Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter Página do 

Programa João Carlos Amaral Entrevista Canal no youtube Clique e 

envie-nos seu e-mail Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter
___________________________


___________________________
Clique para conhecer
___________________________


__________________________


__________________________

__________________________


______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer
______________________________

Sinapro MG
______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer



+ Categorias

  • Todos (16267)
  • POLTICA (5929)
  • GERAL (2057)
  • ARTIGOS (285)
  • ENTREVISTAS (36)
  • ECONOMIA (3754)
  • GENTE (1210)
  • TURISMO (842)

  • + Links
    + Arquivos

    Fevereiro, 2006
    Maro, 2006
    Abril, 2006
    Maio, 2006
    Junho, 2006
    Setembro, 2006
    Julho, 2006
    Agosto, 2006
    Novembro, 2006
    Outubro, 2006
    Janeiro, 2007
    Dezembro, 2006
    Fevereiro, 2007
    Maro, 2007
    Abril, 2007
    Maio, 2007
    Outubro, 2007
    Junho, 2007
    Julho, 2007
    Agosto, 2007
    Setembro, 2007
    Dezembro, 2007
    Novembro, 2007
    Janeiro, 2008
    Maio, 2008
    Fevereiro, 2008
    Maro, 2008
    Julho, 2008
    Abril, 2008
    Junho, 2008
    Setembro, 2008
    Agosto, 2008
    Outubro, 2008
    Novembro, 2008
    Dezembro, 2008
    Janeiro, 2009
    Fevereiro, 2009
    Maro, 2009
    Abril, 2009
    Maio, 2009
    Junho, 2009
    Julho, 2009
    Agosto, 2009
    Setembro, 2009
    Outubro, 2009
    Novembro, 2009
    Dezembro, 2009
    Novembro, 2012
    Janeiro, 2010
    Fevereiro, 2010
    Maro, 2010
    Abril, 2010
    Maio, 2010
    Junho, 2010
    Julho, 2010
    Agosto, 2010
    Setembro, 2010
    Outubro, 2010
    Novembro, 2010
    Fevereiro, 2011
    Maro, 2011
    Abril, 2011
    Maio, 2011
    Junho, 2011
    Julho, 2011
    Agosto, 2011
    Setembro, 2011
    Outubro, 2011
    Novembro, 2011
    Dezembro, 2011
    Janeiro, 2012
    Fevereiro, 2012
    Maro, 2012
    Abril, 2012
    Maio, 2012
    Junho, 2012
    Julho, 2012
    Agosto, 2012
    Setembro, 2012
    Outubro, 2012
    Dezembro, 2012
    Agosto, 2015
    Janeiro, 2013
    Fevereiro, 2013
    Maro, 2013
    Abril, 2013
    Maio, 2013
    Setembro, 2015
    Junho, 2013
    Julho, 2013
    Agosto, 2013
    Setembro, 2013
    Julho, 2016
    Outubro, 2013
    Novembro, 2013
    Dezembro, 2013
    Janeiro, 2014
    Fevereiro, 2014
    Maro, 2014
    Abril, 2014
    Maio, 2014
    Junho, 2014
    Julho, 2014
    Agosto, 2014
    Setembro, 2014
    Outubro, 2014
    Novembro, 2014
    Dezembro, 2014
    Janeiro, 2015
    Fevereiro, 2015
    Maro, 2015
    Abril, 2015
    Maio, 2015
    Junho, 2015
    Julho, 2015
    Outubro, 2015
    Novembro, 2015
    Dezembro, 2015
    Janeiro, 2016
    Fevereiro, 2016
    Maro, 2016
    Abril, 2016
    Maio, 2016
    Junho, 2016
    Agosto, 2016
    Setembro, 2016
    Outubro, 2016
    Novembro, 2016
    Dezembro, 2016
    Janeiro, 2017
    Fevereiro, 2017
    Maro, 2017
    Abril, 2017
    Maio, 2017
    Junho, 2017
    Julho, 2017
    Agosto, 2017
    Setembro, 2017
    Outubro, 2017
    Novembro, 2017
    Dezembro, 2017
    Janeiro, 2018
    Fevereiro, 2018
    Maro, 2018
    Abril, 2018
    Maio, 2018
    Junho, 2018
    Julho, 2018
    Agosto, 2018
    Setembro, 2018
    Outubro, 2018
    Novembro, 2018
    Dezembro, 2018
    Janeiro, 2019
    Fevereiro, 2019
    Maro, 2019
    Abril, 2019
    Maio, 2019
    Junho, 2019



    _______________________________________________________________
    .

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 31, 2007

    Produto indito ser lanado por uma indstria mineira - a CLAMPER, que fica prximo ao Aeroporto Internacional, presidente Tancredo Neves, em Confins. O aparelho evita que voc morra ao atender o telefone. Confira

                         O aparelho o E-Terra. Parece uma tomada. Mas, na verdade de alta tecnologia.Ele funciona colocado na tomada da parede. A voc encaixa a tomada de seu aparelho telefnico protegendo-o das descargadas eltricas. Lembrando que se aquela mulher, que morreu ao atender o telefone em So Paulo tivesse conectado ao telefone da casa dela, a descarrga eltrica no a teria matado. Pense nisso!
                          Os outros detalhes de como o E-Terra funciona e quanto custa, acesse o www.clamper.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 31, 2007

    EXEMPLO A SER SEGUIDO. ECONOMIA COM SENSIBILIDADE POLTICA. Veja o que fez o secretrio-adjunto de BETIM, ALMIR MENDES, que almoou na Churrascaria Gabaritos, esta semana, com este Blogueiro, aqui em BH. Anotei e divulgo aqui no nosso BLOG de NOTCIAS, que ganhou mais um leitor dirio.

                         Que tal pagar o IPTU s a partir de junho? Esse sonho j realidade em BETIM, regio metropolitana de Beag. A medida tomada pelo secretrio-adjunto de Fazenda, Almir Mendes, reduziu a inadimplncia em quase 60%.

                         A idia do secretrio-adjunto Almir Mendes, surgiu da experincia dele no setor privado. Ele administrador de Empresas e formado tambm em Gesto Empresarial. E Todo comeo de ano, ele se perguntava - por que no cobrar os impostos como o IPTU no meio ano, ao invs de sempre em janeiro, ms onde todo mundo fica com o caixa baixo por causa das despesas tradicionais de final e de incio de ano, como IPVA, matrcula escolar, frias,etc... A ento, assim que assumiu a secretaria em Betim colocou em prtica a medida. De imediato, o secretrio Adjunto de Fazenda Almir Mendes conseguiu reduzir a inadimplncia de IPTU em quase 60%, agradando a populao e fazendo caixa para pagar 50% do dcimo terceito salrio do funcionalismo municpal de Betim.
                        Agora, em 2007, ser cobrado o IPTU de quem quiser pagar vista em junho ou com opo do valor ser dividido em seis parcelas.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 31, 2007

    Nosso BLOG DE NOTCIAS ultrapasa hoje a marca dos 76 MIL acessos. Obrigado!



























    Posts:
     1113

    Rascunhos:
     14

    Comentrios:
     24760

    Visitas nicas:
     76189

    Pageviews:
     78483
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 31, 2007

    MOVIMENTAO PR-POSSE na Assemblia Mineira. Juizforanos ilustres ganham hoje recepo especial, aqui em BH. O anfritrio ser o deputado estadual Lafayette Andrada, PSDB de Barbacena.

    Academia Rio Branco, de Juiz de Fora, vai prestigiar posse do deputado LAFAYETTE ANDRADA, do PSDB de Barbacena, amanh, 1 de fevereiro na Assemblia Legislativa, aqui em Beag.












    O deputado Lafayette Andrada e Luciana Amaral Andrada, radiantes com os 83 mil votos recebidos nas eleies de outubro. Lafayette Andrada chega em grande estilo ao parlamento mineiro.

    A caravana de juizforanos, que vir hoje para a posse, amanh, dia 1, do deputado Lafayette Andrada, segundo Paulo Ely ( diretor financeiro), ser composta por profissionais liberais, empresrios e jornalistas, que durante muitos anos conviveram com Lafayette, quando ele era vereador em Juiz de Fora e frequentava a Academia Rio Branco.

    Aqui em BH,nesta quarta-feira, os Acadmicos sero homenageados pelo deputado com uma recepo de alto nvel.
    At agora mais de 30 acadmicos j confirmaram presena, segundo Paulo Ely, meu amigo de Barbacena, mas que mora em Juiz de Fora h muitos anos onde foi gerente-geral do Banco de Crdito Real, e que diariamente acessa nosso BLOG DE NOTCIAS em JF.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 31, 2007

    Presidente do Centro Industrial e Empresarial de Contagem, Olavo Machado Jnior , faz propsta positiva aos 18 jornais: priorizar o foco no DESENVOLVIMENTO DA CIDADE de Contagem. Informao vem do site www.fiemg.com.br






                                         Ciemg prope desenvolvimento na pauta da imprensa

    O Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais (Ciem g) recebeu representantes dos 18 jornais de Contagem, Regio Metropolitada de Belo Horizonte, nesta tera-feira (30), na sede da entidade, para reforar sua disposio para o dilogo. hora de unir esforos a favor do desenvolvimento da cidade num momento em que a palavra de ordem crescimento, afirmou o presidente do Ciemg, Olavo Machado Jnior.



    Segundo Machado, que recebeu o ttulo Industrial do Ano2006, Contagem tem uma infra-estrutura pronta para acolher um nmero maior de empresas, mas precisa de integrao e vontade poltica para alavancar um crculo virtuoso de prosperidade. Contagem no pode perder o mote do momento, que o desenvolvimento. Se a cidade cresce, as oportunidades se multiplicam ao seu redor, diz.



    O empresrio tambm reforou a necessidade de um maior compromisso e profissionalismo de todas as esferas da sociedade.  O funcionalismo pblico tem que se conscientizar de que um elemento importante no processo de desenvolvimento, assim como a imprensa e a iniciativa privada, apontou.



    A parceria entre a iniciativa privada e a imprensa foi enfocada na palestra do jornalista e assessor da presidncia da Fiemg, Deusdedith Aquino, que tambm apontou o associativismo como sada para a sobrevivncia dos jornais da cidade. A aproximao entre jornais e empresas pode resultar em um processo de desenvolvimento sustentvel, com justia social e adeso a causas positivas para a sociedade, afirmou.



    Segundo Machado, que recebeu o ttulo Industrial do Ano2006, Contagem tem uma infra-estrutura pronta para acolher um nmero maior de empresas, mas precisa de integrao e vontade poltica para alavancar um crculo virtuoso de prosperidade. Contagem no pode perder o mote do momento, que o desenvolvimento. Se a cidade cresce, as oportunidades se multiplicam ao seu redor, diz.



    O empresrio tambm reforou a necessidade de um maior compromisso e profissionalismo de todas as esferas da sociedade.  O funcionalismo pblico tem que se conscientizar de que um elemento importante no processo de desenvolvimento, assim como a imprensa e a iniciativa privada, apontou.



    A parceria entre a iniciativa privada e a imprensa foi enfocada na palestra do jornalista e assessor da presidncia da Fiemg, Deusdedith Aquino, que tambm apontou o associativismo como sada para a sobrevivncia dos jornais da cidade. A aproximao entre jornais e empresas pode resultar em um processo de desenvolvimento sustentvel, com justia social e adeso a causas positivas para a sociedade, afirmou.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 30, 2007

    Nota da Arquidiocese de BH. Vem a Rebanho em BETIM na regio metropolitana.











     

    "REBANHO DO SENHOR" ESPERA REUNIR
    70 MIL FIIS EM BETIM.

    O "Rebanho do Senhor", que h 21 anos rene catlicos em retiro aberto durante o carnaval, ser realizado este ano, de 16 a 20 de fevereiro, em sua 22 edio. Os organizadores calculam que cerca de 70 mil pessoas passaro pelo ginsio poliesportivo de Betim durante os dias do evento. Vinte equipes de voluntrios com quase mil pessoas trabalham desde o incio do ano para garantir transporte, alimentao, recepo, liturgia e assistncia aos participantes.
    O "Rebanho do Senhor" j o quarto acontecimento da cidade, sendo que os trs primeiros so a "Feira da Paz", o "Betim Rural" e o "Liberdade faz a Festa". O evento atrai fiis de todo o pas e, no ano passado, 143 cidades brasileiras estavam representadas. "Fizemos, na ocasio, 50 mil bottons que distribumos na chegada a cada participante. No deu. Por isto, neste ano, achamos que o nmero de pessoas vai ultrapassar os 70 mil", comenta Agda Ribeiro Marcelino, que trabalha na coordenao desde o primeiro "Rebanho".

    TUDO DE GRAA

    Quem quiser participar do retiro s chegar em Betim e ir direto para o ginsio poliesportivo. L, as equipes de recepo tratam de dar todas as informaes sobre hospedagem, alimentao e programa. A participao inteiramente gratuita, nenhuma taxa ou valor de inscrio cobrada. Tambm no h necessidade de fazer inscrio, esta s deve ser feita para a participao das crianas. Apenas pede-se que a pessoa faa a doao de remdios (no vencidos), alimentos no perecveis, roupas, agasalhos e sapatos. O Rebanho-2007 inclui tambm uma programao especial para a crianada, o "Rebainho do Senhor", que j est na sua quinta verso. Haver missas, teatro, fabricao de livro e brincadeiras para a crianada. Mas preciso prestar ateno: s permitida a participao de crianas de 04 a 12 anos, devidamente acompanhadas dos pais ou responsveis, com exigncia de apresentao de documentos para entrada e sada dos locais do evento e com obedincia rigorosa aos horrios determinados para os eventos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 30, 2007

    DE OLHO na Agenda do governador de Minas Acio Neves.









                             Acio recebe detalhamento da fuso da Fosfertil com a Bunge

     











    Omar Freire/Imprensa MG
     

    O governador Acio Neves recebeu, nesta tera-feira (30), no Palcio da Liberdade, o presidente do Conselho de Administrao da Fosfertil e da Bunge Fertilizantes, Mrio Barbosa. Durante o encontro (foto), Barbosa apresentou ao governador detalhes da proposta de fuso das duas empresas, que tm forte atuao em Minas Gerais. A Fosfertil uma das principais fornecedoras de matria-prima para a indstria de adubos no Brasil. J a Bunge Fertilizantes a lder do setor no seguimento varejista no pas. A possvel unio das duas empresas dar origem Fosfertil Fertilizantes, abrangendo desde atividades de minerao at o atendimento a agricultores.

    A Fosfertil, hoje presente em quatro estados brasileiros, tem sua sede em Uberaba, no Tringulo Mineiro. O secretrio de Desenvolvimento Econmico, Wilson Brumer, afirmou que a matriz da nova empresa, a partir da possvel fuso, continuar em Minas Gerais, ampliando as chances de gerao de emprego e renda no Estado.

    Ele lembrou que uma das prioridades do governador Acio Neves atrao de investimentos para Minas como estratgia propulsora de desenvolvimento econmico e social. Desde 2003, o Governo do Estado j garantiu mais de R$ 100 bilhes em investimentos privados e pblicos, que sero concretizados at 2010.

    "As duas empresas esto anunciando uma fuso entre elas e isso vai resultar numa empresa de faturamento de, aproximadamente, US$ 3 bilhes por ano. Acho que uma notcia importante porque nesse processo de desenvolvimento do Estado de Minas Gerais, um dos desafios que temos , cada vez mais, poder trazer para o Estado sedes de empresas, cabeas pensantes das empresas, para que num processo de mdio e longo prazos tambm as decises, ao serem tomadas aqui no Estado, possam trazer benefcios e mais desenvolvimento econmico e social", disse Brumer, em entrevista.

    Expanso em Minas

    Segundo Barbosa, a proposta de fuso uma resposta ao mercado globalizado. Ele explicou que a estratgia criar uma empresa mais competitiva e reduzir a dependncia das importaes. Com isso, ser fortalecido o parque industrial de Minas Gerais.

    "A expectativa investir no aumento da produo de fosfato em Minas, principalmente, na rea de Patrocnio (Alto Paranaba), onde temos uma mina. Enfim, a empresa ganhando musculatura, escala, tem condies de ampliar mais do que ela j vem ampliando", afirmou Barbosa.

    Nos ltimos cinco anos, a Fosfertil investiu, entre expanses em Uberaba, Tapira (MG), Catalo (GO), Araucria (PR), cerca de US$ 750 milhes. J a Bunge investiu em Arax, este ano, cerca de US$ 250 milhes.

    Segundo Barbosa, caso acontea a fuso das empresas, sero intensificados os estudos para abertura da mina de fosfato em Patrocnio. A expectativa de que sejam investidos neste empreendimento US$ 600 milhes. O potencial de produo da mina de 1,5 milho de toneladas por ano de rocha fosftica.  

    "Se for possvel fazermos investimentos, se revelar viabilidade econmica, seria um investimento total da ordem de US$ 600 milhes para a produo de fosfato, cido fosfrico, super fosfato simples, fosfato triplo. A nossa idia ganhar fora e investir para enfrentar a concorrncia internacional", ressaltou.

    Liminar
    A Fosfertil tem unidades nos estados de Minas Gerais, So Paulo, Gois e Paran. Emprega diretamente cerca de 1.800 mil pessoas. J a Bunge Fertilizantes est sediada em So Paulo, tem 3.500 funcionrios e 60 mil clientes. A concluso do processo de fuso est na dependncia do julgamento de liminar, que segundo Mrio Barbosa, dever acontecer nos prximos 15 dias.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 30, 2007

    Confira o perfil dos 70 deputados e 7 deputadas que assumem neste dia 1 de fevreiro. A maioria de empresrios. Em segundo lugar advogados...

     Empresrios, advogados e professores so maioria entre os eleitos

    Com a nova composio da ALMG a partir da 16o Legislatura, que comea nesta quinta-feira (1o/2/07), a Casa ter, entre seus 77 deputados, 20 empresrios; outros 18 tiveram ou tm atuao na rea jurdica, so bacharis em Direito ou advogados. H ainda dez mdicos, 18 professores e dez produtores rurais, alm de cinco engenheiros e cinco jornalistas/radialistas.

    Vrios parlamentares exercem ou exerceram mais de uma atividade profissional, por isso seus nomes constam em mais de uma lista:
    Empresrios: 20

    - Adalclever Lopes- Agostinho Patrs Filho- Antnio Jlio- Brulio Braz- Deir Marra- Djalma Diniz- Elmiro Nascimento- Gustavo Valadares- Incio Franco- Irani Barbosa- Jayro Lessa- Leonardo Moreira- Luiz Humberto Carneiro- Luiz Tadeu Leite- Mauri Torres- Ruy Muniz- Tiago Ulisses- Vanderlei Miranda- Z Maia- Zez Perrela.
    Direito (bacharis, advogados, defensores): 18

    - Ademir Lucas- Antnio Jlio- Arlen Santiago- Carlin Moura- Djalma Ribeiro- Deir Marra- Dlio Malheiros- Delvito Alves- Dimas Fabiano- Dinis Pinheiro- Getlio Neiva- Gustavo Corra- Gustavo Valadares- Ivair Nogueira- Luiz Tadeu Leite- Sebastio Costa- Tiago Ulisses- Z Maia
    Professores: 17

    - Almir Paraca- Ana Maria Resende- - Djalma Diniz- Durval ngelo- Elbe Brando- Glucia Brando- Lafayette Andrada- Luiz Tadeu Leite- Marcos Pestana- Maria Lcia- Padre Joo- Paulo Guedes- Rosngela Reis- Ruy Muniz- Svio Souza Cruz- Sebastio Costa Sebastio Helvcio
    Mdicos: 10

    - Arlen Santiago- Carlos Mosconi- Carlos Pimenta- Doutor Viana- Hely Tarqnio- Rinaldo Valrio- Fahim Sawan- Neider Moreira- Ruy Muniz- Sebastio Helvcio
    Produtores rurais: 10

    - Antnio Carlos Arantes- Dilzon Melo- Dimas Fabiano - Domingos Svio- Elmiro Nascimento- Incio Franco- Leonardo Moreira- Luiz Humberto Carneiro- Mauri Torres- Ronaldo Magalhes
    Engenheiros: 5

    - Elisa Costa- Fbio Avelar- Ivair Nogueira- Rmulo Veneroso- Svio Souza Cruz
    Administradores de empresas: 4

    - Alberto Pinto Coelho- Gil Pereira- Walter Tosta- Wander Borges

    Jornalistas/radialistas: 5
    - Alencar da Silveira Jr.- Carlin Moura- Getlio Neiva- Juninho Arajo- Luiz Tadeu Leite
    Suplentes:

    Irani Barbosa: empresrio - Rmolo Aloise: mdico-Ronaldo Magalhes: produtor rural-Vanderlei Jangrossi: projetista e tcnico em mecnica



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 30, 2007

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. Da esquerda para a direita, o empresrio juizforano do Grupo Bahamas, Jovino Campos, o colunista Csar Romero e o renomado advogado Dcio Freire.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 30, 2007

    De olho no governador de Minas e seus colegas de outros 10 Estados que se posicionam em relao do Plano Econmico do governo Lula em busca da retomada do crescimento econmico.









                               Governadores de Estado definem pauta comum de propostas

     











    Omar Freire/Imprensa MG
     

    O governador de Minas Gerais, Acio Neves, participou nesta segunda-feira (29), em Braslia, de reunio com outros 11 governadores de vrias regies do pas para discutir agenda comum de interesse dos estados a ser negociada com o governo federal. Durante o encontro, foi elaborada uma proposta com 15 itens que dever ser discutida com os demais governadores e encaminhada ao ministro das Relaes Institucionais, Tarso Genro. No dia 6 de maro, os governadores se reuniro com o presidente da Repblica, Luiz Incio Lula da Silva, para apresentarem novas propostas ao Programa de Acelerao do Crescimento (PAC) e garantir mais recursos para o desenvolvimento dos estados.

    O que queremos participar do esforo do governo federal de retomada do crescimento. Se no houver alguma flexibilizao nas nossas condies para investir, esse esforo do governo federal ser muito tmido. No vamos colocar isso nos termos de aprova-se ou no o programa. O que queremos e estamos aceitando, na verdade, um convite do presidente da Repblica para discutir outras questes e, com isso, estamos antecipando uma pauta. Esperamos que o governo federal possa, at o dia 6 de maro, ter uma manifestao objetiva em relao a isso, afirmou Acio Neves, em entrevista (foto).        

    CPMF


    Segundo o governador, entre as propostas defendidas durante a reunio, est o repasse aos Estados de parte da arrecadao da CPMF (Contribuio Provisria sobre Movimentao Financeira), que gira em torno de R$ 34 bilhes por ano. De acordo com a proposta, 20% dos recursos da CPMF seriam repassados aos estados e 10% aos municpios.

    Buscamos uma participao dos estados e dos municpios na CPMF, que precisar ser prorrogada at o final desse ano. A nossa idia inicial que uma participao em torno de 20% para os estados e 10% para os municpios possa ser integralmente investida na rea da sade. Portanto, seria vinculao especifica para a sade, disse.

    Fundeb


    Os governadores tambm propuseram modificaes no Fundo de Manuteno e Desenvolvimento da Educao Bsica (Fundeb) criado para financiar a educao bsica (ensinos infantil, fundamental e mdio) em substituio ao Fundo de Manuteno e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorizao do Magistrio (Fundef), que financia somente o ensino fundamental. Os governadores sugeriram a criao de um percentual diferenciado para cada um dos trs nveis de ensino, j que os custos do ensino mdio so maiores que os outros.

    Tem que ter um percentual diferenciado. Estamos discutindo 0,7% para o infantil, 1% para o ensino fundamental e 1,3 % para o ensino mdio, que muito mais oneroso e tem caractersticas diferentes do ensino infantil. Apesar de parecer que um programa do governo federal, pequena a participao da Unio no Fundeb. O que precisa agora ter uma compreenso de que o ensino mdio mais oneroso que o infantil, explicou.

    Cide e Lei Kandir


    Outra proposta discutida pelos governadores foi o aumento da participao dos estados na distribuio da Cide (imposto sobre os combustveis) dos atuais 29% para 46% e a criao de um fundo para garantir o ressarcimento com as perdas relativas Lei Kandir. Segundo Acio Neves, as propostas permitiro a desconcentrao de recursos em poder da Unio de forma que os estados possam, efetivamente, participar do processo de crescimento do pas.

    No podemos continuar vivendo com essa corda esticada a cada ano. Queremos que as contribuies da Unio retomem o patamar histrico quando da criao da Lei Kandir, em torno de 50% das perdas. Somos uma federao, um estado continental. No se pode definir todas as aes que levem ao crescimento do pas com uma viso unitria, centralista. o que ns queremos, com essas sugestes, trazer aqui: contribuies para que os estados possam participar efetivamente desse processo, afirmou Acio Neves.

    Reunio suprapartidria


    Segundo Acio Neves, os governadores querem que o governo federal garanta mais capacidade de investimentos aos estados para que eles possam contribuir com o desenvolvimento do pas. Ele destacou que a reunio contou com a participao de governadores de vrios partidos, o que demonstra responsabilidade dos governantes no desenvolvimento de seus estados e do pas.

    Foi uma reunio suprapartidria. No se colocou de um lado da mesa governadores de oposio e, do outro, da situao. Somos todos governadores com responsabilidades com nossos estados, mas tambm, com a Unio. No se constri um projeto de desenvolvimento nacional ousado e efetivo, se no houver a participao dos entes federados. Com as propostas que estamos aqui hoje apresentando, queremos dar a nossa contribuio e participarmos, como da nossa responsabilidade, desse esforo do governo federal, acrescentou.

    Tambm participam do encontro, os governadores do Distrito Federal, Jos Roberto Arruda (PFL); do Mato Grosso, Blairo Maggi (sem partido); de Sergipe, Marcelo Deda (PT); do Esprito Santo, Paulo Hartung (PMDB); de Gois, Alcides Rodrigues (PP), do Mato Grosso do Sul, Andr Puccinelli (PMDB); do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB); de Santa Catarina, Luiz Henrique (PMDB); do Piau, Wellington Dias (PT); da Paraba, Cssio Cunha Lima (PSDB) e Amazonas, Eduardo Braga (PMDB).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 30, 2007

    Vitria do TUPI de Juiz de Fora sobre o Atltico destaque na coluna do nosso amigo Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.

    ANTENADO
    A vitria do Tupi em cima do Atltico foi insofismvel, mas poderia ter sido uma goleada histrica se no fossem os equvocos da arbitragem, o pnalti perdido por Sidney e o gol feito desperdiado por Renato Santiago.
    Jogando um segundo tempo primoroso, o time comandado pelo ex-craque Tita, deu mostras de que pode ter futuro no Campeonato Mineiro se continuar demonstrando raa. E se os rbitros e auxiliares no continuarem a prejudicar os times do interior.
    Destaque ainda no jogo a atuao do goleiro do Tupi, Marcelo Cruz, que fechou o gol.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 29, 2007

    NOVA SERRANA brilha com seus calados no SP Fashion Week. o que diz nota do site da FIEMG, assinada pelo jornalista Ney Doyle Jr, editor-geral do Economia e Negcios - um Programa Fiemg, qua vai ao ar s teras e quintas-feiras na REDE MINAS.






                                                Nova Serrana no So Paulo Fashion Week

    As cores fortes e os desenhos ousados marcaram o desfile de tnis de Nova Serrana no So Paulo Fashion Week. Com a assinatura do estilista Ronaldo Fraga, os calados exibiam estampas que lembravam a china, solados coloridos e muito cano alto. Ao todo, foram 35 modelos nas passarelas, a maioria seguindo a linha adventure. Foi um trabalho que durou seis meses, mas que valeu a pena, declarou Fraga logo aps o desfile, quando se encontrou com os empresrios de Nova Serrana, ainda no camarim.



     

    Todo o desfile impressionou o pblico, disse o presidente do Sindinova, Jnior Csar Silva, referindo-se elegncia das roupas, dos tnis e de toda a coreografia montada para o espetculo. No incio, 100 descendentes de orientais, vestidos com macaces que lembravam operrios de fbricas, sentaram-se ao lado da passarela, cada um com um prato de arroz. Depois, foi a vez das roupas e dos tnis. Durante 12 minutos, tudo lembrava a China.



     

    Para o presidente da Fiemg Regional Centro-Oeste, Afonso Gonzaga, a participao das indstrias caladistas de Nova Serrana no So Paulo Fashion Week veio mostrar a capacidade dos empresrios em agregar valor aos seus produtos. Nossa participao aqui uma prova de que Minas tem indstrias capazes tecnologicamente para competir em todo os nichos de mercado, afirmou.



     

    Vrios modelos de tnis que desfilaram em So Paulo j esto sendo produzidos comercialmente. Os empresrios esto montando cerca de 45 novos modelos, e alguns j esto nas lojas, afirmou a designer Lilan Veloso, que acompanhou de perto todo o trabalho do Ronaldo Fraga na cidade mineira.



     

    As marcas de Nova Serrana no SPFW



     

    Ecosport, Kuadra, Cromic, Vizone, Flor, Trendy, Lindi, Jlia Mezzetti e Zaga. Estas so as nove marcas do plo caladista de Nova Serrana que desfilaram, na sexta-feira, dia 26, no So Paulo Fashion Week. A idia inovadora partiu dos empresrios da cidade, ao constatarem as dificuldades de mercado causadas pela invaso de produtos chineses. Resolvemos investir em estilo, em design, de forma a agregar mais valor ao nosso produto, informou o presidente do Sindinova, Jnior Csar Silva.



     

    A cidade possui mais de 800 fbricas de sapato a maioria trabalhando com calados esportivos. Com a entrada do produto chins, a produo local caiu cerca de 3% em 2006. Mesmo assim, nosso faturamento manteve-se estvel, ressaltou o dirigente sindical.



     

    O trabalho de desenvolvimento do segmento caladista em Nova Serrana vem contando com o apoio da Federao das Indstrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), que participa do Arranjo Produtivo Local (APL).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 29, 2007

    Tudo pronto para a posse dos 70 deputados e 7 deputadas estaduais, na quinta-feira, com transmisso AO VIVO pela TV Assemblia. Aqui na capital, canal 11 a cabo e no Interior pelo UHF.

     

                                  Deputados mineiros tomam posse em 1 de fevereiro

    Os 77 deputados estaduais eleitos para a 16 Legislatura (2007/2011) sero empossados no dia 1o de fevereiro, s 14 horas, em Reunio Preparatria no Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais. A solenidade ser presidida pelo deputado mais idoso, Hely Tarqnio (PV), at que seja eleita a Mesa que dever conduzir os trabalhos legislativos nos dois primeiros anos da Legislatura. A eleio da Mesa da Assemblia ser em seguida.

    Durante a reunio, os deputados eleitos prestaro o compromisso de posse, que ser lido pelo presidente e que est previsto no artigo 6 do Regimento Interno da Assemblia: "Prometo defender e cumprir as Constituies e as leis da Repblica e do Estado, bem como desempenhar, leal e honradamente, o mandato que me foi confiado pelo povo mineiro". Cada um dos 77 deputados chamado nominalmente e assina o termo de posse. A reunio, ento, ser suspensa para que os novos deputados recebam os cumprimentos.

    Eleio da Mesa

    Aps os cumprimentos, a reunio ser retomada para que acontea a eleio dos integrantes da Mesa da Assemblia, que feita em votao secreta, cargo a cargo, para um mandato de dois anos. O registro dos candidatos - individualmente ou por chapa - pode ser feito at duas horas antes da reunio destinada eleio.

    O presidente da Assemblia dever ser eleito pela maioria dos votos dos deputados, ou seja, um mnimo de 39 votos. Os demais membros - 1, 2 e 3 vice-presidentes e 1, 2 e 3 secretrios - precisam de maioria simples para que sejam eleitos. A votao secreta e individual, registrada atravs de cdulas previamente impressas, depositadas em urna. Feita a apurao, o presidente da reunio, at esse momento o deputado mais idoso, proclama os eleitos e os empossa.

    Depois da posse dos integrantes da Mesa, o presidente eleito instala a 16 Legislatura da Assemblia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Pela primeira vez na histria do legislativo mineiro, a instalao da 1 sesso legislativa ordinria ocorrer no mesmo dia em que os deputados tomam posse. Isso porque a Emenda Constituio 74/06 reduziu o recesso parlamentar de 90 para 55 dias, antecipando o reincio das atividades do Parlamento de 15 de fevereiro para 1 de fevereiro.

    Momento Ecumnico

    A programao da posse dos deputados inclui ainda uma missa em ao de graas e um culto evanglico, ambos na quarta-feira (31/01). A missa ser celebrada s 17h30 pelo Arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, na Igreja Nossa Senhora de Ftima, na Praa Carlos Chagas, 33 (Praa da Assemblia), no Santo Agostinho. J o culto, s 19h30, ser dirigido pelo Presbtero Presidente da Comunidade Crist da Zona Sul, Pastor Naif de Almeida, na sede da prpria comunidade, na Avenida do Contorno, 7.492, Lourdes.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 29, 2007

    Destaque da semana vem do renomado Escritrio de Advocacia - Dcio Freire & Associados.

                      Previdncia Social altera a data de recolhimento das contribuies a cargo da empresa

    Por intermdio da Medida Provisria n 351/2007, foi alterada a data de recolhimento das contribuies previdencirias a cargo da empresa, inclusive as contribuies referentes remunerao dos empregados, trabalhadores avulsos e prestao de servios do contribuinte individual para o dia 10 do ms seguinte ao da competncia a que se refere. O mesmo prazo de recolhimento dever ser observado pela empresa adquirente, consumidora ou consignatria ou cooperativa sobre o valor da operao de venda ou consignao da produo rural, independentemente de estas operaes terem sido realizadas diretamente com o produtor rural ou com intermedirio pessoa fsica. A reteno de 11% do valor bruto da nota fiscal ou fatura de prestao de servios prestados mediante cesso de mo-de-obra, inclusive em regime de trabalho temporrio, tambm ser recolhida no dia 10 do ms subseqente ao da emisso da respectiva nota fiscal ou fatura.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 29, 2007

    EXEMPLO A SER SEGUIDO. Que tal pagar o IPTU s a partir de junho? Esse sonho j realidade em BETIM, regio metropolitana de Beag. A medida tomada pelo secretrio-adjunto de Fazenda, Almir Mendes, reduziu a inadimplncia em quase 60%.

                         A idia do secretrio-adjunto Almir Mendes, surgiu da experincia dele no setor privado. Ele administrador de Empresas e formado tambm em Gesto Empresarial. E Todo comeo de ano, ele se perguntava - por que no cobrar os impostos como o IPTU no meio ano, ao invs de sempre em janeiro, ms onde todo mundo fica com o caixa baixo por causa das despesas tradicionais de final e de incio de ano, como IPVA, matrcula escolar, frias,etc... A ento, assim que assumiu a secretaria em Betim colocou em prtica a medida. De imediato, o secretrio Adjunto de Fazenda Almir Mendes conseguiu reduzir a inadimplncia de IPTU em quase 60%, agradando a populao e fazendo caixa para pagar 50% do dcimo terceito salrio do funcionalismo municpal de Betim.
                        Agora, em 2007, ser cobrado o IPTU de quem quiser pagar vista em junho ou com opo do valor ser dividido em seis parcelas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Janeiro 28, 2007

    SAI CHOQUE DE GESTO 2 do governador Acio Neves, em Minas. Confira os detalhes!











                                        Governo divulga leis que aprofundam o Choque de Gesto

     


    Por determinao do governador de Minas Gerais, Acio Neves, o dirio oficial "Minas Gerais" publicou nesta sexta-feira (26) as primeiras leis delegadas autorizadas pela Assemblia Legislativa em 15 de dezembro passado. Com elas, o Governo de Minas aprofunda o Choque de Gesto implantado desde 2003 e que se transformou em referncia nacional de eficincia em gesto pblica. Esta segunda gerao de inovaes na administrao pblica busca aumentar ainda mais a transparncia nas aes das administraes direta e indireta e agilizar a prestao de servio ao cidado, fazendo com que as decises governamentais cheguem mais rpido populao e garantam a melhoria na qualidade de vida de todos os mineiros.

