Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter Página do 

Programa João Carlos Amaral Entrevista Canal no youtube Clique e 

envie-nos seu e-mail Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter
___________________________


___________________________
Clique para conhecer
___________________________


__________________________


__________________________

__________________________


______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer
______________________________

Sinapro MG
______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer



+ Categorias

  • Todos (16267)
  • POLTICA (5929)
  • GERAL (2057)
  • ARTIGOS (285)
  • ENTREVISTAS (36)
  • ECONOMIA (3754)
  • GENTE (1210)
  • TURISMO (842)

  • + Links
    + Arquivos

    Fevereiro, 2006
    Maro, 2006
    Abril, 2006
    Maio, 2006
    Junho, 2006
    Setembro, 2006
    Julho, 2006
    Agosto, 2006
    Novembro, 2006
    Outubro, 2006
    Janeiro, 2007
    Dezembro, 2006
    Fevereiro, 2007
    Maro, 2007
    Abril, 2007
    Maio, 2007
    Outubro, 2007
    Junho, 2007
    Julho, 2007
    Agosto, 2007
    Setembro, 2007
    Dezembro, 2007
    Novembro, 2007
    Janeiro, 2008
    Maio, 2008
    Fevereiro, 2008
    Maro, 2008
    Julho, 2008
    Abril, 2008
    Junho, 2008
    Setembro, 2008
    Agosto, 2008
    Outubro, 2008
    Novembro, 2008
    Dezembro, 2008
    Janeiro, 2009
    Fevereiro, 2009
    Maro, 2009
    Abril, 2009
    Maio, 2009
    Junho, 2009
    Julho, 2009
    Agosto, 2009
    Setembro, 2009
    Outubro, 2009
    Novembro, 2009
    Dezembro, 2009
    Novembro, 2012
    Janeiro, 2010
    Fevereiro, 2010
    Maro, 2010
    Abril, 2010
    Maio, 2010
    Junho, 2010
    Julho, 2010
    Agosto, 2010
    Setembro, 2010
    Outubro, 2010
    Novembro, 2010
    Fevereiro, 2011
    Maro, 2011
    Abril, 2011
    Maio, 2011
    Junho, 2011
    Julho, 2011
    Agosto, 2011
    Setembro, 2011
    Outubro, 2011
    Novembro, 2011
    Dezembro, 2011
    Janeiro, 2012
    Fevereiro, 2012
    Maro, 2012
    Abril, 2012
    Maio, 2012
    Junho, 2012
    Julho, 2012
    Agosto, 2012
    Setembro, 2012
    Outubro, 2012
    Dezembro, 2012
    Agosto, 2015
    Janeiro, 2013
    Fevereiro, 2013
    Maro, 2013
    Abril, 2013
    Maio, 2013
    Setembro, 2015
    Junho, 2013
    Julho, 2013
    Agosto, 2013
    Setembro, 2013
    Julho, 2016
    Outubro, 2013
    Novembro, 2013
    Dezembro, 2013
    Janeiro, 2014
    Fevereiro, 2014
    Maro, 2014
    Abril, 2014
    Maio, 2014
    Junho, 2014
    Julho, 2014
    Agosto, 2014
    Setembro, 2014
    Outubro, 2014
    Novembro, 2014
    Dezembro, 2014
    Janeiro, 2015
    Fevereiro, 2015
    Maro, 2015
    Abril, 2015
    Maio, 2015
    Junho, 2015
    Julho, 2015
    Outubro, 2015
    Novembro, 2015
    Dezembro, 2015
    Janeiro, 2016
    Fevereiro, 2016
    Maro, 2016
    Abril, 2016
    Maio, 2016
    Junho, 2016
    Agosto, 2016
    Setembro, 2016
    Outubro, 2016
    Novembro, 2016
    Dezembro, 2016
    Janeiro, 2017
    Fevereiro, 2017
    Maro, 2017
    Abril, 2017
    Maio, 2017
    Junho, 2017
    Julho, 2017
    Agosto, 2017
    Setembro, 2017
    Outubro, 2017
    Novembro, 2017
    Dezembro, 2017
    Janeiro, 2018
    Fevereiro, 2018
    Maro, 2018
    Abril, 2018
    Maio, 2018
    Junho, 2018
    Julho, 2018
    Agosto, 2018
    Setembro, 2018
    Outubro, 2018
    Novembro, 2018
    Dezembro, 2018
    Janeiro, 2019
    Fevereiro, 2019
    Maro, 2019
    Abril, 2019
    Maio, 2019
    Junho, 2019



    _______________________________________________________________
    .

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 28, 2010

    A mais nova Cidad Honorria de Montes Claros: Valria Cordeiro. Nota enviada ao nosso BLOG DE NOTCIAS pelo assessor de comunicao da Prefeitura de MOC, Fabiano Fagundes.

                                          Assessora do governador de Minas, Valria Cordeiro,
                                                acaba de receber,o ttulo na Cmara Municipal.


    Ampliar

                                                        DEPUTADO CARLOS PIMENTA,
                                                 HOMENAGEADA VALRIA CORDEIRO
                                            E ASSESSOR DE GABINETE DA PREFEITURA
                                                     DE MONTES CLAROS,ELIAS SIUFI


    Montes Claros hoje est bastante movimentada no setor poltico. A assessora especial do governador de Minas, Acio Neves, jornalista Valria Cordeiro, a pouco,recebeu o ttulo de Cidad Honorria de Montes Claros,que foi concedido pela Cmara Municipal. A homenagem foi bastante prestigiada por autoridades, polticos a nvel de Estado, alm de inmeros prefeitos do Norte de Minas em reconhecimento aos relevantes servios prestados na regio.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 28, 2010

    Fala governador!!!

                                         

                                                                  Assuntos: Eleies 2010,
                                                         investimentos no Vale do Rio Doce,
                                                                      gasoduto e estradas

    Governador quando comea a campanha do senhor para a Presidncia da Repblica?
    Na verdade, estou em Governador Valadares com uma alegria muito grande para inaugurarmos obras importantes do projeto Travessia, de altssimo alcance social. uma alegria para mim estar sendo recebido por tantos prefeitos de toda a regio, muitos  deles atendidos com o Proacesso. Nenhuma regio teve mais cidades ligadas a asfalto do que essa regio. Aquelas cidades que j no esto com seu acesso asfltico concludo, esto com seu asfalto em andamento ou prximo da concluso.
    So  inmeros os investimentos na rea de sade, educao, que vem sendo feitos em todas as regies e muito bom  voc chegar ao final do mandato, eu serei governador apenas por mais algumas semanas, mas eu  tenho a satisfao de poder dentro poucas semanas estar passando o Governo de Minas Gerais para as mos honradas e limpas do professor Antonio Anastasia e que certamente vai permitir  a continuidade  de todas essas nossas aes de  todos esses projetos.
    Portanto, hoje mais uma visita oficial para que ns possamos inaugurar essas obras, para que possamos estar de alguma forma trazendo novos recursos para a rea de sade, mas a certeza que eu tenho, a tranquilidade que eu tenho de poder estar aqui agradecendo o apoio que jamais me faltou de toda essa regio e seguro de que o professor Anastasia, a partir  do final de maro, vai dar continuidade a todos os nossos projetos.
    E o gasoduto e a BR-381? O senhor acha que at o final do seu mandato poder ter a garantia de recursos para o gasoduto e a BR-381?
    Em relao ao gasoduto, o nosso projeto inicial para que ele chegasse ao Vale do Ao. Ele recm chegou ao Vale do Ao e o caminho natural que ele chegue a Governador Valadares. Eu espero em breve fazer esse anncio. O nosso governo tem uma caracterstica, que a de anunciar os investimentos quando os recursos esto garantidos. No h uma obra sequer nesse governo que tenha sido anunciada ou iniciada sem que houvesse recursos para a sua concluso. assim no Proacesso, no Pro-Hosp, tem sido assim nas obras de saneamento, essa uma marca da qual no abrirei mo.
    Agora, expandir o gasoduto at Governador Valadares uma necessidade que se impe pelo aquecimento da economia dessa regio. Em relao a BR-381, uma boa pergunta para fazermos juntos ao governo federal, porque a BR-381 uma responsabilidade do governo federal, e no do Estado.
    E quais os rumos polticos do senhor?
    Olha, estou obviamente concluindo o meu mandato. H uma srie de obras a serem inauguradas em todo o Estado. Estamos fazendo isto em tempo integral, essa a minha funo. No h nada melhor para um administrador pblico do que chegar ao final do seu mandato e poder receber esse reconhecimento, esse afeto, essa palavra de confiana da populao de Minas Gerais, que tem ocorrido em todas as regies e aqui no diferente. Ento estar aqui hoje, ao lado do companheiro Bonifcio Mouro, ao lado dos administradores municipais da regio, ao lado do professor Anastasia a certeza de que ns temos um rumo em Minas Gerais.
    Eu s falarei, obviamente, de campanha eleitoral, quando a legislao me permitir, mas o que eu posso dizer que estarei mergulhado em Minas Gerais, dando prioridade absoluta para a continuidade de nosso projeto de governo.
    O que ocorre em Minas Gerais hoje e que reconhecido no Brasil como o melhor modelo de gesto at mesmo fora do Brasil, o Banco Mundial adotou o modelo  de Minas Gerais como modelo a inspirar outros estados de outras partes do mundo, no pode ser interrompido  em benefcio dos mineiros, porque essa  a minha prioridade, garantir a continuidade de todos os investimentos em infraestrutura, em segurana pblica, em educao e sade, que nunca foram to vigorosos em Minas Gerais e esse o meu empenho  e essa uma das razes que me trazem  hoje a Governador Valadares.
    Sobre a demora do Jos Serra em anunciar a pr-candidatura?
    Olha, essa uma deciso que o governador Serra tomar no momento adequado. Eu respeito muito a sua posio, ele um poltico extremamente experiente, tem um enorme prestgio em todo o pas e saber no momento certo fazer esse anncio. Eu serei aqui, a partir de Minas Gerais, como seu companheiro de partido, um defensor desse projeto. Acho que para o Brasil importante que um novo projeto, mais moderno do ponto de vista da gesto, venha celebrar os avanos que esto a.
    Acho que o fundamental incorporarmos avanos que vm desde o governo do presidente Fernando Henrique com a estabilidade econmica, por exemplo, o incio dos programas sociais que foram aprofundados no governo do presidente Lula e eu reconheo, mas acho que o Brasil precisa de um modelo de gesto mais eficiente  e no h modelo melhor no Brasil hoje para que sirva de exemplo do que o modelo de Minas Gerais.
    E o senhor acha que quem deveria ser o vice-governador ao lado de Anastasia?
    Olha, ns temos um conjunto de foras polticas que nos apoia desde o primeiro mandato. Esse conjunto se mantm at hoje. So vrios partidos que esto em torno do vice-governador Antonio Anastasia e caber a esses partidos, no momento certo, creio que entre o ms de maio e junho indicar aquele que ser o seu companheiro de chapa.
    Temos vrios nomes, de vrios partidos com todas as condies de somar em torno do vice-governador. Mas a minha confiana a de que continuaremos ao lado dos prefeitos municipais com o trabalho que ns iniciamos h sete anos atrs e que fez com que Minas Gerais sasse da pior situao financeira do Brasil para ser hoje o estado que mais cresce economicamente e que mais se desenvolve socialmente.
    Valadares ficou de fora de dois grandes projetos que o gasoduto e a BR-381. O presidente Lula quando esteve aqui no dia 9 falou que para concluir a duplicao da 381, sabendo que do governo federal, disse que o Governo do Estado deveria entrar com uma parceria. Aproveitando o seu prestgio na esfera federal, o senhor poderia intervir diretamente antes da sua licena, como governador para que tanto o gasoduto quanto a duplicao da BR-381 pudesse chegar a Governador Valadares?
    So duas questes distintas. Em relao ao gasoduto, como vocs sabem, depois de um enorme esforo, conseguimos fazer com que o gasoduto chegasse ao Vale do Ao e a prxima etapa natural que chegue a Governador Valadares para que possa induzir novos investimentos, novas indstrias, enfim, novas empresas e empregos aqui na regio. Isso nos vamos fazer. A Gasmig, ao lado da Cemig, j est discutindo esse projeto e isso depende da nossa ao. E eu tenho uma prtica e os mineiros conhecem, eu no prometo aquilo que eu no posso cumprir.
    Eu no marco data para algo que no sei se poderei fazer. Foi dessa forma, sem prometer o impossvel que ns asfaltamos todas as cidades que no tinham ligao asfltica a partir de 2003 s aqui no Vale do Rio Doce e se colocarmos o So Mateus juntos, so 45 cidades que no tinham ligao asfltica e tem hoje asfalto. Levamos telefonia celular sem prometer isso em campanha a todos os municpios de Minas Gerais, a todos os 853 municpios.
    O saneamento bsico est chegando, sobretudo, s pequenas comunidades do Estado, como nunca chegou. Em 300 anos de Minas Gerais, investimos nessa regio, no Leste Mineiro, somado ao Jequitinhonha, ao Mucuri e ao Norte de Minas, quase trs vezes mais, per capita, por cidado, do que nas regies mais ricas do Estado.
    Ento, ns fizemos uma opo clara por esta regio. Nos investimentos do Proacesso, cerca de 70% deles foram exatamente nesta regio. Ento, h uma opo clara do governo por criar infraestrutura e condies de atrao de investimentos e empresas para esta regio. O gasoduto a prxima etapa e dentro de pouco tempo teremos condies de anunci-lo com o seu cronograma.
    Em relao BR-381, o nome mesmo diz, BR, uma responsabilidade do Governo Federal. Se nos procurar para uma parceria e se tivermos condies de faz-la, faremos porque ns sabemos da importncia para esta regio desta duplicao. Mas todas as MGs do Estado, cerca de 12 mil quilmetros de MGs no Estado de Minas Gerais foram recuperados e mais 6 mil quilmetros foram construdos.
    Para se ter ideia nesses 300 anos de Minas, desde o sculo 18, foram construdos at 2003, 12 mil quilmetros de estradas asfaltadas. Apenas o nosso governo construiu 6 mil, 50% do total que existia.
    Minas tinha quando assumi o governo 225 cidades sem ligao asfltica, 219 dessas cidades por responsabilidade do Governo do Estado e seis, apenas seis, de responsabilidade do Governo Federal.
    Deixo 2010 com as 219 cidades de responsabilidade do Governo do Estado, MGs prontas, concludas, infelizmente, lamentavelmente, apesar dos nossos apelos pessoais ao presidente e ao Governo Federal, as seis pequenas estradas, os seis pequenos trechos, de responsabilidade do Governo Federal, infelizmente no foram feitos.
    Governador, vamos falar agora de trabalho. O senhor falou de crescimento, de empresas. Segundo o Ministrio do Trabalho, foram gerados em Valadares, no ano de 2009, apenas 18 vagas de trabalho, enquanto que em Ipatinga, foram abertos 1.800 postos de trabalho no mesmo perodo. O que est faltando para que nossa cidade reencontre seu rumo de crescimento?
    um grande desafio de todos ns. Eu tenho dito a todas as lideranas polticas da regio, a prpria prefeita. Temos de ter uma ao estratgica conjunta. Cabe ao Estado fazer aes de infraestrutura e induzir seja do ponto de vista fiscal, tributrio, para que as empresas venham para esta regio. Os investimentos que ns fizemos, por exemplo, no aeroporto onde estamos hoje um fator indutor para o desenvolvimento dessa regio.
    Os proacessos aos quais eu me referi ajudam a atrair tambm esses investimentos. A Secretaria de Desenvolvimento Econmico, o meu secretrio Srgio Barroso, j teve conversas com prefeitos da regio, com a prpria prefeita Elisa de Governador Valadares, porque o que ns devemos fazer ajudar nessa atrao de empresas. A deciso sempre do empresrio, mas essa regio precisa encontrar a sua vocao. E a grande contribuio que ns vamos dar trazer o gasoduto at Governador Valadares porque esse ser realmente um grande estmulo para que os nossos investimentos venham para c.
    Em Valadares, tem uma empresa que pertence ao Governo do Estado, chamada Prominex, que uma minerao que est desativada aqui no distrito industrial. H a possibilidade de uma interveno do senhor para uma reativao dessa empresa e contribuir para mais 140 postos de trabalho?
    Eu me comprometo a ver qual a situao da empresa e mandar uma resposta para saber o que possvel fazer. Como eu disse, eu prefiro no assumir compromissos que eu no tenha condies objetivas de cumpri-los. Mas eu me comprometo a ver a situao dessa empresa e ver o que possvel fazer.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 28, 2010

    Debate urbano.

                                                               Conferncia das Cidades
                                                          iniciada com o apoio da ALMG

    Com o apoio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, foi iniciada, na tarde desta sexta-feira (26/02/10), a 4 Conferncia das Cidades. O evento, no Sesc Venda Nova, busca elaborar propostas para habitao, saneamento e mobilidade urbana para serem apresentadas na Conferncia Nacional, marcada para maio, em Braslia. Para isso, representantes dos poderes pblicos municipais e estadual e da sociedade civil estaro reunidos at domingo (28), discutindo propostas em quatro eixos temticos.
    Representando o presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), a deputada Ceclia Ferramenta (PT) lembrou que a conferncia d a chance cidade de participar de assuntos que lhe dizem respeito diretamente. " na cidade onde tudo acontece. Ningum melhor que o cidado para apontar alternativas para melhorar o ambiente urbano", disse a parlamentar, que preside a Comisso de Assuntos Municipais da ALMG.
    Ceclia Ferramenta leu mensagem do presidente Alberto Pinto Coelho, enfatizando a necessidade de integrao entre o poder pblico e a sociedade. Para o presidente, a 4 Conferncia permitir que Minas vire referncia para o Pas em se tratando de polticas pblicas para o desenvolvimento urbano.
    Crescimento - O prefeito de Belo Horizonte, Mrcio Lacerda, lamentou o crescimento desordenado das cidades brasileiras, o que, segundo ele, gerou uma enorme dvida social e muitos problemas. "Estamos tentando construir uma viso de longo prazo para a Regio Metropolitana de Belo Horizonte e suas 34 cidades.
    No uma tarefa s para quatro anos", afirmou.
    Tambm participaram da abertura os deputados Carlos Gomes (PT), Padre Joo (PT) e Dilzon Melo (PTB). A 4 Conferncia das Cidades foi organizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Sedru). Em Venda Nova, ainda sero eleitos os 122 delegados que vo representar Minas Gerais na Conferncia das Nacional da Cidades e os novos integrantes do Conselho Estadual de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Conedru).

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 27, 2010

    Domingo.

    Assista neste domingo 22 horas..
    E na  segunda-feira,
    s 13h30m.
    Programa "Joo Carlos Amaral Entrevista".

        Neste domingo, 22horas  na TV REDE SUPER 
        canal 23 na NET em BH. 
                
     
                                             
       Athos Avelino, diretor do INDI

        O entrevistado deste domingo 
      no meu "Programa Joo Carlos Entrevista" 
      o diretor do INDI o ex-prefeito de Montes
    Athos Avelino
     

    O "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista"
     vai ao ar na TV  REDE SUPER,
    canal 23 da NET,
     todo domingo s 22 horas,
    com reprise s segundas-feiras s 13h30m.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 26, 2010

    De surpresa....









    Governador Acio Neves
    visita servidores da Cidade Administrativa







    Foto: Wellington Pedro

    O governador Acio Neves fez uma visita surpresa, nesta quarta-feira (24/02), aos funcionrios que j trabalham na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves. Ele percorreu os trs primeiros andares do edifcio Gerais, que j abriga 1.800 servidores.
    Durante a visita, o governador cumprimentou diversos servidores e conversou sobre as primeiras impresses do novo local de trabalho.
    A Cidade Administrativa ser oficialmente inaugurada no dia 04 de maro. A nova sede do Governo de Minas abrigar 43 secretarias e rgos das administraes direta e indireta.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 26, 2010

    DE olho no futuro.

    Multitexto e Challenge IT criam projeto de relacionamento e parcerias estratgicas




    O jornalista Joo Carlos Amaral, ex-reprter poltico da Rede Globo Minas, consultor de imagem, criador e professor do curso Socorro, Estou na TV, ncora da TV Assemblia e do programa Joo Carlos Amaral Entrevista, da Rede Super, foi o convidado especial do projeto Construo de Relacionamentos e Parcerias Estratgicas que acaba de ser criado pelo Ncleo de Novos Negcios da Multitexto Comunicao Empresarial e da Challenge IT.
    O primeiro encontro aconteceu no ltimo dia 9 de fevereiro e Joo Carlos Amaral foi o primeiro convidado especial, inaugurando um projeto que pretende trazer a cada ms formadores de opinio, como jornalistas, editores, reprteres, empresrios, executivos e especialistas de destaque em vrias reas do conhecimento, principalmente da Comunicao e Marketing e da Tecnologia da Informao.
    O objetivo, segundo o scio e diretor de Planejamento da Multitexto, Schubert Arajo, criar e consolidar relacionamentos slidos e parcerias estratgicas que tenham sinergias com o negcio da Multitexto (Comunicao e Marketing) e da Challenge IT (Tecnologia da Informao).
    Uma das pautas do encontro foi o Ano Eleitoral e as oportunidades de negcios que surgiram com a liberao da Internet (blogs, sites, e redes de relacionamento como Twitter, Face Book, Orkut, Linked-in etc) para as campanhas polticas dos candidatos em 2010, nas esferas estadual e federal. Esta uma janela de oportunidade que as duas empresas pretendem ter forte atuao.
    Outro ponto tratado no encontro foi a incluso de Media Training na grade de produtos e servios da Challenge, otimizando o uso do espao fsico do Centro de Educao Continuada da empresa, dotado de completa infra-estrutura e equipamentos de ponta para a realizao deste mdulo. A Challenge passar a ser a nica empresa de TI do mercado mineiro a oferecer o mdulo de Media Training para seus clientes.

    foto
    A visibilidade das marcas foi outro assunto discutido entre as partes, possibilitando que cada uma delas seja inserida no espao digital dos demais. Neste sentido, as marcas da Multitexto e da Challenge IT seriam includas no Blog do jornalista Joo Carlos Amaral, enquanto a marca dele tambm entraria nos portais da Multitexto e da Challenge IT.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 26, 2010

    HOJE.


    Governador e vice-governador
    inauguram obras do Programa Travessia
    em Valadares


    O governador
    Acio Neves e o vice-governador Antonio Anastasia participam, nesta sexta-feira (26), s 16h, da inaugurao de obras do Programa Travessia, em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. O investimento total foi superior a R$ 24 milhes. Sero inauguradas obras de saneamento, com a ampliao da oferta de gua tratada e esgotamento sanitrio para 3,3 mil pessoas que moram nos bairros Bela Vista, Conquista e Novo Horizonte. Famlias residentes nesses bairros tambm foram beneficiadas com a implantao de rede de drenagem pluvial, pavimentao de ruas, construo de passeios e plantio de rvores.


    O Travessia tambm implantou o espao Minas Olmpica - Sade na Praa, no bairro So Paulo. A praa da rua Lincoln Byrro foi equipada com duas quadras poliesportivas, pistas de caminhada, equipamentos de ginstica e playground com o objetivo de estimular as pessoas ao lazer, a hbitos saudveis e a fazerem atividade fsica ao ar livre. 
    Servio:
    Evento: Inaugurao de obras do Programa Travessia
    Local: Praa da Rua Lincoln Byrro, bairro So Paulo
    Data: 26/02/2010
    Horrio: 16 horas


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 25, 2010

    BLOG chega ao 4 ANOS na Blogosfera

    4 ANOS!!! Nosso BOLG DE NOTCIAS est fazendo hoje 4 ANOS ininterrupto na Blogosfera.
    Nestes 1.460 dias editamos mais de 6 mil notcias lidas por
    cerca de 10 milhes de acessos no Basil e mais
    e uma mdia de 50 paises espalhados pelo mundo.
    OBRIGADO, de corao, pelo seu acesso que nos mantm entusiasmado e incansvel no trabalho de formiguinha eletrnica na blogosfera.
    Continue a nos prestigiar e um almplo abrao

    Abaixo fotos de nossos leitores do BLOG DE NOTCIAS e que nos prestigiaram tambm - presencial - no Espao Cultural do jornal ESTADO DE MINAS, aqui em BH, quando lanamos nosso DVD CURSO "Socorro, Estou na TV".

                                          Afinal UMA IMAGEM VALE POR MIL PALAVRAS.























































































                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 23, 2010

    Governador Acio Neves voltou dos Estados Unidos. Foi a Sabar inagurar obra hospitalar . E deu entrevista coletiva. FALA GOVERNADOR!!!

