Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter Página do 

Programa João Carlos Amaral Entrevista Canal no youtube Clique e 

envie-nos seu e-mail Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter
___________________________


___________________________
Clique para conhecer
___________________________


__________________________


__________________________

__________________________


______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer
______________________________

Sinapro MG
______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer



+ Categorias

  • Todos (16267)
  • POLTICA (5929)
  • GERAL (2057)
  • ARTIGOS (285)
  • ENTREVISTAS (36)
  • ECONOMIA (3754)
  • GENTE (1210)
  • TURISMO (842)

  • + Links
    + Arquivos

    Fevereiro, 2006
    Maro, 2006
    Abril, 2006
    Maio, 2006
    Junho, 2006
    Setembro, 2006
    Julho, 2006
    Agosto, 2006
    Novembro, 2006
    Outubro, 2006
    Janeiro, 2007
    Dezembro, 2006
    Fevereiro, 2007
    Maro, 2007
    Abril, 2007
    Maio, 2007
    Outubro, 2007
    Junho, 2007
    Julho, 2007
    Agosto, 2007
    Setembro, 2007
    Dezembro, 2007
    Novembro, 2007
    Janeiro, 2008
    Maio, 2008
    Fevereiro, 2008
    Maro, 2008
    Julho, 2008
    Abril, 2008
    Junho, 2008
    Setembro, 2008
    Agosto, 2008
    Outubro, 2008
    Novembro, 2008
    Dezembro, 2008
    Janeiro, 2009
    Fevereiro, 2009
    Maro, 2009
    Abril, 2009
    Maio, 2009
    Junho, 2009
    Julho, 2009
    Agosto, 2009
    Setembro, 2009
    Outubro, 2009
    Novembro, 2009
    Dezembro, 2009
    Novembro, 2012
    Janeiro, 2010
    Fevereiro, 2010
    Maro, 2010
    Abril, 2010
    Maio, 2010
    Junho, 2010
    Julho, 2010
    Agosto, 2010
    Setembro, 2010
    Outubro, 2010
    Novembro, 2010
    Fevereiro, 2011
    Maro, 2011
    Abril, 2011
    Maio, 2011
    Junho, 2011
    Julho, 2011
    Agosto, 2011
    Setembro, 2011
    Outubro, 2011
    Novembro, 2011
    Dezembro, 2011
    Janeiro, 2012
    Fevereiro, 2012
    Maro, 2012
    Abril, 2012
    Maio, 2012
    Junho, 2012
    Julho, 2012
    Agosto, 2012
    Setembro, 2012
    Outubro, 2012
    Dezembro, 2012
    Agosto, 2015
    Janeiro, 2013
    Fevereiro, 2013
    Maro, 2013
    Abril, 2013
    Maio, 2013
    Setembro, 2015
    Junho, 2013
    Julho, 2013
    Agosto, 2013
    Setembro, 2013
    Julho, 2016
    Outubro, 2013
    Novembro, 2013
    Dezembro, 2013
    Janeiro, 2014
    Fevereiro, 2014
    Maro, 2014
    Abril, 2014
    Maio, 2014
    Junho, 2014
    Julho, 2014
    Agosto, 2014
    Setembro, 2014
    Outubro, 2014
    Novembro, 2014
    Dezembro, 2014
    Janeiro, 2015
    Fevereiro, 2015
    Maro, 2015
    Abril, 2015
    Maio, 2015
    Junho, 2015
    Julho, 2015
    Outubro, 2015
    Novembro, 2015
    Dezembro, 2015
    Janeiro, 2016
    Fevereiro, 2016
    Maro, 2016
    Abril, 2016
    Maio, 2016
    Junho, 2016
    Agosto, 2016
    Setembro, 2016
    Outubro, 2016
    Novembro, 2016
    Dezembro, 2016
    Janeiro, 2017
    Fevereiro, 2017
    Maro, 2017
    Abril, 2017
    Maio, 2017
    Junho, 2017
    Julho, 2017
    Agosto, 2017
    Setembro, 2017
    Outubro, 2017
    Novembro, 2017
    Dezembro, 2017
    Janeiro, 2018
    Fevereiro, 2018
    Maro, 2018
    Abril, 2018
    Maio, 2018
    Junho, 2018
    Julho, 2018
    Agosto, 2018
    Setembro, 2018
    Outubro, 2018
    Novembro, 2018
    Dezembro, 2018
    Janeiro, 2019
    Fevereiro, 2019
    Maro, 2019
    Abril, 2019
    Maio, 2019
    Junho, 2019



    _______________________________________________________________
    .

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 30, 2009

    Acio garante que sonho de um hospital para tratamento do Cncer em Barbacena vai virar realidade. O Ncleo do Cncer j conta com a juda constante do vice-governador prof. Anastasia, que virou Cidado Honorrio de Barbacena. Justo reconhecimento a um benemrito das pessoas mais carentes que sofrem de cncer.

                                                 

                                                               Quem nos deu a informao,
                                                                      em primeira mo, 
                                                                         foi overeador
                                                            Amarlio de Andrade, do PSC. 
                                                                   Ele levou uma unidade
                                                       tratamento do cncer para Barbacena,
                                                 trabalha dia e noite para construir um hospital.

    E agora recebeu o apoio do governador Acio Neves. O vereador, que se curou de um cncer de garganta, j havia conseguido duas ambulncias/UTIs do governo de Minas, atravs do vice-governador prof. Anastasia.

    A deciso do governador de Minas, vem no momento em que o Ncleo do Cncer de Barbacena acaba de assinar convnio com o Instituto Mrio Penna de BH, referncia no tratamento do cncer em Minas e no pas, atravs do superintendente do Instituto, dr. Cssio Resende.
    Parabns ao vereador, um lutador incansvel contra o cncer, atendendo pessoas carentes de toda a regio de Barbacena.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 30, 2009

    Da srie:UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.


    O colunista Csar Romero
     Juracy Neves /Maria Helena Zacaron
     leia-se Tribuna de Minas,
    em tempos de feijoada do Kabelin,
     em Juiz de Fora.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 30, 2009

    "FILHO DE PEIXE"... Badar noPMDB...E-mail que recebemos do economista Henrique Badar, filho do ex-senador MuriloBadar.

    Prezado Joo Carlos,
    Com a finalidade de engajar-se na campanha do Ministro Hlio Costa ao
    Governo de Minas, o Economista Henrique Badar, Chefe da Assessoria
    Internacional do Ministrio das Comunicaes, filiou-se ao PMBD na
    reunio d ltima segunda feira em Belo Horizonte. A reunio contou
    com a presena do Ministro Hlio Costa e das mais expressivas
    lideranas regionais pemedebistas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 30, 2009

    Nver da empresria LILIANE CARNEIRO Costa. Nesta quinta-feira no Espao LNSTANT no Jardim Canad. Parabns. EM TEMPO: Liliane criou o Espao LInstant, que j sucesso no circuito de casas de eventos do Jardim Canad. Ela foi nossa aluna no cursdo mdia trainning !Socorro, Estou na TV". Logo depois ela colocou no ar o seu bem elaborado Programa de TV "Momento de Deciso". Programa que em breve estar de volta. Atualemnte o programa est disponvel na internet.

                                         Liliane Carneiro Costa recebe amigos no Espao L 



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 30, 2009

    ORAMENTO 2010.












    Presidente da Assemblia, Alberto Pinto Coelho,
    recebeu o Oramento 2010,
    que ser discutido e votado at dezembro,
     quando a Assemblia de Minas,
    entra em recesso.

    Governo de Minas
    apresenta proposta oramentria para 2010

     

    O Governo de Minas encaminhou, nesta quarta-feira (30), apreciao da Assembleia Legislativa, a proposta de oramento para 2010, que prev receitas e despesas de R$ 41,11 bilhes, ou seja, montante 5,48% superior ao proposto para 2009. Deste total, R$ 9,84 bilhes sero destinados a investimentos.

    Os investimentos feitos com recursos do Tesouro do Estado esto estimados em R$ 4,6 bilhes, sendo R$ 3,4 bilhes do oramento fiscal e R$ 1,2 bilho de inverses financeiras. Os outros R$ 5,24 bilhes so investimentos programados pelas empresas controladas - Cemig, Codemig e Gasmig.

    Para investimentos e custeio dos 57 projetos estruturadores do Governo do Estado, que atendem a treze reas de resultados, esto sendo destinados R$ 5,31 bilhes, R$ 306 milhes a mais do que o previsto para 2009.

    As receitas correntes foram estimadas em R$ 38,6 bilhes, enquanto a estimativa de que sejam arrecadados cerca de R$ 24 bilhes, somente com o Imposto sobre Circulao de Mercadorias e Servios (ICMS). A definio levou em considerao os efeitos da crise financeira internacional, cujo pice ocorreu no ltimo trimestre de 2008, mas cujos reflexos ainda so sentidos em vrios segmentos da economia em todo o mundo.

    Responsabilidade Fiscal

    Com relao s despesas, 85% estaro destinados s despesas correntes; 14% para as de capital e 1% para reserva de contingncia. Os gastos com pessoal e encargos representam 41% do total da despesa fiscal e 48% do total das despesas correntes. J as despesas de pessoal do Poder Executivo, oradas em R$ 14,52 bilhes, seguem o determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal, cujo limite prudencial 46,55%.

    Est prevista a transferncia obrigatria de R$ 7,4 bilhes, para os municpios o que representa um crescimento de 2,85% (R$ 205,2 milhes) sobre o previsto para ser feito em 2009.

    Em comparao com o oramento para 2004, a projeo de arrecadao cresceu 99%, passando de R$ 20,65 bilhes para R$ 41,11 bilhes. J os investimentos fiscais previstos passaram de R$ 2,2 bilhes para R$ 4,6 bilhes, o que representa um crescimento de 113%, no mesmo perodo.


    Veja em anexo mais informaes sobre a proposta oramentria para 2010.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 30, 2009

    Rdio Inconfidncia de BH. A GIGANTE NO AR....


    A Rdio Inconfidncia
     foi eleita Mdia do Ano em Comunicao Empresarial Brasil,
    na categoria Rdio,
    reconhecimento especial do Prmio ABERJE 2009,
    na sua fase nacional
    .

    O Prmio ABERJE, que neste ano est na sua 35 edio, tem por objetivo reconhecer a excelncia da comunicao organizacional no Brasil por meio do incentivo e difuso das melhores prticas do setor. A premiao destaca a importncia da comunicao como fator decisivo para as organizaes na medida em que valoriza a imagem institucional e o prprio empreendimento. Ganhar um Prmio ABERJE sinnimo de criatividade, originalidade, capacidade de constante evoluo e compromisso com a sociedade brasileira, destacando-se assim como um dos mais prestigiados prmios na rea da Comunicao Empresarial.

    Nesse ano foram 341 casos inscritos em todo o pas, entre os quais 73 foram selecionados para essa fase final, em mbito nacional, que reunir 48 instituies brasileiras, assegurando que o prmio abrangente e democrtico.

    O Prmio Mdia do Ano em Comunicao Empresarial Brasil eleito por um jri integrado pelos Membros do Conselho Deliberativos da ABERJE nas modalidades Jornal, Revista, Rdio, Televiso, Mdia Especializada e Mdia Digital.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 30, 2009

    De olho no tombamento...

    Audincia esclarece tombamento de imveis
    no Santo Agostinho


    Os moradores do bairro Santo Agostinho lotaram o plenrio Camil Caram na Cmara de Belo Horizonte durante audincia pblica solicitada pelo vereador Srgio Fernando (PHS), presidente da Comisso de Legislao e Justia. O objetivo da audincia foi esclarecer o processo de tombamento de imveis em discusso no Conselho Deliberativo do Patrimnio Histrico da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH).
     
    "A audincia foi importante porque ficou firmado o compromisso da Diretoria do Patrimnio Cultural e Histrico de que o tombamento ser discutido com a comunidade e de que os interessados tero voz. Ficou ntida a insatisfao da comunidade com a conduta do Conselho de no comunicar o tombamento e de no apresentar critrios tcnicos at o momento", afirmou o vereador.


    A diretora do Patrimnio Histrico da PBH, Michelle Abreu Arroio admitiu que concorda com os moradores que o caso no foi bem encaminhado pelo Conselho. E por isso, ela pediu que o Conselho s aprecie o tombamento aps a concluso do inventrio dos imveis, que est sendo realizado, o que provavelmente vai acontecer em meados de novembro. Segundo Michelle, so 37 imveis com potencial para tombamento, que foram relacionados em um levantamento preliminar.
     
    "O Conselho s vai encaminhar a votao do tombamento aps discusso com a Prefeitura, com os moradores e com os prprios conselheiros", declarou. O tombamento no Santo Agostinho faz parte de um projeto mais amplo para o tombamento de vrios imveis no eixo da avenida do Contorno, incluindo a Praa Raul Soares e Lourdes, que j foram inventariadas, alm do Santo Agostinho e Barro Preto, que esto tendo o inventrio feito agora.


    O morador Rubens Stancioli demonstrou preocupao com a manuteno do imvel, que tem o valor de mercado reduzido com o tombamento, j que a famlia no tem condies de mant-lo. E levantou outras possibilidades de preservao que no foram avaliadas pela PBH, como catalogar eletronicamente o imvel, disponibilizando por rgos pblicos.

    Outro morador, desembargador Ricardo Mohallem, apontou o fato de a maior parte das casas do Santo Agostinho no estar ligada a fatos histricos nem arquitetnicos relevantes, o que seria uma incoerncia para a proposta de tombamento. "Corremos o risco de criar um vazio urbano no Santo Agostinho. J h casas abandonadas por falta de condio de manuteno", afirmou Mohallem. 
                                                    

    O vereador Srgio Fernando (PHS) assumiu o compromisso de acompanhar de perto o desenrolar do processo para que os moradores tenham participao nas discusses sobre o tombamento. "Vimos que os moradores esto dispostos a acionar a justia em caso de tombamento sem a sua concordncia. Isso traria nus para a PBH e para a comunidade. Vamos acompanhar para que seja resolvido da melhor maneira", disse.

    Na Cmara de BH
    Assessora do Vereador Srgio Fernando
    www.sergiofernando.com.br
    imprensa@sergiofernando.com.br
    31 - 3555-1330



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 29, 2009

    Mais uma rodada de idias em evento promovido pelo CIEMG/SEBRAE em Contagem.



     2 Gesto & Competitividade tem nova rodada 



    Palestra com Prof. Gretz acontece nesta quarta-feira
    no Actuall Hotel em Contagem.

    Motivao e entusiasmo so apontados pelo Prof. Gretz como as principais ferramentas para o crescimento competitivo do indivduo, de grupos e de empresas. A forma de utiliz-las ser apresentada pelo especialista em marketing, relaes humanas e administrao da produo nesta quarta-feira, 30, s 8h30, em sua palestra no 2 Gesto & Competitividade.
    O evento promovido pelo Ciemg, em parceria com o Sebrae-MG, e acontece no Hotel Actuall, em Contagem.

    Prof. Gretz ir mostrar como pequenos problemas e crises so fatores de transformao e de criao de espao para inovao tanto nas empresas como para os trabalhadores. Ele acredita nessas mudanas e na motivao como alavancas de vendas e do crescimento competitivo.

    As inscries para a palestra do Prof. Gretz so gratuitas para associados Ciemg e sindicatos filiados a Fiemg. Para os demais participantes, o valor de R$ 90.

    Elas podem ser feitas pelo site www.ciemg.com.br/gestaoecompetitividade ou pelos telefones (31) 3227-7342 e 3227-7469.
    O Hotel Actuall fica na Rodovia Ferno Dias, 3.443, em frente ao Carrefour Contagem.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 29, 2009

    Amanh, dia 30, Reunio de Congraameto do Instituto Histrico e Geogrfico de Minas.

                                                                     
                                                                              O psiquiatra
                                                                        Marco Aurlio Baggio 
                                                                  ser o anfitrio dos acadmicos
                                                          
    A reunio de congraamento para 40 membros do Instituto Histrico e Geogrfico de Minas Gerais que ocorrer amanh, a partir das 19:30 hs, em meu apartamento no edifcio Costa Smeralda, no Santo Agostinho, contar com a presena de pessoas relevantes do meio intelectual e humanstico de nossa cidade.
    Entre eles o atual presidente Engenheiro Fernando Brando,
    o presidente da Acdemia Mineira de Medicina, doutor Gilberto M. Peixoto,
    o presidente da Academia de Letras Jurdicas, o Ministro Ademar F. Maciel,
    o doutor Miguel Augusto Gonalves de Souza,
    o diretor da Faculdade Milton Campos, Doutor Jorge Lasmar,
    o professor Raymundo Nonato Fernandez,
    o desembargador Lcio Urbano S. Martins,
    o casal Lus Carlos Abritta,
    o presidente do Instituto Mineiro dos Advogados, Jos Anchieta da Silva,
    o gerente regional do Ministrio da Fazenda Eugnio Ferraz,
    o empresrio Wagner Colombarolli
    e as professoras Regina Almeida,
    Conceio Pil
    e Maria Cndida de Seabra, entre outros.
    Grato por divulgar caro amigo.
    Marco Aurlio Baggio.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 29, 2009

    Neto de Hlio Garcia se filiou ao PV, em Belo Horizonte.


    Ronaldo Vasconcelos
    presidente do PV de BH.

    O jovem Bruno Garcia - neto do governador Hlio Garcia - segundo o presidente do PV municipal, secretrio de Meio Ambiente de BH, ex-deputado Ronaldo Vascocellos se filou ao Partido Verde. Vai disputar? Vamos esperar mais um pouco, fez mistrio experiente poltico, Ronaldo Vasconcelos.
    Mas ele nos disse que dos 120 filiados na segunda-feira, dois sero candidatos a deputado federal e oito a estadual.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 29, 2009

    Governador coloca o p na estrada hoje...









    Acio cumprir agenda
     nos EUA, Itlia e Emirados rabes


                                               

    O governador de Minas Gerais, Acio Neves, cumpre, a partir desta tera-feira (29), agenda oficial de trabalho por trs pases, Estados Unidos, Itlia e Emirados rabes. Acio Neves representar os estados brasileiros da regio Sudeste na Reunio de Cpula dos Governadores sobre Clima Global 2, que acontece em Los Angeles, na Califrnia, a partir desta quarta-feira (30). O encontro reunir tcnicos, empresrios, e lideranas polticas para discutir estratgias para estimular o crescimento econmico, a criao de empregos "verdes" e aumentar o uso de energia limpa, com o objetivo de reduzir o efeito estufa causado pela emisso de gases.

    Na quinta-feira (1) o governador Acio Neves apresentar o painel "Estratgias energticas para uma economia verde", com exemplos de programas e projetos de sucesso com solues para desenvolvimento sustentvel da economia. Minas Gerais hoje referncia no Brasil na produo de energia limpa e na recuperao e preservao do meio ambiente.

    " uma forma de mostrarmos um pouco o que temos feito aqui em Minas na questo ambiental. E o Brasil vem ocupando um espao num tema absolutamente central e para o qual, est preparado para exercer um papel de liderana. Portanto, um convite extremamente honroso que estarei cumprindo em nome dos mineiros", afirmou o governador, em entrevista, no Palcio da Liberdade.

    Itlia e Dubai

    Na prxima semana, em Roma, o governador assinar o contrato de transferncia de propriedade da companhia de transmisso de energia italiana Terna. A companhia foi adquirida, em abril deste ano, pela Cemig junto ao governo italiano, por R$ 2,2 bilhes.

    "Estaremos assinando definitivamente, a transferncia da propriedade da Terna, uma empresa hoje ainda sobre o controle do governo italiano para o Estado de Minas Gerais. Estaremos, com isso, agregando valores extremamente expressivos nossa companhia de energia que j reconhecida hoje, no apenas pela sua excelncia em gesto, mas como uma das empresas mais slidas do setor e que busca a possibilidade de ampliar os seus ativos", afirmou.

    A Terna atua em 11 estados brasileiros. Com a aquisio, a Cemig passou a ter 85,27% do capital votante e cerca de 65,8% do capital total da Terna Participaes. Com a operao, a Cemig ampliou a sua rede de transmisso de energia para 9.508 quilmetros, crescimento de 65%. Alm disso, a companhia aumentou a participao no setor de transmisso brasileiro de 5,4% para 12,6%.

    Em seguida, o governador preside, a convite da Federao das Indstrias de Minas Gerais (Fiemg), misso empresarial mineira em Dubai, nos Emirados rabes. O governador mostrar as potencialidades de investimentos de Minas a empresrios rabes.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 29, 2009

    CHORO... na Brasil com "S"

    Primeira e nica escola de choro de Minas Gerais

    completa dois anos





     aumentar fontediminuir fonteimprimir






    Beto Novaes/EM/D. A Press

    O msico e professor Hudson Brasil,
    ao bandolim, com alunos da Brasil com S


    Rodo da Brasil com S

    Dia 2/10, das 19h s 22h

    Local: Rua Desembargador Drumond, 112 Serra 

    Ingressos: R$5,00 (cinco reais)                                        

    WWW.escoladechorobrasilcoms.com.br

    Telefones de informaes : 2515 5545  /  8883 5545



     

    A Brasil com S - Escola de Choro e MPB, antigo sonho acalentado durante anos pelo bandolinista, compositor, regente e arranjador Hudson Brasil, completa seu segundo aniversrio no final de setembro.


     

    Para comemorar a data, a escola promove em sua sede, no Serra, no dia 02 de outubro, das 19h s 22h, um j tradicional Rodo da Brasil com S, onde alunos, professores e msicos convidados exibem seus talentos. Para completar o clima festivo, um bar montado para a ocasio colocar disposio do pblico, petiscos, refrigerantes e cerveja.


    Time de primeira

    nica escola de choro do estado, a Brasil com S, hoje com aproximadamente 100 alunos, se destaca tambm por reunir uma renomada equipe de professores que, alm de seu idealizador e diretor, Hudson Brasil, conta com o cantor clssico e professor cubano Nstor Gurry e a cantora Lgia Jacques no ensino da tcnica vocal; Cadinho Faria, integrante do Grupo Brasil com S (aulas de violo), Du Macedo, do Grupo Corta Jaca (aulas de cavaquinho), Carlo do Pandeiro, dos grupos Brasil com S e Briga de Galo (aulas de pandeiro); Rogrio Leonel (aulas de violo clssico), Claudinho Queiroz, do Grupo Briga de Galo (aulas de percusso), Agostinho Paolucci, do Grupo Corta Jaca (aulas de violo de 7 cordas) e Andr Salles, do Maracatu Lua Nova (aulas de flauta).


     

    Choro

             Segundo Hudson Brasil, alm de gnero, o choro se caracteriza pela atitude musical muito caracterstica, marcada pela criatividade e improvisao nas composies, arranjos e interpretaes sempre inovadoras dos instrumentistas.


     

                "A metodologia de ensino da Brasil com S une a teoria prtica, e o professor, como elemento facilitador, propicia condies para que o aluno revele e desenvolva sua prpria musicalidade", afirma Hudson Brasil.


     

    Hudson Brasil

            Brasil revela em sua carreira artstica como regente, compositor, cantor, instrumentista, diretor musical e arranjador, o casamento perfeito entre melodia, harmonia e ritmo.

    Apaixonado pela msica, ele explora amplamente os recursos sonoros do bandolim e do violo, incorporando em sua msica elementos virtuossticos da tcnica clssica e suingue e harmonia populares. Em 2005, Hudson lanou seu primeiro CD autoral "O Tom e o Fundamento".


     

             Hudson Brasil j se apresentou com diversos artistas no Brasil e no exterior, como John Lucien (USA), Enzo Favata e Quinteto Atlntico (Itlia), Waldir Azevedo, Rolando Boldrin, Tadeu Franco, Saulo Laranjeira, entre outros. Participou de gravaes de discos de Rubinho do Vale, Titane, Lgia Jacques e Rogrio Leonel, Toninho Camargos.


     

    Informaes: Hudson Brasil:   2515-5545  /  8622-00255


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 28, 2009

    EPA FAZ 50 ANOS!!! Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.


    O presidente da AMIS, Z Nogueira
    - um dos proprietrios do Grupo EPA,
    que recebe essa noite (20 horas)
    homenagem da Assemblia de Minas,
    pelo 50 anos do Supermercado -
    e o presidente da CEASA,
     Joo Alberto Murta Lages.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 28, 2009

    EPA ganha homenagem da Assemblia de Minas. Hoje, 20 horas no plenrio presidente JK. Transmisso AO VIVO pela TVA. Cabo, canal 11. UHF no Interior de Minas.







    Os 50 anos de fundao da DMA Distribuidora S.A., que controla a rede de supermercados EPA, sero comemorados pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais com uma Reunio Especial de Plenrio nesta segunda-feira (28/9/09), s 20 horas. A homenagem atende a requerimento dos deputados Doutor Viana (DEM) e Wander Borges (PSB).

    " uma trajetria de orgulho a histria da famlia EPA, no apenas pelo crescimento econmico, mas tambm pela assistncia social sempre presente, como o auxlio prestado a instituies beneficentes e a instalao de ilhas ecolgicas destinadas ao recolhimento de materiais reciclveis", justifica Wander Borges.

    A histria da rede de supermercados comeou em 1950, quando o casal Levi Esteves e Geraldina Soares abriu uma pequena mercearia no bairro Nova Sua, em Belo Horizonte. Nesse mesmo ano, Levi Esteves faleceu ao cair do caminho que entregava a carga para abastecer a mercearia. Dona Geraldina faleceu seis anos depois, deixando para seus dez filhos a responsabilidade de cuidar do empreendimento.

    Em 1959 os irmos j possuam uma rede de dez mercearias em bairros diferentes da cidade, surgindo assim a Empresa Popular de Abastecimento. O nmero de lojas aumentou nos anos seguintes, e com isso surgiu a ideia de abrir o primeiro supermercado em 1972. O empreendimento passou a ser uma sociedade por aes e se transforma em EPA Supermercados S.A., que com o tempo se modernizou e incorporou sua rede novos estabelecimentos.

    O Mart Plus um projeto do EPA voltado para as classes A e B. A primeira loja foi inaugurada em 1988, e trouxe o conceito de "Vipmercado", que atraiu empresrios de todo o Pas. Em 2000, novos acionistas se unem ao grupo, formando assim a DMA Distribuidora, que solidifica ainda mais a marca EPA/Mart Plus no mercado. Trs anos mais tarde, a rede de supermercados se expandiu para o Esprito Santo e se incorporou rede Viabrasil.

    Atualmente a DMA Distribuidora est entre as dez maiores empresas de varejo alimentcio do Brasil, com 65 lojas em Minas Gerais e 21 no Esprito Santo. O grupo emprega mais de 10.500 pessoas.

    Para o deputado Doutor Viana, 1o-vice-presidente da ALMG, o EPA est fazendo a sua histria e, somando a ela, a histria de tantas pessoas. " justa e oportuna essa homenagem em nome do povo mineiro", salienta.


    Responsvel pela informao:
    Assessoria de Comunicao - www.almg.gov.br



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 28, 2009

    HOJE - 18 s 22 horas - no Fiemg Trade Center, o engenheiro Alosio Vasconcellos, lana o livro dele "ENERGIA PRA TUDO".

    Divulgao
    vasconcelos.jpg
    O engenheiro Alosio Vasconcelos,
    que lana livro "ENERGIA PARA TUDO"

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 28, 2009

    Boa iniciativa dos CORREIOS...


          Carlos Custdio
         presidente dos Correios.

    Correios distribuir
    117,5 milhes
    de livros didticos s escolas

    Os Correios iniciam nesta segunda-feira (28) operao para entrega de 117,5 milhes de livros didticos para cerca de 140 mil escolas pblicas de ensino fundamental e mdio em todo o Brasil. Em Minas Gerais, so mais de 11 milhes de livros, o segundo maior quantitativo do Pas, atrs somente do estado de So Paulo.

    Para que no prximo ano cada um dos 36,6 milhes de alunos da educao bsica pblica brasileira esteja com seus livros no incio das aulas, os Correios precisaro fazer aproximadamente 2,9 mil viagens de carretas das editoras para 95 centros de tratamento da empresa instalados em pontos estratgicos do Pas. Nessas unidades, as encomendas so tratadas e, depois, entregues nas escolas. O prazo para a distribuio de toda a carga que pesa 58,6 mil toneladas de apenas cinco meses.

    A operao do Programa Nacional do Livro Didtico (PNLD), do Programa Nacional do Livro Didtico para o Ensino Mdio (PNLEM) e do Programa Nacional do Livro Didtico para a Alfabetizao de Jovens e Adultos (PNLA) realizada pela ECT por meio de parceira com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educao (FNDE). uma das maiores operaes de distribuio de livros didticos do mundo e j foi premiada pelo World Mail Awards, pela Associao Brasileira de Movimentao Logstica (ABML) e pela Escola Nacional de Administrao Pblica (ENAP).

    Do total de livros a serem entregues pelos Correios, 103,5 milhes se destinam aos anos iniciais do Ensino Fundamental (1 ao 5 ano) e reposio e complementao de ttulos do 6 ao 9 ano. J o Ensino Mdio receber 11,2 milhes de exemplares para reposio e complementao de todas as disciplinas. A Educao de Jovens e Adultos (EJA) receber cerca de 2,8 milhes de livros.

    Com os nmeros dessa operao, os Correios somaro 467,5 milhes de livros didticos entregues em quatro anos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 28, 2009

    HOJE, 20 horas... o livro "OS PSSAROS" chega a BH.

    "OS PSSAROS" do fotgrafo mineiro MARCELO PRATES
    vai invadir BH,dia 28, s 20 horas no lanamento do livro dele
    na Biblioteca Pblica Luiz de Bessa
    na Praa da Liberdade.
    Desejo sucesso ao meu amigo e colega Marcelo Prates
    com quem fiz vrias coberturas polticas em Minas.
    Ele como fotgrafo de O GLOBO
    e eu como reprter poltico da REDE GLOBO.


    Foto: Marcelo Prates/Hoje em Dia/AE

    Foto histrica do portiflio do Marcelo Prtaes:
    Ave se enrosca em lixo na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte.
    A gua est esverdeada por causa da poluio no local.
    O local uma das principais atraes tursticas de Belo Horizonte
    (Foto: Marcelo Prates/Hoje em Dia/AE )


    Fotgrafo eterniza em livro pssaros que habitam a capital

    Pssaros da Liberdade, de Marcelo Prates,ser lanado no prximo dia 28 de setembro, na Biblioteca Pblica Luiz de Bessa
    O desmatamento de reas verdes na Regio Metropolitana de Belo Horizonte e o plantio nas ruas de rvores (Ips, Magnlia, Ficus, entre outras) que fornecem alimentos s aves contriburam para a volta de um personagem muito querido cena urbana: os pssaros. Interessado neste fenmeno, o jornalista e fotgrafo mineiro Marcelo Prates fixou suas lentes em semforos, monumentos, muros, prdios e outros logradouros pblicos em busca de espcies para ilustrar o livro Pssaros da Liberdade, que ser lanado no prximo dia 28 de setembro, segunda-feira, a partir das 20h, na galeria da Biblioteca Pblica Luiz de Bessa (P. da Liberdade, 21 Funcionrios).

    Alm das mais de 300 fotos de pssaros, o livro tambm traz textos poticos dos jornalistas Nilseu Martins e Roberto Mendona que buscaram atravs das palavras retratar a beleza das fotos e mostrar os costumes e adaptaes vividas por estas aves. Desta forma, unindo fotografia e literatura, Pssaros da Liberdade fala de ecologia ao destacar a fauna e flora da capital e ainda extrai arte de onde menos se espera. A publicao busca ainda estimular o leitor a perceber melhor a natureza que o cerca e ver que as espcies retratadas esto ao alcance da viso de todos; basta olhar com ateno.

    "O livro mostra tambm que Belo Horizonte ainda uma cidade bastante arborizada e com uma diversidade incrvel de pssaros, o que deve ser motivo de orgulho para a populao. Durante as fotos, por exemplo, tive a rara chance de flagrar espcies menos comuns no meio urbano como tucanos e bicos-de-veludo", conta Marcelo.

    O incio
    O hobbie de Marcelo Prates de observar pssaros antigo e foi herdado de seu pai, que era um apaixonado por canrios. Mais tarde, aos 22 anos, o autor teve sua primeira ave: um filhote de gavio, que logo abandonou a gaiola e ganhou os cus de Juatuba, onde seu pai tinha um stio. Em 1997, Marcelo foi convidado pelo tambm jornalista Nilseu Martins para fazer fotos para uma srie de reportagens do jornal Estado de Minas.  

    A pauta era sobre um canrio que inusitadamente escolheu a Praa da Liberdade como casa. Nilseu, ento, soltou uma fmea da espcie no local para fazer companhia ao passarinho. Deu certo: os dois acasalaram e montaram ninho permanente por ali. Algum tempo depois, a srie de reportagens foi transformada em exposio atravs do projeto BDMG Cultural e garantiu aos dois a Comenda do Mrito Ambiental da OAB/MG.   

    Preocupao com o meio ambiente
    Seria no mnimo incoerente se Pssaros da Liberdade agredisse o meio ambiente. Por isso, a equipe de produo do livro optou por neutralizar as emisses de carbono originadas por todo o seu processo de editorao, desde o custo ambiental da celulose at o transporte da obra j finalizada. Para isso, foram plantadas 13 rvores em matas ciliares no estado de So Paulo para compensar as cerca de duas toneladas de CO2 emitidas pela fabricao do livro, que o primeiro do estado a receber o selo Carbono Zero. Os clculos foram feitos por uma instituio especializada em preservao ambiental.  

    O livro teve programao visual do artista plstico, ilustrador e escritor Marcelo Xavier, produo de Claudio Rocha e Fernanda Gomes, produo grfica de Sylvio Coutinho, consultoria da biloga Angela Faggioli, arte final de Cludio Mrcio e superviso do prprio autor. O trabalho possui 180 pginas coloridas, formato 23,5 x 29 cm e tiragem de 1.000 exemplares. "Tivemos um cuidado extra para editorar Pssaros da Liberdade e deix-lo altura do talento do Marcelo, que faz poesia urbana em suas fotos e capta as sutilezas e grafismos das formas geomtricas da cidade", comenta Sylvio Coutinho, da Pr Digital, empresa responsvel pela editorao da obra.

    Sobre o autor
    Marcelo Prates nasceu em Belo Horizonte em 28 de fevereiro de 1955. formado em Comunicao Social pela UFMG. Autodidata, comeou na fotografia trabalhando na Associao Comercial de Minas Gerais, em 1981. Em 1983, cobriu a posse do governador Tancredo Neves para a Folha de S. Paulo. Nesse mesmo ano, foi contratado pelo jornal O Globo (sucursal de Belo Horizonte), onde trabalhou durante 10 anos. Fez vrios trabalhos como free-lancer para os jornais Estado de Minas, O Estado de So Paulo, Jornal do Brasil, Correio Braziliense, para as revistas Veja, Manchete e Isto , alm de publicaes estrangeiras como o jornal Libration (Frana), o jornal Corriere Della Sera (Itlia), a agncia France Press, dentre outros. atualmente editor de fotografia do jornal Hoje em Dia, na capital mineira.

    Prmios
    Vladimir Herzog - Anistia e Direitos Humanos 1985
    Internacional Nikon - Aquisio de Obra - Japo 1987
    Comenda do Mrito Ambiental - OAB/MG, 1997;
    Fotografia Contempornea da Amrica Latina - Cuba 2001
    Nacional "Brasil Vero" - 2002; 
    SSF World Photo Contest - Japo - 2002;
    National Geographic - "Momentos Incrveis" 2003
    BNB de Jornalismo 2005
    Nacional de Fotografia Goethe-Institut 2007
    Internacional Fotografia 100 anos Niemeyer - Obras selecionadas - Portugal - 2008
    Lanamento e Noite de Autgrafos do livro Pssaros da Liberdade de Marcelo Prates
    Local: Galeria da Biblioteca Pblica Luiz de Bessa
    Endereo: P. da Liberdade, 21 Funcionrios
    Data: 28 de setembro, segunda-feira
    Horrio: 20h
    Valor do Livro: R$80,00
    O livro estar venda em vrias livrarias
    de Belo Horizonte e tambm atravs do telefone: (31) 9159-1879

     Assessoria de Imprensa: CL Assessoria em Comunicao
    Christina Lima e Marcos Vincius dos Anjos
    (31)3274-8907 e (31)9775-8907




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 28, 2009

    Ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa tem audincia hoje, em Braslia, com o presidente Lula. Vai acertar detalhes da Conferncia de Copmunicao - a 1 CONFECOM. Confira a agenda do ministro.

    14h                Recebe: Carlos Paiva, coordenador-geral de Acompanhamento de Projetos Especiais

    15h                Vai Solenidade de Posse do novo Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Relaes Institucionais da Presidncia da Repblica, Alexandre Rocha Santos Padilha, com a presena do presidente Luiz Incio Lula da Silva. Local:  Sala Braslia - MRE

         

    18h                Reunio com o presidente Luiz Incio Lula da Silva
    Assunto: Conferncia Nacional de Comunicao


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 28, 2009

    Nair Prata lana hoje a noite seu livro WEBRADIO. Ser a parir de 20:00 s 23:00 horas na Casa do Jornalista, aqui em BH.






    Nair Prata Moreira Martins

    Jornalista (UFMG), mestre em Comunicao (Universidade So Marcos-SP) e doutora em Lingustica Aplicada (UFMG) com pesquisa em rdio e mdias digitais. Trabalhou durante 18 anos em emissoras de rdio, principalmente a Rdio Itatiaia. No Uni-BH, desenvolve as seguintes atividades: professora do curso de Jornalismo, coordenadora dos cursos de ps-graduao lato sensu Mdia Eletrnica - Rdio e TV e Jornalismo Esportivo, editora da revista E-Com (Departamento de Cincias das Comunicao), apresentadora do programa Sala de Estar, na TV Uni-BH e coordenadora do Ncleo de Imprensa. No mestrado ganhou o prmio Intercom 2001 de Melhor Dissertao de Mestrado do Ano - Categoria Rdio e TV, com o trabalho "A fidelidade do ouvinte de rdio: um estudo dos principais fatores determinantes da audincia fiel". No doutorado realizou estgio na Universidade do Minho, em Portugal, com bolsa de estudos da Capes e desenvolveu tese sobre o tema "Webradio: novos gneros, novas formas de interao. Ganhou o 3 lugar nacional no Prmio Freitas Nobre de Doutorado 2008, concedido pela Intercom. coordenadora nacional (juntamente com o prof. Luciano Klockner) do Grupo de Trabalho Histria da Mdia Sonora da Alcar - Associao Brasileira de Pesquisadores de Histria da Mdia.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 27, 2009

    FALA GOVENADOR!!!