    As leis delegadas seguem a orientao principal do governador Acio Neves: perseguir insistentemente a qualidade no gasto pblico, a gesto eficiente e o controle fiscal como instrumentos para a melhoria da qualidade de vida da populao. Para isso, as estruturas das secretarias, rgos, autarquias e fundaes sero reorganizadas, por meio das leis delegadas, de forma que as aes governamentais sejam mais rpidas, eficientes e com menor custo e burocracia.

    Mais uma vez, o Governo de Minas inova ao transformar em lei um programa de metas. O programa "Estado para resultados", lanado no incio deste ms, faz parte do conjunto de leis delegadas. A reestruturao das secretarias e demais rgos foi realizada de acordo com as necessidades de cada um dos 50 projetos estruturadores que compem o programa "Estado para resultados".

    Por que o governo decidiu aprofundar as mudanas estruturais?
    Para que a gesto do Estado em Minas Gerais possa assumir um compromisso ainda mais rigoroso com a qualidade, a eficincia e o melhor atendimento ao cidado. Ao decidir aprofundar o Choque de Gesto em seu segundo mandato, o governador Acio Neves estabeleceu como prioridade a implementao de programas focados na reduo das desigualdades sociais e na melhoria da qualidade de vida dos mineiros. Para isso, necessrio que as aes de governo produzam resultados que beneficiem os cidados com maior rapidez, sobretudo nas reas de sade, educao, segurana e obras de infra-estrutura que induzam o desenvolvimento econmico e, conseqentemente, promovam o avano dos indicadores sociais nas diversas regies mineiras, em especial naquelas com os menores ndices de Desenvolvimento Humano (IDH).

    Qual foi a lgica para estas mudanas?
    Desde 2003 o governador Acio Neves fez do planejamento uma ferramenta de gesto que rompe com a lgica da improvisao. A implementao do Choque de Gesto resultou, ao final de 2004, na extino de um dficit de R$ 2,4 bilhes, condio sem a qual no haveria a possibilidade de retomada dos investimentos por parte do Estado. Parte destas medidas foi a extino de 30% das estruturas de alta direo e do corte de 3 mil funes remuneradas, alm da unificao da folha e do oramento, da reduo do salrio do governador e de todo o primeiro escalo. Somente os preges e os leiles da dvida pblica resultaram em economia de cerca de R$ 650 milhes. Agora necessria a adequao da mquina pblica para o cumprimento das novas metas j definidas no programa "Estado para resultados".

    Quais os instrumentos que o governo est criando para garantir que os resultados sejam alcanados?
    So diversos, mas dois se destacam no trip sob o qual se construiu a transformao da mquina pblica em Minas: a eficincia da gesto, a valorizao do servidor pblico e a transparncia nos procedimentos adotados. A valorizao do servidor se deu atravs da regularizao do pagamento mensal e do 13 salrio, o pagamento das verbas retidas e a aprovao e implementao dos Planos de Carreira, que provocaram um impacto de R$ 1.164 bilho/ano equivalente a um aumento de 18,65% na folha de pagamentos. So estes os destaques:

    1 Acordo de Resultados:
    Os Acordos de Resultados criaram uma metodologia de trabalho inovadora que viabilizou maior eficincia da mquina pblica com cumprimento de metas e alta capacidade de execuo oramentria.

    2- Certificao:
     Uma outra medida indita no setor pblico brasileiro o processo de certificao dos superintendentes de planejamento, gesto e finanas (SPGF) que tiveram sua capacidade profissional avaliada e atestada pela Universidade Federal de Minas Gerais. A partir de agora todos os responsveis pelas SPGF sero pessoas com competncia tcnica avaliada e atestada pela entidade certificadora.

    Quais so as mudanas em relao ao servidor pblico?
    No ser feita nenhuma mudana que afete os servidores efetivos. No haver demisso nem reduo de salrios dos servidores efetivos. Desde o primeiro mandato do governador Acio Neves, o Estado vem adotando uma srie de medidas destinadas valorizao dos servidores efetivos. Entre outros benefcios concedidos aos funcionrios, o Governo de Minas criou novas tabelas de vencimento bsico, implantou a promoo por escolaridade adicional e passou a distribuir vales-alimentao. Alm disso, vem realizando concursos pblicos em todas as esferas da administrao e facilitando o acesso dos servidores a cursos de aperfeioamento profissional, visando consolidao de Minas como o Estado com o melhor servio pblico do pas.

    Por que o programa "Estado para resultados" faz parte da lei delegada?
    Para viabilizar, em forma de lei, o programa que alinha as aes estratgicas de governo, articulando os rgos e entidades encarregados da gesto dos projetos estruturadores e associados, bem como as reas de resultados. Alm disto, o objetivo tambm de acompanhar e avaliar a efetividade das polticas pblicas e oferecer conhecimento pblico das metas e resultados relacionados gesto estratgica do governo, contribuindo, assim, para o controle por parte da sociedade. Com isto, refora-se o carter de seriedade e planejamento que envolve as aes do governo, rompendo com a lgica da improvisao e da desarticulao das aes administrativas que tantos danos j trouxeram ao pas.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Janeiro 28, 2007

    Destaque deste domingo, ltimo de janeiro, vem da coluna do meu amigo Csar Romero do jornal Tribuna de Minas de Juiz de Fora. Minha ex-professora de diagramao no curso de Comunicao Social na Universidade Federal de Juiz de Fora, Vera Amaral, deu festa em alto estilo em homenagem a seu marido o advogado tributarista Francisco Xavier Amaral. Confira as fotos!











     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Janeiro 28, 2007

    Repercute nota que demos aqui no nosso BLOG DE NOTCIAS sobrea sucesso presidencial em 2010. Confira!

                                                      Dupla mineira para o Planalto em 2010
                                                 bebe gua limpa nas terras de JK - Diamantina.

                     Tudo indica que a dobradinha PSDB/PFL continuar na disputa presidencial na sucesso do presidente Lula. O governador de Minas, Acio Neves e o governador do Distrito Federal, o mineiro de Itajub, sul do Estado, Jos Roberto Arruda tem muita coisa em comum, alm de serem conterrneos: faro poltico, competncia, obstinao e esprito pblico.
                     E os dois tm estado juntos em longas conversas sobre o quadro poltico e principalmente a experincia de suceeso de Acio Neves em Minas com seu Choque de Gesto. No ser surpresa se os dois estiverem junto em 2010. Acio na cabea de chapa para presidente, claro. Foi o que nos garantiu uma fonte bem informada e amigo dos dois e que prefere, por razes estratgias se manter no anonimato. Coisa de mineiro!

    2 comentrios                       


    ____________________________________________________________







    Comentrios

    #1. Jos Ciro Mota - (jciro@clamper.com.br)
    Joo Carlos,tenho certeza que ser um grande furo jornalistico.
    Parabens pela sua capacidade de anteceder aos fatos.
    Abraos dos amigos da Casa Porto.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Janeiro 27, 2007

    DA srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. O consagrado editor de livros jurdicos Arnaldo Oliveira (leia-se EDITORA DEL REY), aniversariando. Nosso BLOG DE NOTCIAS deseja parabns ao boa praa e amigo!


     Da esquerda para a direita: o editor jurdico, Arnaldo Oliveira e sua mulher urea Oliveira e o secretrio de Estado de Asssuntos Institucionais do governo Acio Neves, o ex-ministro
    e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Mrio Veloso.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Janeiro 27, 2007

    DE OLHO NA TV.

    DOSE TRPLA na TV Assemblia, neste final de semana, onde a vida inteligente acontece com bons programss de debates. VIA JUSTIA, SALA DE IMPRENSA e ASSEMBLIA DEBATE (que ancoramos), so opes que recomendamos para voc que quer se INFORMAR e PENSAR sobre a atualidade, fugindo da programao conhecida da maioria dos canais abertos, com raras excees. Confira!













     Via Justia

    O programa desta semana discute a responsabilidade das empresas e o papel da justia nos casos de crimes ambientais. Participam do programa a promotora Shirley Fenzi Berto, que atua na rea ambiental e o defensor pblico, Gustavo Corgosinho. O Via Justia neste sbado, s 16h20, e domingo, s 19h.










     Sala de Imprensa



    O assunto do programa  o panorama poltico, econmico e social da Amrica Latina depois de finalizado o processo eleitoral para presidentes na regio. O professor do Uni-BH Leonardo Ramos, faz uma anlise sobre o assunto. Tambm participam do programa, os jornalistas Ricardo Gandra e Sueli Cota, da rdio CBN. O Sala de Imprensa vai ao ar neste  sbado, s 21h, e domingo, s 18h.












     Assemblia Debate

    Os brasileiros esto vivendo mais: a expectativa mdia de vida subiu de 70,5 anos em 2000 para 72 anos em 2005. Os presidentes do Conselho Estadual do Idoso, Felipe Willer, da Comisso de Direitos da OAB de Minas, Carlos Vtor Muzzi, da Federao dos Aposentados e Pensionistas, Robson de Souza Bittencourt, e o mdico geriatra Flvio Canado, fazem uma anlise do assunto. O Assemblia Debate vai ao ar neste sbado, s 22h30, e domingo, s 13h.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Janeiro 27, 2007

    DA srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.

                                               CELEBRANDO A VIDA LA BAGGIO.
                         O empresrio Antnio Eduardo Baggio abriu sua cobertura no elegante bairro de Lourdes, ao lado Diamond Mall, aqui em Belo Horizonte, capital mineira, para receber um grupo de amigos e amigas " En pettit Comit". No jantar italiana, precedido de frios e queijos, regados a um bom vinho da velha Europa ( Itlia, terra dos ancestrais do anfitrio) e do Novo Mundo (Chile). Baggio, um simptico e afetuoso amigo, atendeu a todos com ateno e carinho, sempre sorridente, satisfeito de ver os amigos felizes, alegres, em famlia, diramos ns. Na noite, onde ele preparou e serviu uma massa especial com bacalhau, no faltou uma gostosa torta, irresistvel, saboreada com finos licores e um bom caf ao final. 
                         O empresrio Antnio Baggio, que dono da IMBALLAGGIO, uma das mais conceituadas empresas do ramo de papel e papelo de Minas e do Pas, dirige pela segunda vez o SINPAPEL - Sindicato da Indstria de Celulose, Papel e Papelo de Minas Gerais, filiado Fiemg. Outro ngulo do jantar CELEBRANDO A VIDA LA BAGGIO.
                         Ele prestou uma homenagem amiga Maria Ceclia lvares, uma mineira que mora na Inglaterra, na cidade de Worschester. Maria Ceclia vai se casar l, dia 7 de abril, com o auditor de controle da Aeronutica, o escocs Jim Mclean. Desejamos ao casal felicidades! Bem, estavam presentes ao agradvel jantar no ap de Baggio: Mnica Monteiro, Ricardo Guido, Zezinho Magela, Otvio Clementino, que mais uma vez animou a conversa com seu humor irresistvel, Beatriz Monteiro, Claudia Barros e Ana Cristina Monteiro. CLIK na FOTO para ampli-la.
















                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Janeiro 26, 2007

    BA DE MEMRIAS! Barbacena, eu me lembro... Uma homenagem do nosso BLOG DE NOTCIAS ao trabalho do colunista Arthur Bernardes do site www.barbacenaonline.com.br Confira!






                                    Barbacena, eu me lembro...







                                              ARTHUR BERNARDES (arthurbernardes@tknet.com.br)
                                                                                






    ... das matines de domingo no cine Apolo. Primeiro, a troca de revistas no saguo do cinema. Era o tempo do Gibi, do Guri e os heris que embalavam nossos sonhos de meninos: Tarzan dos Macacos (Johnny Weissmuller, primeiro e nico), Nyoka, a Rainha das Selvas; Super Homem; Mandrake, Batman e Robin.
    A matine comeava com o "Jornal da Tela", a telinha quadrada, a consagrada msica de fundo com a orquestra de Ray Conniff, destacando o futebol no Rio de Janeiro (ainda no havia televiso).
    O filme dominical variava entre os faroestes americanos: Roy Rogers, Rock Lane, Hopalong Cassidy, Durango Kid, e as chanchadas da Atlntida, com os artistas nacionais: o impagvel Z Trindade; Mazzaroppi; Oscarito, a irreverente, j naquela poca, Dercy Gonalves; Grande Otelo; Jos Lewgoy; Ankito e Col; Zez Macedo, e as divinas Eliana e Adelaide Chiozzo, esta com seu inseparvel acordeom, musas de nossas incipientes fantasias sexuais.
    Depois do filme, o momento mais esperado: o seriado americano com um captulo a cada domingo: viagens interplanetrias com as fantsticas naves espaciais de Flash Gordon, sua eterna namorada Dale Arden e o cientista Dr. Zarkov, ou ento, as aventuras de Jim das Selvas.
    Deveria haver um museu preservando todo esse tesouro de um tempo de magia e encantamento que, hoje, infelizmente no existe mais.
    Barbacena, eu me lembro... saiamos do cinema com a alma em transe e um tema para o sonho da noite ou as brincadeiras do dia seguinte...

    Mande tambm a sua colaborao para o e-mail ricardo@barbacenaonline.com.br.







    ... das confuses na Rua XV com os alunos da EPC do Ar nos anos de 1963, rivalidade pela conquista das namoradas barbacenenses, e elas s queriam namorar os futuros oficiais da Aeronutica.
    (Henrique Sergio Discacciati -Campinas SP)


    .... da casa da Bola Vermelha, da Casa Popular, da Socomatel, da Casa da Sogra,do Bar do Tavares, do Romanoffs, da Bemoreira Ducal, da loja Confiana, do Bar da gua, do Caf Apolo, do Bar do Bambu, da Bombonire Vilma, da Primavera, da casa de bicicletas do Sr. Epifnio, do Bar Colonial, da Casa Nova, da loja de panos do Joo Turco, da loja A Imperial, da padaria Mug, da loja a Expedicionria, da padaria Trieste, da sinuca do Maurcio, do Mr. Babu, do restaurante a Brasileira, do Bar Tio Patinhas, do Bar do Pedro Cimino, do Chuvs, do Sovons, do Bar Itagiba, do Imprio da Msica, do Banco da Lavoura, do Banco Credireal, da Casa Sad, do Hirondelles.....
    ( Ricardo V. Paolucci)


    ... do nosso maravilhoso Bar e Pizzaria Tafi que at hoje um dos melhores lugares para se ouvir uma boa msica, conversar com os amigos e que tem um tira-gosto maravilhoso. Tambm, no podendo nos esquecer do melhor atendimento que permanece at hoje do nosso querido (mas meu amor) Eduardo 'Caf' e seu irmo Edgar.
    (Brbara de Andrade)


    ... dos domingos na casa de meus avs, morvamos na rua Jos Bonifcio, atual casa da Nazinha, que alis est muito bem reformada. Mas saiamos de l e quando meu pai tinha dinheiro, amos de "carro de praa", seno amos a p e a casa de meus avs era no bairro Alto da Fabrica, em frente Baslica So Jos. Meu av era Jos Rocha Miranda e Maria da Conceio, nos tratavam muitssimo bem, nos deixando a vontade. Me lembro do barraco onde ele deixava suas ferramentas, l me lembro dele esconder aquelas ferramentas mais importantes ou mesmo perigosas e deixando a nosso bel prazer, aquelas que podamos pegar sem nos machucarmos e sem lhe dar nenhum prejuzo.
    O frango caipira preparado ao molho pardo, os picols que minha av fazia e vendia, eram de vrios sabores, manga, chocolate e o mais gostoso na minha opinio,"o de abacate". Ela os fazia naquelas forminhas de gelo, de metal colocando um palito que meu av fazia na oficina dele, vendia cada um por dez, vinte centavos na poca, mas pra ns ela fazia sempre uma ou duas forminhas e separava.
    Aps o almoo chegava minhas tias, esposos e filhos (primos), l as brincadeiras aumentavam, isso quando meu av um musico de mo cheia nos brindava com um sarau tarde, tocando de seu clarinete mgico, musicas populares, como chorinhos, valsas entre outras.
    Bons tempos aqueles, me lembro na poca de Jubileu e as subidas para vermos as barraquinhas, com a Tia Ieda, tia Awani, ou tia Elisete, coisa boa olhar a roda gigante, o carrossel, eu era feliz e no sabia... minto, sabia sim.
    (Joo Carlos)


    ... muito do Tekilas Bar ali prximo na Rua Tomz Gonzaga, como era bom ficar conversando com os amigos e conterrneos...
    (Jader Borges Guimares - Braslia-DF)


    ... do sovon's, do bloco do pijama, do bar Comel e do oba, oba da praa do rosrio, e do pastel com aquele molho de pimenta no copo americano!!que saudade!!
    (NILZA FERREIRA RODRIGUES - SO JOSE DOS CAMPOS -SP)


    ... e como lembro dos bons tempos em que visitvamos o vov Manoel Mouro, na casa da tia e do saudoso tio, militar da aeronutica e professor de educao fsica... quantas saudades, boas lembranas.... deste "pato preto"!
    Hoje, com a vida feita, famlia encaminhada e, graas a educao e a boa formao moral e crist, recebida de nossos pais, o exemplo de vida e os conselhos que recebemos (eu e meus primos e primas!), podemos agradecer a todos que nos precederam nesta jornada terrestre... vov, titio e titias... enfim deixo de relacionar todos, pois acredito que uma edio pouca. Registro apenas o lugar que ns ficvamos, quente, pelo aconchego de um lar... frio do clima da boa e velha mantiqueira... aonde nas frias manhs tampava o relgio da estao que vamos da cozinha da casa da titia, enquanto tomvamos o caf matinal... quantas saudades... daqueles tempos que jamais esquecerei... na lembrana, tambm, o nmero 14..., da av. Bias fortes... Abrao a todos.
    (Jonas Mouro - Braslia/DF)


    ... do saudoso tempo em que o uniforme do Colgio Estadual era cala cinza, sapatos marrons, meias brancas, camisa de mangas compridas, fitinha verde na gola e um triangulo verde no bolso com as iniciais CE. As moas com saias cinza, meias 3/4 sapatos marrons, gravatinha verde.
    (Odair Reis Barbacena)



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Janeiro 26, 2007

    De olho no trabalho do Escritrio de advocacia Dcio Freire & Associados. Veja o que acontece no mundo das empresas. As intenes do governo federal, em pauta.











    Memorando Tributrio N 91

    Sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

    1 - GOVERNO QUER UNIFICAR ICMS, IPI, COFINS E PIS

    Ao apresentar o Programa de Acelerao do Crescimento, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, fez duas cobranas pblicas. A primeira, pela continuidade da queda dos juros, foi dirigida ao presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. "O mercado est esperando uma reduo da taxa Selic, a continuao, viu, Meirelles?", afirmou, provocando risos na at ento sisuda platia da cerimnia. A segunda foi endereada aos governadores e parlamentares, que discutem h quase uma dcada, sem resultados prticos, uma reforma tributria que simplifique a cobrana de impostos no pas.

    "Ns gostaramos de discutir com os senhores governadores e com os senhores parlamentares uma reforma tributria mais ambiciosa do que aquela que se encontra hoje no Congresso. Uma reforma tributria que realmente possa atender os anseios de simplificao, de desburocratizao, de agilizao das operaes do setor produtivo, porque hoje ns temos um sistema tributrio complexo, muito diversificado, que atrapalha a produo", discursou Mantega, sem entrar em detalhes.

    O ministro no disse, mas sonha com a unificao de tributos como ICMS, IPI, Cofins e PIS em um Imposto sobre Valor Agregado, o IVA. O secretrio nacional de Poltica Econmica, Jlio Srgio Gomes de Almeida, detalhou as intenes do governo federal. Segundo ele, a rediscusso da reforma tributria tem como objetivo completar o processo de desonerao sobre a produo no pas, que avanou mais no mbito federal que no estadual.

    Sobre o PAC, o secretrio concorda com avaliao de economistas de que preciso elevar a taxa de investimentos de 20% para 25% do PIB para que o Brasil possa crescer 5% ao ano. O crescimento do investimento para o patamar de 25%, alerta ele, no pode ser garantido apenas com o pacote do governo, e no deve ocorrer antes de trs anos.

    (Fonte: Terra Magazine |  Data: 23/1/2007) Fonte: Terra Magazine |  Data: 23/1/2007)



     2 - REDUZIDA ALQUOTA DO IPI PARA PERFIS DE FERRO E AO NO LIGADO

    O DOU de 22.01.2007, em Edio Extra, publicou o Decreto n 6.024/2007, que reduz a alquota do IPI de 5% para 0% para os perfis de ferro ou ao no ligado, classificados na posio 72.16 da TIPI/2006. Mencionada reduo est entre as medidas do Plano de Acelerao do Crescimento (PAC), anunciadas pelo Governo Federal. A reduo da alquota do IPI vigora desde 22.01.2007.

    (Fonte: Resenha de Notcias Fiscais |  Data: 23/1/2007



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Janeiro 26, 2007

    Livro "CHOQUE DE GESTO"na mesa do poderoso secretrio de governo da Prefeitura de So Paulo, CLVIS CARVALHO, que foi Ministro da Casa Civil no governo do presidente da Repblica Fernando Henrique Cardoso.

             A INFORMO ;E DODODODODODO

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Janeiro 26, 2007

    Nosso BLOG DE NOTCIAS ATINGE HOJE mais de 71 mil acessos.

     
    Entre os nossos ilustres leitores do BLOG DE NOTCIAS est o governador
    Acio Neves, com o qual relacionamos profissionalmente desde os tempos, que
    ele era secretrio particular de  seu av, o ex-governador de Minas Tancredo,
    Neves e ns, reprter poltico da Rede Globo Minas.
    Abaixo a Estattica fornecida pelo provedor TERRA sobre o nmero de acessos
    ao nosso BLOG DE NOTCIAS. Agradeo o apoio de todos que nos lem pela
    Internet.

























    Posts:
     1091

    Rascunhos:
     13

    Comentrios:
     22208

    Visitas nicas:
     71110

    Pageviews:
     73816


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Janeiro 26, 2007

    No MUNDO POLTICO da TV Assemblia hoje, o secretrio de Desenvolvimento Social, o juizforano, Custdio de Mattos, deputado federal do PSDB. Tambm deu entrevista ao programa o deputado Durval ngelo, vice-presidente do PT mineiro.









    Mundo Poltico

    O programa desta sexta-feira recebe o deputado federal, Custdio Mattos (foto), secretrio de desenvolvimento social. Ele fala do papel da nova pasta da secretaria. Outro convidado o deputado Durval ngelo, vice-presidente do PT/MG. Ele faz uma anlise da visita do deputado Arlindo Chinaglia em Minas. O Mundo Poltico vai ao ar nesta sexta-feira,  s 8h e s 13h15.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Janeiro 26, 2007

    NOVIDADE. O economista PAULO PAIVA o novo presidente do BDMG. O ex-governador e ex-presidente da Repblica o novo presidente do Conselho de Administrao do Banco.









                                Governador Acio Neves anuncia a nova diretoria do BDMG

     









       

    Omar Freire/Imprensa MG

    O governador Acio Neves anunciou, no Palcio das Mangabeiras (foto), a nova diretoria do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), que ser presidido pelo atual secretrio de Estado de Planejamento e Gesto, Paulo Paiva. Para a presidncia do Conselho de Administrao do BDMG, o governador indicou o ex-presidente da Repblica Itamar Franco. A atual secretria-adjunta de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena, assumir a titularidade da pasta, em substituio a Paulo Paiva.

    Acio Neves afirmou que o BDMG se tornar o principal brao do crescimento econmico e social de Minas Gerais. Segundo ele, caber ao banco identificar as potencialidades de cada regio do Estado.

    "A nossa expectativa de que, a partir de agora, o banco entre em uma fase desenvolvimentista e venha a ser o principal brao do desenvolvimento de Minas Gerais. Identificando em cada regio quais as suas reais potencialidades, quais os setores que precisam de apoio do Banco de Desenvolvimento do Estado. Estamos, mesmo que no formalmente, colocando um 'S' no nosso banco de desenvolvimento. Ele dever ter uma viso social mais arrojada" , afirmou o governador.

    Segundo o governador, o novo presidente do BDMG, que j foi ministro do Planejamento e vice-presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), criar formas de desenvolver as regies mais pobres do Estado de forma arrojada.

    "O secretrio Paulo Paiva traz a sua experincia do BID, com grande relaes internacionais e o banco precisar tambm construir relaes importantes fora do Brasil. Tem uma larga experincia em Braslia como ministro do Planejamento, e a relao do banco com o prprio BNDES para ns extremamente importante", disse.

    Agradecimento

    Durante o anncio, o governador agradeceu ao empenho do ex-presidente Romeu Scarioli, que ficou frente da presidncia do banco nos ltimos quatro anos, pelo empenho no trabalho de reorganizao do banco.

    "Eu devo uma palavra de agradecimento pessoal e profundo ao presidente Romeu Scarioli que deixa a presidncia do banco depois de um excepcional trabalho ao longo desses quatro anos que reorganizou o banco e deu condies ao banco de entrar em uma nova fase. A fase de maior ousadia. A fase de busca de compreenso das demandas de Minas Gerais e, obviamente, de atendimento a essas demandas", afirmou o governador.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 25, 2007

    Dupla mineira para o Planalto em 2010 bebe gua limpa nas terras de JK - Diamantina.

                     Tudo indica que a dobradinha PSDB/PFL continuar na disputa presidencial na sucesso do presidente Lula. O governador de Minas, Acio Neves e o governador do Distrito Federal, o mineiro de Itajub, sul do Estado, Jos Roberto Arruda tem muita coisa em comum, alm de serem conterrneos: faro poltico, competncia, obstinao e esprito pblico.
                     E os dois tm estado juntos em longas conversas sobre o quadro poltico e principalmente a experincia de suceeso de Acio Neves em Minas com seu Choque de Gesto. No ser surpresa se os dois estiverem junto em 2010. Acio na cabea de chapa para presidente, claro. Foi o que nos garantiu uma fonte bem informada e amigo dos dois e que prefere, por razes estratgias se manter no anonimato. Coisa de mineiro!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 25, 2007

    Repercute na poderosa empresa de higienizao, em So Paulo, a nota que demos no nosso BLOG DE NOTCIAS sobre a participao da ATMOSFERA na Ecolatina, realizada, em agosto, aqui em BH. Confira!












                                                                            





    19/08/2006 - Blog do Jornalista Joo Carlos Amaral
     
    BLOG DO JORNALISTA JOO CARLOS AMARAL
    BELO HORIZONTE, MG

    http://www.joaocarlosamaral.com/index.php?cat=31
    DE olho na ECOLATINA, que est sendo realizada em BH at dia 21, quinta-Feira. Recomendo ao EMPRESARIADO, ler a notcia enviada pela Assessoria de Comunicao da empresa de higienizao de uniformes, a ATMOSFERA, de So Paulo, pilotada em Minas pelo competente executivo Adolpho Fluhmann, com quem conversei agora pouco pelo celular. Adolpho est agora tarde participando com um stand da ATMOSFERA na 6 Conferncia Latino-Amarericana sobre Meio Ambiente e Responsabilidade Social - a ECOLATINA - no Expominas, aqui na capital mineira.
    POSSVEL HIGIENIZAR UNIFORMES,
    SEM DESRESPEITAR O MEIO AMBIENTE

    Para a Atmosfera, sua atuao socioambiental responsvel
    contribui para garantir a sustentabilidade de nosso planeta

    A Atmosfera, maior empresa de gesto e higienizao txtil do Brasil, participa da feira de tecnologias, produtos e servios, que ocorre em simultneo 6 Conferncia Latino-Americana sobre Meio Ambiente e Responsabilidade Social (Ecolatina), desta segunda (18) at a prxima sexta (21), em Belo Horizonte (MG). O tema central desta conferncia, o mais completo evento socioambiental brasileiro, a energia, o meio ambiente e os prximos desafios, com abordagens sociais, econmicas e ambientais.

    Durante a Ecolatina, a Atmosfera apresenta seus servios de fornecimento de uniformes e manuteno de equipamentos de proteo individual - EPIs, alm de sua forma de atuao responsvel para a construo de uma sociedade sustentvel. "Vamos demonstrar como funciona a logstica da empresa para o atendimento personalizado, gil e de qualidade s indstrias, hospitais e hotis, alm de sua atuao respeitosa com seus diversos pblicos e o meio ambiente", destaca o gerente da unidade mineira, Adolpho Fluhmann Filho.

    Sistema Inteligente de Uniformizao

    A Atmosfera especializada em higienizao de uniformes, EPIs e controle de sujidades industriais, oferecendo solues completas, com servios agregados e facilidades, para empresas de todos os segmentos. A empresa limpa e recupera luvas, aventais, mangotes, perneiras, carneiras de capacete, entre outros EPIs, o que evita o descarte sem reutilizao, promovendo ao mesmo tempo a reduo de resduos e a reduo de custos na indstria. Fornece ainda, sob locao, roupas protetoras especiais para baixas ou altas temperaturas, repelente a chamas, ambiente controlado, aluminizadas, refletivas e antiestticas.

    "A recuperao dos EPIs gera uma economia de at 50%, se comparada compra e descarte sem reutilizao", garante Fluhmann. Ele acrescenta que a companhia tem um servio especial chamado de Sistema Inteligente de Uniformizao que inclui a gesto de roupas profissionais elaboradas para cada atividade. As peas so personalizadas com a logomarca da empresa, identificadas com cdigos de barra, colocadas em armrios com gavetas individuais lacradas, acompanhadas de toalhas de banho.

    O servio abrange a higienizao peridica dos uniformes dos funcionrios, que no tm de se preocupar em lavar, consertar e, principalmente levar resduos que podem contaminar a famlia. A inspeo de cada pea garante respaldo tcnico em casos de vistorias e auditorias externas, consertos, reparos, eventuais substituies de uniformes desgastados pelo uso e gera relatrios detalhados que possibilitam o controle e a garantia da troca de roupa.

    A Atmosfera tem tambm ampla experincia na locao de toalhas industriais tanto para salas limpas ou ambientes controlados quanto para ambientes com muita sujidade. Elas so a melhor opo para a limpeza de mquinas e equipamentos e substituem trapos e estopas com eficincia e economia. H toalhas de algodo, que so utilizadas para absorver, arrastar e polir equipamentos com sujeira pesada, como graxa, leo, tintas, vernizes, solventes e outros produtos qumicos. E h toalhas sintticas utilizadas na limpeza tcnica de peas, produtos e equipamentos, especialmente em salas limpas e ambientes controlados.

    Conscientizao ambiental

    "Todos os servios oferecidos pela Atmosfera so realizados com respeito social e ambiental, contribuindo para a reduo de resduos na indstria e do uso de recursos naturais", observa Fluhmann. Essa a posio da Atmosfera, que desde sua formao vem realizando aes para conscientizar sua equipe de funcionrios sobre a necessidade de se preservar o meio ambiente. Alm dos funcionrios, esse trabalho de conscincia ambiental inclui familiares, comunidades, fornecedores e prestadores de servios, que passam por uma criteriosa avaliao antes da contratao. "Entendemos que toda empresa socialmente responsvel respeita seus recursos humanos e seus diversos pblicos, mantm programas de responsabilidade social e adotam medidas necessrias para preservar o meio ambiente", lembrou o gerente de Meio Ambiente da Atmosfera, Vanderlei Marujo Prado.

    O executivo explica que a questo ambiental e o desenvolvimento sustentvel das empresas esto definitivamente incorporados aos modelos de gesto empresarial no Brasil. As organizaes que tm uma gesto empresarial competente e se desenvolvem de uma forma sustentvel tratam as questes ambientais e sociais com respeito e responsabilidade. A Atmosfera possui Sistemas de Gesto Ambiental e de Qualidade certificados. Entre outras aes, a empresa especializou-se no reprocessamento de uniformes e materiais reciclveis contaminados com sujidades tpicas da indstria (graxa, leo, produtos qumicos), assumindo a responsabilidade pela destinao final dos resduos perigosos.

    Fluhmann destaca que a sociedade est ficando cada vez mais consciente da necessidade de se atuar com responsabilidade ambiental. "A crescente preocupao dos agentes pblicos em criar leis e regulamentos que reduzem os riscos ambientais resultou na aprovao de duas leis estaduais de So Paulo e Minas Gerais, que obrigam a lavagem de uniformes pela empresa", exemplificou o executivo. Essas leis so voltadas ao mesmo tempo para a preservao do meio ambiente e para a sade dos trabalhadores, que atuam em empresas que trabalham com produtos nocivos.

    No primeiro semestre deste ano, a Atmosfera recebeu o prmio "Empresa Sustentvel", promovido pela revista Meio Ambiente Industrial, por sua atuao socioambiental responsvel na rea industrial.

    A empresa atua nos segmentos de lavanderia industrial e de fornecimento de uniformes, toalhas industriais reciclveis, absorventes reutilizveis, mats (tapetes para reteno de sujidade) e manuteno de EPIs entre outros produtos para a rea industrial. Com oito unidades, cinco em So Paulo, uma no Rio de Janeiro, uma em Minas Gerais e uma em Santa Catarina, a Atmosfera oferece higienizao especializada de materiais txteis utilizados em indstrias, hospitais, clnicas, hotis, restaurantes, spas e academias. So 2 mil funcionrios que atendem a 3 mil clientes em 526 cidades brasileiras.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 25, 2007

    POUSO DE BARTOLOMEU em TIRADENTES. Confira. de encher os olhos de prazer e requinte. Estivemos l.

                         FESTIVAL DE CINEMA em TIRADENTES. Estive l. Compartilho com voc as sensaes e novas experincias obtidas na bela e enigmtica cidade histrica, a cara de Minas, da Minas barroca, colonial, curiosa e cheia de smbolos, que existe no inconsciente de todos ns, mineiros e mineiras. E que l em Tiradentes vem tona, se negando a ir embora, por um bom tempo.

                         Uma descoberta: ficamos hospedados na sofisticada pousada, arquitetura colonial, decorao eclsica, de alto bom gosto, com elementos em pedra sabo, ferro rstico e belas paisagenes e smbolos universais. Requintada e acessvel ao bolso: assim podemos definir o POUSO DE BARTOLOMEO, uma pousada sensacional, encravada num morro - o Morro da Torre - com vista panormica para a Serra de So Jos e toda cidade de Tiradentes, onde vivem 6 mil e 500 mineiros e mineiras, convivendo com estrangeiros e turistas brasileiros que vieram de So Paulo e Rio de Janeiro, com bolsos cheios e olhos famintos de Minas Gerais, de novidades, da excntrica, mas simples cozinha mineira e da sofisticada cozinha francesa, ( o Tragaluz referncia ao lado Testro da Vila), italiana ( o restaurante Via Destra, do chef Beltro, ex-funcionrio da Fiat,aqui em Betim). E comida mineira encontrada em restaurantes simples na av. Gabriel Passos - perto da Praa Central de Tiradentes - mas que do prazer ao bolso e ao paladar. Outra recomendao: o restaurante Padre Toledo na rua Direita.

                         Enfim, o POUSO DE BARTOLOMEO nos encantou em todos os seus aspectos - o cultural, o arquitetnico, o gastronmico - o Caf da Manh, fica a postos at uma da tarde, evitando aquele antiptico comportamento dos hotis de fixar ditatorialmente que o caf ser retirado da mesa s 11 da manh. A nova proprietria do POUSO DE BARTOLOMEO, a empresria mineira de Ponte Nova ( leia-se TAMBASA), Virgnia Bartolomeo, uma simpatia de pessoa, inteligente, sensvel e de muito bom gosto para a arte e a cultura, foi quem nos recebeu, pessoalmente, durante o primeiro fim de semana do Festival de Cinema em Tiradentes. 