                                            Governador Acio Neves  inaugurou bloco cirrgico
                                                    do Hospital Cristiano Machado em Sabar

                                        

                                                                          Entrevista Coletiva:

                                                                                Assuntos:
                                                                            Eleies 2010
                                                                  e investimentos em Sabar

    Sobre a obra.
    Essa uma obra de extraordinria importncia, uma obra buscada pela populao, pelas lideranas polticas, pelo setor mdico de Sabar, h praticamente uma dcada. Conseguimos, portanto, dotar a cidade com uma estrutura que vai possibilitar a realizao de algo em torno de 200 cirurgias por ms, um trabalho que continuar tendo o apoio do Governo do Estado.
    Quero destacar aqui a parceria importantssima do deputado Wander Borges, do prefeito Wiliam, do professor Alcino, como um dos grandes inspiradores desse projeto, e mais um compromisso que ns estamos cumprindo, mais um dos compromissos assumidos com a populao de Sabar, que esto sendo cumpridos.
    Ns temos feito investimentos na sade com uma lgica de buscar otimizar os recursos estruturais j existentes, como era o caso desse aqui, dotando de equipamentos, modernizando a sua estrutura fsica, aumentando o nmero de servidores, inclusive do prprio corpo mdico, e a uma parceria com a Prefeitura de Sabar ser extremamente importante nessa direo, um passo a mais na melhoria da qualidade do atendimento mdico e da gesto da sade pblica do Estado de Minas Gerais.
    Enquanto o senhor esteve fora, pesquisas foram divulgadas, o senhor j deve ter conhecimento delas. E j h uma presso para que o Jos Serra se posicione. Queria que o senhor fizesse uma avaliao do quadro.
    Vejo isso tudo com muita serenidade. natural que algumas ansiedades venham tona nesse momento, quando se divulga aqui uma pesquisa, acol uma outra avaliao. O PT e os partidos aliados esto fazendo o que devem fazer, construindo a sua candidatura.
    Ns teremos que fazer a nossa, mas ao nosso lado. No a lgica estabelecida pelo governo que deve ditar a nossa lgica. Tenho muita confiana na capacidade das oposies de enfrentar essas eleies de forma unida, estarei aqui disposio da candidatura do meu partido, no me aflige nesse instante a exposio maior desse ou daquele candidato, porque a campanha efetivamente, aquela que vai levar os eleitores a uma deciso, comea com a propaganda eleitoral. ali que ns vamos ter o embate das ideias, a disputa entre os candidatos.
    Tentaremos levar a essa eleio o debate sobre quem tem as melhores condies de continuar os avanos que foram conquistados at aqui. E vejo que algo que deve ser visto por ns como algo muito positivo.
    Li com ateno o discurso da ministra Dilma, e fico muito feliz ao ver que ela assume o compromisso de manter a conduo macroeconmica do pas, com metas de inflao, com juros flutuantes, com supervit primrio, construdas e concebidas no governo do PSDB. Ento h esse avano na concepo do PT, ns devemos saud-lo como algo benfico democracia, como algo positivo para o pas.
    Portanto, ser no momento da disputa eleitoral, do confronto entre as ideias e entre as personalidades, que o eleitor ir construir a sua deciso. H uma avaliao positiva do governo do presidente Lula, esse um fato, mas que na minha avaliao no quer dizer que isso significa que a candidata do presidente Lula ou do PT ter a mesma performance.
    Ns temos que cuidar do nosso lado. Construir as nossas alianas e apresentar ao pas um modelo novo de gesto pblica, mais eficiente, mais moderno, mais sincronizado com os interesses da populao. Vamos ter calma, construir a nossa estratgia, e vamos disputar uma eleio que no vai ser simples para ningum, mas com grandes chances de vitria.
    E a candidatura do Ciro Gomes, na avaliao do senhor, favorece o Serra ou favorece a
    Dilma? Tem essas duas anlises.
    Olha, eu no sou estudioso em pesquisas e nem cientista poltico para antecipar essa anlise. O que acho que o ministro Ciro Gomes tem todas as condies de candidato e ser presidente da Repblica. Tenho por ele enorme respeito pessoal. Caber a ele, caber ao seu partido, tomar essa deciso no momento certo.
    Mas alm desse respeito pessoal que tenho por ele, tenho o compromisso com o meu partido e espero que o PSDB e os seus aliados possam, os que conduzem essa candidatura, que a direo do partido e do governador de So Paulo, possam estabelecer a melhor estratgia, e eu serei o aliado de primeirssima hora, ajudando Minas Gerais e onde acharem que a minha ajuda possa ser til.
    O senhor vai se encontrar com o governador Serra?
    Cheguei hoje cedo de viagem, como vocs sabem, estou disposio do governador Serra. No marcamos ainda, e no pretendemos fazer de mais uma conversa nossa, um grande acontecimento, um grande fato poltico. Tenho conversado com o governador Serra, conversamos sempre e vamos continuar conversando.
    E no momento certo o governador vai se manifestar. Cabe a ele, agora, encontrar o caminho e o momento adequado para essa manifestao. Continuo tendo grande confiana nas suas possibilidades eleitorais.
    Sobre as pesquisas eleitorais, governador, o Anastasia continua subindo, mas pouco, nas pesquisas, e a oposio j critica, parece que o foco vai ser a poltica social do seu governo.
    Se eu pudesse escolher um campo para o debate, eu escolho o social. Que venham para esse debate, que venham conhecer, at porque h um desconhecimento grande por parte da oposio em Minas Gerais ao que aconteceu nesse governo; que venham conhecer os indicadores sociais, os indicadores na rea de segurana pblica, de infraestrutura. Ns estamos absolutamente abertos para o debate.
    Temos um candidato extraordinrio, na minha avaliao pessoal, no apenas poltica, aquele que melhores condies, melhor capacidade tem hoje para dar continuidade aos avanos do nosso governo, e vamos trabalhar. No limite da lei, discutindo, apresentando propostas populao de Minas Gerais, dando continuidade quilo que est acontecendo aqui hoje, acho que seria para Minas uma perda muito grande, muito mais do que para o PSDB ou para o Acio pessoalmente, se o nosso projeto de gesto, se a nossa ao de governo tivesse descontinuidade em Minas Gerais.
    Nenhum estado apresentou indicadores to slidos do ponto de vista econmico, do ponto de vista social quanto Minas Gerais. E preciso que isso tenha continuidade. E dessa forma que ns vamos nos apresentar populao de Minas Gerais. E os nmeros de hoje, para o nvel ainda de grande desconhecimento que existe da populao de Minas em relao ao vice-governador Antonio Anastasia, so, eu diria, no bons, so extraordinrios.
    Ns no imaginvamos chegar nesses indicadores, temos pesquisas internas que nos estimulam mais ainda, antes do final do ms de maro, ns estamos com pelo menos um ms de antecedncia, na nossa estratgia, nas nossas expectativas. Tenho grande confiana de que Minas Gerais ter um extraordinrio pelos prximos quatro anos, conduzido pelo professor Antonio Anastasia.
    O senhor acha que a superexposio da ministra, principalmente a partir do congresso do PT, pode prejudicar a candidatura tucana?
    Acho que so momentos. Ter o momento da exposio do nosso candidato. As eleies no ocorrero amanh. Existiro outros programas eleitorais, inclusive do PT, com a ainda exposio maior da candidata, existiro os programas do PSDB, com a exposio do nosso candidato.
    Acho que a partir do momento das convenes, finalizada essa etapa do primeiro semestre, dos programas eleitorais, do lanamento de candidaturas, da formalizao das coligaes, a ns teremos o incio efetivo das eleies.
    Acho que para falar em eleio pra valer, ns temos que esperar inclusive acabar Copa do Mundo, a partir da metade do ms de julho, e especialmente a partir do incio da propaganda eleitoral. a que o eleitor caminhar para tomar uma deciso.
    Porque como eu disse a vocs, no h hoje uma diferena muito profunda, entre sobretudo do ponto de vista econmico, o que prope o governo do PT e o que prope o governo do PSDB. At porque no houve ruptura na construo macroeconmica quando o presidente Lula assumiu. Ele no rompeu com aquilo que vinha sendo conduzido pelo governo do presidente Fernando Henrique.
    Ao contrrio, ele rompeu com muitas das ideias que o PT defendia anteriormente para aderir s novas e boas ideias do PSDB. Do ponto de vista da responsabilidade fiscal, projeto de lei contra o qual o PT lutou arduamente, passou a ter uma gesto do ponto de vista de poltica monetria extremamente responsvel, at mesmo excessivamente conservadora, ento no houve nenhuma ruptura de l para c.
    O que resta saber agora e acho que o que o eleitor vai querer dizer nas urnas, quem que tem melhores condies de avanar naquilo que foi feito at aqui. Sem desconstruir as boas construes, os avanos importantes.
    E acho que nesse momento o PSDB ter todas as condies de se mostrar, de se manifestar, e haver uma isonomia maior de tempo e disposio, quando comea a campanha eleitoral, porque a candidata ter que ter limites, como ter que ter o nosso candidato.
    Estou absolutamente sereno, hora de avanar na construo dos nossos palanques regionais, nos prepararmos para dizer ao Brasil porque que vale a pena votar no PSDB e no na continuidade do atual governo.
    E o Kassab, como o senhor avalia a situao?
    Estou chegando de viagem hoje, no tenho nenhuma avaliao sobre isso ainda.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 23, 2010

    Toma posse HOJE o novo Secretrio de Defesa Social de Minas.








        

                                                         Procurador Moacyr Lobato 
                                                   o novo secretrio de Defesa Social 
                                                                   de Minas Gerais

    O governador Acio Neves anunciou nessa segunda-feira (22/02) que o novo secretrio de Estado de Defesa Social ser o procurador Moacyr Lobato de Campos Filho, que atuou como secretrio-adjunto da mesma pasta entre julho de 2007 a maro de 2009.
    O novo secretrio toma posse nessa tera-feira (23/02), no Palcio da Liberdade. Ele substituir o atual Maurcio Campos Jnior.

                                                                      QUEM ELE:
    Moacyr Lobato, nascido em Belo Horizonte em 17 de novembro de 1957, bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da UFMG (1981), mestre em Direito pela mesma faculdade (2004) e ps-graduado em Direito da Economia e da Empresa pela Fundao Getlio Vargas (2002).
    procurador do Estado de Minas Gerais, por concurso pblico de provas e ttulos, desde 21 de maro de 1983. tambm professor da Pontifcia Universidade Catlica de Minas Gerais (PUC.Minas), desde maro de 1987; da Escola Superior de Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - Seccional de Minas Gerais; e ainda da ps-graduao lato sensu em Direito de Empresa do Centro de Atualizao em Direito - CAD em convnio com a Universidade Gama Filho UGF/RJ, desde 1998.


    Fonte: AIG


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 23, 2010

    Relatrio de Sustentabilidade de 2008 est sendo dicutido hoje na Assemblia de Minas. Confira!!!

                                                    Relatrio de sustentabilidade ambiental
                                                                     tema de audincia
    A Comisso de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel quer conhecer o Relatrio de Sustentabilidade 2008, elaborado por gestores e tcnicos do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hdricos (Sisema). Para isso, promover audincia nesta tera-feira (23/2/10), s 10 horas, no Auditrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.
    O requerimento da reunio do deputado Almir Paraca (PT). Entre os convidados, esto o secretrio de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel, Jos Carlos Carvalho, e representantes de comits de bacias hidrogrficas, da Associao Mineira de Defesa do Ambiente (Amda) e do Projeto Manuelzo - criado em 1997 por iniciativa de professores da Faculdade de Medicina da UFMG, que busca a melhoria das condies ambientais e tem a bacia do Rio das Velhas como foco de atuao.
    Segundo o site do Sisema, este o primeiro Relatrio de Sustentabilidade do sistema e o primeiro de um rgo pblico brasileiro a seguir as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI), que adota parmetros para comparao na busca de sustentabilidade no trabalho de empresas e governos em cerca de 30 pases.
    O relatrio tem, entre outros objetivos, o de prestar contas das atividades do Sisema sociedade. Observa diversos aspectos dos investimentos e aes executadas pelos rgos que compem o sistema em 2008, entre eles a regularizao ambiental, a regularizao fundiria de unidades de conservao (UCs), a gesto de recursos hdricos e de resduos slidos.
    O deputado Almir Paraca destaca que o propsito da audincia dar visibilidade e avaliar o conjunto das aes implementadas na rea ambiental, bem como definir de que forma a Assembleia pode acompanhar o processo.
    Ele demonstra particular interesse pela fiscalizao do uso de carvo oriundo de mata nativa; legalizao dos parques estaduais; organizao dos comits de bacia, que deliberam sobre o gerenciamento dos recursos hdricos e so formados por poder pblico, sociedade e usurios das guas; e pela revitalizao da bacia do Rio So Francisco, incluindo os resultados da Meta 2010, projeto estruturador do Governo do Estado cujo objetivo nadar, pescar e navegar no Rio das Velhas em sua passagem pela Regio Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).
    Convidados - So convidados da reunio o ministro de Meio Ambiente, Carlos Minc; o secretrio Jos Carlos Carvalho; o procurador-geral de Justia, Alceu Jos Torres Marques; o coordenador-geral do Frum Nacional de Comits de Bacias Hidrogrficas, Luprcio Ziroldo Antonio; o coordenador do Frum Mineiro de Comits de Bacias Hidrogrficas, Mrio Dantas; o coordenador do Projeto Manuelzo, Antnio Thomaz da Matta Machado; e a superintendente executiva da Amda, Maria Dalce Ricas.

                                                           Legislao desafio constante   

                     
                                     Secretrio de Meio Ambiente de Minas: Jos Carlos Carvalho.

    A atualizao da legislao ambiental citada como desafio constante no relatrio do Sisema, que lista exemplos de leis aprovadas pela ALMG, aps ampla discusso entre poder pblico, sociedade civil e segmento empresarial.
    Entre elas, a readequao da Lei de Crimes Ambientais; a criao da poltica de resduos slidos; a reviso da Lei Florestal, com a fixao de metas graduais de reduo de consumo do carvo oriundo de mata nativa; e a instituio da Bolsa Verde, que permite que o Estado remunere financeiramente o servio ambiental prestado pelo produtor rural que mantm rea de preservao em sua propriedade.
    Sem a lei, o Estado no teria permisso para repassar dinheiro diretamente para o cidado. Antes, a alternativa era o repasse por meio de terceiros (ONGs contratadas para realizar projetos especficos), o que encarecia e burocratizava o processo.
    Na apresentao do Relatrio, o secretrio Jos Carlos Carvalho cita diversas aes do Sisema. Entre elas: desenvolvimento do Zoneamento Ecolgico Econmico, que permitir a incluso do fator de localizao entre os critrios de anlise de licenas ambientais, constituindo instrumento para a regularizao ambiental; reduo de desmatamentos no Estado em 29,3%, em relao a 2007; proteo de 84 mil hectares, distribudos em 14 UCs criadas; entre 2007 e 2008,
    regularizao de 65 mil hectares de reas de UCs, superando a meta prevista.
    O relatrio tambm destaca o crescimento de 2.100% do volume de esgoto tratado na RMBH, na comparao entre 2002 (3,9 milhes de m3) e 2008 (85,9 milhes de m3).
    Fonte: www.almg.gov.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 22, 2010

    Em meio a uma greve de nibus em BH, comeou nesta segunda-feira a mudana dos funcionrios pblicos do Estado para a Cidade Administrativa Tancredo Neves no bairro Serra Verde.

       A Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves 
      est pronta para receber o primeiro grupo de servidores  
     a partir desta segunda-feira (22).




    Omar Freire/Imprensa MG


    Secretria de Estado de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena

                          Secretria de Estado de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena

    Nesta sexta-feira (19), em visita ao complexo de prdios, a secretria de Estado de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena, garantiu que os funcionrios encontraro em pleno funcionamento os servios de alimentao e transporte, alm das novas estaes de trabalho, j equipadas com telefones e computadores.
    "A cozinha est toda montada. Os nibus fretados tambm j passaram por teste e j fizemos o treinamento tambm das linhas da BHTrans, que sero disponibilizados a partir de segunda-feira. J est tudo em plena condio de funcionamento. Os computadores esto todos ligados, formatados, os telefones funcionando, os refeitrios funcionando.
    Os micro-ondas esto chegando hoje, as cmaras de refrigerao para os servidores que trazem alimentao de casa possam guardar sua comida tambm j esto em funcionamento. Enfim, tudo que necessrio para que os  servidores estejam aqui a partir de segunda-feira est garantido", afirmou a secretria.
    Os servidores tero disposio, na prxima segunda-feira, um restaurante de comida a quilo e self-service. At abril, outras 30 lojas do Centro de Convivncia estaro funcionando, com servios de lavanderia, farmcia, agncia de viagem, alm de lojas de roupas e outras opes de alimentao, como lanchonetes e sorveterias.

                                                   Novas linhas de nibus levaro servidor

    O nibus que far transporte gratuito dos servidores entre a Estao de metr Vilarinho e a Cidade Administrativa j est em operao. O trajeto dessa linha de cinco quilmetros, com um tempo mdio de viagem de sete minutos. O horrio de funcionamento ser de 7 da manh s 19 horas. Entre as 19 e 21 horas, um nibus continuar circulando para atender os servidores que trabalham at mais tarde. S ter acesso ao nibus gratuito o servidor que estiver portando o crach. 
    "Alm disso, a partir deste sbado (20), o site da BHTrans (www.bhtrans.pbh.gov.br) colocar no ar o Google Map, onde o servidor pode entrar, colocar o seu endereo de residncia, com destino "Cidade Administrativa" e o site j vai indicar qual o melhor transporte coletivo que ele deve pegar para chegar de forma mais gil", explicou Renata Vilhena.
    O servidor tambm contar, j a partir de segunda-feira, com novas linhas de nibus criadas para atender a Cidade Administrativa. 
    A linha 6350 j est operando e parte da estao BHBus do Barreiro at a estao de metr do Vilarinho, passando pelas avenidas Tereza Cristina, Amazonas, Anel Rodovirio, Antnio Carlos, Dom Pedro I e Vilarinho. Outras trs linhas de nibus entraro em operao a partir de segunda-feira, partindo do Centro de Belo Horizonte, da estao do metr So Gabriel e estao Venda  Nova do BHBus. 
    A linha 65 sair do Centro de Belo Horizonte, passando pela rua da Bahia, avenidas Amazonas, Andradas e Antnio Carlos, e com ponto final na estao Vilarinho do metr. J a linha 8650 sair da estao do metr So Gabriel com itinerrio pela avenida Cristiano Machado e rodovia MG-010. O desembarque final ser na Cidade Administrativa. 
    J a linha 642 partir da estao Venda Nova do BHBus e atender os passageiros pelas avenidas Padre Pedro Pinto, Vilarinho e Dom Pedro I. O desembarque tambm ser na estao Vilarinho. Nos horrios de pico (das 7h30 s 9h e das 16 s 18h), o trajeto de todas as linhas de nibus ser at a Cidade Administrativa e no apenas at a estao Vilarinho. 
    O sistema de transporte para a Cidade Administrativa foi desenhado para facilitar a mobilidade e garantir maior integrao entre os nibus e o metr, de forma que o servidor utilize o mximo de dois nibus ou um nibus e o metr durante o deslocamento de casa at o trabalho.
    Todos os servidores que comeam a trabalhar na nova sede na prxima segunda-feira j receberam seus crachs, acompanhados de um manual com todas as informaes sobre o funcionamento da Cidade Administrativa, com lista de ramais e mapas.

                                                             Melhor estrutura de trabalho 

    As novas estaes de trabalho, montadas para cada servidor, contam com mesa individual e computador com acesso internet. Isso significar um aumento de 93% do nmero de servidores equipados com computador e com acesso internet. 
    "Os servidores tero muito melhores condies. Os computadores so todos novos. Hoje temos casos de servidores que dividem mesa, dividem computador e alguns que no tm ainda acesso internet e ao computador. Aqui cada um vai ter acesso sua estao de trabalho, seu espao, que individualizado. Ento, apesar dos transtornos da mudana, porque a gente ainda est em um momento de encaixotar as coisas, guardar a documentao, a gente vai ter um ambiente muito mais propcio e uma condio muito melhor para o servidor fazer o seu trabalho", detalhou a secretria. 

                                                                           Transferncia 

    No dia 22 de fevereiro, 1.800 pessoas das secretarias de Estado de Planejamento e Gesto (Seplag) e Governo (Segov) e do Gabinete Militar comeam a trabalhar na Cidade Administrativa. No dia 1 de maro, outros 1.000 servidores da Governadoria, Vice-Governadoria e Sistema Estadual de Meio Ambiente (Sisema) sero transferidos. At outubro, haver mudana mensal de 1.500 a 2 mil servidores.
    QUadro


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 22, 2010

    Primeiro Almoo Palestra da ADCE ser amanh, tera-feira,no Fiemg Trade Center, ao lado da igreja da Boa Viagem, aqui em BH. Recebemos o convite do presidente da Associao de Dirigentes Catlicos de Empresas, Srgio Cavalieri.

                                                          
                                                                        Srgio Cavalieri, 
                                                                presidente da ADCE-MG

    Prezados Amigos:
    No dia 23 de fevereiro, tera feira, a ADCE retoma com muito entusiasmo as atividades de 2010.
    Realizaremos o primeiro almoo palestra do ano, sempre em parceria com a FIEMG, tratando de um assunto relevante para a entidade, de interesse das nossas empresas e de cada um de ns individualmente, "Economia e Vida", que o tema da Campanha da Fraternidade deste ano.
    Por se tratar de uma campanha ecumnica, convidamos dois sacerdotes, um Padre da Igreja Catlica e um Pastor da Igreja Evanglica Luterana.
    Comunicamos que tivemos uma alterao no convite e teremos prazer em receber o Presidente do CONIC, Pastor Carlos Augusto Mller.
    Faa sua reserva e garanta a sua presena. At l.
    Com cordial abrao da Diretoria,
    Srgio Cavalieri
    ADCE Minas
    Presidente


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 22, 2010

    Agenda. Novo presidente da AMAGIS, juiz Bruno Terra, toma posse dia 12 no Forum Lafayette, aqui em BH.

                                                     Anastasia recebe diretoria da Amagis
     visita_anastasia.jpg

















       Associao dos Magistrados Mineiros (Amagis) fez uma visita ao governador em exerccio de Minas Gerais, Antonio Anastasia, nesta quinta-feira, 18. Os magistrados entregaram o convite da posse da nova diretoria, que acontece no dia 12 de maro, no Frum Lafayette, em Belo Horizonte.
    Durante a visita, os magistrados trataram de diversos assuntos, entre eles "a questo da Associao de Proteo e Assistncia aos Condenados (Apac), que revoluciona o cumprimento de pena e favorece extremamente a recuperao do apenado, tornando-o produtivo e apto ao retorno convivncia social", afirmou o presidente da Amagis, juiz Bruno Terra.
    A visita ao governador em exerccio faz parte de uma srie de encontros institucionais que a atual administrao da Amagis tem realizado. Nestes dois primeiros meses do ano, o juiz Bruno Terra, acompanhado de membros da diretoria, reuniu-se com o presidente do TJMG, desembargador Srgio Resende; com o presidente do TRE/MG, desembargador Almeida Melo; com o presidente da OAB-MG, Lus Cludio Chaves; com o presidente da Associao dos Defensores Pblicos, Alexandre Soledade, e com a diretoria do Instituto dos Advogados de Minas Gerais. Ainda esto previstos novos encontros.
    O objetivo, de acordo com o juiz Bruno Terra, a manuteno e o fortalecimento dos laos institucionais existentes, alm da busca por uma justia mais eficaz. "Iniciativas como estas sempre prezam por uma prestao jurisdicional mais eficiente ao cidado, razo maior do Judicirio e do Estado Democrtico de Direito", disse.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 21, 2010

    Assista nesta segunda-feira, s 13h30m. Programa "Joo Carlos Amaral Entrevista".


                                                                   Nesta segunda, 13horas 
                                                                      na TV REDE SUPER 
                                                                   canal 23 na NET em BH. 

                                             
                                                               Prof. Jos Osvaldo Lasmar
                                                    diretor geral da Agncia Metropolitana



        O entrevistado deste domingo 
      no meu "Programa Joo Carlos Entrevista" 
      o diretor geral da Agncia Metropolitana de BH,
    o professor Jos Osvaldo Lasmar.
    Ele fala sobre os projetos e aes da Agncia
    nos 34 municpios da Regio Metropolitana
    de nossa capital.

     

    O "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista"
     vai ao ar na TV  REDE SUPER,
    canal 23 da NET,
     todo domingo s 22 horas,
    com reprise s segundas-feiras s 13h30m.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 20, 2010

    FIM DO HORRIO DE VERO. Dica de como usar a informtica para alterar o horrio de nossos computadores, vem do HBLOG, de Hugueney Bisneto de Uberlndia. Confira!!!


    HOJE

    HOJE, dia 20 de fevereiro, acaba o Horrio de Vero Brasileiro. Portanto, importante que voc fique atento mudana e atualize o relgio do seu computador. meia-noite de HOJE, os relgios devem ser atrasados em uma hora. Para quem ainda no instalou o
    Windows Update de dezembro ltimo, hora de instal-lo imediatamente e ficar tranquilo com a mudana de horrio. Mas usurios mais avanados, vale conferir se o hotfix KB 976098 est instalado.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 19, 2010

    ACABA DE SAIR DO FORNO...

                                                       PESQUISA para o governo de Minas.

    * Vale conferir a ltima pesquisa Sensus/CNT na corrida pelo governo de Minas. A pesquisa Senus/CNT foi feita entre os dia 7 e 11 de fevereiro. * Analise os dados e faa suas projees. Lembrando que "muita gua vai rolar, ainda"!!! Mas a pesquisa registra que o senador Hlio Costa lidera com ndices que vo de 38,3% a 40,7%... DETALHES: os indicisos em relao disputa pelo governo mineiro, variam de 25,0% a 40,2%. - segundo a pesquisa Sensus/CNT. UMA CURIOSIDADE: o nome do pr-candidato do PV ao governo de Minas, deputado federal Z Fernando Aparecido de Oliveira - includo na lista - aparece com ndices que vo de 4,7% a 6,1%.


    pesquisa 

    De acordo com o diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, a pesquisa mostra uma indefinio muito grande. "As rejeies so baixas, e isso mostra que o jogo poltico est aberto", disse ele, ao comentar os diversos cenrios desta fase de pr-campanha, especialmente pela falta de consenso no PT e com sua base federal.



    DETALHE:
    FALEI hoje com o diretor do Instituto Sensus
     o mineiro Ricardo Guedes, que est na Bahia.
    Brinquei com ele, como fao sempre, chamando-o de Jonh Kennedy.
    que Ricardo parece, e muito, como ex-presidente americano.
     Bem humorado ele devolve, sempre, chamando-me de John-John...

    Bricadeiras parte,
    o Ricardo gostou se saber que temos um BLOG
    h quatroanos e prometeu:
    "que bom saber, agora vou ter um BLOG mineiro para ler diariamente,
    complementando minhas consultas,
    j que leio sempre os blogs do Josias de Souza e do Noblat"...

    Obrigado Ricardo:
    uma honra t-lo como leitor.
    Um abrao.


    Voltando pesquisa Sensu/CNT:




    Ministro e senador Hlio Costa, segundo a Sensus/CNT
     continua a liderar em todos os cenrios
    na corrida pelo Palcio da Liberdade.
    Confira os nmeros dos cenrios no grfico/arte
     feito pelo Instituto Sensus, publicado no alto deste post.


    DETALHE:
    na pesquisa Sensus/CNT
    foi colocado o nome do vice-presidente Z Alencar,
     pela primeira vez.
    Se Hlio Costa no for candidato
    - mas o presidente do PMDB mineiro,
    deputado Antnio Andrade reafirma que Hlio Costa 
    candidato em qualquer cenrio.

    Concluso:
    na simulao, sem Hlio Costa,
     
    a sim,o vice Z Alencar aparece em primeiro lugar.
    Confira grfico.

    Minha percepo:
    pelas conversas que tive nos bastidores,
    o vice-Z Alencar ser mesmo candidato ao senado.


    Lembro-me daquela sbia frase da poltica mineira e fao a adaptao:
    "Alencar fala que candidato ao senado.
    para todo mundo achar que ele candidato ao governo de Minas.
    Mas ele mesmo candidato ao senado".








    Comentrios

    #1. harides garcia
    No tem ninguem mais moita na poltica que mineiro.
    Posso falar porque nasci e residi por bom tempo em Alto Rio Doce, e conheci muitas raposas(no bom sentido) na arte de fazer poltica


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 19, 2010

    A VEZ DO VICE. Vale conferir a entrevista feita pelo jornalista Flvio Penna, com o presidente da Assemblia, deputado Alberto Pinto Coelho, do PP. O deputado a noiva cortejada na sucesso do governador Acio Neves. A entrevista est na edio fevereiro da excelente Revista VIVER BRASIL do jornalista Paulo Csar de Oliveira. Confira!!!

    Entrevista




    Agora, o executivo


    Presidente da Assembleia Legislativa de MG por dois mandatos, Alberto Pinto Coelho (PP), virtualmente candidato a vice-governador na chapa com Anastasia, diz-se preparado e motivado para novos desafios


    Texto: Flvio Penna | Fotos: Sergio Amzalak
    Envie seu comentrio






    Ele ocupa a presidncia da Assembleia Legislativa j por dois mandatos, reeleito que foi. Com rara capacidade de ouvir, conciliar e levar convergncia, Alberto Pinto Coelho s no ainda o candidato a vice na chapa do PSDB por uma questo cartorial. Depende de homologao da conveno. Esta posio ele alcanou por sua liderana. Numa tarde do ano passado, durante sesso plenria do Legislativo, teve seu nome lanado para ser o vice na chapa oficial. A reao do plenrio foi surpreendente. At deputados que estaro no palanque da oposio em outubro, ocuparam o microfone para exaltar suas qualidades. Alberto, votado em 750 municpios mineiros e respaldado pelo apoio de pelo menos 54 companheiros da Assembleia topou o desafio e busca transformar em apoio partidrio, a colaborao parlamentar chapa de Antonio Anastasia. Aqui um pouco o que pensa o deputado pr-candidato sobre poltica mineira, em especial.