    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves
    e do senador Almeida Lima


    Assuntos:
     Lei Kandir e Oramento da Unio




    Acio Neves

    Estou tendo aqui o privilgio hoje, duas visitas extremamente ilustres - acompanhados do nosso companheiro Nrcio -, o presidente e relator da Comisso Nacional de Oramento, senador Almeida Lima e deputado Geraldo Magela. Meus amigos, Geraldo foi meu companheiro, colega de Congresso Nacional na Cmara dos Deputados e o senador Almeida Lima uma das maiores lideranas, hoje, do Senado Federal. E muita alegria hoje poder constatar que a primeira visita que os dois fazem aos estados brasileiros, certamente percorrero outros estados, mas essas visitas se iniciam por Minas Gerais. um gesto de deferncia que eu quero aqui registrar e de pblico agradecer. E bvio que quando se fala de oramento, falamos de algo que interessa no a governadores, a prefeitos apenas, interessa populao brasileira.

    Ns sempre tivemos - buscamos ser, ns do PSDB, deputado Nrcio o nosso lder, inclusive da oposio na comisso uma posio construtiva. bvio que temos as nossas demandas. Elas tm que ser discutidas, mas sempre tivemos uma posio construtiva, porque a execuo do Oramento algo, repito, que interessa ao cidado brasileiro, independente do partido, sem partido, independente do estado e da regio.

    Queremos continuar tendo essa mesma relao na Comisso de Oramento. Existe uma questo, vocs j conhecem, que para ns central, trouxe novamente essa questo ao presidente e ao relator e ouvi deles, enfim, uma palavra de muita compreenso e at de certo otimismos viabilizao, que so os recursos da Lei Kandir que no constaram da proposta enviada pelo Governo (Federal) inicialmente. Vocs sabem que a Lei Kandir, na verdade, ela existe para estimular o setor exportador, mas esse esforo tem que ser, na nossa viso, compartilhado. No pode ser um esforo exclusivo dos estados federados sem a participao da Unio.

    J avanou-se um pouco, algumas declaraes j foram feitas por parte do Governo Federal em relao ao restabelecimento desses valores. Isso depender das conversas que o presidente e o relator tero ainda com o Ministrio do Planejamento em especial, mas com o governo como um todo.

    Temos, portanto a expectativa de que sejam restabelecidos esses valores para oramento de 2010, que ser votado agora no final de 2009 e existe uma pendncia, a partir do entendimento havido para o oramento de 2008, que ainda no foi honrado pelo Governo.

    Fiz aqui um apelo ao presidente e ao relator que levem esse pleito, no apenas como pleito de Minas, mas de todos os estados exportadores para que o recurso da ordem de R$ 1,3 bilho possa chegar aos cofres estaduais o mais rapidamente possvel. At porque, quando foi feito esse acordo, esses valores foram contabilizados nos oramentos estaduais e, portanto h hoje esse dficit, essa ausncia de recursos para investimentos na sade, na segurana, na educao, importante para todos os estados.
    Ento, para resumir, mais uma vez reiterei a importncia de termos esses recursos consolidados no oramento para 2010 e que seja restabelecido, portanto, pago aos estados os recursos fruto do entendimento havido no oramento de 2008.

    E de toda forma, mais uma vez o meu agradecimento a essas presenas to ilustres em Minas Gerais e a minha confiana de que vai haver, por parte do Governo Federal, uma ao solidria para com os estados, para que continuemos estimulando o setor exportador brasileiro.

    O senhor falou ontem que R$ 3,9 bilhes seriam insuficientes. Deu pra conversar se pode aumentar isso?

    Olha, sempre insuficiente. A participao do Governo Federal, ao longo dos ltimos anos, j vem sendo tmida. Obviamente, gostaramos de valores mais expressivos, mas esse, acho que o piso havido em outros anos. R$ 3,9 bilhes mais R$1,3 bilho, este condicionado a adquirir-se ou alcanar-se determinada meta de arrecadao.

    Portanto, acho que essa a base da negociao. Obviamente, se houver espao para acrescer algo a esses recursos ser muito bem vindo. Mas acho que nesse instante, para que os trabalhos da Comisso iniciem-se em tempo, e podem ser iniciado em um clima de maior entendimento, enfim, mais construtivo, era muito importante que fosse honrado esse entendimento ocorrido no oramento de 2008 de R$ 1,3 bilho. Vocs devem ouvir eu, vocs ouvem todo dia - o presidente e o relator.
     


    Senador Almeida Lima

    Vamos comear primeiro sobre a Lei Kandir. possvel ento ter esse entendimento com o Governo Federal e atender aos estados?

    Em primeiro lugar, devo dizer da honra, no s para mim, mas para todo brasileiro, de estar em Minas Gerais, estar na terra da liberdade, a terra de Tiradentes, de Juscelino Kubitscheck e Tancredo Neves e de todos vocs. Aqui, finalmente, o corao do Brasil e com certeza a receptividade que estamos tendo grandiosa.

    E no poderamos deixar de vir a Minas Gerais como o primeiro estado onde a Comisso Mista do Oramento da Unio visita exatamente para ouvir as demandas, sentir as demandas daqui do Estado, da populao, enfim, transmitidas pelos seus lderes, pelos seus representantes a exemplo do governador Acio Neves, que aqui se encontra.

    Em segundo lugar, devo dizer que o Brasil grandioso. Em todos os seus aspectos, sobretudo, do ponto de vista territorial. E no poderamos elaborar uma pea to importante para o Brasil, vital que o Oramento da Unio, sem ouvir, digamos, as demandas que vm da base da populao brasileira e ela est exatamente nos estados e nos municpios. Este o objetivo que nos traz, no dia de hoje, aqui a Minas Gerais. E evidentemente que contar com a liderana poltica do governador, do prprio estado no cenrio nacional para que, alm das demandas que por certo viro, nos dem tambm condies de ordem poltica para o cumprimento dessa tarefa herclea que , em um ano eleitoral, a elaborao do Oramento da Unio. Portanto, precisamos dessa colaborao poltica de Minas Gerais.

    O governador j falou o seguinte, que se os estados exportadores no forem contemplados, vai ter uma presso l na Comisso.

    Olha, isso natural e legtimo, verdadeiro e deve existir realmente, sobretudo, porque estamos em uma federao, federao de estados e municpios. E h um compromisso, todos ns sabemos, do Governo Federal com esta distribuio de recursos decorrentes de benefcios que foram dados por conta de receitas que deveriam ter sido dos estados.

    Ento essa compensao vem atravs da Lei Kandir e, portanto, um reclamo, uma demanda que precisa ser levada em considerao e estamos aqui com o deputado Geraldo Magela que o relator geral do Oramento da Unio para levarmos, tambm ao governo, nessa interao necessria que se deve ter entre Executivo e Legislativo.

    Senador, quando o senhor diz que est ouvindo a demanda do povo, tem 20 anos que o povo mineiro pede obras no metr e obras nas estradas, e ele no vem. No esto ouvindo direito?

    Na hora de dividir o po, a coisa se complica um pouco mais, mas tenha certeza que estamos vendo o Estado de Minas Gerais hoje como um estado extremamente progressista, desenvolvido, e isso tem refletido em todo pas. Evidente que se no primeiro instante esses recursos no chegaram, claro devemos continuar, legitimamente, lutando para que esses recursos cheguem.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 27, 2009

    OS 5 anos do CR ESPECIAL do renomado colunista Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.


    Csar Romero, Andreia Neves
    e o governador de Minas Acio Neves

    EFICINCIA E CREDIBILIDADE

    Na viso dos publicitrios de Juiz de Fora, eficincia e credibilidade so as principais caractersticas que fazem do Caderno CR Especial um veculo de resultados imediatos. A visibilidade da coluna, tanto pelo contedo quanto pela impresso, outro destaque apontado nos depoimentos de alguns donos de agncias.
    Para o mercado publicitrio, ter esse espao como meio de divulgao para nossos clientes uma ferramenta muito eficiente. Hoje, a coluna do Cesar Romero j faz parte de muitos planos de mdia elaborados pelas agncias de publicidade, por proporcionar aos anunciantes os melhores resultados.
    Cristina Belm
    Presidente do Clube de Criao de Juiz de Fora

    Mais que um excelente veculo miditico, cuja resposta imediata para os anunciantes, o caderno CR Especial, da Tribuna de Minas, comemora cinco anos com seus milhares de fiis leitores. Mas, o CR Especial no apenas lazer e entretenimento. , sim, um verdadeiro documento para a histria, relatando os mais importantes acontecimentos do nosso tempo, mostrando nossas alegrias e tristezas, nossas angstias e esperanas e, sobretudo, as grandes realizaes de um povo que ama sua terra. E descrito com a maestria de Cesar Romero, marca inconfundvel do nosso jornalismo. Parabns!
    Waltencyr Mattos
    WMP Propaganda

    O prestgio da coluna CR garante uma visibilidade incrvel. Basta uma linha para que todos saibam. A repercusso extraordinria e, de longe, supera o alcance de muitos outros veculos. Ela atinge um pblico especial e amplia a cobertura do jornalismo dirio, com seriedade e leveza, o que a torna ainda mais atrativa. impressionante a sua capacidade de formar opinio e promover pessoas, eventos e marcas. Parabns! a leitura obrigatria mais prazerosa do cotidiano social e empresarial de Juiz de Fora.
    Andria Pereira, Marcelo Abro e Mirian Ferreira
    Support

    No melhor dia da semana, a Tribuna proporcionou ao mercado, a melhor opo de mdia dominical. CR Especial, um espao onde "nossas marcas" ficam confortveis e com o destaque que merecem. Ficou to bom, que chegou aos cinco anos to rpido quanto o resultado conquistado pelas nossas campanhas.
    Nlson Jr.
    Intermdia


    fcil perceber que tudo neste caderno especial. O papel, a impresso, o contedo, o carinho com que feito e, principalmente, seus leitores. O CR Especial um canal direto e eficaz de comunicao com um pblico extremamente interessante. Parabns pelos cinco anos e pelos tantos outros que viro.
    Marcos Villas Boas
    Repblica


    O veculo jornal sempre se caracterizou como uma mdia que confere ao anunciante um grande carter de credibilidade. E quando dentro do jornal existe um caderno especial que reforce a questo da informao junto aos leitores este veculo se torna indispensvel. O caderno CR Especial rene em suas pginas um contedo de informaes sobre nossa gente e o que acontece em Juiz de Fora, o que confere ao caderno uma excelente oportunidade de anunciar e ter retorno efetivo.
    Marcos Monteiro
    Trpico Propaganda


    A coluna do CR uma das nossas principais referncias de mdia. Tem credibilidade, visibilidade e traz resultados para o anunciante. O Cesar conseguiu, com um exemplar trabalho de cobertura social, envolver e cativar um grande nmero de leitores. Ns temos na coluna uma tima referncia e uma gostosa leitura sobre o que acontece em diversos setores da nossa cidade e regio.
    Srgio Gatts Bara
    Iso 4

    Uma prova concreta de que Juiz de Fora gosta mesmo de saber o que acontece em seu meio social o sucesso que a coluna Cesar Romero tem feito nestes cinco anos do caderno especial de domingo. Mas no basta ter uma coluna, tem que ter credibilidade, bom humor, criatividade e, principalmente, postura jornalstica. Por tudo isso, a "coluna do Kabelim" a principal fonte dos acontecimentos da sociedade e o melhor meio de mdia impressa da cidade.
    Equipe Kojio Comunicao

    A trajetria profissional do jornalista Cesar Romero, o credencia a ser qualificado como sinnimo de sucesso. A sua coluna diria, veiculada na Tribuna de Minas, referncia informativa para os formadores de opinio de Juiz de Fora e regio. Por isso, costumo defender junto aos meus clientes que, para divulgar uma mensagem em Juiz de Fora, imprescindvel anunciar na coluna e no caderno CR Especial.
    Denise Ayres
    Repblica

    Poucas cidades tm o privilgio de contar com uma fonte obrigatria de notcias, por onde passam todas as pessoas, os fatos e as opinies
    de relevncia. Ns temos esta fonte em CR.
    Tairone Vale
    Mostarda Propaganda

    O Cesar Romero consegue nos informar sobre tudo que est acontecendo nos meios sociais e empresariais, de uma maneira agradvel e descontrada, no caderno CR Especial, de domingo. Ele realmente est sempre antenado!
    Suzana Neves e Mrcia Neves
    Diretoria comercial da Tribuna de Minas



    Os domingos do juizforano, h cinco anos, tm um componente extra: o caderno CR Especial. No exagero dizer que Juiz de Fora se v aqui, nestas pginas. s informaes de todos os dias, apuradas com afinco e redigidas com a responsabilidade de sempre, se juntam a nostalgia da colunas "Flash back" e o presente e dinamismo da coluna "JF por a...".Tudo isso d ao caderno CR Especial uma aura de necessrio, alm do prazer que temos ao l-lo todos os domingos.
    Custdio Mattos
    Prefeito de Juiz de Fora





    A sua coluna, Csar, um daqueles casos em que a marca se confunde com o prprio negcio. Ela tem sua identidade e empatia e traduz todo zelo que voc tem por Juiz de Fora e sua gente. Da, porque a cidade se identifica tanto e se v, literalmente, na cobertura diversificada dos fatos que fazem, dia-a-dia, essa nossa histria.
    Hugo Borges
    Presidente da Unimed JF

    O aniversrio do encarte especial da coluna tem que ser comemorado! Ele representa a credibilidade conseguida pelo Cesar Romero e sua equipe aos longo desses anos de colunismo srio, compromissado com a tica e, alm de tudo, divertido. Parabns!
    Keley Lopes
    Diretora de comunicao do Grupo Toko


    Csar especial. Querido por todos, construiu sua carreira aliando o profissionalismo gentileza e elegncia que sempre pautaram as notas de sua coluna. Pelas muitas qualidades que rene, um colunista raro que s orgulha quem tem o privilgio de conviver com ele seja na Redao ou nas rodas sociais. Este suplemento sublinha o prestgio conquistado por CR, leitura obrigatria dos juizforanos h trs dcadas. Parabns, amigo!
    Denise Gonalves
    Editora Executiva da Tribuna de Minas

    Desde muitos anos aprendi a respeitar e elogiar CR, que na sua coluna e no seu dia-a-dia, nos traz sempre a posio da tica e do bem servir. Ler o que retratado na coluna um prazer que trespassa a prpria informao, pois sabemos do trabalho que ele e toda a equipe tiveram para garimpar, confirmar, limpar e nos trazer as verdades bonitas e questionadoras.
    Henrique Thielmann
    Empresrio

    O Poder Legislativo parabeniza toda equipe do caderno CR Especial, da Tribuna de Minas, pela divulgao dos principais acontecimentos de Juiz de Fora nestes cinco anos. Somos parte desta histria e, com certeza, vamos continuar produzindo boas notcias na Cmara Municipal, com objetivo de melhorar, cada vez mais, nossa cidade.
    Bruno Siqueira
    Presidente da Cmara Municipal

    O domingo do juizforano tem a 'cara' da coluna, que, neste dia, vira um caderno da nossa Tribuna de Minas. Nosso caf da manh tem o gosto especial das informaes exclusivas, dos comentrios crticos e antenados, do bom humor e das histrias de vida de pessoas que fazem a nossa cidade. Cesar Romero bebe na fonte dos inventores do moderno colunismo brasileiro, como Zzimo e Swan, e aperfeioa esta mistura saborosa de vida social, poltica, economia, esporte. E sempre com uma marca: o amor pela cidade. Vida longa para o CR Especial de domingo!
    Rodrigo Barbosa
    Secretrio de Comunicao Social

    O caderno CR Especial igual novela - a maioria v e a minoria fica sabendo e at comenta. A coluna do CR faz parte do nosso dia-a-dia. Ns artistas e profissionais de todas as reas, famlias e amigos agradecemos por nos informar e nos estampar em suas pginas!
    Edgar Ribeiro
    Diretor de teatro


    Csar Romero um contador de histrias. Desde jovem, vem contando a histria de Juiz de Fora, desde a Gazeta Jovem, quando, ainda menino, sentiu os primeiros ventos da vocao. Hoje, leitura indispensvel e porta de entrada para se saber o que ocorre na cidade. Profissional qualificado, no se deslumbra com o trnsito em todas as camadas sociais, preservando a simplicidade dos tempos de Bom Pastor. tico, o que faz dele um dos grandes da nossa comunicao.
    Paulo Cesar Magella
    Editor-Geral da Tribuna de Minas


    O Caderno CR Especial, ao comemorar cinco anos, democratiza a todos sua trajetria vitoriosa, no s no sentido de presena de mercado, mas tambm como exemplo de gesto responsvel, atuando em prol da divulgao dos principais acontecimentos sociais, polticos, econmicos e empresariais de Juiz de Fora e regio. Acreditando na democracia e no acesso igualitrio informao e cultura, parabenizo o jornalista Cesar Romero pelo desenvolvimento de to importante trabalho.
    Francisco Campolina
    Presidente do Centro Industrial e Fiemg Regional

    H muito a coluna de Cesar Romero deixou de trazer apenas notcias da sociedade local para se transformar num espao democrtico onde as questes culturais, polticas e econmicas so debatidas e passaram a ganhar destaque com o novo caderno dominical.
    Wagner Parrot
    Presidente da OAB

    fundamental para uma sociedade justa e equilibrada contar com o livre trfego de informaes. A coluna Cesar Romero hoje um dos principais canais para essa divulgao, com seriedade e responsabilidade no tratamento dos fatos e dedicao na defesa dos interesses de Juiz de Fora. Parabns pelos 5 anos do caderno CR Especial!
    Vandir Domingos da Silva
    Presidente da Cmara de Dirigentes Lojistas


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 27, 2009

    O COLRIO DE HOJE vem mais uma vez da coluna de Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.


    Mayra Portugal usando conjunto
    de lingerie em renda guipir e tule,
    lanamento da coleo
    primavera-vero Maria Portugal

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 27, 2009

    Hoje o dia do Doador de rgos..






     









    MG Transplantes chama ateno
    para a importncia da doao

     









       

    Lcia Sebe / Secom MG
    Em ateno ao Dia Nacional do Doador de rgos, que comemorado neste domingo (27), a Fundao Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) promoveu, nesta sexta-feira (25), entrevista coletiva no MG Transplantes para alertar a populao sobre a importncia das doaes de rgos e tecidos. O diretor do MG Transplantes, Charles Simo Filho, informou que o Estado tem muitos motivos para comemorar, pois as famlias mineiras esto entre as mais solidrias, chegando a dizer sim em mais de 80% das doaes. No entanto, preciso maior envolvimento da sociedade e das instituies de sade na notificao de potenciais doadores. H um longo caminho pela frente para levar rgos a todos os cantos do Estado e aumentar o nmero de equipes, afirma. Segundo o diretor, existe apenas uma equipe para as doaes de fgado, corao e pulmo. Essa reduo de equipes comum em todo o pas. Cerca de 50% dos profissionais que atuam nessa rea no esto em operao.

    O diretor ainda explica que o MG Transplantes, em parceria com a Secretaria de Estado de Sade (SES) e a Secretaria Municipal de Sade de Belo Horizonte, montou um grupo de trabalho para discutir e colocar em prtica a melhor avaliao do custo das doaes. H uma mdia de economia de 20% das internaes, porm, nos casos de reinternao, h um gasto muito maior com os pacientes. Por isso, a necessidade de saber atravs desse projeto qual o custo real de um paciente transplantado. Com essa mensurao, haver interesse de mais hospitais oferecerem o servio de captao de rgos, pois sabero exatamente quanto vo gastar. Os hospitais Vera Cruz, Santa Casa de Montes Claros, Joo Penido, de Juiz de Fora (que pertence Rede Fhemig), Universitrio de Uberlndia e Samuel Lbano, de Pouso Alegre, j manifestaram interesse na realizao de transplantes. A SES est estudando se essas parcerias so viveis em termos de custos.

    Capacitao

    Alm da questo financeira, tem havido reduo no nmero de transplantes, se considerarmos o interior do Estado, devido baixa incidncia de notificaes. Isso se deve, na maioria das vezes, por causa da falta de capacitao de profissionais na maior parte dos hospitais, principalmente do interior, para saber diagnosticar a morte ceflica - que possibilita a doao mltipla dos rgos. Alm disso, no interior perdem-se muitas crneas, j que h falta de treinamento dos profissionais para a retirada correta do rgo a ser doado esclarece o diretor.

    justamente com essa preocupao que o MG Transplantes vai capacitar os profissionais do interior para a captao das crneas. Oferecemos tambm a capacitao para estudantes de Medicina de vrias faculdades, uma vez que no existe na grade curricular do curso nenhuma disciplina sobre transplantes de rgos, acrescenta Charles.

    Uma das expectativas do MG Transplantes zerar a fila de espera por crneas at o primeiro semestre de 2010. Atualmente, so 708 pessoas no Estado espera por esse tecido. Em agosto deste ano, eram 3.553 pacientes ativos na fila de espera por rgos e tecidos. Destes, a maior demanda por rim, com 2.716 pessoas cadastradas. So, ainda, 47 pacientes espera por medula ssea, 12 por corao, 55 por fgado, quatro por pulmo e 11 pelo transplante conjunto de rins e pncreas.

    No mesmo perodo (at agosto de 2009), foram realizados 1.391 transplantes, sendo 1.002 somente de crneas. Em 2008 foram realizados 2.184 transplantes de rgos e tecidos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 25, 2009

    O vituoso pianista mineiro de BH, Antnio Carlos de Magalhes lanou um CD - FORTE PIANO NO BRASIL DO SCULO XIX.

    O CD Fortepiano est venda na internet:
    www.musicoteca.com.br.
    E nas lojas da LEITURA em BH
     e discotecas da capital mineira.


    A Antnio Carlos de Magalhes 
    no cravo Taskin de origem francesa,
    de difcil execuo,
    mas que ele toca com maestria.
     

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 25, 2009

    Rdio SETE COLINAS de Uberaba faz histria na cobertura do Parlamento Mineiro. O reprter FBIO LUIZ REIS um expert em cobrir os fatos do dia a dia da Assemblia Mineira, dando muito furos de reportagem. Voc pode ouvir a SETE COLINAS pela internet. Anote a: www.setecolinas.com.br












    Fbio Luiz Reis

    Data de nascimento:
    24 de janeiro

    Sgno:
    Aqurio

    Adoro:
    Jornalismo, avio, praticar exerccio fsico (como correr) e ouvir rock

    Odeio:
    Falsidade, ingratido e msica sertaneja

    Mania:
    Passar sempre pelo mesmo caminho

    Superstio:
    No comer derivados de aves no dia de Ano Novo

    Uma notcia:
    A queda do muro de Berlim (Alemanha Ocidental/Alemanha Oriental)



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 25, 2009

    De mdico e dramaturgo, o dr. JAIR RASO, tem tudo, com sobra. genial. E o espetculo dele - CHICO ROSA - est em cartaz aqui em BH. Teatro da Cidade na rua da Bahia no centro - hoje, amanh, s 20h30m e no domingo s 19 horas.



    Jair Leopoldo Raso


    Coordenador do Servio de Neurologia
    e Neurocirurgia do Biocor Instituto, Belo Horizonte, MG


    Diretor do Instituto Mineiro de Neurocirurgia
    Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia


    Membro do Congress of  Neurological Surgeons
    Mestre em Cirurgia pela UFMG


    Doutorando em Cirurgia pela UFMG


    Dr. Jair Raso graduou-se em Medicina pela Unipac de Barbacena em 1982. Fez Residncia Mdica em Neurocirurgia no Hospital So Francisco de Belo Horizonte de 1983 a 1985, no servio do Prof. Guilherme Cabral Filho. Em 1986, completou sua formao com um fellowship com Dr. Evandro de Oliveira e Dr. Raul Marino Jr.
    No Instituto Neurolgico da Beneficncia Portuguesa de So Paulo. Foi professor de Neurologia e Neuroanatomia na Faculdade de Medicina de Barbacena e de  Neuroanatomia na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte at 1990. Em 1989 implantou o  servio de Neurologia e Neurocirurgia no Biocor Instituto de Belo Horizonte. Nesse Hospital, coordena a especializao mdica em Neurocirurgia, credenciada pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.
    Nos anos de 1994 a 1995 fez Fellowship na George Washington University em Washington DC, EUA, com o Dr. Lalligan Sekhar, especializando-se em Cirurgia cerebrovascular e da Base do Crnio. Foi contratado por essa Universidade, no ano de 1995 como Assistant Professor.
    Dr. Jair Raso foi presidente da Sociedade Mineira de Neurocirurgia (1998-2000) e membro titular da  Sociedade Brasileira de Neurocirurgia(SBN), tendo sido Secretrio (2000-2002) e membro da Comisso de ensino (2003-2004). Atualmente membro da Comisso de Credenciamento da SBN.
    Em 2005 defendeu sua dissertao de mestrado no Departamento de Cirurgia da UFMG: "Estudo Anatmico e Clnico do Acesso Transbasal Para tumores da base do crnio: proposta de classificao do acesso".
    Dr. Jair Raso ministra cursos e palestras nas reas de Cirurgia da Base do Crnio, Cirurgia cerebrovascular e neuroanatomia aplicada neurocirurgia.
    Outras Atividades
    Bacharel em filosofia pela Universidade Federal de Belo HorizonteDramaturgo e Diretor do Grupo Cara de Palco



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 25, 2009

    RECOMENDO o espetculo CHICO ROSA no Teatro da Cidade na rua da bahia, aqui em BH. Hoje e amanh, sbado: s 20h30m e no domingo: 19 horas.



    Sinopse do espetculo

    Imagine um encontro de Chico Buarque com Noel Rosa num botequim.
    Entre umas e outras, os dois cantam a melhor msica popular brasileira.
    Pois esse encontro est acontecendo no teatro.
    Chico Rosa, um dilogo musical divertido e inusitado!

    Classificao livre
    Durao aproximada do Espetculo: 1 hora e 10 minutos

        Proposta do Espetculo

    Este espetculo apresenta como seria um encontro entre dois compositores cones da Msica Popular Brasileira: Noel Rosa e Chico Buarque de Hollanda. O roteiro tem como pano de fundo fatos histricos da msica popular brasileira, alm disso, o espetculo brinda o pblico com as obras musicais dos dois compositores.  No roteiro musical esto inseridas as obras mais conhecidas de Noel como aquelas que ficaram esquecidas com o passar do tempo.
    Quando Chico Buarque de Hollanda comeou a compor, Noel Rosa j havia morrido h quase 30 anos.  Mas o tempo no foi capaz de apagar nem tampouco de desatualizar uma obra to bela e consistente como a criada pelo grande mestre Noel Rosa.

                                                Noel Rosa um dos principais compositores
                                                               da msica popular Brasileira.

    Morreu muito jovem, no incio do sculo passado, mas deixou mais de duzentas composies, algumas delas conhecidas at hoje. Chico Buarque de Hollanda sem dvida o principal compositor de msica popular brasileira de nossos dias. Nesta pea os dois se encontram numa mesa de botequim e travam um dilogo musical, falando das coisas da vida, inserindo msicas nos dilogos e dialogando com as letras das canes.
    Neste texto, dois atores representam o Chico e Noel e discutem a forma do espetculo. Buscamos nesta encenao a simplicidade. Isto porque acreditamos que o texto e principalmente as msicas dos dois compositores conferem uma leveza e descontrao que escondem reflexes filosficas profundas reveladas nas letras das msicas.
    Esta a proposta do espetculo, utilizar a magia do teatro para  realizar um ir e vir com o tempo.O espetculo cnico-musical "Chico Rosa" foi concebido para ser divertido, agradvel e educativo. Uma diverso para todas as idades.

                                      CHICO ROSA um momento de encontro com a msica
                                  atravs de um espetculo dramatrgico ldico, belo e encantador.

                                                               Justificativa de Montagem

                                                                       NOEL ROSA

    Carioca de Vila Isabel, Noel Rosa considerado o maior expoente da msica popular brasileira. Iniciou compondo msica regional nordestina em 1929. O seu primeiro samba "Com que roupa?", uma metfora crise econmica brasileira da poca, tambm foi composto em 1929  e parece bastante atual.  Aluno de medicina, Noel Rosa enfrentou um grande desafio ao ter que decidir entre o samba e a carreira de mdico.
    Por sorte da Msica Popular Brasileira, escolheu o samba.  Noel foi um compositor autobiogrfico, em suas canes esto descritos suas namoradas, seus amores e desiluses, seu bairro, suas piadas e paixes.  Com seu estilo inovador trilhou os caminhos para o samba de roda e o incio da Bossa Nova. Em 1937 Noel Rosa morre tuberculoso aos 27 anos, depois de uma tentativa de curar-se no clima frio e seco de Belo Horizonte. 

                                                                     CHICO BUARQUE

    Desde a gravao de sua primeira msica "Pedro Pedreiro", em 1965, Chico Buarque de Hollanda acumulou uma grande e respeitvel obra entre composies para a msica, o cinema, o teatro e literatura. Entre as suas criaes esto algumas obras polmicas, outras encantadoras e principalmente aquelas canes, pelas quais certamente ser eternizado, que cantam as mazelas, alegrias e paixes do povo brasileiro. Atualmente ele , sem dvida, um dos principais compositores da Msica Popular Brasileira.
    A admirao j explicitada de Chico Buarque por Noel Rosa nos fez pensar que, sendo vivo, Noel tambm encontraria em Chico um grande parceiro.  Afinal, ambos tinham maneiras distintas, porm, bastante prximas de cantar e poetizar a sociedade brasileira.
    Um espetculo simples e descontrado, como deve ser uma boa conversa de botequim. Despretensiosamente, temo a pretenso de divulgar o trabalho de Noel Rosa atravs de um compositor contemporneo.
    A criao deste encontro imaginrio , ao mesmo tempo, a possibilidade de um encontro real com a msica brasileira, com a poesia.

                                                                      Ficha tcnica 


    • Elenco: Luiz Rocha e Daniel Maia

    • Texto e direo: Jair Raso

    • Assistente de Direo: Wilma Henriques

    • Produo Executiva: Reis

    • Assessoria de Imprensa e Fotos: Nayra Lellis

    • Cenrios: Reis / Jair Raso

    • Cenografia: Felcio Alves

    • Figurinos e Programao Visual: Reis

    • Direo Musical: Leri Faria, Luiz Rocha e Daniel Maia

    • Chefe de Palco: Mrcio Carvalho

    • Montagem: Marcelo Oliveira e Juliano Ventura

    • Produo: Ncleo de Teatro Grupo Cara de Palco

                                                            Roteiro Musical do Espetculo
                                                                         Chico Rosa
                                                                Texto e direo: Jair Raso

    1.       A Televiso (Chico Buarque)
    2.      Corao (Noel Rosa)
    3.      A Carta (Joo Nogueira, Noel Rosa)
    4.      O que que voc fazia (Noel Rosa, Herv Cordovil)
    5.      O pivete (Francis Hime, Chico Buarque)
    6.      Homenagem ao Malandro (Chico Buarque)
    7.      Capricho de Rapaz Solteiro (Noel Rosa)
    8.      Vai Trabalhar(Chico Buarque)
    9.      Coisas Nossas (Noel Rosa)
    10.    Meu Caro Amigo (Francis Hime, Chico Buarque)
    11.    Com que Roupa (Noel Rosa)
    12.    Vai Levando (Caetano Veloso, Chico Buarque)
    13.    Gago apaixonado (Noel Rosa)
    14.    bom Parar (Noel Rosa, Rubens Soares)
    15.    Mulheres de Atenas (Chico Buarque, Augusto Boal)
    16.    Pra que Mentir (Noel Rosa, Vadico)
    17.    Dama do Cabar (Noel Rosa)
    18.    Teresinha (Chico Buarque)
    19.    ltimo Desejo (Noel Rosa)
    20.    Cho de Esmeraldas (Chico Buarque, Hermilio de Carvalho)
    21.    Feitio da Vila (Noel Rosa, Vadico)
    22.    Doze Anos (Chico Buarque)
    23.    Tipo Zero (Noel Rosa)
    24.    Palpite Infeliz (Noel Rosa)
    25.    Filosofia (Noel Rosa, Andr Filho)
    26.    A Rosa (Chico Buarque)
    27.    A Rita (Chico Buarque)
    28.    preciso discutir (Noel Rosa, verso Jair Raso)
    29.    Voc por exemplo (Noel Rosa, Francisco Alves)
    30.    A banda (Chico Buarque)
    31.    AEIOU (Noel Rosa, Lamartine Babo)
    32.    Noite dos mascarados ((Chico Buarque)
    33.    Pierrot apaixonado (Noel Rosa, Heitor dos Prazeres)
    34.    Pastorinhas (Noel Rosa, Joo de Barro)
    35.    No existe pecado (Chico Buarque, Ruy Guerra)
    36.    Seja Breve (Noel Rosa)
    37.    O Malandro (Kurt Weill, Bertolt Brecht, Verso Chico Buarque )
    38.    Onde est a honestidade (Noel Rosa, Francisco Alves)
    39.    O Orvalho vem caindo (Noel Rosa, Kid Pepe)
    40.    Quem te viu quem te v (Chico Buarque)
    41.    Apesar de voc (Chico Buarque)
    42.    Vai Passar (Chico Buarque)
    43.    Adeus (Noel Rosa, Ismael Silva, Francisco Alves)
    44.  Positivismo (Noel Rosa, Orestes Barbosa)

    Contatos Grupo Cara de Palco 
    Assessoria de Imprensa
    CL - Christina Lima
    32748907
    Produo Executiva
    Reis31 9296 3524 3886 4457
    caradepalco@yahoo.com.br

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 25, 2009

    100 anos na frente....


    Senador Murilo Badar
    presidente da AML e FALEMG.

    Minas Gerais cria a sua Federao
    das Academias de Letras

    Em reunio na Academia Mineira de Letras, neste dia 24 de setembro, com a participao de mais de 40 academias de Letras de toda Minas Gerais, foi criada a FEDERAO DAS ACADEMIAS DE LETRAS, ARTES E CULTURA DE MINAS GERAIS FALEMG.

    Tendo como presidente, por aclamao, o seu idealizador, o ex-senador Murilo Badar, atual presidente da Academia Mineira de Letras, a FALEMG tem ainda como vice-presidente a presidente da Academia de Letras de Paracatu, Coraci Neiva; o secretrio-geral acadmico Alosio Garcia, da Academia Mineira de Letras; e o tesoureiro Luis Carlos Abritta, presidente da Unio Brasileira dos Trovadores, seo Minas Gerais.

    Como primeiros trabalhos da Academia, ficou definido a criao de concursos literrios em Minas Gerais, obedecendo a um calendrio anual, sincronizado entre as academias, sendo batizado de Prmio Guimares Rosa, para o incentivo a novos autores e da literatura praticada no interior do Estado.

              Em clima de muita cordialidade foi aprovado o Estatuto da Federao, que ainda no elegeu o seu patrono, o que ficou marcado para a prxima reunio da FALEMG.

    O presidente da entidade, Murilo Badar, declarou aps a reunio que "agora estamos iniciando um trabalho em prol da cultura e das boas tradies mineiras, o culto arte e intelectualidade.

    Criamos nossa Federao para aproximar os homens e mulheres que se dedicam literatura, s artes, histria e cultura em geral, em diferentes pontos do Estado, rico na sua diversidade cultural e artstica, alm do imenso patrimnio histrico que precisa ser permanentemente preservado", destacou ele.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 25, 2009

    Programa Paulo Navarro faz 20 anos. Comemorao ser nesta sexta-feira, s 20 horas no LInstant - Casa de Eventos da empresria Liliane Carneiro Costa - no Jardim Canad.


    Paulo Navarro com seu estilo despojado e inteligente
    o mais importante programa de entrevista da TV Mineira.

    Programa do jornalista Paulo Navarro
     faz 20 anos de sucesso na TV Bandeirantes e no cabo.
    Parabrns, estaremos l na festa desta noite.













    A PNC Paulo Navarro Comunicao responsvel h 18 anos pela produo do Programa Paulo Navarro, lder de audincia nos programas do gnero em Minas e eleito no ano de 2002; 2003 e 2004 como a melhor produo independente da TV Mineira.  Atinge um pblico formador de opinio caracterizado por polticos, empresrios, profissionais liberais, jornalistas, assessores de Imprensa, entre outros. O programa destaca-se como vitrine dos principais acontecimentos e eventos: lanamento de produtos e servios, inauguraes, exposies e feiras, encontros empresariais e de negcios, moda, cultura, decorao, poltica, lazer, turismo nacional e internacional.

     O Programa Paulo Navarro tem sua veiculao na TV BAND MINAS, alcanando mais de 385 cidades no estado de Minas Gerais, tambm exibido diariamente no Canal 14 da NET Belo Horizonte. Alm das duas emissoras, o programa pode ser assistido tambm atravs do portal WWW.INBH.COM.BR, ficando disponvel por no mnimo 3 meses, a contar da data de sua insero na TV. 

    A PNC Paulo Navarro Comunicao tambm responsvel pela coluna diria, NAVARRO no jornal O TEMPO, com tiragem de 30 mil exemplares/dia e circulao diria em Minas Gerais, e a coluna DOLCE VITA no semanrio PAMPULHA que tem uma tiragem de 116 mil exemplares que so distribudos gratuitamente aos sbados nos principais bairros de Belo Horizonte, atingindo 464 mil leitores das classes A/B/C+.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 25, 2009

    Cerimonial nota 1000.

    A ianugurao da Sandvik Mining and Construction em Vespasiano, contou com
    o receptivo de autoridades da Carlini Cerimonial. A cerimonialista Ana Geo
    atendeu o staff internacional da empresa e o vice-governador Anastasia,
    entre outros. Em Ouro Preto, na abertura da 3. Primavera de Museus, o
    prprio Ricardo Carlini atuou no protocolo a partir de escolha do
    Ministrio da Fazenda.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 24, 2009

    POLTICA AINDA POSSVEL? Conselheiro do Tribunal de Contas, Antnio Carlos Andrada, lana livro hoje na Academia Mineira de Letras, aqui em BH. Ser nesta quinta-feira, s 19 horas.



    O livro foi editado pela Editora Del Rey. Na obra o ex-deputado Antnio Carlos Andrada, atual conselheiro do Tribunal de Contas de Minas, d a humanidade destaca a fragilidade do processo poltico institucional na ps-modernidade e a ralidade brasileira.

    Sobre a obra disse o senador Marco Maciel: " a humanidade est no limiar de outros desafios inditos: a sociedade de massas, a acelerada comunicao ciberntica e os novos dilemas da tecnoburocracia exigindo reformulaes do Estado".