                          A empresria Virgnia Bartolomeo, est imprimindo sua marca de bom gosto na gesto da nova fase do POUSO DE BATOLOMEO, em Tiradentes. Fazendo novos investimentos na arquitetura da pousada, criando novos ambientes, como o ANEXO III, a Suite do Gourmet, onde ela nos hospedou, uma upgrade 0800 que ela nos deu, j que tnhamos reservado  uma outra categoria, tambm confortvel.

                         Mas, falando da Sute do Gourmet, um casaro de 6 janelas coloniais, com cortina de voal branco com vista para toda a Tiradentes, s mesmos a FOTOS abaixo, podem mostrar em toda sua beleza, criatividade, sofisticao e bom gosto.
     
                         Um armrio dos tempos do BRASIL COLNIA TEM TUDO QUE UM OU UMA GOURMET PRECISA - VASILHAME DE COZINHA COMPLETO, TAAS PARA VINHOS E CHAPAGNE... 

                         E uma varanda com uma mesa para 8 comensais desfrutarem da cozinha escolhida pelo gourmet. Ah, no POUSO DE BARTOLOMEO tem ainda um HELIPORTO, para trs aeronaves, que fica a 200 metros do POUSO numa altitude de 1057 metros.  E adega, piscina com hidromassagem e uma das mais belas vista de Tiradentes. E mesmo, eu conferi e fotografei.

                         Confira no www.pousodebartolomeo.com.br (32 3355.2142), Alto da Torre, Tiradentes, Minas Gerais. Em TEMPO: sobre o Festival de Cinema, l de Tiradentes, escrevo minhas impresses, depois. Aguarde!









                                                                                   Este blogueiro e a decoradora Cida Amaral.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

    Governador Acio Neves recebe o candidato de seu partido Cmara Federal, Gustavo Fruet. Depois do encontro anuncia a juda a cidades mineiras atingidas pelas enchentes.









                                  Acio Neves determina incentivos para cidades atingidas

     











    Omar Freire/Imprensa MG O governador Acio Neves d
    coletiva ao lado do candidato do PSDB presidncia da
    Cmara Federal, deputado Gustavo Gustavo Fruet, que veio
    Minas em busca de apoios, entre eles, o do governador
    Acio Neves, que j presidiu a Cmara Federal.
     

    O governador Acio Neves determinou, nesta quarta-feira (24), Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e Companhia Energtica de Minas Gerais (Cemig), adoo de medidas para minimizar o impacto sobre os consumidores das cidades atingidas pelas enchentes do incio no ano e pertencentes s reas de concesso das empresas. Aps encontro com o deputado federal Gustavo Fruet, no Palcio das Mangabeiras, o governador determinou que a Copasa suspenda a emisso e distribuio das contas de gua referentes ao ms de janeiro em Mira e Patrocnio do Muria, na Zona da Mata. A Cemig prorrogar o prazo de pagamento das contas do mesmo perodo a todos os consumidores de cidades em situao de emergncia. Ao todo no Estado, 111 municpios decretaram situao de emergncia junto Coordenadoria de Defesa Civil (Cedec).

    "O Estado agiu como precisava agir com muita firmeza, seja do ponto de vista ambiental, seja do ponto de vista da Defesa Civil, nos municpios atingidos pelas enchentes. Mas estou determinando, em relao aos municpios de Mira e Patrocnio do Muria, a iseno total das contas de gua do ms de janeiro. A Copasa est fazendo os procedimentos para que no seja cobrada, sobre a totalidade da populao desses municpios, a conta de gua do ms de janeiro", afirmou o governador, em entrevista (foto).

    No dia 10 de janeiro, o municpio de Mira foi atingido pelo rompimento de uma barragem de rejeito da mineradora Rio Pomba Cataguases. J Patrocnio do Muria, alm de ter as ruas alagadas pelas guas do Rio Muria, ainda recebeu grande volume de lama da minerao, deixando centenas de pessoas desabrigadas.

    Os usurios desses dois municpios atendidos pela Copasa, que j receberam e pagaram as contas de janeiro, tero crdito na conta de fevereiro. As contas do prximo ms tambm tero outro benefcio: o clculo ser feito com base na mdia de consumo dos clientes de julho a dezembro do ano passado e no pelo consumo atual que est elevado em funo do alto consumo de gua para a limpeza dos imveis. 

    Nas duas cidades, a Copasa atuou na limpeza com caminhes especialmente equipados com bombas de alta presso para o fornecimento de gua e para a retirada do barro e da sujeira que atingiram os imveis. A Copasa distribuiu cerca de 500 mil copos de gua envasada na regio da Zona da Mata e em municpios do Rio de Janeiro atingidos pelas cheias dos rios que nascem em Minas. Cerca de 4 milhes de litros de gua foram entregues nas casas por 40 caminhes-pipa.

    Conta mnima

    Nos outros municpios mineiros atingidos pelas chuvas e que decretaram situao de emergncia junto Cedec, o Governo do Estado determinou a cobrana da conta de gua de janeiro com base na mdia de consumo dos ltimos seis meses. Alm disso, os imveis comprometidos pelas chuvas, devidademente identificados pela prefeitura, recebero a conta mnima da Copasa, beneficiando milhares de famlias que tiveram suas casas alagadas e perderam seus bens.

    O vencimento das contas nesses municpios sero prorrogados em 15 dias e poder ser novamente alterados se o cliente solicitar. A Copasa no suspender o fornecimento de gua nesses municpios nem emitir aviso de dbito em funo de falta de pagamento de contas at o dia 5 de maro.

    Cemig prorroga pagamento

    O governador Acio Neves tambm determinou Cemig a prorrogao das contas de energia eltrica em 30 dias para os consumidores dos municpios, da rea de concesso da empresa, que tambm se encontram em situao de emergncia. Tambm sero eliminadas as multas por atraso de pagamento das contas de janeiro. Aps esse prazo, os consumidores podero ainda solicitar o parcelamento dos dbitos que ser estudado caso a caso.

    "Tambm estou determinando Cemig a prorrogao dos vencimentos das contas de luz e a eliminao das multas aos municpios atingidos pelas enchentes, que se encontram em situao de emergncia ou j tiveram situao de emergncia decretados. As multas sero abolidas por eventuais atrasos ocorridos em todas as cidades que tiveram situao de emergncia decretada e estaremos parcelando, ao longo deste primeiro semestre, as contas do ms de janeiro, que na eventualidade dos problemas havidos, no puderam ser pagas pelos contribuintes", acrescentou o governador.

    Durante vigncia da situao emergencial, a Cemig no suspender o corte de energia eltrica por falta de pagamento para os consumidores localizados nas reas atingidas. O levantamento das reas atingidas por enchentes bem como dos consumidores envolvidos ser feito pelas Gerncias Regionais.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

    Ex-juza ,a mineira de Carangola, Denise Frossard no mais deputada federal. Disputou o governo do Rio de Janeiro. Srgio Cabral venceu. Mas ela no tira os olhos do cenrio poltico de Braslia.Principalmente na disputa pela presidncia da Cmara Federal que tem trs candidatos. O atual presidente Aldo Rebelo do PC do B de So Paulo, Arlindo Chinaglia, do PT, tambm de So Paulo e o paranaense, Gustavo Fruet, do PSDB. Chinaglia e Fruet estiveram nesta quarta-feira em Belo Horizonte em busca dos votos da bancada federal de Minas, que rene 53 parlamentares. Como afirma o dito popular: "jaboticabas fora do saco, cada um contas a s suas", Chinaglia almoou com seus apoiadores e deu coletiva na Sala de Imprensa da Assemblia, com transmisso ao vivo pela TV Assemblia e Gustavo Fruet deu entrevista exclusiva ao Programa Mundo Poltico da mesma Emissora Legislativa. Fruet optou por dar coletiva depois de se encontrar no Palcio das Mangabeiras com o seu correligionrio e ex-presidente da Cmara Federal, o reeleito governador de Minas Acio Neves.












    Rio de Janeiro, 23 de janeiro de 2007

    Carta de apoio de Denise Frossard candidatura de Gustavo Fruet presidncia da Cmara


    Carssimo colega GUSTAVO FRUET,

    Diversas vezes no curso dos trabalhos da CPMI dos Correios lamentei estar no Congresso Nacional, porque muito pouco do que sonhei fazer no exerccio do mandato de deputada federal pelo Estado do Rio de Janeiro pude efetivamente realizar, em razo do imenso trabalho que nos deu o patrocnio, pelo governo federal, de casos de corrupo que, pela necessidade de investigao, impediram o exerccio pleno dos nossos mandatos. Mas, se por um lado a CPMI dos Correios trouxe desalento e trabalho rduo e, no mais das vezes, incuo, por outro, permitiu que a sociedade brasileira percebesse a existncia no Congresso Nacional de pessoas de elevado valor tico e esprito pblico. Voc, meu caro Fruet, uma dessas pessoas e, por isso, relevante, por todos os motivos, que voc esteja na disputa pela presidncia da Cmara neste momento. Eu, se estivesse ainda por a, teria, com certeza, em voc, causa para participar da campanha para a presidncia da Casa e para acreditar nas reais possibilidades de significativa melhora na qualidade nos trabalhos do Congresso Nacional.

    Sucesso, meu caro FRUET, para o respeito que a Cmara dos Deputados precisa ter.

    Denise Frossard



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

    Talento paulista que conquistou Minas: jornalista Ricardo Carlini com seu Programa " CAMPO & CRIAO". Parabns ao Carlini nosso amigo dos tempos da Rede Globo Minas.




     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

    Recebemos parabns pelo nosso BLOG DE NOTCIAS do nosso leitor assduo RODRIGO IENNACO. Ele nos pediu que divulguemos o site www.direitopenalvirtual que foi recentemente lanado e uma excelente fonte e espao para a publicao de artigos sobre Direito Pena. A est a solicitao atendida, dr. Rodrigo Iennaco. EM TEMPO: envie-nos artigos que publicaremos aqui no nosso BLOG. E obrigado pelo incentivo ao nosso trabalho de BLOGUEIRO.

     Parabns pelo concorridssimo blog. Solicito a especial fineza de divulgar o recm-lanado site de debate das cincias penais, que conta, entre os conselheiros editoriais( ver, no endereo eletrnico, "sobre o site" ), com o Prof. Dr. Cleverson R. Sbarzi Guedes, coordenador do curso de Direito da UFJF, um dos cursos jurdicos mais renomados do Brasil. Trata-se da pgina www.direitopenalvirtual.com.br, onde os operadores do Direito podem encontrar matrias de interesse e publicar seus artigos.
    Rodrigo Iennaco. E-mail: rodrigoiennaco@yahoo.it


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

    Prefeito de Juiz de Fora, Alberto Bejani esteve nesta quinta-feira em BH. Em audincia com o governador Acio Neves pediu ajuda para o municpio recuperar os danos provocados pelas fortes e constantes chuvas que castigaram JF, principalmnete a periferia. Asfalto para tapar os buracos que se espalham pelas ruas, foi a reivindicao nmero um, levada por Bejani ao Governador Acio Neves. Depois, o prefeito foi ao Diamond Mall no bairro de Lourdes, prximo Asssemblia Legislativa, para almoar acompanhado de seu filho. Estive com ele e destaquei, que acompanhamos pela internet o que occore em Juiz de Fora, atravs do jornal Tribuna de Minas, da coluna de Csar Romero. E que recebemos da Fiemg Regional Zona da Mata, presidida pelo dinmico empresrio Francisco Campolina, a foto arquivo abaixo. Mostra os dois lderes vistando as reas atingidas pela enchente l em JF este ms.

     
    Prefeito Bejani e o presidente da Fiemg Regional Zona da Mata,
    Francisco Campolina se mobilizaram para para ajudar desabrigados.
    Parceria FIEMG Regional Prefeitura de Juiz de Fora. Um exemplo a
    ser seguido.


    O Bairro Industrial, onde se localiza a sede da Fiemg Regional Zona da Mata, teve diversos pontos de inundao causados pelas fortes chuvas que tm ocorrido em toda a regio. O prefeito municipal de Juiz de Fora, Alberto Bejani, esteve na sede da Regional hoje pela manh, onde obteve uma viso extensa e abrangente dos estragos causados pelas chuvas.

                O presidente da Fiemg Regional Zona da Mata, Francisco Campolina, na ocasio, disponibilizou a utilizao das dependncias da entidade para utilizao da administrao pblica municipal. "A Regional pode servir como um ponto de apoio para o trabalho da Defesa Civil, em relao captao de material especfico em prol dos desabrigados. Podemos, tambm, sediar um Posto de Sade temporrio para a aplicao de vacinas contra doenas como febre amarela, ttano e tifo".
    Matria enviada pela Assessoria da Fiemg Regional Zona da Mata.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

    Nosso BLOG DE NOTCIAS chega marca de 70 mil acessos. Obrigado!



























    Posts:
     1080

    Rascunhos:
     14

    Comentrios:
     21912

    Visitas nicas:
     70069

    Pageviews:
     72963
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

    Nova Serrana ( que tem 800 fbricas de calados), vai brilhar em So Paulo,nesta sexta-feira, no SP Fahion Week com 9 MARCAS criadas para os empresrios mineiros pelo estilista Ronaldo Fraga. As informaes so de Ney Doyle editor-chefe do Economia e Negcios - um Programa Fiemg, que apresentamos s teras e quintas-feiras, na Rede Minas.






                                As marcas de Nova Serrana no So Paulo Fahion Week.

    Ecosport, Kuadra, Cromic, Vizone, Flor, Trendy, Lindi, Jlia Mezzetti e Zaga. Estas so as nove marcas do plo caladista de Nova Serrana que desfilam, nesta sexta-feira, dia 26, no So Paulo Fashion Week. A idia inovadora partiu dos empresrios da cidade, ao constatarem as dificuldades de mercado causadas pela invaso de produtos chineses. "Resolvemos investir em estilo, em design, de forma a agregar mais valor ao nosso produto", informou o presidente do Sindinova, Jnior Csar Silva.


     

    O primeiro passo para desenvolver os produtos foi a contratao do estilista mineiro Ronaldo Fraga. Durante mais de seis meses, Fraga trabalhou diretamente com os industriais, criando o Nova Serrana Conceito.


     

    A cidade possui mais de 800 fbricas de sapato a maioria trabalhando com calados esportivos. Com a entrada do produto chins, a produo local caiu cerca de 3% em 2006. "Mesmo assim, nosso faturamento manteve-se estvel", ressaltou o dirigente sindical.


     

    O trabalho de desenvolvimento do segmento caladista em Nova Serrana vem contando com o apoio da Federao das Indstrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), que participa do Arranjo Produtivo Local (APL).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

    Posse dos 77 deputados e deputadas estaduais est marcada. Eleio da nova Mesa Diretora do Parlamento Mineiro tambm.

     Deputados mineiros tomam posse  dia 1 s 14 horas.

    Os 77 deputados estaduais eleitos para a 16 Legislatura (2007/2011) sero empossados no dia 1o de fevereiro, s 14 horas, no Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais. A reunio ser presidida pelo deputado mais idoso, Hely Tarqnio (PV), at que seja eleita a Mesa que dever conduzir os trabalhos legislativos nos dois primeiros anos da Legislatura. A eleio da Mesa da Assemblia ser em seguida.

    Durante a reunio, os deputados eleitos prestaro o compromisso de posse, que ser lido pelo presidente e que est previsto no artigo 6 do Regimento Interno da Assemblia: "Prometo defender e cumprir as Constituies e as leis da Repblica e do Estado, bem como desempenhar, leal e honradamente, o mandato que me foi confiado pelo povo mineiro". Cada um dos 77 deputados chamado nominalmente e assina o termo de posse. A reunio, ento, ser suspensa para que os novos deputados recebam os cumprimentos.

    Eleio da Mesa

    Eleio da Mesa

    Aps os cumprimentos, a reunio ser retomada para que acontea a eleio dos integrantes da Mesa da Assemblia, que feita em votao secreta, cargo a cargo, para um mandato de dois anos. O registro dos candidatos - individualmente ou por chapa - pode ser feito at duas horas antes da reunio destinada eleio.

    O presidente da Assemblia dever ser eleito pela maioria dos votos dos deputados, ou seja, um mnimo de 39 votos. Os demais membros - 1, 2 e 3 vice-presidentes e 1, 2 e 3 secretrios - precisam de maioria simples para que sejam eleitos. A votao secreta e individual, registrada atravs de cdulas previamente impressas, depositadas em urna. Feita a apurao, o presidente da reunio, at esse momento o deputado mais idoso, proclama os eleitos e os empossa.

    Depois da posse dos integrantes da Mesa, o presidente eleito instala a 16 Legislatura da Assemblia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Pela primeira vez na histria do legislativo mineiro, a instalao da 1 sesso legislativa ordinria ocorrer no mesmo dia em que os deputados tomam posse. Isso porque a Emenda Constituio 74/06 reduziu o recesso parlamentar de 90 para 55 dias, antecipando o reincio das atividades do Parlamento de 15 de fevereiro para 1 de fevereiro.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    Os 30 anos do Escritrio Jos Lcio Fernandes e Advogados Associados, referncia no meio jurdico de Juiz de Fora na Zona da Mata. Z Lcio preparou uma srie de comemoraes durante todo este ano de 2007. Na agenda dele, em primeira mo, antecipamos que no primeiro sbado de maro, Z Lcio vai convidar os jornalistas e as jornalistas de Juiz de Fora e regio e ns aqui de BH, para um churrasco em seu belssimo stio na Represa dr. Joo Penido nas cercanias da Manchester Mineira. Em maio: uma Mega Festa, 1 mil convidados - os seus clientes, parceiros, personalidades do meio empresarial e jurdico de diversas regies de Minas em local a ser escolhido a dedo. E no final de 2007, fechando com chave de ouro as comemoraes dos 30 anos de atividades de seu Escritrio de Advocacia, Z Lcio Fernandes vai fazer um BAILE DE GALA. Aguardem!


    O renomado advogado Jos Lcio Fernandes, ladeado por sua filha, a tambm advogada Daniela Fernandes e o consultor da ONU - Organizao das Naes Unidas, o diplomata Carlos Alberto Penna, presidente do Instituto Histrico e Geogrfico de Barbacena.

                        EM TEMPO: nesta quarta-feira, o advogado Z Lcio Fernandes est com uma agenda movimentada pela manh. Vai sede do 10 Batalho de Infantaria no bairro Fbrica, em Juiz de Fora, participar da troca de comando. O tenente-coronel de Infantaria, Joo Denison Maia Corria vai passar o comando da unidade do Exrcito para seu colega de farda, o tenete-coronel Eduardo Paiva Maurmann. A solenidade est marcada paras as 10 da manh, desta quarta-feira.

                       Detalhe: ser um momento de muita emoo para o agora brilhante advogado Z Lcio Fernandes. que ele serviu Exrcito como 2 tenente de Infantaria no 10 BI, de 1974 a 1977.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    ANIVERSRIO EM ALTO ESTILO de Maria Oflia Mancini Arajo no elegante restaurante A FAVORITA na capital de Minas.




     
    A famlia Mrcio Arajo, comemora aniversrio de Maria Oflia Mancini Arajo no elegante restaurante A Favorita, aqui em BH.

    O aniversrio foi comemorado "en petit comit" no restaurante uruguaio, menu da cozinha francesa e italiana  - A Favorita - no elegante bairro de Lourdes, aqui na capial mineira. mesa a aniversariante Maria Oflia com seu marido, o forte empresrio da construo civil, ex-Arco Engenharia - agora Arco Participaes -  o simptico Mrcio Arajo. 
    Acompanhando o casal, as filhas: Mrcia Arajo e o marido  Carlos Fichbacker, leia-se ORNARE a maior loja de armrios do Pas, que fornece para um pblico calsse A e para as maiores empresas de construo de apartamentos de alto luxo de Belo Horizonte e Cristiane Arajo e seu marido o empresrio Paulo Roberto Michel da empresa PRM Esquadrias, um dos especialistas no assunto e que atende grandes construtoras, como a Lder do empresrio Carlos Carneiro Costa e Liliane Carneio Costa.
    O tradicional bolo da Favorita foi levado mesa, todos os presentes - a famlia, os e o executivo da Arco Participaes, Jos Aparecido Ribeiro, presidente da ABIH - Associao Brasileira da Indstria de Hotis em Minas - cantaram o parabns para Maria Oflia, a aniversariante da noite. Nossos parabns!
     










    Comentrios

    #1. cristiane araujo michell - (pmichell@uai.com.br)
    Oi joao carlos, adorei seu blog, agora vou ser assidua frequentadora
    um abrao
    Cristiane

    #2. Maria Ofelia - (mami@uai.com.br)
    Acabo de ler o seu blog,
    Voce foi muito atencioso,
    Abraos,
    Maria Ofelia

    PS:vou sempre me atualizar aqui



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    O presidente do SICEPOT, Marcus Salum, o entrevistado desta tera-feira, s 13 horas, do " ECONOMIA E NEGCIOS - PROGRAMA FIEMG" na REDE MINAS.

                         Na entrevista o presidente do Sindicato da Construo Pesada faz um balano do setor, analisa a conjuntura econmica mineira e nacional e diz que as empresas do ramo esto preparadas para crescer. Afirma quem sem planejamento no h futuro. A entrevista completa?
    s ligar na Rede Minas, onde ancoramos o telejornal Economia e Negcios - um Programa Fiemg. Outra alternativa: se voc no puder ver pela Rede Minas s entrar no site www.fiemg.com.br e assistir o programa pela internet.







    Comentrios

    #1. Italo Coutinho - (engenharia@saletto.com.br)
    Joao, a entrevista com o Dr. Marcus foi muito boa, importantissimo ele frisar a importancia do planejamento, somente assim poderemos escapar das perdas em obras, gerar maior lucratividade nos negocios da construcao e consequentemente cairmos em um ciclo virtuoso.
    abraco e sucesso,
    Italo Coutinho
    www.saletto.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    A excelente REVISTA ENCONTRO, edio de janeiro ( so 50 mil exemplares) editada pelo renomado jornalista Paulo Csar de Oliveira, que est nas bancas, leitura obrigatria para QUEM QUEM. Confira!
















      100
    DICAS
     
      REPORTAGEM DA CAPA  


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    TERRORISMO E CRIME ORGANIZADO, aplicados ao crescimento da violncia no Brasil. Vale conferir o Programa da AMAGIS, " VIA JUSTIA", na TV Assemblia, nesta tera-feira s 12h20m. Em BH, canal 11 a cabo e no Interior de Minas no UHF. Em Barbacena, por exemplo, no canal 58 UHF.








                                                       Via Justia


    O programa desta semana discute os conceitos de terrorismo e crime organizado, aplicados ao crescimento da violncia no Brasil. Participam do programa o juiz Herbert Almeida Carneiro, da Vara de Execues Criminais de Belo Horizonte, e o delegado Marco Antonio de Paula Assis, do 21 Distrito Policial da Seccional Centro de Belo Horizonte. O Via Justia vai ao ar nesta tera, s 12h20.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    Notcia boa para quem quer entrar para a Polcia Civil, aqui em Minas. Confira!









                                    Concurso da Polcia Civil abre inscries para 540 vagas

     

    As inscries para o concurso da Polcia Civil esto abertas a partir desta segunda-feira (22). No total so 540 vagas para o concurso pblico, sendo 360 para escrivo e 180 vagas para delegado de polcia. As inscries podero ser feitas via internet no endereo www.acadepol.mg.gov.br at s 23h do dia 4 de fevereiro. A taxa de inscrio ser de R$ 26,67 para escrivo e R$ 74,70 para delegado. 

    O vencimento inicial para escrivo de polcia de R$ 1.333,90, sendo R$ 3.734,93 para delegado de polcia. Aps digitar e enviar os dados, o candidato dever imprimir o Documento de Arrecadao Estadual (DAE) para efetuar o pagamento da taxa nas agncias do Banco do Brasil, Bradesco e Ita. A inscrio s ser concretizada aps o pagamento da taxa de inscrio.

    Os candidatos que tiverem dificuldades de acesso a internet podero, exceto sbados, domingos e feriados, no horrio de 9h s 17h, efetuar suas inscries na sede da Acadepol na rua Oscar Negro de Lima, 200, bairro Nova Gameleira, Belo Horizonte, ou nas sedes das delegacias regionais de Polcia Civil, onde haver equipamentos de informtica disponveis para esse fim.

    Os candidatos vo fazer provas de conhecimento, de mltipla escolha e de digitao. Tambm haver avaliao psicolgica, exames biomdicos e biofsicos, investigao social e curso de formao policial.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    DE OLHO nos projetos do ministro das Comunicaes, nosso amigo de Barbacena, Hlio Costa.

     





    Prego eletrnico vai permitir ampliao
    do Programa de Incluso Digital

    Ministrio das Comunicaes vai priorizar o programa em 2007

     O prego eletrnico realizado para a compra de kits para instalao de telecentros, vai ampliar o Programa de Incluso Digital em todo o Brasil, desde o interior do pas at as periferias das grandes cidades.

    O ministrio optou pelo prego para reduzir o custo de implantao dos telecentros, permitindo assim maior otimizao dos recursos do programa.

    O telecentro um ponto onde h computadores disponveis para uso gratuito da comunidade. A conexo internet feita banda larga (em alta velocidade), o que viabiliza a recepo de programas de TV educacionais e de telemedicina, realizao de cursos profissionalizantes, treinamento de professores, entre outros. O ponto conta tambm com no mnimo um monitor para ajudar as pesquisas dos alunos, e orientar no manuseio dos computadores aos idosos, trabalhadores, e portadores de necessidades especiais.

    Alm da montagem dos telecentros, Hlio Costa afirmou que, at o final de 2007, o ministrio vai dobrar os atuais 3 mil e 300 pontos de presena, por meio do Gesac (Governo Eletrnico - Servio de Atendimento ao Cidado), projeto que cuida da conectividade. O Gesac tambm vai ligar internet banda larga as escolas pblicas e todos os 5.565 municpios do Brasil.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    DE OLHO no sistema FIEMG. Confira entrevista com o empresrio Junior Csar Silva, presidente do Sindinova , concedida jornalista Vanessa Bonon, reprter do "Economia e Negcios - um Programa FIEMG" - que apresentamops s tera e quintas-feiras na REDE MINAS, s13 horas.

                                                                               






                           Fiemg e Sindinova criam novos conceitos para o setor caladista

    O setor caladista mineiro vem enfrentando uma concorrncia pesada, e, de certa forma desleal, proveniente da invaso dos produtos chineses, principalmente no que se refere a tnis. O plo de calados esportivos do Brasil, Nova Serrana, est atento s inovaes que podem e devem ser feitas para driblar a atual crise.

    O Sistema Fiemg, atravs do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-MG), e o Sindicato da Indstria do Calado de Nova Serrana (Sindinova) firmaram um contrato de parceria com o estilista Ronaldo Fraga. O reconhecimento do trabalho do estilista e outras parcerias j realizadas entre ele e a Fiemg, colaboraram para a escolha de Fraga, que criou modelos arrojados e modernos para nove indstrias da cidade.

    A coleo ser lanada num dos maiores eventos de moda do mundo, o So Paulo Fashion Week, que tem a mesma projeo e importncia dos grandes circuitos fashion, como Paris, Nova York e Milo.

    Confira a entrevista com o presidente do Sindinova, Junior Csar Silva, que explica como funciona o "Nova Serrana Conceito".


     

    1 Como surgiu a idia do Nova Serrana Conceito?

    Em 2005, ns fizemos uma visita a alguns distritos industriais da Itlia e vimos o efeito devastador que a China teve naqueles plos industriais. Vimos tambm que as empresas que mantiveram a produo foram aquelas que investiram em design, diferenciao de produtos, que passaram a ter maior valor agregado.

    Voltamos ao Brasil com a idia de desenvolver uma coleo com algum estilista famoso. Posteriormente foi identificado o Ronaldo (Fraga), foi o que "casou" com nossa idia.

    2 Houve uma queda gradual, ao longo dos anos, de produtividade da indstria local. Esse projeto veio para dar um novo formato s aes do Sindinova e para a indstrias de calados da Regio?

    Sem dvida. Em 2006, tivemos uma reduo na produo de cerca de 5% com relao ao ano de 2005. Mesmo assim mantivemos o mesmo faturamento.

    A nossa expectativa com o Nova Serrana Conceito desenvolver produtos com maior valor agregado e diferenciados, e que ns possamos entrar num novo mercado, com produtos dirigidos outros pblicos, com quem at hoje Nova Serrana no trabalhou.

    3 Por que Ronaldo Fraga?

    Porque ele um estilista que tem um nome conhecido internacionalmente. Ele tambm j fez um projeto similar para a Fiemg, que deu bons resultados.

    Entramos em contato com o Ronaldo e vimos que ele seria a pessoa ideal para trabalhar conosco.


    4 Os mineiros em geral no esto acostumados a uma mudana to significativa quando se trata de negcios.   o que pode acontecer a partir do lanamento do Nova Serrana Conceito num dos maiores eventos de moda do Mundo, o So Paulo Fashion Week...

    Sem dvida. O Ronaldo uma pessoa que, alm de ter um conhecimento grande na moda, tambm bastante acessvel. Ele tambm conhece a indstria caladista, o que facilitou muito no desenvolvimento do Nova Serrana Conceito.

    Quando fizemos a visita aos distritos italianos, vimos o efeito da invaso dos  calados chineses. Se no fizssemos alguma mudana e tudo continuasse do mesmo jeito, a indstria de Nova Serrana estaria fadada a diminuir sua produo com o passar de cada ano.


     5 Alm do Nova Serrana Conceito, quais so os outros planos do Sindinova para 2007?

    J participamos da Couromoda, terceira maior feira de calados do mundo e a maior da Amrica Latina. Entre os dias 10 e 12 de abril, teremos a primeira edio do Nova Serrana Feira e Moda, que ser realizada em Nova Serrana. So 162 expositores, o que tornar o evento a maior feira de calados de Minas Gerais.

    Em julho, faremos uma participao coletiva, com 50 empresas de Nova Serrana na Francal, feira realizada em So Paulo. No final do mesmo ms, vamos visitar a WSA, em Las Vegas, Estados Unidos. Ser um grupo com 10 empresrios na maior feira de calados do mundo.

    Em agosto, temos a Febrac, que a Feira de Mquinas e Componentes para Calados em Nova Serrana.

    Ou seja, estamos promovendo uma srie de aes para agilizar o desenvolvimento da indstria, produtos e tambm mostrar o que Nova Serrana est fazendo.

    6 Como foi a participao dos parceiros, como a Federao das Indstrias de Minas Gerais?

    Esta participao fundamental para todos estes projetos que Nova Serrana e o Sindinova vm realizando.

    A partir de 2002, quando iniciamos o projeto do APL (Arranjo Produtivo Local, atravs do Instituto Euvaldo Lodi), a Fiemg foi parceira de primeira hora, que nos apoiou e deu os primeiros incentivos para que ns comessemos a nos desenvolver. A partir de ento, a Fiemg tem nos ajudado bastante. Juntamente com o Sebrae, que tem apoiado as aes do Sindinova.

    Ns contamos com estes parceiros para que a gente consiga fazer com que cada vez mais Nova Serrana caminhe a passos Largos.      


     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    SINAL DE ALERTA! Vale aqui reproduzir notcia de primeira pgina do jornal Tribuna de Minas de Juiz de Fora do nosso amigo, o empresrio, mdico e folsofo, Juracy Neves.

                                       Violncia na BR-040 assusta juizforanos
    O medo e a insegurana de quem viaja pela BR-040, com destino ao Rio de Janeiro, aumentou depois do registro de dois casos violentos no final de semana. Mesmo com a presena da Fora Nacional de Segurana, os criminosos assaltaram o posto de pedgio na Baixada Fluminense e agiram em um nibus que seguia para Manhumirim. Alguns juizforanos so obrigados a mudar a rotina e evitam viajar no perodo noturno ou com objetos de valor. A violncia tambm avana por municpios mineiros, principalmente os que fazem divisa com o Rio ou os que esto prximos a rodovias federais. Em Muria, Cataguases e Leopoldina, por exemplo, uma quadrilha que assalta e pratica abusos sexuais vem provocando terror.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 23, 2007

    O Carnaval j est esquentando os tamborins em Juiz de Fora. Confira nas fotos e texto do mais respeitado colunista da regio, o nosso amigo, Csar Romero do jornal Tribuna de Minas.


    O Rei Momo Fabrcio Skorallik e a Rainha do Carnaval Priscila Santos

    Carlos Guedes, Mamo e Jos Carlos Passos ganharam homenagem
    surpresa pela grande contribuio ao carnaval, iniciativa desta coluna,
    Feliz Lembrana e Eames Jias.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 22, 2007

    Governador de Minas Acio Neves analisa Pacote de Acelerao Econmica do governo Lula.










                                 Acio Neves teme que estados percam receitas com o PAC

     

    O governador Acio Neves participou, nesta segunda-feira (22), em Braslia, do lanamento do Pacote de Acelerao do Crescimento (PAC), apresentado pelo presidente da Repblica, Luiz Incio Lula da Silva. Segundo ele, os partidos de oposio ao governo federal esto dispostos a apoiar propostas que visam ao crescimento do pas, mas afirmou que ser necessrio tempo para os governadores analisarem as propostas do PAC e os efeitos sobre as receitas dos estados. Ele tambm lamentou a falta de dilogo do governo federal com os estados, que no foram consultados previamente sobre os investimentos apresentadas pela Unio.


    O governo demorou vrios meses para construir essa proposta. preciso que tenhamos algum tempo para analis-la em profundidade. Qualquer ao que vise trazer desenvolvimento, crescimento ao pas, melhores condies de vida ter apoio de todos, mas preciso que consigamos compreender qual espao que transmitido s receitas estaduais e, do ponto de vista dos investimentos, se, efetivamente, esses so os prioritrios. A crtica que fao que no houve uma discusso prvia com os governos estaduais em relao s prioridades dos governadores, porque elas poderiam, de alguma forma, serem acopladas viso do governo federal e todos sairiam ganhando, disse Acio Neves, em entrevista.


    Desonerao



    De acordo com Acio Neves, o pacote contm iniciativas positivas para determinados setores da economia brasileira. Porm, ele alertou para a necessidade de analisar o custo das desoneraes, a fim de evitar que algum estado ou regio do pas tenha perdas.

    Uma srie de impostos sob produtos industrializados, e mesmo Imposto de Renda, que compe o Fundo de Participao de Estados e Municpios, esto sendo desonerados. Significa que haver tambm uma queda de arrecadao maior nos estados. Inclusive, nem tanto no caso de Minas, mas uma anlise mais nacional, sobretudo nos estados do Nordeste, Norte e do Centro-Oeste que tm uma dependncia maior do Fundo de Participao, ressaltou o governador.

    Lei Kandir

    Segundo Acio Neves, o impacto que cada medida ter sobre Minas Gerais ser examinado com serenidade por sua equipe de governo, mas ele lamentou que as aes anunciadas continuem a sinalizar uma grande concentrao de recursos em poder da Unio. O governador tambm lamentou o fato de o PAC no tratar do ressarcimento aos estados exportadores das perdas provocadas pela Lei Kandir.

    Eu senti falta de algumas questes, como, relativas ao ressarcimento da desonerao das exportaes a partir da Lei Kandir, uma ao um pouco mais solidria de descentralizao dos investimentos, em especial em relao s rodovias federais, afirmou o governador.

    Rodovias

    Acio Neves tambm lamentou a falta de um detalhamento, no PAC, sobre os investimentos a serem feitos na atual malha rodoviria federal. Vejo um audacioso plano de construo de novas estradas, mas como governador do Estado que tem a maior malha rodoviria federal do pas, no tenho o detalhamento de conservao dessa malha que est em estado de absoluta calamidade, no apenas em Minas, mas tambm em outros estados da federao, destacou.

    Aeroportos

    No setor de infra-estrutura, o governador alertou tambm para o baixo volume de investimentos anunciados para melhoria dos aeroportos mineiros. Ele lembrou que apenas o Governo do Estado est destinando recursos superiores a R$ 350 milhes para construir a Linha Verde, um corredor de 35,4 quilmetros, que liga o centro de Belo Horizonte ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, o principal do Estado.