    O surgimento dos nomes do vice-presidente Jos Alencar e do ex-presidente Itamar Franco, no processo sucessrio mineiro, causa mudanas nas negociaes que vinham sendo feitas?
    So dois nomes de grande estatura poltica e se eles esto no processo tm que ser considerados. Naturalmente um quadro, que no caso especfico do vice-presidente, envolve uma situao particular, pelo momento que ele vive com sua sade. Outro dia, num encontro do Ministrio Pblico, do qual participei tambm, ele disse que, se a sade permitir, e se os eleitores desejarem, colocar o nome para disputar uma vaga ao Senado. Numa conversa descontrada afirmou que nesta altura a contribuio que gostaria de dar no Legislativo. Dada a sua sade, ele no se disporia a participar de disputa pelo Executivo. J o presidente Itamar Franco um homem com grandes servios prestados ao estado e nao e que se coloca disposio. Usando uma metfora, j garantiu que colocou o meio e calou as chuteiras e est disposio. Isto engrandece o quadro poltico no apenas mineiro, mas nacional. Os prximos movimentos que vo desdobrar esta equao nas coligaes, mas em decorrncia do quadro nacional.
    O governador j se coloca candidato ao Senado e agora aparecem dois outros nomes. Eles vo se enfrentar nas eleies?
    Eu diria que os trs, sem deixar de considerar outros nomes tambm importantes, inclusive do senador Hlio Costa que pr-candidato ao governo de Minas, so de muita relevncia o que sinaliza uma disputa  acirrada. Sero apenas duas cadeiras, o que abre a oportunidade para quatro nomes. Itamar Franco e Jos Alencar so apontados, no mbito de Minas Gerais, como candidatos ao Senado. Mas eu entendo que o nome do ex-presidente Itamar uma grande reserva do estado para compor como vice na chapa nacional do governador Jos Serra.
    O senhor ainda acredita nesta possibilidade?
    Os mineiros se ressentem de no ter o nome do governador Acio disputando as eleies e um como o do presidente Itamar Franco pode mudar o nimo.
    O senhor que poltico, que conhece a alma do poltico, acredita que quem j foi o mais, aceitar ser o menos?
    Isto depende muito, como voc colocou, do que vai na alma. Quando se dispe a servir, e entendendo que para Minas Gerais ficar disposio para uma composio realmente relevante, naturalmente ele no ter vaidades e veleidades pelo fato de ter sido presidente da Repblica. Como, no caso do Itamar Franco, ele foi presidente da Repblica e depois veio a ser governador.
    E o processo sucessrio mineiro, como est seu encaminhamento?
    Eu vejo o processo mineiro como o desdobramento da equao nacional. Vamos ter duas candidaturas, uma retratando o Partido dos Trabalhadores e aquilo que ele conseguir levar de coligao, e a do atual vice-governador, que ser governador a partir de abril. Ou seja, o ocupante do Palcio da Liberdade um candidato natural reeleio. Eu vejo hoje uma satisfao muito grande dos mineiros como um todo, com o governador Acio Neves. Ento vejo a  8 candidatura do vice com grandes possibilidades de xito sem, no entanto, desmerecer o quadro mineiro como um todo, com nomes expressivos na disputa, como os colocados pelo Partido dos Trabalhadores e o do senador Hlio Costa. Mas eu acho que h um forte sentimento dos mineiros de dar sequncia administrao atual com os avanos que ela possa ter. Este tambm o sentimento na classe poltica. Eu ouo dizer que se o PMDB fechar acordo com o PT em Minas assegura a unidade da base de apoio do presidente Lula, o que uma falsa colocao, pois a maioria dos partidos que compem a base de sustentao do presidente apoia, em Minas, o governador Acio e tem uma tendncia natural de continuar no arco de alianas.

    Numa disputa sucessria estadual, quem tem mais capacidade de transferir votos ao seu candidato: o presidente ou o governador?
    Sem sombra de dvidas, o governador influencia mais. E isto uma realidade em todos os estados. A eleio presidencial fica mais distante do eleitor. Aqui em Minas o governador Acio Neves no ser  cabo eleitoral. Ser general eleitoral.
    O senhor apontado como o mais provvel companheiro de chapa do candidato do PSDB, Antonio Anastasia. Mas todos sabem de suas relaes estreitas com o senador Hlio Costa. Como encara esta situao de bater chapa com o seu amigo pessoal?
    Realmente tenho boa relao com o ministro Hlio Costa. Mas hoje o meu partido, o PP, tem afinidade total com o projeto do governo Acio Neves e, por isso, com a tendncia natural de caminhar com o candidato indicado pelo governador. Se eventualmente vier a compor a chapa, me sentirei muito vontade, pois estarei num campo que tem muita identidade com o meu partido e com minha viso poltica. Naturalmente respeitando muito o senador Hlio Costa e sua trajetria como homem pblico.
    Poltica a arte de correr riscos. O senhor estar largando uma reeleio certa por uma incerta, caso seja mesmo o vice. O que o motiva?
    O que me motiva poder participar de um governo com a mesma dimenso da administrao de  Acio Neves. A vida impe desafios. No fico prisioneiro de mandato uma vez que terei a oportunidade de ser companheiro de chapa do futuro governador e poder contribuir tambm, quem sabe, no Executivo.
    O senhor j tinha pensado em concorrer a um cargo do Executivo ou se entusiasmou com o apoio manifestado por deputados que, no plenrio, lanaram o seu nome para vice?
    O seu nome ser lanado a uma candidatura majoritria, eu sempre soube que teria que ser muito alm da prpria fora ou at das foras partidrias. Ela tem que ser uma convergncia de foras polticas, s vezes acima at dos partidos. Os que me lanaram viram em meu nome a oportunidade do parlamento estar representado numa chapa para a disputa do Executivo. Na composio de chapa majoritria, pertinente se buscar grande lder de uma regio. Eu diria que a partir do apoiamento de meus pares no Legislativo estadual que eu me credencio. Teve um parlamentar que foi muito feliz em sua colocao. Ele disse que, se consigo agregar 54 parlamentares que representam 700 municpios e, portanto, 700 prefeitos espalhados por todo o estado, meu nome estaria lastreado politicamente em todas as regies de Minas por meio dos deputados que apoiam.

    O senhor j est discutindo a composio da chapa?
    Antes eu queria dizer que existe um certo desconforto para falar sobre vice. At porque vice no postulao. Eu no me lano vice. Eu estou sendo posto como vice, embora tenha que me colocar como pr-candidato como um nome inicialmente de meu partido, com apoios, sem o que nada prospera. Conversar eu converso muito, mas estou aguardando o momento...
    Mas o senhor j no aguarda com tanta ansiedade, pois seu nome um dos mais fortes. O senhor j se considera certo?
    No, eu vejo o meu nome como uma opo. No sei nem avaliar se o mais forte.  Este arco de aliana pode vir a contemplar ainda o PMDB. Agora, naquilo que compete a um pr-candidato, eu estou fazendo a minha parte.
    O apoio candidatura do vice Anastasia vai refletir o que existe hoje na Assembleia, com PT e PMDB na oposio e os demais partidos apoiando?
    Hoje eu vejo uma dificuldade interna no PT e no PMDB que poder desaguar numa dissidncia, numa certa apatia. Eu acrescento ainda uma viso que bastante realista. Os partidos, na realidade, tm contribuio nas eleies majoritrias no tempo que oferecem para a propaganda eleitoral. Voc no v entre as lideranas municipais uma correspondncia biunvoca, em que um prefeito de determinado partido vote num deputado e no candidato majoritrio da mesma agremiao. Isto uma realidade que h muito tempo se torna mais aguda em cada eleio. A liderana municipal e o eleitor no excluem candidato de outra legenda para votar apenas no de seu partido.Vota naquele que achar que melhor representa os interesses da cidade. Ento, imaginar que um partido forte pelo nmero de filiados ou de prefeitos que elegeu, uma meia verdade. No estou tirando a representativa partidria do parlamentar. Falo sobre a realidade do voto. Isto o resultado da pulverizao dos partidos, com legendas sem qualquer compromisso. preciso uma reforma eleitoral.
    Acha que haver uma renovao profunda?
    A minha vivncia mostra que sempre h ndice de renovao que fica na casa dos 30%. Isto fcil de explicar. Quando se fala em poltica de forma genrica, h uma grande rejeio, mas quando o eleitor trata especificamente de um poltico, a rejeio no tem esta dimenso.
     
    Caso seja confirmado na chapa continuar na presidncia da Assembleia?
    Eu no vejo necessidade de licenciar-me. Considero perfeitamente concilivel. O trabalho legislativo se d fortemente em trs dias da semana: tera, quarta e quinta. Nos outros dias no h sesses deliberativas de plenrio, o que nos permite intensificar a representao parlamentar. A campanha no interior do estado d-se, normalmente, no final de semana. Alm disto, numa campanha para o governo, a figura central o candidato a governador. Cabe ressalvar o dever da minha conduta, como presidente do Legislativo, de maneira imparcial, atuando, como magistrados, fora dos contornos do processo eleitoral.
    Minas tem hoje quatro pr-candidatos. Todos com condutas inatacveis. Isto um privilgio?
    realmente privilgio. Vou adiante, vivemos um momento singular pela presena de lideranas empresariais na expectativa de ocuparem postos de relevncia em entidades nacionais. o caso do Robson Andrade que dever ser o novo presidente da Confederao Nacional da Indstria, entidade que representa 30% do PIB nacional.
    A ministra Dilma nunca disputou eleies e ser candidata. Anastasia nunca disputou eleies e ser candidato. Isto significa o qu?
    Quinze anos atrs, eu convivia no meio poltico e era visto como tcnico. Hoje sou visto como poltico. No caso do professor Anastasia, eu vejo algum que um tcnico renomado, talvez o mais renomado, mas que prima por sensibilidade poltica, viso poltica de poucos. J a ministra Dilma Rousseff, o que a credencia ser gerente competente, autocrata que bate na mesa, mas para governar preciso ter capacidade de ouvir, de acertar, medida que conseguir convergir todas as opinies. Se o presidente Lula, com os ndices de aprovao que alcana, tivesse no seu campo algum com os atributos do professor Anastasia, este candidato no estaria derrapando num patamar de 20%.











    Divulgao
    Divulgao


    Biografia credenciada

    Apoio ele tem. Alberto Pinto Coelho eleito e reeleito presidente da Assembleia, com 74 dos 77 votos possveis  tem o nome apoiado pelos 12 partidos e pelos 58 parlamentares da base do governo Acio Neves, para ser o vice na chapa de Anastasia.
    Ele considerado por polticos mineiros como um dos melhores presidentes que a Assembleia j teve. E no por acaso. Alberto Pinto Coelho agrega ao trabalho legislativo carreira
    de mais de 30 anos, como administrador, gerente e diretor
    da extinta estatal mineira de telecomunicaes (Telemig),  considerada a empresa modelo do sistema Telebrs



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 19, 2010

    Aniversariante de hoje o prefeito de Montes Claros no norte de Minas, Luiz Tadeu Leite. Ele e a mulher comemoram a data na Bahia. Falei com ele por telefone. Convidei-o para uma entrevista no meu programa "Joo Carlos Amaral" na Rede Super, aqui em BH. O prefeito aceitou. * Parabns ao aniversariante - de quem sou amigo e admirador h muitos anos. POLTICA: ele foi um p de boi nas disputas do atual ministro e senador Hlio Costa pelo governo de Minas. Sempre fiel e companheiro do ministro.



    O simptico casal dra.Stela e o prefeito de Montes Claros, Luiz Tadeu Leite, PMDB.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 19, 2010

    PARCERIA 3.0 *Multitexto e Challenge IT criam Projeto de Relacionamento e Parcerias Estratgicas.

    b21



    O jornalista Joo Carlos Amaral, ex-reprter poltico da Rede Globo Minas, consultor de imagem, criador e professor do curso "Socorro, Estou na TV", ncora do programa "Joo Carlos Amaral Entrevista", da Rede Super, foi o convidado especial do projeto "Construo de Relacionamentos e Parcerias Estratgicas" que acaba de ser criado pelo Ncleo de Novos Negcios da Multitexto Comunicao Empresarial e da Challenge IT.
    O primeiro encontro aconteceu no ltimo dia 9 de fevereiro e Joo Carlos Amaral foi o primeiro convidado especial, inaugurando um projeto que pretende trazer a cada ms formadores de opinio, como jornalistas, editores, reprteres, empresrios, executivos e especialistas de destaque em vrias reas do conhecimento, principalmente da Comunicao e Marketing e da Tecnologia da Informao.
    O objetivo, segundo o scio e diretor de Planejamento da Multitexto, Schubert Arajo, criar e consolidar relacionamentos slidos e parcerias estratgicas que tenham sinergias com o negcio da Multitexto (Comunicao e Marketing) e da Challenge IT (Tecnologia da Informao).
    Uma das pautas do encontro foi o Ano Eleitoral e as oportunidades de negcios que surgiram com a liberao da Internet (blogs, sites, e redes de relacionamento como Twitter, Face Book, Orkut, Linked-in etc) para as campanhas polticas dos candidatos em 2010, nas esferas estadual e federal. Esta uma janela de oportunidade que as duas empresas pretendem ter forte atuao.
    Outro ponto tratado no encontro foi a incluso de Media Training "Socorro,Estou na TV" do prof. Joo Carlos Amaral na grade de produtos e servios da Challenge, otimizando o uso do espao fsico do Centro de Educao Continuada da empresa, dotado de completa infra-estrutura e equipamentos de ponta para a realizao deste mdulo. A Challenge passar a ser a nica empresa de TI do mercado mineiro a oferecer o mdulo de Media Training para seus clientes.

    foto
    A visibilidade das marcas foi outro assunto discutido entre as partes, possibilitando que cada uma delas seja inserida no espao digital dos demais. Neste sentido, as marcas da Multitexto e da Challenge IT seriam includas no Blog do jornalista Joo Carlos Amaral, enquanto a marca dele tambm entraria nos portais da Multitexto e da Challenge IT.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 18, 2010

    BLOG faz 4 anos e recebe cumprimentos de leitora assdua, a executiva da Abimaq em BH, Regiane Nascimento. EM TEMPO: ela aniversariou na quarta-feira. Parabns!!!

    NOVO VISUAL do nosso BLOG DE NOTCIAS, que faz 4 ANOS na blogosfera, recebe elogios da coordenadora geral da ABIMAQ em Minas, a competente executiva, Regiane Nascimento. DETALHE: transfiro os mritos pelo belo visual de nosso blog ao publicitrio e web designer Dudu Amaral, um jovem talento que cuida em detalhes do nosso rosto na internet.

    Foto de Regiane Moreira Nascimento 

    A executiva Regiane Nascimento,
    coordenadora geral em Minas da ABIMAQ
     Associao Brasileira das Indstrias
    de Mquinas e Equipamentos.

    Comentrio enviado por ela:
    "Adorei o novo design do blog. Parabns !!!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 18, 2010

    BOLSA DA VIDA. Vale conferir o a matria enviada ao nosso BLOG pela "COM VOC COMUNICAO", que atende o Instituto Mrio Penna, que tem frente o experiente e competente gestor, Cssio Resende. A matria foi publicada h pouco tempo nos jornais Dirio do Comrcio e Edio do Brasil. Confira!!!

                              INSTITUTO MRIO PENNA ANUNCIA INVESTIMENTO
                                                       DE R$ 10,5 MILHES EM 2010

                
                                    Cssio Resende, superintendente do Instituto Mrio Penna

                                    Com expectativa de um investimento bastante significativo, 
                                       Instituto acredita que ampliar em 10% os atendimentos
    O Instituto Mrio Penna (IMP) inicia 2010 com grandes expectativas e investimentos em suas unidades, os hospitais Mrio Penna, Luxemburgo e Casa de Apoio Beatriz Ferraz.  De acordo com a superintendncia do instituto, est previsto um aporte de R$ 10,5 milhes em obras e equipamentos. "Fechamos 2009 com um investimento de pouco mais de R$ 5 milhes, vamos dobrar neste ano", garante o superintendente-geral do IMP, Cssio Eduardo Rosa Resende. 
    As benfeitorias vo alcanar diretamente os pacientes do SUS, j que 60% do atendimento do Luxemburgo e 100% do Mrio Penna so direcionados a esse pacientes, sendo que a ateno e a qualidade dedicadas rede particular so idnticas direcionada rede pblica (SUS).
    Entre os investimentos, Resende detalha que sero adquiridos aparelhos e acessrios para a radioterapia; equipamentos cirrgicos, equipamentos de endoscopia; de ressonncia magntica; o PET CT - aparelho com tecnologia de ponta para o diagnstico e tratamento do cncer; entre uma srie de outros. "Apenas em equipamentos, o investimento ser da ordem de R$ 7.811.076,00". 
    Para receber tantos equipamentos, os hospitais do IMP recebero tambm obras, pois h muitos aparelhos que precisam de salas diferenciadas, apropriadas com rdio proteo devido radiao que alguns aparelhos emitem.
    "Fazemos constantemente uma renovao do nosso parque tecnolgico, proporcionando uma melhor qualidade de vida aos pacientes e possibilidades cada vez maiores de cura", destaca o superintendente administrativo.

                                                                        Atendimentos
    Para 2010, o Instituto estima que o nmero de pacientes atendidos seja 10% superior ao de 2009, quando 114.436 pessoas fizeram consultas, houve 9.824 cirurgias dos mais variados tipos de cncer e outras doenas, foram realizadas 23.539 sesses de quimioterapia e 179.595 aplicaes de radioterapia.
    Dentre as mulheres, de acordo com dados do Instituto Mrio Penna, os cnceres de mama e colo do tero foram os que mais acometeram as mulheres e, nos homens, o cncer de prstata foi o de maior incidncia. 

                                                             Sobre o Instituto Mrio Penna 
    O Instituto Mrio Penna, que abrange os hospitais Luxemburgo e Mrio Penna, referncia no tratamento de pacientes com cncer. Muitos dos pacientes acolhidos vm do interior e buscam tratamento de qualidade.
    Por isso, o instituto sentiu a necessidade de criar uma unidade especfica para receb-los com amor e solidariedade: a Casa de Apoio Beatriz Ferraz. Sua estrutura fsica dividida em dois lares: Lar Clia Janotti para receber adultos; e o Lar da Criana Janurio Carneiro.  

                                                    Dados de 2009 do Instituto Mrio Penna 
    114.436 consultas
    9.824 cirurgias
    23.539sesses de quimioterapia
    10.189 hospedagens na Casa de Apoio Beatriz Ferraz
    1.548 mamografias
    179.595 aplicaes de radioterapia
    402.309 exames de patologia clnica
    10.506 transfuses de sangue


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 18, 2010

    ATHOS AVELINO, ex-prefeito de Montes Claros e atualmente diretor do INDI, nosso entrevistado no "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista". Gravo com ele nesta quinta-feira. O programa vai ao ar, dia 14 de maro, domingo,s 22 horas pela REDE SUPER no canal 23 da NET e 21 da Oi, aqui em BH.

                 

                                                        O ex-prefeito Athos Avelino vai falar
                                sobre os projetos do INDI para Minas este ano na rea industrial.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 17, 2010

    Em cima da hora. A UNIDOS DA TIJUCA a campe do carnaval Carioca. No ganhava o ttulo desde 1936.


    Foto arquivo: google.

    TIJUCA CAMPE.
    O resultado acaba de ser anunciado no Sambdromo no Rio de Janeiro.
    A vice-campe a Grande Rio.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 17, 2010

    O colrio desta quarta-feira a publicitria Andria Montay , editora da revista INTERVALLO da cidade de Paraopeba. Foto e nota, pinados da coluna do nosso amigo lder Martinho do jornal O Tempo.

                                  


                         ARQUIVO PESSOAL
                                             Editora da revista "Intervallo"
                                           Andria Montay, de Paraopeba

    Lanada em novembro de 2008, a revista "Intervallo" conquistou leitores em Paraopeba, Caetanpolis, Cordisburgo e Araa, alm de outras cidades da regio, e se prepara para sair pela primeira vez em cores.
    A publicao mensal editada pela publicitria Andria Montay - uma "viciada" em revistas -, que tambm j se destacou em concursos de beleza e foi eleita miss Sete Lagoas 1997.
    Preenchida por assuntos como esporte, sade, moda e comportamento, a revista voltada especificamente para o pblico jovem, que tambm ganha voz e pode se expressar nas colunas e notcias.







                        Comentrios

    #1. Fabiano Fagundes
    PREZADO AMIGO, JOAO REALMENTE O QUE VOCE ESCREVEU, BELSSIMA, A MOA.
    PEA  JOVEM PUBLICITRIA E JORNALISTA, PARA NOS ENVIAR O LTIMO NMERO DE SUA REVISTA, PARA ASCOM DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS, PARA PODERMOS ENVIAR ALGUM MATERIAL JORNALSTICO E DE PUBLICIDADE...
    SAUDAES FABIANO FAGUNDES, assessor de comunio da Prefeitura de MOC.
    38-32293036..


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 17, 2010

    ARTIGO ESPECIAL enviado ao nosso BLOG pelo Especialista em Trnsito e administrador de empresas, o mineiro Jos Aparecido Ribeiro, atual Secretrio Especial da Prefeitura de Macap no Amap. EM TEMPO: lendo o artigo do Z concluo que o problema dos acidentes nas estradas federais na verdade uma MISTURA EXPLOSIVA. O ideal seria o motorista "tirar o p do acelerador, pisando mais leve". E o governo federal comear LOGO a duplicao das rodovias. O que no pode ficar esse jogo de empurra maniquesta - no quero saber de quem a culpa e sim, a SOLUO do embroglio.

                                
                                                   Jos Aparecido Ribeiro,
                                                administrador de empresas
                                           e da ONG SOS Rodovias federais.

                                                  Para LER e PENSAR!!!

    Desmontado o "circo", recuperados da ressaca de mais um feriado prolongado e vivos, chegada a hora de contar os mortos em acidentes nas estradas federais que atravessam Minas Gerais. Existem duas formas de analisar este fenmeno: Uma infantil, superficial e reducionista, a "oficial", e uma outra adulta, cientfica e til, a racional.
    Faa a sua escolha. 90% das mortes so provocadas por colises frontais em rodovias simples, estreitas e sem proteo fsica de concreto ou ao entre pistas contrarias. As duas faixas amarelas pintadas no asfalto, com 48 centmetro de largura a nica  proteo que um motorista que cumpre suas obrigaes ao volante tem, de um que no cumpre, nas principais rodovias federais que atravessam Minas Gerais. Isto fato incontestvel.
    Para a maioria das pessoas, inclusive e especialmente as que so responsveis por analisar criticamente as causas de acidentes, a imprudncia  a razo para todas as tragdias, ser?
    Considere que o nmero de carros aumentou mais de 50% nos ltimos 10 anos. Adicione a isso a potncia mdia destes carros que tambm cresceu e hoje costuma passar de 180CV. O Brasil produz carros cada vez mais modernos, que so exportados e seguem padres internacionais de tecnologia. A ttulo de informao, h 15 anos atrs a potncia mdia dos carros era de 90 CV e o nmero de famlias viajando muito menor do que hoje.
    Considere tambm que as rodovias continuam as mesmas de 50 anos atrs, com curvas projetas para veculos daquela poca, anos 50 e 60, com o agravante de que o nmero de caminhes tambm aumentou substancialmente nas ltimas dcadas. Caminhes modernos com mais "cavalos" no motor, com capacidade de cargas cada vez maiores. Todas as proposies acima somadas a um cenrio de chuvas, estresse e inexperincia para dirigir em rodovias sem padro mnimo de segurana, mal sinalizadas, sem manuteno, com pistas simples e escorregadias, nos do um conjunto de variveis capazes de explicar o aumento de mortes nas estradas.
    Com efeito importante lembrar que todas as vezes que um motorista comete um acidente por imprudncia ele envolve outro, que regra geral no estava sendo imprudente. A lgica nos diz que se as rodovias fossem duplicadas, os que cometem imprudncias pagariam sozinhos pelos seus erros, poupando a vida daqueles que so cumpridores dos seus deveres ao volante.  Uma anlise adulta para ser justa e til, precisa avaliar o conjunto e no atribuir a uma nica varivel as causas de acidentes.

    O reducionismo torna o assunto repetitivo e sem eficcia, alm de eximir o Governo Federal de suas responsabilidades. Note que na Alemanha os carros andam a 170 km por hora em mdia e o nmero de acidente em uma escala de 100, igual a 4, enquanto que no Brasil este nmero de 16 e a mdia de velocidade aqui de 110km por hora.
    Note que este detalhe bastaria para justificar a tese de que outros motivos so to ou mais importantes do que a imprudncia para explicar tantas mortes em estradas, sobretudo as federais que atravessam Minas Gerais. 

    Jos Aparecido Ribeiro
    Administrador, Consultor
    Especialista em transito e assuntos urbanos
    ONG SOS Rodovias Federais
    Belo Horizonte - MG
    31 9953 7945
    96 3241 6452






                          Comentrios

    #1. Regiane Nascimento
    Parabns pelo artigo.
    Outro dia tambm li comentrios de apoio de vrios leitores no jornal Estado de Minas, sobre sua idia de implantao de ar condicionado nos nibus. Pelo que parece, agora comearam a pensar no assunto e existe algum projeto circulando por a!




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 17, 2010

    Sinal de alerta!!! Mas FIEMG estima que a INDSTRIA MINEIRA vai crescer em 2010, mais de 16%.

                                           Faturamento da indstria mineira recua 7% em 2009
     
     






                                       
                                  Apesar da queda, h expectativa de crescimento para 2010.
                                    Em dezembro do ano passado as vendas aumentaram 29%

     A recuperao da indstria a partir do segundo semestre de 2009 no foi suficiente para reverter o quadro negativo provocado pela crise financeira. Dados do Index, publicao mensal divulgada pela Fiemg, revelam que o faturamento do parque produtivo de Minas Gerais recuou 7% no ano passado, em relao a 2008. Mas o crescimento da demanda domstica promete colocar uma p de cal nos nmeros negativos no curto prazo. Somente em dezembro de 2009 o faturamento da indstria avanou 29% sobre igual ms de 2008. A Fiemg estima que o setor encerre o ano de 2010 com crescimento de 16,3%.
    As maiores redues de faturamento ocorridas em 2009 se deram nos setores
    extrativo mineral (-25,16%),
    mquinas e equipamentos (-22,22%),
    couro e calados (-20,47%),
    mquinas, aparelhos e materiais eltricos (-19,11%),
    celulose, papel e produtos de papel (-18,03%)
    e metalurgia bsica (-15,94%).

    Somente quatro setores apresentaram elevao das vendas.
    So eles produtos de metal (7,93%),
    produtos de minerais no-metlicos (7,37%),
    veculos automotores, reboques e carrocerias (3,16%)
    e artigos do vesturio e acessrios (3,13%).
    J na comparao dezembro09/dezembro08 apenas os setores de couros e calados e mquinas, aparelhos e materiais eltricos ficaram no negativo. Todos os demais ramos aumentaram as vendas, com destaque para
    produtos de metal e mquinas e equipamentos, que expandiram 258% e 135,5%, respectivamente. 
                                                                               Emprego
    O nvel de postos de trabalho na indstria registrou ligeira queda (-0,32%) em 2009, na comparao com o ano anterior. O setor de coque e refino de petrleo e lcool foi o que registrou a maior perda (-30%). Na outra ponta, destaque para a indstria de produtos de metal, que aumentou em 25% o nmero de empregados no mesmo perodo. Tambm fez bonito o setor de minerais no-metlicos, com acrscimo de 16% no nmero de funcionrios.
    A massa salarial na indstria mineira encerrou o ano de 2009 com alta de 1,47%. Os setores de produtos de metal (+28,7%) e minerais no-metlicos (20%) registraram as principais altas. Expanso tambm nas indstrias de bebidas (7%), mquinas, aparelhos e materiais eltricos (6,9%), alimentos (5%), qumicos (5%) e txteis (0,8%).
    A utilizao da capacidade instalada encerrou 2009 com 82,12%, 3,27 pontos percentuais abaixo da mdia registrada em 2008 (85,39%). A indstria extrativa (92%) registrou o maior ndice, sendo seguida pelos setores de mquinas e aparelhos eltricos (89,11), couro e calados (88,92%), vesturio (88,63%),  veculos automotores (85,7%) e mquinas e equipamentos (85,2%).Siga o Sistema Fiemg no Twitter: www.twitter.com/sistemafiemg


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 17, 2010

    BANDA LARGA o desafio maior do governo federal. "Temos conscincia de que impossvel fazer tudo em uma ano, mas vamos comear"... disse o ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa. Confira mais detalhes.

