica e de materiais. No existem solues disponveis para estes e outros gargalos. Ser necessria uma longa, profunda e dolorosa mudana nos padres de produo e consumo. Estes, por sua vez, dependero de um novo status quo.
    Isto significa uma sociedade assentada sobre bases muito diferentes das que mal estamos acostumados. O objetivo principal das polticas pblicas deveria ser a de criar a infra-estrutura fsica e institucional desta nova sociedade.
    O governo brasileiro vem deitando em bero esplndido enquanto a crise avana a passos largos para uma sria depresso mundial.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 1, 2009

    Comeo duro de administrao em BH.






    Marcio visita obras de recuperao
    da avenida Tereza Cristina

    .

    .

    .


    O prefeito Marcio Lacerda visitou neste sbado, dia 31, as obras de recuperao da avenida Tereza Cristina, no bairro Carlos Prates, onde houve afundamento da pista devido s fortes chuvas que atingiram Belo Horizonte no dia 31 de dezembro. As intervenes foram iniciadas no dia 4 de janeiro, logo aps o trmino da limpeza da via.

    Duas das trs faixas interditadas ao trnsito sero liberadas 0h de segunda-feira, dia 2. A ltima dever ser liberada no final de fevereiro. "Ainda precisamos da terceira faixa para elevar ao nvel anterior a parede de sustentao da via e tambm o concreto que cedeu", explicou o prefeito.

    Marcio ressaltou tambm que o trabalho complexo, uma vez que a tubulao da Copasa rompida de grande dimetro. "Passa por aqui uma quantidade muito grande de esgoto, que vem de vrios bairros. A obra acabou, inclusive, sendo mais cara do que espervamos, cerca de R$ 5 milhes", afirmou. Ainda segundo o prefeito, tanto a recuperao da avenida Tereza Cristina quanto a obra de recapeamento do fundo do ribeiro Arrudas a ser executada tero os recursos divididos entre a Prefeitura e a Copasa.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 1, 2009

    FALTA POUCO para a concluso das obras do MEGA-CENTRO ADMINISTRATIVO do governo de Minas na rea do antigo Jquei de BH ( a mais ou menos 18 kms do centro da capital mineira) no conjunto Serra Verde, caminho para Confins - investimento de mais de 1 bilho de reais. J a partir do ano que vem comea a transferncia de servios do governo Acio Neves para a nova "Brasilinha" - como o Centro vem sendo chamado. O belo projeto de Oscar Niemeyer nos chamou a ateno ao irmos ao Aeorporto presidente Tancredo Neves em Confins. Surpreendente o ritmo com que os prdios vo surgindo em concreto e ao. Abaixo algumas fotos do terreno, mquinas no inicinho da terraplenagem e MAQUETES de como vai ficar a obra - para relembrar etapas da obra que vai marcar historicamente o governo de Acio Neves em Minas.


     
    inco da obra
     
    incio da obra

    maquete
     
    maquete

          Centro Administrativo
                                       Marco do desenvolvimento da Regio Metropolitana

    Mais do que um ousado projeto arquitetnico, a obra do Centro Administrativo do Estado de Minas Gerais uma importante contribuio do Governo de Minas para o desenvolvimento socioeconmico da capital e Regio Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Cabe Companhia de Desenvolvimento Econmico de Minas Gerais (Codemig) a sua implantao.

    A construo do Centro Administrativo se soma a diversas aes indutoras de desenvolvimento, entre as quais a Linha Verde, a revitalizao do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte  e Infraero, e a implantao do Aeroporto Industrial, em Confins. Esse conjunto de iniciativas ainda inclui a ampliao do Expominas Belo Horizonte. Todas essas aes tm impacto positivo direto no desenvolvimento da RMBH, criando condies para expanso de vocaes econmicas e incentivando o turismo de negcios e eventos na capital.

    Com a construo do Centro Administrativo, o Governo de Minas dota de moderna estrutura fsica a administrao do Estado. mais um passo importante para a modernizao administrativa, iniciada em 2003 com o Choque de Gesto e a adoo de medidas para tornar o Estado mais eficiente. A transferncia da administrao pblica para o Centro Administrativo permitir a implantao definitiva do Projeto Cultural Praa da Liberdade. Os prdios histricos da praa, atualmente ocupados pela estrutura de Governo, passaro a sediar espaos culturais, salas de exposio e restaurantes, formando um verdadeiro corredor cultural.

    A escolha da rea do Centro Administrativo buscou privilegiar novos eixos de desenvolvimento. O local fica na divisa dos municpios de Belo Horizonte, Vespasiano e Santa Luzia, s margens da MG-010,  agora um dos trechos da Linha Verde. Com rea total de 804 mil metros quadrados e investimentos da ordem de R$948 milhes, o Centro Administrativo est sendo erguido na antiga sede do Hipdromo Serra Verde, que pertencia ao Jquei Clube de Minas Gerais, localizado na regio Norte de Belo Horizonte. 