    Todo este universo complexo analisado com brilhantismo pelo conselheiro Antnio Carlos Andrada em seu livro "Poltica, ainda possvel".

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 24, 2009

    COPA de 2014











    Governador detalha obras do Mineiro
     para presidente da CBF

     









    Wellington Pedro/Imprensa MG

    O presidente da Confederao Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, afirmou nesta quarta-feira (23), aps se reunir com o governador Acio Neves, no Palcio das Mangabeiras, que o Mineiro possui vantagens em relao a outros estdios brasileiros e ter participao de destaque na Copa do Mundo de 2014. Segundo ele, o cronograma de obras apresentado pelo Governo de Minas est dentro do prazo e exigncias estabelecidas pela Federao Internacional de Futebol (Fifa).      

    O projeto exatamente enquadrado dentro dos prazos previstos pela Fifa, inclusive, comear a ser executado um pouco mais adiantado do que a necessidade, que seria maro. Sobre o jogo de abertura no tem nada definido ainda, mas claro que Minas Gerais poder sediar a partida e o governador j vem postulando isso h muito tempo. No momento oportuno, o Comit Organizador, junto com o Departamento de Competies da Fifa, vai analisar isso tudo, mas, obviamente, Minas e o Mineiro tero uma participao grande dentro do contexto da Copa, afirmou Ricardo Teixeira, em entrevista, aps o encontro que contou tambm com o secretrio de Estado de Esportes e da Juventude, Gustavo Corra.

    O presidente da CBF elogiou o cronograma de obras estabelecido pelo Governo de Minas para o Mineiro. As obras sero realizadas em trs etapas, sendo a primeira comeando em fevereiro do ano que vem. Ele afirmou que a grande rea do entorno do estdio mineiro uma vantagem em relao a outras sedes da Copa de 2014.

    Especificamente o Mineiro tem uma vantagem que poucos estdios do Brasil tm. Vocs tm vantagem, um espao enorme ao lado do estdio. Voc no tem isso em qualquer cidade do Brasil. O Maracan tem problemas porque ao lado dele todo edificado; o Morumbi tem esse tipo de problema. Ento, j um fator bastante facilitador, digamos assim, para voc fazer toda uma estrutura, disse Ricardo Teixeira.

    Exigncias da Fifa

    O governador Acio Neves reafirmou que o planejamento do Estado tem o objetivo de transformar o Mineiro no primeiro estdio brasileiro 100% dentro das exigncias da Fifa para a Copa de 2014. Alm das obras do Mineiro, o Governo de Minas ir modernizar a Arena do Jacar, em Sete Lagoas, e o Independncia em parceria com o governo federal -, em Belo Horizonte, para suprir as necessidades dos clubes mineiros at 2012, ano previsto para a concluso do estdio da Pampulha.

    Disse ao presidente Ricardo que Minas pretende apresentar o Mineiro como o primeiro estdio atendendo integralmente aos requisitos, s imposies e necessidades da Fifa. Vamos iniciar as obras do Mineiro j no prximo ms de fevereiro; portanto, cumprindo o prazo, que maro, estabelecido pela Fifa, e at o final do ano de 2012, teremos o Mineiro cumprindo 100% dessas exigncias. E, naturalmente, vamos estar a discutindo com a CBF, com a Fifa, com o Comit Executivo, uma participao importante de Minas Gerais, afirmou Acio Neves.

    Metr e aeroporto

    O governador voltou a cobrar do governo federal urgncia na apresentao do plano de investimentos previstos para Belo Horizonte visando Copa do Mundo. A principal preocupao do Governo de Minas com volume de recursos que sero repassados para as obras de ampliao do metr da capital e do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins.

    Do ponto de vista da responsabilidade do Estado, estamos muito otimistas e esperamos que o governo federal, no que diz respeito questo da mobilidade, em especial ao metr questo do aeroporto, possa tambm estar apresentando o seu plano de investimentos, afirmou o governador.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 24, 2009

    Empossado o novo conselheiro do Tribunal de Contas de Minas, Sebstio Helvcio,ex-deputado estadual doPDT.



    A solenidade reuniu
    centenas de personalidades do mundo poltico
     e empresarial de BH e de Juiz de Fora,
     terra do novo consultor. O governador Acio Neves
     compareceram ao plenrio do TContas.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 23, 2009

    LEI KANDIR na berlinda. Governador diz que mudana...

    O governador Acio Neves afirmou, nesta quarta-feira (23), que a deciso da Unio de incluir R$ 3,9 bilhes na proposta oramentria para 2010, como compensao aos estados exportadores pelas perdas da Lei Kandir, ainda insuficiente. Segundo ele, preciso que o governo federal mantenha, no mnimo, um repasse de R$ 5,2 bilhes, como vem acontecendo nos ltimos anos.


    O governador disse que pretende discutir a questo com o ministro do Planejamento, Oramento e Gesto, Paulo Bernardo, nos prximos dias. Para Acio Neves, preciso que o nus da desonerao das exportaes volte a ser repartido proporcionalmente entre Unio, estados e municpios.


    R$ 3,9 bilhes, no podemos deixar de reconhecer que um avano em relao omisso inicial do governo, mas queremos resolver ainda o passivo existente de R$ 1,3 bilho. Pretendo, nesses prximos dias, provavelmente amanh, ter uma conversa, mesmo que por telefone, com o ministro Paulo Bernardo. A nossa bancada est mobilizada na direo de recuperarmos esses R$ 1,3 bilho, pois o entendimento at agora ainda insuficiente, j que com essa deciso, os estados continuam participando com cerca de 75% das desoneraes, o que coloca ainda dificuldades para honrarmos nos crditos com os exportadores, disse Acio Neves, durante a posse do ex-deputado Sebastio Helvcio como conselheiro do Tribunal de Contas de Minas Gerais.


    A compensao anual pelas perdas provocadas pela Lei Kandir, a ser feita pelo governo federal, da ordem de R$ 3,9 bilhes, alm do adicional de R$ 1,3 bilho, condicionado a aumento da arrecadao federal, totalizando os R$ 5,2 bilhes. A proposta apresentada pelo governo federal para 2010 exclui o adicional de R$ 1,3 bilho.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 23, 2009

    SUBIRAM!!!

    Os preos de combustveis subiram 0,12%, em mdia, nos postos de Belo Horizonte, entre agosto e setembro, de acordo com pesquisa divulgada nesta quarta-feira (23/9/09) pelo Procon Assembleia. O produto que teve maior aumento foi o lcool. Em agosto, o preo mdio do litro era de R$ 1,558. Em setembro, subiu para R$1,572, uma elevao de 0,86%. O valor mais alto cobrado nos postos pesquisados, este ms, foi de R$ 1,799 o litro. O mais baixo, R$ 1,399.

    O litro da gasolina comum ficou 0,16% mais caro, em mdia (de R$ 2,316 para R$ 2,320). O preo mais alto registrado pelo Procon foi de R$ 2,569. O mais baixo, de R$ 2,197. O leo diesel subiu 0,11%. Em agosto, o valor mdio cobrado pelo litro em Belo Horizonte era de R$ 1,948. Em setembro, foi para R$ 1,950. Os preos mais alto e mais baixo foram, respectivamente, R$ 2,099 e R$ 1,849.

    O nico produto que teve queda no preo foi a gasolina aditivada. Em agosto, o litro custava, em mdia, R$ 2,400. Caiu para R$ 2,391 em setembro, uma reduo de 0,38%. O preo mais alto do litro de gasolina aditivada apurado pelo Procon Assembleia foi de R$ 2,599. O mais baixo, R$ 2,199.

    A pesquisa foi realizada entre 21 e 23 de setembro, em 36 postos da Capital. Os dados completos esto no endereo eletrnico www.almg.gov.br/procon. Contatos com o Procon Assembleia podem ser feitos pelos telefones (31) 3253-5500 e 3253-5520.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 23, 2009

    Hospital da Baleia.











    Acio inaugura centro de reabilitao
    e recebe homenagem

     









       

    Wellington Pedro/Imprensa MG

    O governador Acio Neves participou, nesta quarta-feira (23), da inaugurao do Centro de Reabilitao Primeiro Passo do Hospital da Baleia, em Belo Horizonte. O Governo de Minas destinou R$ 600 mil para a construo do Centro de Reabilitao Primeiro Passo, que pretende ser referncia no atendimento ortopdico, oferecendo atendimento integral a portadores de necessidades especiais. A Petrobras tambm parceira do projeto. Durante o evento, o governador recebeu a primeira Comenda Benjamin Ferreira Guimares, criada pelo Hospital da Baleia para homenagear aqueles que contribuem para o processo de transformao social do pas com viso empreendedora. Tambm foi lanado o selo e o carimbo dos Correios em comemorao aos 65 anos de atividades do Hospital da Baleia, que faz 500 mil atendimentos por ano, sendo 94% deles a pacientes do Sistema nico de Sade (SUS).
    " um privilgio para ns mineiros termos uma instituio como o Hospital da Baleia, que durante 65 anos vem abrindo as suas portas para crianas e jovens carentes. Inaugura-se hoje uma nova etapa chamada Primeiro Passo que vai oferecer oportunidades de recuperao e, sobretudo, do convvio social para crianas carentes portadoras de deficincias motoras", disse o governador.
    Desde 2003, o Estado j destinou R$ 17,6 milhes ao Hospital da Baleia, por meio de convnios e do Pro-Hosp, programa que est melhorando a qualidade do atendimento dos hospitais que atendem pelo SUS em Minas Gerais. Os recursos destinados ao Hospital da Baleia foram usados na reforma de diversas salas, compra de equipamentos como aparelhos de raio-x, endoscpio, equipamentos de centro cirrgico e para o CTI.
    "Essa uma obra solidria que deu certo e exemplo para outras obras em Minas e no Brasil. Hoje um dia importante e a comemorao do empreendedorismo voltado para a solidariedade, para a fraternidade. O Hospital da Baleia um dos melhores exemplos dessas parcerias. O Estado apenas um parceiro, mas se orgulha muito desta parceria e dos seus resultados", disse Acio Neves.
    Estrutura completa
    Os recursos que o Governo de Minas repassou ao Hospital da Baleia foram aplicados nas obras da primeira fase do projeto Primeiro Passo e na compra de equipamentos. A previso de que sejam atendidos 400 pacientes por ms. A nova unidade est instalada em uma rea de 250 metros quadrados, nas dependncias do hospital.
    O Centro de Reabilitao Primeiro Passo vai oferecer atendimento completo nas reas de odontologia, psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, pedagogia e terapia ocupacional. Os pacientes sero acompanhados tambm por um nutricionista e um assistente social e recebero, gratuitamente, as prteses necessrias para o seu tratamento.
    A nova unidade vai oferecer formao e aperfeioamento de recursos humanos em nvel tcnico, universitrio e ps-graduao. Tambm esto previstas atividades com instrutores de esportes e um programa de incluso social a todas as pessoas atendidas.
    Brinquedoteca
    Em maro deste ano, o Governo de Minas e o Servas inauguraram a Brinquedoteca da ala de Pediatria Oncolgica do Hospital da Baleia. O espao conta com mobilirio especfico, equipamentos eletrnicos televiso, som e DVD brinquedos pedaggicos e obras infantis, como livros, CDs e DVDs educativos, para as faixas etrias de zero a 14 anos. Cerca de 120 crianas so atendidas pela Pediatria Oncolgica do hospital todos os meses, a maioria delas carente.
    O projeto Brinquedoteca conta tambm com uma verso mvel, formada por dois grandes cubos sobrepostos e articulados, equipados com 96 itens entre bonecas, carrinhos e outros brinquedos, alm de livros, lpis, jogos, DVDs TVs, MP4 e fones de ouvidos.
    O projeto foi criado com o objetivo de ajudar no processo de cura dos jovens pacientes j que as atividades ldicas, brincadeiras e o riso so adotados como terapia complementar em muitos hospitais. A Brinquedoteca beneficia jovens pacientes de 120 hospitais pblicos e filantrpicos de Minas.
    Histrico
    O Hospital da Baleia foi inaugurado em 1944. Foi criado por Benjamin Ferreira Guimares, um industrial mineiro que tinha como meta construir uma entidade especialmente destinada ao amparo de crianas, oferecendo atendimento gratuito e de qualidade populao carente.
    O hospital credenciado pelos ministrios da Sade e da Educao como Hospital de Ensino. Realiza atendimento de alta complexidade, desenvolve pesquisas cientficas, tem o reconhecimento pelo sucesso no controle de infeco hospitalar. 

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 22, 2009

    Eleies 2010. Para LER e "Quebrar a cabea"...






    Pesquisa CNI/Ibope
    aponta empate entre Ciro e Dilma
    nas intenes de voto

    Pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta tera-feira (22), aponta um empate entre a ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff e e o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE). A pesquisa, realizada entre 11 e 14 de setembro, com 2002 entrevistados, avaliou cinco possveis candidatos presidncia e os dois empataram em 14% das intenes de voto. A margem de erro de 2 pontos percentuais.
    Entre os entrevistados, o favorito para a sucesso do presidente Luiz Incio Lula da Silva em 2010 o governador de So Paulo, Jos Serra (PSDB). A pesquisa mostra que 34% votariam em Serra.
    Helosa Helena (PSOL) e Marina Silva (PV) vm depois de Ciro e Dilma, com 8% e 6%, respectivamente. Em relao ltima pesquisa, realizada em junho, quando Marina ainda no aparecia, Serra caiu quatro pontos percentuais e Dilma, trs. Ciro registrou crescimento de dois pontos em relao ltima pesquisa, quando aparecia com 12% das intenes.
    Em um cenrio em que o candidato do PSDB o governador de Minas Gerais, Acio Neves, Ciro lidera a pesquisa com 25% das intenes de voto, seguido por Dilma (16%), Acio (12%), Helosa Helena (11%) e Marina Silva (8%). Dos pesquisados, 28% disseram que votariam em branco ou nulo ou no responderam pesquisa. 
    Na possibilidade de uma eleio sem a candidatura de Helosa Helena, Serra liderou a pesquisa com 35%, seguido por Ciro Gomes com 17%, Dilma, com 15% e Marina com 8%.
    Em um outro cenrio, sem Helosa Helena e Acio como candidato do PSDB, Ciro Gomes ganharia a eleio com 28% dos votos. Na sequncia, vm Dilma com 18%, Acio com 13% e Marina com 11%.
    Dos pesquisados, 30% disseram que no votariam de jeito nenhum em Serra, enquanto 33% responderam que jamais votariam no candidato do PSB. Os dois candidatos foram os que tiveram os menores ndices de rejeio. O ndice de rejeio de Dilma e Helosa Helena chega a 40%, enquanto o de Acio e Marina de 37%.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 22, 2009

    Primeira Linha

    banner1

    Na prxima quarta-feira, dia 23, s 20h, no Salo Nobre do Fiemg Trade Center, a Multitexto Comunicao Empresarial receber o Prmio "Primeira Linha Especial", conferido agncia, segundo os organizadores, "como reconhecimento ao valor do trabalho de empreendimentos e empreendedores que contribuem para o desenvolvimento scio-econmico de Minas Gerais". 

    Este ano sero mais de 60 agraciados, entre empresas, instituies e entidades pblicas e privadas, que esto entre as maiores e melhores empresas do Estado em seus diversos setores de atuao, que recebero os trofus nas verses Prata, Ouro, Diamante e Hors Concours. Os homenageados foram escolhidos por uma comisso de alto nvel que avaliou, durante o decorrer de todo este ano, o desempenho e o retrospecto positivo de cada um.

    A edio 2009 do prmio comemora tambm os 12 anos de circulao ininterrupta do jornal Primeira Linha, do jornalista Jos Lopes, idealizador da premiao e da publicao. Este o sexto prmio conquistado pela Multitexto, que em agosto completou 18 anos de atuao no mercado. Em maro deste ano, a agncia j havia ganho o prmio MG Turismo na categoria "Comunicao Empresarial".


    Jornalista Schubert Arajo.

    A Multitexto tambm est
    com perfil no Twitter: www.twitter.com/multitexto
     e novo portal no ar: www.multitexto.com.br
    Confira abaixo alguns dos agraciados:

    AGRACIADOS/2009-
    PRMIO PRIMEIRA LINHA ESPECIAL
    PRATA
    VALENCE Renaut
    Rede Bristol de Hotis
    IMEC/Instituto Mineiro de Engenharia Civil
    ARAUJO GONALVES/Advocacia & Consultoria
    MULTITEXTO/Comunicao Empresarial
    IGA/Instituto Gastronmico
    ITAU Power Shopping
    HABIB'S

    OURO
    COLLEM/Construtora Mohallem 
    PHM Engenharia 
    Rede NETIMVEIS
    Colgio SOMA
    AMERICAN Air Lines/Prudencial-Grupo H. Picchioni
    GUIATEL
    PIC/Pampulha Iate Clube
    Shopping Cidade
    LUME Estratgia Ambiental
    Jornal BALCO
    Restaurante MARIA DAS TRANAS
    HABITARE Construtora
    Ouro Minas Grande Hotel de Arax
    PRO BRASIL PROPAGANDA
    DIAMANTE
    ECT  Empresa Brasileira de Correios e Telgrafos
    Fundao Dom Cabral
    SINDIEXTRA-Sindicato da Indstria Mineral do Estado de MG
    MANO Consulting
    NOBHE-Nucleo de Oftalmologia de Belo Horizonte
    Znith TravelClub
    HORS CONCOURS
    Colgio Sagrado Corao de Maria  80 anos
    Federao do Comrcio de MG  70 anos em 2008
    ZIGMA Importao e Exportao  40 anos de equipamentos mdicos e laboratoriais
    Academia Mineira de Letras  Centenrio
    Hospital Vera Cruz  60 anos
    L'acqua di Fiori 
    CEMIG

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 22, 2009

    NOVIDADE...



    Assinados os Decretos
    que criam Parque Estadual
    de
    Ouro Branco
    e Monumento Natural Estadual de Itatiaia









    Os Decretos de criao do Parque Estadual de Ouro Branco (Decreto n 45.180/09) e do Monumento Natural Estadual de Itatiaia (Decreto n45.179/09) foram finalmente assinados ontem (22/09) pelo Governo do Estado. A solenidade contou com a presena do deputado Padre Joo que tambm assinou os documentos como testemunha. O evento fez parte da abertura da Semana Florestal e do 8 Festival do Lixo e Cidadania em Belo Horizonte.
    As prximas etapas sero: a nomeao de gerente para as unidades de conservao; a criao de um conselho consultivo envolvendo a participao do poder pblico e da sociedade civil e a elaborao do plano de manejo.
    O Mandato Coletivo e Participativo Deputado Padre Joo se orgulha de fazer parte desta histria. Foram inmeras as reunies com os rgos ambientais do Estado, Prefeituras e Cmaras dos municpios envolvidos, Gerdau-Aominas, proprietria de grande parte da rea, e entidades ambientalistas.
    Duas audincias pblicas da Comisso de Meio Ambiente e Recursos Naturais da Assembleia de Minas foram realizadas, uma em Ouro Branco, em dezembro de 2006, quando a comunidade atravs dos Guardies da Serra de Ouro Branco entregou um abaixo assinado com cinco mil assinaturas pedindo a criao do parque; e outra, em Ouro Preto, em 11 de julho de 2007, a requerimento do Deputado Padre Joo. As reunies serviram como instrumentos legais no processo de cria&at ilde;o do Parque.
    A Serra de Ouro Branco um santurio de vida. Sendo ela parque, estamos mais seguros e tranquilos. Mas precisamos ir alm. preciso criarmos cada vez mais uma conscincia ecolgica. Disso depende a existncia do planeta e nossa prpria existncia", defende Padre Joo.
    A Serra do Ouro Branco, tambm conhecida como Serra "do Deus Te Livre" situada entre os municpios de Ouro Branco, Ouro Preto e Congonhas.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 22, 2009

    Tragdia do vo 447... E-mail enviado pela Associao dos Familiares das Vtimas do vo 447.


    Maarten Van Sluys,
    diretor iexecutivo
    da Associao.
    LINK: http://www.france24.com/en/20090915-interview-maarten-van-sluys-brazilian-families-af447-rio-paris
    No link acima contedo na ntegra (entrevista de 13 minutos) com traduo simultnea para o ingls de entrevista exclusiva concedida pela AFVV 447 ao renomado programa "Entretien News"  no France 24 Channel em Paris.
    Na entrevista expomos os anseios, expectativas e frustraes que registramos continuadamente dentre os familiares brasileiros e tambm das  familias estrangeiras vitimadas neste chocante episdio. A AFVV 447 mantem permanente contato com as familias se prontificando a  prestar solidariedade e elencar e encaminhar as necessidades prementes de cada situacao.
    No momento estamos preparando oficio para apresentacao do manifesto a ser proferido no proximo dia 29 de setembro as 10.00 horas em Brasilia em Sessao Publica promovida pela Comissao dos Direitos Humanos do Senado Federal presidida pelo Exmo. Senador Cristovam Buarque.
    Na ocasiao em plenario federal questionaremos as empresas convidadas > Air France e Axa Seguradora pelo ateh aqui, inconsistente apoio estendido aos familiares.   
    Pleiteamos ainda que as instncias juridicas se mobilizem para aplacar  a dor e a angstia causadas pela nao-obtencao dos atestados de morte presumida (para aquelas 178 vitimas que nao puderam ser identificadas).
    Agracedemos pelo incessante apoio de toda opiniao pblica
    a causa humanitria que conduzimos.
    Maarten van Sluys 
    e Nelson Faria Marinho  

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 21, 2009

    Ser hoje, 21 horas, no Automvel Club o OSCAR DA ECONOMIA MINEIRA promovido pela revista MERCADO COMUM do nosso amigo, o economista Carlos Alberto Teixeira de Oliveira.


    Modesto Arajo,
    segundo a REHAGRO
      o maior produtor de feno do pas.

    HOJE NOITE, 
    o dinmico Modesto Arajo
    vai receber o Prmio Minas
    - Desempenho Empresarial como
    PERSONALIDADE EMPRESARIAL
    DE MINAS GERAIS.


    Deputado estadual, Alberto Pinto Coelho
     presidente da Assemblia de Minas,
    vai receber pelo seu desempenho
    de PERSONALIDADE
    DA ADMINISTRAO PBLICA
    DE MINAS.

    DAVID FOTO OFICIAL /DIVULGAO
    O economista Carlos Alberto Teixeira de Oliveira,
    ser mais uma vez
     o comandante do XI Prmio Minas Desempenho Empresarial,
    que publica os resultados das maiores empresas do Estado, 
    no jantar marcado para hoje, 21 horas,
    Automvel Clube, aqui em BH.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 21, 2009

    1 FORUM INTERNACIONAL.Ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa segue hoje para o Per...



    Participa do  1 Frum Internacional do ISDB-T
     - Evento rene autoridades e tcnicos dos pases
    que aderiram ao sistema nipo-brasileiro de TV Digital


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 21, 2009

    TNEL DO TEMPO: comeam hoje as comemoraes dos 20 anos da Constituinte Mineira na Assemblia de Minas.


    Da esquerda para a direita:
    o ex-deputado Kemil Kumaira, PMDB,
    que promulgou a Constituinte Mineira;
    o deputado Maur Torres, ex-presidente da Assemblia
    e o deputado Antnio Jlio,
    que tambm presidiu o Parlamento Mineiro
    e odeputado Alberto Pinto Coelho,
     atual presidenteda da Casa,
    que abre hoje s 14 horas
    o Ciclo de Debates
    sobre a Constituinte Mineira.
    Foto: jornal O Tempo.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 21, 2009

    Nesta segunda-feira comeam as comemoraes dos 20anos da Constuinte Mineira. O Ciclo ser aberto s 14 horas no plenrio da Assemblia de Minas, pelo presidente Alberto Pinto Coelho, com a presena do vice-governador, prof. Antnio Anastasia e outras autoridades dos trs poderes do Estado.

    O Ciclo de Debates Constituio e Democracia - 20 anos de Constituinte Estadual marca a abertura do evento que celebra os 20 anos da Constituio Mineira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A solenidade acontecer nesta segunda-feira (21/9/09), s 14 horas, no Plenrio, e ser conduzida pelo presidente do Parlamento, deputado Alberto Pinto Coelho (PP). Ao final, ser prestada uma homenagem aos deputados constituintes e aos funcionrios da ALMG que participaram do processo.

    Realizado no mesmo local - o Plenrio Juscelino Kubitschek - e no mesmo dia, em que, h 20 anos, a Constituio foi promulgada, o ciclo tem o objetivo de destacar a importncia do processo constituinte de 89 no projeto poltico e democrtico do povo mineiro. O pblico poder participar presencialmente, por e-mail ou pelo telefone 0800 7092564.

    Alm do Ciclo e da exposio de fotografias, tambm ser lanada uma edio da Revista do Legislativo, com artigos e reportagens sobre o perodo. Como parte das comemoraes, ser implantado o projeto Memria Digital Constituinte, um banco de dados com documentos da poca, digitalizados e disponibilizados para consulta. Trata-se de propostas apresentadas, notcias e emendas, que se referem ao processo de elaborao da Constituio.

    Edies especiais do programa Memria e Poder, da TV Assembleia, so outro destaque nas comemoraes, que incluem, ainda, um concurso de redao e a entrega da Ordem do Mrito Legislativo, que este ano ter como tema os 20 anos da Constituinte. Toda a programao, as notcias, as fotos, os depoimentos e um blog especial do evento esto reunidos no hotsite "Constituio Mineira 89/09 - 20 Anos", no site da Assembleia.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 21, 2009

    Desdobramentos da tragdia do vo 447 da Air France. Recebemos E-mail da Associao das Famlias Vtimas do vo 447. Vale conferir!


    Marteen Van Sluys,
    diretor-executivo da Associao.

    Comunicamos a nossos Associados, familiares e apoiadores de nossa causa 
    VERDADE E JUSTICA QUANTO AO EPISODIO AF 447
    E AUMENTO IMEDIATO DA SEGURANCA AEREA MUNDIAL,
      
    que a AFVV 447 foi convidada pelo Parlamento Frances
    para no prximo dia 18 de Novembro
    participar da CONFERENCIA  PARLAMENTAR PARA A SEGURANCA DE TRANSPORTES AEREOS DE PASSAGEIROS
    a realizar-se em Paris.

    Conforme o amplo programa e a importancia das autoridades convidadas a tomarem parte nesta Sessao entedemos que teremos uma essencial oportunidade em externar nossas conviccoes e firmar nosso papel de seriedade e exaustivo trabalho na busca pelo esclarecimento e implemento imediato de medidas que revertam o atual lastimavel quadro quanto a seguranca de passageiros, tripulantes e pessoas em terra em todos os Continentes. 

    Agradecemos pelo apoio que temos recebido de toda Sociedade Brasileira, dos meios de comunicacao, outras entidades e de tantas pessoas que apoiam nossa labuta.   
    Oportunamente enviaremos a Programacao Completa do evento e a lista das autoridades de alto escalao convidadas para o evento.  

    Maarten van Sluys e Nelson Faria Marinho
    Nelson Faria Marinho - Presidente (21) 8185-9860
    Maarten Van Sluys - Diretor Executivo (31) 9305-8316 ou (21) 8216-6569
    ....Saudade eh quando o momento tenta fugir da lembrana para acontecer de novo e nao consegue....
    Ass. dos Familares das Vitimas do Vo 447

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 20, 2009

    TNEL DO TEMPO. Pinado da coluna de Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.

    FLASH BACK


    Rogrio Mascarenhas Aguiar, Valria Sffeir
    e Sarah Lucas em 1994

    Valria Sffeir, com quem trabalhei
    na Globo de Juiz de Hoje,
      hoje editora chefe do Programa
    da Globo News, "MUNDO S/A".




    Joo Carlos Amaral
    e Waltencyr Mattos em 1980

    Foto tirada no coquetel de lanamento
    da Rede Globo em Juiz de Fora.
    O fotgrafo foi o Toninho Carvalho,
    hoje na Tribnua de Minas.

    A Festa foi no Cascatinha.
    Naquele dia comeava minha carreira na Globo.
    Dois anos depois eu vinha para BH,
    como Reprter Poltico
    a convite do diretor regional da Globo,
    Lauro Diniz
    (hoje na chefia da Assessoria
    de Comunicao da FAEMG)
    e o chefe de redao, Carlos Lindenberg,
    hoje diretor de redao do jornal Hoje em Dia.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    TWITTANDO em Barbacena...


      Da srie:
    UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.

    Foto: Idinando Borges
    do www.barbacenanews.com

    No Palcio da Revoluo Liberal, em Barbacena,
    Joo Carlos Amaral, mostra ao professor Anastasia,
     a ferramenta twitter,
    modismo at mesmo entre os polticos



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    FUI, DEGUSTEI E GOSTEI MUITO!!! ltimo dia, ou ltima noite, do FESTIVAL TALO-BAIANO no restaurante MATUSALM na Pampulha, aqui em BH. Nota 1000...

    Alta gastronomia na Pampulha em BH.
    Dois mestres - da cozinha italiana, o Memo Biadi e cozinha bahiana, Matusalm
    - esto fazendo a delcia de todos ns
    no 2 Festival talo-bahiano nos dias 17, 18 e hoje DIA 19,
    partir das 20 horas no Restaurante Matusalm,
    av. Portugal 3287 na Pampulha.
    Fomos convidados pelo mestre Matusalm.






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    ARTIGO ESPECIAL.

                                              
                                                                 BHTRANS acerta, tambm.
                                                                    *Jos Aparecido Ribeiro.

    No segredo para ningum que sou contra a existncia da BH Trans nos moldes que ela se apresenta, acho que o rgo perdeu a credibilidade da populao e deveria dar lugar a um Depto de Engenharia de Trnsito e Transporte com foco em gesto e no em punio e multas. Naturalmente, aproveitando o corpo de tcnicos e a maioria de funcionrios de boa qualidade que a empresa conseguiu formar ao longo destes 20 anos.
    Devo reconhecer que o trabalho que est sendo feito na tentativa de conscientizar o motorista atravs da campanha "NAS RUAS DE BH", que est na 6a edio e que este ms incentiva o uso da bicicleta, ficou muito bom, apesar de um pouco extenso.
    A crtica sempre foi construtiva e tenta alertar as autoridades sobre a necessidade de mudana de foco de atuao, j que a credibilidade da BH Trans est abalada h muito tempo.
    Tenho a impresso que se forem feitas pequenas mudanas na cpula do rgo, que, no inclui o seu atual Presidente, e uma substituio do seu nome, incluindo a engenharia e tendo ela como foco principal, mudaria a percepo que a populao est tendo do gestor do trnsito e possivelmente as campanhas teriam melhor efeito e a adeso dos Cidados de BH.
    As pessoas querem contribuir, mas nota-se uma certa antipatia generalizada pelo rgo e pela sua filosofia de atuao.
    Por hora, parabns a BH Trans pelo 6 nmero da Revista "Nas Ruas de BH", lanado hoje, que ficou criativo e bastante oportuno, j que o uso da bicicleta uma tendncia mundial, saudvel e representa modernidade.

                                                                        
                                                                  *Jos Aparecido Ribeiro
                                                 Especialista em trnsito e assuntos urbanos
                                                            ONG SOS Mobilidade Urbana


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    Boa notcia para o MEIO AMBIENTE. Pela primeira vez, FUNDOS DE PENSO brasileiros investiro em florestas plantadas em reas degradadas...

                                                         Florestal Brasil comea as operaes
                                                                   com capital de R$ 1 bilho

    No dia 21 de setembro, Dia da rvore, a J&F e MCL Empreendimentos, a Fundao dos Economirios Federais (Funcef), a Fundao Petrobras de Seguridade Social (Petros), lanaro a empresa Florestal Brasil S.A., voltada para a rea de reflorestamento.

    A companhia entra no mercado de plantio de formaes florestais com capital de R$ 1 bilho, com participao de 25% de cada scio. Pela primeira vez, fundos de penso brasileiros investiro em florestas plantadas em reas degradadas. Para consolidar o negcio, coube Vitria Asset Management a estruturao financeira da empresa. O lanamento ocorrer em So Paulo.

    Pela previso dos investidores, a Florestal Brasil empregar 2 mil pessoas diretamente, com a criao indireta de 4 mil postos de trabalho. A Florestal Brasil ter sob sua responsabilidade 400 mil hectares, proporcionando assim preservao ambiental, entre Reserva Legal e rea de Preservao Permanente, de aproximadamente de 152 mil hectares.

    A empresa atuar principalmente no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, para incentivar a criao de plos industriais e de servios sustentveis na regio.

    Alm de incentivar o desenvolvimento econmico, as atividades ligadas ao reflorestamento melhoram o ndice de Desenvolvimento Humano (IDH) das comunidades localizadas prximas aos projetos de reflorestamento ambiental.

    O plano de negcios da Florestal Brasil S.A. prev o cultivo em terras degradadas e a recomposio de florestas nativas nas reas de Preservao Permanente (APP) e de Reserva Legal.

    Sobre os scios 
    Funcef - Terceiro maior fundo de penso do Brasil e um dos maiores da Amrica Latina. Entidade fechada de previdncia privada, sem fins lucrativos e com autonomia administrativa e financeira, foi criada em 1977, com o objetivo de administrar o plano de previdncia complementar dos empregados da Caixa Econmica Federal. 

    Petros - Segundo maior fundo de penso do Brasil. Fundada pela Petrobras em julho de 1970, pioneira no mercado de previdncia complementar brasileiro.

     MCL Empreeendimentos - A MCL Empreendimentos tem mais de 35 anos de experincia no setor brasileiro da agroindstria. Operando em transaes de propriedades rurais no Brasil, a MCL j negociou mais de 1 milho de hectares. Possui ainda larga experincia em negcios na rea de criao bovina e plantio de eucaliptos. 

    J&F - atua em diversos segmentos, desde agropecuria, transportes, alimentos, higiene e limpeza, e financeiro. A JBS S/A, uma das empresas da J&F Holding, hoje a maior empresa de carne bovina do mundo, com capacidade de abate de 73,9 mil cabeas/dia e a maior exportadora mundial de carne industrializada.

    As operaes da Companhia so realizadas em 25 plantas industriais localizadas em 9 estados brasileiros, 6 plantas em 4 provncias argentinas, alm de 16 plantas nos EUA, 10 na Austrlia e 8 na Itlia. Adicionalmente, a JBS S.A. a terceira maior produtora de carne suna dos EUA, com uma capacidade de abate de 48,5 mil cabeas/dia. A JBS possui operaes de confinamento nos EUA, Austrlia, Brasil e Itlia, totalizando 18 unidades ao redor do mundo. 

    Vitria Asset Management - Fundada em janeiro de 2007, uma empresa que administra recursos de terceiros, cuja equipe composta por profissionais com larga experincia no mercado financeiro. A gestora, sediada em So Paulo, oferece fundos de investimentos que trabalham com uma estrutura de risco e de  retorno adequados ao perfil dos aplicadores.

    Assessoria de imprensa
    61 8149-6259

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    "S o tempo qua vai dizer... mas a visita do ministro Hlio Costa foi UM ATO DE CONVERGNCIA EM FAVOR DE MINAS GERAIS - disse o governador Acio Neves.


                                                                                   Foto arquivo.

                                                   Pergunta e resposta pinados da entrevista coletiva 
                                                                     do governador Acio Neves
                                                          no lanamento do Programa Minas Digital
                                                                  no site www.agenciaminas.gov.br

    O ministro Hlio Costa disse ontem
    que ele s sair candidato
    se tiver apoio do PT ou do PSDB.
    Depois da conversa de vocs,
    o senhor acha que o PSDB pode apoi-lo?

    Sempre tive um canal muito aberto com o ministro Hlio Costa.
    Temos muitas parcerias, inclusive administrativas aqui em Minas Gerais.
    Obviamente, ele um nome bem colocado nas pesquisas, ns respeitamos, e vamos continuar conversando.
    No h nenhuma definio at agora.
    Obviamente, aqueles que esto no governo tambm trabalham outras alternativas, outros nomes esto sendo colocados, mas eu vejo como algo positivo esse aceno do ministro Hlio Costa na possibilidade de uma composio conosco.
    De que forma, s o tempo que vai dizer, e isso o partido que vai dizer. Mas eu recebo essa visita, essa manifestao do ministro Hlio Costa, como um gesto de convergncia em favor de Minas Gerais.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    A BORBOLETA POUSADA OU DEUS OU NADA"... escreveu Adlia PRADO. E o jornalista-poeta mineiro Z Edward da revista VEJA emendou ..."QUANDO NO OUSO EU POUSO"...



    O jornalista Jos Edward, correspodente da revista VEJA em BH,
    nos prestigiou com sua presena no lanamento
    do nosso DVD CURSO "Socorro, Estou na TV"
    h um ano no Espao Cultural
    do jornal ESTADO DE MINAS, aqui em BH.

    "PTRIA QUE PARIU"...
    Edward, que alm de competente jornalista um grande poeta
    vai lanar o livro dele
      em Florianpolis e Rio de Janeiro,
    at dezembro.

    O livro
    "PTRIA QU PARIU E OUTROS POEMAS"
    que foi lanado em BH com grande sucesso
     h 2 anos e sete meses.
    Eu fiu ao evento.
     L o livro e virei f do Z Edward.
    Porriso, de vez em quando voltou a ler os poemas dele. 
     
       Desejo sucesso!!!

    Ptria que pariu!
     - & outros Poemas

    Ptria que pariu! & outros poemas


    01/01/2007 - Assessoria de Comunicao

    A obra, publicada pela Autntica Editora em co-produo com o Selo Literrio Hipotrlico traz uma seleo de 28 poemas produzidos pelo autor ao longo das duas ltimas dcadas.
    Como o prprio ttulo sugere, a maioria faz aluso crise tica e aos (maus) costumes polticos vigentes no Brasil. Este o enfoque, por exemplo, do poema-ttulo (*Ptria Que Pariu!*) e de outros, como "Por quanto se vende um pas?", "De quantos cupinchas de faz um rei" e "Margens Prfidas".
    H tambm poemas que fogem dessa temtica, como "100 anos sem solido", no qual o autor homenageia o centenrio arquiteto Oscar Niemeyer, e "Internetudo", que versa sobre o que Jos Edward chama de "cibernTICO mundo novo".

    Uma primeira verso do livro Ptria que Pariu! foi lanada em 1989, quando Jos Edward era estudante do curso de jornalismo da PUC-MG e militante de movimentos culturais e estudantis.
    O livro fez sucesso e chegou a ganhar uma pgina no antolgico semanrio carioca O PASQUIM, que ento ainda vivia seus ureos tempos.
    Na chamada para a reportagem, o editor e cartunista Hlio Jaguaribe, o Jaguar, comparou o estilo potico de Jos Edward ao de um dos mentores do movimento beatnik, o americano William (Bill) Burroughs, sobre quem tinha tambm uma matria naquela edio: "Jos Edward e Bill Burroughs so dois poetas que tm uma coisa em comum: o nojo do sistemo", assinalou Jaguar.