                                       

    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, afirmou, em Braslia, que a principal meta do ministrio para 2010 levar a internet em banda larga a todo o Pas.
    "O principal desafio para o setor agora est lanado: a banda larga. Temos o ano todo para realmente fazermos o Plano Nacional de Banda Larga vingar. Temos conscincia de que impossvel fazer tudo em um ano, mas ns vamos comear", disse Hlio Costa.
    O ministro explicou que o Plano Nacional de Banda Larga deve ser encarado como um projeto para o Pas.
    "O prximo governo, seja ele qual for, certamente fica na obrigao de continuar a implantao de um plano que tem como objetivo chegar a todo o territrio nacional com essa ferramenta hoje indispensvel em qualquer meio social", salientou.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 17, 2010

    Amanh, o Procon Assemblia reabre suas portas na Praa Sete no cento de BH.

    O Procon Assembleia da unidade UAI da Praa Sete, no centro de Belo Horizonte, reabre suas portas nesta quinta-feira (18/2/10). O atendimento ao pblico foi interrompido em abril de 2009, quando foram iniciadas as obras de reestruturao dos Postos de Servios Integrados Urbanos (PSIUs), transformados em Unidades de Atendimento Integrado (UAIs).
    O objetivo da mudana, segundo a Secretaria de Estado de Planejamento e Gesto (Seplag), responsvel pelo posto, foi melhorar a qualidade dos servios e oferecer um novo conceito de atendimento ao cidado. O Procon Assembleia um rgo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.
    A unidade do Procon Assembleia da Praa Sete funciona de segunda a sexta-feira, das 7 s 19 horas. O endereo avenida Amazonas, 478. O novo telefone de atendimento (31) 3272-0108. Inaugurado em fevereiro de 1997, o objetivo do Procon Assembleia harmonizar os interesses dos participantes das relaes de consumo e intermediar os conflitos entre os consumidores e os fornecedores.
    Atua tambm na educao e informao de fornecedores e consumidores, quanto aos seus direitos e deveres, com vistas melhoria do mercado de consumo.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 17, 2010

    Vice colocou o p na estrada... durante o carnaval

    O governador em exerccio professor Antonio Anastasia esteve, nesta tera-feira (16), em cidades do Centro-Oeste mineiro onde inaugurou obras e anunciou novos investimentos para a regio. O professor esteve em Medeiros, Tapira, So Roque de Minas e Vargem Bonita.
    Em Medeiros, durante a manh, o professor Antonio Anastasia autorizou a execuo do projeto de construo da estrada que liga o municpio a Pratinha. O valor do projeto de R$ 1 milho e a expectativa que a licitao ocorra ainda este ano. O custo da obra estimado em R$ 50 milhes. "Essa estrada no atender to somente os dois municpios; ns vamos interligar, de maneira muito mais rpida, a regio Centro-Oeste de Minas com o Alto Paranaba e o Tringulo Mineiro", disse o governador em exerccio.
    Anastasia informou que o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), durante 45 anos, asfaltou, em mdia, 200 km de estradas por ano. De 2003 ao final de 2010 a mdia de 700 km de rodovias asfaltadas por ano. Segundo ele, esses dados do ao Governo de Minas autoridade moral para dizer que, no momento em que for publicada no Dirio Oficial a homologao para a contratao da empresa que ir elaborar o projeto, porque o Governo tem condies de fazer essa obra.   
    Em seguida, na cidade de Tapira, ele inaugurou a primeira Unidade Bsica de Sade (UBS) do municpio. Com investimentos de R$ 180 mil do Governo do Estado, a Unidade Bsica de Sade Jos Nestor Limiro abriga uma Equipe de Sade da Famlia (ESF), responsvel pelo atendimento mdico de toda a populao da cidade. Os recursos foram investidos por meio do Sade em Casa, programa lanado em 2005 que possibilita ampliar e melhorar a ateno primria, que o tipo de servio prestado nas UBSs. Nessas unidades, 85% dos problemas de sade mais comuns so solucionados.
    "O Governo de Minas j inaugurou aproximadamente duas mil Unidades Bsicas de Sade por todo o Estado. Isso mostra a preocupao que temos com a questo da sade, nosso bem mais precioso. A inaugurao desta UBS, a primeira de Tapira, um exemplo do esforo do nosso Governo em dotar os municpios, especialmente os pequenos, de infraestrutura fsica e social", disse o professor Anastasia.
    Energia e casas populares
    O governador em exerccio tambm esteve em So Roque de Minas para lanar a terceira etapa do programa Luz para Todos que prioriza ligaes de energia eltrica para a populao rural. O Governo de Minas estima que at o final de dezembro deste ano 100% das comunidades rurais tenham energia eltrica. Calcula-se 285 mil ligaes, representando uma populao atendida de cerca de 1,5 milho de pessoas, desde 2003, quando o programa foi implementado em sua primeira etapa. O investimento total no programa soma R$ 3 bilhes, sendo 77% desse montante de responsabilidade do Governo de Minas e da Cemig.
    Finalizando os compromissos administrativos do dia, professor Antonio Anastasia assinou, em Vargem Bonita, a ordem de servio para o incio das obras de casas populares do Conjunto Habitacional Jenipapo. Sero investidos R$ 853,6 mil pelo Governo de Minas na construo das 40 unidades habitacionais tipo padro. A obra resulta de convnio assinado entre a Prefeitura Municipal e a Companhia de Habitao do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG) em novembro de 2009.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 13, 2010

    Recomendo!!! Almoo de sbado de carnaval no restaurante Matusalm na Pampulha, aqui em BH.

                                        
                                                       Os competentes chefs, irmos Osas
                                                                     e Matusalm Gonzaga

    HOJE, sbado dia 13 de fevereiro estaremos preparando um cardpio especial para voc suas famlias e seus amigos. Venha experimentar um dos pratos mais saborosos da gastronomia.
    Pernil de cordeiro assado com molho de ervas finas,
    pur de mandioca,
    arroz branco,
    tagliateli com brcolis
    e medalhas de filet com funghi seco
    e de entrada um creme de lentilhas com dados de damasco servido gelada com crtons amanteigados. Investimento CR$29,00 por pessoa.
    Uma caipirinha por nossa conta. Horario das 12 as 17 Horas.
    Restaurante Matusalem Av.Portugal n. 3287 Santa Amlia Pampulha.
    Faa J a sua Reserva.
    031-34479973
    031-33279973
    031-85181029
    matusalem@restaurantematusalem.com.br
    www.restaurantematusalem.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 13, 2010

    NOVA LEI DO INQUILINATO!!! Amanh - domingo - no perca na REDE SUPER a entrevista sobre o assunto, que o advogado KNIO PEREIRA d ao " Programa Joo Carlos Amaral" s 22 horas.

      

            O entrevistado deste domindo, dia 14 
           no meu Programa Joo  Carlos Amaral 
           competente advogado Knio Pereira.

            Ele fala sobre A nova Lei doInquilinato. 
         As mudanas para proprietrios e inquilinos. 
         Tudo bem explicado, rico em detalhes. 

          Ligue sua TV na REDE SUPER, 
         canal 23 no cabo NET em BH.
    E no UHF sinal aberto em todo o pas.

         Amanh, domingo - s 22 horas 
        e na segunda-feira - s 13h30m.
                                                           

           

    O "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista"
     vai ao ar na TV  REDE SUPER,
    canal 23 da NET,
     todo domingo s 22 horas,
    com reprise s segundas-feiras s 13h30m.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 13, 2010

    MELENSES AUSENTES. Encontro ser neste sbado com Missa na Matriz de Nossa Senhora do Desterro e jantar na Casa Paroquial. Ns melenses ausentes seremos recebidos com a tradicional hospitalidade mineira, pelo proco, padre JOS GERALDO SABINO. ONDE FICA DESTEERO DO MELLO: fica a 200 kms de BH e a 32 kms de Barbacena - no circuito da Estrada Real - na Zona da Mata.

    Desterro do Melo 



    BELA PAISAGEM
    no Caminho do Meio da Estrada Real
     em direo a Desterro do Mello.
    A voc tem o belssiomo vale
    rodeado pela Serra da Conceio.
    Ao fundo a estrada MG 265
    totalmente asfaltada pelo governo Acio Neves
    - um sonho de mais de 30anos
    que foi concretizado na administrao
     do saudoso deputado Agostinho Patrus
     na Secretaria de Obras de Minas.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 13, 2010

    NOVO VISUAL do nosso BLOG DE NOTCIAS, que faz 4 ANOS na blogosfera, recebe elogios da coordenadora geral da ABIMAQ em Minas, a competente executiva, Regiane Nascimento. DETALHE: transfiro os mritos pelo belo visual de nosso blog ao publicitrio e web designer Dudu Amaral, um jovem talento que cuida em detalhes do nosso rosto na internet.

    Foto de Regiane Moreira Nascimento 

    A executiva Regiane Nascimento,
    coordenadora geral em Minas da ABIMAQ
     Associao Brasileira das Indstrias
    de Mquinas e Equipamentos.

    Comentrio enviado por ela:
    "Adorei o novo design do blog. Parabns !!!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 13, 2010

    Dia 4 de maro: ser inaugurada a Cidade Administrativa TANCREDO N EVES -colocando Minas no circuito internacional de grandes e belas obras arquitetnicas com a marca do genial Oscar Niemeyer. frente um visionrio dos tempos modernos,o governador Acio Neves, que parece ter "se lavado nas guas de JK". As mudanas para a Cidade Administrativa comeam neste sbado de carnaval.



    Leo Drumond
    Dia 04 ser inaugurada a Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves
                     Dia 04 ser inaugurada a Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves



    O Governo de Minas Gerais inaugura no dia 4 de maro a Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves. O moderno complexo de prdios projetado por Oscar Niemeyer abrigar toda a administrao direta do Estado. Um total de 16 mil servidores estaro reunidos no complexo administrativo, inaugurando tambm um novo polo de desenvolvimento para Belo Horizonte a partir do Vetor Norte da Regio Metropolitana.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 13, 2010

    Talento mineiro: uma jia de conta no portiflio da competente Multitexto de Schubert Arajo.

    Multitexto
    conquista conta da Dear B



    b21

    Empresa atua no segmento de jias e acessrios femininos e fez sua estria no Minas Trend Preview
    A Multitexto Comunicao Empresarial comemora a chegada de um novo cliente. Trata-se da D'Ipanema Comercial Exportadora (www.dipanema.com.br) , cuja marca fantasia Dear B. A empresa atua no segmento de jias artesanais e acessrios femininos, exporta para vrios pases, j participou de importantes feiras internacionais, vai inaugurar at o final deste ano a sua primeira loja de varejo no Serena Mall e fez sua estria na 5 edio do Minas Trend Preview, que aconteceu de 3 a 7 de novembro no Alphaville, Lagoa dos Ingleses.

    Nos ltimos dois meses, passaram a fazer parte do portflio de clientes da Multitexto a Associao Mineira das Agncias Digitais (Amadi); Challenge Innovative Technologies, ISQ Brasil, empresa de engenharia de inspeo pertencente ao grupo portugus ISQ  Instituto de Soldadura e Qualidade, lder e maior provedor de solues globais de engenharia de inspeo, com presena em 11 pases, e agora a Dear B. Alm do McDonald's, Citroen, Rede Bristol Hotels; Depyl Action, entre outras empresas. A Multitexto completou este ano 18 anos de atuao no mercado, com novo portal (www.multitexto.com.br) e em novo endereo (Rua Gonalves Dias, 1181  Sala 801  Savassi). A agncia est no Twitter: www.twitter.com/multitexto

    Dear B mostrou colees em cristais de
    quartzo rutilado no Minas Trend Prevew

    b2


    Com a experincia de quem j participou de grandes feiras internacionais (Accessories Show, em Nova York e Las Vegas, Bijorhca Eclat de Mode, em Paris, Dallas Market Center e California Market Center), a Dear B (www.dipanema.com.br) promete arrasar no Minas Trend Preview.

    A empresa mostrou no evento em cristais de quartzo rutilado, confeccionadas em prata 925 (fotos em anexo). "Cada pea personalssima, uma vez que cada pedra nica, moldada pela prpria natureza, sem qualquer interferncia do homem.

    Os cristais de quartzo rutilado (com rutilo), so pedras que possuem minerais em sua composio, como xido com titneo e clcio, entre outros, caracterstica que as tornam mpares e de uma beleza inigualvel", explica Martha Ramos, scia-diretora da Dear B.

    Responsabilidade Scio-ambiental

    Cada pea produzida pela Dear B confeccionada de forma absolutamente artesanal e em quantidades reduzidas por artesos das cidades mineiras de Cordisburgo e Curvelo, onde as pedras so extradas e lapidadas. "Somos uma empresa 'Eco-Friendly', ou seja, amiga da natureza e ecologicamente correta, uma vez que as peas so confeccionadas mo e em pequenas quantidades, diminuindo-se a quantidade de emisso de carbono, que poluente ao meio ambiente", detalha a empresria.

    Segundo ela, a Dear B uma empresa privada cujo objetivo principal a promoo do estilo brasileiro no exterior, por meio da comercializao de acessrios de moda.
    Esta difuso da arte brasileira acaba por propiciar uma melhora na qualidade de vida de arteses de baixa renda cuja habilidade manual se transforma em fonte de renda. Este aspecto social auxilia dezenas de famlias em todo o Brasil, especialmente no Estado de Minas Gerais.

    Exportao

    Por meio da D'Ipanema Comercial Exportadora, a empresa j exporta para seis pases: Estados Unidos, Japo, Kwait, Frana, Mxico e Canad.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 12, 2010

    "Decifra-me ou te devoro!!!


                                            
                                                O vice-presidente da Repblica Z Alencar
                                                     est usando aquele velho argumento
                                                           das raposas polticas mineiras:

                                   Z Alencar diz que quer ser  mesmo candidato ao senado.
                              Para todo mundo achar que ele candidato ao governo de Minas. 
                                                Mas ele  mesmo candidato ao SENADO.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 12, 2010

    UMA LUZ sobre a escurido. Encontro Acio X Z Alencar esta semana no Palcio das Mangabeiras, aqui em BH, mostra que poltica COISA PARA PROFISSIONAL. Vale conferir as coletivas dos dois. Tire suas prprias concluses.


                        
                                                              Foto arquivo do google.
                                                                       As conversas
                                                    entre o vice-presidente Z Alencar
                                                 e o governador de Minas AcioNeves 
                                                sos constantes. Conversa de mineiros: 
                                             longas, engraadas e cheias de significados, 
                                                        deixam os paulistas com a pulga 
                                                        atrs das duas orelhas, ou no ?


                                                                              Assuntos:
                                                      da ltima conversa Acio X Alencar

                                                                            Eleies 2010
                                                                 e Cidade Administrativa

                                                                             Acio Neves
    Estou tendo o privilgio de receber o vice-presidente da Repblica, nosso conterrneo para honra e orgulho de todos os mineiros. Tenho pelo vice-presidente um apreo especial que, na verdade, hoje de todos os mineiros e todos os brasileiros.
    Periodicamente, ns conversamos e o presidente est aqui me dando o privilgio dessa visita e, claro, que quando dois homens pblicos de Minas conversam, conversam tambm sobre poltica, mas , sobretudo, uma visita de um amigo pessoal e acho que vocs ganhariam muito mais se ouvissem o vice-presidente da Repblica.
    Essa casa ser sempre a casa dele tambm, casa de Minas, da boa poltica de Minas. Eu, dentro de pouco tempo, no serei mais governador do Estado e registro essa visita tambm como um gesto de cortesia de algum que tentou, ao longo desses ltimos sete anos, ajudar Minas a se desenvolver e melhorar seus indicadores sociais. uma visita para mim, do ponto de vista pessoal, extremamente marcante e, do ponto de vista poltico, pela presena de vocs, tambm extremamente importante.

                                                                        Jos Alencar

    Vai depender mesmo do resultado dos mdicos sobre a sua sade para o senhor vir a ser candidato ao Governo de Minas?
    Como vocs sabem, isso tem sido noticiado porque eu tenho sido, como no poderia deixar de ser, muito transparente a respeito do caso, eu digo para vocs que estou muito bem, mas ns temos um exame muito importante nos dias 16 e 17 de maro.
    Eu, antes, no tomo nenhuma deciso de candidatura porque meu propsito colaborar para que tudo esteja bem em Minas Gerais, independentemente de interesse meu. Se me perguntarem se eu sou candidato a alguma coisa, vou dizer que no, porque no sou candidato meu mesmo. As pessoas s vezes querem que eu me candidate.
    Se eu resolver me candidatar, estando bem de sade, se eu resolver me candidatar a alguma coisa, eu confesso a vocs que eu prefiro um cargo do Legislativo. J falei isso e estou repetindo apenas o que falei. Isso no significa que tenha que ser para o Senado porque h tambm eleio para deputado estadual e deputado federal que so tambm casas do Legislativo.
    O senhor descartaria de vez o Governo ou se precisarem do senhor para apaziguarem a base aliada do Governo Lula o senhor entra como candidato?
    Eu aprendi com os maiores que a gente em poltica no pode falar assim, descartar ou ento dizer que isso inarredvel ou coisa que valha. A gente tem que sempre respeitar porque a vida poltica muito dinmica e as coisas podem acontecer de repente, a lev-lo a adotar uma posio que obviamente consciente, mas que muda o que eu havia colocado. Ento, eu no posso dizer inarredvel no.
    Mas o nome do senhor colocado como aquele que vai conciliar tudo. O que o senhor acha disso? Isso te d um otimismo?
    Acho que isso faz parte dessa solidariedade que h em torno do meu nome ultimamente. No s aqui em Minas, como no Brasil inteiro. Todo mundo sabe que eu estou lutando contra um cncer, ento a solidariedade tambm, tambm no, especialmente a esse pacto da minha sade. Sou consciente.
    Tanto que eu peo a Deus nas minhas oraes que me d humildade para que essas manifestaes de apreo que eu tenho aqui e ali alhures que no me subam cabea para eu no ficar besta. Eu tenho que ficar onde eu estou sempre e peo a Deus que eu no me mude nunca.
    Se o governador Acio Neves for candidato Presidncia como tem muitos cenrios apontando isso ainda, o senhor j havia declarado que ficaria com ele. Fica com ele? Apoia o governador?
    O governador Acio Neves meu amigo desde antes de nascer porque os dois avs dele, mas o av paterno dele que menos conhecido de vocs. O mais conhecido o presidente Tancredo Neves, mas o av paterno dele era o deputado Tristo da Cunha, um grande brasileiro tambm. E eu o conheci, foi um privilgio para mim, em 1958 e acabei trabalhando com ele, junto dele, para que realizssemos em Tefilo Otoni o segundo congresso Pr-asfaltamento da BR-116, que era a Rio-Bahia na poca.
    Ento?
    Ento, somos amigos de mil anos.
    O senhor ficaria com ele?
    Voc sabe que poltica tem tambm, e o governador Acio conhece isso para nos ensinar, poltica ns somos tambm presos a circunstncias. Por isso que no podemos falar muito do dia de amanh.  Voc est me fazendo uma pergunta em uma hiptese. Agora, j falei que ele sendo candidato ao Senado, ele tem meu voto.
    O que o senhor achou do artigo do presidente Fernando Henrique Cardoso?  Concorda? Discorda totalmente?
    Acho que eu no deveria, aqui no Palcio das Mangabeiras, visitando como cortesia ao governador Acio, que pertence ao mesmo partido, fazer comentrios a respeito da entrevista do ex-presidente. O que posso dizer que, ns que estamos no governo, ao lado do presidente Lula, achamos que a diferena muito grande. Mas isso um assunto que conversaremos oportunamente.

                                                                         Acio Neves

    Fiz tambm um convite ao presidente para estar conosco aqui na inaugurao da Cidade Administrativa.

                                                                        Jos Alencar
    verdade. at uma das razes pelas quais eu vim aqui. Porque no dia 04 de maro, vai ser inaugurada a Cidade Administrativa e eu sempre fui um entusiasta daquela obra e falei mesmo com o governador Acio. Ns temos Minas antes e depois dela. Ela vai trazer um novo tempo, no s para Belo Horizonte, mas para Minas. Porque aquilo uma obra, realmente, altura de quem deseja oferecer condies para governar direito um estado dessa magnitude.
    Hoje, por exemplo, a situao de quem vem de qualquer parte para falar com algum do governo, uma dificuldade porque no sabe onde est. Porque ali ficou pequeno. Ento, uma beleza. E mais, ir representar a abertura para o crescimento da cidade em uma rea espetacular, e em direo aos aeroportos, o que tambm muito importante para Minas Gerais.
    Quero parabenizar, mas pode ser eu no tenha como vir aqui no dia 04/03, tendo em vista compromissos.  Ento, tinha que vir aqui hoje para cumpriment-lo pela obra. Ento, ele fez questo de me convidar, em qualquer momento, para irmos l e visitar, independentemente de inaugurao, se eu no puder vir. Mas vou fazer de tudo para estar na inaugurao.
    Que outra condio que o senhor colocaria para disputar as eleies este ano? Alm da questo da sade, que outras condies que o senhor considera que seriam adequadas para entrar no cenrio eleitoral?
    Que houvesse apoio das lideranas, dos partidos e das pessoas. Por exemplo, se todas as pessoas de Minas chegassem e fossem a porta da minha casa e disser assim: "Ns queremos que voc seja candidato", ficava s uma das dificuldades, o problema da sade. Mas por enquanto no h isso a.
    O Brasil todo acompanha a doena do senhor. O Senhor sempre tem falado. E parece que o senhor j est se curando, parece que so 15% apenas. A que se deve isso? porque o senhor tem bons mdicos, bons remdios, ou Deus pra ajudar? O que isso?
    Costumo dizer o seguinte, se Deus quiser me levar, ele no precisa de cncer para isso. Ele pode me levar a hora que quiser. Agora, se ele no quiser que eu v, no h cncer que me leve. E tudo indica que ele no quer que eu v agora. Ento, de certa forma, isso um compromisso tambm que pesa sobre os meus ombros.
    Provavelmente, haja espao para que eu merea, faa alguma coisa por merecer esse apoio que tenho recebido. Do Brasil inteiro. Ento, isso um verdadeiro milagre, ainda que os mdicos sejam muito bons. Ainda que eu respeite rigorosamente a orientao mdica e os tratamentos so feitos com todo rigor. Porm, os prprios mdicos admitem: isto um milagre.
    Isso que ajudaria o senhor a ser candidato? Acha que um empurro?
    No. Pode me levar, assim, por fora de at obrigao. Isso pode ser. No sei. Mas ainda no pensei nisso. Voc  que est levantando.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 12, 2010

    Vem a a massificao da Internet BANDA LARGA.

                                      Lula quer mais estudos 
                        para Plano Nacional de Banda Larga

    Ministrios envolvidos na formulao da proposta de massificao da internet em alta velocidade tero mais um ms para debater

    Braslia, 11 de fevereiro O presidente Luiz Incio Lula da Silva deu prazo de mais um ms para os tcnicos do governo conclurem o Plano Nacional de Banda Larga, cujo esboo foi apresentado na quarta-feira, 10 de fevereiro. Lula decidiu dar mais tempo para que os ministrios e outros rgos do governo federal envolvidos possam discutir melhor a proposta.
    O presidente marcou para o incio de maro a nova reunio que vai dar o formato final ao projeto. "O trabalho foi muito bem feito, mas como ele complexo, obviamente vai precisar de um tempo para que os ministrios e a Anatel possam discuti-lo", disse Lula.

                              

    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, que participou da reunio, afirmou que, na prximas semanas, ocorrero outros encontros setoriais do governo. "Vamos nos reunir novamente para que possamos ter tempo, cada um dos ministros e cada um dos setores, de avaliar e estudar com os tcnicos a participao de cada um. S depois dessa reunio que poder haver um deciso", afirmou.
    Hlio Costa disse que no h divergncias sobre os termos do Plano Nacional de Banda Larga e explicou que a demora na divulgao da proposta natural, tendo em vista o envolvimento de diversos rgos do governo. "So muitas informaes, que precisam ser vistas por vrios ministrios", comentou.
    Ele citou a necessidade de um estudo dos ministrios da Fazenda e do Planejamento para avaliar o impacto da desonerao tributria em equipamentos de informtica, como modems, e at os aspectos legais para o uso de recursos do Fundo de Universalizao dos Servios de Telecomunicaes (Fust).
    O ministro comentou que o impacto na reduo de impostos e outros estmulos indstria de informtica, alm do desenho de uma poltica de pesquisas e desenvolvimentos para setor, precisam ser detalhados.
    Segundo Hlio Costa, a desonerao dos aparelhos de modem, que resultar na reduo substantiva dos preos para torn-los acessveis populao de baixa renda, ainda precisa ser avaliada pelo Ministrio da Fazenda. Estudos preliminares levados ao Ministrio das Comunicaes, apontam uma carga tributria de 70% no preo desses equipamentos. Quanto ao uso dos recursos do Fust, o ministro das Comunicaes lembrou que haver necessidade de submeter ao Congresso Nacional um texto com mudanas na legislao.
    A idia de ampliar a rede de internet de alta velocidade vem sendo discutida desde o ano passado, quando o presidente orientou ministros e especialistas a apresentar um projeto para atender aos anseios da sociedade, universalizando o acesso banda larga em todos os municpios brasileiros.
    Alm dos ministrios das Comunicaes, Planejamento e Fazenda, tambm esto envolvidos na formulao do Plano Nacional de Banda Larga os ministrios da Educao, Cultura, Fazenda, Cincia e Tecnologia, Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior e Assuntos Estratgicos, bem como Casa Civil e Advocacia Geral da Unio, e rgos como Agncia Nacional de Telecomunicaes (Anatel), Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada (Ipea) e Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social (BNDES).

    Ascom/Ministrio das Comunicaes

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 12, 2010

    Material de construo teve alta de 0,25% em BH. J as despesas administrativas,mao de obra e aluguel de equipamentos no tiveram variaes.

                                                             Custo da construo em BH
                                                                  sobe 0,12% em janeiro  

    O Custo Unitrio Bsico de Construo (CUB/m - projeto-padro representativo R8-N) aumentou 0,12% em janeiro em relao a dezembro. Dos quatro grupos componentes do indicador o material aumentou 0,25% enquanto despesas administrativas, mo de obra e aluguel de equipamentos no apresentaram variaes. Com este resultado, o custo do metro quadrado de construo em Belo Horizonte, para o projeto-padro R8-N (residncia multifamiliar, padro normal, com garagem, pilotis, oito pavimentos-tipo e 03 quartos), que em dezembro era R$ 842,49 passou para R$ 843,49 em janeiro.
    O CUB/m um importante indicador de custos do setor e acompanha a evoluo dos preos de materiais de construo, mo de obra, despesas administrativas e aluguel de equipamentos. calculado e divulgado mensalmente pelo Sindicato da Indstria da Construo Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), de acordo com a Lei 4.591/64 e com a Norma Tcnica NBR 12721:2006 da Associao Brasileira de Normas Tcnicas (ABNT).  
      