    Complexo de prdios moderniza arquitetura de Belo Horizonte

    O Centro Administrativo marcar a histria arquitetnica de Minas Gerais. 0 projeto assinado por um dos mais renomados arquitetos do mundo, Oscar Niemeyer, que deixou seu trao no conjunto arquitetnico da Pampulha, principal carto postal da capital mineira.

    O complexo do Centro Administrativo vai concentrar, no mesmo espao, secretarias e rgos da administrao direta do Estado e parte da indireta, exceto unidades de prestao de servios diretos sociedade (escolas, hospitais, quartis e delegacias de polcia, entre outras). A idia de reunir toda a administrao estadual em um nico lugar surgiu da necessidade de dinamizar os processos de gesto pblica.

    Com o crescimento do Estado, a Praa da Liberdade, projetada para abrigar o Palcio da Liberdade e os prdios destinados s secretarias, ficou aqum das necessidades, e iniciou-se um processo de descentralizao fsica de rgos e entidades estaduais, que elevou os custos administrativos e logsticos, alm de dificultar a prestao de servios pblicos.

    Espao de convivncia

    0 Centro Administrativo consiste em um complexo de edifcios. So seis edificaes principais, divididas em prdios que vo abrigar a Sede do Governo, Secretarias de Estado, Centro de Convivncia, auditrio, prdio de servios, alm de unidades de apoio para equipamentos, praas de alimentao e restaurantes. Ao todo, sero mais de 270 mil metros quadrados de rea construda.

    Localizada ao sul do terreno, a Sede do Governo ser composta por subsolo, pilotis, quatro pavimentos tipo, pavimento tcnico, cobertura e duas torres, uma destinada ao heliponto e outra escada principal. O prdio contar com um salo nobre, biblioteca e servios de apoio.

    Do segundo ao quarto pavimento da Sede do Governo sero instalados o Gabinete do Governador, do Vice-Governador, Secretaria de Estado de Governo e Gabinete Militar. Prximo ao Palcio do Governo, ficar o auditrio central, com capacidade para acomodar 540 pessoas e modernos recursos de multimdia.

    Duas torres de 15 andares e cobertura, de volumetria curva, sero construdas na poro Nordeste do terreno para abrigar as Secretarias de Estado e rgos vinculados. Nelas, sero instaladas salas de reunio e lanchonetes. Dezesseis mil funcionrios trabalharo no local, que ter um pblico flutuante estimado de dez mil pessoas por dia. Os estacionamentos ficaro no subsolo.

    No Centro de Convivncia, que ser construdo entre os dois prdios das Secretarias, est previsto um Posto de Atendimento Integrado ao Cidado, lojas de convenincia, postos bancrios, posto mdico, agncia de Correios, lanchonetes, livrarias e caf. O complexo arquitetnico vai contar ainda com seis estacionamentos para 5.000 veculos, sendo que 70 vagas sero reservadas para o servio de carga e descarga.

    Revoluo na administrao do Estado

    Um dos 50 projetos estruturadores do Governo de Estado, o Centro Administrativo sintetiza uma verdadeira revoluo da administrao pblica estadual. O complexo possibilitar o aumento da eficincia dos servios pblicos, reduzindo procedimentos burocrticos e rotinas administrativas, que se tornaro mais geis, criando condies ao funcionamento pleno da mquina pblica.
    O acesso dos cidados a diferentes servios pblicos e setores da administrao ser facilitado pela localizao de secretarias e rgos no mesmo espao fsico. Com a transferncia, o Governo de Minas ter expressiva economia com aluguis em Belo Horizonte, incluindo despesas com IPTU e taxas de condomnio - texto pinado do site da Codemig

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 1, 2009

    LIDERANA. Amanh, dia 2, s 20 horas, o deputado Alberto Pinto Coelho, do PP, vai assumir a presidncia da Assemblia de Minas para um segundo mandato com votao indita- mostrando liderana no comando do Parlamento de Minas.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 1, 2009

    Amanh noite tomam posse os novos e os reeleitos para um mandato de 2 anos na Mesa da Assemblia Legislativa de Minas. Confira!

    A Assemblia Legislativa de Minas Gerais realiza na segunda-feira (2/2/09), s 20 horas, no Plenrio, a reunio para instalao da 3 Sesso Legislativa da 16 Legislatura. Em seguida, haver a posse da Mesa eleita para o segundo binio da atual legislatura. O atual presidente, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), e outros trs deputados sero reconduzidos aos cargos. A eleio foi realizada pelo Plenrio da ALMG em reunio no dia 2 de dezembro de 2008. Os candidatos compuseram chapa nica, e no houve registro de candidaturas individuais.