    Na (re)edio do livro "Ptria Que Pariu!", Jos Edward, que h dez anos correspondente da Revista VEJA em Minas Gerais, faz uma releitura de alguns poemas da primeira verso. Segundo o autor, os versos antigos foram lapidados no contedo e na linguagem.
    "Para mim, a poesia como um diamante bruto, cujo burilamento faz-se eternamente mister, em busca do verso perfeito", ele afirma.
    Os demais poemas so inditos e foram construdos luz de "informaes e inspiraes" garimpadas pelo autor ao longo da ltima dcada quando se dedicou quase que exclusivamente ao jornalismo.
    "Meus poemas geralmente abordam, de forma custica e direta, as mazelas, as excrescncias e as corruptelas de uma ptria que, entra governo sai governo, est sempre no porvir", afirma Edward.

    "Mesmo aqueles versos compostos h duas dcadas e isto foi o que me motivou a revisitar esta obra parecem ter sado do forno em meio atual farra patrocinada pela horda de polticos corruptos, insensveis e incompetentes que trucidaram toda e qualquer esperana de que dias melhores viro".
    O formato do livro tambm original. Todos os poemas foram dispostos em lminas de papel reciclado,
    soltos dentro de uma caixa.

    No prefcio primeira edio, que est sendo republicado, o escritor e jornalista Fausto Wolff faz, entre outros, o seguinte comentrio sobre a obra potica de Jos Edward:
    "Este livro, desta ptria que transformaram em puta de luxo, um primeiro ensaio para novos olhos.
    Novos olhos que continuaro a enxergar o que vem depois da trilha aberta e iluminada por Gregrio de Mattos, Castro Alves, Drummond, Murillo Mendes, Paulo Mendes Campos, Mrio Quintana, Millr Fernandes
    gente que, como Jos Edward, sabe que no basta ver o inslito da rvore, do cachorro, do leite, do homem, da mulher. preciso denunci-lo, ilumin-lo como princpio do exerccio de re-humanizao".

    Para mais informaes, entre em contato com nossa assessoria de imprensa pelo e-mail imprensa@autenticaeditora.com.br ou pelo telefone (31) 3222-6819


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    DE VOLTA PARA O FUTURO... ciddes de at 20milhabitantesem Minas tero INTERNET DE ALTA VELOCIDADE.










    Governador Acio Neves
    lana Programa Minas Digital















    Divulgao
    O governador Acio Neves ao lado do secretrio Alberto Portugal
    O governador Acio Neves ao lado do secretrio Alberto Portugal
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm














    Entrevista do governador Acio Neves no lanamento do Programa Minas Digital
    Minas Digital leva internet para o interior do Estado
    Programa Minas Digital leva internet banda larga ao interior do Estado
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves no lanamento do programa Minas Digital

    BELO HORIZONTE (18/09/09) - A populao dos municpios de Minas Gerais que contam com at 20 mil habitantes tero acesso internet de alta velocidade (banda larga), em rea urbana. O anncio foi feito pelo governador Acio Neves, nesta sexta-feira (18), no Palcio da Liberdade, durante lanamento do programa Minas Digital.

    Implementado pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Cincia e Tecnologia, o programa comea a ser implantado em dez municpios, podendo ser estendido a cerca de 200 localidades que atualmente no contam com internet banda larga e que apresentam condies tcnicas para receber a infraestrutura necessria para ativar o servio. O investimento no programa, inicialmente, ser de R$ 1 milho.

    O Minas Digital algo absolutamente revolucionrio. So exatamente os municpios que tm maior dificuldade de acesso internet. E conseguimos com uma construo mineira, um know how novo, nosso, que barateou muito o custo desse empreendimento. Estamos implementando um projeto piloto em dez municpios, at para eventualmente corrigir alguma problema que possa surgir. Mas j autorizei o projeto bsico do que ser necessrio em mais 200 municpios do Estado, nessa faixa de populao, explicou Acio Neves, em entrevista.

    A primeira inaugurao acontece nesse sbado (19), no municpio de Maravilhas, regio Central. Nos prximos 30 dias, o servio estar instalado em todas as outras nove cidades que compem o projeto piloto (Itumirim, Ribeiro Vermelho, Antnio Dias, Fama, Prudente de Moraes, So Sebastio da Bela Vista, Iguatama, Queluzito e Casa Grande).

    Infraestrutura

    O projeto segue a lgica de outros investimentos do Governo de Minas para melhorar a qualidade de vida e as condies de desenvolvimento dos pequenos municpios do Estado, como o Proacesso, que est universalizando o acesso a asfalto em todas as cidades mineiras; e o Minas Comunica, que garantiu o oferecimento de telefonia celular a 100% dos municpios que no tinham esse servio.

    O Estado tem feito investimentos, levando estradas a todos os municpios, levando o sinal de telefonia celular, saneamento, educao de melhor qualidade, segurana, sade tambm de melhor qualidade. E agora, estamos permitindo que a populao desses municpios possa ter a internet com banda larga. E com uma novidade: em cada um desses municpios haver duas horas de internet gratuita para a populao, anunciou o governador.

    Para colocar o programa em execuo, o Estado abriu licitao vencida pela Minas Control distribuidora da Motorola para a compra de equipamentos de transmisso de dados, que sero instaladas nas cidades beneficiadas. A partir da, caber prefeitura municipal gerenciar a rede por meio de um provedor licenciado pela Anatel, que ser o prestador de servio aos estabelecimentos comerciais, administrativos e cidados, com tecnologia de internet banda larga.

    Quem sabe, no ano que vem, teremos j vrias centenas de municpios com esse privilgio. E algo que estamos at exportando. Outros estados j esto acompanhando esse nosso processo. Acredito que mais uma vez Minas d bons exemplos e mais um agora na rea de Cincia e Tecnologia, disse Acio Neves.

    O secretrio de Cincia e Tecnologia, Alberto Portugal, explicou que cerca de 350 municpios ainda no tm banda larga, nessa faixa abaixo de 20 mil habitantes. Acima disso, s 18 municpios, aproximadamente no tm. O custo de implantao em cada municpio gira em torno de R$ 100 mil.

    E esse modelo desenvolvido em Minas, que inovador, conseguiu reduzir em 70% o custo de implantao de uma infraestrutura para banda larga em pequenos municpios em relao ao que se faz normalmente no mercado, afirmou Alberto Portugal.

    Contrapartida

    Em contrapartida ao investimento do Estado, caber s prefeituras municipais, criar e manter espaos gratuitos de incluso digital, como os telecentros, e implementar aes do Projeto Tecnologia, Empreendedorismo e Inovao Aplicados (TEIA), da Secretaria de Cincia e Tecnologia. Hoje, em parceria com o governo federal, Minas conta como maior programa de incluso digital do pas, com 84 CVTs e 487 Telecentros.

    J a empresa provedora contratada pela prefeitura ter, tambm como contrapartida, a obrigao de reservar 10% do que arrecadar nas cidades a um fundo. Esses recursos do fundo sero utilizados para financiar a ampliao da rede de cobertura de banda larga, por exemplo, em distritos ou povoados rurais e cabe tambm ao provedor submeter ao governo os preos a serem praticados para que no haja abuso na cobrana.

    O projeto piloto utiliza um modelo inovador, que agrega tecnologias j dominadas (WiFi/MESH), permitindo implementar o acesso internet, com baixo custo de implantao, para pequenos municpios, expansvel e escalonvel.

    Benefcios

    Com acesso internet banda larga, o cidado ter a possibilidade de realizar cursos a distncia, acessar os mais de 1,2 mil servios disponibilizados pelo portal Minas Online e os cerca de 100 cursos gratuitos oferecidos pela Rede de Formao profissional Orientada Pelo Mercado, projeto de incluso digital do Governo de Minas.

    A populao do municpio tambm poder se capacitar em ferramentas e aplicativos de WEB 2.0 por meio do Teia, que possibilita a promoo da inovao e gerao de emprego e renda a partir da utilizao dessas ferramentas. Alm disso, garantindo o acesso com qualidade a importantes sites e aplicativos de informao, como Youtube e redes sociais.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.

     
    O jornalista Carlos Lindemberg, diretor de redao do jornal Hoje em Dia,
     o administrador de empresas, Jos Aparecido Ribeiro
    e o diretor regional da Embratelem Minas, Altivo Oliveira.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 19, 2009

    TNEL DO TEMPO...

     

                         Ciclo de debates e exposio marcam os 20 anos da Constituio

    A Assembleia Legislativa de Minas Gerais abre, nesta segunda-feira (21/9/2009), s 14 horas, com um ciclo de debates no Plenrio, as comemoraes dos 20 anos de promulgao da Constituio do Estado. Em funo do significado da data, marco de um dos momentos mais importantes da histria recente do Estado, a ALMG preparou um conjunto de eventos, todos abertos ao pblico (veja programao abaixo). Alm do ciclo, com lanamento de edio especial da Revista do Legislativo, ser aberta, tambm nesta segunda, uma grande exposio de fotografias e documentos no Espao Democrtico Jos Aparecido de Oliveira (Hall das Bandeiras) e lanada a Memria Digital da IV Constituinte Estadual. Foram digitalizados mais de 25 mil documentos, entre discursos, notcias de jornais da poca, emendas e sugestes populares, que podero ser consultados no hotsite comemorativo.

    Mais do que ter sido a primeira Constituio Estadual promulgada no Pas aps a Constituio Federal de 1988, a Carta Mineira foi o resultado de intensas negociaes com os movimentos sociais durante a Constituinte, marcando a redemocratizao e, sobretudo, apontando novos rumos para a participao popular na administrao pblica. Marcou, ainda, um reposicionamento poltico e a retomada da interlocuo institucional do Legislativo com a sociedade, aps os anos da ditadura.

    Autoridades destacam mobilizao intensa e avanos nas reas sociais

    Para o vice-governador do Estado, Antonio Anastasia, a Constituinte Mineira foi um momento de intensa mobilizao. "Minas inteira participou e foi usada exausto a capacidade criativa dos constituintes para dar ao Estado e ao Pas uma Constituio moderna", avalia ele, que atuou na Constituinte como assessor do relator do projeto da nova Carta. Ele um dos participantes, na segunda-feira, s 14horas, no Plenrio, do Ciclo de Debates Constituio e Democracia - 20 Anos da Constituinte Estadual, ao lado do governador Acio Neves, do presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), e do presidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais, Srgio Resende, entre outras autoridades.

    Na avaliao do subsecretrio de Obras Pblicas do Estado, Jos Bonifcio Mouro, ex-deputado e relator da Constituinte Mineira, o texto elaborado poca sintetizou todo um processo de efervescncia em vrios campos. "Cada pgina da Constituio representa o resultado do sonho dos mineiros e do trabalho dos constituintes por mais liberdade, igualdade e avanos nas reas de educao, sade e ao social."

    Para o secretrio de Meio Ambiente de Belo Horizonte, Ronaldo Vasconcelos, aqueles momentos no final dos anos 80 foram especialmente marcantes por terem trazido para a pauta poltica do Estado temticas que ainda eram vanguarda na poca, como a prpria questo ambiental. Ex-deputado constituinte, ele recorda ter enfrentado, inicialmente, dificuldades para ser compreendido quando falava de meio ambiente. "Mas as audincias pblicas regionais comearam a conscientizar os deputados e a facilitar a propagao dessas ideias na Constituinte", registra ele.

    Tambm ex-vice prefeito de Belo Horizonte, Vasconcelos avalia que, a partir das conquistas da Constituinte, Minas foi pioneira na implementao de polticas estaduais em reas como de recursos hdricos e de resduos slidos, tendo, ainda, dotado o Ministrio Pblico de mecanismos para fiscalizar os crimes ambientais.

    J o ex-procurador geral do Estado, Jos Antero Monteiro Filho, destaca que a Carta de 1989 foi a nica Constituio estadual a regular o controle externo das polcias, servindo depois de modelo para as demais Constituies e Leis Orgnicas de outros estados.

    Marco tambm para a interlocuo e a modernizao do Legislativo

    A Constituio Estadual de 1989 reproduz, em seu texto, artigos que asseguram maior participao popular, previstos na Constituio Federal e tambm trouxe inovaes. Entre esses instrumentos institucionalizados, em processo de consolidao nesses 20 anos, esto conselhos setoriais, no Executivo, com assento da sociedade; a criao de ouvidorias; o controle direto das aes de governo por meio de petio ou representao; e, no mbito do Parlamento, a iniciativa popular no processo legislativo e as audincias pblicas como subsdio para a elaborao das polticas pblicas.

    Por meio de eventos institucionais, que so construdos conjuntamente com representantes dos diversos segmentos da sociedade, a Assembleia de Minas tambm aprimorou os mecanismos de dilogo e interao com a sociedade.

    A Constituinte foi um marco tambm para o processo de modernizao e reestruturao administrativa da Casa, iniciado antes mesmo do trabalho dos deputados constituintes. O Legislativo Mineiro foi o primeiro do Pas a ser informatizado, tendo sido referncia para Assembleias de outros estados. Foram tambm realizados concursos pblicos antes e ps-Constituinte, visando aperfeioar a composio do corpo tcnico da Casa e as consultorias temticas que assessoram o processo legislativo. Nesses 20 anos, a ALMG tambm implantou Plano de Carreira baseado em mrito e avaliao de desempenho, exemplo seguido recentemente pelo Executivo mineiro, e foi a primeira a criar a Escola do Legislativo e a TV Assembleia.

    Comisso debate aperfeioamento - As discusses sobre os 20 anos da Constituio Mineira motivaram tambm a criao de uma Comisso Extraordinria, presidida pelo deputado Lafayette de Andrada (PSDB). Os trabalhos da comisso, que tem realizado diversas audincias pblicas sobre as modificaes, vo at 21 de setembro de 2010. As discusses sobre os 20 anos da Constituio Mineira motivaram tambm a criao de uma Comisso Extraordinria, presidida pelo deputado Lafayette de Andrada (PSDB). Os trabalhos da comisso, que tem realizado diversas audincias pblicas sobre as modificaes, vo at 21 de setembro de 2010.

    Programao das Comemoraes

    Ciclo de Debates "Constituio e Democracia - 20 anos da Constituinte Estadual"

    21 de setembro - segunda-feira - a partir das 14 horas - Plenrio da ALMG

    * 14 horas - Abertura

    Deputado Alberto Pinto Coelho - presidente da ALMGpresidente da ALMG

    Acio Neves da Cunha - governador do Estado de Minas Geraisgovernador do Estado de Minas Gerais

    Kemil Kumaira - presidente da Constituinte Estadual de Minas Gerais de 1989 e ex-presidente da ALMG no binio 1989/1990presidente da Constituinte Estadual de Minas Gerais de 1989 e ex-presidente da ALMG no binio 1989/1990

    Srgio Resende - presidente do Tribunal de Justia de Minas Geraispresidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais

    Alceu Jos Torres Marques - procurador-geral de Justia de Minas Geraisprocurador-geral de Justia de Minas Gerais

    Wanderley vila - presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Geraispresidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais

    * 14h30 - Mesa Redonda - Constituio e democracia - 20 anos do processo constituinte mineiroConstituio e democracia - 20 anos do processo constituinte mineiro

    Expositores:

    Antonio Augusto Junho Anastasia - vice-governador do Estado de Minas Gerais e assessor da Relatoria da Constituio de 1989vice-governador do Estado de Minas Gerais e assessor da Relatoria da Constituio de 1989

    Jos Bonifcio Mouro - subsecretrio de Obras Pblicas da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pblicas (Setop), e relator do processo de elaborao da Constituio de 1989subsecretrio de Obras Pblicas da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pblicas (Setop), e relator do processo de elaborao da Constituio de 1989

    Maria Coeli Simes Pires - secretria adjunta da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Sedru), ex-secretria-geral da Mesa da ALMG e coordenadora-geral do processo constituintesecretria adjunta da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Sedru), ex-secretria-geral da Mesa da ALMG e coordenadora-geral do processo constituinte

    Menelick de Carvalho Netto - professor da Faculdade de Direito da Universidade de Braslia (UNB), e coordenador tcnico do processo constituinteprofessor da Faculdade de Direito da Universidade de Braslia (UNB), e coordenador tcnico do processo constituinte

    Eni Caraj Filho - gerente de apoio ao Conselho de Sade da Secretaria Municipal de Sade de Betim, presidente do Comit Popular na Constituintegerente de apoio ao Conselho de Sade da Secretaria Municipal de Sade de Betim, presidente do Comit Popular na Constituinte

    Coordenao: deputado Lafayette de Andrada - coordenador da Comisso Extraordinria dos 20 anos da Constituio do Estado de Minas Geraisdeputado Lafayette de Andrada - coordenador da Comisso Extraordinria dos 20 anos da Constituio do Estado de Minas Gerais

    * 16h30 - Homenagem

    Homenagem aos deputados constituintes; aos funcionrios da ALMG que participaram do processo constituinte; e lanamento de edio comemorativa da Revista do Legislativo.

    Coordenao: deputado Dinis Pinheiro - 1-secretrio da ALMG deputado Dinis Pinheiro - 1-secretrio da ALMG

    Exposio "20 Anos da Constituio Mineira"

    21 de setembro a 21 de novembro de 2009 - Hall das Bandeiras - ALMG
    Abertura - 21 de setembro - segunda-feira - 18h30

    Abertura - 21 de setembro - segunda-feira - 18h30


    * Tem curadoria da historiadora Guiomar Grammont e concepo, cenografia e museografia do artista plstico Agnaldo Souza Pinho.
    * Com cerca de 150 fotos, a mostra dividida em trs blocos compondo uma linha do tempo que comea num tnel escuro, alusivo aos anos da ditadura, com o intuito de despertar sensaes ao longo de um passeio pela histria.

    Hotsite e Blog


    A programao completa - que inclui ainda concurso de redao e, exposio sobre a participao do servidor na Constituinte - e notcias, fotos, depoimentos e um blog esto reunidos no
    hotsite "Constituio Mineira 89/09 - 20 Anos".

    hotsite comemorativo.

    Mais do que ter sido a primeira Constituio Estadual promulgada no Pas aps a Constituio Federal de 1988, a Carta Mineira foi o resultado de intensas negociaes com os movimentos sociais durante a Constituinte, marcando a redemocratizao e, sobretudo, apontando novos rumos para a participao popular na administrao pblica. Marcou, ainda, um reposicionamento poltico e a retomada da interlocuo institucional do Legislativo com a sociedade, aps os anos da ditadura.

    Autoridades destacam mobilizao intensa e avanos nas reas sociais

    Para o vice-governador do Estado, Antonio Anastasia, a Constituinte Mineira foi um momento de intensa mobilizao. "Minas inteira participou e foi usada exausto a capacidade criativa dos constituintes para dar ao Estado e ao Pas uma Constituio moderna", avalia ele, que atuou na Constituinte como assessor do relator do projeto da nova Carta. Ele um dos participantes, na segunda-feira, s 14horas, no Plenrio, do Ciclo de Debates Constituio e Democracia - 20 Anos da Constituinte Estadual, ao lado do governador Acio Neves, do presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), e do presidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais, Srgio Resende, entre outras autoridades.

    Na avaliao do subsecretrio de Obras Pblicas do Estado, Jos Bonifcio Mouro, ex-deputado e relator da Constituinte Mineira, o texto elaborado poca sintetizou todo um processo de efervescncia em vrios campos. "Cada pgina da Constituio representa o resultado do sonho dos mineiros e do trabalho dos constituintes por mais liberdade, igualdade e avanos nas reas de educao, sade e ao social."

    Para o secretrio de Meio Ambiente de Belo Horizonte, Ronaldo Vasconcelos, aqueles momentos no final dos anos 80 foram especialmente marcantes por terem trazido para a pauta poltica do Estado temticas que ainda eram vanguarda na poca, como a prpria questo ambiental. Ex-deputado constituinte, ele recorda ter enfrentado, inicialmente, dificuldades para ser compreendido quando falava de meio ambiente. "Mas as audincias pblicas regionais comearam a conscientizar os deputados e a facilitar a propagao dessas ideias na Constituinte", registra ele.

    Tambm ex-vice prefeito de Belo Horizonte, Vasconcelos avalia que, a partir das conquistas da Constituinte, Minas foi pioneira na implementao de polticas estaduais em reas como de recursos hdricos e de resduos slidos, tendo, ainda, dotado o Ministrio Pblico de mecanismos para fiscalizar os crimes ambientais.

    J o ex-procurador geral do Estado, Jos Antero Monteiro Filho, destaca que a Carta de 1989 foi a nica Constituio estadual a regular o controle externo das polcias, servindo depois de modelo para as demais Constituies e Leis Orgnicas de outros estados.

    Marco tambm para a interlocuo e a modernizao do Legislativo

    A Constituio Estadual de 1989 reproduz, em seu texto, artigos que asseguram maior participao popular, previstos na Constituio Federal e tambm trouxe inovaes. Entre esses instrumentos institucionalizados, em processo de consolidao nesses 20 anos, esto conselhos setoriais, no Executivo, com assento da sociedade; a criao de ouvidorias; o controle direto das aes de governo por meio de petio ou representao; e, no mbito do Parlamento, a iniciativa popular no processo legislativo e as audincias pblicas como subsdio para a elaborao das polticas pblicas.

    Por meio de eventos institucionais, que so construdos conjuntamente com representantes dos diversos segmentos da sociedade, a Assembleia de Minas tambm aprimorou os mecanismos de dilogo e interao com a sociedade.

    A Constituinte foi um marco tambm para o processo de modernizao e reestruturao administrativa da Casa, iniciado antes mesmo do trabalho dos deputados constituintes. O Legislativo Mineiro foi o primeiro do Pas a ser informatizado, tendo sido referncia para Assembleias de outros estados. Foram tambm realizados concursos pblicos antes e ps-Constituinte, visando aperfeioar a composio do corpo tcnico da Casa e as consultorias temticas que assessoram o processo legislativo. Nesses 20 anos, a ALMG tambm implantou Plano de Carreira baseado em mrito e avaliao de desempenho, exemplo seguido recentemente pelo Executivo mineiro, e foi a primeira a criar a Escola do Legislativo e a TV Assembleia.

    Comisso debate aperfeioamento - As discusses sobre os 20 anos da Constituio Mineira motivaram tambm a criao de uma Comisso Extraordinria, presidida pelo deputado Lafayette de Andrada (PSDB). Os trabalhos da comisso, que tem realizado diversas audincias pblicas sobre as modificaes, vo at 21 de setembro de 2010. As discusses sobre os 20 anos da Constituio Mineira motivaram tambm a criao de uma Comisso Extraordinria, presidida pelo deputado Lafayette de Andrada (PSDB). Os trabalhos da comisso, que tem realizado diversas audincias pblicas sobre as modificaes, vo at 21 de setembro de 2010.

    Programao das Comemoraes

    Ciclo de Debates "Constituio e Democracia - 20 anos da Constituinte Estadual"

    21 de setembro - segunda-feira - a partir das 14 horas - Plenrio da ALMG

    * 14 horas - Abertura

    Deputado Alberto Pinto Coelho - presidente da ALMGpresidente da ALMG

    Acio Neves da Cunha - governador do Estado de Minas Geraisgovernador do Estado de Minas Gerais

    Kemil Kumaira - presidente da Constituinte Estadual de Minas Gerais de 1989 e ex-presidente da ALMG no binio 1989/1990presidente da Constituinte Estadual de Minas Gerais de 1989 e ex-presidente da ALMG no binio 1989/1990

    Srgio Resende - presidente do Tribunal de Justia de Minas Geraispresidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais

    Alceu Jos Torres Marques - procurador-geral de Justia de Minas Geraisprocurador-geral de Justia de Minas Gerais

    Wanderley vila - presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Geraispresidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais

    * 14h30 - Mesa Redonda - Constituio e democracia - 20 anos do processo constituinte mineiroConstituio e democracia - 20 anos do processo constituinte mineiro

    Expositores:

    Antonio Augusto Junho Anastasia - vice-governador do Estado de Minas Gerais e assessor da Relatoria da Constituio de 1989vice-governador do Estado de Minas Gerais e assessor da Relatoria da Constituio de 1989

    Jos Bonifcio Mouro - subsecretrio de Obras Pblicas da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pblicas (Setop), e relator do processo de elaborao da Constituio de 1989subsecretrio de Obras Pblicas da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pblicas (Setop), e relator do processo de elaborao da Constituio de 1989

    Maria Coeli Simes Pires - secretria adjunta da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Sedru), ex-secretria-geral da Mesa da ALMG e coordenadora-geral do processo constituintesecretria adjunta da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Sedru), ex-secretria-geral da Mesa da ALMG e coordenadora-geral do processo constituinte

    Menelick de Carvalho Netto - professor da Faculdade de Direito da Universidade de Braslia (UNB), e coordenador tcnico do processo constituinteprofessor da Faculdade de Direito da Universidade de Braslia (UNB), e coordenador tcnico do processo constituinte

    Eni Caraj Filho - gerente de apoio ao Conselho de Sade da Secretaria Municipal de Sade de Betim, presidente do Comit Popular na Constituintegerente de apoio ao Conselho de Sade da Secretaria Municipal de Sade de Betim, presidente do Comit Popular na Constituinte

    Coordenao: deputado Lafayette de Andrada - coordenador da Comisso Extraordinria dos 20 anos da Constituio do Estado de Minas Geraisdeputado Lafayette de Andrada - coordenador da Comisso Extraordinria dos 20 anos da Constituio do Estado de Minas Gerais

    * 16h30 - Homenagem

    Homenagem aos deputados constituintes; aos funcionrios da ALMG que participaram do processo constituinte; e lanamento de edio comemorativa da Revista do Legislativo.

    Coordenao: deputado Dinis Pinheiro - 1-secretrio da ALMG deputado Dinis Pinheiro - 1-secretrio da ALMG

    Exposio "20 Anos da Constituio Mineira"

    21 de setembro a 21 de novembro de 2009 - Hall das Bandeiras - ALMG
    Abertura - 21 de setembro - segunda-feira - 18h30

    Abertura - 21 de setembro - segunda-feira - 18h30


    * Tem curadoria da historiadora Guiomar Grammont e concepo, cenografia e museografia do artista plstico Agnaldo Souza Pinho.
    * Com cerca de 150 fotos, a mostra dividida em trs blocos compondo uma linha do tempo que comea num tnel escuro, alusivo aos anos da ditadura, com o intuito de despertar sensaes ao longo de um passeio pela histria.

    Hotsite e Blog


    A programao completa - que inclui ainda concurso de redao e, exposio sobre a participao do servidor na Constituinte - e notcias, fotos, depoimentos e um blog esto reunidos no
    hotsite "Constituio Mineira 89/09 - 20 Anos".

    hotsite "Constituio Mineira 89/09 - 20 Anos".





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 18, 2009

    ARTIGO ESPECIAL.


    Homenagem memria de

    Antonio Olinto, o dono da histria
    Um mineiro na Academia Brasileira de Letras,
     que morreu recentemente.


    Petrnio Gonalves,
     jornalista e escritor.

    Aos poucos, vamos tendo a ntida sensao de que nossa vida vai-se acabando, como cacos de vidas e histrias que vo ficando beira do caminho, perdidas nas pginas amarelas da memria. Silenciosamente, o tempo vai nos levando a nossa melhor parte, nos deixando mais pobres em ns mesmos, mas com uma certeza inconfundvel do sonoro gosto da aurora.
    Assim, quando a noite pintava a manh de sbado, dia 12 de setembro, o tempo nos levou Antonio Olinto, o mineiro que no Rio de Janeiro aprendeu a ser imortal, edificando no mundo das letras um cabedal de conhecimentos e glrias, ganhado altar eterno na Academia Brasileira de Letras, ocupando a cadeira n 8.
    Nascido em Ub em 1919, estudou no Seminrio Catlico de Campos, no Rio, aprimorou-se no Seminrio Maior em Belo Horizonte, depois no Seminrio Maior de So Paulo, at se tornar um cidado do mundo, chegando a ser adido cultural na Nigria e em Londres.
    poca de sua nomeao para a Nigria, sendo indicado pelo amigo Tancredo Neves, dentro do governo parlamentar de 1962, a esposa Zora foi ao embate com o primeiro-ministro. Presidente, o senhor quer mandar o meu marido para um pas em que a poligamia cultural!
    O velho poltico, como quem bem conhece a alma humana, respondeu: - Zora, querida, em qual pas no mundo ela no ?
    Na frica, entre muitas descobertas, Olinto se encontrou, sendo batizado com o nome de Adond, que, em iorub, quer dizer: o dono dos cavalos. Ah, a sua vida foi uma devoo diria, constante e renovada ao povo e cultura africana, nos deixando suas melhoras obras, a magnfica trilogia "A casa da gua", "Trono de vidro" e "O rei de Keto".
    O seu apartamento, na rua Duvivier, em Copacabana, no Rio, era uma verdadeira embaixada africana, com mascaras (gueleds), pinturas, esculturas, livros, por todos os lados, por todos os cantos. Em seu quarto, as surpreendentes figuras africanas como altar, ao lado da cama, no alto do guarda-roupa, nas paredes.
    Era de uma beleza impar, comovente. L, com um orgulho de quem mostra as melhores obras, ele ia apontando uma a uma e dizendo a histria, o autor, o local de origem. Eu bebendo o seu fascnio por aquelas imagens, por aquelas figuras que eram, verdadeiramente, parte dele. Como atestou o nigeriano Wole Soyanka, prmio Nobel de Literatura, "ele um dos nossos", era!
    Dos seus milhares de livros, tomando as salas e corredores do apartamento, me explicava: Este prdio foi construdo por ingleses, ento, os quartos dos serviais ficam l em cima, cada apartamento tem um quarto l, e o quarto do nosso apartamento est todo tomado por livros... A sua idia era doar todo aquele acervo garimpado ao longo dos anos ao Instituto Cultural Antonio Olinto.
    Ao final de nosso encontro, depois de rememorar a sua coluna de crtica literria batizada de Porta de Livraria, pedi a ele Antonio, se um dia eu tiver uma coluna sobre crtica literria eu posso dar este nome? na hora, respondeu! Mas claro, ser para mim uma honra! Honra maior era a minha, e mais uma vez pude comungar com sua generosidade, sua grandiosidade, aquelas coisas que fazem os homens maiores....
    Em Belo Horizonte, do alto dos seus 89 anos, j me falava das comemoraes dos seus 90 anos, dizendo sonhos, idias, projetos, o futuro por se fazer. Era de uma juventude rejuvenescedora. Em Ouro Preto, depois de subir e descer ladeiras com dificuldade, me disse: - Ah, temos que voltar aqui com mais tempo! Sua secretaria, Beth Almeida, a quem ele chamava de filha, sentenciou: - A juventude dele eterna! Entendi tudo. Ele sempre fazendo planos, imaginando aes, fatos.
    No foi toa que no carnaval deste ano, desfilou como um menino pela Marqus de Sapuca, nos carros alegricos da Mocidade Independente de Padre Miguel. At que adoeceu. Ficou em coma, se recuperou, e foi para casa no ltimo dia 3.
    De volta ao velho lar, para todas as coisas que escolheu para ficar ao seu lado, e com a mesma leveza com que viveu, partiu, na certa, ao encontro de Zora, que sempre amou, e que seu nome quer dizer aurora.
    Para as comemoraes de seus 90 anos, a Academia iria lanar uma revista especial sobre sua vida e obra. Entre os amigos escolhidos que escreveriam sobre ele, mandei um poema, acreditando nas coisas que ele vivia imensamente: "Antnio Olinto/ Nos deu o Olimpo/ Traduzido em palavras e sentimentos./ Fez de sua vida,/ Uma longa e proveitosa jornada./ Ao lado de Zora,/ Colheu primaveras e auroras,/ Montados no lombo do cavalo do tempo,/ Enfeitiando o agora.../ Guardou tudo dentro do ub das horas, E veio navegando por entre as eras,/ Bem depois das primaveras./ Sentinela.../ um africano,/ Que por detrs de seu guelede de brasileiro,/ Conquistou o mundo inteiro...".
    Agora estou aqui, mirando o infinito e lendo as palavras que ele um dia pintou nas paredes de nossos coraes e de nossa histria: "S a palavra no morre. Vai alm de tudo e cria mundos, capazes de sustentar o nada que nos habita", que assim seja!


                                                

                                                

                                                

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 18, 2009

    Balano da Reunio do Colegiado dos Presidentes das Assemblias Legislativa em Braslia.


    Deputado Alberto Pinto Coelho, presidente da ALMG
    o presidente do Colegiado de Assemblias
    e liderou o Encontro em Braslia.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 18, 2009

    O poder do poder legislativo...







    Leia abaixo a ntegra da "Carta de Braslia", documento final do stimo encontro do Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas, realizado em Braslia nesta quinta-feia (17/09/2009), com a presena de representantes de 15 estados:


    Carta de Braslia

    "O Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas, reunido na cidade de Braslia no dia 17 de setembro de 2009, reafirma mais uma vez sua defesa da valorizao do Poder Legislativo, especialmente como o espao legtimo de representao dos cidados no Estado Democrtico de direito.

    Com efeito, no fortalecimento do Legislativo que se consubstancia o pleno exerccio democrtico, pois no Parlamento que a voz do cidado se faz efetivamente presente.

    Reafirma-se, assim, novamente, a necessidade da ampliao da atuao dos Legislativos estaduais, na defesa dos interesses dos respectivos Estados e de seus cidados.

    As descobertas do pr-sal, especificamente, demandam do Poder Legislativo uma ao pr-ativa, no sentido de buscar um marco regulatrio que permita o melhor aproveitamento destes recursos. Trata-se de uma riqueza nacional, por isso, de todos os brasileiros. Diante disso, o Colegiado se posiciona na defesa de um amplo debate nos Legislativos do pas, em particular sobre a melhor maneira de explorar e dividir essa riqueza, pois a correta distribuio desses recursos pode fazer a diferena entre um pas rico e um pas rico e justo. Talvez seja a chance de se resgatarem dvidas histricas do Estado com a populao do pas, especialmente na sade e na educao.

    Reafirma-se, tambm, a importncia de os Legislativos estaduais serem dotados de todos os mecanismos possveis de interao com o cidado - especialmente a concesso de canais abertos de televiso e de emissoras de rdio. Os mecanismos de comunicao no configuram apenas instrumentos de prestao de contas e de transparncia, mas garantem a participao do cidado e o aprimoramento da conscincia poltica de toda a sociedade.

    Assinam esta carta os Presidentes participantes do encontro, aos dezessete dias do ms de setembro do ano de dois mil e nove, na certeza de que cumprem seu papel de discutir e buscar caminhos para a convivncia mais harmnica entre os entes federados, para o aperfeioamento das funes do Poder Legislativo e para a consolidao da democracia."


    Responsvel pela informao: Assessoria de Comunicao - www.almg.gov.br



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 18, 2009

    FALA GOVERNADOR!!!











    Entrevista do governador Acio Neves
     - Inaugurao de nova fbrica da Iveco em Sete Lagoas


    Assuntos:
     Inaugurao de fbrica da Iveco,
    Arena do Jacar,
    Mineiro,
    Copa 2014,
    Copasa, Eleies 2010
    e prvias

    SEM REVISO

    Como este momento para o senhor?

    Acho que Minas Gerais se afirmando cada vez mais no cenrio da indstria automotiva. Ns j somos lder em automvel de passeio com a Fiat e, agora, avanamos muito com a Iveco no seguimento de caminhes.

    O Brasil, que tem um processo de crescimento muito grande, ter uma demanda muito grande por caminhes, uma demanda muito grande por equipamentos como esse. E o fato que eu acho mais relevante, talvez passe despercebido por alguns, que temos aqui o primeiro centro de desenvolvimento de pesquisa do Brasil. Nenhuma das outras montadoras brasileiras tem no Brasil seu centro desenvolvimento com engenheiros, com tcnicos, pesquisando produto.

    Ento, cada vez mais, o Grupo Fiat, e a Iveco parte do Grupo, se afirma em Minas Gerais como a mais importante planta, o mais importante conjunto de plantas, que mais adequado, do mundo. E melhores resultados. Portanto, o Governo do Estado continua sendo parceiro. Existem vrios protocolos que o governo firmou ao longo dos ltimos anos com o grupo que tem possibilitado a expanso de Betim e tambm a expanso aqui de Sete Lagoas. E uma parceria, como eu disse, que se iniciou h mais de 30 anos e tem trazido resultados muito concretos em empregos, em renda e desenvolvimento para o Estado.

    Quais desafios isso traz para Sete Lagoas, governador?
    Acho que Sete Lagoas tem de se preparar seja para o crescimento da Iveco, seja em relao s outras indstrias de outros setores importantes que aqui esto se instalando porque o que se busca hoje qualificao de mo-de-obra. O Estado tambm, em parceria com a Federao das Indstrias, tem investindo muito em qualificao. Temos o maior programa de ensino profissionalizante do Brasil em execuo em Minas Gerais. Exatamente, para preparao de mo-de-obra para setores que, potencialmente, em cada regio, possam crescer. Estamos, portanto, ajudando a preparar mo-de-obra tambm para essas indstrias que esto se instalando aqui em Sete Lagoas, mas essa , certamente, uma parceria que envolve toda a comunidade.

    Mas eu acho que Sete Lagoas tem muito a comemorar com a expanso da Iveco e com os outros investimentos que aqui chegaram. E, hoje, em especial, por se tornar a partir desses investimentos do Estado, um dos principais centros do futebol de Minas Gerais.

    O senhor disse que a Arena do Jacar a primeira opo. Tem outras opes tambm?
    Estamos trabalhando para dar condies ao Estdio do Independncia, em Belo Horizonte, de receber jogos. Mas aqui ficar pronto em primeiro lugar. Portanto, logo no incio do ano que vem, os primeiros jogos, a partir do momento em que o Mineiro for interditado, ocorrero aqui. Mas ao longo do tempo, estamos em parceria com o Governo Federal tambm criando condies para que o Estdio do Independncia possa ser mais uma alternativa.

    O senhor disse governador que a Copasa pode investir aqui. O senhor acha que o prefeito poderia tomar essa deciso o mais rpido possvel?
    Essa uma questo que o prefeito vai saber, no seu tempo, decidir. Cabe a mim dizer que a Copasa est em condies de fazer parcerias com a prefeitura como temos feito em vrias reas.