    No razovel que Minas, com uma das maiores reas geogrficas do pas e com o maior nmero de municpios, tenha, na rea de aeroportos, investimento apenas no estacionamento do Aeroporto Tancredo Neves, defendeu Acio Neves.

    Saneamento

    O governador ressaltou que os investimentos em programas sociais, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da populao, tambm vieram aqum do esperado. Para ele, seria fundamental destinar um maior volume de recursos para a rea de saneamento bsico.

    Acho que seria uma oportunidade, por exemplo, de recursos do Pasep - eu tinha a essa expectativa - para investimentos em saneamento nos estados, sem a necessidade de serem transferidos para o BNDES, para financiar, inclusive, a iniciativa privada, disse.

    Segurana

    O comprometimento do governo federal com investimentos em segurana pblica foi outro ponto cobrado pelo governador Acio Neves. Ele lembrou que os governadores levaro ao Congresso Nacional a proposta de no contingenciamento dos recursos destinados aos fundos Nacional de Segurana e Penitencirio.

    O que ns temos dito - e colocamos como uma proposta que ser formalizada ao Congresso Nacional e, obviamente, ao governo - de que no haja contingenciamento dos recursos do Fundo Nacional de Segurana e do Fundo Penitencirio. Esses recursos vm sendo anualmente aprovados no Oramento da Unio e no vm sendo transferidos aos estados. Essa j seria uma medida extremamente positiva. Permitiria planejar. Hoje, no existe possibilidade de planejamento, concluiu. No prximo dia 6 de maro, o governador Acio Neves voltar a se reunir com o presidente da Repblica.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 22, 2007

    Finalmente o Pacote Econmico do governo federal deu as caras. Os efeitos ainda vo demorar um pouco. Mas foi uma boa notcia: o governo Lula aposta agora no crescimento econmico. Em juros civilizados.

                         O chute incial foi dado pelo presidente Lula. Muitos esto chiando. Outros gostando do pacote econmico. Uma coisa certa so 504 bilhes de reais para investimentos. Quantia nada desprezvel, que vai dar sangue novo na economia. Na verdade, o presidente preparou o campo nos seus primeiros 4 anos de mandato. Agora que domou o drago da inflao, que fechou 2006 em apenas 3,14%, com risco Brasil baixnho na casa dos 200 e poucos pontos s resta ir para o tudo ou nada investiundo em obras de infra-estrutura e seja l o que Deus quiser. Toro para que tudo d certo. Afinal, se der errado ns, consumidores e empresrios, que vamos pagar a fatura! Fica a pergunta: se voc fosse o governo federal o que faria?

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 22, 2007

    O RUMO DAS ESQUERDAS NO BRASIL. Deputada defende participao dos magistrados na discusso do polmico assunto. Confira!












    A deputada federal Denise Frossard (PPS-RJ) defendeu a participao dos magistrados brasileiros na discusso sobre os rumos da esquerda no pas, que ter como pice a Conferncia que o partido organiza para julho deste ano. Ela adiantou que ir formalizar convites para instituies como a AMB (Associao dos Magistrados Brasileiros) como forma de inserir toda a sociedade no debate.
         
    Frossard uma das integrantes da Comisso Organizadora do evento, que no ter um carter partidrio, mas de projeto para o pas, como destaca a parlamentar, que tambm juza. "As pessoas viro para dar suas vises, o que pensam de uma nova esquerda e dos rumos do Brasil. Nesse sentido, o PPS abdica daquela posio adotada por alguns partidos de ditarem as teses de cima para baixo. Isso democracia", ressalta.
         
    Ela justifica que os magistrados devem participar do debate, j que, se no o fizerem, correm o risco de ficarem nos gabinetes e perderem "o pulso" da sociedade. "A magistratura tambm uma das responsveis pelo democracia no pas", complementa.
         
     Debate na rede

     A deputada ainda defende o uso da internet como frum para discutir o assunto. Para ela, as comunidades virtuais podero colaborar para a propagao dos debates. "Tambm provocaremos os intelectuais para discutir com a sociedade. Nada mais democrtico", diz.
         
    A deputada conclui que o debate possibilitar ao PPS tirar uma posio muito mais prxima do que espera a sociedade dos partidos polticos, j que na viso dela, a populao v na agremiao poltica o seu canal de comunicao.

    Matria publicada no site www.pps.org.br



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 22, 2007

    Governador Acio Neves sanciona lei que fixa em quase 52 mil o efetivo da Polcia Militar de Minas at 2010. Confira os outros nove projetos aprovados pelo governador e que j viraram LEI. As informaes so do site www.almg.gov.br

     

    Outras dez proposies que tiveram destaque na ALMG tornam-se leis

    Dez Projetos de Lei (PL) apreciados e aprovados na Assemblia Legislativa de Minas Gerias, com destaque em 2006, foram sancionados e publicados no Dirio Oficial, "Minas Gerais", desta quinta-feira (11/1/07). Entre as normas, esto as relativas regulamentao do Adicional de Desempenho (ADE) para o servidores do Poder Executivo, ao Fundo Pr-Floresta, reviso do Plano Plurianual de Ao Governamental (PPAG) e Lei Complementar que cria a Ouvidoria do Ministrio Pblico (MP).

    O Projeto de Lei 3.694/06, de autoria do governador do Estado, marcado por ampla discusso entre servidores e deputados durante sua tramitao na ALMG, tornou-se a Lei 16.676, de 2007, que institui o Adicional de Desempenho, no mbito da administrao pblica direta, autrquica e fundacional do Poder Executivo. A norma estabelece os critrios para a recepo do benefcio, que pode variar de 6 a 70% do vencimento bsico.

    A Lei 16.681, de 2007, ex-PL 3.644/06, do governador, traz a reviso do Plano Plurianual de Ao Governamental, referente aos anos de 2004 a 2007 e do exerccio de 2007. Conforme feito todos os anos, o projeto foi analisado e discutido na ALMG durante quase trs meses em 2006, tendo sido, inclusive, objeto de reunio conjunta das comisses de Fiscalizao Financeira e Oramentria e de Participao Popular. A sociedade civil organizada participou da reviso apresentando centenas de emendas ao projeto original.

    Tambm de autoria do Executivo, o PL 2.876/05 agora a Lei 16.679, de 2007, que dispe sobre o Fundo Pr-Floresta e d nova redao Lei 14.646, de 2003, que trata do Fundo de Apoio Habitacional da ALMG, Fundhab. O Pr-Floresta tem o objetivo de fomentar o florestamento e o reflorestamento no Estado, para suprir a cadeia produtiva do setor florestal, incrementar as exportaes de produtos de base florestal e minimizar os impactos da explorao a formaes vegetais nativas.

    Polcia Militar - O PL 3.467/06, do governador, tornou-se a Lei 16.678, de 2007, que fixa o efetivo da Polcia Militar do Estado de Minas Gerais (PMMG) at o ano de 2010. A norma determina que o efetivo seja de 51.669 militares nos prximos quatro anos, distribudos nos cargos de oficiais e praas. - O PL 3.467/06, do governador, tornou-se a Lei 16.678, de 2007, que fixa o efetivo da Polcia Militar do Estado de Minas Gerais (PMMG) at o ano de 2010. A norma determina que o efetivo seja de 51.669 militares nos prximos quatro anos, distribudos nos cargos de oficiais e praas.

    Finalmente, foi sancionada a Lei 16.684, de 2007, ex-PL 3.695/06, do governador, que dispe sobre a percepo de proventos dos servidores inativos do extinto rgo autnomo Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais - transformado em autarquia em 1993. A norma posiciona esses servidores na estrutura das carreiras de Atividade e Gesto, Planejamento, Tesouraria e Auditoria do rgo.

    Ouvidoria - De autoria do procurador-geral de Justia do Estado, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 78/06, tornou-se a Lei Complementar 94, de 2007, que cria a Ouvidoria do MP e regulamentar a indicao e a escolha do Ouvidor. O objetivo da norma elevar os padres de transparncia, presteza e segurana das atividades do membros, rgos e servios auxiliares do Ministrio. - De autoria do procurador-geral de Justia do Estado, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 78/06, tornou-se a Lei Complementar 94, de 2007, que cria a Ouvidoria do MP e regulamentar a indicao e a escolha do Ouvidor. O objetivo da norma elevar os padres de transparncia, presteza e segurana das atividades do membros, rgos e servios auxiliares do Ministrio.

    Outra proposio sancionada transformou-se na Lei 16.677, de 2007, antigo PL 3.335/06, de autoria do Tribunal de Contas (TCMG), e cria quatro cargos de auditor e quatro de procurador do Ministrio Pbico junto ao TCMG e fixa seus subsdios em R$ 21.005,68.

    Trs leis vm de projetos de autoria de deputados

    Entre as novas leis sancionadas nesta quinta-feira, esto trs originadas de projetos de autoria de deputados. O ex-PL 2.257/05, do deputado Carlos Pimenta (PDT), agora a Lei 16.680, de 2007, e dispe sobre o apoio a iniciativas de comercializao direta entre agricultores familiares e consumidores. A norma d prioridade s iniciativas que envolvam associao, cooperativa ou outra forma de organizao de agricultores familiares, bem como a comercializao de produtos obtidos por meio de prticas de manejo e cultivo de plantas e criao de animais.

    A Lei 16.682, de 2007, ex-PL 651/03, do deputado Biel Rocha (PT), dispe sobre a implantao de programa de reduo de resduos por empreendimento pblico ou privado. A norma tem por objetivo condicionar esses empreendimentos a implementarem o programa em caso de risco de degradao ou poluio do meio ambiente.

    Assinado pelo deputado Andr Quinto (PT), o PL 1.297/03, agora Lei 16.683, de 2007, que autoriza o Poder Executivo a desenvolver aes de acompanhamento social nas escolas da rede pblica de ensino do Estado. A norma pretende beneficiar os alunos portadores de necessidades especiais ou jovens pertencentes a comunidades que apresentem baixo ndice de Desenvolvimento Humano (IDH).

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 22, 2007

    DE OLHO no Ministrio das Comunicaes.

    Ministrio das Comunicaes prorroga
    prazo de inscrio para rdios
    comunitrias
    em So
    Paulo
     O Ministrio das Comunicaes publicou nesta sexta-feira (19/01), no Dirio Oficial da Unio, aviso que prorroga, por 45 dias, o prazo de inscrio para as entidades interessadas em executar o Servio de Radiodifuso Comunitria na cidade de So Paulo.
    O ministrio decidiu pela prorrogao devido aos feriados ocorridos durante o prazo concedido pelo aviso de habilitao 03/2006 e em atendimento s vrias solicitaes apresentadas por entidades da sociedade civil.
    Com a prorrogao do prazo, as entidades tero at o dia 05 de maro para apresentar ao ministrio o formulrio de requerimento e a documentao que esto disponveis no www.mc.gov.br.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Janeiro 21, 2007

    DE OLHO NA REFORMA AGRRIA EM MINAS. Governador decide, pela primeira vez na histria, o uso de imveis rurais pblicos para assentar 810 famlias de trabalhadores sem-terra de RIO PARDO de Minas no norte do Estado. As informaes so da Assessoria de Comunicao do governo Acio Neves.







                          Pela primeira vez na histria, o Governo de Minas autoriza oficialmente       
    o uso de imveis rurais pblicos para reforma agrria.A deciso indita beneficia 810 famlias de trabalhadores sem-terra de Rio Pardo de Minas, no Norte do Estado, que pretendem utilizar 1.585 hectares para aumentar a agricultura familiar, ampliando o emprego e a renda no campo.

    O contrato foi assinado  pela Secretaria Extraordinria para Assuntos de Reforma Agrria (Seara), o Instituto de Terras do Estado de Minas Gerais (Iter) e a Cooperativa da Fazenda Santa Maria de Agricultores Familiares de Rio Pardo de Minas (Coopersam) e prev a cesso aos agricultores das reas pblicas por 12 anos, a um custo anual de apenas 3% sobre o valor da terra nua. Com o acordo, os pequenos agricultores vo aumentar a produo de mandioca, cana-de-acar e derivados, como farinha, amido, beiju e rapadura, alm de introduzir na regio o cultivo do pinho-manso e da mamona, destinado produo de biodiesel.

    "A parceria um marco na democratizao do uso da terra e representa um projeto-piloto que poder se estender para outras regies do Estado", afirmou o secretrio Manoel Costa, ao destacar que o contrato abre a possibilidade de atender, sem conflitos, aspiraes de assentamentos de trabalhadores sem-terra, levando tranqilidade ao campo. Ele manifestou-se satisfeito por presenciar, h apenas 15 dias de sua posse, parceria com resultados to expressivos para a economia do Estado.

    Atualmente, em reas arrendadas ou agregadas de particulares, os pequenos agricultores filiados Coopersam produzem rapadura, farinha de mandioca, polvilho e biscoitos caseiros. Em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), eles j entregaram 56 toneladas de rapadura para comercializao em Belo Horizonte e outras 46 toneladas de biscoitos caseiros, fabricados por um grupo de 68 mulheres, a escolas, creches e unidades de sade da regio. Os ruralistas j dispem at de uma marca, "Dona de Casa", mas a maioria das famlias no tem terra, vivendo da produo caseira com equipamentos financiados pelo Banco do Brasil.

    Segundo o presidente da Coopersam, Armindo Augusto Santos, os biscoitos caseiros, produzidos pelas famlias, j reforam a merenda escolar de 85 mil alunos da rede pblica da regio. "A parceria com o Governo de Minas significa o incio de uma nova fase para a Cooperativa e uma perspectiva de mais renda para as famlias", afirmou. Para ele, a garantia de uso das terras por 12 anos dar aos agricultores sem-terra segurana para trabalhar em paz, sem a preocupao de ter que deixar as terras a qualquer momento.

    O diretor-geral do Iter, Luiz Chaves, lembrou que, antes do contrato com os agricultores, s havia no Estado comodatos com empresas reflorestadoras, que desde a dcada de 70 desenvolvem projetos empresariais de grande porte na regio Norte. Segundo ele, a parceria abre um novo caminho de cooperao entre o Estado e a agricultura familiar, dando uma destinao social s terras pblicas e adequando-as s suas potencialidades.

    Para o presidente da Federao dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), Vilson Luiz da Silva, a ocupao de terras pblicas levar, alm de emprego, renda e proteo ao meio ambiente, mais dignidade para as famlias. "A deciso do Governo de Minas tambm uma ao para reduzir o xodo rural no Estado e esperamos multiplicar a iniciativa em outras regies", salientou.
    O superintendente substituto da Conab, Pedro Pinheiro Soares, destacou a importncia do contrato para manuteno da tranqilidade no campo, permitindo a fixao do homem nas reas rurais. Ele informou que parte da produo dos pequenos agricultores de Rio Pardo de Minas, por meio da compra antecipada da Conab, vem sendo destinada a escolas, creches e hospitais da regio, melhorando a nutrio de famlias de baixa renda.

    Para o consultor do Ministrio do Desenvolvimento Agrrio, Ricardo Alves de Oliveira, o contrato abre um novo flanco para atender uma demanda reprimida pelo uso da terra. "O acordo a pedra fundamental para novas iniciativas de ocupao de outras reas e dinamizao da produo do Estado, trazendo tranqilidade ao campo e democratizando a funo social da terra", finalizou.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Janeiro 21, 2007

    DE OLHO NOS FERROS VELHOS de BH. Governador sanciona projeto do deputado GUSTAVO CORRA, do PFL. Agora LEI!

     
    Lei que obriga cadastro de fornecedores de ferro-velho sancionada

    Foi sancionada e publicada no Dirio Oficial do Estado, "Minas Gerais", desta tera-feira (16/1/07), a Lei 16.695, de 2007, originada do Projeto de Lei (PL) 3.027/06, do deputado Gustavo Corra (PFL). A norma obriga os estabelecimentos comerciais que compram materiais de metal usados para revenda a manterem cadastro com dados pessoais e endereo das pessoas fsicas ou jurdicas das quais foram efetuadas as compras.

    A sano acrescenta dispositivos Lei 11.817, de 1995, que j determinava a emisso de nota fiscal de entrada de mercadoria nas operaes de compra efetivadas por desmontes (ferros-velhos e sucatas).

    Segundo o autor da proposio, o objetivo da criao desse cadastro auxiliar os agentes pblicos na identificao de infratores responsveis por crimes como furtos de fiao de empresas telefnicas, de cabos de transmisso de energia, assim como tampos de bueiros. Para ele, os dispositivos acrescentados norma oferecero mais um instrumento para coibir tais prticas criminosas, assim como punir seus responsveis.

    A norma especifica ainda que os materiais de metal sujeitos aplicao da lei sero fios, arames, peas, tubos, tampos e itens feitos de ao, cobre, alumnio, zinco e ferro.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Janeiro 21, 2007

    NOVO ESTATUTO DA POLCIA MILITAR. Agora, j LEI!. Veja os detalhes.

     

    Lei complementar que altera Estatuto da Polcia Militar sancionada

    Foi sancionada e publicada no Dirio Oficial do Estado, "Minas Gerais", desta quinta-feira (18/1/07), a Lei Complementar 95, de 2007, originada do Projeto de Lei Complementar (PLC) 86/06, do governador Acio Neves, que altera a Lei 5.301, de 1969, que contm o Estatuto do Pessoal da Polcia Militar do Estado de Minas Gerais.

    Amplamente debatida na Assemblia Legislativa de Minas Gerais no ano passado, com a participao de representantes da corporao, a norma formaliza a desvinculao dos militares da classe dos servidores pblicos, organiza os quadros da Polcia Militar e do Corpo de Bombeiros e muda requisitos para ingresso e critrios para evoluo na carreira dessas instituies. Durante a fase de tramitao, foram apresentadas emendas pelos parlamentares, que do mais clareza aos artigos que tratam do aproveitamento dos militares dos quadros de oficiais especialistas e de Sade e praas especialistas, da PM e dos Bombeiros, nas atividades-fim das instituies estaduais; garante aos candidatos eliminados em exame psicotcnico ou mdico por apresentarem tatuagens no corpo o direito de recorrer administrativamente da deciso; e melhoram a redao dos dispositivos sobre promoo de cabos da PM e dos Bombeiros.

    As alteraes apresentadas pelo governador, durante a fase de discusso na ALMG, tratam de critrios de promoo: beneficia o oficial enquadrado nas hipteses de submisso a processo administrativo de carter demissionrio e de estar "sub judice", denunciado por crime doloso, garantindo-lhe, se inocente, a promoo a que fizer jus com efeito retroativo; determina que s ser aplicado exame de aptido profissional aos 1s-tenentes, 3s-sargentos e 1s-sargentos; e assegura s praas excludas da PM e includas nos quadros do Corpo de Bombeiros o perodo entre as data da excluso da PM e de incluso nos quadros dos Bombeiros como tempo de efetivo servio para todos os efeitos. Segundo o deputado Sargento Rodrigues (PDT), a lei faz justia e um incentivo aos servidores militares, ao reduzir significativamente os prazos para a evoluo na carreira.

    Lei Complementar sobre Advocacia-Geral tambm foi sancionada

    O "Minas Gerais" desta quinta publicou tambm a Lei Complementar 96, de 2007, ex-PLC 93/06, de autoria do governador do Estado, que altera as Leis Complementares 81, de 2004, que institui as carreiras dos Grupos de Atividades Jurdicas do Poder Executivo; e a 83, de 2005, que dispe sobre a estrutura orgnica da Advocacia-Geral do Estado (AGE).

    Sobre a primeira alterao, a lei estabelece que, no nvel inicial da carreira do Grupo de Atividades Jurdicas, a antigidade ser apurada exclusivamente pelo tempo de servio prestado nesse nvel, e, havendo empate, o desempate far-se- apenas pela classificao obtida no respectivo concurso de admisso.

    Sobre a AGE, a lei cria a Advocacia Regional do Estado em Contagem, com a devida autorizao para a criao de cargos de diretor, assessor, advogado e assistente, de modo a cumprir as necessidades administrativa para seu funcionamento. Mais que isso, a norma determina que os sistemas e os critrios da avaliao de desempenho individual sero todos estabelecidos em regulamento.

    Metrologia - Foi sancionada ainda a Lei 16.697, de 2007, ex-PL 2.919/06, de autoria do governador, que dispe sobre o exerccio da autoridade metrolgica e de avaliao de conformidade e qualidade de produtos e servios, institui o Prmio por Produtividade em Metrologia Legal e Qualidade Industrial de Produtos (PPMQ) para os servidores do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG). A norma determina que os servidores de metrologia devero ser efetivos das carreiras de Agente Fiscal de Gesto, Metrologia e Qualidade e Analista de Gesto, Metrologia e Qualidade; e cria o prmio de produtividade aos servidores do Ipem-MG, que exeram as atividades delegadas pelo Inmetro entidade estadual e que tenham alcanado ao menos 70% do valor mximo da avaliao de desempenho individual.Foi sancionada ainda a Lei 16.697, de 2007, ex-PL 2.919/06, de autoria do governador, que dispe sobre o exerccio da autoridade metrolgica e de avaliao de conformidade e qualidade de produtos e servios, institui o Prmio por Produtividade em Metrologia Legal e Qualidade Industrial de Produtos (PPMQ) para os servidores do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG). A norma determina que os servidores de metrologia devero ser efetivos das carreiras de Agente Fiscal de Gesto, Metrologia e Qualidade e Analista de Gesto, Metrologia e Qualidade; e cria o prmio de produtividade aos servidores do Ipem-MG, que exeram as atividades delegadas pelo Inmetro entidade estadual e que tenham alcanado ao menos 70% do valor mximo da avaliao de desempenho individual.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Janeiro 20, 2007

    A VEZ DA NOSSA CACHAA subir no pdio - " Prosa & Viola" e "Terra de Minas" - chegaram na frente ganhando CERTIFICADO DE PRODUTO do IMPEM de So Paulo. As inforamoes vem do site www.fiemg.com.br






                               Cachaas mineiras recebem certificados de qualidade

    Duas marcas de cachaas mineiras acabam de conferir, para Minas Gerais, a entrada no  seleto clube das aguardentes de qualidade. Em solenidade ocorrida nesta quarta-feira, 17 de janeiro, no Fiemg Trade Center, em Belo Horizonte, as cachaas "Prosa & Viola" e "Terra de Minas" tornaram-se as primeiras do estado a ser contempladas com o Certificado de Produto, o selo de qualidade outorgado pelo Inmetro e o Organismo Certificador de Produtos do Ipem-SP, com apoio do Sebrae-Nacional.
    A certificao significa a comprovao imparcial que atesta a conformidade do produto face s exigncias de normas oficiais e especificaes tcnicas. , na verdade, o reconhecimento pblico da qualidade do produto. "Em um mercado cada vez mais exigente, preciso que os produtos estejam altura do gosto do consumidor. A cachaa mineira, por exemplo, no tinha parmetros especficos de comparao e, agora, tem", destacou o superintendente do Sindicato das Indstrias de Cerveja e Bebidas em Geral/MG (Sindbebidas), Cristiano Lamego. Ou, como atestou o assessor da Diretoria de Qualidade do Instituto Nacional de Metrologia, Normalizao e Qualidade Industrial (Inmetro), Zulmar Teixeira: "Ao certificarmos um produto, estamos dando ao consumidor a confiana que ele precisa ter ao adquiri-lo".
    Foi esta confiana e credibilidade que o produtor Jos Antnio de Freitas Souza, proprietrio das duas marcas, buscou desde que resolveu fabricar as "branquinhas". "Quando optei por produzir cachaa, eu queria me destacar pela qualidade e no ser apenas mais um entre tantos", revelou. Engenheiro civil, Souza cuidou pessoalmente do projeto da fbrica, localizada em Morro da Gara, prximo a Curvelo, no "centro geodsico de Minas". Alm disso, ele contratou consultoria para o plantio e manejo da cana-de-acar e preocupou-se em aplicar "religiosamente" todas normas tcnicas para a fabricao das aguardentes.
    A cachaa Prosa & Viola envelhecida trs anos em barris de carvalho, tem sabor e aroma suaves e baixa acidez, podendo ser degustada pura, natural ou gelada. A Terra de Minas, por sua vez, envelhecida um ano em tonel de jequitib e foi desenvolvida para drinques e coquetis. Ambas tm graduao alcolica de 40 GL e so produzidas artesanalmente, sobre princpios ecologicamente corretos. 
    A qualidade das bebidas tambm comprovada pelo Instituto de Pesos e Medidas de So Paulo (Ipem-SP). De acordo com o superintendente do rgo, Antnio Loureno Pancieri, o Ipem acompanhou e avaliou cada etapa do processo, desde o plantio, passando pela documentao, ao engarrafamento. "A nossa cultura a de fiscalizar o produto no mercado, mas, em um processo de certificao, a gente se antecipa ao consumidor, garantindo-lhe a sua qualidade tcnica e normativa", afirmou.
    Parceiro do empreendimento, o Sebrae-Nacional participou com o aporte tcnico-financeiro necessrio, alm de auxiliar na divulgao e na capacitao de mo-de-obra. Conforme explicou a consultora da Unidade de Acesso Inovao e Tecnologia, Hulda Oliveira Giesbrecht, a ao do Sebrae seguiu risca a sua misso, "que apoiar as micros e pequenas empresas em seus projetos de excelncia produtiva".
    Vantagens da certificao
    So duas as espcies de certificao conduzidas pelo Inmetro: compulsria e voluntria. A primeira refere-se aos produtos que afetam a integridade fsica do consumidor, e so obrigatrios ( o caso, por exemplo, dos eletrodomsticos); a segunda, a voluntria, ocorre por iniciativa do produtor. "De toda forma, a certificao agrega valor ao produto, dando-lhe um diferencial de mercado e tornando-o mais competitivo", ressaltou Zulmar Teixeira. O Inmetro registra, atualmente, 210 produtos de certificao voluntria e 68 de carter compulsrio.

    De fato, um produto certificado acaba revestindo-se de benefcios que o destaca dos demais. So vantagens como: valorizao da marca, melhoria da imagem da empresa, aumento no nvel de confiana do consumidor, diferenciao perante os concorrentes, reduo de custos, proteo contra concorrncia desleal e acesso a novos mercados.
    O produtor Jos Antnio Souza fabrica de 20 a 30 mil litros/ano das duas cachaas e tem, como foco primeiro, solidificar-se no mercado brasileiro. De posse da certificao, contudo, ele j est de olho no comrcio internacional e at vislumbra o continente europeu como o alvo principal. "No temos dvida de que estas certificaes significam o nosso passaporte para o mercado externo", comemorou.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Janeiro 19, 2007

    DE OLHO nas aes do senador e ministro das Comunicaes Hlio Costa.

     

    Projeto de Hlio Costa permite ao
    locatrio optar por seguro-fiana 

    O contrangimento de pedir um fiador na hora de alugar um imvel pode acabar em breve. o que prope o Projeto de Lei de autoria do Senador licenciado e ministro das Comunicaes, Hlio Costa, que concede o direto ao locatrio de imovl de optar por um seguro de fiana como garantia do contrato de locao.      

    Atualmente  existem trs tipos de garantias para aluguis de imveis urbanos: cauo, fiana e seguro de fiana locatcia. Mas a escolha da modalidade de garantia a ser adotado fica a critrio do locador.

    A proposta modifica a Lei do Inquilinato, garantindo  ao locatrio a opo de garantia. Caso ele escolha o seguro de fiana, o locador no poder recusar a escolha.

    Hlio Costa apresentou a proposta porque a maioria do locadores preferem o seguro de fiana. "Esta lei resolve o problema dos dois lados. Acaba o constrangimento de quem vai alugar, evitando pedir favores a amigos e parentes para serem fiadores, e garante ao locador o pagamento dos aluguis no caso de inadimplncia", disse Hlio Costa.

    O projeto est na pauta da Comisso de Constituio, Justia e Cidadania (CCJ), e j  recebeu parecer favorvel do relator, senador Rodolpho Tourinho (PFL-BA).   Para virar lei, depois de aprovado pela Comisso de Constituio e Justia do Senado, o projeto ainda precisa ser aprovado pela Cmara dos Deputados para depois ser sancionado pelo Presidente da Repblica.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Janeiro 19, 2007

    UMA BOA NOTCIA! A Polcia Militar de Minas reduz em 60% a criminalidade no centro de Belo Horizonte usando a chamada " POLCIA MONTADA", que usa como veculos cavalos mangalarga, que so leves, geis e velozes. a criatividade mineira em ao! Confira os detalhes na notcia dada pela PM que publico aqui no nosso BLOG DE NOTCIAS.

    A Polcia Militar conta com mais um aliado no combate criminalidade em Belo Horizonte. Lanados principalmente no policiamento em locais onde h grande concentrao de pessoas, como pontos de nibus e dias de clssico de futebol, os policiais do Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes (RCAT) conseguiram reduzir a criminalidade no centro da capital mineira em at 60%.

    "Eles so geis e podem se locomover com facilidade at mesmo em terrenos de difcil acesso. No centro de Belo Horizonte, nos horrios de pico, conseguimos baixar o ndice de criminalidade de 30 a 60%", informa o assessor de comunicao organizacional do RCAT, capito Luiz Henrique Brant.

    O 1 Regimento Regular de Cavalaria de Minas surgiu em 1775, como forma de garantir a lei e a ordem nas atividades de explorao do ouro e da cobrana de impostos. Depois disso, o RCAT mostrou competncia e, mesmo em tempos de alta tecnologia, manteve a tradio e continua fazendo o seu trabalho utilizando montarias especialmente adestradas para o ofcio.

    O RCAT atua tambm em misses de apoio a outras unidades da corporao. Os cavalarianos podem ser vistos tanto no centro da capital quanto em cidades do interior do Estado. Instalado no bairro Prado, em Belo Horizonte, o regimento integrado ao sistema do Comando de Policiamento Especializado (CPE). Conta com um efetivo de 440 policiais militares, utilizado no policiamento ostensivo de locais pblicos, reas comerciais, residenciais e industriais, em estdios, campos de futebol de vrzea e operaes de choque.

    Um dos principais objetivos do comando do RCAT, de acordo com o capito Brant, utilizar as diversas funes operacionais do policial montado na conteno do crime e da violncia nas reas centrais de Belo Horizonte, por meio da saturao e multiplicao da presena ostensiva do policiamento montado, nos grandes corredores e quarteires.

    reas de atuao

    O policiamento feito pelo regimento desenvolvido em Belo Horizonte, principalmente no hipercentro e nos bairros Padre Eustquio, Barro Preto, Corao Eucarstico, Savassi, Cidade Nova, Capito Eduardo, Barreiro e Pampulha, rea hospitalar, campus da UFMG, alm de Santa Luzia e Florestal, na Regio Metropolitana de Belo Horizonte.

    O policiamento montado tambm est presente nos jogos do Mineiro e Independncia, em eventos como o Carnabel, Pop Rock, cultos religiosos, Festa da Cerveja, em Divinoplis, Carnasete, em Sete Lagoas, exposies agropecurias no interior em Uberaba, Montes Claros, Divinoplis, Curvelo e outras.

    O capito Luiz Henrique Brant ressalta os resultados obtidos pelo policiamento montado. Devido ao sucesso, o Regimento de Cavalaria foi criado em Juiz de Fora, Lavras, Poos de Caldas, Ipatinga, Pouso Alegre, Itajub e So Loureno.  Dentro do Programa Estrada Real, j existe a previso de instalao de um grupamento tambm em Diamantina.

    Equoterapia

    Na rea social, o regimento, em parceria com a Fhemig, incrementa ainda mais o seu esforo participativo, e a Polcia Militar, por meio do RCAT, mantm programa voltado para pessoas portadoras de necessidades especiais: a equoterapia. Trata-se de um tratamento complementar de apoio reabilitao fsica e mental de pessoas portadoras de necessidades especiais, que utiliza o cavalo como instrumento de trabalho em uma abordagem multi e interdisciplinar.

    A prtica eqestre favorece uma saudvel sociabilidade com a integrao do praticante, o animal e os profissionais envolvidos. " um trabalho amplo em possibilidades e extremamente dinmico, que inclui novas oportunidades de crescimento, melhoria na qualidade de vida e ainda um melhor equilbrio tanto fsico quanto mental", destaca Brant.

    Treinamento

    O policiamento feito com cavalos proporciona populao uma grande sensao de segurana, dada s suas caractersticas mpares: ostensividade, domnio visual privilegiado (a quase trs metros do solo), impacto psicolgico, rapidez e mobilidade de deslocamento, varredura de uma rea maior que o policiamento a p, alm de ser um excelente instrumento de relaes comunitrias.

    O cavalo militar tem caractersticas que o diferem dos animais utilizados em reas rurais. A comear pelo intenso trabalho de condicionamento. A partir do quarto ano de vida, o animal submetido a um trabalho de amansamento-adestramento, que dura de trs a cinco meses.

    Para que seja iniciado o adestramento, exige-se altura mnima de 1,55 m - medida do solo ao dorso -, peso entre 400 e 550 quilos, formas harmnicas do comprimento, da largura e da altura das diferentes regies do corpo, alm de um temperamento dcil, manso, atento, inteligente e valente.

    Com um plantel de 310 animais, entre adultos e potros, o RCAT mantm uma equipe de cinco veterinrios e 11 auxiliares. A equipe realiza o controle fisiolgico dos eqinos, tratamentos mdico-veterinrios, alm de desenvolver o programa de reproduo dos animais, disponibilizando uma mdia de 25 cavalos por ano.

    Para se formar um policial montado, alm do perodo normal de formao, ele submetido a um treinamento complementar de 60 dias, realizado no RCAT por professores e monitores militares, formados na Escola de Equitao do Exrcito.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    CURSO DE FORMAO DE SOMMELIERS em BH. Para os que AMAM o vinho, como eu. Veja a oportunidade de se tornar um expert no assunto.





     

                                          Curso de Formao de Sommeliers


    Esto abertas as inscries para o 1 perodo do Curso de Formao de Sommeliers a se iniciar em 05 de Fevereiro/2007. O Curso ter durao de 02 (dois) anos e meio e ser ministrado 2 vezes por semana na parte da tarde (15:30h s 17:30h).
    Faa agora mesmo a sua inscrio.  ABS Minas (31)3282-8938



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    Na PRAIA COSTA em Vila Velha. Uma homenagem especial ao vice-presidente da CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS, com sede na Costa Rica. Confira!





    MINEIROS MOVIMENTAM A SEXTA-FEIRA CAPIXABA na elegante Praia da Costa, em Vila Velha, homenageando o juiz ANTNIO AUGUSTO CANADO TRINDADE, vice-presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA com sede na Costa Rica. O juiz e professor de Direito Internacional Pblico, estava acompanhado da mulher, a simptica colombiana Carmela. O Almoo base de moqueca de siri mole e moqueca de banana, foi preparado pela anfitri, a psicloga mineira Beatriz Bittencourt. O encontro da mineirada foi no belssimo apartamento do casal advogado Jos Milton Bittencourt /Beatriz na orla capixaba, com uma vista fantstica para a baa de Vitria, onde se destaca o Porto de Tubaro. Presentes, alm do homeageado e dos anfitries, o advogado capixaba de Barra de So Francisco, mas em BH h mais de trinta anos, dr. Expedito Euzbio da Silva e sua mulher Ktia; este blogueiro e minha mulher a decoradora Cida Amaral e nossa filha Natlia Amaral. Tambm conosco a barbacenense Zlia Soares, mulher do desembargador do Tribunal Federal do Rio de Janeiro, o tambm barbacenense e nosso primo, Luiz Antnio Soares. O desembargador e Zlia moram no mesmo edifcio da Praia da Costa. Ele no pode comparecer por que estava a trabalho no Tribunal no Rio, para onde se desloca de Vila Velha, toda semana.