                                                
    .                                       Daniel Furletti, economista do Sinduscon MG

    De acordo com o coordenador sindical do Sinduscon-MG, economista Daniel Furletti,  a alta de 0,25% observada no custo com material de construo foi a maior desde dezembro de 2008 (0,54%). Mas ele no acredita que isso seja uma tendncia. "Observamos que os aumentos no foram generalizados. Alguns itens sofreram reajuste maior em seus preos, como brita e areia. Mas tambm tivemos materiais que permaneceram com os preos estveis e at alguns que, inclusive, apresentaram queda em seus preos", informa.
    Para Furletti, a construo civil, assim como a economia nacional, tem uma perspectiva positiva de crescimento em 2010. "A maioria dos indicadores sinaliza que a movimentao ser maior do que o ano passado. O incremento do crdito imobilirio, o Programa Minha Casa, Minha Vida e os bons resultados aguardados para o mercado de trabalho proporcionam nova perspectiva para os compradores de imveis e com isso, a construo caminha novamente", avalia.
    O economista pondera que no acredita que a alta dos preos dos insumos volte a exercer presso sobre os custos. "O pas convive com estabilidade macroeconmica e monetria. No existe sinalizao de rompimento da meta inflacionria, o que positivo. Alm disso, ainda no existem indicativos que demonstrem riscos de gargalos nos setores produtivos e que poderiam impactar a oferta de produtos", analisa.
    Em janeiro, 46,15% dos materiais pesquisados apresentaram aumentos em seus preos, como, por exemplo, brita (+6,15%), areia (+5,0%), fechadura para porta interna (+4,55%), bloco cermico (+3,23%) e porta interna semi-oca para pintura (+2,22%). J 26,92% dos itens pesquisados tiveram redues de preos, como chapa compensado plastificado, telha fibrocimento, bacia sanitria branca, entre outros, e 26,92% permaneceram estveis, entre eles tubo de PVC-R rgido, registro de presso e placa de gesso.
     Perodo 12 meses (fevereiro/09- janeiro/10): Neste perodo, o CUB/m aumentou 2,25%, sendo que o custo com material registrou queda de 2,05% e o custo com a mo de obra cresceu  6,52%.
    Entre os materiais que apresentaram aumentos em seus preos, neste perodo, destacaram-se: bancada de pia de mrmore branco (+10,49%), locao de betoneira (+5,02%), bloco cermico (+435%), esquadria de correr (+4,34%), emulso asfltica impermeabilizante (+3,98%) e chapa compensado plastificado (+3,11%).
                          Fonte e elaborao: Assessoria Econmica/Sinduscon-MG.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 10, 2010

    Alencar e a sucesso mineira. Vale LER e PENSAR, o que o vice-presidente disse no agradecimento feito homenagem que o PT mineiro fez a ele na Serraria Souza Pinto, aqui em Belo Horizonte, esta semana.

                               
                                               Vice-presidente Z Alencar: :fala esclarecedora.

    "Tenho que dizer para vocs a verdade: no posso ser candidato sem estar curado. No tenho medo da morte, mas tenho medo da desonra. Morrer, todos vamos.
    Nunca parei de trabalhar, disputei trs eleies depois da primeira cirurgia, em 1997. Em 1998, me levaram a ser candidato ao Senado, havia uma unio e ganhei.
    Em 94, fui candidato de mim mesmo, o partido em que estava (o PMDB) se dividiu e eu perdi. Foi um erro. No farei mais isso. No posso levar meu nome sem estar seguro de, se eleito, exercer o meu mandato".


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 10, 2010

    Comea DIA 13, sbado, o cronograma de mudanas das secretarias e rgos do governo mineiro. CONHEA TUDO sobre como ser a MUDANA - a partir de 22 de fevereiro - para a Cidade Administrativa Tancredo Neves. Fala secretria, Renata Vilhena!!!

                                                  
                                        O processo de mudana comea no dia 13 de fevereiro
                                      com a mudana da Secretaria de Planejamento e Gesto,
                               da Secretaria de Governo e do Gabinete Militar do Governador.
                                 Na semana do dia 22 muda todo o Sistema de Meio Ambiente,
                                                         Secretaria, com o IEF, Igam e Feam
                                                     e mais no final de semana do dia 27 e 28
                                                       muda o Palcio e a Vice-Governadoria.

                                                           Assunto:
    Cidade Administrativa

                                                 


    Em um primeiro instante, como foi definida essa escala de transferncia das secretarias e porque a ordem?
    A definio foi a primeira vontade do governador que j tivesse no primeiro momento a Secretaria de Planejamento e Gesto e, obviamente, fica muito fcil ns inaugurarmos porque ns que estamos preparando todo o sistema de gesto, toda a mudana, at para que possamos estar testando o modelo e, obviamente, junto Secretaria de Governo, o Palcio e a Vice-Governadoria porque ele quer ocupar o prdio da Cidade Administrativa o mais rpido possvel.
    Em seguida, pegamos o prdio do Bemge e o prdio do Credireal, no Centro da cidade, onde esto localizadas uma srie de secretarias no prdio do Bemge, e o Sistema de Meio Ambiente no prdio do Credireal. O prdio do Credireal temos uma cesso de uso que vai at junho. Ento, nos comprometemos a devolver esse prdio para o Bradesco at o meio do ano e tambm o prdio do Bemge, at um pouco pelo desconforto, que um prdio que no tem garagem, s tem trs ou quatro elevadores. Ento para que a gente j propicie um certo conforto maior para as pessoas.
    Depois, ns fomos fazendo tambm de acordo com os sistemas operacionais, porque hoje, com a nica exceo que a Secretaria do Meio Ambiente, as secretarias funcionam totalmente isoladas e distantes fisicamente das fundaes e autarquias que esto vinculadas a elas. Ento, estamos preparando a mudana por sistemas operacionais.
    A Secretaria de Planejamento e Gesto tem vinculada a ela o Instituto de Previdncia, que se muda em seguida, no final de maro.
    O Sistema de Meio Ambiente vai com o IEF, Feam e Igam. Quando for a Secretaria de Desenvolvimento Econmico vai o Indi. Ento, essa preocupao de j distribuir de acordo com os sistemas operacionais para que a gente d uma lgica mais prtica e mais inteligente ao prdio.
    Durante essa transio, como vai ser o funcionamento das secretarias, a comunicao entre elas, uma parte j na Cidade Administrativa e outras ainda aqui no Centro?
    Vai acontecer como hoje que estamos distribudo em cerca de 55 prdios, todas as secretarias, fundaes e autarquias. Ento, no princpio, vai haver alguma movimentao entre a regio Central da cidade e o vetor Norte, mas rapidamente vai segregando. A cada ms esperamos que entre 1800 a 2 mil pessoas que iro mudando de forma gradativa.
    E j comea agora?
    A partir do dia 22 j estaremos com a Secretaria de Planejamento e Secretaria de Governo, o Gabinete Militar, e a partir do dia 1 (maro), todo o Sistema do Meio Ambiente e tambm o Palcio e a Vice-Governadoria.
    A obra j est finalizada?
    No, a obra fica totalmente finalizada no final de abril, mas o que vai continuar de obra no impede a convivncia. Devemos ter essa convivncia de fato, mas isso no vai gerar nenhum tipo de transtorno porque sero nos andares mais superiores do prdio e tambm algumas outras coisas que so de detalhes mesmo e que no vo incomodar em nada o funcionamento.
    Secretria, o servidor vai ter ticket refeio?
    Nada muda. Os servidores que j possuem os ticket, continuam tendo. Aqueles que no possuem ficam sem. Ento, a poltica no muda. Algumas secretarias tm essa poltica, outras no e continuam da mesma forma.
    Qual o valor hoje?
    R$ 10.
    Com R$ 15 o quilo, a senhora disse que quem come mais ou menos vai dar?
    A gente fez uma pesquisa que apontou que eles gastam em torno de R$ 7 e R$ 8 com alimentao. A gente supe que as pessoas que comem bastante comem em mdia meio quilo. Ento a gente imagina que tem uma margem, com bebida, que vai suficiente para que no haja um gasto maior do que o que hoje.
    J definiu o preo do estacionamento?
    Esse assunto a gente vai tratar amanh, mas o estacionamento para o servidor custa R$ 0,01 por ms.
    O objetivo amenizar o impacto dessa transferncia, dessa mudana para o servidor e sero vrias pessoas ajudando. Esse pessoal "Posso Ajudar" vai permanecer depois na Cidade Administrativa para ajudar o pblico que vai chegar?
    Durante um tempo e, alis, o tempo que for necessrio, esse pessoal vai continuar para poder ajudar. Talvez no numa escala de 90 pessoas, 100 pessoas de uma nica vez, mas durante todo o processo de mudana teremos receptivo sim, no s para os servidores, mas tambm para os visitantes para que eles sejam bem encaminhados assim que chegarem Cidade Administrativa.
    E a questo do transporte como fica?
    A gente separou esse tema para amanh. Hoje a gente est tratando do funcionamento e da mudana.
    E o Ncleo Gestor? J tem deputado falando que quer ser o coordenador desse ncleo. Quem que vai? Qual o perfil?
    Obviamente, quem vai definir isso o governador. um cargo em comisso, de recrutamento amplo, quem define esses cargos, eles so de livre nomeao e exonerao do governador, mas obviamente uma pessoa que tenha uma capacidade de tocar todo um complexo desse.
    Ali ser um sistema operacional muito grande, que vai requerer aes imediatas para que tudo seja atendido a tempo, a contento, ento, tem que ser uma pessoa que tenha esse perfil de lidar com vrios assuntos ao mesmo tempo, que seja gil, que seja dinmico, e tambm um pouco de um perfil operacional porque teremos l a necessidade de compras que sero feitas de uso comum, a fiscalizao dos nossos contratos.
    O governador j analisou isso e todos os nossos contratos, com os nossos fornecedores, eles so por indicadores de desempenho, por performance, ento temos que ter nesse ncleo gestor aquelas pessoas que vo acompanhar se aqueles servios esto sendo atendidos naqueles nveis de qualidade que ns estamos pretendendo.
    Uma outra coisa tambm que ns faremos o tempo todo pesquisas de avaliao com os prprios servidores com relao limpeza, com relao alimentao, com relao ao ambiente, ento o ncleo gestor, alm das questes operacionais e do funcionamento, vai ter que zelar tambm por esse conforto para que a gente garanta que toda essa modernidade que a gente est implantando l, de fato funcione.
    A Assembleia Legislativa j permitiu o Governo para alterar o horrio. Vocs j pensam em horrio corrido?
    O horrio corrido no descartado. A lei foi aprovada como uma forma de termos uma ao preventiva. Caso ns percebamos que haja algum desconforto do servidor, transtornos, problemas, a sim o horrio corrido poder vir a ser uma opo. Por enquanto, para esses dias ainda no tem nenhuma orientao, mas uma hiptese que no descartada.
    Secretria, a mudana comea agora dia 10. Simultaneamente nas primeiras secretarias?Ele comea no dia 13 na Secretaria de Planejamento e Gesto. Em seguida, se no me engano, no dia 13 a Secretaria de Governo, e no dia 15 na Secretaria de Planejamento e Gesto, em seguida no Gabinete Militar.
    O que no vai para a Cidade Administrativa? O que vai permanecer aqui no centro de Belo Horizonte?
    Em relao s unidades administrativas das secretarias, fundaes e autarquias, permanecem aqui aquelas que so de atendimento ao cidado. Ento, por exemplo, aqui na Secretaria de Planejamento e Gesto, a percia mdica, ela no ser transferida para a Cidade Administrativa porque o pblico dela no de servidor em atividade, so os servidores que j esto na inatividade. Ento no faz sentido prosseguir pra l. Todos esses locais, que so atendimento ao pblico, ao cidado, eles permanecem na regio central de Belo Horizonte.
    Somente isso?
    Somente.
    O sindicato alega que agora todo lanche vai ser pago, que eles no vo ter mais o po com manteiga e o caf. Isso fato? Como que vai ser a situao? Todo lanche vai ser realmente pago?
    Nada muda em relao ao que hoje. Se alguma secretaria distribui algum tipo de lanche, no h impedimento nenhum para que ela continue distribuindo. Ento, no h nenhuma mudana de processo, desse tipo de processo de trabalho.
    Quem recebe vale alimentao continua recebendo, quem recebe lanche continha recebendo, alm disso, em todos os andares, teremos mquinas de caf - caf gratuito para todo mundo, quem quiser vai conseguir ter um caf feito na hora, expresso, muito mais saboroso, certificado. Alm disso, as mquinas fornecem outros tipos de bebida, mas a, realmente elas so pagas.
    Quem quiser tomar um ch, um capuccino, um chocolate quente, ele tem que pagar. Mas o importante que no muda nada em relao ao processo, aos privilgios que o servidor j tem hoje.
    Eu gostaria que fosse explicada a situao das horas. Aquele esquema em que o sindicato fala existiria a possibilidade de trabalhar 6 horas.
    Agora, de imediato, para essa semana, para a prxima semana, ainda no fizemos essa previso.  Mas, obviamente, vamos comear a perceber os problemas a partir do dia 17, que ser o primeiro dia de trabalho. Ento, caso os servidores tenham problemas de deslocamento, de tempo, de horrio, que seja alguma coisa que cause algum tipo de transtorno, a mantemos a hiptese, sim, de implantar, durante esse ano de 2010, o horrio corrido.
    Gostaria que voc falasse agora sobre o cronograma de mudana, comea agora e vai at quando a transferncia de todos os servidores?
    O processo de mudana comea no dia 13 de fevereiro com a mudana da Secretaria de Planejamento e Gesto, da Secretaria de Governo e do Gabinete Militar do Governador. Na semana do dia 22 muda todo o Sistema de Meio Ambiente, Secretaria, com o IEF, Igam e Feam e mais no final de semana do dia 27 e 28 muda o Palcio e a Vice-Governadoria.
    A partir da, a sero 2.800 pessoas j habitando a Cidade Administrativa e a partir da at outubro ns teremos um processo gradativo de mudana de acordo com um cronograma que j foi distribudo, onde por ms vo mais cerca de 1.800, 2.000 pessoas.
    Agora a senhora falou de vrias estruturas que vo ser montadas l, lojas. Isso ainda no para um primeiro momento?
    No. Ns temos um centro de convivncia que vai funcionar como um shopping, a nossa expectativa que ele seja inaugurado em abril, mas que ns j possamos antecipar o funcionamento de algumas lojas a partir de maro, principalmente aquelas que so de alimentao para que os servidores e as pessoas que vo at a Cidade Administrativa tenham mais opes de variedades de refeies.
    Vai haver gerao de empregos?
    Com certeza, porque para voc ter uma ideia ns estamos falando de um shopping, onde ele vai ter capacidade para fornecer 8.000 refeies por dia, ento com certeza tero que ser contratadas pessoas para estarem ali trabalhando. Como eu disse, ns teremos l lojas, teremos salo de beleza, teremos servios de manuteno, de lavanderia, de agncias de viagens, ento dando at oportunidades a vrias outras lojas de comrcio abrirem suas filiais no centro de convivncia da Cidade.
    O Sindicato alega que l no entorno tem pouca estrutura. S isso ser suficiente ou os servidores vo ficar um pouco refm desse shopping ou dessas lojas?
    Olha a nossa expectativa que em um trabalho que est sendo feito em conjunto entre a prefeitura e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econmico, ns teremos uma dinamizao muito rpida do entorno da Cidade Administrativa. Recentemente, o prefeito mesmo me disse que j h uma srie de demandas para que se possa construir shoppings, hotis, restaurantes.
    Ento, eu acredito que um caminho natural. mais ou menos como quando foi feita a Pampulha, aqui, em Belo Horizonte. Naquele momento no existia nada naquela regio, eu me lembro que quando a Fundao Joo Pinheiro foi para a Pampulha, parecia que as pessoas que trabalhavam l estavam indo para outro mundo.
    Ningum queria fazer reunio l, eles que tinham que se deslocar para o Centro da cidade e hoje j est perto, tem vrias opes de alimentao, de cursos de ingls, de academia. A nossa expectativa que o prprio setor de manifeste e comeo a se desenvolver no entorno.
    Secretria sobre as licitaes dessas empresas que estaro na parte de alimentao da Cidade Administrativa.
    Ns contratamos, ns fizemos uma licitao onde ns contratamos um gestor de um shopping. O Estado no quer e nem obrigao do Estado ficar administrando lojas, nem restaurantes. Ento como qualquer shopping faz, ns contratamos esse gestor e ele que vai administrar. Todo o contato com os lojistas com esse gestor e ns simplesmente avaliamos a prestao do servio e tambm, em ltima instncia, ns damos o aval nas lojas que esto indo para o centro de convivncia.
    Isso acontece com os outros setores tambm, com as outras prestaes de servio?
    No. As outras prestaes ns fizemos um contrato direto, como por exemplo, o servio de fretamento de nibus, do restaurante self-service e o de buffet tambm foi uma contratao direta. S na parte de shopping que, realmente, ns entendemos, realmente, em um assunto que foi debatido com o Ministrio Pblico, que no obrigao do Estado administrar lojas. Ns temos obrigao de ofertar os servios para os servidores e as pessoas que ali estiverem e no administr-los diretamente.
    E as desapropriaes dos locais j esto todas?
    J esto todas. Ns j temos a licena para ocupao. Est tudo previsto dentro do cronograma, perfeitamente, normal.
    A questo do Ncleo Gestor ainda precisa ser aprovada. Nesse primeiro momento como vai ser feito esse atendimento?
    Ns mesmo que faremos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 10, 2010

    CULTURA.

                                                          Plenrio j pode analisar alterao
                                                             do Fundo Estadual de Cultura

    A proposio que altera a lei que criou o Fundo Estadual de Cultura (FEC) est pronta para ser discutida e votada pelo Plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em 1 turno. O Projeto de Lei (PL) 3.855/09, que trata do assunto, passou pela Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria nesta quarta-feira (10/2/10).
    Entre as mudanas que esto em anlise pela ALMG, destacam-se a ampliao do prazo mximo para a concesso de financiamentos e do rol de beneficirios, permitindo que qualquer pessoa que desenvolva projetos relacionados ao setor artstico-cultural possa obter recursos; e a determinao de que a Secretaria Estadual de Cultura seja o rgo responsvel por todas as etapas da liberao da verba do fundo.
    O PL 3.855/09 foi relatado pelo deputado Lafayette de Andrada (PSDB), que opinou por sua aprovao na forma do substitutivo n 1, da Comisso de Constituio e Justia (CCJ). O projeto altera a Lei 15.975, de 2006, que criou o FEC, para adequ-la Lei Complementar 91, de 2006, que trata da instituio, gesto e extino de fundos estaduais. Para isso, o texto original modifica os artigos 2, 4, 5, 7, 8 e 11 da lei. J o substitutivo n 1, alm dessas mudanas, prope alterar tambm os artigos 3 e 6 da norma.
                                       Confira as mudanas previstas no projeto e no substitutivo
    * ser de 12 anos contados da publicao da futura lei o prazo mximo para a concesso de financiamento ou liberao de recursos do FEC. Esse prazo poder ser prorrogado por ato do Poder Executivo, por uma nica vez, pelo perodo mximo de quatro anos (d nova redao para o artigo 2 da lei). Hoje, a norma fixa o prazo em 12 anos contados da data de sua publicao (12 de janeiro de 2006), ou seja, 2018, e autoriza a prorrogao por igual perodo.
    * ampliado o rol de beneficirios, permitindo-se que qualquer pessoa - fsica ou jurdica - que desenvolva projetos relacionados ao setor artstico-cultural e atenda aos demais requisitos estabelecidos em lei possa obter recursos. Inicialmente, apenas pessoas jurdicas de direito privado e entidades de direito pblico de natureza artstica e cultural poderiam pleitear as operaes do fundo (retira do caput do artigo 3 a expresso "de natureza artstica ou cultural").
    * modificao do percentual de uma das fontes de recursos do fundo (nova redao para o inciso I do artigo 4). Ainda com relao ao artigo 4, o substitutivo repete a determinao da lei atual segundo a qual o supervit financeiro do FEC, apurado ao trmino de cada exerccio fiscal, ser mantido em seu patrimnio e poder ser utilizado nos exerccios seguintes, mas faculta a sua transferncia. O substitutivo acrescenta que os recursos podero ser destinados no apenas a financiamentos reembolsveis, mas tambm a financiamentos no reembolsveis.
    * o prazo de durao do fundo ser indeterminado, segundo o substitutivo (altera o caput do artigo 5 da lei). O projeto original no tratava do prazo de durao.
    Tambm na nova redao proposta para o artigo 5, o projeto estabelece as funes a serem desempenhadas pelo FEC, conforme a lei geral dos fundos: programtica, que consiste na liberao de recursos no reembolsveis para entidade de direito pblico ou pessoa jurdica de direito privado sem fins lucrativos, para pagar despesas de consultoria
    ou reembolsar custos de empreendimentos, programas, projetos ou aes de natureza artstica ou cultural; de financiamento, cujos recursos sero destinados realizao de investimentos fixos e mistos, inclusive aquisio de equipamentos, e elaborao de projetos que visem criao, produo, preservao e divulgao de bens e manifestaes culturais no Estado.
    * explicitao da forma pela qual ser mencionado o apoio dado pelo FEC aos projetos culturais, diferenciando patrocnio de apoio e estabelecendo a exigncia da logomarca do fundo no material de divulgao (altera o pargrafo 3 do artigo 6 da lei). Hoje, a lei fala apenas de apoio e no menciona a logomarca.
    * determinao de que a Secretaria de Estado da Cultura seja o rgo gestor e o agente executor do fundo, sendo responsvel por todas as etapas da liberao dos recursos (altera o artigo 7). Hoje, a lei estabelece que a Secretaria apenas o rgo gestor. Em comparao com o projeto original, o substitutivo limita as competncias da Secretaria funo de liberar os recursos de forma no reembolsvel.
    * o agente financeiro do fundo, exclusivamente para a funo de financiamento, ser o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), que atuar como mandatrio do Estado para a contratao dos financiamentos e para a cobrana dos crditos concedidos em todas as instncias (altera o artigo 8).
    * determinao de que as competncias do grupo coordenador so aquelas estabelecidas no inciso IV do artigo 9 da lei geral dos fundos (modifica a redao do pargrafo 3 do artigo 11).
     
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 9, 2010

    Nas mos do presidente Lula...

                                                            MUDANAS NOS CORREIOS. 
                                                     O ministro Hlio Costa quer mudanas
                                                 na estrutura administrativa dos CORREIOS.
                                                 Proposta foi apresentada ao presidente Lula.
                                                                      Confira detalhes.

                  

                                                               "Estamos propondo a mudana
                                              porque estamos perdendo cerca de R$ 400 milhes
                                                                 de correspondncias por ano
                                                 que so entregues normalmente pelos Correios,
                               uma vez que a modernizao dos sistemas de comunicao eletrnica
                                                    tm custado aos Correios clientes importantes",
                                                    disse o ministro ao final da reunio com Lula


    Uma minuta do texto de medida provisria (MP) que visa promover a reestruturao e modernizao da estrutura administrativa da Empresa Brasileira de Correios foi apresentada nesta segunda-feira ao presidente Luiz Incio Lula da Silva  pelo ministro das Comunicaes, Hlio Costa. A previso do ministro de a MP seja assinada pelo presidente ainda neste ms e entre em vigor at o final do ano.
    Com a proposta, disse o ministro, a ideia de que a receita dos Correios, hoje em R$ 12,5 bilhes por ano, cresa algo em torno de 50% no prazo de um ano e meio. De acordo com Hlio Costa, a proposta apresentada ao presidente muda o regime jurdico dos Correios, que deixaria de ser uma empresa pblica de direito privado para torna-se uma empresa de sociedade annima de capital fechado.
    "Estamos propondo a mudana porque estamos perdendo cerca de R$ 400 milhes de correspondncias por ano que so entregues normalmente pelos Correios, uma vez que a modernizao dos sistemas de comunicao eletrnica tm custado aos Correios clientes importantes", disse o ministro ao final da reunio com Lula.
    Uma das mudanas previstas, a possibilidade das agncias dos Correios venderem, seguros e recarga de celular, que hoje so proibidas. "Temos que modernizar a empresa para recuperar os clientes, aumentar nossa receita anual, caso contrrio, os Correios esto fadados, em dois anos, a ser uma carga pesada para o governo", alertou o ministro.
    Outra alterao prevista na proposta, de acordo com o Hlio Costa, a possibilidade de os Correios atuarem no exterior. "Nesse momento no temos essa capacidade. Hoje, somos os principais consultores dos correios latino-americanos e, no entanto, no podemos ter atuao no exterior".
    Segundo ele, a proposta vai permitir que a empresa tenha uma atuao "mais presente" principalmente na captao de remessas de valores dos brasileiros que moram foram do pas, que chegam, por ano, a US$ 6 bilhes.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 9, 2010

    Assemblia de Minas sai na frente, de olho no futuro.

                                                       Painel debateu impactos da tecnologia
                                                                             na democracia

    Especialistas em Cincia Poltica, Comunicao e Polticas Pblicas abordaram os impactos da tecnologia no processo democrtico moderno, com destaque para as casas legislativas, durante o painel "As tecnologias da informao e comunicao a servio da democracia", realizado nesta tera-feira (9/2/10), no Plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.
    O doutor em Cincias da Comunicao da USP, jornalista e professor da Faculdade Casper Lbero, Caio Tlio Costa, destacou que est em curso uma mudana estrutural nas comunicaes no Brasil e no mundo, que vem impactando diretamente na forma de se fazer poltica, principalmente nos parlamentos.
    Ele aponta que os conceitos hoje so lquidos e se adaptam ao momento, ao contrrio do que aconteceu em outras geraes quando a tradio prevalecia na sociedade. "Quem conduz a poltica hoje a mdia, especialmente pela disperso dos indivduos provocada pelas vrias formas de consumo da comunicao", disse. Em sua fala, Caio Tlio Costa ainda citou exemplos dessa mudana estrutural motivada pelas novas mdias em todo o mundo, e falou sobre os desafios trazidos por essa revoluo.
    " preciso levar em conta as redes sociais, a diversidade cultural e a inexperincia do indivduo-reprter e dos cidados-reprteres que contam com um imenso poder de mdia nas mos", afirmou.
    O mestre em Cincia Poltica e doutor em Desenvolvimento Econmico da Unicamp, Srgio Soares Braga, pautou-se pelos websites parlamentares e sua contribuio para agregar valor atividade nas assembleias, bem como na aproximao do parlamento com os cidados. Para ele, h uma tendncia para que a democracia se torne mais participativa, oferecendo mais espaos para deliberao.
    "Os websites agregam valor s funes parlamentares da transparncia, educao poltica e legitimao institucional", disse.
    E-democracia - Finalmente, o mestre em Polticas Pblicas da Universidade de Londres, Cristiano Ferri de Faria, falou sobre o que conceitua como e-democracia. Segundo ele, a tecnologia, hoje, impacta diretamente na transparncia dos parlamentos, nos processo eleitorais, na formulao das leis, nas atividades comunitrias e na mobilizao social.
    "Como vantagens, o processo traz mais participao, legitimidade, qualidade na deliberao e transparncia poltica. Como novidade, oferece a informao de forma no linear, atemporal, granular e por meio de novas interfaces", concluiu.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 9, 2010

    Z ALENCAR visitou o governador de Minas no Palcio das Mangabeiras, aqui em BH. Acio convidou Alencar para a inaugurao do Palcio da Cidade Administrativa Tancredo Neves, marcada para dia 4 de maro. NO DEU OUTRA: o encontro acirrou as especulaes em relao sucesso de Acio. De uma fonte da intimidade do vice-presidente, ontem noite no Palcio das Artes, aonde ele foi prestigiar a posse do novo presidente da OAB Minas, Luiz Claudio Chaves: " impressionante o entusiasmo dele - Alencar - em relao "possibilidade" de se candidatar ao governo de Minas." DETALHE: l pelas tantas ouvi uma pergunta: mas se o Z Alencar pode ser candidato a governador, por que no pode ser candidato sucesso do presidente Lula? E a?