    Qual o cronograma do Mineiro? H um temor de que haja um atraso no projeto de R$ 1,2 milho, que acabou no servindo e, agora, tem outro projeto.
    No, na verdade, h um engano. No h qualquer razo para temor. Se existe um estdio no Brasil que est efetivamente dentro do cronograma o Mineiro. O que optamos por fazer foi no fazer uma licitao em cima de um projeto superficial. Ento, aquele projeto a base para o detalhamento que est sendo feito. Eu farei, como tenho feito em todas as obras no Estado, licitando a partir do projeto executivo. Voc pode atrasar um pouco a licitao, mas voc ganha em muito no preo e ganha em muito na finalizao da obra.

    Estaremos licitando, at o prximo ms de outubro, a primeira etapa das obras que trata da estrutura do Mineiro. Vamos reforar a estrutura para que ela possa receber a nova cobertura e, obviamente, novas atividades. Acreditamos que esse processo executivo possa estar pronto at o ms de fevereiro do prximo ano. A partir da, estaremos licitando o conjunto das obras de rebaixamento do piso do gramado e todas as outras intervenes estruturais. Mas quando licitarmos, ficar claro qual o valor. E o valor ser aquele inalterado. Isso permitir que o Mineiro inicie suas obras antes do ms maro como a solicitao da Fifa, da sua parte estrutural, e, talvez em maio, e junho, o conjunto das outras obras, absolutamente dentro do cronograma.

    Paralelamente a isso, estamos garantindo que o campo do Democrata, em Sete Lagoas, a Arena do Jacar, esteja pronta j em fevereiro, em condies de receber os jogos do campeonato mineiro e dependendo apenas de uma deliberao da Caixa Econmica Federal, que responsabilidade a do Governo Federal e no nossa, possamos licitar tambm as obras do Independncia, que calculo possam estar prontas, no mximo at o meio do ano que vem, at julho do ano que vem.

    Ento, teremos no primeiro semestre o estdio do Democrata em condies, a Arena do Jacar em condies de receber os jogos do Mineiro e incio do Brasileiro e, a partir do meio do ano, teremos as duas opes, a Arena e o Independncia e por dois anos o Mineiro estar fechado. No final de 2012 esto todos convidados para inaugurao do mais belo e remoado estdio brasileiro.

    O senhor trabalha na realidade com qual valor?
    No, eu no trabalho com valor. Exatamente o projeto executivo tem o objetivo de no ficarmos chutando nmeros, j ouvi vrios nmeros absurdos por a. O projeto executivo, ele permite no apenas que tenhamos um valor global, mas que voc pesquisando, com ateno, vai saber o quanto de concreto, o quanto o peso, o custo do rebaixamento do gramado, o quanto das instalaes hidrulicas, o quanto das luzes que vamos colocar l. Por isso que preciso saber o preo a partir do momento que haja detalhamento. Por isso, optei por apenas fazer a licitao quando houver o projeto executivo. O que assistimos acontecer, e esse era o passado de Minas tambm, eram licitaes que eram feitas em cima de um projeto superficial, no dia da ordem de servio j havia uma solicitao por mais 25% de aumento e depois o dinheiro no dava, tinha que fazer uma outra licitao complementar. Esse tempo dessa bandalheira em Minas acabou, os projetos so licitados com valor calculado com profundidade e esse o valor sem qualquer reajuste.

    Qual a data real, governador?
    Acredito que at maio do ano que vem, claro que essa no uma conta exata, mas os nossos clculos, nas nossas reunies, acredito que at maio do ano que vem, quando j teramos o incio do Brasileiro, possvel compatibilizar as obras que estaro ocorrendo no Mineiro - e j estaro ocorrendo de sustentao - com jogos porque voc pode interditar determinados setores. Fechar arquibancadas em determinados setores e abrir acesso em outros. Acho que at maio, no mximo em junho, O Mineiro poderia receber ainda alguns jogos, a partir da, Mineiro fechado, obras at o final de 2012 e tenho certeza vamos ter a compreenso dos mineiros, dos adeptos e fanticos por futebol como eu, que vamos ter que deslocar a outros estdios, vo ter o privilgio de conviver aqui em Sete Lagoas, porque nossa responsabilidade deixar o Mineiro em condies para a Copa do Mundo.

    Com essa agilidade vai ser possvel que o Mineiro se torne sede dos principais jogos?
    Vamos trabalhar para isso. Ns no vamos conformar ou acomodar com o espao de coadjuvante na Copa do Mundo. No toro para que outros tenham problemas, mas problemas existem em outras partes do Brasil. J disse ao presidente Ricardo Teixeira, que de Minas Gerais, que o Mineiro ser o primeiro estdio brasileiro a reunir 100% de condies para postular uma participao mais importante. Seja na abertura da Copa, seja sediando os jogos do Brasil na primeira fase, certamente com jogos das semifinais da Copa do Mundo, porque h um consenso geral, e sou adepto desse consenso, de que a final seja no Maracan. At porque h uma expectativa mundial de que seja, o mais, enfim, famoso e conhecido centro do futebol brasileiro e estar se renovando para tambm receber a final. Acho que essa uma briga que no devemos entrar. A partir da final, estamos dentro de todas, mas no apenas pedindo, mostrando que temos as melhores condies.

    Governador quando o senhor est em So Paulo, ao lado do Jos Serra e do pessoal de So Paulo, dos tucanos, o senhor fala em entendimento. Quando o senhor est aqui em Minas o senhor fala em prvias. No um discurso dbio do senhor?
    No. Voc tem lido muito pouco os jornais. Se voc tivesse, por exemplo, acordado ontem cedo e lido a Folha de So Paulo, a entrevista que dei em So Paulo, voc v que no h dubiedade alguma. H dubiedade, em alguns momentos, de alguns jornalistas, que no compreendendo bem o que eu digo, tentam colocar um impasse entre o PSDB. Vamos ter um entendimento no final, porque vamos estar juntos. Esse entendimento pode vir das prvias, que o que defendo, ou de outro instrumento. Defenderei as prvias at o final, porque acho que o mais vigoroso instrumento de mobilizao do partido. Ento, toda vez que vocs tiverem alguma dvida, leiam as minhas entrevistas, gravem essa que estou dizendo aqui.

    As prvias so o melhor instrumento, no apenas para escolher o candidato, mas para apresentarmos nossas propostas, para vencermos as eleies. Queremos muito mais que ter um candidato, vencer as eleies, e as prvias so um instrumento de mobilizao do partido. Agora, o partido no de propriedade de ningum, muito menos minha. A deciso ser a deciso que o partido tomar. No que depender do governador Acio Neves, ser uma deciso tomada pelas bases do partido.

    O senhor foi piloto antes do Felipe Massa. O que vocs conversaram?
    Para voc ver que privilgio. Mas ele me deu algumas dicas ali e, obviamente, aprovou o meu desempenho. E disse que estou s ordens. Se eles no encontrarem, at o final do ano, algum para substitu-lo, podem me convocar.


    Fonte: Assessoria de Imprensa do Governador


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 18, 2009

    OBRAS.










    Acio Neves autoriza incio das obras
     na Arena do Jacar















    Omar Freire/Imprensa MG
    Acio Neves foi presenteado com uma camisa de torcida do Democrata
    Acio Neves foi presenteado com uma camisa de torcida do Democrata
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm

















    Entrevista do governador Acio Neves sobre incio das obras do estdio Arena do Jacar
    Governo de Minas inicia obras de reforma da Arena do Jacar
    Cruzeiro e Atltico avaliam a Arena do Jacar como boa opo para o Campeonato Mineiro
    Obras visando Copa do Mundo de 2014 j comearam em Minas
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves durante autorizao de obras de ampliao da Arena do Jacar

    SETE LAGOAS (17/09/09) - O governador Acio Neves autorizou, nesta quinta-feira (17), o incio imediato das obras de reforma do Estdio Henrique Nogueira, em Sete Lagoas, regio Central de Minas. Durante visita ao estdio, construdo pelo Democrata Futebol Clube e conhecido como Arena do Jacar, o governador afirmou que o Governo de Minas investir R$ 8,6 milhes para modernizar e ampliar as suas instalaes.

    A Arena do Jacar ser uma importante alternativa para a realizao dos jogos dos times mineiros no perodo em que o Mineiro estiver fechado ao pblico para obras visando Copa do Mundo de 2104. Outra opo ser o Estdio Independncia, em Belo Horizonte, que tambm passar por reformas.

    Este o primeiro ato concreto com vistas Copa da Mundo de 2014. Estamos buscando aqui, criando condies para que a Arena do Jacar seja uma opo para os jogos dos prximos dois anos, assim como faremos, acredito que nas prximas semanas, em relao ao Independncia. Teremos essas duas grandes alternativas para que possamos ter tranquilidade nos dois anos em que o Mineiro estar fechado para se adequar s exigncias da Fifa, afirmou o governador, em entrevista.

    Cronograma da Fifa

    De acordo com Acio Neves, o Governo de Minas est cumprindo rigorosamente o cronograma definido com a Fifa para fazer de Belo Horizonte uma das sedes da Copa de 2014. O governador afirmou que o Estado est trabalhando para fazer com que Minas seja um dos principais protagonistas da competio internacional. As obras no Mineiro sero realizadas em trs etapas. A primeira comea em fevereiro do ano que vem.

    J no prximo ms de outubro estaremos colocando na rua a primeira licitao da parte estrutural do Mineiro, que vai permitir que o Mineiro receba uma nova cobertura e, at maro do ano que vem, estaremos licitando outras duas grandes obras. Uma de rebaixamento no estdio e outra, uma obra completa da estrutura interna. Portanto, o Mineiro estar plenamente pronto a partir do final do ano de 2012, garantiu o governador.

    Clubes e Federao

    Em ateno a pedido dos clubes e da Federao Mineira de Futebol, o Mineiro permanecer aberto durante a primeira etapa de obras para realizar alguns jogos do Campeonato Mineiro e do Brasileiro sem que haja prejuzos para os times e para as torcidas.

    O inicio dessas obras compatvel ainda com alguns jogos no Mineiro, desde que setorize, desde que limite o acesso em determinados setores onde as obras estaro ocorrendo. Mas essa primeira interveno no afeta a possibilidade do Mineiro ter alguns jogos, disse Acio Neves.

    A previso de que o Mineiro seja fechado a partir de maio ou junho, quando comearo as segunda e terceira etapas das obras. A partir dessa data, todos os jogos sero transferidos para a Arena do Jacar e para o Independncia.

    Integrao

    As obras na Arena do Jacar sero executadas pela CBR Construtora, vencedora do edital de licitao entre 13 empresas que apresentaram proposta. O prazo para concluso de 180 dias.

    Com a reforma, a capacidade do estdio passar de 18 mil pessoas para 25 mil. As arquibancadas de concreto recebero estrutura laminar e assentos individuais. O estacionamento ser ampliado de 120 vagas para 600, ocupando uma rea de 20 mil metros quadrados.

    O gramado ser recuperado e receber tratamento contra fungos e cupins. A Companhia Energtica de Minas Gerais (Cemig) investir R$ 400 mil na construo de torres de iluminao, melhorando a iluminao para atender exigncias necessrias transmisso de jogos noturnos pela TV.

    Estaremos dando ao estdio de Sete Lagoas uma nova estrutura, no apenas para esse perodo, mas para o futuro. E Sete Lagoas sempre teve uma presena importante no futebol mineiro, seja com o Democrata, ou seja com essa torcida fantica que temos aqui nesta regio, disse o governador.

    Infraestrutura moderna

    O projeto prev tambm reforma completa dos trs blocos onde funcionam bilheteria, banheiros, bares e administrao. Sero construdos trs novos blocos com o objetivo de melhorar a infraestrutura oferecida.

    As obras possibilitaro que o nmero de banheiros aumente de seis para 17. Os bares que atendem dentro do estdio tambm sero em maior nmero, passando dos dois atuais para sete. A Arena do Jacar ganhar mais uma bilheteria, totalizando quatro em funcionamento. Salas reservadas administrao sero ampliadas e as reas destinadas imprensa, camarotes e circulao de pessoas tambm passaro por reformas.

    Desenvolvimento

    Acio Neves foi recebido na Arena do Jacar pelos secretrios de Estado de Esportes e da Juventude, Gustavo Corra, de Desenvolvimento Social, Agostinho Patrs Filho, e de Transportes e Obras Pblicas, Fuad Noman; e pelo prefeito de Sete Lagoas, Mrio Mrcio Campolina e pelo presidente do Democrata Futebol Clube, Felisberto Gregrio. Tambm estavam presentes as torcidas e os presidentes dos principais clubes de Belo Horizonte Zez Perrela, do Cruzeiro; Alexandre Kalil, do Atltico MIneiro e o presidente de honra do Amrica, Afonso Celso Raso.

    O presidente do Democrata, Felisberto Gregrio, afirmou que o investimento do Governo de Minas na Arena do Jacar ser um importante instrumento de apoio ao time. O Democrata vai sobreviver graas a essa reforma. Sete Lagoas est ganhando mais que o prprio time do Democrata, porque o esporte como um todo, o setor hoteleiro e todo o comrcio sero alavancados, disse ele.

    O presidente do Cruzeiro, Zez Perrela, tambm apoiou a iniciativa do Governo do Estado. Gostei muito do projeto, as obras vo fazer da Arena do Jacar um estdio moderno. Outro ponto positivo que Sete Lagoas fica muito prxima de Belo Horizonte, praticamente faz parte da Grande BH, disse.

    Para o presidente do Atltico Mineiro, Alexandre Kalil, o Governo de Minas est fazendo um grande esforo para transformar a Arena do Jacar em uma boa opo para as partidas do Campeonato Mineiro. O Estado est trabalhando para fazer desse estdio a nossa casa. Na verdade, a casa grande ou pequena no importa. Importa a felicidade que est dentro dela, disse ele.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 18, 2009

    ARTIGO ESPECIAL.

                                                    Artigo publicado no caderno de opnio
                                              do jornal Estado de Minas, no dia 06/08/2009


    Planejamento metropolitano
     
    FBIO CALDEIRA CASTRO SILVA
    Doutor em direito (UFMG), diretor de Planejamento da
    Agncia Metropolitana RMBH


    Em se tratando de planejamento metropolitano,a preocupao maior, devido ao retrato federativo brasileiro e intensa e desordenada urbanizao iniciada na dcada de 1950, proporcionando graves problemas relacionados ao uso e ocupao do solo, de saneamento pblico, ao atendimento sade e mobilidade, por exemplo.
    Da maior relevncia as cidades modernizarem suas leis ansticas, atentando para o momento atual e com um olhar para o futuro. Nefastas para a coletividade aquelas que importaram planos diretores de outras cidades, mediante consultorias contratadas, sem um estudo mais profundo das caractersticas locais.
    Temos exemplo de cidade da regio metropolitana que, em seu plano diretor, trata de proteo a reas de mangue, sendo que no h qualquer espao do gnero no municpio. Outra tem um cdigo de posturas que probe a entrada de pessoas com chapu no cinema, s que, alm de a uso do chapu ter sido praticamente abolido na cidade, nela no h cinema h um bom tempo.
    Por fim, para um satisfatrio planejamento urbano, cinco premissas so indispensveis: vontade poltica envolvendo e integrando agentes polticos, gestores pblicos e sociedade civil, fortalecendo a democracia participativa; um corpo tcnico que conhea e seja sensvel realidade e s potencialidades locais, evitando os enlatados, que, infelizmente, no so incomuns quando se trata de legislao urbanstica; um marco regulatrio moderno, com leis adequadas ao que almeja a coletividade e a cidadania; eficincia no exerccio do poder de polcia, fazendo valer o cumprimento dos ditames legais; e uma objetiva, concreta e cristalina poltica de financiamento, compartilhada entre os trs nveis da Federao.
    Combinando estes fatores com os princpios constitucionais do artigo 37 da Constituio Federal, realando a legalidade e a moralidade, estar sendo dado um grande passo rumo ao desenvolvimento sustentvel brasileiro, partindo dos municpios e das regies metropolitanas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 17, 2009

    Tim!!! Tim!!! Momento do Vinho.




    A Via Litoral, que produz os vinhos VENTOLERA, est localizada no Vale de Leyda, uma sub-regio do belo Vale de San Antonio e um projeto do reputado produtor de uvas Vicente Izquierdo.
    O vale a nova descoberta como regio de clima fresco, est situado a aproximadamente 10 quilmetros das guas frias do Oceano Pacfico. As frias brisas da tarde tm uma influncia marcante em reduzir a temperatura do solo, fazendo com que esta rea seja ideal para variedades que amadurecem lentamente.
    Os solos pobres desse vale so ideais para a viticultura de qualidade, naturalmente reduzindo a fertilidade, produzindo colheitas pequenas e aumentando a concentrao das uvas para produzir vinhos de alta qualidade. A vincola conta atualmente com a consultoria enologica de Alvaro Espinoza, um dos cinquenta enlogos mais influentes do mundo segunda a revista Wine & Spirits.

    A Via Litoral produz as variedades Sauvignon Blanc, Pinot Noir e Chardonnnay, est ltima em breve estar  venda em nossas lojas.


    PROMOO:


    -VENTOLERA SAUVIGNON BLANC 2008 R$ 79,00 a gfa

    GUIA DESCORCHADOS 2009: 93 PONTOS

    Caixa com 06 garrafas de R$ 474,00 por R$ 426,60 - R$ 71,10 a gfa

    Caixa com 12 garrafas de R$ 948,00 por R$ 805,80 - R$ 67,15 a gfa


    -VENTOLERA PINOT NOIR 2007 R$ 160,00 a gfa

    GUIA LA CAV 2009: 90 PONTOS


    Caixa com 06 garrafas de R$ 960,00 por R$ 864,00 - R$ 144,00 a gfa

    Caixa com 12 garrafas de R$ 1.920,00 por R$ 1.632,00 - R$ 136,00 a gfa


    Promoo vlida para compra mnima de 06 garrafas e pagamento em cheque ou boleto bancrio.


    Condio especial de pagamento para compra de caixa com 12 garrafas: 02 vezes  no boleto bancrio (30/60 dias).

    Promoo vlida at o dia 30/09/2009.



    Faa sua compra por telefone ou e-mail, entregamos em sua residncia e despachamos para todo o Brasil.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 17, 2009

    POLTICA MINEIRA. Governador Acio Neves recebe no Palcio das Mangabeiras o ministro das Comunices, senador Hlio para UM DEDO DE PROSA. Hoje, quinta-feira, dia 17, s 18 horas.

                                           Acio Neves durante reunio com o ministro das Comunicaes, Hlio Costa

    Acio Neves durante reunio
    com o ministro das Comunicaes,
    Hlio Costa.
    Foto: Omar Freire/Imprensa MG
    Foi dia 22 de julho.

    Hoje, dia 17 de setembro no Palcio das Mangabeiras
    outro encontro entre os dois lderes.
    Acio do PSDB e Hlio do PMDB.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 17, 2009

    Delegao de paises africanos em Minas em busca de oportunidade de NEGCIOS. Os embaixadores foram recebidos pelo governo Acio Neves e o secretrio de Desenvolvimento Econmico, Srgio Barroso no Palcio da Liberdade, aqui em BH.







    Embaixadores de nove pases que fazem parte do Grupo para Desenvolvimento da frica Austral. Minas Gerais o primeiro estado visitado pelo grupo no Brasil, em busca de oportunidades de negcios. Durante o encontro, a misso africana, chefiada pelo embaixador da frica do Sul, Bangumzi Sifingo, relatou ao governador as potencialidades de investimentos naqueles pases.

    "Quero reiterar a importncia desse encontro para mostrarmos um pouco das potencialidades que Minas Gerais oferece. Devemos aproveitar a Copa do Mundo, quando os olhos do mundo estaro voltados para aquela regio, para divulgar as oportunidades. Coloco a estrutura do nosso governo, no turismo e no desenvolvimento econmico, para ajudar a divulgar para os mineiros as riquezas daqueles pases. Podemos fazer isso de forma articulada, uma grande oportunidade que no deveramos deixar de aproveitar", declarou Acio Neves, durante o encontro com os embaixadores.

    A delegao da frica est em Minas Gerais desde o incio da semana e, alm do encontro com o governador, tambm esteve com empresrios e tcnicos da rea econmica do Governo do Estado. Eles visitaram, tambm, a cidade de Ouro Preto.

    "Acredito que atravs de parceria muito vantajosa podemos envolver essa cooperao entre os pases da frica Austral e Minas Gerais, atraindo investimentos. Essa a primeira visita que fazemos, em grupo, a um estado, porque elegemos Minas Gerais como parceiro estratgico da nossa regio. Essa misso puramente exploratria e outras viro para aprofundar aquilo que fizemos agora. Vamos sentar, nos reunir, ver o que aprendemos dessa passagem por aqui, e fazer recomendaes aos nossos governos", disse o embaixador de Moambique, Murade Isaac Murargy, em entrevista aps o encontro com o governador. 

                                            
                                                                           Srgio Barroso,
                                                 secretrio de Desenvolvimento Econmico 
                                                                                de Minas.

                                                                                 Cemig
    O secretrio de Estado de Desenvolvimento Econmico, Srgio Barroso, disse, aps a audincia com o governador, que os pases africanos tm conversado com a Cemig, para o desenvolvimento de alguns projetos em conjunto.

    "Temos muita coisa em comum na rea de minerao, siderurgia, energia. Esse foi o primeiro contato deles com Minas Gerais. Vai haver um outro, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econmico, e a ns vamos desenvolver um plano de trabalho conjunto. Eles esto interessados em adquirir conhecimento junto Cemig, porque a siderurgia uma atividade importante naquela regio e requer muita energia. Biotecnologia, principalmente tecnologia de produo de alimentos, outra rea de muito interesse deles", disse Srgio Barroso.

    A misso africana chefiada pelo embaixador da frica do Sul, Bangumzi Sifingo, auxiliado pelos encarregados de Negcios o embaixador de Angola, Leovigildo da Costa e Silva, e Baudouin Mayola Ma Lulendo, da Repblica do Congo. Tambm integram o grupo os embaixadores Murade Isaac Murargy, de Moambique; Hopelong Uushona Ipinge, da Nambia; Joram Mukama Biswaro, da Tanznia; Albert Muchanga, da Zmbia; e Thomas S. Bvuma, do Zimbbue.

    frica Austral
    A Comunidade para o Desenvolvimento da frica Austral existe desde 1992, quando foi decidida a transformao da SADCC (Southern Africa Development Co-ordination Conference ou Conferncia para o Desenvolvimento da frica Austral), criada em 1980 por nove dos estados membros. Hoje a SADC engloba 14 pases do sul da frica. Os pases membros somam uma populao de aproximadamente 210 milhes de pessoas e um PIB de aproximadamente US$ 700 bilhes.
    A Comunidade para o Desenvolvimento da frica Austral (SADC) e a Comunidade Econmica dos Estados da frica Ocidental (ECOWAS), que tm sido consideradas determinantes na integrao regional econmica africana.


    Fonte: Assessoria de Imprensa do Governador


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 17, 2009

    FESTIVAL TALO-BAIANO comea hoje no Restaurante MATUSALM na av.Portugal, na Pampulha, em BH.Recomendo!!!

    Alta gastronomia na Pampulha em BH.
    Dois mestres - da cozinha italiana, o Memo Biadi e cozinha bahiana, Matusalm
    - vo fazer a delcia de todos ns
    no 2 Festival talo-bahiano nos dias 17, 18 e 19,
    partir das 20 horas no Restaurante Matusalm,
    av. Portugal 3287 na Pampulha.
    Fomos convidados pelo mestre Matusalm.




     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 17, 2009

    Nota oficial do Sindacar/Siamig discorda do Ministrio do Meio Ambiente.

    Entidades do Setor Sucroenergtico discordam da metodologia utilizada para medio das emisses de gases dos veculos automotores,  divulgadas ontem pelo Ministrio do Meio Ambiente,  por deixar de fora as emisses de CO2.


    O Setor j solicitou uma audincia ao ministro Carlos Minc para expor todas as preocupaes e discordncias da metologia, que desconsidera as discusses em nvel mundial da busca de metodologias mais limpas como o etanol, o lcool combustvel, que emite menos gs carbnico no meio ambiente, principal responsvel pelo aquecimento global. 



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 17, 2009

    FALA GOVERNADOR!!!
















    Assuntos: Fortalecimento das Associaes de Municpios,
    Prmio por Produtividade, Prvias do PSDB,
     Eleies 2010,
     internet em campanhas,
    Espao Minas em SP



    Governador, hoje foi um discurso da despedida das despedidas...

    Estou to nostlgico ultimamente. Ser que vou sentir muita saudade? A comeo a me lembrar dos problemas e a passa a vontade. Na verdade, esse era um dos ltimos compromissos que havia assumido no meu programa de governo. No havia podido resgatar at agora exatamente pela queda da arrecadao, que era um novo instrumento para fortalecer as associaes microrregionais.

    Elas significam uma oportunidade que problemas comuns a vrios municpios, na rea de transporte, por exemplo, nas estradas vicinais, problemas at mesmo de transporte escolar, problemas na rea de segurana, projetos comuns na rea pontes que, enfim, que so comuns a vrios municpios. E acaba no sendo resolvidos porque um municpio solitariamente no tem condies de fazer todo investimento. E se o outro resolve no fazer, a coisa fica pelo caminho.

    A associao, agora com recursos, ela pode estabelecer, no conjunto daqueles municpios que ela representa, quais so as prioridades para esse ano. Fazer como fazemos aqui no oramento do governo. Quais so as prioridades para o ano que vem, no outro ano? Ningum vai resolver tudo em um ano s, mas comea haver um planejamento destas aes, que so aes de interesse comum de todos os municpios. Precisava desse impulso, agora tive condio de faz-lo. Estou liberando j a partir de hoje, R$ 33 milhes para o conjunto das 41 associaes microrregionais. Alm disso, estou destinando mais R$ 10 milhes para que a Ruralminas se equipe com patrol, com caminhes, enfim, com instrumentos tambm que possam ser disponibilizados para essas associaes ou diretamente para as prefeituras.

    Ento, estou muito feliz porque foi mais um resgate do nosso programa de governo e vai na direo do que prego no pas inteiro: a descentralizao, o fortalecimento dos municpios, o fortalecimento dos estados e as associaes microrregionais so instrumentos de fortalecimento dos municpios.

    Qual o prximo passo para elas conseguirem os recursos? Poucas esto aptas a receber os recursos.

    Mas mais um estmulo para que elas se regularizem. Ento a Secretaria de Desenvolvimento, com apoio da Fundao Joo Pinheiro, vai se colocar disposio de cada uma delas. A primeira etapa e muito importante que isso ocorra, que ela se regularize. Elas tm que estar aptas no Cagec para poder receber esses recursos, mas acredito que todas correro atrs, ouvi isso de vrios presidentes que cumprimentavam ali, que ia regularizar sua situao para rapidamente receber esses recursos. Essa uma responsabilidade delas, at porque o governo vai fiscalizar como deve fazer, como tem o dever de fazer, a aplicao desses recursos.

    Prmio por Produtividade.

    Pelo segundo ano consecutivo, estou anunciando hoje que no prximo dia 7 de outubro, junto com a folha salarial de setembro, estaro depositados os recursos advindos da variao de desempenho de cerca de 298 mil servidores do Estado de Minas Gerais. Sero R$ 318 milhes a serem distribudos alm do salrio, obviamente, para esses servidores. Isso significa, alm de um justo reconhecimento a esses servidores, que alcanaram as metas pactuadas com o Governo do Estado, mais um passo adiante no sentido da qualificao da administrao pblica em Minas Gerais.

    Pela primeira vez, agora, essa avaliao est sendo feita de forma setorizada, portanto, estamos aprimorando nosso instrumento de avaliao e isso traz, obviamente, mais justia. E sero mais R$ 318 milhes, alm da folha salarial de setembro, colocados na economia do Estado de Minas Gerais com efeito positivo colateral que obviamente mais gerao de emprego, mais renda, estmulo ao comrcio, enfim, aos servios.

    Governador, a Cemig vai ampliar a participao na Light?

    Mas eu no falo sobre esse assunto. Vi algumas noticias nos jornais, mas h a uma questo de confidencialidade. A Cemig uma empresa fortalecida hoje, posso dizer que uma empresa que busca oportunidades para ser uma das principais, um dos principais pilares do setor energtico brasileiro, mas tenho limitaes legais para fazer qualquer comentrio em relao a qualquer aquisio antes que ela esteja concretizada.

    Governador, esclarece aqui para ns essa questo das prvias. O senhor vem sinalizando que pode no ser s prvia. O que est acontecendo, tem ou no tem?

    muito claro, no existe isso. Se voc ler as minhas declaraes, voc vai entender o que eu penso. Se voc ler as interpretaes de outros, as plantaes de alguns, enfim, anlises de setores da imprensa ou mesmo de setores polticos, uma outra coisa. Tenho dito que as prvias partidrias so o melhor instrumento que o PSDB tem para definir qual ser o seu candidato. Se ns tivermos prvias, o partido sai fortalecido. E eu estarei at o ltimo momento lutando pelas prvias.

    Obviamente, no sou o dono do partido. Participo de um partido que tem representao em todos os estados da federao. E at respeito aqueles que tm posio diversa da minha. Mas eu continuarei ao lado daqueles que acompanham a nossa orientao, insistir e trabalhar para que ns tenhamos a partir de janeiro as prvias partidrias. E a partir delas, um candidato.

    E vou repetir, estou ficando rouco de faz-lo, mas no tem importncia, vou continuar fazendo: no basta ao PSDB ter um candidato hoje Presidncia da Repblica. O PSDB tem que dizer populao o que esse candidato vai fazer, porque que ele diferente do candidato do governo; porque que vale a pena no dar continuidade ao que est a, e encerrar esse ciclo e iniciar outro. E isso que ns temos que buscar.

    Eu viajo nesses prximos dias novamente ao Norte do pas, vou ao Rio Grande do Norte, vou ao Maranho, depois tenho uma viagem ao exterior para concretizar alguns negcios da Cemig e tambm um convite da Federao das Indstrias para participar de um evento industrial de Minas fora do pas. Retorno e continuarei essas viagens no ms de outubro, no ms de novembro, e espero que em dezembro o partido possa, atravs da sua direo, anunciar os critrios e a data da realizao da prvia.

    Algum em So Paulo chegou a pedir para o senhor desistir desse projeto?

    No, de forma alguma. At porque eles me respeitam, assim como eu os respeito. Isso no significa que ns tenhamos que ter o mesmo ponto de vista em relao a todos os temas. Foi muito positiva a minha ida a So Paulo, tivemos l a inaugurao da nossa embaixada mineira extremamente prestigiada pelas principais figuras polticas de So Paulo, pelos principais empresrios, alguns dos principais lderes empresariais de So Paulo, por amigos meus de fora da poltica, como o Bernardinho, fez questo, ele que no tem vinculao poltica de estar l ao nosso lado; enfim, o Luciano Huck, o Ronaldo, o Tom Cavalcante.

    Isso foi uma demonstrao de que o PSDB tem que conversar com a sociedade onde ela est, com seus representantes naturais. No s com os outros representantes polticos. Acho que foi uma forma adequada de ns mostrarmos Minas Gerais, vendermos as nossas potencialidades no principal centro econmico do pas.

    Tive conversas polticas, tive conversas com prefeitos de So Paulo, tive oportunidade de falar com vrios veculos de imprensa, dizendo exatamente o que eu penso. Nenhuma candidatura pode ser imposta. Candidatura imposta est fadada ao fracasso. O PSDB tem a virtude de ter um nome como o governador Jos Serra; ns temos um outro perfil e, portanto, somos uma outra alternativa. Ns temos um belo dilema, um dilema que acredito que vrios outros partidos gostariam de ter. No tempo certo, ns vamos avaliar; pesquisa, possibilidade de ascenso de cada candidato, a capacidade de buscar novas alianas e inclusive algumas que so hoje no campo do governo; a menor rejeio como estmulo ao crescimento a cada uma das candidaturas. Ns temos tempo para isso. A nossa agenda nossa. A do governo a do governo. Ns no temos que perseguir a agenda do governo.

    Vou continuar governando Minas Gerais, mas obviamente tambm compatibilizando as minhas responsabilidades administrativas tambm com a minha responsabilidade poltica de apresentar ao Brasil um projeto.

    E a aprovao da internet para campanha?

    uma liberao natural, at porque qualquer medida hoje de cerceamento, de controle da internet incua por natureza. No se tem instrumentos para fazer esse controle. Acho que deram um nome equivocado ao que foi votado. Chamar de reforma poltica gera sempre a expectativa de que se vai mexer na estrutura do processo poltico. Isso no ocorreu. Foi apenas uma reforma na legislao eleitoral, que eu acho que traz alguns aspectos positivos, entre eles, esse. Portanto, acho que foi um avano.

    E na eleio?

    Essa segunda questo, eu apenas lamento essa interpretao recente do nosso Supremo Tribunal Federal, ministro Eros, em relao necessidade de haver uma nova eleio, ela mais democrtica e ao meu ver mais justa, do que se algum governante for afastado, assumir aquele que perdeu as eleies, porque a voc est tendo algum governando sem legitimidade. Seja pela Assembleia Legislativa ou seja pela populao, que talvez me parea o melhor instrumento, um avano. Apenas acho que isso poderia ter ocorrido em relao a alguns que foram recentemente afastados e tiveram a substitu-los aqueles que por eles foram derrotados.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 17, 2009

    DE olho nas aes do governo Acio Neves...










    Acio anuncia R$ 32,8 mi
    para revitalizar associaes















    Omar Freire/Imprensa MG
    Acio Neves anunciou a liberao de R$ 32,8 milhes para revitalizar as 41 associaes de municpios
    Acio Neves anunciou a liberao de R$ 32,8 milhes para revitalizar as 41 associaes de municpios
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm




















    1 entrevista do governador Acio Neves no lanamento do programa para Associaes Microrregionais
    2 entrevista do governador Acio Neves no lanamento do programa para Associaes Microrregionais
    Associaes microregionais recebem apoio financeiro do Governo
    Governo libera recursos para associaes microrregionais e anuncia pagamento de produtividade
    Transcrio da 1 entrevista do governador Acio Neves no lanamento do Programa de Fortalecimento das Associaes Microrregionais de Municpios
    Transcrio da 2 entrevista do governador Acio Neves no lanamento do Programa de Fortalecimento das Associaes Microrregionais de Municpios

    BELO HORIZONTE (16/09/09) - O governador Acio Neves anunciou, nesta quarta-feira (16), no Palcio da Liberdade, em Belo Horizonte, a liberao de R$ 32,8 milhes de recursos prprios do Estado para revitalizar as 41 associaes de municpios em atividade em Minas Gerais. Cada uma receber R$ 800 mil, em parcela nica, para aplicar na modernizao da infraestrutura de atendimento s prefeituras. Os recursos sero repassados a partir do ms que vem, atravs do Programa de Fortalecimento e Revitalizao das Associaes Microrregionais de Municpios. O governador anunciou ainda a transferncia de R$ 10 milhes Ruralminas para a compra de novos equipamentos e maquinrio.

    "J esto disposio a totalidade dos recursos para que cada uma das Associaes Microrregionais, espero que o mais rapidamente possvel, apresente a sua planilha, para que cada uma possa ter sua disposio j esse ano, j no prximo ms, R$ 800 mil. um total de quase R$ 33 milhes para que possam investir nas suas sedes, na qualificao de profissionais, equipamento, maquinrio. Os senhores que vo definir como utilizar esses recursos", disse o governador ao discursar para os presidentes das associaes.

    O objetivo que os recursos sejam usados na compra de novos equipamentos e na aquisio de suporte tcnico para que as entidades possam atender os municpios com obras de estradas vicinais que facilitem o escoamento de produo e o acesso s escolas, postos de sade e comrcio. Tambm contribuir para fortalecer o associativismo microrregional.

    "Problemas comuns a vrios municpios na rea de transporte, por exemplo, nas estradas vicinais, problemas at mesmo de transporte escolar, problemas na rea de segurana, so comuns a vrios municpios. E acaba no sendo resolvidos, porque um municpio solitariamente no tem condies de fazer todo investimento. A associao, agora com recursos, pode estabelecer, no conjunto daqueles municpios que ela representa, quais so as prioridades para cada ano", disse o governador.

    O ltimo repasse de recursos do Governo do Estado para as associaes microrregionais foi h 15 anos para compra de uma patrol e uma caminhonete.

    Infraestrutura e saneamento

    Acio Neves anunciou tambm que o Governo de Minas est finalizando outro programa de apoio direto aos municpios mineiros. Ele antecipou que o objetivo injetar recursos para que as prefeituras tenham condies de atender s principais demandas dos moradores, principalmente nas reas de saneamento e infraestrutura. Segundo ele, preciso fortalecer os municpios, uma vez que so as prefeituras que melhor e mais de perto conhecem as necessidades dos moradores.

    "A lgica da administrao pblica permitir e dar condies para que o municpio faa o que puder fazer e que o Estado faa apenas aquilo que o municpio no puder fazer, cabendo Unio fazer apenas o que estados e municpios no puderem fazer", afirmou Acio Neves.

    Pacto federativo

    De acordo com o governador, o Brasil s conseguir se reorganizar quando refundar a Federao. Ele criticou a alta concentrao de recursos nas mos da Unio.

    "O governo federal que hoje concentra mais de 70% de tudo o que se arrecada no pas, quer executar diretamente investimentos, decidir concentradamente quais so as prioridades. A consequncia primeira disso a ineficincia, os desvios e a desconexo daquelas prioridades estabelecidas em Braslia com a realidade cotidiana do cidado desse pas inteiro", afirmou ele.

    Em dia

    Para ter direito ao repasse de R$ 800 mil, a associao dever estar em dia com o Cadastro Geral de Convenentes do Estado de Minas Gerais (Cagec). Para o governador, os investimentos anunciados iro funcionar como um estmulo para que as associaes inadimplentes regularizem sua situao.

    "A Secretaria de Desenvolvimento Regional, com apoio da Fundao Joo Pinheiro, vai se colocar a disposio de cada uma das associaes. muito importante que isso ocorra e que elas se regularizem, elas tm que estar aptas para poder receber esses recursos", disse o governador.

    Ele afirmou ainda que a planilha dos investimentos a serem feitos por cada associao dever ser apresentada aprovao da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Sedru). Segundo o governador, o objetivo dar transparncia e destinao correta ao dinheiro pblico investido nas entidades.

    "Por se tratar de dinheiro pblico, caber Secretaria acompanhar esses investimentos e aos senhores fazerem a adequada prestao de contas", disse ele.