    De acordo com o Regimento Interno da Assemblia, a Mesa uma comisso executiva formada por sete deputados que tem como tarefa a direo dos trabalhos do Parlamento. Ela composta pelo presidente, por trs vice-presidentes e por trs secretrios. Cabe Mesa conduzir os trabalhos legislativos, propor alteraes no Regimento Interno, promulgar emendas Constituio, alm de orientar os servios administrativos da ALMG, definir limites e competncias para ordenar despesas.

    Confira a nova composio

    Confira a nova composio

    Confira a nova composio

    Vo integrar a nova Mesa da Assemblia os seguintes parlamentares:

    Deputado Alberto Pinto Coelho (PP) - presidente (reeleito);

    Deputado Doutor Viana (DEM) -1-vice-presidente (reeleito);

    Deputado Jos Henrique (PMDB) - 2-vice-presidente (reeleito);

    Deputado Weliton Prado (PT) - 3-vice-presidente;

    Deputado Dinis Pinheiro (PSDB) - 1-secretrio (reeleito);

    Deputado Hely Tarqnio (PV) - 2-secretrio;

    Deputado Sargento Rodrigues (PDT) - 3-secretrio.








    Comentrios

    #1. Rubem Ur
    Prezado colega Joo Carlos, estou colocando seu Blog como fonte de consulta da produo da TV Cmara. Vai render notas e matrias para nossos programas.Bom trabalho.





















                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 1, 2009

    DE OLHO no governador em exerccio de Minas,prof. Anastasia...









    Anastasia inaugura nova sede
    da Fundao Caio Martins

     









    Omar Freire/Imprensa MG

    O governador em exerccio, Antonio Anastasia, participou nesta sexta-feira (30) das comemoraes de 60 anos da Fundao Caio Martins (Fucam), marcadas pela inaugurao da nova sede administrativa da instituio em Belo Horizonte. Anastasia tambm liberou recursos extraordinrios para a fundao, garantindo mais R$ 2,5 milhes em 2009, alm dos R$ 3,8 milhes j previstos no oramento. Os recursos sero aplicados na reorganizao da Fucam.

    A fundao atende crianas e adolescentes com ensino regular e oficinas e cursos de qualificao profissional, desenvolvimento de habilidades bsicas, relaes humanas e ticas, cidadania, meio ambiente, educao sexual, empreendedorismo e incluso digital. A Fucam mantm unidades em Juvenlia, Riachinho, Januria, So Francisco, Buritizeiro, no Norte de Minas, e em Esmeraldas, na Regio Metropolitana de Belo Horizonte.

    A nova sede importante, porque d melhores condies de trabalho aos servidores na sua sede. Mas o mais importante no essa sede administrativa. o incio da recuperao das unidades da Fundao Caio Martins pelo Estado, que j h muitos anos estavam necessitadas de recuperao. Agora, com a nova diretoria, o aumento do oramento por ordem do governador Acio Neves, vamos recuperar todas essas unidades, e dar melhores condies de ensino e aprendizagem a esses 1.500 jovens por todo o estado de Minas Gerais, afirmou, em entrevista, aps a cerimnia.

    Em seu discurso, o governador em exerccio destacou que a Fucam um dos ltimos rgos do Estado que esto sendo reestruturados, mas que isso trar benefcios para a fundao j que a reestruturao acontece num momento em que o Estado j recuperou sua capacidade de investimento.

    Como parte do processo de reestruturao das unidades da Fucam, o governador em exerccio assinou o termo de entrega de kits de eletrodomsticos para as todos os centros educacionais da fundao, com geladeira, fogo, liquidificador, entre outros. O coordenador da unidade de Buritizeiros, Paulo Roberto dos Santos, assinou o termo, representando todos os coordenadores.

    Homenagem

    Durante a cerimnia de comemorao dos 60 anos da Fucam, Anastasia foi agraciado com uma medalha comemorativa, assim como a auditora geral do Estado, Maria Celeste Morais Guimares, a viva do fundador da Fucam, coronel Manoel de Almeida, Mrcia Almeida, entre outros.

    O governador em exerccio foi presenteado ainda pelo presidente da Fundao, Clvis Benevides, com uma imagem de So Francisco. O novo Conselho Administrativo da Fucam tambm foi empossado durante a solenidade.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 1, 2009

    CLARO em Juiz de Fora.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________




    ___________________________


    Clique para conhecer

    ___________________________


    Clique para conhecer

    ______________________________

    Clique para conhecer

    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________

         
     
    Clique e envie-nos 

seu e-mail