    Wellington Pedro/Imprensa MG
                  Acio Neves e Jos Alencar durante encontro no Palcio das Mangabeiras

    O governador Acio Neves se reuniu com o vice-presidente da Repblica, Jos Alencar, nesta segunda-feira (8), no Palcio das Mangabeiras. Durante o encontro, o governador convidou o vice-presidente para participar da inaugurao da Cidade Administrativa de Minas Gerais, marcada para 4 de maro.
    O conjunto de prdios, localizado na regio Norte de Belo Horizonte, abrigar todas as secretarias de Estado e rgos pblicos da administrao direta do Governo de Minas.
    "Eu sempre fui um entusiasta daquela obra e falei mesmo com o governador Acio que temos Minas antes e depois dela.
    Ela vai trazer um novo tempo, no s para Belo Horizonte, mas para Minas, porque aquilo uma obra, realmente, altura de quem deseja oferecer condies para governar direito um estado dessa magnitude", destacou o vice-presidente, aps a reunio.
    Jos Alencar ressaltou que a escolha da regio Norte de Belo Horizonte para a instalao da Cidade Administrativa foi um acerto porque vai promover o crescimento de uma importante regio da Regio Metropolitana da capital.
    "Ir representar a abertura para o crescimento da cidade em uma rea espetacular, em direo aos aeroportos, o que tambm muito importante para Minas Gerais", ressaltou.
    Transferncia
    A mudana fsica das primeiras secretarias que sero transferidas para a Cidade Administrativa comear neste sbado (13). A partir do dia 22 de fevereiro, os primeiros servidores transferidos j estaro trabalhando nas novas instalaes. O cronograma prev que, mensalmente, at outubro, entre 1.800 e 1.900 servidores sero transferidos para a Cidade Administrativa, totalizando, ao final, 16 mil pessoas.
    Alm de garantir mais conforto e melhores condies de trabalho para o funcionalismo, a concentrao em um mesmo espao de 18 secretrias e 25 rgos ir proporcional economia de R$ 92 milhes aos cofres do Estado, que ser propiciada em funo de menores gastos com servios como telefonia e transporte e, especialmente, com aluguis.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 9, 2010

    Esporte no MUNDO CORPORATIVO.

    Challenge IT cria Clube de Corrida
    para oferecer qualidade de vida
    aos funcionrios
    e integrar o time



                                Em parceria com a BH Race funcionrios tero planilhas individuais
                              com acompanhamento contnuo e personalizado, incluindo nutricionista
    O esporte e o mundo corporativo, embora possam parecer antagnicos, se observados mais atentamente surpreendem pelas sinergias e semelhanas. Por exemplo, ambos impem ao ser humano metas, desafios, resiliencia, disciplina, pacincia e determinao. Apostando nisso e buscando proporcionar aos funcionrios qualidade de vida e ao mesmo tempo um canal de socializao e integrao da equipe, a empresa mineira da rea de Tecnologia (softwares) Challenge Innovative Technologies (Challenge IT  www.challengeit.com.br ) acaba de criar o Clube de Corrida Challenge.
    "Mens sana in corpore sano  Uma mente s num corpo so", j pregava o poeta romano Juvenal, lembra o CEO da Challenge IT, Mrcio Sete, 27 anos, praticante de vrias modalidades esportivas desde a infncia. "A prtica esportiva me ensinou muitas coisas e ajudou a moldar meu carter, o ser humano e o empresrio que sou hoje. Quero compartilhar todos esses benefcios, incluindo sade e qualidade de vida, com os meus funcionrios. O Clube de Corrida da Challenge IT foi criado por convico, no por modismo ou mera ao marketeira sem maior sustentao", explica o empresrio.
    Criado em parceria com a BH Race Assessoria Esportiva, o Clube de Corrida vai oferecer acompanhamento e treinamento personalizados a cada funcionrio, com planilhas individuais e prticas adequadas ao perfil e objetivos de cada colaborador. A iniciativa teve incio nesta ltima segunda-feira, 18, com entrevistas e testes monitorados individuais na Praa da Liberdade, supervisionados por profissionais da BH Race. A partir da avaliao das fichas, dos resultados dos testes e dos objetivos de cada funcionrio, sero montados programas customizados de prtica esportiva, que contemplaro exerccios para melhorar o condicionamento fsico, caminhadas e corridas individuais e coletivas. Numa fase posterior, o Clube de Corrida Challenge vai passar a participar das provas oficiais que fazem parte do calendrio de corridas de rua da capital mineira.

                                          Programa incluir nutricionistas e alimentao saudvel
    Todo o treinamento fsico dos funcionrio ser conciliado tambm com uma alimentao corretamente balanceada, por meio da assessoria tcnica da clinica de nutrio Naturally, tambm parceira do projeto. "A Challenge IT preocupa-se com os aspectos emocionais, fsicos e intelectuais dos seus colaboradores.
    Queremos romper com o paradigma equivocado de que empresas de TI necessariamente so sempre compostas por funcionrios workaholic, de vida sedentria, que dormem mal, se alimentam mal e no tm a menor preocupao com qualidade de vida.
    Estamos inovando e provando que podemos ser os melhores no que fazemos, sem abrir mo de uma vida saudvel e feliz", desafia Mrcio Sete. Todos esses benefcios que o Clube de Corrida incorpora esto sendo oferecidos aos funcionrios sem qualquer nus, ou seja, realmente um benefcio, numa iniciativa que partiu da prpria empresa. Outro ponto importante no programa que haver reavaliaes mensais, tanto fsica quanto nutricional, para saber como cada funcionrio est evoluindo.
    "Apesar de respeitar e montar o programa de forma individual, haver sempre, de forma alternada, programas coletivos. Os contatos entre os membros das equipes durante os treinos acabam estreitando tambm as relaes interpessoais no ambiente corporativo, contribuindo para melhorar produtividade, tornar mais agradvel o clima organizacional e gerar uma cumplicidade sadia em busca de resultados e objetivos comuns", conclui o CEO da Challenge IT.
    Foto: Equipe do Clube de Corrida da Challenge IT, assessorada pela BH Race, faz sua primeira participao na prova "Circuito do Sol", que aconteceu no ltimo dia 24 de janeiro, na Lagoa da Pampulha. 

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 8, 2010

    FIQUE ANTENADO ! - por Eduardo Amaral



    Super? No. mega!


    O Supebowl 44 foi disputado na noite deste domingo, no Sun Life Stadium, em Miami. O New Orleans Saints venceu o titulo em cima do Indianapolis Colts. Cinco anos aps ver sua cidade destruda pelo furaco Katrina. Mas o que impressiona e a organizao do evento. Um show literalmente, que organizado no intervalo do jogo, onde um palco montado no meio de campo e desmontado em poucos minutos, isso sem estragar o gramado.
    O show desse Superbowl foi a banda The Who.



    Com o intervalo mais caro do mundo. 30 segundos chegam a custar 3 milhes de dlares, os comerciais so uma atrao a parte. Super produes feitas especialmente para o superbowl, com grandes anunciantes como Coca-Cola, budweiser, bridgestone, google e outras. Para quem quiser conferir todos os comercias ai vai o link. http://www.youtube.com/user/adblitz.

    Para ilustrar o comercial da Coca-Cola e do Google. Muito bom. 

    A prxima edio que vai acontecer no dia 6 de fevereiro de 2011, sera disputada no Estdio do Dallas Cowboys. Projetado pela empresa de arquitetura HKS Sports & Entertainment Group, com sede em Dallas, a mega construo custou cerca de US$ 1,15 bilhes e possui capacidade para 80 mil torcedores podendo chegar at 100 mil, ocupando uma rea de 915 mil metros quadrados (aproximadamente oito vezes mais que o complexo do Maracan com 195 mil metros quadrados).


    Uma das grandes novidades dessa monumental construo o maior HDTV do mundo instalado no teto, com duas telas, uma em cada lado do campo, pesando 600 toneladas e medindo 49x22 metros. Cada uma tem 10,5 milhes de LEDs e quando os replays so exibidos, eles automaticamente entram em cmera lenta.
    Veja o site do estdio. http://stadium.dallascowboys.com/




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 7, 2010

    Assista!!!

                                                             Hoje domingo - s 22 horas 
                                                       e nessa segunda-feira - s 13h30m:
                                                           Programa "Joo Carlos Amaral".

                                                                Neste domingo 22 horas 
                                                                  na TV REDE SUPER 
                                                                canal 23 na NET em BH.

                                                     
                                                             Secretrio de Segurana de BH,
                                                                       coronel BICALHO


        O entrevistado deste domingo 
      no meu "Programa Joo Carlos Entrevista" 
      o Secretrio de Segurana Urbana de BH, 
      coronel Bicalho.
     Fala sobre a Guarda Municipal 
    e suas novas atribuies na fiscalizao
          do trnsito da capital 
          E da guerra contra os pichadores.

     

    O "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista"
     vai ao ar na TV  REDE SUPER,
    canal 23 da NET,
     todo domingo s 22 horas,
    com reprise s segundas-feiras s 13h30m.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 7, 2010

    Sucesso Mineira. Como disse o sbio Tancredo Neves: Poltica no para amador. Em Minas ento... tudo parecia caminhar dentro do figurino, quando de repente, aparece o nome do vice Z Alencar para complicar o quadro. DVIDA: candidato a governador? No ? * Decifra-me ou te devoro!!! Enquanto isso, o lder das pesquisas ao Palcio da Liberdade, ministro e senador Hlio Costa vai costurando, com pacincia, apoios ao nome dele. um jogo de muita pacincia, persistncia, foco no objetivo e ouvir, ouvir e ouvir... momento de ficar rouco de tanto ouvir!!! Recomenda a sapincia de quem mora aqui entre as montanhas.





            








    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, disse que caber base aliada definir o nome do candidato ao governo de Minas Gerais. O ministro j anunciou que pretende concorrer ao cargo como candidato do PMDB, mas, no meio poltico, comea a tomar corpo uma possvel candidatura do vice-presidente, Jos Alencar, ao governo mineiro.
    "O PMDB sempre advogou pela indicao do candidato a governador de Minas. Isso deve partir de amplo entendimento de partidos da base. muito bem-vinda a proposta que Jos Alencar se integre a esse grupo de pr-candidatos", disse. "Se ele for candidato, quero ser o mais importante cabo eleitoral".
    Costa ponderou, no entanto, que se cogita a candidatura de Alencar a senador. "Entendo que o vice , neste momento, est no Senado. Qualquer manifestao de uma candidatura tem de ser discutida pela base aliada", ressaltou.
    O ministro esteve sbado(6) na Conveno Nacional do PMDB e reafirmou o apoio a uma possvel candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, Presidncia da Repblica, tendo como vice o presidente do partido, Michel Temer.
    "O vice da Dilma Michel Temer, que recebeu meu apoio e do PMDB. Mas essa uma posio que s ser tomada l frente. No compete a candidato a vice anunciar candidatura, tem que ser lanado", lembrou.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Fevereiro 7, 2010

    FUTURO DA ASSEMBLIA DE MINAS. Quase 2 mil responderam o que pensam e o que esperam do Poder Legislativo de Minas.

                              
                                                    Projeto estratgico colocado em prtica
                                           pelo presidente,deputado Alberto Pinto Coelho, PP

    A pesquisa de opinio realizada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais com a sociedade, encerrada neste domingo (31/1/10), foi acessada por 2.894 pessoas, das quais 1.834 responderam ao questionrio, o equivalente a 63,4% do total. O objetivo da enquete foi ouvir o cidado mineiro sobre o que pensa e o que espera do Poder Legislativo para a prxima dcada. Ela faz parte do processo de planejamento estratgico que a ALMG est elaborando para balizar a atuao da Casa at 2020.
    Outra pesquisa eletrnica tambm foi realizada com servidores. Os deputados foram ouvidos em entrevistas presenciais. J especialistas e personalidades de diferentes reas foram ouvidos em entrevistas qualitativas. O processo de planejamento estratgico foi lanado pelo presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP) em 28 de outubro de 2009. O trabalho est sendo desenvolvido pela Assembleia com o apoio da Macroplan - Prospectiva, Estratgia & Gesto, empresa de consultoria tcnica especializada.
    As respostas aos questionrios interno e externo, as pesquisas qualitativas, a anlise de documentos, a avaliao de boas prticas de outras instituies, entre outras atividades, vo subsidiar a definio de diretrizes poltico-institucionais do Legislativo, sob o princpio "A Assembleia que queremos ser em 2020".


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Fevereiro 6, 2010

    Bacalhoada do Matusalm. E at o final de maro ele promete o FESTIVAL GRECO no restaurante dele na Pampulha, aqui e BH. Fique atento!!!

    Degustei hoje uma bacalhoada de dar gua na boca de qualquer gajo. Temperos deliciosos e equilibrados usados pelo chefe mineiro Matusalm Gonzaga - com tempero baiano, do Pelourinho aonde fez estria.
    Ele, sempre simptico e eficiente circulava de mesa e mesa, dando ateno particularidade a cada cliente, de acordo com seu perfil.
    De imediato, enquanto degustava o bacalhau moda Matusalm, me lembre i de trecho do livro que estou lendo - EMOTIONOMICS do americano Dan Hill "por que o sentimento dos cleintes pela sua marca, determina o sucesso de seu negcio".
    Intuitivamente Matusalm aplica a frmula: ateno, ouvir sempre, elogiar e ler nos rostos, se eles confirmam o que racionamente sai pela boca do cliente.
    Numa mesa ao nosso lado o radialista de futebol, Afonso Alberto, se derretia de felicidade saboreando a bacalhoada junto a mulher o filho.  

                                O curriculo gastronmico dos irmos Matusalm e Osas Gonzaga
                                se avoluma a cada dia que degustamos os pratos prepados por eles.
                                        Abaixo foto publicada pela Revista Viver Brasil de BH
                                                            de um dos pratos preparados 
                                            em um  dos vrios festivais e recepes especiais 
                                                          aonde a marca deles comparece.

                                        
                                                     Os irmos Osas e Matusalm Gonzaga.
                                                         Osas trabalha mais nos bastidores. 
                                                          Matusalm o chef com estilo RP,
                                               a alma do restaurante Matusalm na Pampulha,
                                                                             aqui em BH.
                                                             www.restaurantematusalem.com.br




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 5, 2010

    FIQUE ANTENADO ! - por Eduardo Amaral

    Video feito pela AgnciaClick para mostrar a fora das redes sociais no Brasil.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 5, 2010

    S faltava essa: galxia com RABO...

    A fotografia da Pequena Nuvem de Magalhes mostra o corpo principal da galxia ( esq.), com uma cauda que se estende para a direita Foto: Nasa/Divulgao 
                                                 
                                                   A fotografia da Pequena Nuvem de Magalhes
                                                       mostra o corpo principal da galxia ( esq.),
                                                                           com uma cauda
                                                                   que se estende para a direita
                                                                         (regio avermelhada)
                                                                     Foto: Nasa/Divulgao.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 5, 2010

    Governador Acio Neves vai inaugurar Estao de Tratamento de Esgoto em Montes Claros dia 9, tera-feira. Investimento da Copasa na ETE de MOC foi de cerca de 100 milhes de reais.

                                                   
       

                                                                Prefeito Luiz Tadeu Leite
                                                          vai receber o governador Acio
                                                                   na tera-feira, dia 9,
                                                                    em Montes Claros.

    A inaugurao da Estao de Tratamento de Esgoto (ETE) da Copasa, prevista para a prxima tera-feira, 9, com as presenas do governador Acio Neves e do prefeito Luiz Tadeu Leite, aguardada com muita expectativa pela Secretaria Municipal de Agropecuria e Abastecimento.
    A obra pode representar a recuperao dos rios Vieiras e Verde Grande, a principal bacia hidrogrfica da regio e afluente do Rio So Francisco. Na manh de quarta-feira, 3, tcnicos e futuros engenheiros ambientais, estagirios da Secretaria visitaram a obra.
    A Estao formada por um conjunto de prdios e mquinas que ocupa cerca de 20 mil metros quadrados de uma rea de 26 hectares, adquirida pela Copasa, na regio do Distrito Industrial.
    A ETE vai tratar o esgoto sanitrio de Montes Claros, que at hoje despejado no Vieiras e chega ao Verde Grande, poluindo e inviabilizando grande extenso do rio. Um prejuzo para reas de irrigao e populao ribeirinha.
    Segundo o engenheiro da Copasa, Vilson Jos Amorim, este problema comea a ser resolvido a partir do prximo dia 9, quando a estao entra definitivamente em funcionamento. Os ltimos testes com as bombas foram feitos quinta-feira, 4, e o sistema funcionou como esperado.
    "Mas os resultados positivos da ETE para os rios Vieiras e Verde Grande demoraro ainda cerca de quatro a cinco meses para serem sentidos. Este o tempo necessrio para que a nova realidade, ausncia de emisso de esgoto sanitrio, seja totalmente assimilada pela natureza", destacou.
    A Estao de Tratamento tem capacidade para receber 500 litros de esgoto por segundo, fazer o tratamento e devolver aos rios gua com pureza que pode chegar a at 98%. "Para se ter uma idia do que isso significa, este o padro exigido para as guas destinadas ao lazer das pessoas", explicou o engenheiro.
    Alm de livrar os rios das emisses de esgoto, a ETE produzir gs e um composto orgnico que poder ser utilizado como adubo pelos agricultores de Montes Claros.
    A Estao de Tratamento de Esgoto foi concebida para atender Montes Claros por um perodo de 25 anos. A partir da, ser necessria uma ampliao. A rea para isso j est disponvel e a estrutura atual da ETE, preparada para ser integrada nova realidade.
    "Os recursos que possibilitaram a estao esto na casa dos R$ 100 milhes", disse o engenheiro Vilson Jos de Amorim. "Mas o que ela vai fazer pelo meio ambiente no tem preo", destacou Luiz Guilherme Cmara, tcnico da Secretaria Municipal de Agropecuria e Abastecimento e presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema).
    MATAS CILIARES O secretrio de Agropecuria, Roberto Mauro Amaral, informou que a nova realidade do Vieiras e do Verde Grande, proporcionada pela ETE, precisa ser reforada por aes que ajudem a recuperar os rios em outra parte crtica: a revitalizao das matas ciliares, bastante castigadas.
    "Estamos estudando vrias possibilidades de reforar esse trabalho, inclusive com a criao de incentivos para os produtores. Neste sentido, entraremos em contato com outras prefeituras, para que possam somar nos esforos.
    Os rios so indispensveis. O Verde Grande de fundamental importncia para a economia regional e fonte de abastecimento para milhares de pessoas", destacou


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Fevereiro 5, 2010

    ARTIGO ESPECIAL do empresrio Srgio Cavaleiri, enviado ao nosso BLOG pela assessoria da ADCE, entidade que ele preside em Minas. Vale conferir.

                                                            

                                                                           "Agenda tica" 

                                                                          Srgio Cavalieri
                                                                 presidente da Associao
                                                                      de Dirigentes Cristos
                                                               de Empresas de Minas Gerais

    Passada a fase mais aguda da crise financeira e econmica internacional, lderes polticos e empresariais apressam-se em apresentar as perspectivas para o ano que est comeando.
    So previses otimistas: a economia voltar crescer, no mundo, no Brasil e tambm em Minas Gerais, a taxas iguais e at superiores s registradas no perodo pr-crise.
    Significa que teremos mais investimentos, mais produo, maior gerao de riqueza e renda, mais empregos.
    um cenrio alentador, mas revela uma abordagem mope na medida em que omite uma varivel fundamental na agenda de 2010 a questo tica que, necessariamente, precisa avanar junto com as atividades poltica e com o crescimento econmico.
    Lamentavelmente, nos ltimos anos o Brasil tem se revelado prdigo em e xemplos pouco edificantes, dos quais o "Mensalo do Arruda" apenas a face mais recente, denunciando absoluta falta de compromisso com princpios e valores que devem nortear relaes sadias entre os diversos segmentos da sociedade.
    um desafio enveredar neste tema, sobre o qual muito se tem escrito e falado.
    Assumo o risco de faz-lo, com a crena de que o comportamento e a postura dos nossos lderes na poltica, na economia e na sociedade que moldam o mundo que estamos construindo e que desejamos tico, sustentvel e comprometido com as geraes futuras.
    O que temos hoje no modelo a ser seguido: posies de liderana so ocupadas por pessoas desprovidas de condies mnimas para exerc-los, na maioria das vezes pela absoluta ausncia de valores, princpios e compromisso com a tica.
    So pessoas que "esto se lixando" para a opinio pblica. Isso precisa mudar.
    Independentemente do pas, da religio, da cultura e da posio hierrquica, as principais caractersticas de um lder devem ser a sua retido, sua atitude comprometida com a verdade, com a justia, com o desejo de servir e de inspirar pessoas para o rumo correto e tico, edificando uma comunidade embasada em fundamentos slidos, ordeira, respeitosa e que cresa e evolua alicerada no bem e no amor ao prximo.
    Este o alerta que nos faz o livro "Liderana baseada em Valores", recentemente lanado pelo casal de professores Marco Tlio Zanini e Carmen Migueles, da Fundao Dom Cabral, com a participa&ccedi l;o de um grupo de pensadores, acadmicos, executivos e empresrios do qual tive a honra de participar.
    Indignados diante da desastrosa postura dos nossos atuais lderes claro, h excees -, os autores cumprem o objetivo de mostrar o que a sociedade espera deles, bem como os princpios e valores sobre os quais devem fundamentar sua atuao.
    O livro tem o propsito de mostrar que as profundas transformaes sociais das ltimas dcadas romperam vnculos com o passado sem criar novos e quebraram paradigmas sem estabelecer sucedneos.
    Enfim, desorganizaram as instituies e as empresas, trazendo incertezas sobre os caminhos a seguir. Neste vcuo, muitos lderes tm fraquejado diante das tentaes.
    Nos momentos mais crticos, justificam suas decis ;es e aes com um relativismo sem precedentes, em um vale tudo interpretativo, seguindo maus exemplos de outros que os antecederam.
    Predomina a ambio desmesurada e o egosmo extremado, ultrapassam-se limites e regras da boa convivncia, rompendo o princpio mais importante para o desenvolvimento das pessoas, das instituies e da sociedade: a confiana.
    Neste ambiente marcado por tantas mudanas tecnolgicas, comportamentais e culturais, hora de construir novos paradigmas, com a conscincia de que o que ancora a sociedade e assegura solidez e perenidade s relaes so os princpios e valores.
    So eles a bssola que indica o norte verdadeiro, motiva as pessoas, d significado existncia humana, fazendo com que os indivduos se sintam inseridos no processo de const ruo de uma nova realidade, permitindo que ajam de maneira independente, mas interdependente, e de forma responsvel.
    Esta a mensagem central do livro Liderana baseada em Valores, que guarda total alinhamento de idias com a Associao de Dirigentes Cristos de Empresas de Minas Gerai ADCE.
    Na poltica, no mundo empresarial e em todas as reas da sociedade, precisamos de lderes que se empenhem em construir uma sociedade do bem.
    Os lderes que queremos devem abandonar o atalho da esperteza, da desonestidade, da corrupo, das vantagens obtidas, por exemplo, com as doaes ilegais de campanha e com os servios superfaturados.
    A sociedade civil organizada est cada vez menos tolerante com esses esquemas e conchavos.
    Entendemos, na ADCE, que a moderna liderana empresar ial deve ser inspiradora e atuar segundo princpios cristos.
    , tambm, o entendimento do livro dos professores Zanini e Migueles, que apresentam um novo perfil de liderana, que no mais apenas tecnicista, mas busca sensibilizar e mobilizar seus liderados para uma participao espontnea, solidria e tica.
    Neste ano de 2010, to importante e de tantas expectativas em funo da retomada do crescimento da economia e das eleies presidenciais, para governos estaduais, Congresso Nacional e parlamentos estaduais, o Brasil precisa, como nunca, de grandes lderes empresariais e de grandes estadistas.
    Enfim, precisa de lderes que entendam as verdadeiras aspiraes da nova sociedade e dos novos homens que habitam as empresas e o nosso pas.
    Fonte: Jornal Estado de Minas, Caderno Opinio 23.01.2010


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 4, 2010

    Fala governador!!! Acio voltou a jogar gua fria na preteno de Serra t-lo como vice: "NO. NO COGITO ESSA POSSIBILIDADE" - disse ele. Confira coletiva que Acio deu em Guaxup no sul de Minas.

          

                                                              Assuntos: Eleies 2010,
                                                         investimentos no Sul de Minas
                                                                         e cafeicultura

    Com o alto ndice de aprovao da de toda populao, na sua opinio, no hora de ser candidato a presidente?

    Tenho que agradecer a forma como estou sendo recebido em toda Minas Gerais. Esse carinho, acho que o resultado maior de um trabalho srio. No h patrimnio maior para um homem pblico, que faz poltica com seriedade, do que o reconhecimento, do que esse carinho que tenho recebido de todas as regies de Minas Gerais. Ter passado sete anos como o governo mais bem avaliado do pas motivo de honra, no para mim apenas, mas para todos os mineiros. Quanto ao futuro, fiz uma opo muito clara hoje. Serei candidato ao Senado da Repblica por Minas Gerais e no Congresso quero dar continuidade ao trabalho que iniciamos aqui, defendendo l, os interesses de Minas Gerais.

    O que o senhor teria alm desse investimento todo que est sendo trazendo para c? Tem mais planejamento pela frente?  Com Anastasia continua?

    Temos vrios. Jamais se investiu tanto em Minas Gerais, em todas as reas, como investimos at aqui. Somos o estado brasileiro que mais investe em segurana pblica. Os investimentos do Luz para Todos vo levar energia a todas as comunidades do Estado. Saneamento; jamais se fez tanto na histria de Minas Gerais. Todas as cidades mineiras esto sendo ligadas por asfalto. Mas obvio que temos outras demandas. Agora, por exemplo, o professor Antonio Anastasia, a meu pedido, prepara um projeto que vai ser lanado brevemente, dos links faltantes, que so aquelas estradas que interligam as regies, j que as cidades esto sendo todas ligadas. Ento, h um conjunto, por exemplo, na rea da sade, de novos investimentos que chegaro, inclusive, nessa regio. A obra de governo sempre uma obra inconclusa. As demandas so sempre crescentes. Mas tenho o privilgio de olhar para trs, olhar no retrovisor da histria e dizer: Fizemos com dignidade e com muita seriedade o que podia ser feito. Mas Minas hoje o estado que mais cresce no Brasil, o que significa que muito mais investimentos chegaro a essa regio.

    Com relao ao PSDB e a Braslia. Qual a opinio do governador de Minas Gerais hoje? O PSDB pode levar essa vitria em 2010?

    Acho que sim. Acho que ser uma eleio dura, mas o PSDB tem um nome extremamente qualificado, do governador Jos Serra, que tem todas as condies de apresentar um projeto novo para o Brasil. Devemos reconhecer que o Brasil avanou muito ao longo dos ltimos 16, 17 anos, a comear no Governo Itamar com a elaborao do Plano Real. Passando pelo governo do presidente Fernando Henrique com a modernizao da nossa economia. No governo do presidente Lula houve uma continuidade importante, do ponto de vista econmico, que possibilitou tambm avanos sociais a partir daqueles iniciados no governo do presidente Fernando Henrique.
    A grande questo que o Brasil quer discutir, no quem fez mais, se A ou B, no um plebiscito entre Fernando Henrique e Lula. O Brasil quer saber quem tem melhores condies de fazer mais, o que ficou por fazer, as reformas que ficaram inconclusas e que so um gargalo hoje ao crescimento do pas. E acho que o PSDB quem tem melhores condies de liderar essas reformas e apresentar ao pas um governo, do ponto de vista da gesto, ainda mais eficiente que o atual.