    Tambm estiveram presentes solenidade, o vice-governador Antonio Anastasia, o secretrio de Estado de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana, Dilzon Melo, e o presidente da Associao Mineira de Municpios, Jos Milton.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 16, 2009

    Faa como as LOJAS REDE: ajude no tratamento do cncer... de moeda em moeda, um SORRISO construdo no Instituto Mrio Penna, aqui em BH. Atualmente so 280 mil investidores sociais que ajudam o Instituto - so 100 mil na capital e outros 180 mil espalhados pelo Estado. COLABORE!!!










                     PARCERIA
    ENTRE O INSTITUTO MRIO PENNA E AS LOJAS REDE

     







    TROCO ESPERANA



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 16, 2009

    Os 45 anos do Grupo mineiro ORGUEL....

    ADCE promove palestra
    sobre os 45 anos do Grupo Orguel
     

    A Associao de Dirigentes Cristos de Empresas (ADCE) e o Conselho de Cidadania Empresarial da Federao das Indstrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) realizam, nesta quarta-feira, 16 de setembro, um almoo-palestra com o scio-fundador e presidente do Conselho de Acionistas do Grupo Orguel, Francisco de Assis Guerra Lages. O tema do encontro ser "Bons exemplos empresariais: 45 anos do Grupo Orguel. 
    Durante o encontro, Francisco ir relatar os motivos que levaram a empresa a alcanar os 45 anos de existncia, como enfrentaram a sucesso e quais so as principais razes para o sucesso do Grupo", comenta o presidente da ADCE Srgio Cavalieri.  O Grupo Orguel formado por 13 empresas que atuam na fabricao, venda e locao de mquinas e equipamentos para construo civil, indstria e minerao. Com matriz em Belo Horizonte, est presente em 22 estados brasileiros e possui 64 filiais.
    O evento, com vagas limitadas, ocorre s 12 horas, no Fiemg Trade Center, localizado na rua Timbiras, n  1.200, 2 andar. Inscries: (31) 3281-0710 ou (31) 9261-6936. 

    PERFIL DO PALESTRANTE:



     Francisco de Assis Guerra Lages

    Formao Acadmica

    - Graduado em Administrao de Empresas UFMG
    - Ps-Graduado em Marketing FUMEC
    - Graduao ADESG (Escola Superior de Guerra)
    - Programa de gesto PAEX da Fundao Dom Cabral
    - Programa PDA Parceria para o Desenvolvimento de Acionistas Fundao Dom Cabral

    Cargos Exercidos
    - Scio-fundador e Presidente do Conselho de Acionistas do GRUPO ORGUEL, constitudo de 11 empresas que se dedicam fabricao, importao, distribuio, locao e assistncia tcnica de mquinas e equipamentos para a construo civil, indstria, minerao, e ainda empreendimentos imobilirios e fomento mercantil.

    Empresas do Grupo Orguel:
    - Orguel Administrao e Participaes Ltda
    - Orguel Organizao Guerra Lages Ltda
    - Orguel Finanas Ltda
    - Mecan Indstria e Locao de Equipamentos para Construo Ltda
    - Locbras Locadora de Ferramentas Eltricas Ltda
    - Locguel Locadora de Equipamentos para Construo Ltda
    - Bramex Brasil Comrcio Exterior Ltda
    - Locadora de Equipamentos para Limpeza Multiclean Ltda
    - Construir Empreendimentos Imobilirios Ltda
    - Orguel Plataformas
    - Mecanflex

    Atuaes em Instituies de Classe:
    - 2 Vice Presidente do CIEMG Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais, pertencente ao sistema FIEMG Federao das Indstrias do Estado de Minas Gerais
    - Membro Fundador e 1 Presidente da ACIRVELS Associao Comercial e Industrial da Regio de Vespasiano/MG
    - Membro Fundador, Ex-Presidente e Membro do Conselho Superior do SINDILEQ Sindicato dos Locadores de Equipamentos, Mquinas e Ferramentas de Minas Gerais.
    - Membro Fundador, Ex-Presidente e atual Vice-Presidente da FESEMG Federao de Servios do Estado de Minas Gerais.
    - Membro Fundador e Diretor da CNS Confederao Nacional de Servios
    - Membro do COIND Conselho de Industrializao do Estado de Minas Gerais
    - Diretor da ACIC Associao Comercial e Industrial de Contagem

    Participou de vrias feiras internacionais.
    Conhece em torno de 30 pases.



     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 15, 2009

    ANEL DA MORTE. Artigo enviado ao nosso BLOG pelo Especialista em Trnsito e Assuntos Urbanos, Jos Aparecido Ribeiro. para LER e PENSAR...

                                           

                                                                          ANEL DA MORTE

                                                                        Jos Aparecido Ribeiro.
    Alguns "especialista de ltima hora" costumam reduzir as causas de acidentes velocidade, transferindo para o motorista, a responsabilidade das tragdias e ajudando os responsveis pelas solues ficarem de braos cruzados...
    A realidade no bem essa. Isto por que o Brasil possui um dficit estrutural gigantesco na questo da infra estrutura de vias, incluindo as urbanas e sobretudo as Rodovirias.
    O Pais produz hoje automveis de primeiro mundo com potncias cada vez mais elevadas, mas as nossas estradas continuam as mesmas de 5 dcadas passadas, quando a potncia e a segurana dos carros eram bem menores, bem como a engenharia de construo de estradas.
    Aliado a isso ainda tem a facilidade para se adquirir um carro e a deficincia do transporte pblico que incentiva cada vez mais o crescimento da frota.
    O exemplo serve para nos mostrar o descompasso entre o que a funo do Anel Rodovirio e a prtica do dia a dia;
    O anel uma "Auto Pista" que atravessa a cidade com 26,5 KM e uma fluxo de 90 mil veculos dia, e crescente, o que significa um numero de veculos maior do que a sua capacidade, com o agravante do trfego de caminhes pesados e uma topografia acidentada.
    Se no bastasse, ele liga as duas principais Rodovias Federais do Estado, BR 381 e BR 040, onde estes 90 mil veculos disputam espao na Via que possui 9 estreitamentos de pistas sem sinalizao adequada e tempo para diminuir a velocidade nos gargalos formados por estes estreitamentos, sendo esta a principal causa de acidentes naquele local.
    Com efeito a tese de que a velocidade a causa principal dos acidentes, por incrvel que possa parecer, no se sustenta, j que estamos falando de uma auto pista com velocidade mdia de 110km horrios.
    Se todos andassem a 110km, que a velocidade compatvel para a via, se as barreiras eletrnicas fossem adequadas esta realidade, ou seja 90KM ao invs de 70KM, se a "Auto Pista" tivesse reas de escape para panes ou paradas emergenciais, e no existisse os estreitamentos sbitos de Via, pelo menos 70% dos acidentes com mortes no teriam acontecido.
    A soluo definitiva para o Anel, mesmo que alguns achem que estou "viajando e sendo um pouco idealista" como em outros tempos ao sugerir a construo da Linha Verde, a sua verticalizao aumentando a sua capacidade de 6 para 12 pistas a exemplo de alguns trechos da Linha Vermelha no Rio de Janeiro e dezenas de outras Cidades que conseguiram evoluir junto com a tecnologia e a demanda por "Auto Pistas"...
    O nmero de emplacamentos s aumenta e as obras paliativas no resolvero o problema do auto fluxo do Anel Rodovirio de Belo Horizonte.
    Para agravar a situao o DNIT de Minas Gerais to somente um rgo executor e no possui em sua estrutura profissionais preparados para pensar o futuro das vias Federais que atravessam Minas Gerais, incluindo as Rodovias e o Anel Rodovirio. O rgo inclusive no possui nenhum tipo de planejamento, seja de curto, mdio e longo prazo.
    Portanto, mesmo com os 700 milhes que sero investidos nas obras do Anel, a Via continuar defasada e em breve demandar novas obras para aumentar a sua capacidade de receber veculos de passeio e de carga.
    Jos Aparecido Ribeiro
    Especialista em trnsito e assuntos urbanos
    Administrador, consultor


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 15, 2009

    ARTIGO ESPECIAL. Enviado ao nosso BLOG pelo empresrio Antnio Eduardo Baggio, presidente do SINPAPEL. O ARTIGO de Regina Brett. Gostei e reparto esse verdadeiro banquete de poesia e filosofia profunda sobre a vida, com voc que nos acessa.


                                                 ESCRITO POR REGINA BRETT, 90 ANOS.....

    "Para celebrar o envelhecer, uma vez eu escrevi 45 lies que a vida me ensinou. a coluna mais requisitada que eu j escrevi.
    Meu taximetro chegou aos 90 em Agosto, ento aqui est a coluna mais uma vez:

    1. A vida no justa, mas ainda boa.
    2. Quando estiver em dvida, apenas d o prximo pequeno passo.
    3 A vida muito curta para perdermos tempo odiando algum.
    4. Seu trabalho no vai cuidar de voc quando voc adoecer. Seus amigos e seus pais vo. Mantenha contato.
    5. Pague suas faturas de carto de crdito todo ms
    6. Voc no tem que vencer todo argumento. Concorde para descordar.
    7. Chore com algum. mais curador do que chorar sozinho.
    8. Est tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele aguenta.
    9. Poupe para aposentadoria comeando com seu primeiro salrio.
    10.. Quando se trata de chocolate, resistncia em vo
    11. Sele a paz com seu passado para que ele no estrague seu presente. ( UMA DE MINHAS FAVORITAS )
    12. Est tudo bem em seus filhos te verem chorar.
    13. No compare sua vida com a dos outros. Voc no tem ideia do que se trata a jornada deles..
    14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, voc no deveria estar nele.
    15 Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas no se preocupe, Deus nunca pisca.
    16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.
    17. Se desfaa de tudo que no til, bonito e prazeiroso.
    18. O que no te mata, realmente te torna mais forte.
    19. Nunca tarde demais para se ter uma infncia feliz. Mas a segunda s depende de voc e mais ningum.
    20. Quando se trata de ir atrs do que voc ama na vida, no aceite no como resposta.
    21. Acenda velas, coloque os lenis bonitos, use a lingerie elegante. No guarde para uma ocasio especial. Hoje especial.
    22. Se prepare bastante, depois deixe-se levar pela mar..
    23. Seja excntrico agora, no espere ficar velho para usar roxo.
    24. O rgo sexual mais importante o crebro.
    25. Ningum responsvel pela sua felicidade alm de voc.
    26. Encare cada "chamado desastre" com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?
    27. Sempre escolha a vida.
    28. Perdoe tudo de todos.
    29. O que outras pessoas pensam de voc no da sua conta.
    30. O tempo cura quase tudo. D tempo.
    31. Indepedentemente se a situao boa ou ruim, ir mudar.
    32. No se leve to srio. Ningum mais leva...
    33. Acredite em milagres
    34. Deus te ama por causa de quem Deus , no pelo o que vc fez ou deixou de fazer.
    35. No faa auditoria de sua vida. Aparea e faa o melhor dela AGORA!
    36. Envelhecer melhor do que a alternativa: morrer jovem
    37. Seus filhos s tm uma infncia
    38. Tudo o que realmente importa no final que voc amou.
    39. V para a rua todo dia. Milagres esto esperando em todos os lugares
    40. Se todos jogassemos nossos problemas em uma pilha e vssemos os de todo mundo, pegaramos os nossos de volta.
    41. Inveja perda de tempo. Voc j tem tudo o que precisa.
    42. O melhor est por vir.
    43. No importa como vc se sinta, levante, se vista e aparea.
    44. Produza.
    45. A vida no vem embrulhada em um lao, mas ainda um presente!!!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 15, 2009

    Como o tempo passa rpido...Hoje faz um ano que lanamos nosso DVD CURSO "Socorro, Estou na TV"!!! no Espao Cultural do jornal ESTADO DE MINAS< aqui em BH. Agradeo mais uma vez a direo do Estaminas nas pessoa do diretor- executivo jornalista Edison Zenbio.

    Fica o registro.
    E o agradecimento a VOC, 
       que tambm nos prestigiou e 
     acessa ao nosso BLOG DE NOTCIAS. 
       Sinta-se citado!

     
    JCA e o governador Acio Neves


    JCA e o ministro e senador Hlio Costa


    JCA e o vice governador de Minas,
     professor Antonio Augusto Anastasia


    Altivo Oliveira, diretor regional da EMBRATEL,
     o ministros das Comunicaes
     senador Hlio Costa, JCA e Vladimir Bicalho.


    JCA, deputado Alberto Pinto Coelho
      presidente da Assemblia Legislativas de Minas  
    e Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.
    Rodrigo Lucena, diretor de Rdio e TV
    da Assemblia Legislativa de Minas, JCA
     e o articulista poltico
    do jornal ESTADO DE MINAS,
    Batista de Almeida.


    Renan Peixoto,Top fo Mind do setor de Imveis
    na capital mineira e JCA


    Osrio Trsius, JCA e Regiane Nascimento,
    Gerente Regional da ABIMAQ


    Outros leitores ilustres do nosso BLOG:
    da esquerda para a direita -
    Antnio de Pdua, presidente da Amipo;
    Luiz Carlos Dias,vice-presidente da Fiemg;
    ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa;
    JCA e o mdico Celso Tarufi.


    JCA, Csar Romero e Jos Aparecido Ribeiro


    O Analista de Sistemas da Oi em BH, Jlui Csar Amaral,
    JCA e o publicitrio Dudu Amaral.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 15, 2009

    Ministrio das Comunicaes abre 3 consultas...

    Consultas pblicas para retransmissoras de televiso

    Cidades de Mato Grosso e Paran
    tm abertas consultas pblicas
    para retransmissoras de televiso

    Braslia, 15 de setembro de 2009 O ministrio das Comunicaes publicou no Dirio Oficial da Unio, desta tera-feira 15, trs consultas pblicas para execuo de servio de retransmisso de televiso nas cidades de Tangar da Serra, em Mato Grosso, tambm em Pinhais e Pato Branco, no Paran.

    O ministrio das Comunicaes alerta aos interessados em participar da seleo de servios de retransmisso de televiso, que o prazo de 30 dias a partir da data da publicao das portarias no Dirio Oficial.

    Acrescenta que a manifestao de interesse por meio de requerimento, dirigido ao ministrio das Comunicaes no seguinte endereo: Secretaria de Servios de Comunicao Eletrnica, Esplanada dos Ministrios, Braslia DF, CEP: 70044-900.

    Tambm o Ministrio publicou trs autorizaes para rdios comunitrias nas cidades de Pouso Alegre, Senador Amaral e Toledo, de Minas Gerais. Os atos seguem para o Congresso Nacional para deliberao final.

    Veja os atos publicados no Dirio Oficial da Unio desta tera-feira, 15 de setembro: Clique aqui
    Eider Moraes /ASCOM /
    Ministrio das Comunicaes



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 15, 2009

    Lideranas querem Hospital Regional em So Joo Del Rey, terra de Tancredo Neves.

    A construo de um hospital regional e a mudana do status de So Joo del-Rei (Regio Central do Estado) no Plano Diretor de Regionalizao da sade foram as principais reivindicaes de deputados, prefeitos e vereadores reunidos nesta tera-feira (15/9/09) em audincia pblica da Comisso de Sade da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A reunio foi realizada no teatro da Universidade Federal de So Joo del-Rei, a requerimento dos deputados Domingos Svio (PSDB) e Dlio Malheiros (PV).

    Domingos Svio defendeu uma reviso do Plano Diretor de Regionalizao, instrumento do Governo do Estado para gerir os recursos da sade. A inteno do deputado que So Joo del-Rei seja considerada sede da macrorregio do Campo das Vertentes, assim como Barbacena, a fim de equiparar os investimentos nas duas cidades. Hoje So Joo sede de uma microrregio.

    O deputado deu como exemplo a macrorregio do Sul de Minas, em que Varginha e Poos de Caldas dividem os principais recursos financeiros. "Temos de ter mais dinheiro na sade, mas o dinheiro que j existe tem de ser dividido de maneira mais justa", disse Domingos Svio.

    Dlio Malheiros reivindicou a construo de um hospital regional em So Joo del-Rei, que tem atualmente 20 leitos do SUS para uma populao de 85 mil pessoas. De acordo com ele, a infraestrutura de sade de Barbacena no consegue atender a demanda dos municpios vizinhos. "So Joo del-Rei conta hoje com um aeroporto moderno, com um batalho da Polcia Militar, com uma populao flutuante enorme. preciso que a cidade seja dotada de um hospital regional", afirmou Dlio Malheiros.

    Segundo o presidente da Comisso de Sade, deputado Carlos Mosconi (PSDB), as duas reivindicaes, que j estavam expressas nos requerimentos de Domingos Svio e Dlio Malheiros, so complementares. Por isso, a comisso considerou oportuno trat-las numa mesma audincia pblica. Mosconi afirmou, ainda, que o principal problema da sade no Brasil no a falta de recursos, mas o fato de os governantes, de maneira geral, no tratarem a rea como prioridade.

    Para o deputado Juarez Tvora (PV), a demanda dos municpios vizinhos justifica a construo do hospital e a transformao de So Joo del-Rei em segunda sede da macrorregio. Ele acrescentou que essa mudana no Plano Diretor da sade permitiria ainda o aumento da capacidade dos dois hospitais existentes na cidade.

    Unio de esforos - O hospital regional tambm foi tema do pronunciamento do prefeito de So Joo del-Rei, Nivaldo Jos Andrade. "Esta audincia pblica apenas o comeo. Ns, prefeitos, vereadores e deputados da regio, temos de unir esforos para colocar em prtica a criao do hospital, para no ficar s nesta audincia", declarou. O hospital regional tambm foi tema do pronunciamento do prefeito de So Joo del-Rei, Nivaldo Jos Andrade. "Esta audincia pblica apenas o comeo. Ns, prefeitos, vereadores e deputados da regio, temos de unir esforos para colocar em prtica a criao do hospital, para no ficar s nesta audincia", declarou.

    O secretrio de Sade do municpio, Jos Marcos Ferreira de Andrade, e a presidente da Cmara Municipal, Jnia Costa Pereira da Silveira, reforaram que Barbacena no tem condies de atender as necessidades de So Joo del-Rei. "A sade um direito de todos. No queremos prejudicar Barbacena, mas ter aquilo que nosso direito", afirmou a vereadora.

    Ateno bsica - O prefeito de So Tiago e representante da Associao dos Municpios do Campo das Vertentes, Denlson Silva Reis, tambm defendeu a mudana de status de So Joo del-Rei no Plano Diretor da sade. Ele disse, no entanto, que apenas essa medida no suficiente. "A melhor poltica de sade para as sedes das macrorregies fortalecer a ateno bsica nos pequenos municpios". O prefeito de So Tiago e representante da Associao dos Municpios do Campo das Vertentes, Denlson Silva Reis, tambm defendeu a mudana de status de So Joo del-Rei no Plano Diretor da sade. Ele disse, no entanto, que apenas essa medida no suficiente. "A melhor poltica de sade para as sedes das macrorregies fortalecer a ateno bsica nos pequenos municpios".

    O mesmo problema foi abordado pelo secretrio-executivo do Consrcio Intermunicipal de Sade do Campo das Vertentes, Srgio ngelo Cavalieri. Ele relatou dificuldades vividas por pacientes das cidades menores, que precisam recorrer rede de sade pblica de Belo Horizonte e Juiz de Fora, quando o atendimento no possvel em Barbacena.

    Alm dos problemas no atendimento, So Joo del-Rei enfrenta, atualmente, uma greve de mdicos da rede municipal, por causa de divergncia quanto carga horria de trabalho da categoria. No fim, uma associao de movimentos sociais entregou Comisso de Sade um abaixo-assinado pela construo do hospital regional.

    Requerimentos - No fim da audincia pblica, os deputados aprovaram trs requerimentos da Comisso de Sade. Dois deles solicitam a elaborao de estudos pela Secretaria de Estado de Sade para verificar a viabilidade da construo do hospital regional e para que So Joo del-Rei seja elevada a sede da macrorregio do Campo das Vertentes, no Plano Diretor de Regionalizao. O terceiro prope convnio entre o Governo do Estado e a prefeitura de So Joo del-Rei com o objetivo de delegar ao municpio a gesto da carga horria dos servidores da sade. No fim da audincia pblica, os deputados aprovaram trs requerimentos da Comisso de Sade. Dois deles solicitam a elaborao de estudos pela Secretaria de Estado de Sade para verificar a viabilidade da construo do hospital regional e para que So Joo del-Rei seja elevada a sede da macrorregio do Campo das Vertentes, no Plano Diretor de Regionalizao. O terceiro prope convnio entre o Governo do Estado e a prefeitura de So Joo del-Rei com o objetivo de delegar ao municpio a gesto da carga horria dos servidores da sade.

    Presenas - Deputados Carlos Mosconi (PSDB), presidente, Dlio Malheiros (PV), Domingos Svio (PSDB) e Juarez Tvora (PV). Deputados Carlos Mosconi (PSDB), presidente, Dlio Malheiros (PV), Domingos Svio (PSDB) e Juarez Tvora (PV).




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 14, 2009

    Conferncia Nacional de Comunicao em Braslia de 1a 3 de dezembro.

    Ministrio das Comunicaes oficializa eixos temticos da 1 Confecom

    A metodologia para as conferncias regionais
    e para a plenria nacional de dezembro
    tambm esto definidas

    Braslia, 14 de setembro de 2009 O Dirio Oficial da Unio desta segunda-feira, 14 de setembro, publicou a Resoluo N 1, de 10 de setembro de 2009, da Comisso Organizadora da 1 Conferncia Nacional de Comunicao (Confecom), com os eixos temticos e a metodologia para encaminhamento e aprovao das propostas para a conferncia, a ser realizada em Braslia de 1 a 3 de dezembro.

    Assinada pelo presidente da comisso, Marcelo Bechara, a resoluo determina trs eixos temticos para orientar as discusses da Confecom: "Produo de Contedo"; "Meios de Distribuio"; e "Cidadania: Direitos e Deveres". A 1 Confecom ter como tema central "Comunicao: meios para construo de direitos e de cidadania na era digital".

    Os temas indicativos relacionados a cada eixo temtico so:

    Eixo Temtico Produo de Contedo

    Contedo nacional; produo independente; produo regional; garantia de distribuio; incentivos; tributao; financiamento; fiscalizao; propriedade das entidades produtoras de contedo; propriedade intelectual; rgos reguladores; competio; aspectos federativos; marco legal e regulatrio.

    Eixo Temtico Meios de Distribuio

    Televiso aberta; rdio; rdios e TVs comunitrias; internet; telecomunicaes; banda larga; TV por assinatura; cinema; mdia impressa; mercado editorial; sistemas pblico, privado e estatal; multiprogramao; tributao; financiamento; responsabilidade editorial; sistema de outorgas; fiscalizao; propriedade das entidades distribuidoras de contedo; rgos reguladores; aspectos federativos; infraestrutura; administrao do espectro; publicidade; competio; normas e padres; marco legal e regulatrio.

    Eixo Temtico Cidadania: Direitos e Deveres

    Democratizao da comunicao; participao social na comunicao; liberdade de expresso; soberania nacional; incluso social; desenvolvimento sustentvel; classificao indicativa; fiscalizao; rgos reguladores; aspectos federativos; educao para a mdia; direito comunicao; acesso cultura e educao; respeito e promoo da diversidade cultural, religiosa, tnico-racial, de gnero, orientao sexual; proteo a segmentos vulnerveis, como crianas e adolescentes; marco legal e regulatrio.

    De acordo com a resoluo publicada, as comisses organizadoras estaduais podero levar em conta particularidades de cada municpio ou regio para a organizao dos debates, desde que observados os eixos temticos. Os relatrios destas discusses com at dez propostas relativas a cada eixo temtico -  sero ento encaminhados s comisses organizadoras de cada estado, para subsidiar as Conferncias Estaduais.  

    O conjunto de relatrios aprovados nas etapas estaduais resultar no "caderno de propostas", e que ser a base das discusses no decorrer da etapa nacional da 1 Confecom.

    As propostas sero votadas por tema e as que no tiverem qualquer posicionamento contrrio da plenria sero automaticamente consideradas aprovadas. Quando houver opinies contrrias durante a plenria, a mesa diretora garantir a defesa das diversas posies antes da votao do tema.

    As propostas aprovadas em plenrio da etapa nacional da 1 Confecom sero incorporadas ao relatrio final na forma de Resoluo e as no aprovadas sero incorporadas em anexo prprio.

    Veja a ntegra da portaria publicada no Dirio Oficial da Unio: Clique aqui

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 14, 2009

    Alta gastronomia na Pampulha em BH. Dois mestres - da cozinha italiana, o Memo Biadi e cozinha bahiana, Matusalm - vo fazer a delcia de todos ns no 2 Festival talo-bahiano nos dias 17, 18 e 19, partir das 20 horas no Restaurante Matusalm, av. Portugal 3287 na Pampulha. Fomos convidados pelo mestre Matusalm. Estaremos l. RECOMENDO!!!



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 14, 2009

    TRATAMENTO do Cncer...

    Filantropia. Direo do Instituto Mrio Penna
    tem reunio marcada para hoje, segunda-feira, dia 14,
    com o secretrio de sade de Minas, Macus Pestana.


    Secretrio da Sade, Marcus Pestana
     recebe diretoria do Instituto Mrio Penna
    em audincia hoje, segunda-feira,dia 14.

    O presidente do Instituto Mrio Penna, advogado Cssio Resende estar a frente da diretoria na conversa com osecretrio de sade para definir trs assuntos de interesse social.
    O primeiro definir uma data para que ogovernaor Acio Neves possa inaugurar o Abrigo do Mrio Penna no bairro Santa Teresa, aqui em BH.

    Segundo: acertar verba do oramento do Estado para ajudar o Mrio Penna a ampliar a assitncia mdica aos pacientes com cncer, que dada pelo instututo atravs de seus hospitais: Luxemburgo e Mrio Penna.

    E o terceiro assunto colocar o Mrio Penna no programa de sade dogoverno Acio Neves,o PR-HOSP.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 13, 2009

    ARTIGO ESPECIAL.

                     ADMINISTRAO DO TEMPO

    Flvio Martins


                                                  (*) Escritor, Palestrante e Consultor. 
                                          Autor dos livros: "Socorro, No Tenho Tempo!!", 
                                                "Excelncia no Atendimento ao Cliente" 
                                              e "Socorro, Meu Dinheiro Est Sumindo!!"


     No mundo atual, as pessoas, independentemente de sua atividade, vivem em um ritmo agitado: esto cada vez mais apressadas, sempre se queixando de no ter tempo para nada, com excesso de trabalho e de compromissos sociais e profissionais. aquela correria! E por isto a maioria ainda se queixa dizendo que o tempo pouco e que gostaria que o dia tivesse 30, 40 ou 50 horas

    O fato que com o mesmo tempo disponvel, algumas pessoas desenvolvem suas atividades com alta qualidade e satisfao, enquanto outras no conseguem e se justificam dizendo: NO HOUVE TEMPO SUFICIENTE!

    Na verdade, todos tm igualmente 24 horas por dia e a diferena est em que muitas pessoas administram bem o seu tempo e outras no, gerando diferenas na produtividade e na qualidade de vida.

    Para administrar bem o tempo necessrio ter hbitos que facilitem a sua administrao e tambm conhecer os "desperdiadores de tempo" que so os fatores que efetivamente prejudicam a boa gesto deste recurso to importante. 

    Entre os desperdiadores de tempo mais comuns no dia-a-dia  nas empresas e at mesmo na vida pessoal temos:

    -Falta de definio de prioridades.

    -Planejamento inadequado.

    -Desorganizao pessoal e profissional.

    -Falta de delegao

    -Incapacidade de dizer no.

    -Problemas de comunicao.

    -Uso inadequado do telefone.

    -Parar uma atividade sem terminar para iniciar outra.

    Estes desperdiadores de tempo so como tijolos de tamanhos variados que vo "construindo um muro" nossa frente, at que estamos com o nosso tempo completamente desorganizado, com um muro de difcil transposio.

    Cada um desses desperdiadores representa um tijolo maior ou menor conforme o impeditivo da boa administrao do tempo que podem constituir. Atuar sobre eles significa ir diminuindo esse muro.

    |Condio essencial ter fora de vontade e disciplina, para se conseguir enfrentar os desperdiadores de tempo e fazer as mudanas de hbitos inadequados que este enfrentamento exige, inclusive quebrando velhos paradigmas.
    Assim fazendo, chegaremos a uma boa administrao do tempo que poder nos proporcionar melhorias:

    Na qualidade da vida pessoal, na  medida em que conseguimos realizar o que planejamos, disponibilizando tempo para o lazer e para a vida pessoal, deixando "para trs" os problemas do trabalho.

    Na qualidade de vida no trabalho onde passamos significativa parte de nosso dia, ao conseguimos trabalhar sem os efeitos nocivos da presso do tempo como o stress, dificuldades de concentrao, comprometimento do bem estar fsico e aumento da tendncia a doenas ocupacionais.    

             Nas relaes interpessoais no trabalho pois um ambiente em que no h boa administrao do tempo as pessoas tm mais dificuldade em trabalhar em equipe, havendo irritao geral, dificuldades na comunicao, desrespeito aos aspectos individuais, gerando menor sociabilidade.

    Na produtividade no trabalho quando conseguimos efetivamente produzir mais e melhor, dentro de um planejamento que nos permite concentrar na qualidade, nas prioridades e atividades que nos permitem alcanar melhores e maiores resultados.

    Numa poca que em que o tempo dos recursos mais escassos da humanidade, est provado que administr-lo condio essencial para se produzir mais e com melhor qualidade no trabalho e se obter melhoria na qualidade de vida na esfera pessoal e durante as jornadas das atividades profissionais.


     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 13, 2009

    FALA GOVERNADOR!!!















    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves na cerimnia
    de entrega da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek



    Assuntos: Medalha JK, Eleies 2010, PMDB,
    pr-sal, royalties do minrio,
    viagem regio Norte e viagem ao exterior



    Governador fale mais sobre essa medalha.

    Na verdade, com uma certa emoo, com um sentimento de uma forma nostlgica que estou hoje em Diamantina, pela ltima vez como governador do estado presidindo essa solenidade. Sempre soube que Minas cultua muito a sua histria, valoriza muito a trajetria e cumpriu at aqui. Falo sempre que triste o povo que no conhece a sua histria, porque esse povo ter muito mais dificuldade de construir o seu futuro. Ns reverenciamos a nossa histria, reverenciamos os nossos homens pblicos que ajudaram a construir a histria, no apenas de Minas, mas do Brasil. E essa solenidade toca no fundo da alma dos mineiros que como eu valoriza essa nossa trajetria. Juscelino sempre uma inspirao. Estar aqui no solo de Diamantina natural que me sinta estimulado, contemplando o cruzeiro nossa frente, que Juscelino tanto contemplava, me sinto tambm impulsionado a pensar o Brasil e os desafios que temos pela frente.

    Como disse, no cabe a mim nenhuma deciso de ordem pessoal, mas como disse o presidente Itamar, muito importante que haja o equilbrio federativo e Minas tem um papel extremamente importante nesse requisito.

    O senhor vai atender o apelo dele? De que forma?

    Olha, mais um gesto de generosidade do presidente Itamar. Como tenho dito, uma candidatura presidencial no pode ser um ato unilateral de vontade. Hoje a minha misso, ou pelo menos a minha disposio, de estar caminhando pelo pas discutindo a nova agenda, a agenda ps-Lula. No me aprofundar na disputa pela paternidade desse ou daquele programa, na comparao desse ou daquele governo. Acho que o Brasil quer de seus homens pblicos, uma nova e grande convergncia em torno da agenda futura. O Brasil ocupa um espao hoje diferenciado na economia mundial, mas ainda temos um dever de casa a fazer que no pode ser subestimado e menosprezado, e sobre isso tem se falado muito pouco. Tivemos nos ltimos seis anos, no perodo anterior a essa grave crise, um perodo de extrema expanso econmica, com indicadores econmicos internos de absoluta estabilidade, um governo com altssima popularidade. Infelizmente, no enfrentamos os gargalos ao nosso crescimento, as reformas constitucionais, tributria, previdenciria, e a prpria reforma poltica.

    Portanto, a nova agenda poltica desse Brasil, independente de quem ganhe as eleies, deve ser apoiada por essa nova convergncia e principalmente por aqueles que tiveram oportunidade de governar o Brasil e conhecem claramente quais so esses gargalos. Portanto, a minha pregao ser sempre olhando para o futuro, sem olhar no retrovisor da histria, pregando uma nova convergncia e com coragem poltica para fazer essas reformas. O papel que vou desempenhar nesse processo o tempo que dir.

    O senhor no acha que o PMDB est cada dia mais longe? O Demstenes Torres disse que o PMDB retiraria a candidatura para vice se o senhor compuser com o Serra.

    Acho que o PMDB tem prioridades regionais. Essa tem sido a historia do PMDB. E essas prioridades regionais, no momento da deciso, havero de ter um peso. Seria uma intromisso indevida minha analisar se hoje o PMDB j est, ou no, comprometido com o PT. O que vejo que em vrios estados da federao h uma proximidade maior do PMDB com o PSDB do que com o PT.

    Acho que o PMDB no estar, pelo menos esse o meu sentimento, no est hoje pelo menos claramente definido em uma direo, pelo menos no conjunto dos seus membros. Tenho conversando com algumas lideranas do PMDB e vejo em alguns estados, por exemplo, como o Rio Grande do Sul, mesmo So Paulo, Santa Catarina, para citar apenas trs que me ocorrem agora, por exemplo, uma proximidade maior do PMDB com o PSDB. Acho que as situaes regionais tero um peso muito importante no momento da deciso do PDMB. Mas qualquer que seja a deciso ela tem que ser respeitada e ser respeitada por ns.

    O senhor teve a oportunidade de conversar com o ministro sobre a questo dos royalties?

    O ministro me disse que gostou muito da nossa posio. A posio de Minas a posio convergente, da unidade. E pelo que eu pude perceber, uma posio que teria o seu apoio. Onde os estados - vamos chamar - litorneos poderiam at ter um resultado um pouco maior, um diferencial em relao aos outros estados, mas a maior parte desses recursos deve ser distribuda por todos os estados brasileiros. No seria lcito, adequado e justo, ns, a partir de uma descoberta como essa, acentuarmos as diferenas que nos separam hoje. Esses recursos devem servir, na verdade, para diminuir essas diferenas; para aproximar o Brasil mais pobre do Brasil mais rico e, principalmente, para melhorar a qualidade da sade e da educao no Brasil.

    Essa questo do minrio que j est uma desigualdade grande. Minas vem perdendo. Qual a expectativa do senhor?

    H uma movimentao no Congresso Nacional em torno de uma nova regulamentao para os royalties do minrio, que so hoje absolutamente inferiores aos royalties do petrleo. E sendo que a explorao mineral traz mais danos ao meio ambiente do que a explorao do petrleo, quando ela feita em alto-mar. Portanto, eu acho que ns devemos buscar uma aproximao entre aquilo que se arrecada, aquilo que se distribui como royalties de petrleo, em torno de 5 a 10% do resultado bruto da explorao, uma aproximao maior com aquilo que se distribui como royalties minerais, que vai de 0,3 a 2%, em poucos casos a 3% do resultado lquido da explorao.

    O governo mineiro j estudou sobre qual deve ser a alquota adequada?

    Essa deciso tem de ser tomada no Congresso Nacional. O que temos dito sempre que esse percentual deva ser sobre o resultado bruto da explorao porque todo resultado lquido, voc tem muito pouco instrumento de aferio. Sobre o resultado bruto, eu acho que alguma coisa em torno de 2 ou 3%. Poderia ser um resultado razoavelmente justo, sem impactar na competitividade das empresas mineradoras.

    J tem agenda de viagem para o Norte?

    Temos. Eu acho que na prxima semana, eu estou indo ao Maranho e, se no me engano, ao Par. Ns temos dois eventos j marcados. E eu devo ir ao Norte aps uma viagem que eu farei ao exterior no final do ms. Eu vou Itlia para assinar definitivamente a compra pela Cemig da Terna, uma empresa de distribuio do governo italiano. Fao uma viagem, uma misso empresarial, na sequncia dessa viagem, de trs dias a Dubai e no retorno, eu devo fazer essa agenda.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 13, 2009

    Obras do Arrudas em BH.





    A Copasa, em parceria com a prefeitura, acelerou as obras de concretagem e rebaixamento do fundo do ribeiro Arrudas para termin-las antes de novembro - o prazo de concluso  do contrato vai at 28 de janeiro de 2010.
    Para adiantar o trmino, foi adotado o regime de trabalho de 24 horas sem interrupo. Atualmente, 350 pessoas trabalham no trecho da Avenida Tereza Cristina, entre as ruas Uberaba, no Barro Preto, e Vila Rica, no bairro Corao Eucarstico.
    Essas obras vo proteger os interceptores de esgoto que passam nas laterais do  Arrudas, responsvel pelo encaminhamento de cerca de 113 milhes de litros de esgoto por dia  at a estao de tratamento.
    Os servios compreendem o rebaixamento do leito natural do ribeiro em dois a trs metros e o seu revestimento em concreto numa extenso de 3.120 metros. Entre a Avenida Silva Lobo e a rua Bom Sucesso (aproximadamente 860 metros de extenso) foi feito apenas o desassoreamento, uma vez que, neste trecho, a calha do curso d'gua j revestida.
    A execuo deste projeto abrange investimentos de R$56 milhes dos quais R$ 34 milhes j foram investidos - beneficiando diretamente cerca 870 mil pessoas que residem na regio Oeste de Belo Horizonte. 
    Parceria perfeita
    A participao da Copasa tem o objetivo de proteger os interceptores nas margens direita e esquerda do ribeiro Arrudas que levam os esgotos da regio Oeste da capital at a Estao de Tratamento de Esgoto (ETE) do Arrudas, evitando,assim, que caiam no seu leito. J a inteno da prefeitura de Belo Horizonte diminuir o risco de enchentes e acabar com as eroses que ocorrem naquela regio, principalmente nos perodos de chuvas fortes e intensas.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 13, 2009

    O dia de JK...










    Acio aponta maturidade
    para novo pacto federativo















    Omar Freire/Imprensa MG
    Governador Acio Neves durante saudao  bandeira de Minas Gerais na solenidade em Diamantina
    Governador Acio Neves durante saudao bandeira de Minas Gerais na solenidade em Diamantina
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm


























    Governador defende mudanas nas regras dos royalties do minrio
    Acio Neves entrega Medalha JK em Diamantina
    Entrevista do governador Acio Neves na cerimnia de entrega da Medalha Presidente JK
    Diamantina em festa para a entrega da Medalha JK
    Velha Guarda da Mangueira anima Diamantina
    Acio Neves pede novo pacto federativo e unio nacional
    Pronunciamento do governador Acio Neves na cerimnia de entrega da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves na cerimnia de entrega da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek

    DIAMANTINA (12/09/09) - O governador Acio Neves participou neste sbado (12), em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, da solenidade de entrega da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek. Em seu discurso, o governador defendeu o fortalecimento das instituies brasileiras e a unidade do pas, com distribuio mais equilibrada de responsabilidades entre o governo central e estados.