    Da esquerda para a direita:
    o juiz Antnio Augusto Canado
    Trindade, o homenageado, e o
    anfitrio, advogado da Usiminas 
    no Esprito Santo, Jos Milton
    Bittencourt. Os dois so da "turma
    ministro Slvio de Figueiredo
    Teixeira" formada pela 
    Faculdadede Direito da UFMG
    em 1971.

     




     O juiz homenageado, Antnio Augusto Canado Trindade
     no momento em que conversava com seu colega de turma,
     o jornalista e escritor Lindolfo Paoliello, seu colega
    da turma de Direito da UFMG de 71.
     Lindolfo estava em BH,
    mas no deixou de cumprimentar o ilustre juiz.
    Tambm o editor Arnaldo Oliveira da Editora Del Rey,
     ligou de Cabo Frio
     e lamentou no ter podido comparecer ao almoo.











    1 comentrio                       


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    COLUNISTA VIRA ENREDO NO CARNAVAL EM JUIZ DE FORA. O renomado colunista Csar Romero ( Cabelim) do jornal Tribuna de Minas o tema a ESCOLA FELIZ LEMBRANA. ENREDO: " Csar Romero na Feliz encanta e na Lembrana os seus 30 anos de Colunismo". Parabns direo da Escola. Mais que merecido!

    ENREDO: Csar Romero na Feliz encanta e na Lembrana os seus 30 Anos de Colunismo

    Presidente: Jair de Castro.
    Carnavalesco: Diomario de Deus
    Compositores: Nilmar Romano, JooPaulo e Turma do Samba.


    Sou mdia, sou Feliz Lembrana,
    Cheguei pra encantar o seu olhar,
    Sou alegria da cidade
    Com Flash vou te iluminar.
    Na passarela vamos homenagear
    Csar Romero so trinta anos pra comemorar

     

                Dei a volta por cima
                Sou mais FELIZ
                Neste palco iluminado
                
    Tambm sou raiz.

     

    Colunista sim senhor,
    Botafoguense, Guerreiro, Comunicador.
    Abraa nossa Society
    Com brilho, luz e glamour.
    Sorria....
    A Noite Borbulhante,
    Com a bateria a festejar.

     

    Pode aplaudir, pode cantar
    Este mineiro bom menino o que que h.
    Vem meu amor saborear
    Vem, Vem, Vem...
    Delcias eu j vou provar (Vou provar)   
    Da feijoada mais famosa
    O samba vem participar.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    COISA DE MINEIROS. Vale conferir os detalhes e o contexto da foto abaixo.





    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. O ministro das Comunicaes Hlio Costa e o governador de Minas Acio Neves. Os dois estiveram reunidos no final do ano em BH para tratar da instalao de uma Fbrica de semicondutores em Minas Gerais. A foto, do arquivo da pgina do senador na internet (www.heliocosta.com) vale ser bem examinada. Coisa de MINEIROS!







    Cena: jardim do Palcio da Liberdade, em Belo Horizonte. No centro da foto, logo atrs do ministro e do governador, o atual vice-governador e 1 suplente do senador Eliseu Resende, do PFL de Minas, que se coligou com os tucanos.






    Hlio Costa diz que Minas Gerais tem qualificao para atrair indstria de semicondutores



    .O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, disse em Belo Horizonte que Minas Gerais tem todas as qualificaes para atrair fbricas de semicondutores e outros componentes para a TV digital. A declarao foi feita quando o ministro se reuniu, na semana passada, com o governador Acio Neves para tratar do assunto.O ministro lembrou que empresas instaladas em Santa Rita do Sapuca (MG), cidade que se encontra na regio conhecida como o Vale do Silcio do Brasil, j produzem conversores (set top boxes), que vo ser usados em aparelhos de TV para converter sinal analgico para digital.

    Hlio Costa salientou tambm que Minas concorre com Rio Grande Sul, alm do plo industrial de Manaus, na disputa para atrair indstrias de semicondutores. "J produzimos o conversor em Santa Rita, mas importante que os nossos empresrios do setor tenham as mesmas facilidades que esto sendo dadas ao plo industrial de Manaus, tem espao para todos produzirem e ganharem, especialmente o consumidor", afirmou.

    A Medida Provisria que vai tratar do assunto ainda est sendo elaborada pelo Governo Federgal e vai abordar no apenas a implantao da unidade para semicondutores, como tambm facilitar a instalao de fbricas para os conversores e dos prprios aparelhos de TV. Esse mercado vai movimentar R$ 10 bilhes anuais na prxima dcada.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    ARTIGO ESPECIAL enviado ao nosso BLOG DE NOTCIAS pelo Assessor Judicirio do TTRIBUNAL DE JUSTIA de Minas Gerais. bom conferir o que ele escreveu! E ateno dr. Adriano: continue a nos acessar e mande-me mais artigos. Obrigado!

                                             Soluo de conflitos nos Juizados Especiais
                                                           *Adriano da Silva Ribeiro


    A Constituio da Repblica Federativa do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988, prev na norma do artigo 98, inciso I, a criao, pelos estados e pela Unio, de Juizados Especiais, providos por juzes togados, ou togados e leigos, competentes para a conciliao, o julgamento e a execuo de causas cveis no valor de at 40 salrios mnimos e infraes penais de menor potencial ofensivo, mediante procedimentos oral e sumarssimo.

    Sete anos depois da promulgao da Constituio Federal, sobreveio a Lei Federal n 9.099, de 26 de setembro de 1995, dispondo sobre os Juizados Especiais Cveis e Criminais nos Estados. O objetivo a conciliao, na rea cvel, ou a transao penal, na criminal, a fim de se buscar, sempre, o acordo ou o consenso das partes. Portanto, o ato de conciliar pretende a harmonizao dos litigantes ou pessoas, mediante acordo homologado pelo juiz.

    Nesse sentido, se permitiu a participao de uma terceira pessoa, cuja funo intitula-se de Conciliador bacharel em direito ou no na soluo de conflitos. Exerce fundamental papel, pois seu desempenho conciliatrio resulta, muitas vezes, na composio amigvel da demanda.

    Lembro, a propsito da expresso "conciliador", o que afirma o Dicionrio Aurlio da Lngua Portuguesa: "Propenso a conciliar nimos, opinies; conciliante, conciliativo; homem conciliador, ele que resolve os dissdios em famlia".

    Alm de no haver necessidade de conhecimentos tcnicos em direito, a funo exige tendncia conciliatria e elevado interesse pelo fascinante instituto da conciliao. Este auxiliar, no caso da Justia, precisa entender a relevncia de sua funo.

    Na prtica, embora parea tarefa simples, no o , pois o conciliador o primeiro juiz da causa. O conciliador que se empenha, na atividade, ter o encargo de conter o animus das partes, s vezes alterados. Conduzir o ato processual, explicar o procedimento, provocar o dilogo, a fim de se obter a soluo do conflito.

    Nos Juizados Especiais, exercer a conciliao requer imparcialidade. A compreenso tambm importante, e para obt-la necessrio ouvir as partes. Sobretudo manter-se concentrado, de modo a tornar-se exemplo para que os envolvidos no conflito saibam como ouvir uns aos outros. Permitir s partes exporem os fatos, mediante justificativa do seu comportamento. Esta oportunidade franquear um acordo que, outrora impossvel, torna-se vivel.

    Importante listarmos as vantagens da conciliao: possibilita solues criativas; deixa nas mos das partes a deciso; no admite a ruptura entre os litigantes; permite uma relao de proximidade entre as partes e a Justia; favorece a economia e celeridade processual; viabliza a reconciliao entre inimigos minimizando a tenso social; ameniza o inconformismo da parte vencida e, principalmente, que o litgio permanea em estado latente; excelente alternativa da pacificao social; evita a sentena, considerada soluo imposta e, fundamentalmente, impede a sobrecarga nos tribunais.

    O recrutamento de conciliadores, para os Juizados Especiais Cveis e Criminais, est previsto na norma do artigo 7, da Lei n 9.099/95. Devem ser escolhidos, preferencialmente, entre bacharis em direito, portanto, nada impede que estagirios de direito aprovados com critrios previamente estabelecidos exeram esta funo. Em diversas audincias tambm atuam graduandos nos cursos de psicologia e servio social. H, para tanto, entre o Tribunal de Justia do Estado de Minas e algumas Universidades, convnios com a finalidade de cooperao tcnico-didtica na rea de estgio supervisionado.

    Alis, essa experincia beneficia ambas as partes: o estagirio exercita a prtica de teorias aprendidas por muitos semestres na faculdade e tem ainda a oportunidade de conviver e aprender diretamente com juzes, escrives, funcionrios das secretarias de juzo e advogados, alm das partes que atuam na disputa; para o Juizado Especial, a oportunidade de colher novas idias, flego, dedicao e disposio para o auxlio na prestao jurisdicional de qualidade e com mais eficincia.

    O Conselho Nacional de Justia, em recente enunciado administrativo, tambm aprimora a atuao do bacharel em direito na funo de conciliador, ao considerar atividade jurdica o exerccio como juiz leigo ou conciliador no Sistema dos Juizados Especiais Cveis e Criminais, desde que no inferior a 16 horas mensais.

    Portanto, sem empenho do conciliador, dificilmente o resultado obtido ser um acordo. As principais qualidades, naturalmente, so: ter boa comunicao; saber ouvir; perceber a comunicao no-verbal; ser emptico; aceitar as diferenas; possuir equilbrio emocional e preparar-se para a audincia. Mas o empenho e as qualidades do conciliador no podem significar forar as partes contra sua vontade, em situaes, s vezes, constrangedoras.

    A tarefa do conciliador ser, sempre, adubar as sementes da solidariedade, da justia e da paz. E, para isso, fundamental haver sintonia com a misso e com os valores defendidos pelo Juizado Especial de Minas e de outros estados do pas.

    No toa que o Conselho Nacional de Justia, sob a liderana da ministra Ellen Gracie Northfleet, presidente do Supremo Tribunal Federal, defende a conciliao como uma das prioridades para a Justia brasileira. Em movimento nacional, lanado dia 8 de dezembro do ano passado, o CNJ divulgou a campanha "Conciliar legal", slogan que vai permear diversas aes com foco na soluo de conflitos j distribudos ou no nos Juizados Especiais e nas varas Cveis e de Famlia da 1 Instncia, alm daqueles sob a responsabilidade dos informais Juizados de Conciliao.

    Minas Gerais novamente serve de exemplo para o pas. Como bem disse o desembargador Orlando Carvalho, presidente do Tribunal de Justia do Estado: "Minas est construindo sua prpria histria de promoo da cultura da paz, por meio da conciliao. Conciliar legal e faz bem. Nossos Juizados Especiais so exemplos disso".

     *Adriano da Silva Ribeiro  
      Assessor judicirio do Tribunal de Justia de Minas Gerais (TJMG);
      Graduando em Direito da PUC Minas Betim 
      e membro associado do Instituto de Hermenutica Jurdica
     









    REPERCUSSO do ARTIGO ESPECIAL
    do dr. Adriano Ribeiro:

    #1. Rodrigo Lott - (balondor@yahoo.com)
    Muito pertinente o artigo do dr. Adriano Ribeiro. A conciliao uma forma de evitar os litgios, onde no mais existiro vencedores e nem vencidos. Textos como estes devem ser amplamente divulgados, pois sempre tempo de conciliar. Parabns dr. Adriano, o TJMG deve orgulhar-se de funcionrios como o senhor.

    #2. Valria - (Email no informado)
    Parabns Dr. Adriano, o Sr. abordou o tema com louvor. Tambm penso que a conciliao o caminho no s para as partes mas tambm para a Justia. Aprecio muito seus textos, sempre profundos, ricos em contedo porm de fcil assimilao. O Sr. um exemplo para os servidores pblicos.

    #3. Rogrio Lisboa - (rogeriolisboa_adv@hotmail.com)
    Sbias palavras Dr. Adriano. atravs de gestos como esses que conciliaremos primeiro nossas atitudes e levaremos a paz social to desejada por todos.
    urgente a necessidade que todos tm de ver seu judicirio atuando de forma celere sem contudo perder seu carter conciliador e atravs da concincia da importante funo que exercem os conciliadores que seremos bem recebidos e de melhor forma conduzidos em nossas demandas.
    Espero que este artigo possa chegar s mos de cada conciliador, no s em Minas Gerais, mas em todo nosso querido e necessitado Brasil.
    Abraos!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    VALE A PENA CONFERIR, de novo! Bzios no litoral fluminense puro charme na Rua das Pedras com seu gostosos e sofisticados restaurantes internacionais, mas tambm com opes para compra de artesanato, lanches rpidos, bons cafs, por onde circulam brasiulerios e estrangeiros de diversos pases, j que Bzios ficou conhecida no mundo todo atravs de Brigitte Bardot. E mantm o mesmo charme de suas praias paradisacas!.











    ORLA BARDOT AVEC JK em BZIOS. 
    L esto em bronze o P de Valsa e o maior presidente que o Brasil j teve, Juscelino Kubstchek de Oliveira e a atriz Birigitte Bardot, que encantou o mundo com sua beleza e que atualmente uma feroz defensora das focas do Atol de Mururoa. Voc j viu de perto as duas esttuas na orla de Bzios? Vale a pena!










                                             Que maravilha para os olhos e para o esprito, visitar a lendria Bzios, principalmente noite. L estava,  e sempre surpreende, a atriz francesa Brigitte Bardot, imortalizada na forma de uma esttua, sentada numa mala, como se estivesse espera do prximo iate. E no passeio, em vrias lnguas, muitos comentavam ao passar pela esttua, que aquela al, a Brigitte Bardot, adorava Bzios, conhecida em todo o mundo atravs dela. A maior Relaes Pblicas da bela Bzios, com suas praias paradisacas, destaque para a Ferradura...

                                             Fiquei feliz tambm de ver, logo a seguir na mesma Orla Bardot, outra personalidade amante de Bzios:  o nosso JK, este brasileiro, que antes de Bardot j  frequentava a cidade nas frias com a famlia nas dcadas de 50, 60 e 70. A esttua de JK,criada pelo artista plstico Hildebrando Lima, fica bem em frente ao Solar do Peixe Vivo, onde JK,dona Sarah e as filhas passavam a temporada de vero na caliente e charmosa Armao de Bzios.

                                             Em tempo: a esttua de JK foi doada ao municpio de Bzios por Paulo e sis Penido, amigos de JK.

     

                                              A propsito de mineiros e mineiras ilustres, que elegeram Bzios como refgio na atualidade, est a ex- secretria de Turismo de Minas, a ex-deputada Maria Elvira.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    CENAS do ano que passou. Na foto abaixo ns estvamos na recepo do casamento da filha do empresrio Aldemir Tonholo da tradicional ROSELANCHE, que fica na BR-040 em Barbacena, ponto de parada de todo belohorizontino no caminho do Rio de Janeiro. A recepo foi na belssima pousada PEQUENA TIRADENTES, na charmosa cidade histrica de Tiradentes. O principal assunto que tivemos com Z Artur foi sobre as aes do ministrio das Coumunicaes na rea de incluso digital e a autorizao do Ministro Hlio Costa para que a TV Assemblia seja transmitida pelo sinal aberto, o que dever ocorrer ns prximos meses. A portaria est na gaveta do chefe de gabinete do ministro, justamente o nosso amigo Z Artur, aguardando acertar a agenda do ministro Hlio Costa com a do futuro presidente da Assemblia de Minas, que ser eleito dia 1 de fevereiro. O deputado Alberto Pinto Coelho, do PP. Outra informao: o ministro Hlio Costa retorna ao Brasil semana que vem.


    A decoradora Cida Amaral, JCA e o adogado barbacenense Jos Artur Filardi,
    chefe de gabinete do nosso amigo ministro das Comunicaes Hlio Costa.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    O advogado Expedito Euzbio da Silva nos enviou E-mail, bem-humorado sobre o valor da vrgula, que se for bem colocada um suceeso, mas se for mal usada, ou usada de acordo com o interesse escusos ou equivicados, pode mudar completamente a situao ou a inteno de quem a colocou na frase. Aproveito aqui para relembar a seguinte ESTRIA, dos tempos coloniais, aqui no Brasil. UM HOMEM FOI CONDENADO MORTE. Apelou para o Rei de Portugal. Meses depois de atravessar o oceano de navio e retornar ao Brasil a mensagem do rei dizia o seguinte: MATAR NO PERDOAR. Cad a vrgula? A, malandramente o "promotor" colocou por sua conta a vrgula, que o Rei se esqueceu ou no quis colocar por experteza. E a frase ficou assim: MATAR, NO PERDOAR. Se a vrgula tivesse sido colocada em outro ponto da frase, teria ficada assim MATAR NO, PERDOAR. E o pobre condenado teria escapado da execuo. Em resumo: ELE MORREU POR CAUSA DE UMA VRGULA, s! Confira a estria do nosso amigo dr. Expedito Euzbio, que tempera de humor esta quinta-feira.

         O valor da vrgula !
     


     "Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de quatro sua procura"


    Se voc for mulher, certamente colocou a vrgula depois de "mulher"...

    Mas, se voc for homem, certamente a colocou depois de "tem"...


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    OLHANDO A POLTICA DO OUTRO LADO DO ESPELHO.





    MEMRIAS DE REPRTER DE TV. Assistindo o programa gratuito do PMDB, pela TV, junto com o governador Tancredo Neves e dona Risoleta, no Palcio das Mangabeiras.
                                                               *ARTIGO ESPECIAL
                                                 Joo Carlos Amaral - ex-reprter poltico
                                                 da REDE GLOBO MINAS ( 82 a 1996).





                                Voc j teve o privilgio de assistir TV, com nada mais, nada menos, que o dr. Tancredo Neves e sua simptica mulher a saudosa dona Risoleta? E sendo servido de salgadinhos e suco de laranja por ela? Se voc for parente ou amigo ntimo do casal no vale responder: sim! Pois  este reprter, agora tambm um blogueiro, teve este privilgio. 

                                 Foi assim: noite fria, vento forte. 1984. Tancredo de olho no Colgio Eleitoral. Nosso diretor de jornalismo na Rede Globo Minas, Lauro Diniz, acertou com o J.D.Vital, chefe da Assessoria de Comunicao do governador Tancredo Neves, para que ns pudssemos produzir uma reportagem durante o Programa  gratuito, do PMDB em rede nacional, com o governador assistindo o programa.

                                 L fomos ns. Eu e a equipe da Globo. O cinegrafista Alpio Martins, cmera no ombro, jeito discreto, mas atento a todos os gestos e reaes do dr. Tancredo. S que o governador pediu para que deixssemos para o final da transmiso da TV para fazermos as imagens e ento gravar a entrevista. claro que a contragosto, concordei. No havia outro jeito. Comea o programa. O saudodo deputado Ulysses Guimares, o ncora.  Aparece em cena no final de cada pronunciamento dos polticos do PMDB.  Dr. Ulysses iniciava cada apario com a palavra NO. No a esta poltica econmica, No ao Colgio Eleitoral, No ao regime militar e, assim foi durante os 60 minutos de programa televisivo. No, No, No...

                                 Dona Risoleta entra e sai a cada momento reabastecendo nossos pratinhos de salgadinhos e suco de laranja. Eu observo o ento governador Tancredo Neves. Ele coava a orellha, ora a direita, ora a esquerda. Acaricia o nariz, no fala nada. S resmunga. Eu espero. V que ele estava incomodado com a linha desenvolvida pelo programa do PMDB na TV. Olho para meu relgio. Ser que vai dar tempo para gravar a entrevista e mandar pelo satlite para o Jornal da Globo, no Rio? Olha, naquele tempo no havia ainda o celular, E-mail. ( penso hoje, como conseguia viver sem eles). 

                                Acaba o programa. Nos levantamos. Eu indago: vamos gravar dr. Tancredo?  A luz acesa, cmera ligada, microfone em ao. Mas o governador se atencipa e diz no vou gravar entrevista sobre este assunto. Por favor desligue o equipamento. Desligamos. A o dr. Tancredo disse: NO VOU GRAVAR  NENHUM COMENTRIO, EM SINAL DE PROTESTO, PORQUE NENHUM PEMEDEBISTA MINEIRO TEVE  ESPAO NO PROGRAMA. Obrigado meu filho, e boa noite.
                                  Mas, governador... E ele emendou: foi um prazer ter a sua companhia e de sua equipe e repetiu polidamente: boa noite para todos! Respond: boa noite! E voltei redao da Rede Globo. Sem a reportagem. Foi um " furo" ao contrrio.

                                 Assim era ele, o dr.Tancredo. Tinha a exata medida do momento de falar  e de se calar! Afinal, ns como reprter poltico, sabamos que o governador habilidosamente conduzia um processo de transio delicadssimo, que passaria pelo Colgio Eleitoral, aonde mais  tarde ele derrotou Paulo Maluf. Qualquer fala, gesto, aparentemente simples que fosse, poderia criar obstculo intransponvel, ainda mais num canal de TV como a Globo, lder de audincia. Na verdade, o adversrio dele, dr. Tancredo, era o prprio dr. Ulysses, o Sr. Diretas. Tancredo preferiu se calar. No por medo, mas por estratgia, hoje compreendendo!

                                Comentrio: se fosse hoje eu colocaria tudo no meu BLOG. S que estvamos em 1984. Ou seja, 22 anos atrs... que blog, que tecnologia, que nada.
                               
                                     DETALHES: este *ARTIGO ESPECIAL o primeiro texto de um futuro livro sobre os bastidores da poltica mineira e dos polticos com os quais convivo nos ltimos 25 anos, aqui em Minas. Os fatos pitorescos e histricos, como o deste atrtigo acima, que no levei ao ar nas coberturas pela Rede Globo Minas, vou mostrar no livro, com o objetivo de resgatar a histria no oficial do perodo poltico, que vai de Francelino Pereira, passa por Tancredo Neves, Newton Cardoso, Hlio Garcia, Eduardo Azeredo. Haja memria e flego! 

                                                      O ttulo provisrio do livro :
                                                     A POLTICA ATRS DAS CMERAS
                                                    ( Memrias de um reprter  de TV).


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    Pai do desembargador Reynaldo Ximenes, o sr. Ablio Pereira Carneiro, se emociona ao acessar nosso BLOG e v as fotos da solenidade de entrega da Medalha Sobral Pinto de Direitos Humanos ao renomado jurista mineiro. Confira o E-mail que ele nos enviou.

      Estamos, eu e minha filha Luci, lendo as notcias sobre a homenagem recebida por meu filho Reynaldo.
    Sinto-me bastante emocionado e cheio de alegria. Ns, familiares, nos envaidecemos com estas tantas homenagens, mas temos convico de que ele merecedor de cada uma delas, por sua vida pessoal e profissional de pessoa do bem.
    Parabns pelo seu trabalho na cobertura do evento. Em nome de meus familiares agradeo e deixo meu abrao.
    Abilio Pereira Carneiro.



    Na foto1: O casal Claudia e desembargador Reynaldo Ximenes no esconde a emoo pela homenagem recebidado Conselho da Medalha Sobral Pintodo municpio de Barbacena.
    Na foto 2: da esquerda para a direita, o presidente do Instituto Histrico e Geogrfico de Barbacena, o conultor da ONU, prof. Carlos Alberto Penna e o vereador Amarlio de Andrade, velhos amigos do desembargador. Dos idos dos anos 70, quando o ento juiz Reynaldo Ximenes trabalhou em Barbacena defendendo os direitos humanos, como prioridade.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    HOMEM QUE V LONGE o renomado advogado Dcio Freire, mineiro de Boa Esperana, no sul de Minas. Dois grandes momentos do Escritrio dele, o Dcio Freire Associados, em 2006 foram: a homenagem da Cmara de BH e a homenagem que ele, Dcio Freire, prestou ao renomado jurista Carlos Mrio Veloso. Confira!





     Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. BH reconheceu, atravs da Cmara Municipal, em 2006, o trabalho do advogado Dcio Freire, atravs de requerimento aprovado em plenrio  do vereador Fred Costa. Na foto, arquivo do BLOG, Dcio Freire fala na solenidade no Automvel Clube, em BH, durante homenagem da Dcio Freire Associados ao ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, o mineiro Carlos Mrio Veloso. Hoje Secretrio de Estado Extraordinrio de Assuntos Institucionais do governo Acio Neves.








                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 18, 2007

    Atingimos hoje a marca de 62 mil acessos. Obrigado pela leitura de nosso trabalho jornaltico no cyber espeo. Concluo que nossa proposta baseda nos dois objetivos de nosso BLOG, que so informar e levar as pessoas a pensar, est no rumo certo. Afinal quem manda VOC, leitor. Vamos em frente!



























    Posts:
     1043

    Rascunhos:
     10

    Comentrios:
     18810

    Visitas nicas:
     62090

    Pageviews:
     64924
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 17, 2007

    De olho nas aes da FIEMG: negcios da Vale do Rio Doce com empresas mineiras crescem 15%. A informao o site www.fiemg.com.br







    Programa de Desenvolvimento de Fornecedores amplia negcios da Vale do Rio Doce com empresas mineiras

    O volume de negcios da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) com empresas mineiras subiu 15% em 2006, segundo divulgou o diretor de Servios Compartilhados da companhia, Mrcio Hannas. O aumento, significativo comparado ao incremento de compras da CVRD em todo o pas, que foi de 1,5%, resultado do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF), criado em 2005, em parceria com o Sistema Fiemg. O programa foi discutido durante o Encontro Anual com os Fornecedores da Companhia Vale do Rio Doce, realizado hoje (17), na sede da Fiemg.
    O objetivo, lembrou Hannas, fomentar a relao comercial da Vale com grupos de fornecedores de Minas Gerais. "Em relao s compras de empresas recadastradas em 2006 houve um crescimento R$ 32 milhes", observou Hannas.
    Outro indicativo do sucesso do programa foi o desempenho dos mineiros nas aquisies da Vale dentro do prprio estado, que passaram de 55% para 60%.
    De acordo com Hannas, vrias empresas utilizaram a linha de financiamento lanada em abril de 2005, que disponibilizou R$ 5 milhes aos fornecedores de Minas Gerais.
    Segundo o diretor de Suprimentos da CVRD, Almir Resende, os planos da empresa para os prximos anos podem ampliar ainda mais as oportunidades de negcios. Cerca de US$ 10 bilhes devem ser investidos pela companhia at 2010. A meta, afirmou Resende, fazer da Vale a companhia de minerao de menor custo do mundo. "Todas as propostas dos fornecedores para proporcionar ganhos de produtividade Vale, desde que levem em considerao a proteo ambiental e a segurana do trabalhador, sero bem-vindas", alertou Resende.
    O presidente da Fiemg, Robson Braga de Andrade, informou que cerca de 1400 empresas participam do PDF. Na sua opinio, o programa ajuda a melhorar a eficincia das indstrias de Minas, tornando-as mais competitivas no s para atender a Vale, mas para ganhar novos mercados.
    Reconhecimento Durante o encontro anual com os fornecedores, a CVRD homenageou as empresas que mais se destacaram em 2006. Os critrios adotados na premiao foram inovaes tcnicas, resultantes em melhorias de performance operacional; reconhecimento das reas usurias da CVRD; benchmarking em poltica de Gesto Ambiental e Segurana e Sade Operacional, e alta performance apurada pelo IDF, o ndice de Desempenho do Fornecedor (IDF), que permite o monitoramento contnuo do desempenho das empresas.
    A ferramenta, segundo a Vale, oferece como benefcio o desenvolvimento de um melhor relacionamento com o mercado por meio do cumprimento dos controles internos de qualidade, da concentrao dos negcios em empresas de melhor performance e da excluso de fornecedores com resultados aqum dos mnimos exigidos pela CVRD.

    AGROPECURIA VILA VERDE; AMSTED-MAXION; BRASIL MINAS UNIFORMES PROFISSIONAIS LTDA; DINEX ENGENHARIA MINERAL LTDA; FLAPA MINERAO E CORPORAO LTDA; MICHELIN MG SETE PNEUS LTDA; MGE MINAS GERAIS ELETRICIDADE LTDA; MIP ENGENHARIA S/A; ORTENG EQUIPAMENTOS E SISTEMAS LTDA; SANDVIK MGS S/A, TURITA EMPRESA DE TURISMO ITABIRANA LTDA; U&M MINERAO E CONSTRUO S/A



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 17, 2007

    FIEMG Regional da Zona da Mata, presidida pelo empresrio Francisco Campolina, se mobiliza para amparar atingidos pela chuva que castiga a regio h vrios semanas. Nota 10 para a iniciativa!








           Regional Zona da Mata promove aes de apoio aos flagelados da chuva

                                                                                                                 Foto: Henrique Viard

    O Bairro Industrial, onde se localiza a sede da Fiemg Regional Zona da Mata, teve diversos pontos de inundao causados pelas fortes chuvas que tm ocorrido em toda a regio. O prefeito municipal de Juiz de Fora, Alberto Bejani, esteve na sede da Regional hoje pela manh, onde obteve uma viso extensa e abrangente dos estragos causados pelas chuvas.

                O presidente da Fiemg Regional Zona da Mata, Francisco Campolina, na ocasio, disponibilizou a utilizao das dependncias da entidade para utilizao da administrao pblica municipal. "A Regional pode servir como um ponto de apoio para o trabalho da Defesa Civil, em relao captao de material especfico em prol dos desabrigados. Podemos, tambm, sediar um Posto de Sade temporrio para a aplicao de vacinas contra doenas como febre amarela, ttano e tifo".

    Matria enviada pela Assessoria da Fiemg Regional Zona da Mata.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 17, 2007

    Minas atravs de NOVA SERRANA prestigia, em So Paulo, a COUROMODA, a maior Feira de Calados da Amrica Latina, um evento POLITICAMENTE CORRETO. Recemos o texto baixo dos promotores da Feira e nos associamos filosofia ambiental e social do evento, compartilhando com voc, que acessa nosso BLOG de NOTCIAS. Confira!

          34 Feira Internacional de Calados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro
                Evento vai at amanh  das 10h s 19h - Parque Anhembi So Paulo

                                         COUROMODA 2007  deixa So Paulo mais verde!
    Maior evento de calados ser a primeira feira neutra em carbono no Pas, ambientalmente correta e socialmente justa
    A maior feira de calados da Amrica Latina ser tambm a primeira feira brasileira a ter uma gesto sustentvel. A partir de sua edio de 2007, a COUROMODA Feira Internacional de Calados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro passar a ser reconhecida no Pas e no exterior como um evento economicamente vivel, socialmente justo e ambientalmente correto.  

    Maior feira de moda e de negcios do setor de calados, a 34 edio da COUROMODA acontece nos dias 15 a 18 de janeiro, no Anhembi, em So Paulo. O evento tem participao de 1.200 empresas expositoras e ser visitado por lojistas, distribuidores, empresrios e importadores de mais de 60 pases. Reconhecida por apresentar as grandes novidades do mercado de calados, a mostra sai na frente mais uma vez e ser pioneira ao introduzir o conceito de gesto socioambiental em feiras de negcios.

    A COUROMODA 2007 ser a primeira feira brasileira a priorizar o cumprimento das leis ambientais, garantindo a legalidade do processo de destinao de resduos produzidos pelo evento, alm de gerar trabalho e renda para cooperativas de reciclagem.

    Alm disso, a feira vai promover a neutralizao de carbono, por meio do plantio de rvores suficientes para compensar o gs carbnico emitido durante o evento.
    O clculo das emisses de dixido de carbono (CO2) decorrentes do perodo de montagem, realizao e desmontagem da feira, bem como o nmero de rvores que devero ser plantadas, ser realizado pela consultoria Key Associados e o plantio das rvores ser efetuado pela Fundao SOS Mata Atlntica, junto Bacia do Rio Tiet, em So Paulo, por meio do programa Florestas do Futuro.
     
    Treinamento para reduzir resduos
    Os profissionais que participam diretamente da montagem e operao da feira (construtores de estandes, pessoal de limpeza e demais prestadores de servios) esto sendo treinados com o objetivo de reduzir o consumo de recursos naturais (gua, energia eltrica, madeira, etc.) e minimizar o desperdcio de materiais. Ser feito o gerenciamento de todos os resduos gerados pelo evento  (madeiras, carpetes, papel, plstico, materiais qumicos, isopor, vidro, orgnicos, etc.), visando dar a cada um solues ecologicamente corretas e socialmente justas. 

    Os resduos sero destinados a famlias de catadores que trabalham em cooperativas de Economia Solidria cadastradas por prefeituras da Grande So Paulo e ABC, para reciclagem e/ou produo de artesanato.

    Expositores, montadores e visitantes vo receber material informativo com o objetivo de contribuir com a gesto socioambiental do evento. A feira tambm apresentar ilhas de coletores seletivos, painis informativo e vdeos de conscientizao ambiental. 


    Exemplo de cidadania e efeito multiplicador
    Jorge Alves de Souza, diretor administrativo da COUROMODA, destaca que o objetivo mostrar, por meio de um caso real, que possvel realizar um grande evento comercial de forma ambientalmente correta e socialmente justa.
    "Queremos dar uma contribuio para a cidade e o Estado de So Paulo. Acreditamos que a COUROMODA, que a mais importante feira de calados da Amrica Latina e a quarta maior do mundo, tem o dever de inovar sempre, apresentando a seus expositores e visitantes iniciativas capazes de influir positivamente no apenas sobre o rumo dos negcios, mas tambm sobre a questo social e ambiental de nosso pas."
    Souza prossegue: "Ao reunirmos em So Paulo milhares de profissionais da cadeia do couro/calado, temos aqui o ambiente ideal para promover a conscientizao das empresas sobre a questo da sustentabilidade. Contamos com o fator multiplicador deste evento para a difuso dos projetos socioambientais em todas as fases da produo coureiro/caladista".

    Os parceiros
    O trabalho de gesto socioambiental da COUROMODA est sendo desenvolvido em conjunto entre a direo da feira, a Ambiente Global - Comunicao, Eventos & Sustentabilidade e a Pueras, uma das ONGs mais reconhecidas da Zona Leste de So Paulo, responsvel pela capacitao de jovens da Cidade Tiradentes.

    Com dez anos de atuao, a Ambiente Global - Comunicao, Eventos & Sustentabilidade foi a primeira agncia de comunicao corporativa brasileira criada com foco na rea socioambiental. Sua misso contribuir para o desenvolvimento sustentvel por meio da promoo da comunicao socioambiental dentro e fora das corporaes; da capacitao de profissionais e da realizao de eventos sustentveis.

    J a ONG Pueras, criada em 1999, atua na coleta seletiva, reciclagem de materiais e na conscientizao dos cidados sobre a importncia da proteo e conservao do meio ambiente, da reduo do desperdcio de gua, energia e matrias-primas.

    A iniciativa tambm tem o apoio da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente  de So Paulo, Key Associados, Revista EcoSpy e da agncia Meio Ambiente. Alm dessas instituies, o trabalho tem a participao da Cooperativa Viva Bem, uma das 14 cooperativas de catadores de lixo credenciadas pela prefeitura de So Paulo, que beneficia diretamente 64 famlias.

    Conscientizao e exemplo
    O projeto empreendido pela COUROMODA visa sensibilizar expositores, visitantes, montadores e prestadores de servios envolvidos com a feira para a questo da sustentabilidade de suas empresas no mdio e longo prazo.

    Entre os indicadores de sustentabilidade que sero apresentados ao final da COUROMODA 2007 esto a quantidade e os tipos de resduos gerados nos dias de feira, consumo de gua e energia eltrica, nmero de pessoas beneficiadas diretamente pela gesto socioambiental da feira, nmero de empregos gerados pelo evento, etc. O documento estar pronto no final de janeiro e ser utilizado como ponto referencial para o aperfeioamento socioambiental da prpria COUROMODA nos prximos anos.

    Alm disso, como primeira feira do ano no calendrio de eventos de So Paulo, a COUROMODA procura dar um exemplo para o setor de feiras e congressos, destacando a oportunidade e a possibilidade que este segmento tem de contribuir para a melhoria ambiental e social do pas. A cada ano ocorrem em So Paulo mais de 90 feiras de negcios, que mobilizam cerca de 23.000 empresas expositoras e 4 milhes de visitantes.