    O senhor vai ser vice do Serra mesmo?
    No. Nem cogito essa possibilidade.

    E o Senado?
    Meu caminho natural uma candidatura ao Senado. Estarei extremamente empenhado, aqui, em dar continuidade ao nosso projeto de gesto. E o professor Antonio Anastasia quem tem as melhores condies para que no se interrompa esse ciclo virtuoso que est em curso em Minas Gerais, para que no haja retrocesso em Minas Gerais. E eu daqui estarei dando todo empenho e meu apoio ao candidato do meu partido.

    Cafeicultura.
    Falta por parte do Governo Federal uma compreenso maior da importncia da cafeicultura, seja do ponto de vista econmico, mas mais importante at do que o ponto de vista econmico, o ponto de vista social. A cafeicultura o segmento que mais emprega no Estado de Minas Gerais, por exemplo. Temos cerca de 400 municpios que tm na cafeicultura sua principal atividade econmica. Tive vrias reunies com o presidente Lula sobre esse assunto. Tive inmeras reunies com o ministro da Fazenda. Muitas das nossas demandas no foram ainda atendidas. preciso que haja garantia de preo, preciso que haja garantia de estoque regulador, preciso que haja uma renegociao correta das dvidas dos nossos produtores. E, infelizmente, no tivemos ainda, por parte do Governo Federal, essa viso estratgica do que a cafeicultura. O que posso garantir que, no momento em que estivermos no governo, vai haver uma relao diferente com a cafeicultura. A cafeicultura, repito, para Minas Gerais a mais importante atividade econmica e a mais importante atividade social.

    Quem compor com Anastasia?
    Essa uma questo que a coligao dos partidos polticos que nos apiam ir resolver no tempo certo. O que h hoje uma deciso desse conjunto de foras que nos trouxeram at aqui e que apiam o nosso governo, de que Antonio Anastasia o mais qualificado nome. E no para o PSDB, no para o Acio. para Minas Gerais. Ser um privilgio para os mineiros ter algum da qualidade, da seriedade e da sensibilidade de Antonio Anastasia governando o Estado. Da por diante, as outras questes sero colocadas a seu tempo. Temos a nomes importantes colocados, por exemplo, para o Senado, como o ex-presidente Itamar Franco, um nome respeitado em Minas e fora de Minas Gerais. Um nome tambm extremamente qualificado, mas essas discusses ocorrero a partir do ms de abril.

    Sobre a MG-230, que liga o Tringulo a Rio Paranaba. Alguma coisa agendada?
    Quem vai, na verdade, falar objetivamente sobre essas futuras obras o professor Anastasia. Tenho tido uma postura de no prometer absolutamente nada sem que os recursos estejam garantidos. Ns fizemos o maior investimento, no apenas em novas rodovias, so mais de 5,5 mil quilmetros novos que ns construmos, como a manuteno de mais 11 mil quilmetros. Para se ter uma ideia, Minas Gerais, quando assumimos o governo, tnhamos um total de 12 mil quilmetros de rodovias asfaltadas, 12 mil. Apenas o nosso governo est construindo cerca de 6 mil, portanto 50% de tudo que foi construdo em 200 anos e conservando as outras rodovias.
    H um projeto que ser lanado e que incluir essa MG pelo professor Anastasia, na verdade, interligando as regies, mas como ele que estar no governo, caber a ele detalhar esse projeto, garantindo, obviamente, os recursos para a sua concluso.

    Como o senhor acha que vai ser essa briga entre Dilma e Serra?
    Ser uma disputa que espero eu democrtica, de bom nvel. A Dilma uma ministra extremamente sria, tenho por ela enorme respeito, mas ouso dizer que, pela experincia poltica, pelo que j viveu na vida pblica, o governador Jos Serra, para o Brasil, neste momento, significa a renovao do Governo Federal e, na verdade, a implementao de um novo modelo de gesto mais eficiente e, portanto, em condies melhores de atender aos interesses de todos brasileiros.

    O senhor vai estar ao lado dele?
    Estarei ao lado dele aonde for necessrio.

    Existe possibilidade de o vice para compor com Anastasia seja do Sul de Minas?
    Possibilidade certamente existe, mas ser decidido pela coligao. 

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 4, 2010

    Banda Larga....

                                               
                                                              Ministro das Comunicaes,
                                                                   senador Hlio Costa,
                                                     colocou a banda larga como prioridade.

                                                       Programa Banda Larga nas Escolas 
                                       j atende 66% das escolas pblicas urbanas do Brasil
                                               Estudantes de mais de 43 mil escolas pblicas
                                                  j tm internet gratuita de alta velocidade


    Desde que foi lanado, em abril de 2008, o Programa Banda Larga nas Escolas j conectou 43.192 escolas pblicas urbanas em todo o pas internet de alta velocidade. Isso representa 66,57% de todas as 64.879 instituies abrangidas pelo projeto.
    De acordo com o balano divulgado pela Agncia Nacional de Telecomunicaes (Anatel), 25.331 instituies de ensino foram conectadas em 2009. Em 2008, foram 17.861 escolas. At o final deste ano, todas as escolas pblicas urbanas estaro conectadas, beneficiando cerca de 37 milhes de estudantes. 
    A iniciativa resultado do programa Banda Larga nas Escolas, desenvolvido pelo Ministrio das Comunicaes e que vem sendo implementado em parceria com o Ministrio da Educao e as empresas operadoras de telefonia fixa. A vigncia do programa vai at 2025, com compromisso de ampliao peridica da velocidade de conexo.
    Segundo a Anatel, que acompanha o trabalho de conexo realizado pelas operadoras de telefonia, os estados com mais escolas conectadas so Minas Gerais (4.962), So Paulo (4.842), Rio de Janeiro (4.080) e Bahia (4.026). J as unidades da federao com menos instituies contempladas so Roraima (68), Amap (131) e Acre (187). De acordo com a agncia, esses estados sero completamente atendidos at o fim da vigncia do programa, prevista para o fim de 2010. 
    A meta do Programa Banda Largas nas Escolas era chegar ao fim de 2009 com 80% das escolas pblicas urbanas conectadas (45.381 escolas).  Segundo a Anatel, a meta s no foi totalmente cumprida por conta de alguns impasses, como o que acontece em So Paulo. 
    A Telesp no pde atender totalmente suas obrigaes porque o governo do Estado de So Paulo suspendeu as instalaes e pleiteou a adaptao do programa para as escolas estaduais. Pelo menos 5.316 escolas pblicas urbanas estaduais j so atendidas dentro do projeto Intragov, implantado pelo governo paulista. Como a administrao do estado manifestou o desejo de que o Banda Larga nas Escolas contemple as escolas pblicas estaduais, mas com modificaes, as mudanas esto sendo discutidas com a Anatel.
    Histrico
    O Programa Banda Larga nas Escolas resulta de um compromisso voluntrio das concessionrias de telefonia fixa firmado na ocasio da mudana do Plano Geral de Metas para a Universalizao (PGMU) do Servio Telefnico Fixo Comutado (STFC).
    O Ministrio das Comunicaes trabalhou para que as empresas de telefonia trocassem a obrigao de levar os Postos de Servios de Telecomunicaes a todos os municpios at o fim de 2010 pelo compromisso de instalar o chamado backhaul, a rede de telecomunicaes de alta velocidade capaz de chegar aos municpios do pas.
    Por meio de aditivos contratuais, a mudana assegurou tambm a conexo das escolas pblicas urbanas. Conforme o compromisso assumido pelas empresas, mesmo as novas escolas que surgirem durante a execuo do programa estaro conectadas at o fim de 2010.
    Na poca da assinatura do termo aditivo pelas operadoras, em 2008, havia cerca de 56 mil escolas pblicas urbanas no pas. Desde ento, foram implantadas mais de 8 mil novas escolas, chegando ao nmero atual de 64.879 instituies que sero abrangidas pelo projeto. Os dados so do ltimo censo escolar realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Ansio Teixeira (INEP), vinculado ao Ministrio da Educao.
    Danyella Proena/Ascom/Ministrio das Comunicaes
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 4, 2010

    Polmica

                               Oposio cobra liberao de recursos de emendas parlamentares

    O lder do bloco PT/PMDB/PCdoB na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Padre Joo (PT), cobrou do Governo do Estado a liberao da verba referente s emendas parlamentares a que cada parlamentar tem direito.
    Na Reunio Ordinria de Plenrio da tarde desta quarta-feira (3/2/10), Padre Joo foi tribuna, onde afirmou existir "perseguio" aos deputados da oposio.
    "O governo no quer pagar o que deve. So recursos pblicos, que sero usados nos mais diferentes setores. E ainda por cima temos que fazer o milagre da multiplicao das emendas.", ironizou, referindo-se ao valor a ser recebido por cada parlamentar: R$ 1,5 milho.
    A demora na recontratao dos agentes penitencirios demitidos no ano passado tambm foi alvo de crticas. Sobre o assunto, o deputado Lafayette de Andrada (PSDB) j havia pedido a palavra anteriormente para explicar que o governo no fugir do acordo. "O que foi combinado ser cumprido. S peo um pouco mais de pacincia", disse.
    Comunicaes - Na Reunio desta quarta-feira (3), a Presidncia recebeu comunicado oficial do deputado Gilberto Abramo, informando sua sada do PMDB para o PRB. O deputado Svio Souza Cruz (PMDB) informou sua indicao para a liderana da Minoria; e os deputados Adelmo Carneiro Leo (PT) e Vanderlei Miranda (PMDB) sero os vice-lderes do bloco PT/PMDB/PCdoB.
    Tambm na Reunio Ordinria, o deputado Incio Franco (PV) indicou Wander Borges (PSB) e Rmulo Veneroso (PV) para vice-lderes do Bloco Parlamentar Social (BPS). O deputado indicou ainda o deputado Agostinho Patrs Filho (PV) para integrante efetivo da Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria na vaga do ex-deputado Juarez Tvora (PV).
     
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 4, 2010

    Uberlndia ter Centro de Apoio ao Trabalhador. Quem foi l assinar o convnio foi o vice-governador Antnio Anastasia. Nota pinada do HBLOG do nosso amigo de blogosfera Hugueney Bisneto - de Uberlndia.

    O vice-governador de Minas Gerais, Antnio Anastasia e a secretria de Estado de Desenvolvimento Social, Ana Lcia Almeida Gazzola, foram recebidos no aeroporto pela secretria de Governo Ana Paula Procpio Junqueira. A secretria representou o prefeito Odelmo Leo, que est em Belo Horizonte em de reunio com o governador Acio Neves. Anastasia e Ana Lcia Gazzola vieram a cidade para assinar convnio de abertura do Centro de Solidariedade e Apoio ao Trabalhador (Sine/CSAT), que vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 7h30 s 17h30, na avenida Joo Pinheiro, 680, Centro. Participaram da solenidade, deputados, vereadores, secretrios, autoridades, representantes de entidades de classe e outras autoridades. O vice-governador explicou por que Uberlndia foi a primeira cidade do interior de Minas Gerais a receber este centro de apoio. "Somente Contagem e Belo Horizonte possuem estas unidades. Uberlndia foi escolhida porque um municpio que apresenta ndices de crescimento expressivos. Alm de tudo, passou ileso pela crise, demonstrando seu empreendedorismo, fora e empenho para superar os desafios", disse. Segundo Ana Lcia Almeida Gazzola, a cidade oferece ainda, grandes oportunidades de qualificao. "Estamos esperanosos com a chegada do Sine/CSAT, uma vez que Uberlndia possibilita um maior acesso ao mercado de trabalho e capacitao profissional, que sero ampliados graas atuao desta nova unidade", revelou. No Sine/CSAT podero ser feitos requerimentos de seguro-desemprego, intermediao de mo-de-obra e emisso de carteira de trabalho. Cerca de R$3 milhes sero investidos no local por meio do convnio assinado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e a Fora Sindical de Minas Gerais. "S possvel governar quando temos parceiros empenhados na promoo do bem-estar da populao. Por isso importante estabelecer laos, para que possamos permitir que a renda e o trabalho floresa em Minas Gerais. Nessa hora, no existe nem esquerda, nem direita. Existe competncia, esforo e determinao", reiterou Anastasia.




    O vice-governador reforou ainda que o governo municipal um importante parceiro do Estado. "O prefeito Odelmo Leo teve papel decisivo na instalao desta unidade de apoio ao Sistema Nacional de Emprego (Sine) em Uberlndia. Outro bom exemplo desta parceria a construo do Hospital Municipal, que ser o melhor hospital pblico de Minas Gerais", exps. Anastasia adiantou que nos prximos dias, Acio Neves deve vir a Uberlndia para anunciar novidades: "Posso adiantar que so relacionadas ao entreposto da Zona Franca e a estrada que liga Uberlndia a Campo Florido". A prxima visita do vice-governador Uberlndia j est marcada. "Ele garantiu que volta a cidade para prestigiar a Noite dos Antigos Carnavais, que acontece na praa Clarimundo Carneiro, nos dias 11 e 12 deste ms, para comemorar as conquistas da cidade na rea de sade, educao, habitao, desenvolvimentos social e econmico. Enfim, em todas as reas. Muitas destas conquistas, em parceria com o Estado", ressaltou Ana Paula Junqueira, secretria de Governo.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 4, 2010

    400 mil da Cemig para o Carnaval de BH.

    O governador Acio Neves assinou, nesta quarta-feira (3), no Palcio da Liberdade, autorizao para que a Cemig libere R$ 400 mil como patrocnio para o Carnaval de Belo Horizonte. Os recursos sero repassados para as associaes que representam os blocos caricatos e escolas de samba. A verba mais de 30% superior ao repasse feito pelo Governo de Minas, tambm atravs da Cemig, em 2009.
    "Estamos dando sequncia quilo que vnhamos fazendo desde o ano passado, apoiando e estimulando uma das mais vigorosas manifestaes culturais, que o Carnaval. Temos espalhados por toda cidade blocos caricatos e escolas de samba. Um conjunto de manifestaes que merecem o nosso apoio", disse o governador, aps assistir a uma apresentao da bateria de diversos blocos e de passistas das escolas de samba. 
    Os recursos liberados sero distribudos entre o SambaDez, que rene seis as escolas de samba do grupo 1 e as seis escolas do grupo 2; a Liga Independente das Agremiaes Carnavalescas de Minas Gerais (Liac), que rene trs blocos caricatos, e a Associao Cultural dos Blocos Caricatos (ACBC), responsvel por outros oito blocos. A verba estar disposio das associaes ainda esta semana.
    "O que eu fao o que o governante deve fazer. Ter sensibilidade para saber quais questes so importantes para a populao. As obras so importantes, os investimentos em sade, educao e segurana so sempre prioridades, mas a diverso, o lazer, o fortalecimento das nossas manifestaes culturais tambm fazem parte da nossa vida e tero sempre, da minha parte, esse apoio", afirmou Acio Neves.
    Os blocos e escolas de samba iro desfilar nos dias 13, 14 e 15 - sbado, domingo e segunda - de Carnaval, na via 240, no bairro Aaro Reis. A novidade deste ano o desfile das escolas de samba no grupo 2 que, nos ltimos anos, no desfilaram.
    Preparativos 
    O presidente da SambaDez, Luis Carlos Novaes, explicou que os recursos liberados para a Carnaval de Belo Horizonte so muito importantes para os preparativos finais para o desfile.
    "O governador nos prometeu no ano passado e estamos felizes de assinar o contrato para a liberao da verba. Ela muito bem vinda porque precisamos colocar as escolas nas ruas. Veio na hora exata. No apenas a verba, mas todo o apoio do Governo de Minas e do governador na batalha das escolas de samba muito importante", afirmou.
    O presidente da ACBC, Jairo Alves Pereira, explica que o repasse dos recursos por parte do Governo do Estado, por dois anos consecutivos, tem sido fundamental para a estruturao dos blocos caricatos em Belo Horizonte.
    " um dinheiro muito bem vindo, tendo em vista que nunca tivemos esse dinheiro e agora, por dois anos seguidos, recebemos esse dinheiro. O que a gente recebia antes no era suficiente e esse recurso da Cemig que est ajudando muito", explicou.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Fevereiro 4, 2010

    BHTRANS dispara campanha feita pela BIG GRANDES IDIAS.

                                       BHTRANS lana campanha educativa de volta s aulas
     
    Todo ano a mesma coisa: s as aulas comearem que o trnsito na cidade fica lento. Para evitar grandes transtornos para a populao, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTRANS, lanou no incio dessa semana uma campanha educativa voltada para alunos e pais. Com ilustraes de um fiscal da BHTRANS, as peas tentam mudar um pouco a imagem da populao de que o profissional est ali somente para multar.
    Sua funo orientar e mostrar aos motoristas infratores que a fluidez do trfego depende de atitudes de cada um de ns.
    A campanha traz a tradicional placa que indica o nome das ruas da cidade com o conceito A rua de todos, reforando que um bem pblico deve ser cuidado por todos os cidados.
    Criada pela agncia Big Grandes Ideias, a ao conta com banner de internet, backbus, volante, cartilha com display descartvel para crianas e jaleco personalizado para os mobilizadores da campanha.
    Agentes da BHTRANS distribuiro o material com dicas para um trnsito seguro na porta das escolas e universidades at o carnaval.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 3, 2010

    Real de cara nova. Matria pinado do site do Banco Central. Confira.














                                        BC vai lanar a segunda famlia de cdulas do Real
     

                                       


    BC apresenta novas cdulas de real
    Foto

     


    Braslia - O Conselho Monetrio Nacional aprovou hoje, em reunio extraordinria, o lanamento da segunda famlia de cdulas do Real. A nova sria de notas entrar em circulao gradualmente at 2012, mas as notas em circulao continuao a valer at a substituio integral. Lanada em julho de 1994, a srie de cdulas atual permaneceu praticamente inalterada por 15 anos.                                                                                        

    Um novo design para o dinheiro brasileiro  

    O projeto das novas cdulas brasileiras vem sendo desenvolvido desde 2003 pelo Banco Central em conjunto com a Casa da Moeda do Brasil CMB, responsvel pela produo do dinheiro. As novas cdulas do Real atendero a uma demanda dos deficientes visuais, que at ento enfrentavam dificuldade em reconhecer os valores das notas. Com tamanhos diferenciados e marcas tteis em relevo aprimoradas em relao s atuais, a nova famlia de cdulas facilitar a vida dessa importante parcela da populao. Dotadas de recursos grficos mais sofisticados, as notas ficaro mais protegidas contra as falsificaes.  

    A temtica da atual famlia efgie da Repblica nos anversos e animais da fauna brasileira nos reversos ser mantida, porm os elementos grficos foram redesenhados, de forma a agregar segurana e facilitar a verificao da autenticidade pela populao. A nova famlia vai manter a diferenciao por cores predominantes, aspecto que facilita a rpida identificao dos valores nas transaes cotidianas, inclusive por pessoas com viso subnormal.  

    As primeiras cdulas a serem lanadas sero as de R$ 100 e de R$ 50, que demandam maior segurana contra falsificaes por serem os valores mais elevados em circulao. A substituio do meio circulante ser feita aos poucos, medida que as cdulas atualmente em circulao forem retiradas em decorrncia do desgaste natural. No primeiro semestre de 2011, sero lanadas mais duas denominaes R$ 20 e R$ 10 , devendo toda a nova famlia estar em circulao em um perodo de dois anos.  

    Tecnologia de ponta  

    Para produzir as novas cdulas com os recursos grficos e novos elementos de segurana especificados no projeto, a Casa da Moeda do Brasil (CMB) modernizou seu parque fabril. Para tanto, a empresa obteve em 2008 o aporte de recursos necessrio para a aquisio de equipamentos de ltima gerao na rea de impresso de segurana. As novas mquinas se encontram em processo de instalao e testes, devendo estar prontas para a produo ainda durante o primeiro semestre de 2010. Com as aquisies, a CMB se equipara s empresas mais modernas do mundo no ramo da impresso de segurana, e se torna apta a oferecer seus servios a outros pases, como j ocorreu no passado.  

    Real: uma moeda que veio para ficar  

    Nos mais de 15 anos de Real, as cdulas brasileiras tm exercido seu papel sem nenhuma incidncia grave em termos do volume de falsificaes. No entanto, a popularizao das tecnologias digitais, faz com que o Banco Central se preocupe em agir preventivamente de forma a continuar garantindo a segurana do nosso dinheiro nos prximos anos. Na atualidade, esta uma realidade no s no Brasil, mas em todo o mundo: as autoridades emissoras tm buscado atualizar o design de suas cdulas com maior frequncia, a fim de agregar elementos de segurana tecnologicamente mais sofisticados, capazes de resistir s investidas dos falsrios.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 3, 2010

    Sucesso Mineira. Com ou sem acordo com o PT, o ministro e senador Hlio Costa candidato ao governo de Minas - deixou claro esta a semana, aqui em BH, o deputado federal Antnio Andrade, presidente estadual do PMDB.

     
    O deputado Antnio Andrade marcou posio,
    mas continua na costura poltica.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 3, 2010

    Cara de vice de Anastasia, embora a concorrncia seja grande e bota grande nisso - s ler a coluna" Em dia com a Poltica" do jornalista Baptista de Almeida do jornal Estado de Minas desta quarta-feira. Percebo nas conversas que tenho mantido no meio poltico da capital que, sem nenhum favor, o deputado Alberto Pinto Coelho, tem o perfil poltico que o vice-governador Anastasia precisa para se viabilizar na "cultura poltica de Minas". Unindo o tcnico com o poltico experimentado, com circulao fcil e carisma suficiente para dar muito trabalho na corrida pelo Palcio da Liberdade.



    O deputado Alberto Pinto Coelho, do PP,
     presidente da Assemblia de
    Minas tem o apoio
    de um grupo representativo de parlamentares estaduais
    que gostaria  de ver o nome de Alberto
    como  pr-candidato a vice do prof. Anastasia.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 3, 2010

    O Colrio desta quarta-feira vem da coluna n do nosso amigo, o colunista lder Martinho, do jornal O Tempo, de BH.

                                            Dom Agency Models/Divulgao
                                         Modelo Thays Braga, mineira de Conselheiro Lafaiete, 
                                       est na China para fazer campanhas e desfiles de moda,
                                        agenciada pela Dom Agency Models, de Ben Bastos

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 3, 2010

    Economia mineira arranca na frente...


                                                   Cresceu 1,7%.

                  
    O secretrio de Desenvolvimento de Minas, Srgio Barroso,    mineiro de Cipotnea, colhe os frutos do trabalho estratgico  que imprimiu na rea dele. (foto arquivo).

    Minas Gerais foi o estado brasileiro que apresentou o maior saldo da balana  comercial em janeiro de 2010. Enquanto o saldo brasileiro foi negativo em US$ 165,91 milhes, o mineiro foi positivo, alcanando US$ 872,37 milhes e um crescimento de 1,7% em relao a janeiro de 2009. As exportaes estaduais j respondem por 13,1% do total nacional.



    Os dados foram divulgados na tarde desta tera-feira (2) pela Central Exportaminas, rgo vinculado Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econmico (Sede), que atua em parceria com o Ministrio do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior (MDIC).

    Os nmeros revelam, no entanto, que o saldo de Minas reduziu 26,6% em relao a dezembro de 2009. Comparando com o mesmo perodo tambm a corrente de comrcio apresentou queda de 12,6% em relao a dezembro de 2009, mas ainda foi superior a janeiro de 2009 em 4,9%.
    Aps crescimento registrado em dezembro de 2009, as exportaes de Minas Gerais caram 17,2% em janeiro de 2010, ou seja, atingiram US$ 1,48 bilho no primeiro ms de 2010, o que em relao a janeiro de 2009 significou uma expanso de 3,9%. Mesmo assim, percebe-se uma evoluo frente ao perodo da crise econmica mundial, tendo em vista que o valor deste ano superou o valor de janeiro de 2009.
    J as importaes em janeiro cresceram, tanto em relao a dezembro, quanto a janeiro de 2009. Depois de apresentar, por quatro meses, uma reduo do valor importado, o aumento em relao a dezembro foi de 1,4%, no valor de US$ 604,9 milhes; j comparado com janeiro do ano passado, a alta foi de 7,3%. As importaes de Minas Gerais representaram 5,3% do total importado pelo Brasil.
    Diversificao
    Apesar da queda das exportaes mineiras em 2009, de 20%, verificada em funo da crise internacional, da valorizao cambial do real, a pauta exportadora de Minas tornou-se mais diversificada, segundo anlise da Central Exportaminas.
    O diretor da Central Exportaminas, Jorge Duarte Oliveira, explicou que em 2008 foram exportados 2.704 produtos, enquanto em 2009 este nmero cresceu para 2.861 itens. "A diversificao da pauta importante, porque as exportaes mineiras so fortemente dependentes de um grupo de produtos, principalmente da cadeia metalrgica", destacou. Jorge Oliveira acrescentou que em 2009, os dez principais grupos de produtos responderam por 74,5% do total exportado pelo Estado.
    grafico
     O diretor da Central Exportaminas salientou que "embora muitos dos valores dos novos produtos exportados sejam baixos, o movimento de diversificao reflete resultados das aes do Governo estadual e outras instituies para que, no mdio prazo, esta situao de dependncia de uma s cadeia produtiva se reduza".
    Por outro lado, citou que vrios produtos apareceram pela primeira na pauta de exportaes ou apresentaram um notvel crescimento em 2009, conforme pode ser visto no grfico.
    grafico
    Outro fato que marcou o setor exportador em 2009, segundo Jorge Oliveira, pode ser observado quando se analisa exclusivamente o setor industrial, que teve uma reduo das exportaes ainda mais acentuada, com queda de 31,9%, enquanto, no geral, Minas Gerais caiu 20%.
    "No entanto, a indstria de alta tecnologia, com destaque para produtos como insulina e vlvulas cardacas, foi a nica que apresentou um desempenho favorvel com a expanso de 47,5%, somando US$ 251 milhes de vendas externas.
    Mesmo assim, em 2009, as exportaes mineiras continuaram dominadas por commodities, em especial produtos da cadeia minerometalrgica, como minrio de ferro e ao, e produtos do agronegcio como caf, acar e soja. As maiores contribuies para o crescimento das vendas internacionais foram concentradas em produtos no industrializados ou semi-industrializados, como acar, soja, ouro e carne.
    No ano passado, merece destaque a estreia na pauta das exportaes do subgrupo de produtos "amendoim" com valores superiores a US$ 2 milhes.
    Transporte
    Os modais areo, com 21,4%, e rodovirio, com 16,5%, aumentaram sua participao sobre as exportaes mineiras em 2009, enquanto o modal martimo apresentou uma reduo de 23,1%. Embora o Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins) tenha apresentado uma expanso das exportaes de 20% em relao a 2008, sua participao ainda pequena nas exportaes do Estado. Representam apenas 0,3%.
    No modal areo, o Aeroporto de Guarulhos, em So Paulo, ainda responsvel pela maior parte das exportaes, com 4,8%.
    A regio Central do Estado continua concentrando as vendas para o exterior, com um total de 52,4%, embora no ano passado tenha registrado reduo das exportaes de 27%, maior do que o Estado em geral. O segundo lugar ocupado pelo Sul de Minas, com o percentual de 15,4%. Os vales do Jequitinhonha e Mucuri so responsveis por apenas 0,3% das exportaes mineiras, ocupando o ltimo lugar. Apenas duas regies mineiras expandiram suas exportaes em relao a 2008, o Noroeste com aumento de 101,2% e o Tringulo com mais 28,1%.
    Municpios
    J o nmero de municpios que estrearam nas exportaes em 2009 foi menor do que os estreantes de 2008. O nmero caiu de 266 para 250. No Norte de Minas, o estreante foi o municpio de Jaba; Turmalina, no vale do Jequitinhonha, fez sua primeira exportao; no Rio Doce, Matias Lobato; na regio Central, Sarzedo; no Centro-Oeste de Minas, Perdes; no Tringulo, Santa Vitria; e no Alto Paranaba, Arapu e Tapira. Na Zona da Mata foram quatro os estreantes: Mirai, Dom Silvrio, Piau e Carangola. Mas, foi o Sul de Minas que teve o maior nmero de estreantes: Monsenhor Paulo, Carmo do Rio Claro, Carmo da Cachoeira, So Gonalo do Sapuca e Botelhos.
    Os principais municpios exportadores de Minas Gerais no ano passado foram: Itabira, Ouro Preto, Varginha, Betim, Arax, Juiz de Fora, Ouro Branco, Nova Lima, Belo Horizonte e Belo Oriente. Eles foram responsveis por 6,1,4% das exportaes mineiras ou por um total de R$ 11,075 bilhes.
    grafico


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Fevereiro 3, 2010

    PESQUISA. O que pensa e o que espera da Assemblia Legislativa o cidado mineiro.