    Mais do que nunca, o Brasil tem hoje maturidade poltica para escolher de novo a verdadeira unidade nacional, a solidariedade, a cidadania, o dilogo, o desenvolvimento real, a democracia participativa. Juscelino provou que a pobreza e o subdesenvolvimento no faziam parte do nosso destino, mas resultavam da ausncia de um projeto nacional e do divrcio entre o Estado e a Nao, afirmou Acio Neves.

    O governador destacou que Juscelino Kutitschek ensinou o Brasil a confiar em si mesmo e em seu futuro, despertando e unindo o pas. Para fazer justia ao estadista que ensinou o Brasil a confiar no seu futuro, nosso primeiro dever abraar o seu exemplo e pensar, com grandeza, nas dcadas que viro. Para a nossa gerao, construir o futuro do Brasil seguindo o modelo renovador, democrtico e solidrio de JK, a forma mais justa de rendermos homenagem a esse brasileiro que entrou para a histria sem se afastar em momento algum do nosso corao, declarou o governador.

    Acio Neves tambm apontou o otimismo e o amor nao brasileira como principais legados deixados pelo ex-presidente JK, nascido em Diamantina.

    A semente que JK plantou jamais se perdeu. E hoje a sua memria nos empurra na direo do futuro. O grande projeto de Juscelino para o Brasil no foi o imenso salto industrial, nem a dinamizao do setor pblico, a construo de Braslia nem tampouco a criao da Sudene. Entre essas e outras realizaes daqueles 50 anos em cinco, destaco duas metas que se sobrepem a todas as outras, que foi despertar e unir o Brasil e convencer a Nao de sua prpria grandeza e de sua vocao para a democracia, disse Acio Neves.

    Itamar Franco

    Acio Neves tambm destacou o papel do ex-presidente Itamar Franco, orador oficial da solenidade, no processo de fortalecimento da democracia e da economia do pas.

    Ao convid-lo para ser o orador oficial desta cerimnia, quisemos acentuar o trao essencial de patriotismo e amor liberdade que animou a personalidade de Juscelino e que anima a personalidade do presidente Itamar Franco. Minas e o Brasil devem a Itamar Franco o exerccio da serenidade, o amor modstia, a firmeza tica e a inteligncia de Estado, com que o Brasil pde vencer as dificuldades geradas pela grave crise poltica decorrente do afastamento do presidente Collor, disse Acio Neves.

    Homenageados

    Entre as personalidades que receberam a Grande Medalha estavam o ministro de Minas e Energia, Edison Lobo, o cineasta Silvio Tendler e os integrantes da Velha Guarda da Mangueira. Durante a solenidade, os sambistas prestaram homenagem ao governador, cantando o samba enredo de 2004, quando a Estrada Real foi tema do desfile da escola carnavalesca.

    A cerimnia da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek realizada anualmente no dia do aniversrio do ex-presidente, que nasceu em Diamantina, no dia 12 de setembro de 1902 e morou na cidade at os 17 anos, quando mudou para Belo Horizonte.

    A medalha foi criada por decreto em 1995, e entregue pela primeira vez em 1996, a personalidades que prestam ou tenham prestado servios relevantes sociedade, contribuindo para o crescimento de instituies polticas e governamentais.

    Acio Neves chegou acompanhado pelo ex-presidente Itamar Franco, e ao lado da filha de JK, Maristela Kubitschek Lopes, depositou flores no monumento de JK. Antes da cerimnia, o governador visitou a casa onde Juscelino Kubitschek nasceu e descerrou uma placa em comemorao aos 50 anos da Superintendncia de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), criada por JK.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 12, 2009

    ITAMAR FRANCO, agora no PPS, coloca o p na estrada. Participa da homenagem COLNIA ITALIANA em Pequer (ele descendente CAUTIERO e a saudosa me dele, que conhec quando era reprter poltico da REDE GLOBO em Juiz de Fora, era a dona Itlia). Pinado da coluna de Csar Romero do jornal Tribuna de Minas de Juiz de Fora..











     

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 12, 2009

    EM PRIMEIRA MO!!! Decidido: vereadora a candidata do PT para disputar as eleies marcadas para 18 de outubro em Ipatinga no Vale do Ao.



    PT lana Lene Teixeira
     para disputar prefeitura de Ipatinga

     
    O Diretrio Municipal do PT de Ipatinga (MG) indicou Lene Teixeira para disputar a prefeitura da cidade em eleio extempornea, decidida pela Justia Eleitoral para ocorrer em 18 de outubro deste ano.

    Leia nota divulgada pelo DM:
    O PT de Ipatinga decide:
    Lene Teixeira a candidata a prefeita em eleio extempornea
    "A unidade do PT   fundamental para a consolidao da nossa luta e para o sucesso do nosso projeto de sociedade".

    Vice-prefeita eleita nas eleies de 2008, Lene Teixeira foi definida candidata a prefeita de Ipatinga pelo PT para a eleio extempornea marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a ser realizada no dia 18 de outubro.

    A indicao de ter candidatura prpria s eleies extemporneas uma deliberao do diretrio municipal de Ipatinga e fruto de um intenso processo de discusses internas instalado aps a publicao da resoluo eleitoral pelo TRE mineiro.

    Diante o desafio de disputar as eleies extemporneas e dadas s condies peculiares imposta em tal desafio, a Comisso Executiva Nacional do PT, delegou ao Diretrio Municipal de Ipatinga a deciso sobre os candidatos a prefeito e a vice-prefeito, bem como a definio da poltica de alianas a ser adotada.

    Aps longo processo democrtico de conversaes entre as vrias representaes partidrias, o nome da companheira Lene Teixeira, foi aprovado pelo diretrio municipal de Ipatinga na reunio extraordinria convocada para esse fim e realizada na noite de quinta-feira, 10 de setembro.

    Com uma extensa experincia na militncia poltica de Ipatinga, Lene Teixeira pedagoga, casada, me de trs filhos e residente em Ipatinga h MAIS 28 anos. Militante do PT h 23 anos, Lene Teixeira defende a unidade do Partido dos Trabalhadores em torno de um projeto de retomada das aes voltadas para o interesse da comunidade, atravs de um governo participativo que preze pela transparncia e respeito ao cidado de Ipatinga.

    Lene Teixeira uma mulher aguerrida, autntica e competente, que consagra sua histria poltica com importantes passagens como: mandato de vereadora, presidncia do PT municipal por dois mandatos consecutivos, integrante da Executiva e da Comisso de tica do PT Nacional e Executiva Estadual.

    Lene tambm foi Secretria Municipal de Governo, Trabalho e Ao Social na Prefeitura de Ipatinga 93/96, Secretaria Executiva do Consrcio Intermunicipal de Sade do Vale do Ao - CONSAUDE 98/2000, Representante do Estado de Minas Gerais no Frum Nacional de Vereadores, Presidente de Honra da Unio de Vereadores da Regio Metropolitana do Vale do Ao UVERMEVA e Primeira Secretria da Assemblia Metropolitana da Vale do Ao AMEVALE.

    Diretrio Municipal
    do Partido dos Trabalhadores de Ipatinga
     

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 12, 2009

    Tratamento do cncer...

    Filantropia. Direo do Instituto Mrio Penna
    tem reunio marcada para segunda-feira, dia 14,
    com o secretrio de sade de Minas, Macus Pestana.


    Secretrio da Sade, Marcus Pestana
     recebe diretoria do Instituto Mrio Penna
    em audincia segunda-feira,dia 14.

    O presidente do Instituto Mrio Penna, advogado Cssio Resende estar a frente da diretoria na conversa com osecretrio de sade para definir trs assuntos de interesse social.
    O primeiro definir uma data para que ogovernaor Acio Neves possa inaugurar o Abrigo do Mrio Penna no bairro Santa Teresa, aqui em BH.

    Segundo: acertar verba do oramento do Estado para ajudar o Mrio Penna a ampliar a assitncia mdica aos pacientes com cncer, que dada pelo instututo atravs de seus hospitais: Luxemburgo e Mrio Penna.

    E o terceiro assunto colocar o Mrio Penna no programa de sade dogoverno Acio Neves,o PR-HOSP.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 12, 2009

    ARTIGO ESPECIAL do presidente do Instituto Mrio Penna, advogado CSSIO RESENDE.











     









    Como os governos podem ajudar com mais recursos para o Terceiro setor

    Como os governos podem ajudar com mais recursos para o Terceiro setor Diante das dificuldades e impossibilidades cada vez maiores de o Poder Pblico seja a Unio, sejam os Estados-membros, sejam os municpios cumprir, de forma exclusiva e satisfatria, seu papel de promover o bem-estar e o desenvolvimento humano e social, o Terceiro Setor (a includos as fundaes, as associaes e os institutos, pessoas jurdicas sem fins lucrativos) assume relevante papel, com suas redes e atividades, no s complementando, mas suprindo, muitas vezes, carncias e omisses do Estado. Cabe a este fiscalizar a atuao das entidades do Terceiro Setor para que atuem com seriedade, probidade e eficincia. Por outro lado, deve apoi-las para bem cumprirem suas finalidades, estabelecendo com elas uma relao saudvel e cooperativa, para potencializarem, juntos tambm com o Segundo Setor (o mercado), o desenvolvimento econmico eficiente, com o mximo de justia social. So vrias as formas pelas quais o Poder Pblico pode colaborar para o fortalecimento do Terceiro Setor, que se confunde com a prpria sociedade civil organizada, em atitude de cidadania, no s jurdico-formal, mas econmico-social, com a insero e a promoo da felicidade temporal de todos. A renncia fiscal bem aplicada e conduzida constitui-se numa forma adequada e eficaz de obteno de recursos pelo Terceiro Setor, que desenvolve atividades no atendidas satisfatoriamente pelo Estado, como sade, educao, assistncia social, pesquisa e outras. Segundo Hely Lopes Meirelles, "modernamente, o Estado de Direito aprimorou-se no Estado de Bem-Estar (Welfare State), em busca de melhoria das condies sociais da comunidade. No o Estado Liberal, que se omite ante a conduta individual, nem o Estado Socialista, que suprime a iniciativa particular. o Estado orientador e incentivador da conduta individual no sentido do bem-estar social. A finalidade precpua da Administrao a promoo do bem-estar social, que a Constituio traduz na elaborao e execuo de planos nacionais e regionais de ordenao do territrio e de desenvolvimento econmico e social (art. 21, IX, Constituio Federal). Bem-estar social o bem comum da coletividade, expresso na satisfao de suas necessidades fundamentais" (in Direito Administrativo Brasileiro, 22 ed., So Paulo: Malheiros Editores, p. 511, 640 e 641). O Brasil necessita de um Terceiro Setor forte e organizado, a bem do desenvolvimento humano e social de seu povo. Para tanto, deve contar com o imprescindvel apoio, fomento do Poder Pblico. Nesse sentido, oportuna a lio de Maria Sylvia Zanella di Pietro: "O fomento abrange a atividade administrativa de incentivo iniciativa privada de utilidade pblica. Fernando Andrade de Oliveira (RDA 120/14) indica as seguintes atividades como sendo de fomento: auxlios financeiros ou subvenes, por conta dos oramentos pblicos; financiamento, sob condies especiais, para a construo de hotis e outras obras ligadas ao desenvolvimento do turismo, para a organizao e o funcionamento de indstrias relacionadas com a construo civil, e que tenham por fim a produo em larga escala de materiais aplicveis na edificao de residncias populares, concorrendo para seu barateamento; favores fiscais que estimulam atividades consideradas particularmente benficas ao progresso material do pas; desapropriaes que favoream entidades privadas sem fins lucrativos, que realizem atividades teis coletividade, como os clubes desportivos e as instituies beneficentes" (in Direito Administrativo, So Paulo: Atlas, 1997, p. 55). preciso instrumentalizar e organizar as entidades do Terceiro Setor (fundaes, associaes e institutos) para que elaborem bons projetos e captem, com o melhor resultado, recursos do Poder Pblico, de seus fundos (para a educao, para a incluso digital e outros), da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). Devem, outrossim, preencher os requisitos para fruio dos benefcios fiscais e tributrios (imunidades e isenes). Ressalte-se que a imunidade a vedao a que se institua tributo pelo Poder Pblico em face de determinadas pessoas jurdicas, por fora de dispositivo constitucional. J a iseno um favor conferido por lei, liberando certas pessoas jurdicas, sob certas condies, de pagar o tributo. A imunidade dos impostos relativos ao patrimnio, renda e servios das instituies de educao e de assistncia social consta do art. 150, inciso VI, letra "c", da Constituio da Repblica. Outra hiptese de imunidade (assim entendida pela opinio majoritria da doutrina e parte da jurisprudncia) est prevista no art. 195, 7, da Constituio Federal, no que se refere contribuio previdenciria patronal. No obstante constar do texto a palavra iseno, trata-se de imunidade, por ter sede constitucional e natureza de imposto (pago sem contrapartida, sem contraprestao). Com relao s hipteses de iseno, destacam-se a Lei de Incentivo Cultura (Lei Rouanet); o Fundo da Infncia e da Adolescncia (FIA), previsto no Estatuto da Criana e do Adolescente, com abatimento no imposto de renda para pessoas fsicas ou jurdicas que destinarem recursos para o referido fundo; a iseno do imposto de renda de empresas que canalizarem recursos para suas atividades sociais e assistenciais; e os arts. 22, 23 e 55 da Lei Orgnica da Previdncia Social (Lei n 8.212/91), que regula a iseno da cota patronal para a Previdncia Social. As entidades do Terceiro Setor podem, ainda, qualificar-se como organizaes sociais ou organizaes da sociedade civil de interesse pblico, segundo as Leis Federais n s 9.637, de 15 de maio de 1998, e 9.790, de 23 de maro de 1999, para que possam firmar contrato de gesto ou termo de parceria, respectivamente, com o Poder Pblico, recebendo e gerindo recursos deste. Merece realar, finalmente, que possvel o repasse de recursos do Poder Pblico para as instituies privadas do Terceiro Setor nas seguintes hipteses: art. 213 da Constituio Federal: para as escolas comunitrias, confessionais ou filantrpicas de finalidade no-lucrativa (por meio de subvenes); art. 199, 1 e 2, da Constituio da Repblica: podero ser repassados recursos por meio de convnios ou subvenes para as instituies privadas de sade e sem fins lucrativos; art. 204, II, da Carta Magna: prev a possibilidade de repasse de recursos pblicos para entidades beneficentes com atuao na rea de assistncia social; arts. 79 e 80, IV, do Ato das Disposies Constitucionais Transitrias da Carta Poltica: prev a constituio do Fundo de Combate e Erradicao da Pobreza, com a participao do Terceiro Setor, cuja manuteno se far, entre outras fontes, com dotaes oramentrias. Em breves consideraes, registro diversas formas de cooperao que devem ser conhecidas, estimuladas e implementadas entre o Poder Pblico (Primeiro Setor) e o Terceiro Setor, para a consecuo do mais alto grau de desenvolvimento, que beneficie a todos, ou seja, socialmente justo, e com pleno respeito ao meio ambiente.

                                               

    Dr. Cssio Eduardo Rosa Resende, Presidente da Fundao Mrio Penna, Federao Mineira de Fundaes de Direito Privado (Fundamig) e da Confederao Brasileira de Fundaes (Cebraf)



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 12, 2009

    REQUINTADA FESTA. Os 18 anos de casamento de Flvia Albergaria de Carvalho Bilac Pinto e o deputado federal mineiro Bilac Pinto Neto sero comemorados logo mais s 21h30m no Far West Emporium. Festa organizada por mariangela Lima@mariangelalima.com.br ( fomos convidaos, nos sentimos honrados e l estaremos) . No convite um detalhe: PROIBIDO IR DE GRAVATA. O casal diz que os convidados que quiserem dar presente, que faam uma doao em cheque nominal Fundao Benjamin Guimares que cuida do Hospital da Baleia em BH. Fica o registro.


    Deputado federal Bilac Pinto
    do PR de Minas.
    Ele mineiro de Santa Rita do Sapuca,
    sul do Estado


    Abaixo, da esquerda para a direita, o casal anfitrio
     da noite deste sbado,
     Flvia e o deputado Bilac Pinto com um casal de amigos
    em festa elegante em BH.
    Foto da coluna de Paulo Csar de Oliveira.

                   




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 12, 2009

    HORA DE AGRADECER os ILUSTRES LEITORES do nosso BLOG DE NOTCIAS!!! que est fazendo 3 ANOS E SETE MESES na BLOGOSFERA.

                                                                   LEITORES ILUSTRES:
     
    O ex-prefeito de BH, Fernando Pimentel,
    o vice-governador prof. Anastasia,
    o ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa;
    o diretor regional dos Correios em Minas, Fernando Miranda;
    o diretor regional da Embratel em Minas, Altivo Oliveira,
    o advogado Jos Artur Filardi, chefe de gabinete do ministro Hlio Costa;
    o presidente dos Correios, Carlos Henrique Custdio;
    o advogado Expedito Euzbio da Silva,
    o jornalista Lindolfo Paoliello;
    o diretor-geral do DER, Jos lcio Montezi;
    o economista Celso Castilho, ex-secretrio de Meio Ambiente
    no governo Itamar Franco e hoje secretrio-executivo
    do Comit de Desenvolvimento da Baa de Ilha Grande
     - leia-se VALE do Rio Doce;
    o gerente-geral de Energia da VALE, Henrique Di Lello Filho;
    o diretor de Meio Ambiente da Anglo Ferrous Willer Ps;
    o advogado Dcio Freire;
    o ex-secretrio de Assuntos Internacionais, Carlos Orsini;
    o administrador de Empresas e ex-presidente da ABIH-MG, Jos Aparecido Ribeiro;
    o executivo da MMX em Minas, Ricardo Castilho,
    alm de deputados, prefeitos, vereadores,
    como Amarlio de Andrade e o ex-prefeito de Barbacena, Martin Andrada.
    E empresrios, como Teodomiro Diniz Camargos, presidente da Cmara da Indstria da Construo Civil da Fiemg;
    o presidente do SINAPRO-MG, Juliano Sales;
    o ex-superintendente do Banco do Brasil em Minas, Wagner Gomes
    o jovem e competente delegado, nascido em Uberaba Osrio Trsius,
    o colunistra Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora;
    o ex-diretor do Banco de Crdito Real, Paulo Ely;
    o empresrio Venildo Lima, de Nanuque;
    o presidente do SINPAPEL, Antnio Eduardo Baggio...
    e o GOVERNADOR DE MINAS, ACIO NEVES. 

                                              Fica o registro. E o agradecimento a VOC,
                                                             que tambm nos prestigia
                                             com o acesso ao nosso BLOG DE NOTCIAS.
                                                                Sinta-se citado!


     





    Outros leitores ilustres do nosso BLOG: da esquerda para a direita -
    Antnio de Pdua, presidente da Amipo; Luiz Carlos Dias,vice-presidente da Fiemg;
    ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa; JCA e o mdico Celso Tarufi.


    LEITORES do nosso BLOG DE NOTCIAS
     tambm prestigiaram, h um ano,
    o laamento de nosso DVD CURSO no Espao Cultural
    do jornal ESTADO DE MINAS, aqui em BH.
    S tenho um jeito de AGRADECER a todos.
    Reeditando os momentos que captamos
    durante o lanamento
    que reuniu quase 500 ilustres personalidades
    no nosso evento.

    VALE A PENA VER DE NOVO!!!




















































































     

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 12, 2009

    FIQUE POR DENTRO!!! O que , como funcionam, para que servem os BLOGS?

    Os BLOGS so um fenmeno que a cada dia chamam
    a ateno no mundo todo pela velocidade
     e pela diversidade de informaes
    que coloca na rede mundial de computao.
    O assunto hoje tema da rea acadmica.
    Nosso BLOG DE NOTCIAS chamou a ateno
    do curso de jornalismo da Estcio de S,
     aqui em BH.

    TUNEL DO TEMPO:
    Em 2007 a estudante Juliana Fernandes
    nos mandou uma srie de perguntas,
    sobre nossa viso sobre os Blogs,
    para um trabalho acadmico da turma dela.
    Aproveitamos e publicamos a entrevista,
    aqui no nosso BLOG.

    Existem discusses sobre os blogs no sentido de que todos que possuem um blog podem se tornar "jornalistas" no processo de divulgao de informaes. Qual sua opinio sobre isso?

    R: Olha, acredito que ter um BLOG no significa que o cidado ou a cidad tenha uma formao jornalstica, esteja preparado para redigir tecnicamente uma notcia - que responda aos principios de Kipling - quem, quando, onde,como e por qu? Mas claro que um blogueiro tem mo uma ferramenta que democratiza o fluxo de informao, que deve ser livre e responsvel. Como afirma a pergunta "jornalistas" - entre aspas - ah, isso quem tem blog acaba parecendo ser, j que redige informaes, embora no possa ser registrado na Delegacia do Trabalho, como um jornalista, que tenha se formado em uma Faculdade como vocs esto fazendo em breve e ns j fizemos h muito tempo. bom destacar: na verdade quem tem um Blog no jornalista e sim blogueiro, uma nova funo que nasce com o surgimento da blogosfera. Mas virar jornalista s passando por uma Faculdade, claro.

    Voc acredita que a prtica dos blogs jornalsticos vai substituir o jornalismo tradicional?

    R: A curto prazo no. Mas medida que as novas geraes da internet forem surgindo, mais e mais, o caf da manh das famlias ser frente de um notebook ligado em um ou mais sites de notcias. Com isso, o jornlismo tradicional ter que oferecer esta opo do jornalismo eletrnico, j que o de papel, vai ficando defasado, esttico, com notcias de ontem, enquanto a internet tem a notcia do momento em que acontece.

    E um fenmeno j est ocorrendo: jornalista com bom nvel de informao e contando com um blog de notcias vem ocupando um espao independente, que assusta a mdia tradicional e que encanta um pblico leitor crescente na rede mundial de computao.

    Recomendo: vocs que esto quase se formando fiquem atentos. No h reserva de mercado na internet. Faam seus blogs, escrevam e busquem seus pblicos. moderno e uma forma de contrapor sua posio de joranlista com o do blogueiro, que se for competente vai ter um pblico fiel, que poderia ser o seu, formado em jornalismo.


    Voc criou um blogs que possui categorias, ou seja voc posta matrias sobre varias editorias. Voc faz todas as matrias? Como so seus critrios para definio das pautas?

    R: Nosso BLOG DE NOTCIAS tem seis editorias - poltica, economia, gente, entrevistas, artigos e geral. No fao  todas as matrias e sim, edito o material que est na rede, que est em outros sites como do governo do estado, dos poderes legislativo e judicirio. Recebo artigos especiais de profissionais que fazem parte de minha network e notcias enviadas por E-mail por diversas fontes. A pauta defino de acordo com a filosofia de nosso blog, que de NOTCIAS. Com isso, dou todas as informaes, que num critrio jornalstico - importncia social, poltica econmica - ajudem ao(a) leitora do BLOG a pensar o mundo, os fatos do momento e tirar sua concluso. O segredo est na velocidade da informao que publico no nosso BLOG DE NOTCIAS. Por exemplo: abro meu notebook e edito onde estiver a notcias que consigo levantar. A grande maioria da mdia tradicional s vai dar a notcias - quando d -  no jornal de papel do dia seguinte. Costumo dizer: se o mundo acabar, os jornais do dia seguinte(?) no vo dar o fato. J os blogs daro - em tempo real - todos os detalhes. Pensem nisso!


    Em sua opinio, quais a vantagens do blogs como ferramenta jornalstica? E as desvantagens?

    R: A principal vantagem a velocidade com que voc poder redigir uma notcia e/ou publicar uma foto, editar um vdeo. A segunda que voc pode empreender - ou seja, ser seu prprio patro. Ter seu "jornal" na internet a um custo operacional muito baixo. Voc poder virar um "nanoempresrio da blogosfera". Mas recomendo que faa um plano de negcios, tenha tempo disponvel para atualizar seu blog 24 horas por dia. Afinal a blogosfera um buraco negro que suga toda e qualquer informao que passa por perto.

    A desvantagem: que a cobrana interminvel. O leitor de um BLOG quer renovao constante, atualizao das notcias minuto a minuto. Quem no atualiza perde o leitor. Portanto, ser blogueiro exige empenho full time. Outra desvantagem a dificuldade captao de anncios para mater o BLOG e torn-lo rentvel, j que deve ser um empreendimento jornalstico como na mdia tradicional.

    RECOMENDO adquirir o livro BLOG do advogado, radialista e blogueiro americano Hugh Hewitt, para entender um pouco mais a revoluo que est em efervecncia no mundo da comunicao. Eu j comprei. L. E o tenho sempre em mos para me motivar e orientar como agir na blogosfera. 

    "A internet est transformando o jornalismo no s nas suas prticas cotidianas, mas tambm na sua natureza, isto , naquilo que se entende por jornalismo", Antonio Fidalgo.

    Gostaria que voc comentasse essa afirmao.

    R: claro que o mundo hoje outro. O jornalismo tradicional foi concebido para um tipo de tecnologia, que nem de longe, chega perto do arsenal que temos no mundo da internet. Isto est deixando a mdia tradicional em pnico. Est perdendo a hegemonia, num palavra, o controle da informao. Saimos do mundo da comunicao de massa, para a comunicao do um a um, do indivduo. E a ferramenta internet permite que cada um possa se expressar atravs, por exemplo de um BLOG - que disponibilizado pelos provedores a custo baixo e com extrema eficincia. Temos hoje uma rea de edio eletrnica de fcil acesso, bastando ter um login e uma senha. uma revoluo na comunicao mundial que ainda vai render muita anlise e transfo0rmar para sempre a maneira como se faz jornalismo. Para nossa profisso vejo o fato como positivo, j que se tivermos iniciativa e criatividade, podemos ter nosso prprio jornal eletrnico independente na internet. Mos obra, como fizemos h pouco mais de um ano: criamos o nosso BLOG DE NOTCIAS, trabalhamos fukll time nele e j conquistamos quase 400 mil acessos. E estamos crescendo.

    este o novo mundo do jornalismo. Quem no se adaptar, vai morrer profissionalmente!


    A internet no cria barreiras para nenhum tipo de informao, abordagem ou mesmo opinio. Diante disso, muitas pessoas que possuem blogs fazem deles grandes dirios. H tambm alguns jornalistas que aproveitam os blogs como colunas, onde predominam a opinio. Nessa viso, falando em termos de tica jornalstica, pode se dizer que as matrias no ficam comprometidas quando a credibilidade?

    R: Primeiro bom lembar que a palavra blog nova - na verdade surgiu do termo weblog usado como dirio pelos pesquisadores e professores do Vale do Silcio nos EUA a partir de 1999. Log, na verdade, era o dirio de bordo do capito do navio, o registro dia a dia do que ocorre na vida de cada um. S que agora o dirio est na rede mundial disposio de quem se identifique ou acredite no que est lendo.

    A questo da tica permeia tudo. E quando o leitor do BLOG percebe que est sendo enganado ele simplesmente deleta de sua lista de favoritos o "genial BLOG". a punio cabal para quem abusa da pacincia, alis, abusa da inteligncia do leitor. E bom destacar ainda que na internet s navega quem tem um nvel scio-econmico e social, um poder aquisitivo elevado, que lhe permite ter vrias fontes de notcias e de opinies. Outro detalhe: no se esqueam que ao escrever em seus BLOGS, sendo joranalista ou no, o indivduo tem responsabilidade tica e jurdica, j que poder estar gerando provas contra sim mesmo. Tudo poder ser usado depois por quem se julgar ofendido nos tribunais. Mas, a maior punio mesmo quando o blogueiro percebe que sua maravilhosa audincia se evaporou. Como? bom lembrar que quem tem blog recebe o servio dirio de estatstica com os nmeros de acessos ou da falta deles, de onde vem o acesso, tempo de durao, de que regio do Pas ou do mundo. Portanto, quem violar a tica estara no limbro, mais cedo ou mais tarde. Hoje cada vez mais cedo!

    O que voc acha dos grandes portais estarem chancelando os jornalistas blogueiros?

    R: Acho timo! Isto mostra que nossa categoria est conquistando um outro universo, que vem da rede mundial de computao. Que as empresas, nem todas claro, esto aproveitando a oportunidade de ter em seus quadros profissionais bem informados, com caractersticas individuais, com informantes que confiam neles e os abastecem de informaes vitais, que mantm o nvel de comunicao de seus blogs, sem as amarras das empresas. Outra coisa: ao invs de ter um blogueiro como concorrente - veja o caso do jornalista Ricardo Noblat: ele tinha um BLOG no Ig, com credibilidade conquistada ao longo de sua carreira nos grandes jornais do Pas. O que o jornal O Globo fez? Levou o Noblat para o jornal como atrao para seus leitores.

    EM TEMPO: espero e estou articulando para que algum jornal, aqui de Minas, faa um parceria com nosso BLOG DE NOTCIAS, o www.joaocarlosamral.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    ARTIGO ESPECIAL

                                                                

                                                                  
                                                                              Alexandre Atheniense
                                                                          Advogado mineiro de BH
                                                                                    especializado 
                                                                   no estudo de crimes pela internet.


                                                                        "REFORMA DE CAMPANHA 
                                                                                  PELA INTERNET
                                                                               CENSURA ELEITOR"
    Aps a publicao da minirreforma que tratou de uma mudana de regras sobre a propaganda eleitoral na internet, necessrio firmar o entendimento sobre alguns equvocos ou medidas de efeito duvidoso.

    A maior crtica ao legislador brasileiro corresponde tentativa de equiparar a regulamentao da propaganda eleitoral na internet com as mdias tradicionais (TV, Rdio, Jornais e Revistas). A internet no deveria ter este tratamento, pois no objeto de concesso estatal.

    Alm disso, o estgio atual da internet caracterizado por um inegvel estmulo ao eleitorado para criar e compartilhar contedo por twitter, blogs, youtube e redes sociais. O legislador vedou a propaganda eleitoral nesses canais de comunicao. Isso retrocesso.

    Tambm foi criada uma distino conceitual entre o contedo publicado por blogs e os sites de notcia estes devem ser encarados como sendo sites gerenciados pelos prprios provedores do contedo. Em outras palavras, a propaganda eleitoral s poder ocorrer nos sites de notcia, sendo vedada sua divulgao pelos blogs. Segundo o legislador, essa regra dever ser aplicvel j que seria impraticvel exigir direito de resposta dos blogs.

    Blog deve ser encarado como forma de expresso popular. No vejo motivos para prevalecer o entendimento de calar a divulgao de contedo pelos blogs para justificar uma duvidosa regra de impossibilitar a execuo do direito de resposta.

    Forar a criao desta distino conceitual entre canal de notcias e blogs para controlar a divulgao de contedo no tem um resultado prtico perceptvel. Est prevalecendo o interesse do legislador de entender que a internet deve ser regulamentada, modelando a conduta dos cidados, como se a rede fosse um novo canal da mdia tradicional (TV, rdio, jornal), cuja circulao das notcias se d sem interatividade.

    Impor o entendimento de que o Tribunal Superior Eleitoral poder exercer um eficaz controle da internet da mesma maneira como se opera na mdia tradicional um erro que demonstra a distncia que os nossos legisladores esto da realidade de como funciona a interatividade na grande rede atualmente.

    Hoje, cada cidado um canal de mdia por meio de blogs, youtube, twitter e redes sociais. Mas o legislador brasileiro no quer que este poder de liberdade de expresso instantnea seja tratado dessa forma ampla. Por esse motivo, veda a propaganda eleitoral na mdia originada pelo eleitorado. Um grave equvoco.

    Os prprio sites noticiosos esto se tornando cada vez mais interativos, onde o contedo gerado simultaneamente pelo prprio eleitorado, pelo inegvel apelo de instantaneidade, fidelidade e divulgao que as mdias digitais proporcionam.

    A medida pretendida no tem efeito prtico. Consideremos o exemplo de um brasileiro que mora na Inglaterra, tem um blog, e resolve publicar uma propaganda eleitoral de um determinado candidato.

    O controle do TSE sobre esta conduta estar vulnervel. inegvel que os usurios da internet sejam estimulados a gerar e compartilhar contedo, que podem estar hospedados no exterior e, por esse motivo, o controle da soberania do Estado brasileiro ser limitado.

    A ineficcia desta medida tambm acontecer nos casos em que o blogueiro optar por modificar o layout de seu site e torn-lo um canal de notcias, nos termos da regulamentao. Ser que a vedao proposta para a divulgao da propaganda eleitoral seria aplicada ?

    Outro ponto que merece registro o fato de que no houve uma regulamentao detalhada sobre como ser possvel criar e gerenciar um cadastro de e-mails para divulgao de aes de marketing direto durante a campanha. Nessa regulamentao, no houve meno expressa sobre como o eleitor possa denunciar qualquer prtica do recebimento de mensagens sem sua autorizao por meio de divulgao de marketing praticado pelo candidato.

    Se no h definio expressa sobre o procedimento a ser adotado, a eficcia da medida restrita. A maneira mais eficiente seria fazer com que houvesse garantia aos eleitores de que as mensagens lhes seriam enviadas somente em decorrncia da manifestao de sua vontade prpria em aderir ao recebimento.
     
    Dessa forma caber ao candidato ter competncia para alavancar simpatia, audincia e trfego em seu site, de onde dever ser gerado este cadastro.

    Foi instituda tambm vedao de eficcia duvidosa para proibir os sites de notcia de divulgar sites de candidatos, mesmo com carter meramente informativo. Talvez a justificativa seja evitar que um candidato que seja dono de um canal de mdia possa agir de forma disfarada para divulgar determinada candidatura. Medidas dessa natureza, como a vedao ao eleitor de criar referncias em seu blog quanto a propaganda eleitoral, s servem para afastar o eleitor do candidato.

    Foi incoerente a opo do legislador pela vedao da divulgao da propaganda eleitoral vinculada aos contedos digitais gerados pelo eleitor, sob alegao de que essa medida poderia favorecer prioritariamente aos polticos que so proprietrios dos canais de mdia.

    Atualmente, na internet, cada eleitor um canal de mdia prprio e este direito no pode ser censurado pelo legislador brasileiro.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    Medo da Gripe Suna. CANCELADA a FESTA DAS ROSAS em Barbacena. Notcia veio do site www.barbacena.mg.gov.br

    Ofcio da Secretaria de Estado da Sade orientando as prefeituras a cancelar eventos com grandes aglomeraes



                                                
                                                 Prefeita de Barbacena
                                                   Danuza Bias Fortes

    Um comunicado emitido pelo Comit Estadual de Enfrentamento Influenza A (H1N1), fora-tarefa da Secretaria de Estado da Sade, recomenda s prefeituras das cidades de Minas Gerais que evitem grandes aglomeraes de pessoas, para minimizar as possibilidades de disseminao do vrus da Influenza A e o aumento das doenas respiratrias (veja a ntegra do comunicado).


    To logo teve conhecimento do ofcio, o diretor do Departamento Municipal de Sade Pblica - Demasp - Edson Rezende, encaminhou cpia da solicitao prefeita Danuza Bias Fortes que determinou que todas as Secretarias Municipais, em especial a Empresa Municipal de Turismo e a Fundao Municipal de Cultura, promotoras de eventos, considerassem o cancelamento de eventos e competies esportivas.


    De imediato, a Fundac, em comum acordo com a Escola Preparatria de Cadetes do Ar e 9 Batalho de Polcia Militar, decidiu pelo cancelamento dos desfiles do dia 7 de setembro. O Trofu Independncia de Futsal tambm foi adiado pela Secretaria de Esportes e Lazer.


    Ao reunirem-se no dia 2 de setembro e depois no dia 8, representantes da Associao Barbacenense dos Produtores de Rosas e Flores - Abarflores - e dirigentes da Cenatur, decidiram pelo cancelamento da Festa das Rosas.

    "Mesmo com shows j contratados e outras providncias, decidimos pelo cancelamento tendo em vista a recomendao do Governo Estadual", informou a presidente da Cenatur, Vnia Castro. "Estvamos a um ms do evento e tnhamos que decidir rpido", acrescenta a presidente.


     

    Baile das Rosas est confirmado


     

    Mesmo com a deciso da Cenatur de no realizar o formato tradicional da Festa das Rosas, a Cmara dos Dirigentes Lojistas confirmou que no dia 3 de outubro, ser realizado o Baile das Rosas. O baile acontecer no Ginsio Silvio Raso e dever seguir todas as determinaes do Comit Estadual de Enfrentamento Influenza A (H1N1).


     

    Cidades mineiras cancelam eventos


     

    Segundo Edson Rezende, que pneumologista, ainda que Barbacena tenha registrado at agora um caso de morte decorrente da Influenza A, os riscos ainda so reais, sendo que em Minas Gerais, aconteceram 8 mortes s no ms de agosto, com 7 bitos no interior e um na capital.
     
    Na regio, j foram cancelados o Jubileu de Congonhas, a 55 Exposio Agropecuria de Muria, que aconteceria no incio de setembro e ainda um show do cantor Alexandre Pires. Em Juiz de Fora, que j tem trs casos da gripe A confirmados, foram cancelados o Miss Gay 2009 e a Exposio Agropecuria.

    A Exposio Agropecuria de Uberlndia tambm foi cancelada. Em So Joo Nepomuceno, na Zona da Mata, foi cancelado o 5 Encontro de Motociclistas.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    FALA GOVERNADOR!!!

















    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves
     durante o Dia do Ministrio Pblico



    Assuntos: Incluso social, Copa 2014, Mineiro,
    metr de Belo Horizonte, Aeorporto Internacional Tancredo Neves
    e Eleies 2010



                                                                                     Incluso social.

    Acho que um tema da atualidade. Acho que se existe algum consenso hoje no Brasil, acima dos partidos polticos, que permeia todas as instituies a questo da incluso social. E avanamos muito ao longo dos ltimos anos, sobretudo, na compreenso de que esse no um papel isolado do Estado. A incluso social efetiva depende da prpria compreenso que a sociedade tenha de que deve participar desse esforo. Quando falo sociedade, falo das suas instituies, falo dos seus organismos, e o Ministrio Pblico vem tendo um papel importante nessa construo. Acho que acima de convices ideolgicas do passado, podemos at ter divergncia em relao ao melhor e ao mais curto caminho para que ela se efetive, mas o objetivo de todas e de todos os cidados, faam eles vida pblica, ou no. Portanto um tema absolutamente atual e foi muito feliz o Ministrio Pblico em traz-lo discusso nesse momento.