    Programa Florestas do Futuro
    A Fundao SOS Mata Atlntica, organizao no-governamental que atua h 20 anos pela proteo do bioma onde vivem 110 milhes de brasileiros, a responsvel pelas diversas etapas que envolvem a implantao e a manuteno do programa Florestas do Futuro: seleo das reas, plantio com mudas de espcies nativas, manuteno, vistoria e educao ambiental, num trabalho auditado pela PriceWaterhouse. Para saber mais: www.florestasdofuturo.org.br.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 17, 2007

    Oramento do governo Acio Neves, de 30,5 bilhes para 2007, foi publicada nesta quarta-feira no Dirio Oficial. J virou LEI. Confira!

                                    Publicada lei do Oramento Fiscal do Estado para 2007

    O Dirio Oficial do Estado "Minas Gerais", desta quarta-feira (17/1/07), traz publicada a Lei 16.696, de 2007, que estima as receitas e fixa as despesas do Oramento Fiscal do Estado e do Oramento das Empresas controladas pelo governo para o exerccio de 2007. Amplamente debatida na Assemblia Legislativa de Minas Gerais no final do ano passado, o ex-Projeto de Lei (PL) 3.645/06, de autoria do governador, agora lei.

    O Oramento Fiscal do Estado para este exerccio financeiro estima uma receita de R$ 30.553.704.363 (trinta bilhes, quinhentos e cinqenta e trs milhes, setecentos e quatro mil e trezentos e sessenta e trs reais) e fixa a despesa no mesmo valor. Essa receita ser realizada por meio de arrecadao de tributos e outras receitas correntes e de capital. A norma autoriza o Poder Executivo a alterar, no decorrer da execuo oramentria de 2007, a metodologia de clculo desses demonstrativos.

    O Oramento de Investimento das empresas controladas pelo Estado estima as fontes e fixa os investimentos em R$ 4.744.014.802,00 (quatro bilhes, setecentos e quarenta e quatro milhes, quatorze mil e oitocentos e dois reais). Esses investimentos feitos por parte de empresas controladas direta ou indiretamente pelo Estado sero feitos segundo a discriminao por projeto, atividade ou operao especial.

    A lei autoriza ainda ao Poder Executivo a abrir crditos suplementares ao seu oramento e ao investimento das empresas por ele controladas at o limite de 10% da despesa total fixada; assim como ao Poder Legislativo para suplementar os crditos ao oramento do Fundo Habitacional (Fundab), no mesmo limite percentual.

    A Lei 16.696, de 2007, apesar de publicada nesta quarta-feira, est em vigor desde o dia 1o de janeiro deste ano.

    Veto total - Em mensagem tambm publicada no "Minas Gerais" e enviada Assemblia Legislativa, o governador vetou totalmente a Proposio de Lei 17.593 (ex-PL 1.886/04). De autoria do deputado Dimas Fabiano (PP), o projeto autoriza o Instituto Estadual de Florestas (IEF) a doar imvel de 21,1 mil hectares ao municpio de Itajub, localizado na regio Sul do Estado. Atualmente, no imvel, funciona o Horto Florestal e a justificativa do governador, com o veto, de que o imvel de propriedade do Estado de Minas Gerais e est sob administrao do IEF, razo que torna impossvel a doao por parte daquela autarquia. Em mensagem tambm publicada no "Minas Gerais" e enviada Assemblia Legislativa, o governador vetou totalmente a Proposio de Lei 17.593 (ex-PL 1.886/04). De autoria do deputado Dimas Fabiano (PP), o projeto autoriza o Instituto Estadual de Florestas (IEF) a doar imvel de 21,1 mil hectares ao municpio de Itajub, localizado na regio Sul do Estado. Atualmente, no imvel, funciona o Horto Florestal e a justificativa do governador, com o veto, de que o imvel de propriedade do Estado de Minas Gerais e est sob administrao do IEF, razo que torna impossvel a doao por parte daquela autarquia.

    Aps a instalao da 16a Legislatura, no dia 1o de fevereiro de 2007, o presidente da ALMG constituir comisso especial, que ter um prazo de 20 dias, contados aps a leitura da mensagem em Plenrio, para apresentar parecer de turno nico. A Assemblia tem, ao todo, 30 dias para decidir, em votao secreta de Plenrio, sobre a manuteno ou rejeio do veto. Esgotado esse prazo sem que tenha havido deliberao, o veto ser includo na ordem do dia da reunio seguinte, sobrestando-se a deliberao das demais proposies constantes na pauta. Se o veto for rejeitado, a proposio de lei ser reenviada ao governador para, no prazo de 48 horas, receber sano. Caso seja mantido, a ALMG dar cincia da deciso ao governador do Estado.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 17, 2007

    De olho nas iniciativas do ministro das Comunicaes Hlio Costa.

     

    Prego eletrnico vai permitir ampliao
    do Programa de Incluso Digital

    Ministrio das Comunicaes vai priorizar o programa em 2007

     O prego eletrnico realizado no final do ano, para a compra de kits para instalao de telecentros, vai ampliar o Programa de Incluso Digital em todo o Brasil, desde o interior do pas at as periferias das grandes cidades.

    O ministrio optou pelo prego para reduzir o custo de implantao dos telecentros, permitindo assim maior otimizao dos recursos do programa.

    O telecentro um ponto onde h computadores disponveis para uso gratuito da comunidade. A conexo internet feita banda larga (em alta velocidade), o que viabiliza a recepo de programas de TV educacionais e de telemedicina, realizao de cursos profissionalizantes, treinamento de professores, entre outros. O ponto conta tambm com no mnimo um monitor para ajudar as pesquisas dos alunos, e orientar no manuseio dos computadores aos idosos, trabalhadores, e portadores de necessidades especiais.

    Alm da montagem dos telecentros, Hlio Costa afirmou que, at o final de 2007, o ministrio vai dobrar os atuais 3 mil e 300 pontos de presena, por meio do Gesac (Governo Eletrnico - Servio de Atendimento ao Cidado), projeto que cuida da conectividade. O Gesac tambm vai ligar internet banda larga as escolas pblicas e todos os 5.565 municpios do Brasil.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    MINEIROS MOVIMENTAM A SEXTA-FEIRA CAPIXABA na elegante Praia da Costa, em Vila Velha, homenageando o juiz ANTNIO AUGUSTO CANADO TRINDADE, vice-presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA com sede na Costa Rica. O juiz e professor de Direito Internacional Pblico, estava acompanhado da mulher, a simptica colombiana Carmela. O Almoo base de moqueca de siri mole e moqueca de banana, foi preparado pela anfitri, a psicloga mineira Beatriz Bittencourt. O encontro da mineirada foi no belssimo apartamento do casal advogado Jos Milton Bittencourt /Beatriz na orla capixaba, com uma vista fantstica para a baa de Vitria, onde se destaca o Porto de Tubaro. Presentes, alm do homeageado e dos anfitries, o advogado capixaba de Barra de So Francisco, mas em BH h mais de trinta anos, dr. Expedito Euzbio da Silva e sua mulher Ktia; este blogueiro e minha mulher a decoradora Cida Amaral e nossa filha Natlia Amaral. Tambm conosco a barbacenense Zlia Soares, mulher do desembargador do Tribunal Federal do Rio de Janeiro, o tambm barbacenense e nosso primo, Luiz Antnio Soares. O desembargador e Zlia moram no mesmo edifcio da Praia da Costa. Ele no pode comparecer por que estava a trabalho no Tribunal no Rio, para onde se desloca de Vila Velha, toda semana.


    Da esquerda para a direita:
    o juiz Antnio Augusto Canado
    Trindade, o homenageado, e o
    anfitrio, advogado da Usiminas 
    no Esprito Santo, Jos Milton
    Bittencourt. Os dois so da "turma
    ministro Slvio de Figueiredo
    Teixeira" formada pela 
    Faculdadede Direito da UFMG
    em 1971.

     




     O juiz homenageado, Antnio Augusto Canado Trindade
     no momento em que conversava com seu colega de turma,
     o jornalista e escritor Lindolfo Paoliello, seu colega
    da turma de Direito da UFMG de 71.
     Lindolfo estava em BH,
    mas no deixou de cumprimentar o ilustre juiz.
    Tambm o editor Arnaldo Oliveira da Editora Del Rey,
     ligou de Cabo Frio
     e lamentou no ter podido comparecer ao almoo.












                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    Repercusso da solenidade de entrega da Medalha Sobral Pinto de Direitos Humanos, a mais alta condecorao de Barbacena, ao desembargador Reinaldo Ximenes.









    Comentrios

    #1. ubirajara - (ubirajara@creapr.org.br)
    caro jornalista,

    Direitos Humanos sempre fizeram parte da vida do Dr Reynaldo Ximenes Carneiro,um dos homens mais dignos que conheci,inclusive tendo a honra de ter o meu 1 emprego,trabalhando na Prefeitura Municipal de Eli Mendes,na sua administrao. Ele foi e sempre ser o exemplo de homem pblico que o Brasil precisa.
    Estando com ele, mande meu grande abrao.

    Joo Ubirajara Nogueira

    #2. reynaldo - (ximenes@uai.com.br)
    Caro Amigo Joo Carlos: fiquei feliz com sua presena na solenidade, pois sei de seus vnculos com o dr. Sobral, com o Presidente Amarlio e com o Prof. Carlos Alberto e me envaideo em t-lo como um dos amigos desde a poca em que tive a honra de ser Juiz em Barbacena. Voc me proporciona agora o prazer de reencontrar o amigo Joo Ubirajara, que, jovem ainda, era um dos talentosos compositores que vencia os festivais de msica que se realizavam no Sul de Minas e trabalhava com eficincia na Prefeitura de Eli Mendes. Fui seu padrinho de casamento e desde sua mudana de Varginha no tinha notcias suas. O seu "blog" com o prestgio do grande jornalista me permitiu o reencontro. Abraos do Reynaldo.

      Ricardo Barouch - (rfbarouch@hotmail.com)
    A vida me proporcionou estar presente nesta ocasio to valorosa, que, certamente, ordenar-me-   por minha modesta existncia,sobretudo pelo que nesta solenidade se pronunciou e se     defendeu.  Ainda mais relevante, porque essas pessoas vivem o que pregam. Felicito o ilustre jornalista Joo Carlos que cobriu essa pgina notvel da vida pblica do nosso Estado de Minas Gerais. lio para a vida toda...



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    Desembargador Reynaldo Ximenes recebe a medalha Sobral Pinto de Direitos Humanos, a mais alta condecorao do municpio de Barbacena. A primeira concedida a uma personalidade do meio jurdico de Minas. Detalhe: a primeira medalha foi entregue ao ex-presidente Tancredo Neves, pelo prprio jurista dr. Sobral no Palcio da Revoluo Liberal em Barbacena. Confira as fotos da solenidade de entrega da comenda ao dr. Ximenes, aqui em Belo Horizonte. Cobertura EXCLUSIVA para voc que acessa nosso BLOG, lembrando sempre que UMA FOTO VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS!
























     





     Foi uma cerimnia simples, mas com a presena de personalidades jurdicas de peso em Minas. Destacamos: o desembargador Jos Antnio Baa Borges, vice-presidente da Amagis, o presidente da AMAGIS, juiz Nlson Messias Morais; o juiz Doorgal Borges de Andrada, presidente em exerccio da Associao dos Magistrados Brasileiros; juiz Bruno Terra Dias, vice-pres. da Amagis, juiz Cludio Manoel Barreto de Figueiredo, tambm vice da Amagis; dra. Helosa Saraiva, Procuradora do Estado, Cludia Periard Pressato Carneiro, mulher do desembargador Ximenes, alm de assessores e servidores da Segunda Cmara Criminal.






                          A entrega foi feita no prprio gabinete do desembargador Reinaldo Ximenes pelo vereador Amarlio Augusto de Andrade, lder do governo Martim Andrada e pelo diplomata da ONU e presidente do Instituto Histrico e Geogrfico de Barbacena, Carlos Alberto Penna. Emocionado, o desembargador Ximenes, o nico membro do judicirio mineiro a receber a mais alta condecorao de Barbacena, a Medalha Sobral Pinto, relembrou em  seu discurso a convivncia dele e de seu irmo com o dr. Sobral em Barbacena. " Um homem acima de todos ns, pela grandeza de esprito e carter'. 
                           Com a humildade prpria dos grandes homens, o desembargador relembrou que foi escolhido numa lista trplice pelo governador Tancredo Neves, a pedido pessoal do dr. Sobral Pinto. Alis, nico pedido do gnero feito pelo grande jurista por solicitao do prof. Carlos Alberto Penna e do vereador Amarlio de Andrade. Bem humorado o desembargador Ximenes disse, bem do seu jeito de ex-prefeito de Eli Mendes, sul de Minas: " quando o dr. Tancredo recebeu o pedido do dr. Sobral Pinto disse a quem tambm queria a vaga: " que j tinha compromisso. No posso recusar um pedido do dr. Sobral". E o juiz Reinaldo Ximenes virou desembargador.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    Nova secretria de Turismo de Minas., empresria rika Drumond, quer um mapa completo do potencial das cidades mineiras.









    O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, nesta tera-feira, um trabalho para mapear o potencial turstico das cidades mineiras. O levantamento comea a ser feito com uma reunio entre representantes da Secretaria e do Ministrio do Turismo. Ao anunciar a medida, a secretria rika Drumond enfatizou que o objetivo da pesquisa apontar os nmeros de ofertas do turismo mineiro, englobando no s quantos turistas o Estado pode receber por dia, semana e por ms, como tambm detectar quantos visitantes passaram por Minas.

    Uma equipe de cinco representantes da Secretaria de Estado de Turismo estar reunida com todos os secretrios do Ministrio do Turismo para que possamos traar um plano de ao para Minas Gerais e reivindicarmos mais recursos federais, disse rika Drumond. A expectativa, segundo ela, saber quem compra, por que compra e o que falta para visitar Minas Gerais. Vamos montar uma infra-estrutura com perfil do consumidor, tendo por base uma pesquisa real e no aquilo que imaginamos. Primeiramente, vamos direcionar nossos produtos para os turistas de So Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Bahia, do Pas inteiro, e depois vamos para o mercado internacional. O mapeamento dever ser concludo em 30 dias.

    A secretria lembra que entre suas metas de trabalho est a retomada de Minas Gerais s prateleiras das maiores operadoras do Brasil, com grandes projetos estruturadores. Entre eles, as instalaes em So Paulo da Casa de Minas e do Caminho para a Estrada Real, que uma embaixada de Minas na capital dos negcios. Alm da bandeira do turismo mineiro, os espaos serviro para o microempresrio e pequeno produtor, quem no tem oportunidade de fazer uma viagem a So Paulo, expor seu produto, levar a produo para o grande mercado. Teremos espaos funcionando todo ano, com novas marcas, como a cachaa, o queijo, o artesanato. Vamos convidar os grandes atacadistas para que eles possam conhecer nossos produtos e aguar o consumidor a conhecer o que temos a oferecer, disse.

    Ao assegurar que dar continuidade ao trabalho iniciado pela Secretaria de Estado de Turismo, nos ltimos quatro anos, rika Drumond lembra que suas metas incluem como prioridade o Circuito das guas. Ela pretende buscar investidores para as cidades, o que, segundo a secretria, contribui para o desenvolvimento local. Precisamos de novos investimentos, novas alternativas para que o circuito, nosso primeiro produto, possa ser visitado de forma grandiosa, como sempre foi. Agora, vamos buscar uma nova oportunidade para este destino. Precisamos saber o que o consumidor espera e redesenhar o Circuito das guas e retomar seu potencial, anunciou.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    Desembargador REINALDO XIMENES recebe a mais alta condecorao do municpio de Barbacena: a Medalha Sobral Pinto de Direitos Humanos. Foi uma cerimnia simples, mas com a presena de personalidades jurdicas de peso em Minas. Destacamos: o desembargador Jos Antnio Baa Borges, vice-presidente da Amagis, o presidente da AMAGIS, juiz Nlson Messias Morais; o juiz Doorgal Borges de Andrada, presidente em exerccio da Associao dos Magistrados Brasileiros; juiz Bruno Terra Dias, vice-pres. da Amagis, juiz Cludio Manoel Barreto de Figueiredo, tambm vice da Amagis; dra. Helosa Saraiva, Procuradora do Estado, Cludia Periard Pressato Carneiro, mulher do desembargador Ximenes, alm de assessores e servidores da Segunda Cmara Criminal.

                          A entrega foi feita no prprio gabinete do desembargador Reinaldo Ximenes pelo vereador Amarlio Augusto de Andrade, lder do governo Martim Andrada e pelo diplomata da ONU e presidente do Instituto Histrico e Geogrfico de Barbacena, Carlos Alberto Penna. Emocionado, o desembargador Ximenes, o nico membro do judicirio mineiro a receber a mais alta condecorao de Barbacena, a Medalha Sobral Pinto, relembrou em  seu discurso a convivncia dele e de seu irmo com o dr. Sobral em Barbacena. " Um homem acima de todos ns, pela grandeza de esprito e carter'. 
                           Com a humildade prpria dos grandes homens, o desembargador relembrou que foi escolhido numa lista trplice pelo governador Tancredo Neves, a pedido pessoal do dr. Sobral Pinto. Alis, nico pedido do gnero feito pelo grande jurista por solicitao do prof. Carlos Alberto Penna e do vereador Amarlio de Andrade. Bem humorado o desembargador Ximenes disse, bem do seu jeito de ex-prefeito de Eli Mendes, sul de Minas: " quando o dr. Tancredo recebeu o pedido do dr. Sobral Pinto disse a quem tambm queria a vaga: " que j tinha compromisso. No posso recusar um pedido do dr. Sobral". E o juiz Reinaldo Ximenes virou desembargador.
                           EM TEMPO: as fotos exclusivas, que fizemos l no gabinete do dr. Ximenes vamos publicar aqui no BLOG ainda esta semana. AGUARDE!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    As belezas de Desterro do Melo, cidade que fica a 200 kms de Beag e 32 de Barbacena, no caminho do meio da Estrada Real. Confira!



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    Governador em exerccio Antnio Augusto Anastasia em ao.






                            Governo vai ampliar a estrutura da Secretaria de Educao












    Carlos Alberto/Imprensa MG
     




    Aps participar de audincia com o governador em exerccio Antonio Anastasia, a secretria Vanessa Guimares afirmou que a estrutura da Secretaria de Educao ser ampliada no segundo mandato do governador Acio Neves.








    A estrutura da Secretaria de Educao (SEE) ser ampliada no segundo mandato do governador Acio Neves. O objetivo aprimorar os programas que j esto sendo desenvolvidos pela secretaria. "Houve um reconhecimento de que a nossa estrutura extremamente acanhada para o trabalho que a Educao faz e para o trabalho que vai fazer. O governador tem uma expectativa ainda maior para a Educao nos prximos quatro anos. Fizemos uma proposta e hoje o governador deu um retorno que nos prximos dias, em negociao com a Secretaria de Planejamento e Gesto, vai enriquecer mais a estrutura da secretaria", anunciou nesta segunda-feira (15) a secretria de Educao, Vanessa Guimares, aps audincia com o governador em exerccio de Minas Gerais, Antonio Anastasia.

    Segundo a secretria, para se fazer as avaliaes e acompanhamentos necessrios preciso ampliar a estrutura de programas e gerentes de programas. "Na Educao, ns temos a secretria, o secretrio-adjunto e somente duas subsecretarias dando conta dos setores financeiro e administrativo e de todo o setor pedaggico", disse Vanessa Guimares.

    O objetivo dessa ampliao de estrutura redimensionar a natureza das diretorias e das superintendncias com os programas que sero desenvolvidos. "Trabalhamos com uma estrutura concebida h 15 anos e nos quatro primeiros anos ns topamos trabalhar com a estrutura que dispnhamos. Estamos com uma perspectiva muito positiva, de um desenho novo que pode implicar em estrutura nova para Educao. A secretaria provou que pode e que faz uma aplicao rigorosa dos recursos investidos pelo Governo", afirmou a secretria.

    A secretria reforou ainda os critrios de promoo dos professores, que so tempo de servio e qualificao profissional. Para ela, a combinao desses dois critrios muito importante e estabelece um juzo de valor que o melhor para a poltica educacional. "Entre as pessoas que tm a mesma habilitao e formao, prevalece o critrio que seleciona o mais experiente, o que tem mais tempo de escola. Mas a maior qualificao uma tendncia mundial, as pessoas devem ser contratadas pela qualificao profissional, tanto que o Estado no abrir mais concurso para professores que no tenham curso superior", afirmou. Vanessa Guimares confirmou que aqueles que esto no sistema j efetivos tm sua situao garantida, porm nas promoes e na questo salarial eles tero sempre um lugar menor, isso uma tendncia normal.
    Vanessa Guimares acrescentou que a interface com a Secretaria de Desenvolvimento Social ser maior ainda por causa do Programa Poupana Jovem. Ela anunciou que ser feito um investimento ainda maior no ensino mdio para manter os alunos dentro da escola. "Ns no temos problema de falta de vagas, evaso escolar o problema. Estamos criando situaes que estimulem a permanncia do aluno dentro do sistema educacional. Investir mais em esporte, cultura, lazer, qualificao profissional, preparao para o mercado de trabalho. A idia de manter essa meninada dentro da escola um esforo da Educao e desse Programa Poupana Jovem e ns vamos contribuir porque o aluno nosso", concluiu Vanessa Guimares.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    Governador Acio Neves sanciona lei que autoriza COPASA a criar subsidiria para cuidar das guas minerais mineiras.

    Sancionada e publicada no Dirio Oficial do Estado "Minas Gerais" desta sexta-feira (12/1/07) a lei que autoriza o Poder Executivo a criar empresa subsidiria da Companhia de Saneamento de Minas Gerais - Copasa. Amplamente debatido na Assemblia Legislativa de Minas Gerais, o ex-PL 3.378/06, de autoria do governador do Estado, foi um dos projetos apreciados pelo Parlamento que mais chamou ateno da opinio pblica durante o ano de 2006.

    A inteno na norma, denominada Lei 16.693, de 2007, criar uma subsidiria para atuar integralmente na explorao econmica dos recursos hidrominerais do Estado, inclusive dos parques de guas. Inicialmente, a empresa ter atuao nas cidades de Arax, Cambuquira, Caxambu e Lambari. Posteriormente, estender sua atuao para outras cidades. Segundo o texto da lei, a explorao econmica est condicionada realizao de investimentos em saneamento, recuperao e preservao ambiental e monitoramento qualitativo e quantitativo das guas minerais das fontes exploradas. Por exigncia da lei, o lucro lquido da subsidiria dever ser aplicado em saneamento, preferencialmente nos municpios de sua rea de abrangncia.

    O projeto foi aprovado a partir do desmembramento do PL 3.374/06, que criava essa e outras subsidirias que atenderiam o Vale do Jequitinhonha, Mucuri e So Mateus, Norte de Minas e outras regies com baixo ndice de Desenvolvimento Humanos (IDH). O projeto anterior, no entanto, no obteve consenso entre os parlamentares, durante sua tramitao na ALMG.

    Mais oito novas leis foram publicadas nesta sexta

    Mais oito novas leis foram publicadas nesta sexta

    Foram publicadas no "Minas Gerais" outras oito leis, sendo trs de doao de imveis e uma de declarao de patrimnio cultural. As demais versam sobre jogos eletrnicos, esporte de aventura, meio ambiente e coleta de lixo.

    A Lei 16.685, de 2007, originada do PL 2.086/05, de autoria do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), dita normas para os estabelecimentos comerciais que oferecem servio de locao de computadores para acesso internet e prtica de jogos eletrnicos. O objetivo da norma proibir venda de bebidas alcolicas, apostas em dinheiro e acesso a menores de idade; alm de obrigar a implantao de equipamentos ergonmicos, acesso a portadores de deficincia e controle no volume do som e da iluminao desses locais.

    Tambm do deputado Dalmo Ribeiro Silva, o PL 2.087/05 foi transformado na Lei 16.686, de 2007, que dispe sobre a prtica de esporte de aventura em Minas Gerais. A norma tem o intuito de promover a prtica do esporte, bem como definir as modalidades que exigem o uso de tcnicas e equipamentos especiais. Segundo o texto da lei, os esportes de aventura sero pautados pela preservao da integridade fsica dos seus praticantes, observado ainda o controle dos impactos da atividade sobre o meio ambiente e as comunidades envolvidas.

    Do deputado Laudelino Augusto e da deputada Maria Tereza Lara, ambos doPT, o PL 2.493/05 originou a Lei 16.687, de 2007, que dispe sobre a elaborao da Agenda 21 Estadual. O objetivo dos parlamentares com o projeto orientar o desenvolvimento sustentvel do Estado, por meio da participao da sociedade civil, observado o disposto na Agenda 21 Brasileira.

    Por fim, foi sancionada a Lei 16.689, de 2007, ex-PL 2.562/05, de autoria do deputado Carlos Gomes (PT), que acrescenta dispositivos Lei 13.766, de 2000, que dispe sobre a poltica estadual de apoio e incentivo coleta de lixo. A norma estabelece que rgos e entidades da estrutura administrativa do Estado implantem a coleta seletiva. Essas instituies podero firmar parcerias com empresas e entidades da iniciativa privada para receber em doao os recipientes coloridos a serem usados no trabalho.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    O colrio desta tera-feira chuvosa vem de Juiz de Fora. Da coluna do nosso amigo Csar Romero da Tribuna de Minas. Confira!







     











    Tatiana Fonseca Pinheiro,
    direto da Califrnia
    para a pista da Amnsia


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 16, 2007

    De olho na Arquidiocese de BH. Confira!













     

    FESTA DE SO SEBASTIO NO BETNIA


    A parquia de So Sebastio do bairro Betnia (rua rsula Paulino, 1.555) far, nos dias 20 e 21 de janeiro, uma grande festa em homenagem ao santo padroeiro.

    Uma das atraes a presena do cantor Vander Lee, que dar show no terreno ao lado da igreja, s 21 horas do dia 20. Tambm haver barraquinhas com renda em prol da construo da nova Igreja.

    Programao
    Dia 20
    Missa s 7h30min; e s 18 horas, procisso saindo do terreno com a imagem de So Sebastio; s 19 horas, missa solene a ser celebrada no terreno ao lado da igreja.
    Dia 21
    Missas s 7h30min e s 19h30min (logo aps, msica e barraquinhas). Todas as atraes da festa com entrada franca.

    Mais informaes na Secretaria Paroquial pelo telefone (31)3383-1996, das 13 s 22 horas.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 15, 2007

    CRIMES HEDIONDOS. Ministro e senador Hlio Costa prope modificaes.

                                     Projeto prev mais tempo
                           para condicional de crimes hediondos.
                                                                                    




    Um primeiro passo para a reforma do Cdigo Penal j foi dado pelo Senador licenciado e ministro das Comunicaes, Hlio Costa. O projeto PLS 249/05, de sua autoria, eleva o perodo mnimo de cumprimento da pena para a concesso do livramento condicional de autor de crime hediondo. Caso seja aprovado, os criminosos tero que cumprir mais de quatro quintos da pena e no apenas dois teros como prev atualmente a lei.

    Ao justificar o sua proposta, Hlio Costa explica que seu objetivo o de modernizar a legislao brasileira. Para o senador, inadmissvel que os autores de crimes hediondos possam ganhar a liberdade em to pouco tempo.

    No Brasil, o condenado por crime hediondo deveria cumprir a pena em regime integralmente fechado sem direito a progresso para regimes penitencirios mais brandos. Segundo Hlio Costa, isso uma contradio, porque a lei penal permite a concesso de livramento condicional ao autor de crime hediondo, desde que ele tenha cumprido dois teros da pena e no tenha reincidido em delito da mesma natureza.

    "Eis o inaceitvel paradoxo: primeiro a lei determina textualmente que a pena ser cumprida integralmente em regime fechado. Depois, permite a concesso do livramento condicional que, em tese, mais favorvel do que a prpria progresso de regime", argumenta o ministro.

    De acordo com o Senador licenciado, a legislao atual acaba banalizando a sentena penal condenatria. "De que vale o juiz ou o tribunal do jri condenar o criminoso, sendo que, logo adiante, ele ser solto para cumprir em liberdade uma parte significativa da pena?"

    Para virar lei, depois de aprovado pela Comisso de Constituio e Justia do Senado, o projeto ainda precisa ser aprovado pela Cmara Federal para depois ser sancionado pelo Presidente da Repblica. 

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 15, 2007

    De olho na FIEMG. Exportaes de Minas superam, positivamente, expectativa da poderosa entidade empresarial.






    Exportaes mineiras crescem 16% e atingem US$ 15,6 bi em 2006

    As exportaes mineiras em 2006 superaram as expectativas da Fiemg. O valor total chegou a US$ 15,638 bilhes, segundo relatrio preliminar do Centro Internacional de Negcios (CIN) da entidade industrial, que trabalha com dados do Ministrio do Desenvolvimento. O nmero representa um crescimento de 16,8% em relao a 2005. A Fiemg trabalhava com exportaes de US$ 15,5 bilhes, mesmo com a apreciao da moeda brasileira e a invaso de produtos chineses no mercado nacional.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 15, 2007

    O CANAD j tem cnsul honorrio em Beag: o competente oftalmologista dr. RICARDO QUEIRZ GUIMARES. Parabns e SUCESSO!


    Da esquerda para a direita, o jornalista Srgio Moreira,
    presidente da Abrajet/MG e o cnsul honorrio do Canad,
    em Belo Horizonte, Ricardo Guimares, empossado dia 11.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 15, 2007

    Ainda os reflexos do Revellion do Restaurante CHEZ LICHEA em Barbacena. As fotos so de Leo Prenassi do www.barbacenaonline.com.br


    Helena e o empresrio Luiz Paulo Amaral, o popular Neca,( leia-se a melhor casa
    de material de construo de Barbacena, a LUPARA), entrando em 2007
    com muita alegria. O casal, frequentador de carteirinha do gostoso Chez Lichea
    na Cidade das Rosas, inciou o novo ano desgustando as delcias da comida rabe,
    acompanhadas de um borbulhante prosecco. 


    O simptico proprietrio do Chez Lichea, que sempre nos recebe com muita ateno, quando vamos a Barbacena, e o competente advogado, nosso amigo Jos Artur Filardi, chefe de gabinete do ministro das Comunicaes, tambm nosso amigo e conterrneo Hlio Costa.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 15, 2007

    Planejamento e ao, com tolerncia zero, mudam situao da violncia em Nanuque, divisa de Minas com o Esprito Santo e Bahia, no Vale do Mucuri. Leia o ARTIGO ESPECIAL que nos foi enviado pelo nosso amigo e leitor do BLOG, o delegado especial de Polcia, ROBERTO SOUZA CAMPOS. Para ler e pensar!

                        Quando chegamos em Nanuque, em 26 de julho de 2001, havia 41 presos na Cadeia Pblica local. Por outro lado, a cidade sofria com uma onda de assaltos mo armada, alguns at com vtimas fatais, furtos de veculos e roubos a caminhoneiros nas estradas. Num trabalho conjunto desta 40 DRPC, chefiada por este Delegado Regional, e da 95 CIA da PM, chefiada pelo Major Jorge Augusto, sem preocupao com qualquer arroubo com o vedetismo, tudo feito com o apoio das nossas chefias, mas bem discretamente, nestes cinco anos e meio, elevamos a nossa populao carcerria, sem a ocorrncia de nenhuma rebelio, a picos de at 150 presos na Cadeia Pblica desta Comarca, apesar de toda a movimentao carcerria normal do perodo, com sadas de presos para penitencirias, cadeias de outros estados, ou legalmente liberados pela Justia.
     
                       As quadrilhas, chefiadas por bandidos desumanos, cruis e sanguinrios, como Adriano, Chacal, Lol, Valdete, Isac, Juscelino, etc, todos, especializados em assaltos nos estados de Minas Gerais, Bahia e Esprito Santo, foram totalmente desbaratadas. Hoje, h mais de trs anos, no se registra sequer um furto de veculo nem nesta comarca, nem na rea desta Regional, que composta de dez municpios; a data do ltimo assalto a banco, e que foi devidamente apurado e os bandidos presos, perdeu-se de vista; a ltima tentativa de sequestro, da qual foram vtimas os gerentes da CEF e familiares seus, tambm foi devidamente apurada, e todos os marginais presos em menos de 72 horas, sendo que trs dos integrantes da quadrilha, foram presos na madrugada imediatamente seguinte ao dia do fato, na cidade de Serra dos Aimors, a cinco quilmetros deste municpio, por uma equipe, composta por policiais civis e militares, comandada diretamente por este DRPC, logo aps resgatarmos os refns.

                         Hoje, na comarca de Nanuque, que compreende tambm o municpio de Serra dos Aimors, a criminalidade est reduzida a um ndice baixssimo, perfeitamente tolervel. Os raros fatos criminosos, que aqui acontecem, so prprios da falibilidade da nossa natureza humana, apesar desta comarca se situar numa regio hipoteticamente vulnervel, por se limitar diretamente com os Estados da Bahia e do Esprito Santo.

                         Fazemos este registro, no por vaidade ou por desejo de promoo pessoal, mesmo porque o mrito de todos ns, Policiais Civis e Militares desta comarca, mas to somente para que tenhamos a conscincia de que, apesar da frouxido do nosso ordenamento jurdico penal, da sua ineficincia e absoluta condescendncia com a criminalidade, ainda se possvel fazer um trabalho virtuoso em prol da segurana das comunidades a que servimos. Aqui, meu caro amigo Joo Carlos, estaremos sempre a postos - e convenhamos nisto- plantando a semente de uma cidade onde se possa respirar e viver com amor.

                                                    ROBERTO SOUZA CAMPOS
                                              Delegado Regional de Polcia Civil
                                                              NANUQUE/MG.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 11, 2007

    Recebemos E-mail do Delegado Regional de Polcia de Nanuque, nosso amigo Roberto Souza Campos. Agradeo o acesso ao nosso BLOG. E esperamos que se torne um hbito dirio, para nossa honra e satisfao. O E-mail do dr. Roberto, uma grande figura humana e excelente delegado de polcia, refora a tese que norteia o nosso BLOG de NOTCIAS: informar e levar a pensar!

    Conforme prometido, visitei hoje o seu blog. Achei-o super fantstico. Um espao imparcial, genuinamente mineiro, recheado de informaes do nosso estado, mas, sobretudo, digno do grande jornalista que voc . Parabns, pela iniciativa! Sucesso!
    NANUQUE/MG, 11/01/2007
    ROBERTO SOUZA CAMPOS
    DRPC/NANUQUE - Minas Gerais.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 11, 2007

    O advogado Jos Milton Bittencourt e a psicloga Beatriz Bittencourt recebem, em alto estilo nesta sexta-feira, para um almoo em homenagem ao prof. Antnio Augusto Canado Trindade, vice-presidente da Corte Internacional de Direitos Humanos na Costa Rica e a maior autoridade brasileira em Direito Internacional Pblico. Fomos convidados e l estaremos documentando tudo para voc que acessa nosso BLOG.


    O casal advogado Expedito Euzbio da Silva e Ktia, que passa frias
    em seu ap em Vila Velha e estar no almoo na residncia do seu colega
    o advogado Jos Milton Bittencourt em homenagem ao prof. Antnio
    Augusto Canado Trindade.

     Tudo comeou num telefonema que recebemos em Conceio da Barra, norte do Esprito Santo, aonde temos uma casa de vero. O dr. Expedito Euzbio nos convidando para um almoo em Vila Velha na residncia do advogado Jos Milton Bittencourt, em homenagem a um colega deles da "Turma ministro Slvio de Figueiredo Teixeira", formada pela Faculdade de Direito da UFMG em 1971. O homenageado? O consagrado professor e juiz de Direito Pblico Internacional, Antnio Augusto Canado Trindade.
      