     

                          Quase 2 mil cidados participam de pesquisa sobre a ALMG

    A pesquisa de opinio realizada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais com a sociedade, encerrada neste domingo (31/1/10), foi acessada por 2.894 pessoas, das quais 1.834 responderam ao questionrio, o equivalente a 63,4% do total. O objetivo da enquete foi ouvir o cidado mineiro sobre o que pensa e o que espera do Poder Legislativo para a prxima dcada. Ela faz parte do processo de planejamento estratgico que a ALMG est elaborando para balizar a atuao da Casa at 2020.

    Outra pesquisa eletrnica tambm foi realizada com servidores. Os deputados foram ouvidos em entrevistas presenciais. J especialistas e personalidades de diferentes reas foram ouvidos em entrevistas qualitativas. O processo de planejamento estratgico foi lanado pelo presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP) em 28 de outubro de 2009. O trabalho est sendo desenvolvido pela Assembleia com o apoio da Macroplan - Prospectiva, Estratgia & Gesto, empresa de consultoria tcnica especializada.

    As respostas aos questionrios interno e externo, as pesquisas qualitativas, a anlise de documentos, a avaliao de boas prticas de outras instituies, entre outras atividades, vo subsidiar a definio de diretrizes poltico-institucionais do Legislativo, sob o princpio "A Assembleia que queremos ser em 2020".



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 2, 2010

    Novo CONCURSO. Confira: www.esppconcursos.com.br

                                                 Minas Gerais Administrao e Servios S/A
                                                       abre concurso pblico com 810 vagas

    A Minas Gerais Administrao e Servios S/A lanou edital de concurso pblico com 810 vagas, mais cadastro reserva, para vrios nveis. A remunerao varia de R$ 502,06 a R$ 4.577,69. A empresa organizadora do concurso ser a Empresa de Seleo Pblica e Privada (ESPP). Do total de vagas, 10% so reservadas aos portadores de necessidades especiais.
    As inscries podem ser efetuadas pela Internet, no endereo eletrnico: www.esppconcursos.com.br entre o dia 18 de janeiro/2010 a 18 de fevereiro/2010.
    J quem preferir se inscrever presencialmente deve ir s agncias especificas dos Correios, durante o mesmo perodo, nos endereos listados no edital. O horrio de funcionamento das 9h s 17h de segunda a sexta-feira. O valor da taxa de participao varia de R$25,00 a R$55,00.
    Os candidatos que se inscreveram para o concurso pblico, cujas inscries foram de 6 a 31 de maro de 2009, participaro normalmente e em igualdade de condies com os novos concorrentes.
    Os locais e datas de provas sero divulgados posteriormente no site da ESPP Concursos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 2, 2010

    Vem a - de 15 a 18 de fevereiro - em Barcelona o Congresso Mundial de TELEFONIA MVEL.

                                                      Congresso Mundial de Telefonia Mvel 
                                              ter representante do Ministrio das Comunicaes

                                                                 

                                                                     tila Souto participar
                                                         do Programa Ministerial do evento,
                                                                que acontece em Barcelona 
    O diretor de Servios e de Universalizao de Telecomunicaes do Ministrio das Comunicaes, tila Augusto Souto, participa do Congresso Mundial de Telefonia Mvel, que ser realizado entre 15 e 18 de fevereiro em Barcelona, na Espanha. A autorizao para o afastamento do servidor foi publicada no Dirio Oficial da Unio desta tera-feira, 2 de fevereiro.
    Considerado um dos principais eventos do setor de telefonia mvel, o congresso organizado pela GSMA, associao que rene mais de 800 operadoras de telefonia celular de todo o mundo. Outras 200 empresas ligadas rea tambm so ligadas GSMA, que abrange 219 pases com o objetivo de promover o crescimento do setor. Os membros da associao representam mais de 3 bilhes de conexes GSM e 3GSM.
    A programao do evento inclui discusses sobre diversos aspectos ligados telefonia mvel, como desafios de mercado, perspectivas de crescimento, tecnologias e o futuro da mdia com a convergncia digital.
    tila Souto far parte do Programa Ministerial GSMA, que vai receber cerca de 90 delegaes governamentais de todo o mundo. A idia discutir estratgias para o futuro do setor de telefonia mvel, bem como o potencial do setor para o desenvolvimento econmico e social.
    Danyella Proena/Ascom/Ministrio das Comunicaes


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Fevereiro 2, 2010

    VLT pra o vetor norte de B H - Cidade Administrativa e Aeroporto Tancredo Neves.






                                

                                                                            Assuntos :
                                                    
    Declaraes da ministra Dilma Rousseff,
                                                                        Eleies 2010, 
                                                    Aeroporto Internacional Tancredo Neves


    Em primeiro lugar, eu quero dizer da alegria de receber o nosso embaixador da Espanha e agradecendo o papel da embaixada na construo de mais essa parceria que beneficiar e muito a regio, o vetor Norte da nossa cidade. Na verdade, esse contrato que ns assinamos, ele permitir a adoo, por parte desse consrcio espanhol, de dois projetos especficos, mas que na verdade se confundem.
    O primeiro deles a definio de qual ser o sistema de transporte mais adequado, que ligar o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, com a estao do metr de Vilarinho. Portanto, se um VLT, onde que estaro as estaes, de que forma ns vamos, inclusive, alavancar esses recursos, quais os parceiros que ns podemos ter, se h possibilidade, por exemplo, de uma Parceria Pblico-Privada, de que forma atrair parceiros privados para viabiliz-lo. Portanto, um passo a mais que ns damos na consolidao do desenvolvimento da logstica de transportes daquela regio e, ao mesmo tempo tambm, esse contrato permitir a concepo de um projeto de infraestrutura para que ns possamos ter naquela regio uma plataforma de logstica para exportao de produtos de alto valor agregado. Portanto, so duas aes convergentes, extremamente importantes para o desenvolvimento daquela regio.

    Assinei,um decreto que cria, na regio de Lagoa Santo, um centro de aprimoramento tecnolgico, de treinamento de mo-de-obra para a indstria aeronutica. Vocs sabem que Belo Horizonte j sedia os centros de manuteno de importantes empresas areas, em especial da Gol. Estamos em negociao para atrair para Belo Horizonte, por exemplo, um centro de manuteno da TAM Executiva, que a TAM de voos de avies executivos, no ainda a TAM dos vos de carreira, mas h possibilidade de trazermos para Belo Horizonte proximamente todo o centro de manuteno.
    Por que? Porque ns estamos investindo na qualificao de mo-de-obra para esse segmento. Eu acho que Minas Gerais avana para se consolidar num dos mais seno, no futuro a mais importante plataforma de logstica aeronutica do pas. Obviamente, respeitar a questo da Embraer, em So Jos dos Campos.
    A partir da, Minas seria o segundo mais importante plo. Isso somado aos investimentos que j se iniciaram em Itajub para a construo da fbrica da Helicopter junto com a Helibrs. Portanto, so dois assuntos extremamente importantes e eu quero aqui de pblico agradecer ao embaixador da Espanha, a sua participao nesse projeto.

    R$ 6 milhes?
    So R$ 6 milhes nesse projeto, recursos j empenhados para o Centro de Capacitao Aeronutico e o terreno que o Estado est oferecendo. Em torno de R$ 1 milho, a doao.

    Governador, a ministra Dilma ontem elogiou o senhor em Juiz de fora, mas reclamou do PSDB nacional, sobre o PAC que vai acabar. Como o senhor viu essas crticas e esse elogio ao senhor?
    Agradeo. Sempre tive uma relao muito respeitosa com a ministra Dilma e manterei essa relao durante todo processo eleitoral. A vida no acaba quando termina uma eleio e preciso que, em uma democracia, mantenhamos as relaes. No acho que porque teremos uma eleio, eu devo deixar de achar, ou ter as consideraes que tinha antes da eleio em relao a determinadas pessoas. Fao apenas alguns alertas.

    Senti ontem, o prprio presidente, nas manifestaes que teve, ele ser sempre bem vindo a Minas Gerais, ele prprio constrangido com a forma com que alguns setores convocados para esses atos de governo recebiam aqueles que esto no outro campo poltico. Ele prprio, o presidente da Repblica, manifestou, seja ao prefeito de Juiz de Fora, ao prprio prefeito de Araua, o seu descontentamento. Isso um alerta importante para que possamos ter, daqui pra frente, antes mesmo do perodo eleitoral, nos atos administrativos, a possibilidade de convivermos de forma respeitosa. O presidente sempre teve essa postura, e eu aqui registro. A ministra Dilma tambm. Mas preciso que haja uma ateno do governo para que esses atos administrativos no se transformem em atos meramente eleitoreiros, porque a eles perdem substncia.

    Quero, por outro lado, j que estamos falando de investimentos do vetor Norte da nossa cidade, reiterar aquilo que no novidade para ningum. Falta ainda uma posio clara do Governo Federal, da Infraero em especial, em relao aos investimentos para a duplicao do terminal de passageiros do aeroporto internacional Tancredo Neves. Estamos chegando j ao limite da sua capacidade de atendimento. Sabemos que investimentos como esses demandam dois, trs anos para estarem concludos. Temos a os eventos j anunciados de Copa do Mundo, principalmente, mas no apenas por isso. A prpria dinmica da economia de Minas Gerais torna absolutamente urgente esses investimentos.

    Portanto fica aqui, de pblico, mais uma vez, o alerta que j fiz privadamente ao seu presidente, prpria direo da Infraero que esteve conosco aqui reunida, inclusive com seu presidente. Mas no tivemos at aqui uma definio clara do cronograma de investimentos do Aeroporto Tancredo Neves em Confins que, repito e registro, um dos mais rentveis para a Infraero. Se apenas os recursos aqui aferidos fossem investidos em Belo Horizonte, em Minas Gerais, teramos boa parte desse problema resolvido.

    Ento, temos que estar pensando na segunda pista desse aeroporto porque ele, naturalmente, se encaminha para ser um dos aeroportos de maior movimento no pas.

    H hoje o estrangulamento de aeroportos de So Paulo, e muito mais barato do que algumas propostas mirabolantes e desencontradas que surgem a cada momento em relao a novos aeroportos em So Paulo, preciso compreendermos que o aeroporto Tancredo Neves, em Confins, extremamente vivel para ser o hub de distribuio de voos para outras regies do pas, o que desafogaria e resolveria, em parte, o problema, hoje, de So Paulo.
    Portanto, aguardava essa posio do governo j h algumas semanas. No a tivemos ainda e espero que possamos ter no apenas um conjunto de boas intenes. E registro que realmente elas devem existir, mas alm de boas intenes, seja em relao ao aeroporto, ou mesmo em relao ao metr de Belo Horizonte, precisamos ultrapassar a etapa das boas intenes, dos discursos para, efetivamente, termos o cronograma desses investimentos.

    Declaraes da ministra Dilma Rousseff sobre a oposio e o PAC.
    um discurso, obviamente, com componente eleitoral, mas no corresponde verdade. Acho que a responsabilidade de com que o PSDB governou o Brasil o nosso passaporte para o futuro, no precisamos sequer contestar isso. Nenhum partido foi mais responsvel na administrao desse pas do que o PSDB.
    O prprio processo de transio, conduzido pelo presidente Fernando Henrique quando ganha a Presidncia o presidente Lula, um marco da democracia brasileira. E aqueles que conhecem as figuras do PSDB sabem da nossa responsabilidade.

    Os projetos corretos, bem planejados, sero, todos eles, mantidos e talvez, at com um nvel de eficincia maior. Porque teremos sempre, como tivemos historicamente, o cuidado de no partidarizar excessivamente a mquina pblica, o que pode permitir a presena, em determinados setores, da meritocracia substituindo a simples filiao partidria.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 1, 2010

    Ateno. CORREIOS...

                                                               Correios volta a prorrogar
                                                               as inscries dos concursos 

                                                                
                                                                Pedro Magalhes Bifano
                                                                diretor de pessoas das ECT

    A Empresa Brasileira de Correios e Telgrafos prorrogou at o dia 16/2 o perodo de inscrio para os concursos que vo preencher 6.565 vagas. At o ltimo dia 31/1, cerca de 700 mil candidatos j haviam feito inscrio.
    De acordo com o Diretor de Gesto de Pessoas da ECT, Pedro Magalhes Bifano, a nova prorrogao do concurso atende a uma ordem judicial, que exigiu que a iseno da taxa de inscrio antes permitida apenas aos candidatos de nvel mdio tambm possa ser requerida pelos candidatos aos cargos de nvel superior e carreiras especficas. "Para mantermos a isonomia entre os candidatos, decidimos prorrogar os concursos para todos os cargos e para todo o Brasil", disse ele.Com a alterao nos editais, os candidatos de nvel superior e carreiras especficas que j efetivaram as inscries e atendam aos critrios de baixa renda e inscrio no Cadastro nico para Programas Sociais do Governo Federal, podero pedir a devoluo do valor pago.
    Para Agentes de Correios, a ECT oferece, alm do salrio-base de R$ 806,48, plano de assistncia mdico-hospitalar e odontolgica extensiva aos dependentes legais, alm do pai e me (conforme regras estabelecidas), e vale alimentao/refeio que varia de R$ 614,50 a R$ 700,50, dependendo da jornada de trabalho semanal. Para Analista de Correios, o salrio de R$ 3.208,37, alm das vantagens j citadas.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 1, 2010

    Deputados voltam do recesso.

                                                           
                                                                      Presidente anuncia aes 
                                                                        para 2010 em abertura 
                                                                          da sesso legislativa

    Na Reunio Solene de Plenrio realizada nesta segunda-feira (1/2/10), o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), fez um balano das aes realizadas em 2009 e adiantou os principais projetos que devem ser desenvolvidos neste ano pelo Legislativo Estadual. A solenidade marcou a instalao da 4 Sesso Legislativa da 16 Legislatura.
    Para o Plenrio repleto de parlamentares, o presidente Alberto Pinto Coelho informou que uma das principais aes a serem desenvolvidas o projeto Expresso Cidadania, que visa estimular a participao poltica e o exerccio do voto consciente de jovens de 16 e 17 anos. Em sua primeira edio, em 2008, o projeto mobilizou 19 mil jovens de 17 cidades mineiras e foi vencedor do Prmio Aberje de Comunicao.
    O presidente citou tambm que existem atualmente cerca de 200 projetos de lei discusso nas comisses, alm de nove projetos de lei complementar e 17 propostas de emenda Constituio previstos para a ordem do dia em Plenrio. Entre as proposies de destaque, Alberto Pinto Coelho ressaltou a regulamentao do acordo de resultados e do prmio de produtividade dos servidores do Executivo, alm da proposta que dispe sobre a realizao de concurso pblico para os cartrios.
    "Afinando com o Executivo nossas vontades e mtodos de trabalho e harmoniosamente convivendo com um Poder Judicirio mais rpido e descentralizado, estamos construindo um Estado realmente moderno e democrtico", afirmou Alberto Pinto Coelho.
    O presidente fez um balano positivo das atividades da Casa em 2009, destacando a realizao do Ciclo de Debates Minas Combate a Crise. Alberto Pinto Coelho tambm ressaltou a aprovao de leis importantes, que provocaram mudanas significativas na vida da populao. Ele citou como exemplo a alterao da Lei Florestal, considerada uma das normas mais completas do pas.
    Ele lembrou ainda as discusses para o aprimoramento do Plano Decenal de Educao, num processo em que, pela primeira vez, o Parlamento mineiro realizou uma consulta pblica pela internet para ouvir as aspiraes da sociedade.
    Secretrio ressalta sintonia da Assembleia com o Executivo Durante a reunio, o secretrio de Estado de Governo, Danilo de Castro, leu mensagem do governador com o balano das aes realizadas durante o ano passado no e frisou que o apoio da Assembleia foi fundamental para o xito dos vrios projetos do Executivo.
    Na rea social, foram citados o projeto Poupana Jovem, que atendeu mais de 32 mil alunos do Ensino Mdio, e o programa Travessia, que articulou aes prioritrias nos campos da sade, saneamento, educao, intervenes urbanas e gerao de renda, beneficiando mais de 335 mil pessoas.
    Na sade, destaque para o projeto Regionalizao - Urgncia e Emergncia, que contou com recursos de mais de R$ 1,2 bilho, permitindo o aumento da frota de ambulncia e a ampliao dos servios de urgncia e emergncia ofertados. No mbito da Educao, o secretrio falou do projeto Escola Integral, que beneficiou mais de 105 mil alunos em todo o Estado.
    Tambm mereceram ateno as aes referentes Segurana Pblica. De acordo com dados apresentados pelo secretrio Danilo de Castro, houve reduo de 19,13% no ndice de criminalidade global e queda de 27,46% no ndice de criminalidade violenta.
    O secretrio concluiu dizendo que as vrias aes citadas representam "apenas uma amostra dos inmeros resultados obtidos em Minas" e que a reunio foi um momento de reafirmao do compromisso "com a transformao da sociedade para uma Minas cada vez mais justa e solidria".
    Presenas - Compuseram a mesa da solenidade: o presidente da Assembleia, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); o secretario de Estado de Governo, Danilo de Castro; o presidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais, desembargador Srgio Antnio de Resende; o secretrio municipal de Assuntos Institucionais, Mrio Assad; o procurador-geral de Justia de Minas Gerais, Alceu Jos Torres Marques; o chefe do Estado- Maior da Polcia Militar de Minas Gerais, Coronel PM Mrcio Martins Santana; e o defensor pblico-geral de Minas Gerais, Belmar Azze Ramos.
     
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 1, 2010

    Minas tem novo pr-candidato ao governo. o deputado federal PV, Z FERNANDO DE OLIVEIRA. Leia como foi a festa de lanamento na tarde desta segunda-feira na sede do PV, aqui em BH. As informaes so da assessoria do pr-candidato.

                                                      
                                                           Deputado Z Fernando de Oliveira, 
                                                   est no primeiro mandato de deputado federal 
                                                             pelo PV de Minas. advogado.
                                                    J foi prefeito de Conceio do Mato Dentro.
                                                filho do nosso amigo o saudoso ex- Embaixador
                                                                 Jos Aparecido de Oliveira.

    O tabuleiro eleitoral em Minas comea a se formar. Mais um partido confirma que ter candidatura prpria ao governo de Minas. Desta vez o PV, que tem como pr-candidato o deputado federal do Jos Fernando Aparecido de Oliveira, filho do saudoso Jos Aparecido de Oliveira. E para completar a chapa, o vereador de BH Leonardo Mattos colocou seu nome disposio para o Senado.
    Na tarde de hoje, o deputado e o vereador entregaram, nas mos do coordenador regional do PV, Fernando Guida, uma carta sobre inteno de concorrer aos cargos. Durante a solenidade, Guida, que representou o presidente nacional do PV Joo Penna, leu uma mensagem de Marina Silva que fala da grande satisfao de ter o deputado Jos Fernando como pr- candidato ao governo de Minas. A senadora afirma ainda que, juntos e com o discurso afinado, os dois vo realizar o projeto nacional de governar com sustentabilidade.
    Guida reafirmou ainda que o PV vai lanar candidatura prpria nas grandes cidades. "Essa foi uma deciso da Executiva Nacional. E em Minas a chapa sai completa, com Z Fernando governador e Leo Mattos para o Senado", conclui.
    No evento, o deputado falou que vai fazer um plano de governo com a ajuda da sociedade e tambm levar outras discusses, como a poltica do caf e dos royalties do minrio, que so suas bandeiras na Cmara Federal. "No podemos aceitar essa poltica do minrio e do caf. So as maiores fontes da economia mineira", completa. Ele destacou tambm que vai trabalhar pela cultura de Minas. "Temos um patrimnio enorme e belo. Vamos valorizar ainda mais a cultura". Participaes
    Cerca de 300 pessoas, entre eles, o Secretrio do Meio Ambiente de Belo Horizonte, Ronaldo Vasconcellos, o prefeito de Sabar, Willian Borges, o prefeito de Joo Monlevade, Gustavo Brandini, vereadores de vrios municpios mineiros, filiados e representantes de diretrios municipais participaram desse momento histrico do partido.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 1, 2010

    Acaba de sair do forno!!! Pesquisa da CNT/SENSUS.

    Cenrio com Ciro:

    Jos Serra  - 33,2%
    Dilma Rousseff - 27,8%
    Ciro Gomes - 11,9%
    Marina Silva - 6,8%
    Nenhum/Branco/Nulo - 10,5%
    NS/NR - 9,9%

    Cenrio sem Ciro

    Jos Serra - 40,7%
    Dilma Rousseff - 28,5%
    Marina Silva- 9,5%
    Nenhum/branco/ Nulo - 11,4%
    NS/NR - 10%

    Metodologia
    2.000 entrevistas
    Margem de erro: 3 pontos percentuais
    Data da coleta de dados: de 25 a 29 de janeiro de 2010



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 1, 2010

    ZEBRA na corrida pelo Palcio da Liberdade.

                                                                  SUCESSO MINEIRA.
                                    Em primeira mo. Novidade na sucesso estadual em Minas.
                                    O deputado federal Z Fernando Aparecido, do PV mineiro,
                                                      lana hoje, segunda-feira, s 15 horas, 
                                     na sede do PV na rua Padre Marinho, 293, Santa Efigncia
                                                                           aqui em BH,
                                                   a candidatura dele ao Palcio da Liberdade. 

                                    
                                             O deputado federal do PV mineiro, Z Fernando,
                                        filho do saudoso embaixador Z Aparecido de Oliveira
                                            a novidade na corrida pelo Palcio da Liberdade.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Fevereiro 1, 2010

    Fala governador!!!

                                                                     


                                                                  Assuntos: Eleies 2010, 
                                                                          Itamar Franco 
                                                                e investimentos em Cludio

    Hoje uma alegria muito grande, depois de uma maratona onde comeamos pelo Vale do Jequitinhonha, inaugurando obras extremamente importantes, chegar em Cludio. A vantagem de chegar em Cludio que fico em Cludio hoje depois desse evento. Na verdade, cumprindo compromissos. Essa subestao da Cemig era uma demanda muito antiga dos empresrios, dos industriais aqui da regio.
    Vocs sabem que Cludio um polo industrial extremamente importante e era necessrio que houvesse essa energia para que esse setor de gusa, enfim de metalurgia pudesse continuar crescendo.
    Temos aqui indstrias de fundies, so inmeras, empregam muita gente. Ento essa subestao, que est sendo inaugurada agora em tempo recorde, foi um compromisso que assumi aqui mesmo nessa associao h pouco tempo, permitir no apenas que as atuais atividades possam continuar normalmente, como outras empresas possam se instalar aqui.
    Haver ento, agora, uma reserva nova de energia para garantir o crescimento dessa regio. Cludio emprega gente de toda regio, no apenas de Cludio.
    E, alm disso, estamos com inmeras obras aqui em andamento. Uma obra da Copasa extremamente importante que vai nos permitir sanar um problema ambiental gravssimo no crrego Lava-p, aqui em Cludio.
    Obras importantes j esto aqui funcionando, como uma parceria com a Fiemg, a escola tcnica Risoleta Neves, obras na rea de segurana, investimentos na rea de segurana pblica importantes aqui vieram, na rea da sade, na rea de educao.
    E, eu vou ter, hoje, o privilgio de cumprir mais um compromisso com Cludio e tambm com a regio. Vou assinar um convnio garantindo os recursos para a construo de um centro cultural, principalmente para os jovens de Cludio.
    Um espao extremamente importante para a formao das novas geraes dos meus companheiros do Centro-Oeste. Eu sou dessa regio, a minha histria poltica comeou aqui. E nos prximos dias estarei, tambm, fazendo uma visita Divinpolis ao lado do companheiro, deputado Domingos Svio, e ali teremos oportunidade de anunciar investimentos extremamente importantes. Acho que o Centro-Oeste das regies de Minas Gerais, uma das que mais investimentos recebeu ao longo do nosso governo.
    O senhor conversou com o ex-presidente Itamar Franco sobre o lanamento da candidatura dele ao Senado?
    No cheguei a falar sobre isso. Vi nos jornais essa manifestao. legtima. O presidente Itamar um poltico de dimenso nacional, ex-presidente da Repblica, tem toda a legitimidade para postular o cargo que achar mais adequado. O momento que estamos vivendo agora no ainda dessas definies.
    O momento que estamos vivendo o da construo de uma ampla aliana em torno do vice-governador Antonio Anastasia.
    O projeto, que est hoje em curso em Minas Gerais, precisa ser continuado. No em benefcio do meu partido, do PSDB ou em meu prprio, mas em benefcio de Minas Gerais. Por isso estou, hoje, fazendo um esforo enorme para manter em torno do vice-governador Antonio Anastasia todas aquelas foras polticas que estiveram ao nosso lado at aqui.
    E, obviamente, o presidente Itamar Franco, na hora certa, ter um papel de destaque nesse processo.
    Sobre a possibilidade de ser candidato a vice-presidente da Repblica na chapa encabeada pelo governador Jos Serra.
    Eu no cogito essa possibilidade.
    A minha responsabilidade hoje, o meu entusiasmo com Minas Gerais. Eu apresentei durante todo o ano uma alternativa ao partido e ao pas de uma nova convergncia poltica, uma candidatura presidencial que olhasse para frente, uma candidatura presidencial que apontasse para o futuro reconhecendo os avanos que ns tivemos desde o Governo Fernando Henrique, com a estabilidade econmica, com o Governo Lula, com os avanos sociais,
    mas o partido majoritariamente caminhou numa outra direo.
    Eu respeito essa deciso, estarei agora absolutamente dedicado a dar continuidade ao nosso projeto em Minas Gerais.
    O projeto no pode ser interrompido e quem melhor sintetiza, quem melhor une as foras polticas responsveis por esse projeto
    o vice-governador Antonio Anastasia pela sua qualidade, pela sua seriedade, pelo profundo conhecimento que tem da nossa gesto.
    Por isso, eu estou hoje mais do que tudo empenhado na eleio de Antonio Anastasia.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________




    ___________________________


    Clique para conhecer

    ___________________________


    Clique para conhecer

    ______________________________

    Clique para conhecer

    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________

         
     
    Clique e envie-nos 

seu e-mail