     Dr. Expedito, um capixaba que se formou pela Universidade Federal de Minas Gerais, em Beag, e mora na capital mineira h muitos anos, nos disse que o homenageado  a maior autoridade brasileira em Direito Pblico Internacional. O juiz e professor mineiro, Antnio Augusto Canado Trindade, vice-presidente da Corte Internacional de Direitos Humanos na Costa Rica. Canado Trindade  professor do Instituto Rio Branco e professor do Curatorium da Corte Internacional de Justia de Haia na Holanda. Ele ser juiz da Corte de Haia a partir de 2008 para um mandato de nove anos.

     O anfitrio, o advogado Jos Milton Bittencourt, ex-funcionrio da Usiminas que depois de se aposentar foi contratado como profissional liberal para representar a Empresa Mineira de Ipatinga, em todo o Estado do Esprito Santo. Alis, Z Milton o nico representante dos interesses da Usiminas no Esprito Santo. Destacamos ainda, que o anfitrio desta sexta-feira, em Vila Velha, no almoo ao dr. Canado Trindade, doutor em Direito do Trabalho pela Universidade de Tquio tendo defendido a tese de doutorado ma lngua japonsa. Ele vai receber para o almoo ao lado de sua mulher a psicloga doutora Beatriz Bittencourt.

    Outra informao importante sobre o advogado Jos Milton Bittencourt que ele tem hoje um dos mais respeitados escritrios de advocacia do Estado. Em 2006, ele recebeu, em So Paulo, o ttulo de um dos melhores profissionais do ramo de Direito do Estado do Esprito Santo.

    EM TEMPO: saremos - este blogueiro, minha mulher, a decoradora Cida Amaral e minha filha Natlia Amaral - na manh desta sexta-feira, de Conceio da Barra, que fica a 260 kms de Vitria ( no norte do Esprito Santo, quase divisa com a Bahia), com destino a Vila Velha para participarmos, com muita honra para ns, do almoo em homenagem ao dr. Antnio Augusto Canado Trindade no ap do advogado Jos Milton Bittencourt. Vamos fazer a cobertura fotogrfica do evento para publicarmos aqui no nosso BLOG.
    Aguardem! 



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 10, 2007

    DE OLHO NA ASSEMBLIA DE MINAS.

                                           TV ASSEMBLIA E NCLEO DE RDIO

    A 15 Legislatura registrou um incremento das atividades da TV Assemblia (canal 11 do sistema a cabo em Belo Horizonte). Em 2003, no incio da legislatura, a emissora legislativa chegava a 164 municpios mineiros e agora, no final de 2006, atinge 211 cidades, ou seja, 47 novos municpios passaram a receber a programao da TV. Criada para facilitar o acompanhamento dos trabalhos do Legislativo pelos cidados, a TV Assemblia de Minas foi a primeira emissora legislativa criada aps a publicao da Lei 8.977/95, que regulamenta o servio de TV a cabo no Brasil. No dia 30 de novembro de 1995, entrava em operao o canal 40, em Belo Horizonte, hoje canal 11. Atualmente, a emissora transmite 18 horas dirias de programao, com cobertura ao vivo das reunies de plenrio, noticirios, debates, mesas-redondas e a transmisso de eventos institucionais, como seminrios legislativos, fruns tcnicos e ciclos de debates, alm das atividades culturais promovidas pela Assemblia.

    A Rdio Assemblia outro instrumento de comunicao da Assemblia com os cidados mineiros. Na pgina do Legislativo na internet, esto disponveis para download o boletim e as notcias produzidos pela rdio. So informaes sobre votaes em Plenrio, projetos em tramitao, eventos institucionais e atividades das comisses que podem ser utilizadas livremente pelas emissoras, desde que citada a fonte durante a transmisso. O Boletim tambm transmitido diariamente, ao vivo, para 205 emissoras de Minas Gerais e distribudo para 350 por e-mail, em formato MP3 e texto. Em 2003, eram 180 emissoras.

    INTERNET

    Na 15 Legislatura foi intensificado o uso da internet para divulgar os trabalhos da Assemblia. Em 2005, foi inaugurado o novo layout da home page, facilitando a navegao e o acesso s informaes. Tambm foram oferecidos novos servios, como o boletim eletrnico e o acompanhamento de proposies. No primeiro caso, o internauta pode escolher entre 32 assuntos os de seu interesse, para receber por e-mail, gratuitamente, as notcias produzidas pela Gerncia de Jornalismo da Diretoria de Informao e Comunicao. Tambm por e-mail, so enviadas informaes sobre as proposies de interesse dos cidados cadastrados.

    A mdia de consultas externas de 2003, primeiro ano da Legislatura, a 2006, cresceu 207% - 540 mil a 176 mil. Esses nmeros no consideram o ms de outubro, quando houve eleies e o volume de acessos cresceu consideravelmente. Em outubro de 2006, o volume de consultas foi de mais do dobro da mdia mensal de 2006 - 1, 25 milho a 540 mil.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 10, 2007

    J LEI projeto do JUDICIRIO. aprovado pela Assemblia Legislativa de Minas. Confira!

    Sancionados projetos do Judicirio aprovados pela ALMG em 2006

    Foram publicadas no Dirio Oficial do Estado de sbado (6/1/07) as leis que tratam da criao de cargos efetivos e reposicionamento na carreira dos servidores do Tribunal de Justia de Minas Gerais (TJMG) e Tribunal de Justia Militar do Estado (TJM). As normas, ambas de autoria do TJMG, foram aprovadas pelo Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais em dois turnos, no segundo semestre de 2006.

    A Lei 16.645/06, de 2007, ex-PL 3.476/06, que contm os quadros de pessoal da Secretaria do Tribunal de Justia de Minas Gerais, foi aprovada diante de dezenas de servidores dos rgos que encheram as galerias do Plenrio no dia da votao em segundo turno, ocorrida em dezembro do ano passado. A lei sancionada pelo governador Acio Neves cria cargos efetivos de oficial judicirio e tcnico judicirio, alm de conceder aos profissionais elevao de seis padres na carreira, o que significar um reajuste de cerca de 20%. Tambm foram transformados os cargos do extinto Tribunal de Alada em cargos do Tribunal de Justia do Estado.

    Os parlamentares aprovaram tambm, no ltimo ms de dezembro, o PL 3.477/06, hoje Lei 16.646, de 2007, que cria cargos no Tribunal de Justia Militar. A justificativa do projeto o aumento dos servios do rgo, decorrente da ampliao dos efetivos da Polcia Militar e do Corpo de Bombeiros. O projeto tambm prev reajuste salarial, atravs do reposicionamento na carreira, prximo de 20%, que ser concedido a partir deste ms de janeiro.

    Outras sanes - Foram sancionadas ainda a Lei 16.658, de 2007, que fixa o subsdio do governador do Estado, vice-governador, secretrios de Estado e secretrios adjuntos; e outras quinze normas que tratam da doao de imveis. A lei 16.658, ex-PL 3.796/06, de autoria da Mesa da ALMG, foi aprovada em dois turnos, em regime de urgncia, a requerimento do deputado Dilzon Melo (PTB). - Foram sancionadas ainda a Lei 16.658, de 2007, que fixa o subsdio do governador do Estado, vice-governador, secretrios de Estado e secretrios adjuntos; e outras quinze normas que tratam da doao de imveis. A lei 16.658, ex-PL 3.796/06, de autoria da Mesa da ALMG, foi aprovada em dois turnos, em regime de urgncia, a requerimento do deputado Dilzon Melo (PTB).





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 8, 2007

    Canad ganha esta semana seu Cnsul Honorrio em Belo Horizonte. O renomado oftalmologista dr. RICARDO GUIMARES.

                         A posse ser dia 11, s 7 da noite no belssimo prdio do Hospital DOLHOS, que fica no alto das Seis Pistas, atrs do BH Shopping. Parabns ao dr. Ricardo Guimares e sucesso na nova e importante atribuio de Cnsul do Canad em BH. 


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 8, 2007

    Colunista Csar Romero recebe homenagem especial. Confira nas fotos publicadas na coluna dele da Tribuna de Minas de Juiz de Fora. Nos associamos s homenagens ao meu amigo e ex-colega dos Dirios Associados, quando trabalhamos em Juiz de Fora nos anos 70. CR, Csar Romero ou Cabelin merece a homenagem pelos seu carter, companheirismo e senso profissional. Parabns Academia Rio Branco que soube marcar bem a data de aniversrio da entidade fazendo a homenagem ao mais importante e influente colunista da Zona da Mata.







                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 4, 2007

    Dilzon Melo do PTB e Elbe Brando e Marcus Pestana, ambos do PSDB, j esto em ao no novo secretariado do governador Acio Neves. Confira os projetos deles para suas pastas.

     

    Deputados tomam posse como secretrios de Estado

    Dois deputados estaduais da Assemblia Legislativa de Minas Gerais, atual legislatura, e um da prxima, foram empossados nesta tera-feira (2/1/07) como titulares de secretarias de Estado. A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana foi assumida pelo deputado Dilzon Melo (PTB), j licenciado de seu mandato. A deputada Elbe Brando (PSDB), tambm licenciada, reassumiu a Secretaria Extraordinria para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e Norte de Minas, pasta de comandou durante quase todo o primeiro mandato do governador Acio Neves. Ambos so deputados atualmente e foram reeleitos para a prxima legislatura. O deputado Fahim Sawan (PSDB), tambm reeleito, foi indicado para a Secretaria de Esportes e Juventude, mas no assumiu porque a pasta ainda ser criada, at o final deste ms. O deputado eleito Marcus Pestana (PSDB) reassumiu a Secretaria de Estado de Sade.

    Elbe Brando (PSDB) afirmou, aps ser empossada, que pretende continuar investindo em polticas intersetoriais para melhorar os indicadores das regies. A secretria, que exerceu o mesmo cargo no primeiro mandato do governador Acio Neves, disse que j existe uma proposta de ampliao da rea de atuao da Secretaria. " uma prioridade do prprio governador, que aguardamos ser implantada", afirmou. a secretria. Segundo ela, a principal diretriz buscar a incluso regional no desenvolvimento do Estado.

    O deputado Dilzon Melo (PTB) disse que, frente da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana, pretende dar ateno aos municpios de todas as regies de Minas Gerais, mas que o maior desafio a poltica urbana da Regio Metropolitana de Belo Horizonte. "Ns sabemos que aqui se acumulam os maiores problemas: segurana, infra-estrutura, saneamento bsico. aqui que vamos ter que mostrar nossa competncia", afirmou o novo secretrio.

    Ex-prefeito de Varginha e deputado estadual por cinco mandatos, Dilzon Melo disse que essa experincia traz a conscincia de que o Estado ainda precisa avanar muito. "A Secretaria oferece boas condies de trabalho, mas preciso ser ousado para no fazer s aquilo que est previsto no oramento. Vamos buscar recursos para oferecer algo mais, que os municpios precisam", declarou o secretrio.

    rea de sade uma das prioridades do governo

    Trabalhar a idia de continuidade, mas com inovao. Essa dever ser a tnica da prxima gesto como secretrio de Sade, do deputado eleito Marcus Pestana (PSDB), reconduzido pasta pelo governador Acio Neves. A sade, conforme afirmou o prprio governador, ser uma das prioridades de seu segundo mandato.

    De acordo com o secretrio, esto estabelecidas como metas prioritrias para a Secretaria o combate mortalidade infantil, a regionalizao da sade, o fortalecimento do programa Sade na Famlia e o uso racional e adequada oferta de medicamentos; vamos incentivar os consrcios. "J estamos vivendo um processo de profundo de avanos. A regionalizao est se aprofundando, se enraizando, o sistema j modelo de gesto e referncia para o Brasil inteiro", afirmou.

    O deputado Fahim Sawan, escolhido para assumir a Secretaria de Esportes e Juventude, a ser criada ainda este ms, disse que sua pasta vai reunir alm do esporte e combate s drogas, as polticas para os jovens. "Quem quer pensar no futuro, tem que pensar no jovem", explicou. Segundo Fahim, uma novidade ser o lanamento de um programa que ainda est sendo formatado e que funcionar como uma "poupana jovem", para ajudar pessoas pobres que querem continuar os estudos.

    Tambm so metas da nova pasta o estmulo a todas as modalidades de esportes, o fortalecimento do primeiro emprego, a atuao preventiva no combate s drogas, e a criao de programas e cursos profissionalizantes regionalizados. "Sinto-me duplamente lisonjeado: por ter sido reeleito, porque meu trabalho foi reconhecido como deputado, e por ter sido escolhido por este grande governador, que a gente sabe que o grande timoneiro que o Pas tem", afirmou.

    Prioridade ser o entendimento

    Tambm presente solenidade de posse dos novos secretrios, o presidente da Assemblia, deputado Mauri Torres (PSDB), afirmou que a orientao do governador continuar buscando o consenso e o entendimento com o parlamento mineiro, estratgia que marcou o primeiro mandato. Mauri, que ser o lder do governo na prxima Legislatura, lembrou que a Assemblia avanou muito nos ltimos quatro anos ao fazer um intercmbio positivo com o Executivo e uma tima convivncia com o Judicirio, o Ministrio Pblico e o Tribunal de Contas. "A harmonia entre os poderes constitudos que constri a eficincia administrativa, que o povo mineiro tanto espera de seus governantes".

    Segundo o presidente Mauri Torres, j nas primeiras semanas de fevereiro, logo aps a eleio da mesa e definio dos lderes e membros das comisses, ele comear, na condio de lder, a conversar com os deputados e com representantes do funcionalismo estadual, para acelerar a aprovao de dois importantes projetos: o que cria subsidirias da Copasa para atuar nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e Norte de Minas, e o que estabelece a poltica remuneratria.

    Atual lder do governo na Assemblia, o deputado Alberto Pinto Coelho (PP) afirmou, depois da posse do novo secretariado do governador Acio Neves, que os projetos prioritrios do Executivo sero analisados com agilidade pelo Legislativo. "Nossa expectativa e o esforo do Legislativo sero no sentido de dar celeridade, mas sem prejuzo da discusso", afirmou o parlamentar.

    Alberto Pinto Coelho explicou que, por haver um pedido de urgncia do governador para a apreciao do projeto da Copasa, ele ser analisado mais rapidamente, porque os prazos ficam reduzidos. "Isso faz com que a matria retome a tramitao no ponto em que estava, quando os trabalhos foram encerrados. O projeto est pronto para exame em primeiro turno. Vamos fazer uma ltima audincia pblica, em Belo Horizonte", afirmou o parlamentar. Quanto poltica remuratria, ele se disse otimista, uma vez que at o Sindicato dos Servidores Pblicos de Minas Gerais (Sindipblicos) j encaminhou um ofcio pedindo rapidez na aprovao do projeto. " sinal de que eles j esto vendo um benefcio na proposta", afirmou o parlamentar, referindo-se aos sindicalistas.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 4, 2007

    A VEZ DO INTERIOR DE MINAS.











                                                      Mquinas para o Desenvolvimento
                                                                 chega a 718 municpios

     

    So 718 os municpios mineiros que participam do Programa Mquinas para o Desenvolvimento, por meio do Fundomaq. A terceira licitao realizada pelo governo do Estado, cujos equipamentos e mquinas devero ser entregues at maro prximo, ir beneficiar 137 municpios, dos quais 60 esto participando pela primeira vez do programa.

    Na licitao realizada no ms passado foram adquiridas 206 mquinas, no valor de R$ 32,98 milhes. Com isso, o nmero de equipamentos comprados com recursos do Fundomaq atinge 1.237 e o volume de recursos chega a R$ 211,57 milhes.

    O Mquinas para o Desenvolvimento um programa criado em 2005 pelo governo estadual com o objetivo de auxiliar as 853 prefeituras mineiras a renovarem suas frotas. Por dois mecanismos compra direta com iseno de ICMS ou participao no Fundomaq os municpios podem adquirir nibus, caminhes, tratores, retroescavadeiras, ps-carregadeiras e motoniveladoras. No ano passado, foram entregues 1.031 mquinas e equipamentos para 618 municpios.

    Os nmeros do Fundomaq mostram o acerto do governo do Estado ao implantar um projeto que viabiliza a renovao da frota das nossas prefeituras. Muitos municpios no tinham condies de sozinhos adquirir equipamentos, mas a parceria com o poder estadual est viabilizando essa alternativa, comentou o secretrio de Desenvolvimento Econmico, Wilson Nlio Brumer.

    Para o secretrio, esta terceira licitao traz duas vertentes comprovando esse acerto. O nmero de prefeituras que pela primeira vez se candidataram a conseguir um equipamento e o de municpios que, j tendo adquirindo um, procuram ter outro, sinalizam que o Mquinas para o Desenvolvimento um projeto onde a parceria preconizada pelo governo posta em prtica, resultando benefcios para todos os cidados, concluiu.


     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Janeiro 4, 2007

    Olhando o Mundo da Praia em Conceio da Barra - norte do Esprito Santo quase na divisa com a Bahia.

                         Conceio da Barra fica a 700 kms de Belo Horizonte, quase na divisa do Esprito Santo com a Bahia - populao de 25 mil habitantes. Aqui estamos a 20 kms do Santurio Ecolgico de Dunas de Itanas, aonde est instalado o Projeto TAMAR - de salvao das Tartarugas. Em Dunas, como o nome diz, a areia invadiu o povoado e formou gigantes dunas de at 30 metros de altura, hoje a principal atrao, que s compete com o Forr, dos trs forrdromos da vila. Itanas - predas pretas - nome do rio que corta o local. L a estratgia dormir at as 11 da noite, tomas um bannho, calar as sandlias e cair no forr, tomando cip cravo e danando o forr bailado, caracterstica do local capixaba e varrar a madrugada. Em Itanas bom mesmo andar a p, sentir a natureza, a simplicidade.
                         Poltica, minha matria-prima do dia-a dia em BH, pratico conversando com o prefeito de Conceio da Barra, o Man P de Boi. Funcionrio aposentado da Petrobrs, que para quem no sabe artranca muito petrleo, enrricando muito capixaba que tem terras no municpio vizinho de So Mateus. O prefeito de Conceio da Barra - Barra - como a cidade conhecida arrojado. Vai fazer aqui uma linha frrea para levar O TREM DO FORR da Barra at Itanas - reeditando o Trem entre Tiradentes e So Joo Del Rey nas nossas Minas Gerais. um projeto pioneiro na regio e  que vai alavancar o turismo ainda mais em Conceio da Barra. Quando o Trem do Forr entra na linha?
                        O prefeito P de Boi luta para que seja at o final de 2007. Tem a ajuda do empresrio mineiro, de Nanuque, Venildo Lima, cumpadre do ministro das Comunicaes Hlio Costa. Venildo tem casa em Conceio da Barra, que fica s a 150 kms de Nanuque. Um pulo, em comparao com este Blogueiro, que tem que enfrentar quase 800 kms de BH, at aqui para tomar um banho de mar, sonho de vero de todos ns mineiros e mineiras, uai!
                         Em tempo: fico aqui por Conceio da Barra, at dia 12. E vou continuar a escrever no nosso BLOG de um Cyber Caf e Internet, que fica ao lado da Igreja de Conceio da Barra.

                     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 3, 2007

    Encontro de geraes da poltica mineira no plenrio da Assemblia Legislativa na posse do governador Acio Neves. Fotografamos Manoel Costa, Francelino Pereira e Jorge Carone, atentos ao discurso de Acio. Confira!


    Da esquerda para a direita, o secretrio de Reforma Agrria
    do governo Acio Neves, ex-deputado Manoel Costa,
    presidente do PDT-MG; o ex-governador Francelino Pereira
    e o ex-prefeito de BH, cassado pela Revoluo de 64,
    o ex-deputado federal Jorge Carone.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 3, 2007

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.


     O jovem deputado federal, Rodrigo de Castro,
    (gravata vermelha) o mais votado de Minas,
    com quase 290 mil votos,
    acompanha atento o discurso de posse do governador
    Acio Neves no plenrio Presidente JK na Assemblia de Minas.
    Rodrigo filho do nosso amigo Danilo de Castro,
    o poderoso secretrio de governo de Acio.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 3, 2007

    ARTIGO ESPECIAL: Dom WALMOR OLIVEIRA DE AZEVEDO Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte. Vale ler e REFLETIR!

                                         A Pessoa humana, corao da Paz


    O tempo que se conta o tempo que passa muito velozmente. Nenhuma contagem de tempo, no entanto, controla a velocidade do tempo que passa. A contagem do tempo uma medida que baliza minuto, hora, dia e ano. Esta velocidade do tempo que passa causa surpresa, expressada na admirao de se constatar que mais um ano deste tempo j se passou. Embora sem nenhuma influncia sobre o tempo que passa, a contagem do tempo torna-se uma referncia importante para avaliaes, medies, definio de metas, retomada de propsitos, abertura e fechamento de ciclos ou ateno que se deve prestar s dimenses importantes da vida de todos e de cada um. De novo, vai ser primeiro de janeiro. Na contagem do tempo o stimo ano deste terceiro milnio do tempo contado no tempo da era crist.

    Neste horizonte, o Papa Bento XVI faz ecoar sua mensagem para a celebrao do dia mundial da paz, dia do comeo da contagem do tempo de um novo ano, 2007, com esta pertinente temtica, a pessoa humana, corao da paz. A considerao da pessoa humana como corao da paz tem como objetivo recolocar o sentido e a necessidade do respeito permanente e incondicional a cada pessoa. Este respeito incondicional, em tudo e em todas as circunstncias, funcionar sempre como a grande alavanca sustentadora da promoo da paz. Isto significa compreender e adotar como princpio o respeito incondicional a cada pessoa como um compromisso intocvel. Cada pessoa h de ser vista sempre como referncia nica gerando no corao de cada outro um sentido profundo e fecundo de reverncia, o que por sua vez gera no corao daquela pessoa diante da outra, pela singularidade e importncia de cada qual, um sentido de respeito e querer bem. Neste sentido de respeito e querer bem que se fecundam as atitudes e compromissos para se alcanar um humanismo integral indispensvel no horizonte de todas as culturas, povos e naes. O Santo Padre o Papa Bento XVI, por isso mesmo, entre os destinatrios todos de sua mensagem de paz, convida a voltar o olhar especialmente para os que se encontram na tribulao e no sofrimento. Aqueles que vivem ameaados pela violncia e pela constrio das armas e todos os que so espezinhados na sua dignidade, no aguardo de um urgente resgate humano e social.

    Sem deixar de fazer esta mensagem chegar ao corao dos governantes e responsveis primeiros pelos destinos das naes, levando em conta sua fora de poder e deciso, bem assim s mulheres e homens de boa vontade, o Papa Bento XVI focaliza especialmente as pessoas em situao de risco. Sua mensagem considera particularmente os sofrimentos que atentam contra a segurana e a dignidade da pessoa. A est uma convico importante do quanto indispensvel para retraar o novo horizonte da humanidade em se considerando a necessidade urgente de exercitar-se no olhar a si mesmo e a cada pessoa como corao da paz. Sem desconsiderar os macros projetos que configuram os destinos da humanidade e a organizao mundial, indispensvel considerar cada pessoa, corao da paz, de novo e cada vez, no olhar sobre si mesmo e sobre o outro, de modo a gerar a insubstituvel sensibilidade que garante nos coraes este respeito e o sentido de compromisso com a vida de todos.

    A lembrana especial das crianas, particularmente aquelas cujo futuro est comprometido pela explorao e pela maldade de adultos sem escrpulos, recoloca a tnica importante de uma inocncia que no pode faltar humanidade. Esta tnica da inocncia , na verdade, a capacidade do corao de se compreender e agir como obreiro da justia e da paz. Sem esta inocncia prevalecero sempre, nos relacionamentos e na gerncia dos funcionamentos institucionais, as dinmicas perversas que envenenam e matam a vida. Aquelas que s conseguem priorizar os prprios interesses em detrimento da justia e da paz, comprometendo o bem maior e a considerao do conjunto das coisas. O ponto de partida , pois, a eleio e o compromisso com um humanismo integral que ter sempre seu ponto de partida no respeito a cada pessoa. no respeito a cada pessoa que se fecundam a promoo e a construo da paz. Esta construo e promoo da paz tm uma estreita relao com as premissas da compreenso da pessoa. central, pois, como fora de princpio, compreender e considerar em tudo e em todas as circunstncias que o indivduo humano possui a dignidade de pessoa, por ter sido criado imagem e semelhana de Deus. Cada indivduo no , pois, simplesmente alguma coisa. Cada pessoa algum, capaz de se conhecer, de se possuir e de se dar e para a comunho com os outros. Esta, continuar o Papa Bento XVI aprofundando, a admirvel perspectiva que hospeda a fonte que mostra o ser humano na sua capacidade de amar e de fazer progredir o mundo, renovando-o na justia e na paz. Este o ponto de partida na aposta pela e para a PAZ.
                                                Dom Walmor Oliveira de Azevedo
                                           Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 3, 2007

    Nosso leitor do BLOG, o ex-gerente-geral do Banco de Crdito Real de Minas Gerais, o barbacenense Paulo Ely Brz Pereira, radicado em Juiz de Fora h vrios anos nos manda E-mail destacando a cobertura jornalstica que fizemos pela TV ASSEMBLIA da posse do governador Acio Neves, dia 1 de janeiro. Paulo Ely destacou principalmente as duas entrevistas EXCLUSIVAS que fizemos com o governador Acio Neves e com seu vice-governador Antnio Augusto Anastasia e com a pai do governador, o ex-deputado federal por 32 anos, Acio Cunha, que tem origem familiar no Vale do Mucur, regio de Tefilo Otoni. Agradeo pela audincia e divido o elogio recebido do nosso leitor com toda equipe competente da TV Assemblia, liderada pelo nosso diretor Ramiro Batista e nosso gerente-geral de Rdio e TV, Rodrigo Lucena.

    Parabns, pelo belo trabalho jornalistico da pose de nosso Governador Acio Neves.
    Boas entrevistas.
    Abraos
    Paulo Ely


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 3, 2007

    POSSE DO SECRETARIADO DE ACIO no PALCIO DA LIBERDADE.









                                              Acio traa metas para novo mandato

     









     

    O governador Acio Neves empossou os secretrios de Estado e anunciou as principais metas que a nova equipe de governo dever cumprir nos prximos quatro anos. O objetivo consolidar o crescimento econmico, os avanos sociais e o modelo de gesto pblica implantado em Minas Gerais, hoje referncia no pas. Segundo ele, a incluso social ser o foco principal dos novos programas a serem desenvolvidos, sendo que as regies mais pobres do Estado continuaro a ter ateno prioritria.

    "Estamos mais preparados do que qualquer outro Estado da Federao para dar um salto de crescimento e o Estado sendo parceiro, sendo indutor desse crescimento. Obviamente, vamos continuar dando prioridade s regies menos desenvolvidas do Estado, com polticas sociais vigorosas, inclusive diferenciadas em relao a outras regies mais prsperas. Essa uma determinao nossa", afirmou Acio Neves, em entrevista.

    Mais qualidade

    Segundo o governador, todos os projetos das secretarias integraro o programa "Estado para Resultados", com o propsito de alcanar um patamar ainda maior de eficincia e qualidade nas aes do Governo do Estado. De acordo com ele, cada secretaria e rgo pblico dever se vincular estratgia global e aos principais compromissos do Governo do Estado para com a sociedade. Caber ao vice-governador Antonio Anastasia a responsabilidade de implantar o programa e acompanhar as aes e resultados obtidos.

    "Com o programa "Estado de Resultados", buscaremos alcanar um patamar ainda mais alto de eficincia e qualidade nas aes de Governo, articulando de forma dinmica os grandes projetos estruturadores. Isto significa que, de agora em diante, em todas as reas, assumimos um compromisso ainda mais rigoroso com a qualidade, a gesto eficiente e o melhor atendimento ao cidado. O xito da ao governamental depende do cumprimento desse compromisso", afirmou o governador, em seu pronunciamento.

    Controle do gasto pblico

    Acio Neves ressaltou que Minas, nos ltimos quatro anos, se tornou referncia nacional de qualidade na gesto pblica, mas as aes iniciadas com o Choque de Gesto devero ser aprimoradas no seu segundo mandato. Segundo ele, o controle do gasto pblico ser a base do Choque de Gesto de Segunda Gerao.

    "Nossa economia cresceu mais que o dobro da mdia nacional e criamos grande volume de empregos e oportunidades de trabalho. Construmos aqui os fundamentos de uma nova sociedade. No se trata, no entanto, de obra acabada. O modelo que adotamos dinmico e evolutivo. E, para crescer mais, avanar mais e aperfeioar esse modelo, vamos promover um segundo choque de gesto no nosso Estado, o Choque de Gesto de Segunda Gerao", disse Acio Neves.

    Posse

    O governador tambm destacou a alta qualidade profissional do novo secretariado. Segundo ele, a formao de sua equipe de governo se pautou na capacidade de cada um para enfrentar os principais desafios para o crescimento e a incluso social em Minas.

    "Temos novas e imensas tarefas a cumprir, e entendo que a equipe de governo que hoje assume suas funes est altura desse desafio. Estaremos juntos nessa empreitada. Em Minas, por Minas, com Minas e para Minas. E ns no temos o direito de frustrar a essa expectativa. Com seriedade, com transparncia, com respeito ao dinheiro pblico, mas sobretudo com muito amor a Minas e aos mineiros vamos iniciar hoje todos ns como se fosse o primeiro dia das nossas vidas", disse Acio Neves, se dirigindo aos novos secretrios de Estado.

    Durante a cerimnia, 15 secretrios e dois secretrios extraordinrios assinaram o Termo de Posse. J os futuros secretrios de Esportes e Juventude, Fahim Sawan, e Extraordinrio de Relaes Institucionais, Carlos Velloso, tomaro posse em outra cerimnia, pois ainda precisam se desvincular de suas atuais atividades profissionais.

    Aps a cerimnia, o governador Acio Neves e os novos secretrios participaram de uma missa solene, celebrada pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, nos jardins do Palcio da Liberdade. O ex-presidente Itamar Franco, o ex-governador de So Paulo Geraldo Alckmin e o prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, tambm participaram da cerimnia religiosa.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Janeiro 3, 2007

    Depois de empossar o secretariado, governador e vice assitem Missa celebrada pelo Arcebispo Metropolitano de BH, D. Walmor de Azevedo. Presente o ex-governador e ex-presidente da Repblica, Itamar Franco e do candidato derrotado Presidncia da Repblica pelo PSDB, Geraldo Alkimin..








                                                 Acio mantm tradio religiosa
                                       aps assimir o governador para mais 4 anos.











      
     
    Uma missa em ao de graas marcou nesta tera-feira (2) a posse do governador Acio Neves, do vice-governador Antonio Augusto Anastasia, e do secretariado do Estado. A missa foi celebrada pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, e co-celebrada pelo capelo do Palcio da Liberdade, padre Lzaro de Assis Pinto, nos jardins da sede do governo mineiro. O governador Acio Neves leu a orao de So Francisco durante a celebrao, que foi acompanhada tambm pelo ex-governador de So Paulo, Geraldo Alckmin.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    Posse do governador Acio Neves na Assemblia Legislativa. O Hino Nacional foi atrao parte, com o cantor e compositor mineiro Wilson Sideral. E as presenas dos ex-governadores de Minas, Eduardo Azeredo e Francelino Pereira. O ex-prefeito de BH, Jorge Carone tambm estava l ao lado de Francelino e do novo secretrio da Reforma Agrria, Manoel Costa, presidente estadual do PDT. Anotamos tambm a presena do senador eleito, deputado federal Eliseu Rezende, ao lado do jornalista Nestor Oliveira. O presidente do Sicepot, Marcos Salum estava ao lado do jornalista Humberto Alves Pereira, diretor-presidente do Jornal da Cidade. O deputado federal Bonifcio Andrada ( o Andradinha) representou a Cmara Federal na posse. Confira as fotos.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    POSSE DE LULA. Leia o que falou.

                                       Lula promete esforo para desenvolvimento
                                                           econmico e social.





    Ao discursar no plenrio do Congresso Nacional, onde tomou posse, o presidente reeleito Luiz Incio Lula da Silva prometeu mais esforos para assegurar um crescimento econmico maior do que o obtido em seu primeiro mandato. Ele citou o pacote de medidas para "destravar" a economia, que deve ser anunciado ainda em janeiro. Tambm citou reformas necessrias, como a tributria, para complementar as mudanas.

    " necessrio que este crescimento esteja inserido em uma viso estratgica de desenvolvimento que nosso pas havia perdido. preciso uma combinao ampla e equilibrada do investimento pblico e do investimento privado. Para lograr este equilbrio, temos de desobstruir os gargalos e de romper as amarras que travam cada um destes setores. Isso significa ampliar e agilizar o investimento pblico, desonerar e incentivar o investimento privado", afirmou.

    Lula tambm reconheceu que somente o investimento pblico no pode "garantir sozinho" o crescimento. "Porm, ele decisivo para estimular e mesmo ordenar o investimento privado. Estas duas colunas, articuladas, so capazes de dar grande impulso a qualquer projeto de crescimento". O presidente tambm convocou parlamentares para discutir, em conjunto com o poder Executivo, as mudanas necessrias para avanar na reforma tributria.

    "Sero desdobradas e complementadas ao longo de todo o mandato, incorporando, inclusive, reformas mais amplas que seguramente estaro na pauta desta Casa. Vamos: realinhar prioridades; otimizar recursos; aumentar fontes de financiamento; expandir projetos de infra-estrutura; aperfeioar o marco jurdico; e ampliar o dilogo sistemtico com as instituies de controle e fiscalizao para garantir a transparncia dos projetos e agilizar sua execuo", disse no Congresso.

    O presidente ainda ressaltou que tem "claro" que nenhum pas consegue firmar uma "poltica slida" de crescimento se os juros forem mais altos do que a taxa mdia de retorno dos negcios. Na seqncia, Lula reafirmou que pretende expandir o crdito do pas a uma meta de 50% do Produto Interno Bruto (PIB) at o ano de 2010. "Outro ponto vital a implantao de vigorosas medidas de desburocratizao, sobretudo as que facilitem o comrcio exterior, a abertura e fechamento de empresas, alm de levar adiante o aperfeioamento das legislaes sanitria e ambiental."

    Entre os convidados no Congresso Nacional, estiveram Henrique Meirelles, Mrcio Thomaz Bastos, Celso Amorim, Mrcio Fortes, Nilcia Freire, Walfrido dos Mares Guia, lvaro Ribeiro, Antonio Fernando de Souza, Marina Silva, Dilma Rousseff, Fernando Haddad e Waldir Pires.
    Agncia Brasil


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    APOIO CULTURA. Prefeito de Barbacena, MARTIM ANDRADA, do PSDB, prestigia Auto de Natal do consagrado GRUPO TEATRAL BARBACENENSE, PONTO DE PARTIDA.


    No centro da foto, o prefeito Martim Andrada ( de camisa branca)
    junto com sua mulher, a mdica Ondina Andrada.  esquerda da foto
    o casal secretrio da Indstria e Comrcio Flvio Dani ( de camisa creme)
    e o secretrio de Turismo de Barbacena, Ralf Justino ( camisa azul claro), 
    criador do Festival Gastronmico de Tiradentes e do atual
    Festival da Loucura de Barbacena, que ter sua 2 edio em maro.
    direita da foto, de vermeho, est Regina Bertola,
    viva do saudoso Ivan Bertola,
    criador do excepcional Grupo Ponto de Partida,
    hoje a menina dos olhos de cantor e compositor Milton Nascimento (Bituca),
    que d seu nome Univerdade de Msica Bituca em Barbacena.


    A presena ilustre de Milton Nascimento (no centro da foto).

    O mega espetculo do Ponto de Partida.
    A foto Vale por MIL PALAVRAS.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    Oramento 2007. Barbacena ter receita de 138 mihles de reais. Confira

                                   Cmara Municipal aprova Oramento para 2007


    O oramento do municpio de Barbacena, aprovado para o exerccio 2007, ora a receita em R$ 138.222.397,92 e fixa a despesa para o perodo em R$ 138.00.972,51 com um supervit de R$ 214.425,40 conseguindo a Reserva de Contigncia.
    A Lei Oramentria anual, promulgada com o nmero 3.996 contempla o pleno atendimento s obrigaes constitucionais, destinando 39,61% (trinta e nove, sessenta e um por cento) dos recursos e despesas com a manuteno e desenvolvimento da Educao, 22,50% (vinte e dois, cinqenta por cento) as despesas com aes de Sade e 49,31% (quarenta e nove, trinta e um por cento) a despesa total com pessoal no mbito do poder executivo, como destacou o prefeito Martim Andrada, na Mensagem que encaminhou o projeto de Lei para a Cmara Municipal.




    Para o secretrio de Planejamento e Finanas, Jos Francisco Milagres a LOA/2007 garantir, com sua observncia, a manuteno com o pessoal ao patamar sustentado na ordem de 49,31% (quarenta e nove, e trinta e um por cento), permitindo que a realizao de investimentos alcance o montante previsto de R$ 8.686.405,10 (oito milhes, seiscentos e oitenta e seis mil, quatrocentos e cinco reais e dez centavos).
    A Cmara Municipal ao aprovar a proposta oramentria, com emendas admissveis e racionalizadas, observou que as maiores demandas populacionais no mbito de aes contnuas de governo esto contempladas na Lei e que os investimentos de maiores vultos, custeados com recursos de convnios com a Unio e com o Estado esto contidos no PPA, na LDO e contam com dotaes abertas na LOA/2007, tornando perfeitamente exeqveis, para permitir a realizao do Programa de Governo em compatibilidade com o Plano Municipal de Desenvolvimento Integrado a ser implementado no exerccio futuro.
    Esto garantidos os recursos para concluso das grandes obras iniciadas "Pontilho", "Revitalizao do Centro Urbano / Rua XV de Novembro" e "Construo da Avenida Sanitria", em que pese as dificuldades decorrentes da escassez de recursos, vez que as receitas no alcanam o crescimento vertiginoso das despesas pblicas, como tradicionalmente conhecemos. O oramento foi aprovado pelos vereadores Amarlio Augusto de Andrade, Flvio Barbosa da Silva, Flvio Maluf, Jair da Fonseca Pinto, Joo Bosco de Abreu, Joo Evandro da Silva, Joo Filardi Pinto, Johnson Oliveira Maral, Jos Higino Ferreira, Pedro Francisco do Vale e Sebastio Alvim da Silva.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    DE OLHO na FIEMG. Balano de 2006, da poderosa entidade empresarial mineira, mostra que a economia do Estado cresceu mais que a nacional. O faturamento da Indstria Mineira cresceu 5,3% puxada pelo setor mineral. E para uma parcela significativa dos empresrios mineiros (43%), o atual cenrio econmico vai se manter este ano, mas a maioria deles(59%) est confiante no crescimento de suas empresas. Confira. E mais detalhes entre no site www.fiemg.com.br






                                   Balano da Economia Mineira em 2006
                                                                positivo.

    A indstria mineira termina 2006 com um saldo positivo, segundo dados divulgados pelo Sistema Fiemg no balano anual da economia. At o terceiro trimestre, o PIB mineiro cresceu 3,2%, enquanto o nacional no mesmo perodo expandiu-se taxa de 2,5%.


     
    O faturamento da indstria mineira cresceu 5,3%, considerando os resultados da indstria extrativa mineral. Os melhores desempenhos foram dos segmentos da mecnica (49,4%), bebidas (27,9%) e mineral 16,7%. Por outro lado, setores tradicionais da economia do Estado registraram recuo no faturamento, como calados (-27,2), e vesturio e artefatos de tecidos (-15,7%). Segundo o presidente do Sistema Fiemg, Robson Braga de Andrade, esses setores sofrem com a invaso dos produtos chineses. "Estes so setores geradores de emprego e renda e sofrem com o subfaturamento de produtos e com o contrabando", afirma Andrade.

    No acumulado at novembro, as exportaes de Minas Gerais totalizaram R$ 14,3 bilhes, um crescimento de 17% em relao ao mesmo perodo de 2005. Minas foi o Estado que mais contribuiu para a gerao de saldo na balana comercial brasileira, com um total de R$ 9,8 bilhes, equivalentes a 24,0% do saldo nacional.

    A expectativa de investimentos (pblico e privado) para o perodo 2003/2010 da ordem de R$ 104 bilhes, segundo dados do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI). Para Andrade um dos gargalos que atrasam outros investimentos est na morosidade dos licenciamentos ambientais. "O ideal seria o Estado gastar mais tempo e pessoal nas fiscalizaes e menos tempo na liberao das licenas. A demora impede e atrasa investimentos importantes, principalmente nos setores eltrico, minerao e siderurgia", alerta.

    A produo industrial cresceu a uma taxa de 4,1%, no acumulado at outubro, no mesmo perodo, a indstria nacional cresceu 2,9%. A utilizao da capacidade instalada mdia at outubro na indstria de transformao mineira foi de 82,1%, contra 81,8% na indstria nacional. At setembro de 2006, o emprego avanou 1%, enquanto o emprego industrial brasileiro recuou 0,3%. A massa salarial paga pelas indstrias de Minas cresceu 7,9% at setembro de 2006, comparado com igual perodo de 2005, o que deve refletir no crescimento do consumo do mineiro.

    Expectativa - Para uma parcela significativa dos empresrios mineiros (43%) o atual cenrio econmico vai se manter em 2007, mas a maioria deles (59%) est confiante quanto ao desempenho particular de sua empresa.


               
    Para o presidente ROBSON ANDRADE , um crescimento mais expressivo do Brasil vai depender de investimentos em infra-estrutura, particularmente em transporte, telecomunicaes e energia. "O Governo Federal investe cerca de 0,8% em infra-estrutura, se investisse 2,5%, poderamos alcanar o crescimento de 5%", calcula.

    A reduo da taxa bsica de juros uma das mudanas esperadas pelo setor produtivo em 2007. A taxa foi reduzida de 18 para 13,25%, mas "os juros reais de 8,7% ainda esto entre os maiores do mundo", diz Andrade.  Para ele, algumas micro-reformas so essenciais para aumentar o dinamismo da indstria. "A desonerao tributria urgente, assim como uma soluo para a Lei Kandir e para a questo do gs. So pequenas reformas que vo ajudar a criar um ambiente favorvel para o crescimento".



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    Este ano o renomado Escritrio de Advocacia Jos Lcio Fernandes & Associados complea 30 anos de atuao em Juiz de Fora e regio. Z Lcio vai colocar em ao uma estratgia de marketing para destacar o acontecimento. Depopis daremos os detalhes, que ele nos revelou. Na foto abaixo Z Lcio est com sua filha, a jovem advogada Daniele Vaccarini Fernandes, que segue os caminhos vitoriosos do pai, recebendo para um churrasco de costela ao fogo de cho, o diplomata da ONU, Carlos Alberto Penna. Z Lcio, que teve expressiva votao como candidato a presidente da OAB Regional de Jui z de Fora, ( obteve 705 votos, cerca de 42% dos votantes), inicia 2207 com flego total.










                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    POSSE DO GOVERNADOR: portes do Palcio da Liberdade abertos populao.









                               Festa da posse rene 10 mil pessoas na Praa da Liberdade

                                        segundo a Assessoria de Comunicao do governo.
                                                       Mais detalhes: www.mg.gov.br






    Omar Freire /Imprensa MG









       


    A solenidade em comemorao posse do governador Acio Neves emocionou e surpreendeu cerca de dez mil pessoas que se reuniram  na Praa da Liberdade. Aps o governador receber as honras militares, no incio da Alameda Travessia, o pblico foi presenteado com a grande surpresa da cerimnia: uma gigantesca bandeira de Minas Gerais foi estendida do alto das palmeiras at o solo, servindo de pano de fundo para a festa.

    Ao desembarcar ao final da avenida Joo Pinheiro escoltado por 17 policiais dos Drages da Inconfidncia, o governador foi recebido ao som de fogos de artifcio e uma eufrica salva de palmas. Em seguida, recebeu continncia da Companhia de Polcia de Guarda do Palcio da Liberdade e iniciou sozinho a travessia pela alameda principal da praa. O som do dobrar de sinos da Catedral de Nossa Senhora do Pilar, de So Joo del-Rei, e a execuo do refro do hino "Oh! Minas Gerais" por um trompete, durante todo trajeto, emocionaram os presentes. 

    Durante a caminhada do governador, muitas pessoas disputavam o melhor ngulo para registrar em celulares e cmeras fotogrficas o momento histrico para Minas. A dona de casa Maria Antnia dos Santos desejou boa sorte ao governador no prximo mandato. "A festa est linda. Acio Neves est demonstrando que um bom poltico no passado, no presente e que ser no futuro", afirmou.

    Diversas caravanas do interior do Estado estiveram presentes cerimnia. A empregada domstica Elizabeth Ctia veio com a famlia de Paraopeba, regio Central, para prestigiar a posse do governador. "Estou muito emocionada por estar aqui participando de uma cerimnia to importante. Tenho confiana no governador e estou certa que o prximo governo ser ainda melhor", disse.

    Relquia

    "Acio o smbolo da democracia", gritava empolgada a aposentada Maria Dulce de Oliveira, 66 anos, no meio de centenas de pessoas. Acompanhada da neta Las Fratesi, 13 anos, ela empunhava a bandeira de Minas Gerais com orgulho. "Ganhei a bandeira de Tancredo Neves e a guardo como uma relquia. Guardei com carinho e agora uso para saudar o Acio Neves, como estou fazendo hoje", disse.

    O vendedor ambulante Joel Oliveira, de 46 anos, chegou Praa da Liberdade s 14 horas. Subiu pela avenida Joo Pinheiro carregando algodo-doce, observando vrias faixas que estavam dispostas em casas e prdios. A frase "Minas est em festa" foi a que mais agradou Joel.

    " bom acordar no primeiro dia do ano para trabalhar e ver tanta coisa bonita por aqui. O nosso governador merece tudo que foi preparado para este dia. Hoje o dia dele, que vai continuar fazendo um bom trabalho para Minas", disse o vendedor que, segundo ele, vestiu "roupa de domingo" para aplaudir o primeiro governador reeleito de Minas Gerais.

    O projeto de construo da Linha Verde,  ao lado do compromisso de pagar os funcionrios pblicos em dia e antecipar o 13 salrio foram a marca do ltimo Governo Acio Neves para o mdico Arlindo Vieira Gomes, 58 anos. "Agora, preciso dar continuidade aos trabalhos. E ele um homem de garra, ousadia, para sustentar Minas Gerais no cenrio poltico nacional", disse Gomes.

    Portes abertos

    O pblico tambm vibrou quando o governador pediu para que os portes do Palcio da Liberdade fossem abertos para a participao popular. Natrcia Fortes, estudante, 22 anos, comemorou a iniciativa de Acio Neves.

    " a primeira vez que entro no Palcio. Estou orgulhosa e segura, pois o clima de muita paz. O Brasil deveria seguir o exemplo de Minas Gerais. Acio tudo de bom e Minas est em boas mos", disse ela.
    O engenheiro Salvador Estevo Teixeira, 33 anos, de Raul Soares, no queria perder um segundo sequer da festa e comentou: "Estou emocionado com esta festa maravilhosa. Tudo a cara de Minas Gerais", disse.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    Um discurso Histrico no Plenrio presidente JK no Parlamento Mineiro. Acio Neves falou de posicionamento poltico de Minas e de economia. O PIB mineiro cresceu 4,7% em 2005, o dobro registrado pelo Pas. Confira todos detalhes do discurso do governador. E tire suas concluses.






                                  Acio homenageou a memria dos ex-governadores,
                                                Joo Pinheiro,Tefilo Otoni e JK.









       


    O governador Acio Neves tomou posse, na tarde desta segunda-feira (1), para seu segundo mandato, defendendo o valor da autonomia dos estados para a democracia e a construo de novo pacto federativo no pas. Primeiro governador de Minas reeleito, com 7,2 milhes de votos, Acio Neves homenageou, em seu pronunciamento, na Assemblia Legislativa, os ex-governadores mineiros Joo Pinheiro, Tefilo Otoni e Juscelino Kubitschek. Todos eles, nas palavras do governador, homens pblicos que transformaram a realidade do Estado.

    "Em nossa histria, no faltaram grandes homens pblicos que combinaram a razo poltica com o compromisso com o desenvolvimento. Foram muitos em cada uma das geraes de montanheses. Ao homenage-los, quero reuni-los em trs grandes personalidades que tm sido a inspirao permanente do meu governo", afirmou, em pronunciamento.

    Na solenidade de posse para o novo mandato 2007/2010, o governador afirmou que inicia este novo governo com a responsabilidade que os mineiros lhe confiaram de trabalhar para reduzir as diferenas regionais. Segundo ele, alcanar melhor distribuio de renda e condies de vida passa necessariamente pela melhor diviso entre estados e municpios dos recursos hoje concentrados na Unio.

    "Os avanos que o pas precisa no acontecero. No alcanaremos a justia social que todos almejamos enquanto no tivermos a coragem de desconcentrar recursos. Enquanto no houver autonomia administrativa para estados e municpios e justia tributria", afirmou o governador.

    Ele garantiu que Minas Gerais no fugir da responsabilidade de participar da construo de um futuro mais solidrio para todos os brasileiros.

    "Da mesma forma com que sempre seremos solidrios ao pas no enfrentamento dos graves problemas coletivos, em especial no campo social, Minas tambm saber sempre cobrar responsabilidades e decises pautadas pelo compromisso com o bem comum", ressaltou.

    O governador chegou Assemblia Legislativa s 16h30. No plenrio, ao lado do vice-governador eleito, Antonio Augusto Junho Anastasia, e do presidente do Legislativo, deputado estadual Mauri Torres, ele assinou o Termo de Posse e o Compromisso Constitucional. Estavam presentes as principais autoridades do Estado, sua filha Gabriela, e seus pais Ins Maria Neves Faria e Acio Cunha.  

    Modelo para o pas

    Ao falar para mais de 550 pessoas presentes no plenrio e galerias da Assemblia, o governador Acio Neves afirmou que os avanos obtidos no Estado nos ltimos quatro anos criaram bases concretas para assegurar o crescimento de Minas nos prximos anos.

    O governador lembrou que a reorganizao e modernizao do Estado comearam pelo ajuste fiscal e financeiro das contas pblicas. Ele destacou o conjunto adotado de medidas administrativas inovadoras que ficou conhecido como Choque de Gesto e se tornou modelo para o pas. De acordo com o governador, o objetivo que norteou as aes era o de dar mais qualidade aos gastos pblicos para poder oferecer melhores servios e atender as maiores demandas da populao.

    "As medidas que tomamos, para orgulho dos mineiros, so hoje reconhecidas como referenciais de boa gesto no Brasil. No foi uma caminhada fcil, uma vez que partamos de um dficit acumulado em mais de uma dcada. Tivemos que adotar medidas duras, a fim de cumprir o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. Foi possvel reduzir as despesas com a mquina pblica e dar prioridade recuperao da nossa capacidade de investimentos. Gastar menos com o governo para gastar mais com a populao foi o nosso lema. Nossa obstinao", afirmou.

    Investimentos executados

    O governador destacou, no pronunciamento, que a reorganizao do Estado possibilitou o aumento das receitas prprias sem aumento da carga tributria. Ele disse tambm que Minas Gerais, depois de muitos anos, conseguiu reduzir a dependncia em relao ao governo federal.

    "Em uma demonstrao inequvoca da eficincia do trabalho de nossa equipe, conseguimos realizar 91% do oramento dos investimentos autorizados, com recursos prprios, enquanto a mdia brasileira de execuo desta rubrica no chegou aos 50%. Economizamos com as compras do Estado e eliminamos drasticamente os desperdcios. Apesar de termos reduzido o ICMS incidente sobre 152 produtos de consumo popular, o crescimento na arrecadao desse tributo foi de 18,3% em 2005, enquanto no Sudeste a variao foi de 11,3% e, no Brasil, de 11,9%. Mais uma vez, falo de eficincia na gesto da coisa pblica", ressaltou.

    Avanos sociais

    O governador afirmou que os investimentos do Governo do Estado em reas consideradas essenciais, como segurana pblica, sade, educao e infra-estrutura dobraram em seu primeiro mandato em relao a governos anteriores. O total de recursos destinados a programas de todos os setores da administrao saltou de R$ 283 milhes em 2003 para R$ 1,4 bilho em 2005.

    "Na Sade, cresceram de R$ 330 milhes para R$ 775 milhes; na Educao, de R$ 56 milhes para R$ 227 milhes; na Segurana, de R$ 20 milhes para R$ 247 milhes; nos Transportes, de R$ 259 milhes para R$ 712 milhes", lembrou.

    Ele afirmou que a eficincia na gesto, o rigor no trato dos recursos pblicos e o compromisso com o crescimento levaram Minas a apresentar indicadores positivos em todos os setores da economia, possibilitando avanos sociais que chegaram, principalmente, s regies mais pobres do Estado.

    A taxa de mortalidade infantil caiu em 15,4% no Estado. Atravs de programas como o Sade em Casa, que destina recursos para equipar e dar condies de trabalho s equipes do Programa Sade da Famlia (PSF), do governo federal, o governo do Estado est conseguindo diminuir o nmero de internaes hospitalares
    "O PIB de Minas, em 2005, foi 4,7%, o dobro do obtido pelo Brasil. Alcanamos a melhor posio da dcada em exportaes. Geramos cerca de 700 mil empregos com carteira assinada. Atramos cerca de 100 bilhes em novos investimentos. E alcanamos resultados emblemticos no campo social: caiu substancialmente em Minas a mortalidade materno-infantil. Aumentamos a cobertura da assistncia preventiva sade e diminumos as internaes hospitalares desnecessrias", afirmou.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Janeiro 2, 2007

    Posse do governador Acio Neves e seu vice, prof.Antnio Anastasia. Confira como foi.

                                               Acio Neves defende pacto federativo
                                                         em posse na Assemblia
     
    Ao tomar posse no Plenrio da Assemblia Legislativa de Minas Gerais, o governador reeleito de Minas, Acio Neves (PSDB), defendeu, mais uma vez, a formao de um pacto federativo para garantir mais autonomia administrativa para os Estados e Municpios. "No haver crescimento verdadeiro; no haver desenvolvimento consolidado; no haver democracia plena enquanto no refundarmos a federao e os princpios norteadores da Repblica brasileira", disse em seu discurso.

    Acio Neves tambm criticou a concentrao de recursos na esfera federal. "Os avanos de que o Pas precisa no acontecero; no alcanaremos a justia social que almejamos, enquanto no tivermos a coragem de desconcentrar recursos. Enquanto no houver autonomia administrativa para Estados e Municpios; enquanto no houver a to sonhada justia tributria".

    Ele citou Tiradentes para reforar sua tese de mais autonomia financeira. "Sem o sentimento de independncia, no h nimo para o trabalho duro que a prosperidade coletiva exige, e sem a autonomia e econmica, muito difcil conquistar e preservar a soberania poltica".

    Em seu discurso de posse, o governador ressaltou a importncia da Assemblia Legislativa de Minas. "Esta casa, ao formalizar-se, deu prosseguimento histrico a uma prtica natural da nossa gente. Nesta provncia, cujos ocupantes desconheceram deveres feudais, sempre fizemos poltica".

    Ele tambm fez um balano de seu primeiro mandato, destacando alguns avanos como a realizao de 91% do oramento dos investimentos autorizados; aumento de 18,3% na arrecadao do ICMS e crescimento dos investimentos, que passaram de R$ 283 milhes, em 2003, para R$ 1,4 bilho, em 2005. "Fizemos mais do que muitos imaginavam possvel. E, quando o fizemos, percebemos que precisamos fazer sempre muito mais. No podemos descansar sobre os xitos alcanados", afirmou.

    Saudao - O presidente da Assemblia Legislativa, deputado Mauri Torres (PSDB), ressaltou a reeleio do governador Acio Neves. "Mais uma vez, Minas Gerais se ala posio de vanguarda na poltica nacional, com seu governo exercido por um estadista autntico". O presidente da Assemblia Legislativa, deputado Mauri Torres (PSDB), ressaltou a reeleio do governador Acio Neves. "Mais uma vez, Minas Gerais se ala posio de vanguarda na poltica nacional, com seu governo exercido por um estadista autntico".

    Saudao - O presidente da Assemblia Legislativa, deputado Mauri Torres (PSDB), ressaltou a reeleio do governador Acio Neves. "Mais uma vez, Minas Gerais se ala posio de vanguarda na poltica nacional, com seu governo exercido por um estadista autntico". O presidente da Assemblia Legislativa, deputado Mauri Torres (PSDB), ressaltou a reeleio do governador Acio Neves. "Mais uma vez, Minas Gerais se ala posio de vanguarda na poltica nacional, com seu governo exercido por um estadista autntico".

    Saudao - O presidente da Assemblia Legislativa, deputado Mauri Torres (PSDB), ressaltou a reeleio do governador Acio Neves. "Mais uma vez, Minas Gerais se ala posio de vanguarda na poltica nacional, com seu governo exercido por um estadista autntico". O presidente da Assemblia Legislativa, deputado Mauri Torres (PSDB), ressaltou a reeleio do governador Acio Neves. "Mais uma vez, Minas Gerais se ala posio de vanguarda na poltica nacional, com seu governo exercido por um estadista autntico".

    Saudao - O presidente da Assemblia Legislativa, deputado Mauri Torres (PSDB), ressaltou a reeleio do governador Acio Neves. "Mais uma vez, Minas Gerais se ala posio de vanguarda na poltica nacional, com seu governo exercido por um estadista autntico". O presidente da Assemblia Legislativa, deputado Mauri Torres (PSDB), ressaltou a reeleio do governador Acio Neves. "Mais uma vez, Minas Gerais se ala posio de vanguarda na poltica nacional, com seu governo exercido por um estadista autntico".

    O presidente destacou que a segunda gerao do choque de gesto, que ser empreendida pelo governador em seu novo mandato, ser uma estratgia importante para a transformao social do Estado. "Com o crescimento do PIB acima da mdia do Pas, Minas, avanando em todos os setores, est pronta para ir mais longe, no apenas consolidando, mas ampliando sua forte participao econmica".

    Mauri Torres lembrou que a Assemblia, nos ltimos quatro anos, se ajustou ao funcionamento do Executivo e promoveu uma rigorosa reduo de gastos na utilizao de seus recursos oramentrios e financeiros.

    Cerimnia - O governador chegou Assemblia por volta das 16h30, num Rolls-Royce de 1952, acompanhado de sua filha, Gabriela. Acio foi recebido no Hall das Bandeiras por uma comisso formada pelos lderes do Governo, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do Bloco Parlamentar Social Progressista, Dilzon Melo (PTB); do PSDB, Luiz Humberto Carneiro; e do PP, Gil Pereira; alm de Neider Moreira (PPS) e de outros parlamentares.O governador chegou Assemblia por volta das 16h30, num Rolls-Royce de 1952, acompanhado de sua filha, Gabriela. Acio foi recebido no Hall das Bandeiras por uma comisso formada pelos lderes do Governo, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do Bloco Parlamentar Social Progressista, Dilzon Melo (PTB); do PSDB, Luiz Humberto Carneiro; e do PP, Gil Pereira; alm de Neider Moreira (PPS) e de outros parlamentares.

    Cerimnia - O governador chegou Assemblia por volta das 16h30, num Rolls-Royce de 1952, acompanhado de sua filha, Gabriela. Acio foi recebido no Hall das Bandeiras por uma comisso formada pelos lderes do Governo, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do Bloco Parlamentar Social Progressista, Dilzon Melo (PTB); do PSDB, Luiz Humberto Carneiro; e do PP, Gil Pereira; alm de Neider Moreira (PPS) e de outros parlamentares.O governador chegou Assemblia por volta das 16h30, num Rolls-Royce de 1952, acompanhado de sua filha, Gabriela. Acio foi recebido no Hall das Bandeiras por uma comisso formada pelos lderes do Governo, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do Bloco Parlamentar Social Progressista, Dilzon Melo (PTB); do PSDB, Luiz Humberto Carneiro; e do PP, Gil Pereira; alm de Neider Moreira (PPS) e de outros parlamentares.

    Cerimnia - O governador chegou Assemblia por volta das 16h30, num Rolls-Royce de 1952, acompanhado de sua filha, Gabriela. Acio foi recebido no Hall das Bandeiras por uma comisso formada pelos lderes do Governo, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do Bloco Parlamentar Social Progressista, Dilzon Melo (PTB); do PSDB, Luiz Humberto Carneiro; e do PP, Gil Pereira; alm de Neider Moreira (PPS) e de outros parlamentares.O governador chegou Assemblia por volta das 16h30, num Rolls-Royce de 1952, acompanhado de sua filha, Gabriela. Acio foi recebido no Hall das Bandeiras por uma comisso formada pelos lderes do Governo, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do Bloco Parlamentar Social Progressista, Dilzon Melo (PTB); do PSDB, Luiz Humberto Carneiro; e do PP, Gil Pereira; alm de Neider Moreira (PPS) e de outros parlamentares.

    Cerimnia - O governador chegou Assemblia por volta das 16h30, num Rolls-Royce de 1952, acompanhado de sua filha, Gabriela. Acio foi recebido no Hall das Bandeiras por uma comisso formada pelos lderes do Governo, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do Bloco Parlamentar Social Progressista, Dilzon Melo (PTB); do PSDB, Luiz Humberto Carneiro; e do PP, Gil Pereira; alm de Neider Moreira (PPS) e de outros parlamentares.O governador chegou Assemblia por volta das 16h30, num Rolls-Royce de 1952, acompanhado de sua filha, Gabriela. Acio foi recebido no Hall das Bandeiras por uma comisso formada pelos lderes do Governo, deputado Alberto Pinto Coelho (PP); do Bloco Parlamentar Social Progressista, Dilzon Melo (PTB); do PSDB, Luiz Humberto Carneiro; e do PP, Gil Pereira; alm de Neider Moreira (PPS) e de outros parlamentares.

    No Plenrio, Acio Neves e o vice-governador, Antonio Augusto Anastasia, passaram por uma fileira de cadetes da Polcia Militar, que usavam o tradicional uniforme azul que deu origem corporao. Eles formaram um corredor, empunhando o "Espadim Tiradentes", arma que simboliza a honra e a dignidade do cadete da PM.

    A sesso contou com a presena de dezenas de deputados estaduais e federais, atuais e eleitos para a prxima legislatura, alm de autoridades de todos os poderes e empresrios. A Mesa foi composta do presidente Mauri Torres, do senador Eduardo Azeredo (PSDB), como representante do Senado; deputado federal Bonifcio Andrada (PSDB), representando a Cmara dos Deputados; o presidente em exerccio do Tribunal de Justia, desembargador Antnio Hlio Silva; o procurador-geral de Justia de Minas Gerais, Jarbas Soares; o vice-prefeito de Belo Horizonte, Ronaldo Vasconcelos, que representou o prefeito Fernando Pimentel; o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo; o presidente da Cmara Municipal de Belo Horizonte, vereador Tot Teixeira; e o 1-Secretrio da Mesa da Assemblia, deputado Antnio Andrade (PMDB). O 1-secretrio leu os termos de posse do governador e do vice; e o presidente Mauri Torres fez a declarao da posse.

    Apresentao musical - Durante a solenidade, o cantor Wilsom Sideral apresentou o Hino Nacional e, depois do ato da posse, a msica "Para Lennon e MCartney", que ressalta a cultura de Minas Gerais. Durante a solenidade, o cantor Wilsom Sideral apresentou o Hino Nacional e, depois do ato da posse, a msica "Para Lennon e MCartney", que ressalta a cultura de Minas Gerais.

    Apresentao musical - Durante a solenidade, o cantor Wilsom Sideral apresentou o Hino Nacional e, depois do ato da posse, a msica "Para Lennon e MCartney", que ressalta a cultura de Minas Gerais. Durante a solenidade, o cantor Wilsom Sideral apresentou o Hino Nacional e, depois do ato da posse, a msica "Para Lennon e MCartney", que ressalta a cultura de Minas Gerais.

    Apresentao musical - Durante a solenidade, o cantor Wilsom Sideral apresentou o Hino Nacional e, depois do ato da posse, a msica "Para Lennon e MCartney", que ressalta a cultura de Minas Gerais. Durante a solenidade, o cantor Wilsom Sideral apresentou o Hino Nacional e, depois do ato da posse, a msica "Para Lennon e MCartney", que ressalta a cultura de Minas Gerais.

    .

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 1, 2007

    Senador Aelton Freitas, do PL de Minas, anuncia recursos de 10 milhes de reais para a BR- 364 e luta para a incluso da obra na PPI - Parceria Pblico Privada do governo Lula.

    Parlamentar vai priorizar recursos para a concluso da obra em sua atuao como Deputado Federal


    Atento s discusses oramentrias do fim do ano em Braslia, o senador Aelton Freitas conseguiu junto ao Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT) o compromisso de empenhar ainda em 2006 R$ 10 milhes de reais para a continuidade das obras de pavimentao da BR 364 - no trecho entre o entroncamento com a BR 153 divisa de Minas com Gois.

    Alm disso, Aelton trabalha pra que a obra seja includa no Plano Piloto de Investimentos Pblicos (PPI), o que garantiria a liberao de um bom volume de recursos em 2007. Ofcio neste sentido j foi protocolado junto ao DNIT e discutido com o Diretor do rgo, Dr. Mauro Barbosa.

    "A concluso da pavimentao da BR 364 , sem dvida alguma, a luta prioritria que continuarei encampando nos prximos anos para levar uma condio privilegiada de desenvolvimento econmico para vrios municpios triangulinos. Meu compromisso com liberao de recursos para esta obra total e estamos otimistas quanto s suas perspectivas de concluso", afirma Aelton. 

    Importncia regional

    Aelton lembra que a BR 364 de extrema importncia para o Tringulo Mineiro, pois promove a ligao entre a regio e os grandes centros comerciais do pas, alm de reduzir em mais de 200 quilmetros a ligao So Paulo/ Cuiab.  Desta forma, a concluso da pavimentao da rodovia tambm possibilitaria uma reduo nos custos de transporte entre o Centro-Oeste e o Porto de Santos, desonerando a produo.
            "A BR 364 tambm uma via de escoamento fundamental, pois permitir desafogar o trfego, que hoje se encontra bastante congestionado, da BR 050 - trecho Uberaba/Uberlndia - e da BR 153, trecho Itumbiara (GO)/Divisa de So Paulo", acrescenta Aelton no ofcio protocolado no DNIT.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Janeiro 1, 2007

    Veja como ser o roteiro da posse do governador Acio Neves e seu vice, Antnio Anastasia, hoje na Assemblia Legislativa e no Palcio da Liberdade. Pela TV ASSEMBLIA voc pode acompanhar todos os detalhes. Este Blogueiro vai ancorar toda a transmisso a partir de 15:30. Ligue: aqui em BH no canal 11 a cabo e no Interior, em cerca de 300 municpios pelo UHF. Em Barbacena, por exemplo, o canal 58.

     
    Este blogueiro, que reprter poltico, desde os tempos que o atual governador Acio Neves era secretrio particular de seu av, Tancredo Neves. Naquela poca, 1983, ns ramos reprter poltico da Rede Globo, em Minas. Hoje, dia 1 de janeiro vamos cobrir, AO VIVO, pela TV Assemblia a posse de Acio Neves no Parlamento Mineiro. Conto com sua audincia. 

    O governador Acio Neves, ser empossado, como primeiro representante reeleito de Minas Gerais, nesta segunda-feira (1), a partir das 16h, em Belo Horizonte, em solenidades na Assemblia Legislativa de Minas Gerais e no Palcio da Liberdade, sede oficial do Governo do Estado. A cerimnia na Praa da Liberdade ser comemorativa posse e poder ser acompanhada pela populao. 

    Na Assemblia Legislativa, o governador Acio Neves far seu pronunciamento de posse. De l seguir at a Praa da Liberdade, onde receber honras militares, homenagens e  far pronunciamento na sacada do Palcio da Liberdade. O governador far o trajeto entre a Assemblia e a praa num carro fechado - Rolls Royce ano 1953, modelo Silver Whryt, preto -  (foto) pelas avenidas Olegrio Maciel e lvares Cabral, rua Timbiras e Avenida Joo Pinheiro. Ele ser escoltado por um piquete composto por 17 policiais militares com fardamento dos Drages da Inconfidncia.

    Travessia

    Ao desembarcar na Praa da Liberdade, por volta das 18h30, o governador ser recebido pela Companhia de Polcia de Guarda do Palcio da Liberdade. Um trompetista da Guarda executar o toque de presena, anunciando a chegada do governador, e, em seguida, o exrdio, o toque militar de saudao ao Chefe de Estado. A partir deste momento, o governador passa em revista tropa e percorre toda a Alameda Travessia, onde, ao final, faz reverncia bandeira de Minas Gerais.

    Na Avenida Bias Fortes, Acio Neves ser recebido por um grupo de percussionistas da Unio dos Tambores de Minas Gerais e caminha at o Palcio da Liberdade. O governador far breve pronunciamento na varanda de saudaes oficiais e ouvir o Hino Nacional. Ao final, ele receber os cumprimentos dos convidados nos jardins do Palcio da Liberdade.

    Trnsito

    Por medidas de segurana, algumas ruas sero interditadas para a solenidade de posse. O trnsito ficar interrompido, desde 21h desta sexta-feira, na Alameda da Educao entre rua Gonalves Dias e Avenida Bias Fortes; Avenida Bias Fortes entre rua da Bahia e Avenida Cristvo Colombo, em ambos os sentidos. E ainda: Alameda dos Despachos entre rua da Bahia e Avenida Bias Fortes. A opes de desvios e de estacionamento sero feitas nas vias adjacentes da Praa da Liberdade e esto sendo divulgadas pela BHTrans. 

    Compromisso constitucional

    A solenidade oficial de posse do governador acontecer, s 16h, na Assemblia Legislativa, onde o governador e o vice-governador, Antonio Augusto Junho Anastasia, sero empossados. A cerimnia ser realizada no Plenrio Juscelino Jubitschek e ter incio com a entrada solene do governador e do vice pelo ptio do Hall das Bandeiras. Eles sero recebidos na ante-sala do Plenrio com apresentao do conjunto de cordas da Polcia Militar. Em seguida, fazem leitura do compromisso constitucional e assinam termo de posse. Ainda na Assemblia Legislativa o governador far o seu pronunciamento.

    Imprensa

    Para ter acesso ao Palcio da Liberdade, os profissionais de imprensa devem portar credencial especial para cobertura da solenidade. Haver locais reservados para os profissionais de imprensa. O acesso e atendimento aos jornalistas ser pelo porto lateral do Palcio da Liberdade, localizado Avenida Cristvo Colombo. Mais informaes podero ser obtidas na Assessoria de Imprensa do Governador (31.3250.6084).

    Veja as mudanas no trnsito da Praa da Liberdade:

    Perodo de interdio nos trechos: 21h do dia 29/12 s 6h do dia 02/01/07 (tera-feira)

    Trechos interditados:

    Avenida Bias Fortes entre rua da Bahia e avenida Cristvo Colombo, ambos os sentidos.

    Alameda da Educao entre rua Gonalves Dias e avenida Bias Fortes;

    Alameda dos Despachos entre rua da Bahia e avenida Bias Fortes;

    Avenida Cristvo do Colombo.

    Trnsito normal:

    Rua da Bahia

    Avenida Brasil

    Avenida Cristvo Colombo sentido Savassi Centro e sentido Praa da Liberdade Savassi, trecho abaixo da rua Sergipe.Avenida Joo Pinheiro

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________




    ___________________________


    Clique para conhecer

    ___________________________


    Clique para conhecer

    ______________________________

    Clique para conhecer

    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________

         
     
    Clique e envie-nos 

seu e-mail