    O IBGE soltou hoje o PIB. Qual a anlise que o senhor faz, governador?

    Olha, no li profundamente, confesso a vocs. H uma pequena recuperao, mas eu prefiro falar com vocs um pouco mais adiante, deixem eu examinar de forma muito mais profunda em relao a Minas Gerais especialmente, nos seus variados setores o que anda ocorrendo. Porque temos informaes, pelo menos um sentimento de que, a siderurgia, por exemplo, e o prprio setor mineral, que so importantes no componente da nossa receita e, portanto fazem parte importante do complexo industrial do Estado de Minas Gerais, retomam suas atividades, mas ainda no h um retorno efetivo que diz respeito receita. Ento, nossa equipe, o secretrio Simo hoje de manh est se debruando nesses nmeros para que eu possa falar especificamente com vocs no apenas em uma anlise dos nmeros divulgados, mas das perspectivas, que acho que o mais importante para ns em Minas que nossa responsabilidade, as perspectivas que teremos para este ano em relao inclusive nossa receita e retomada do crescimento de algumas atividades e talvez j, algumas perspectivas para o primeiro semestre do ano que vem.

    Governador, a Fifa tem revisto conceitos em relao a determinar se o jogo vai acontecer da seleo, em 2014, naquela cidade. O Morumbi, por exemplo, est passado por um problema. O senhor j fez as contas? Se o Governo Federal no liberar o dinheiro, at qual data para metr e Aeroporto de Confins que pode ficar invivel? Qual o temor que o senhor tem neste momento?

    Olha, o que disse essa semana volto a dizer. preciso que o Governo Federal se manifeste em relao sua responsabilidade nesses investimentos. No ponto de vista da mobilidade urbana, a ns inclumos a questo do metr, os aeroportos so uma preocupao permanente do comit central da Fifa. Tive uma reunio na semana passada, um encontro, na verdade, como o presidente Ricardo Teixeira. Ele reiterava isso, que ele tem uma preocupao ainda maior com a questo dos aeroportos. Porque no que diz respeito responsabilidade do estado, reforma do Mineiro, e adaptao do Mineiro s exigncias da Fifa, isso responsabilidade que o estado cumprir no tempo estabelecido. No tem o menor risco que isso no ocorra. E inclusive j disse algumas vezes e quero repetir. Acho que o Mineiro ser o primeiro estdio brasileiro 100% pronto, adequado s exigncias da Fifa e se colocou na disposio da Fifa, at mesmo, para fazer, quem sabe, o jogo de abertura da Copa ou ter um papel importante e tambm, quem sabe, receber aqui o grupo do Brasil.

    Portanto, o Mineiro vai fazer a sua parte, essa a responsabilidade do Estado. Hoje mesmo tenho uma reunio com o vice-governador Antonio Anastasia, que o chefe do comit responsvel pela Copa, exatamente para fazermos uma anlise pontual de cada uma das medidas, de cada um dos prazos que estaremos tendo que cumprir.

    Em relao ao Governo Federal, h expectativa que o BNDES possa participar desse esforo de investimentos. Estive na semana passada com o ministro Jobim levando a ele a nossa proposta depois de um profundo estudo que fizemos com o master plan do aeroporto internacional com a parceria de uma consultoria internacional, talvez a mais qualificada para a questo de aeroportos. Entregamos para ele o projeto que passa pela ampliao do terminal atual para 7 milhes de passageiros e o incio do projeto executivo para a construo do segundo terminal de mais 7 milhes de passageiros. Os dois sero absolutamente necessrios Copa de 2014. Mas essa uma responsabilidade do Governo Federal, e preciso que o governo apresente esse cronograma, e acredito que o far. Certamente o governo deve ter uma estratgia nesse momento, ou montando uma estratgia que visa priorizar os investimentos nessas cidades. Estamos aguardando principalmente essas duas definies, recursos para o metr e para a ampliao do aeroporto internacional. A parte do estado, em parceria com a Prefeitura Municipal, estaremos fazendo.

    Mas Belo Horizonte corre risco?

    No. Zero de risco e repito, zero, absolutamente zero o risco de que haja algum atraso. Belo Horizonte e o Mineiro estaro se apresentando Fifa no final de 2012, como o primeiro estdio brasileiro cumprindo as exigncias e disposio para ter um papel muito importante na Copa do Mundo.

    Fecha em julho ou em dezembro o estdio?

    Fecha no inicio do ano que vem. No uma data estabelecida ainda, mas fecha no inicio do ano que vem.

    O deputado Antonio Andrade ontem disse que com o Serra no tem acordo. Essa preferncia, essa aproximao sua com o PMDB um trunfo na guerra contra o Serra?

    No tem guerra contra o Serra. Serra e eu somos companheiros. E natural que um partido da dimenso do PSDB, que tem um projeto de Brasil como tem o PSDB, tenha alternativas. Vejo isso como algo absolutamente saudvel. Agradeo a declarao do deputado Antonio Andrade no sentido de que gostaria na verdade acho que este um sentimento no apenas dele, do PMDB e de outros partidos de que Minas Gerais pudesse ter um papel mais efetivo na construo do Brasil ps 2010. Acho que eles querem, e esse sentimento um sentimento da solidariedade mineira do que qualquer outra coisa. Vamos continuar fazendo o que fizemos at aqui, vou continuar andando, vou continuar discutindo ideias e acredito que at o final do ano estaremos prontos para uma deciso.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    Incluso Social.

    Acio defende esforo
    para fortalecer incluso social















    Omar Freire/Imprensa MG
    O governador Acio Neves e a ministra do Supremo Tribunal Federal Ellen Gracie
    O governador Acio Neves e a ministra do Supremo Tribunal Federal Ellen Gracie
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm











    Entrevista do governador Acio Neves durante comemorao do Dia do Ministrio Pblico
    Governador participa do encerramento da Semana do Ministrio Pblico
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves durante o Dia do Ministrio Pblico

    BELO HORIZONTE (11/09/09) - O governador Acio Neves defendeu, nesta sexta-feira (11), em Belo Horizonte, no encerramento da Semana do Ministrio Pblico, o fortalecimento da Federao e a gesto pblica de qualidade como os melhores caminhos para se alcanar a incluso social. Para ele, a grande concentrao de recursos em poder da Unio fragiliza a Federao. Segundo Acio Neves, preciso descentralizar, dar transparncia e eficincia aos gastos pblicos.

    Estamos vivendo o perodo da nossa histria republicana de maior fragilizao da Federao. Vivemos um momento em que mais de 70% dos recursos arrecadados com os nossos tributos esto concentrados nas mos da Unio. E no lgico, no racional que um pas com as dimenses continentais do Brasil continue a ser administrado de forma to centralizada. No existe nenhuma ao de maior alcance social do que a boa aplicao do dinheiro pblico, fiscalizada, com transparncia, com metas, com objetivos a serem alcanados, afirmou Acio Neves, em seu pronunciamento.

    Segundo o governador, os estados e principalmente os municpios tm mais condies de definir e implementar aes prioritrias para suas populaes do que a Unio.

    Esforo conjunto

    A incluso social foi o tema em discusso durante a Semana do Ministrio Pblico, com atividades que esto sendo realizadas desde o dia 8. O dia 11 de setembro foi escolhido como Dia do Ministrio Pblico por ser a data em que foi sancionada a primeira lei orgnica da instituio, em 1950.

    Para o governador, foram feitos muitos avanos nos ltimos anos, mas ainda ser necessrio o esforo conjunto do Estado, instituies e sociedade para que a incluso social seja uma realidade no pas.

    Acho que se existe algum consenso hoje no Brasil, acima dos partidos polticos, que permeia todas as instituies a questo da incluso social. E avanamos muito ao longo dos ltimos anos, sobretudo, na compreenso de que esse no um papel isolado do Estado. A incluso social efetiva depende da prpria compreenso que a sociedade tenha de que deve participar desse esforo. Quando falo sociedade, falo das suas instituies, falo dos seus organismos, e o Ministrio Pblico vem tendo um papel importante nessa construo, afirmou o governador, em entrevista.

    Segundo o governador, a incluso um tema da atualidade e o Ministrio Pblico uma pea imprescindvel para a construo de uma sociedade mais justa.

    Acho que acima de convices ideolgicas do passado, podemos at ter divergncia em relao ao melhor e ao mais curto caminho para que ela se efetive, mas o objetivo de todas e de todos os cidados, faam eles vida pblica, ou no. Portanto um tema absolutamente atual e foi muito feliz o Ministrio Pblico em traz-lo discusso nesse momento.

    De acordo com Acio Neves, o Ministrio Pblico de Minas Gerais vem investindo em novas formas de aproximao com a sociedade. A Instituio iniciou um dilogo permanente com os movimentos sociais organizados atravs do sistema de audincias pblicas, lanado em 2007. No ano passado, foram criadas a Coordenadoria de Incluso e Mobilizao Sociais (Cimos) e a Ouvidoria do MP, um canal direto para receber as demandas da populao e avaliar o trabalho de membros e servidores.

    Medalha

    Durante a solenidade, o procurador-geral de Justia do Estado, Alceu Jos Torres Marques, entregou a Medalha do Mrito do Ministrio Pblico Promotor Francisco Jos Lins do Rego ministra do Supremo Tribunal Federal Ellen Gracie e ao presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Alberto Pinto Coelho. Tambm receberam medalha o presidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais, desembargador Srgio Antnio de Resende, o deputado federal Ibsen Pinheiro (PMDB/RS) e o senador Demstenes Torres (DEM/GO).

    Estiveram presentes o vice-governador Antonio Anastasia e o prefeito de Belo Horizonte, Mrcio Lacerda.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    TNEL DO TEMPO... fotos do HBLOG do nosso companheiro de blogosfera Hugueney Bisneto - de Uberlndia.

    Hoje dia 11 de setembro





    O que era o WORLD TRADE CENTER e...



    E o que ser no final de 2010


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    "Cantina Italiana" no Aeroporto Internacional presidente Tancredo Neves. Informao enviada ao nosso BLOG pelo jornalista Schubert Arajo da Multitexto.



    Bristol Confins Airport Hotel promove
    Noite da Cantina Italiana no Hangar Restaurante



    Para quem gosta de diversificar a programao do fim de semana, uma boa opo a noite da Cantina Italiana, que acontece todas as sextas e sbados, de 19h s 22h, no Hangar Restaurante, localizado no Bristol Confins Airport Hotel, em Lagoa Santa (MG). No comando do evento, o competente e simptico gerente de Alimentos e Bebidas (A&B) do hotel, Clvis Rodrigues.
     

    No cardpio, o melhor da culinria italiana por apenas R$ 22,90 por pessoa: lazanha a bolonheza, capelete de frango, torteline de provolone, espaguete ao alho e ervas, penne parisiense, fil a parmegiana, galeto ao primo canto e polenta frita.

    E para completar, diversas opes de sobremesas, passando por pavs, mouses, pudins, tpicos doces e queijos mineiros. As sobremesas so cobradas parte e custam R$ 5,90 cada.

    O restaurante Hangar do Bristol Confins Airport Hotel oferece tambm mais de 14 tipos de saladas, tbuas de frios, conservas e dez tipos de molhos diferentes, alm de possui ar condicionado e estacionamento para clientes. Reservas para a noite italiana devem ser feitas pelo telefone: (31) 3688-1000. 


     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    "OS PSSAROS" do fotgrafo mineiro MARCELO PRATES vai invadir BH,dia 28,s 20 horas no lanamento do livro dele na Biblioteca Pblica Luiz de Bessa na Praa da Liberdade. DEsejo sucesso ao meu amigo e colega Marcelo Prates com quem fiz vrias coberturas polticas em Minas. Ele como fotgrafo de O GLOBO e eu como reprter poltico da REDE GLOBO.

    Foto: Marcelo Prates/Hoje em Dia/AE

    Foto histrica do portiflio do Marcelo Prtaes:
    Ave se enrosca em lixo na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte.
    A gua est esverdeada por causa da poluio no local.
    O local uma das principais atraes tursticas de Belo Horizonte
    (Foto: Marcelo Prates/Hoje em Dia/AE )

    Fotgrafo eterniza em livro pssaros que habitam a capital

    Pssaros da Liberdade, de Marcelo Prates,ser lanado no prximo dia 28 de setembro, na Biblioteca Pblica Luiz de Bessa
    O desmatamento de reas verdes na Regio Metropolitana de Belo Horizonte e o plantio nas ruas de rvores (Ips, Magnlia, Ficus, entre outras) que fornecem alimentos s aves contriburam para a volta de um personagem muito querido cena urbana: os pssaros. Interessado neste fenmeno, o jornalista e fotgrafo mineiro Marcelo Prates fixou suas lentes em semforos, monumentos, muros, prdios e outros logradouros pblicos em busca de espcies para ilustrar o livro Pssaros da Liberdade, que ser lanado no prximo dia 28 de setembro, segunda-feira, a partir das 20h, na galeria da Biblioteca Pblica Luiz de Bessa (P. da Liberdade, 21 Funcionrios).
    Alm das mais de 300 fotos de pssaros, o livro tambm traz textos poticos dos jornalistas Nilseu Martins e Roberto Mendona que buscaram atravs das palavras retratar a beleza das fotos e mostrar os costumes e adaptaes vividas por estas aves. Desta forma, unindo fotografia e literatura, Pssaros da Liberdade fala de ecologia ao destacar a fauna e flora da capital e ainda extrai arte de onde menos se espera. A publicao busca ainda estimular o leitor a perceber melhor a natureza que o cerca e ver que as espcies retratadas esto ao alcance da viso de todos; basta olhar com ateno.
    "O livro mostra tambm que Belo Horizonte ainda uma cidade bastante arborizada e com uma diversidade incrvel de pssaros, o que deve ser motivo de orgulho para a populao. Durante as fotos, por exemplo, tive a rara chance de flagrar espcies menos comuns no meio urbano como tucanos e bicos-de-veludo", conta Marcelo.
    O incio
    O hobbie de Marcelo Prates de observar pssaros antigo e foi herdado de seu pai, que era um apaixonado por canrios. Mais tarde, aos 22 anos, o autor teve sua primeira ave: um filhote de gavio, que logo abandonou a gaiola e ganhou os cus de Juatuba, onde seu pai tinha um stio. Em 1997, Marcelo foi convidado pelo tambm jornalista Nilseu Martins para fazer fotos para uma srie de reportagens do jornal Estado de Minas.  
    A pauta era sobre um canrio que inusitadamente escolheu a Praa da Liberdade como casa. Nilseu, ento, soltou uma fmea da espcie no local para fazer companhia ao passarinho. Deu certo: os dois acasalaram e montaram ninho permanente por ali. Algum tempo depois, a srie de reportagens foi transformada em exposio atravs do projeto BDMG Cultural e garantiu aos dois a Comenda do Mrito Ambiental da OAB/MG.   
    Preocupao com o meio ambiente
    Seria no mnimo incoerente se Pssaros da Liberdade agredisse o meio ambiente. Por isso, a equipe de produo do livro optou por neutralizar as emisses de carbono originadas por todo o seu processo de editorao, desde o custo ambiental da celulose at o transporte da obra j finalizada. Para isso, foram plantadas 13 rvores em matas ciliares no estado de So Paulo para compensar as cerca de duas toneladas de CO2 emitidas pela fabricao do livro, que o primeiro do estado a receber o selo Carbono Zero. Os clculos foram feitos por uma instituio especializada em preservao ambiental.  
    O livro teve programao visual do artista plstico, ilustrador e escritor Marcelo Xavier, produo de Claudio Rocha e Fernanda Gomes, produo grfica de Sylvio Coutinho, consultoria da biloga Angela Faggioli, arte final de Cludio Mrcio e superviso do prprio autor. O trabalho possui 180 pginas coloridas, formato 23,5 x 29 cm e tiragem de 1.000 exemplares. "Tivemos um cuidado extra para editorar Pssaros da Liberdade e deix-lo altura do talento do Marcelo, que faz poesia urbana em suas fotos e capta as sutilezas e grafismos das formas geomtricas da cidade", comenta Sylvio Coutinho, da Pr Digital, empresa responsvel pela editorao da obra.
    Sobre o autor
    Marcelo Prates nasceu em Belo Horizonte em 28 de fevereiro de 1955. formado em Comunicao Social pela UFMG. Autodidata, comeou na fotografia trabalhando na Associao Comercial de Minas Gerais, em 1981. Em 1983, cobriu a posse do governador Tancredo Neves para a Folha de S. Paulo. Nesse mesmo ano, foi contratado pelo jornal O Globo (sucursal de Belo Horizonte), onde trabalhou durante 10 anos. Fez vrios trabalhos como free-lancer para os jornais Estado de Minas, O Estado de So Paulo, Jornal do Brasil, Correio Braziliense, para as revistas Veja, Manchete e Isto , alm de publicaes estrangeiras como o jornal Libration (Frana), o jornal Corriere Della Sera (Itlia), a agncia France Press, dentre outros. atualmente editor de fotografia do jornal Hoje em Dia, na capital mineira.
    Prmios
    Vladimir Herzog - Anistia e Direitos Humanos 1985
    Internacional Nikon - Aquisio de Obra - Japo 1987
    Comenda do Mrito Ambiental - OAB/MG, 1997;
    Fotografia Contempornea da Amrica Latina - Cuba 2001
    Nacional "Brasil Vero" - 2002; 
    SSF World Photo Contest - Japo - 2002;
    National Geographic - "Momentos Incrveis" 2003
    BNB de Jornalismo 2005
    Nacional de Fotografia Goethe-Institut 2007
    Internacional Fotografia 100 anos Niemeyer - Obras selecionadas - Portugal - 2008
    Lanamento e Noite de Autgrafos do livro Pssaros da Liberdade de Marcelo Prates
    Local: Galeria da Biblioteca Pblica Luiz de Bessa
    Endereo: P. da Liberdade, 21 Funcionrios
    Data: 28 de setembro, segunda-feira
    Horrio: 20h
    Valor do Livro: R$80,00
    O livro estar venda em vrias livrarias de Belo Horizonte e tambm atravs do telefone: (31) 9159-1879
     Assessoria de Imprensa: CL Assessoria em Comunicao
    Christina Lima e Marcos Vincius dos Anjos
    (31)3274-8907 e (31)9775-8907



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    O FATO E A FOTO. O 11 de setembro de 2001...






    Seth McCallister/AFP - 11/9/01


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.

    Foto: Idinando Borges
    do www.barbacenanews.com

    No Palcio da Revoluo Liberal, em Barbacena,
    Joo Carlos Amaral, mostra ao professor Anastasia,
     a ferramenta twitter,
    modismo at mesmo entre os polticos

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    A NOVELA do metr de BH....












    Acio reafirma necessidade
    de investimentos no metr de BH













    Veja tambm








    Entrevista do governador Acio Neves no lanamento do livro "Meeiros do Caf"
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves no lanamento do Livro "Meeiros do Caf"

    BELO HORIZONTE (10/09/09) - O governador Acio Neves reiterou nesta quinta-feira (10), em Belo Horizonte, que Minas Gerais no recebeu, este ano, recursos do governo federal para investimento no metr de Belo Horizonte. Em entrevista, o governador explicou que alm de no terem sido liberados os R$ 110 milhes previstos no Oramento da Unio para este ano, apenas R$ 2 milhes dos R$ 80 milhes previstos para 2008 foram investidos no metr da capital mineira. O governador tambm falou sobre a nota divulgada nessa quarta-feira (9), pela Casa Civil da Presidncia da Repblica.

    "A nota mostra que h um grande desconhecimento em relao ao que acontece em Minas Gerais. Em relao ao metr, por exemplo, ela (a nota) afirma que existem recursos em torno de R$ 110 milhes, se somados todos, para investimentos no metr este ano, inclusive no trecho Vilarinho-Eldorado. No oramento do ano passado existiam R$ 80 milhes exatamente para esse mesmo trecho, e foram liberados R$ 2 milhes. Desses R$ 110 milhes que ela anuncia para o metr no ano de 2009, at agora foram liberados, em nmeros redondos, zero Reais", afirmou Acio Neves.

    Aeroporto Internacional

    O governador disse esperar que os investimentos no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Regio Metropolitana de Belo Horizonte, possam ocorrer, assim como a liberao dos recursos para a compensao das perdas aos estados exportadores, pela desonerao da Lei Kandir.

    "Mais do que fazer disso um cabo de guerra, no minha inteno, quero apenas alertar ao governo para que possa agilizar esses compromissos com Minas Gerais e dar respostas. No em notas, a meu ver, sem consistncia, mas com os recursos necessrios para que essas obras sejam terminadas. Repito que sempre tive com a ministra (Dilma Rousseff) e sempre terei com ela uma relao de alto nvel, com extremo respeito sua conduta. H apenas uma cobrana, j que estamos caminhando para a fase final do governo", disse Acio Neves.

    Sobre a Lei Kandir, o governador ressaltou que a nota distribuda pela Casa Civil no traz um posicionamento do governo federal a respeito do assunto.

    "A proposta oramentria chega ao Congresso Nacional, inclusive sem recursos para a Lei Kandir, no vi nenhuma abordagem sobre essa questo na nota, essa talvez seja uma questo central. O que fiz, na verdade, como governador do Estado de forma absolutamente correta, educada, foi alertar o governo federal para o atraso desses investimentos em Minas Gerais.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 11, 2009

    Ministro Hlio Costa na TV...

    Programa de incluso digital
    vai reduzir desigualdades



    Em entrevista ao "Bom Dia, Ministro",
    Hlio Costa fala sobre
    os programas sociais
    do Ministrio das Comunicaes

    Braslia, 10 de setembro de 2009 O governo federal est promovendo o maior programa de incluso digital da Amrica Latina, levando banda larga a 30 mil escolas pblicas das cidades. Em entrevista ao programa "Bom Dia, Ministro", veiculado pela EBC Servios para rdios de todo o pas esta manh, o ministro das Comunicaes, Hlio Costa, destacou o avano do processo de distribuio do sinal de banda larga para as escolas brasileiras. Ele comentou que a meta do governo do presidente Luiz Incio Lula da Silva levar internet de alta velocidade a 65 mil colgios pblicos das zonas urbanas at o final do prximo ano.

    "Eu hoje estou convencido que a mais importante misso do Ministrio das Comunicaes desempenhou nos ltimos quatro anos do governo do presidente Lula foi a implantao do Programa Banda Larga nas Escolas", disse Hlio Costa. "Porque coloca o Brasil no primeiro mundo das comunicaes e certamente d uma ferramenta de pesquisa, de informao, de desenvolvimento para os nossos alunos, para as nossas professoras, para todas as pessoas interessadas em saber o que est acontecendo no resto do mundo".

    Segundo o ministro, j foram conectadas cerca de 30 mil escolas pblicas desde que o Programa Banda Larga nas Escolas foi lanado pelo governo federal, em abril de 2008. At dezembro deste ano, a meta do Ministrio das Comunicaes espera conectar 45.381 escolas pblicas. "O prximo passo conectar as escolas pblicas nas zonas rurais", disse.

    Ele admtiu que o governo federal enfrenta ainda um grande desafio: superar o isolamento das comunidades amaznicas, que vivem sem internet cabeada e energia eltrica. O acesso para a populao ribeirinha espalhada pela floresta tropical rede mundial de computadores feita via satlite.

    Telefonia rural


    Ele destacou que o governo instituiu o Programa Nacional de Telecomunicaes Rurais para levar populao que vive nas reas rurais dos municpios brasileiros os servios de telefonia celular e de internet banda larga. A idia conectar mais de 80 mil escolas rurais rede, por meio das empresas de telefonia, a partir de 2010. Uma portaria do ministrio vai privilegiar o uso das radiofrequncias de 450-470 MHz, o que deve assegurar sinal de telefonia a at 50 quilmetros das sedes dos municpios.    

    Hlio Costa tambm destacou outro programa de impacto social para as populaes carentes das cidades brasileiras, que hoje no tem acesso a internet. Trata-se do Programa Telecentros Comunitrios, que foi levado a 5.469 cidades brasileiras. O ministro destacou que  apenas 1,71% de todos os municpios do pas no aderiram ao programa, que assegura a montagem de espaos pblicos cedidos pela prefeitura e leva conexo via banda larga s comunidades.

    O Ministrio das Comunicaes j investiu cerca de R$ 143 milhes para a aquisio de 6,6 mil kits, constitudos, cada um, de 10 terminais de computador conectados internet, um servidor de rede, uma impressora a laser, um projetor multimdia data-show, uma cmera para monitoramento remoto, mesas, armrios e cadeiras. "Os terminais de computador tm capacidade para receber sinais de IPTV e todos os telecentros adotam o software livre.

    Rede eltrica

    Na entrevista ao programa "Bom Dia, Ministro", Hlio Costa disse que a implantao da internet banda larga pela rede eltrica deve demorar um pouco ainda a virar realidade, mas que certamente um dos caminhos que o governo adotar para promover a incluso digital no pas. Ele ressaltou que ainda no foram superados problemas tcnicos, como a propagao do sinal pelos cabos de alta tenso das redes eltricas areas, sujeitas a todo tipo de interferncia. "Ns no temos ainda um marco regulatrio da internet como um todo e muito menos que trate do uso da rede eltrica", ressaltou.

    Hlio Costa assegurou, contudo, que favorvel ao uso da rede eltrica para acesso a internet. Ele afirmou que sua adoo em larga escala , de fato, o futuro para o pas. "Este o caminho de a internet chegar nas regies mais pobres, nas vilas e favelas das grandes cidades", comentou.

    "Ou ns chegamos por sem fio, com o wi-fi, ou wi-max, ou chegamos pela rede eltrica. Em quatro ou cinco anos, vamos ter um belssimo aproveitamento da internet atravs das linhas eltricas porque elas esto em todos os lugares, com rarssimas excees". O ministro destacou que apenas 2% das cidades do pas ainda no dispem de luz eltrica, mas que o governo federal, com o Programa Luz para Todos, tambm vai vencer este obstculo.

    TV Digital

    Ainda no programa exibido pela EBC e produzido pela Secretaria de Comunicao da Presidncia da Repblica, Hlio Costa falou sobre a implantao do modelo de TV Digital nipo-brasileiro que est ganhando espao na Amrica do Sul. O ministro disse que o Brasil busca implantar um sistema nico de televiso digital para os pases da regio. O governo est negociando com os pases do Cone Sul. O Peru anunciou a adeso ao sistema, assim como a Argentina.

    O ministro disse esperar que Chile, Equador, Venezuela e Cuba tambm adotem o padro escolhido pelo Brasil. Segundo o ministro, o sistema nico trar a integrao da regio e permitir transferncia de tecnologia entre os pases.

    "Com um sistema sul-americano de televiso digital ser facilitado o intercmbio tcnico, cientfico, de inovao tecnolgica e, sobretudo, o intercmbio de contedo. Vai ficar muito mais fcil produzir no Brasil e exibir na Argentina e vice-versa", comentou.

    Ele tambm ressaltou que o parque industrial dos pases da Amrica Latina ser fortalecido. Segundo Hlio Costa, com a adoo do padro ISDB-T (Integrated Systems Digital Broadcasting Terrestrial), como chamado o sistema de TV Digital aberta nipo-brasileiro, os pases latino americanos deixaro de apenas importar televisores e comearo a produzi-los.

    "Ns vamos trazer para o Cone Sul o processo industrial. Hoje o abastecimento de televisores modernos vem todo da Asia. Na medida em que temos um sistema nico, podemos produzir esses aparelhos", afirmou.

    No Brasil, a cobertura do sinal de TV digital aberta atinge 65% da populao brasileira. At o fim do ano, o governo espera alcanar cerca de 50 das grandes cidades brasileiras. At agora, 18 capitais tm cobertura digital. No entanto, a expectativa encerrar 2009 levando o novo modelo de transmisso a mais 32 cidades.

    O ministro informou ainda que em 2016 o sistema analgico de televiso ser completamente desligado. O acesso a TV Digital s possvel com a aquisio pelo consumidor de um conversor que custa cerca de R$ 200. Hlio Costa ressaltou que, a partir do prximo ano, todos os televisores produzidos no Brasil com mais de 32 polegadas viro com o conversor embutido.

    Para ouvir o programa "Bom dia, ministro" Clique aqui



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    CLINLIFE... Comer com Inteleigncia.

    O mdico EDUARDO PINHO TAVARES
    referncia internacional no tratamento para emagrecer com qualidade de vida.
    A bem montada clnica dele - a CLINLIFE
    - fica na rua Martin de Carvalho, no Santo Agostinho
    a dois quarteires da Assemblia Legislativa de Minas.
    Constantemente o dr. Eduardo procurado por quem quem
    - homens e mulheres - para passar pelo eficiente mtodo
    que ele implantou. Minha filha, a estudante de Engenharia Ambiental,
    Natlia Amaral, comprovou na prtica o efeito. Comer com inteligncia.


    Dr. Eduardo Pinho Tavares,
    num registro da Revista Encontro,
    sobre a CLINLIFE em 2008.

    Clinlife  Um novo conceito em sade
    H mais de 20 anos a Clinlife atua com sucesso no mercado, oferecendo a forma mais completa para voc cuidar de si mesmo: Life-reveal (Reavaliao da vida), um conjunto de prticas mdicas que visa preveno, o bem-estar, o equilbrio e uma vida mais saudvel.
    Com grande experincia de atuao, a Clinlife a primeira clnica Life-reveal de Minas Gerais; pioneira na introduo de programas preventivos na rea de geriatria e no emagrecimento de crianas e adolescentes atravs de uma equipe multidisciplinar e cunho pedaggico.
    Motivada pela importncia da longevidade saudvel, alegre e participativa, a Clinlife oferece programas multidisciplinares personalizados e alternativas que minimizam os problemas decorrentes da obesidade e do envelhecimento. Todos os procedimentos so determinados a partir de uma analise que considera o organismo como um todo, promovendo uma harmonizao fsica e emocional.
    A Clinlife o lugar certo para voc que deseja rever hbitos alimentares e de vida para uma longevidade mais saudvel. Conhea a Clinlife e descubra uma nova forma de ver a vida.
    57 comentrios

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    Pela noite na capital mineira.

                         
    Jantando com a famlia no O Ddiva, o ex-senador Arlindo Porto. Falamos claro de poltica. Ele que vice-presidente da Cemig, fez uma boa anlise da sucesso presidencial. Comentou que o governador Acio mostra flego com ndice de aceitao que o coloca prxima da ministra Dilma Roussef, mesmo com Serra estando na liderana. O senador se referia ltima pesquisa divulgada da CNT/Sensus.

    Em outra mesa estava Andr Lamournier, editor da revista ENCONTRO, degustando um bom vinho com um amigo. Andr disse que a ENCONTRO est de vento em popa. Desejo mais sucesso.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    TURISMO NO PAR. Presidente da aBRAJET do Par, Benigna Soares nos envia E-mail destacando a Segundo Encontro Norte de Jornalistas de Turismo naquele Estado.

    Joo, d uma fora a na divulgao do nosso evento?
    Temos mineiros na programao.
    E venha pra c homem,
    tomar um aa e depois um tacac.
    Grata


    Benigna Soares 
    Presidente da Abrajet Par
    (91) 8842-8129 

                      II Semana de Turismo de Belm



                                                II Encontro Norte de Jornalistas de Turismo
             Data: 21 a 27 de setembro de 2009

             Local: Belm-Par-Amaznai-Brasil



    Confirmado para acontecer de 21 a 27 deste ms a II Semana de Turismo de Belm. O evento ser marcado por palestras, oficinas, exposio, painis e outras programaes, a exemplo do I Encontro Norte de Jornalistas de Turismo, promovido pela Associao Brasileira de Jornalistas de Turismo do Par (Abrajet Par) e Diretoria Regional Norte da Abrajet Nacional.

    Vai reunir na capital paraense profissionais de comunicao especializados na rea do turismo de todo o Brasil. A programao comemorativa ao Dia Mundial do Turismo, celebrado dia 27 de setembro. Alm de Belm a programao vai se estender aos municpios de Benevides, Marapanim e Maracan (Algodoal).


    Segundo a coordenao do evento participam da programao jornalistas dos estados do Acre, Amazonas, Amap, Par, Rondnia, Roraima e Tocantins. Do Rio de Janeiro vem o presidente da Abrajet Nacional, jornalista Claudio Magnavita, que alm de apresentar o programa de tv "Magnavita", que vai ao ar semanalmente na CNT, diretor do Jornal de Turismo (http://www.jornaldeturismo.com.br/), veculo oficial dos principais eventos e feiras do Brasil. Cludio ministra palestra sobre o"Frum de Jornalistas de Turismo do Mercosul", novo espao de debates e divulgao do turismo mundial que amplia cada vez mais as possibilidades de divulgao no setor do turismo. A palestra ser no dia 24, s 14 horas, no Auditrio Trreo do IESAM Instituto de Ensino Superior da Amaznia.


    Ainda no dia 24, s 16hs, o Diretor de Relaes Corporativas da Abrajet Nacional, Claret Guerra, editor do principal jornal especializado de Minas Gerais, o MG Turismo apresenta um painel sobre "Comunicao, Eventos e Turismo".

    Claret, tem parceria com a jornalista Suely Guerra, responsvel por dois dos principais eventos anuais do setor: o Prmio MG Turismo, realizado h dez anos em Belo Horizonte e o Trofu "Mulher Influente", h 13 anos, com participantes internacionais.



    Oficina D
    urante a II Semana de Turismo de Belm a Abrajet tambm promove, na manh do dia 25, a oficina "Elaborao de Projetos e Captao de Recursos", a ser ministrada das 8hs s 17hs, no auditrio do IESAM, pela tcnica do Ministrio do Turismo (MTUR) Gilvana Pereira Fernandes. Durante a oficina outro representante do MTUR vai falar tambm sobre a importncia dos profissionais e entidades que desejam apresentar projetos ao MTUR starem devidamente inscritos no CADASTUR, sistema de cadastro dos prestadores de servios tursticos executados pelo MTur, em parceria com os rgos oficiais.


    Ainda no dia 25, a partir das 14 horas Fbio Romero, presidente do Sindicato de Guias de Turismo do Par (Singtur), ministra palestra com a temtica "Guia de Turismo: Profissionalizao e Perspectivas de Carreira".


    s 16h a temtica ser "Mercado de trabalho: contribuies do Sindicato para o profissional do turismo", ministrada por Marcelo Aponte, Delegado Estadual do Sindicaturismo Par.
    O I Encontro de Jornalistas de Turismo vai ocorrer a partir das 18 horas, no Hotel Fazenda So Luiz, no municpio de Benevides.

    O evento, que tem apoio do referido hotel e da Prefeitura Municipal de Benevides, vai reunir jornalistas, fotgrafos, publicitrios e outros profissionais da rea de comunicao ligados s seccionais na Abrajet no Norte do Brasil e em outras capitais, como Rio de Janeiro (RJ), Santa Catarina (PR), Belo Horizonte (MG), Braslia (DF), etc.

    A programao reserva tambm para 26 e 27 um Press Trip com 30 jornalistas e fotgrafos de Belm e outros estados. No roteiro, Belm e Benevides, Marapanim, a cidade do carimb e Maracan, com vista panormica da praia e orla de Marud e travessia para a ilha de Mayandeua, onde o grupo vai apreciar, as belezas de Algodoal, comunidade da ilha que reserva belos encantos naturais, praias paradisacas e a encantadora Lagoa da Princesa, que recebe turistas de todo o mundo.


    O retorno para Belm no dia 28, quando os jornalistas regressam para suas cidades de origens. A II Semana de Turismo de Belm ser realizada por diversos parceiros, como ABBTUR, BELEMTUR, SINGTUR, SINDICATURISMO, IESAM, TRAVEL IN TURISMO, PARATUR, Prefeitura de Benevides, Prefeitura de Marapanim, Pousada Marhesias de Algodoal, entre outros.


    INSCRIES: J esto abertas as inscries para as palestras, frum e oficina. O investimento de R$ 30,00 (trinta reais) para profissionais de turismo e comunicao, secretarias municipais e prefeituras, entidades e outros que j esto no mercado de trabalho. So R$ 15,00 (quinze reais) para estudantes de comunicao e turismo. Para as oficinas, visando melhor aproveitamento do curso, foram reservadas somente 30 vagas.

    O local de inscries na sede da Coordenadoria Municipal de Turismo de Belm (Belemtur) localizada no Memorial dos Povos (Avenida Governador Jos Malcher, entre Dr. Moraes e Assis de Vasconcelos. Maiores informaes: abrajetpara@gmail.com e (91) 8886-2604 - Secretaria Executiva da Abrajet Par.

    Todas as palestras, frum e oficina vo acontecer no Auditrio Trreo do IESAM: Avenida Gov. Jos Malcher, 1148 - Nazar - Belm-PA.


    Encontro & Press Trip: Para participar do Press Trip necessrio ser associado ou convidado da Abrajet Par. Inscries podem ser feitas atravs do e-mail abrajetpara@gmail.com ou no http://www.abrajetpara.blogspot.com/ Maiores informaes (91) 8842-8129.


    ABRAJET - A Associao Brasileira de Jornalistas de Turismo (http://www.abrajet.com.br/) , entidade cinquentenria respeitada internacionalmente, com assento no Conselho Nacional de Turismo, participa ativamente dos momentos mais importantes que implicam em decises em favor do setor. Ao se relacionar diariamente com as demais entidades abrajetianas sediadas em todas as capitais brasileiras, a Abrajet torna possvel efetuar a divulgao de qualquer evento, com garantia de visibilidade e reconhecimento atravs da mdia.


    A Abrajet Par (http://www.abrajetpara.blogspot.com/) segue os princpios da Abrajet Nacional e integra o Frum de Desenvolvimento Turstico do Estado do Par (FOMENTUR) e o Conselho Municipal de Turismo de Belm (COMTUR), tendo participao em decises que dizem respeito atividade turstica regional. No Par, foi criada em fevereiro de 2006, apresentada formalmente em junho do mesmo ano, durante a Feira Internacional de Turismo da Amaznia Fita.
    LEIA MAIS: http://www.abrajetpara.blogspot.com/


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.


    Em Braslia, JCA, Carlos Custdio, presidente dos Correios
    e o advogado Jos Artur Filardi,
    chefe de gabinete do ministro das Comunicaes,
    senador Hlio Costa.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    BOLSA DE VALORES SOCIAIS. Hoje 280 mil investidores sociais ajudam o Instituto Mrio Penna a dar assistncia a milhares de pacientes com cncer em Minas. So 100 mil s em BH. E outros 180 mil espalhados pelo Estado. Faa parte deste grupo de "investidores sociais" na chamada BOLSA DE VALORES SOCIAIS. Site: www.mariopenna.com.br



     
    Mineiro de Uberaba,
    o advogado  e humanista Cssio Resende
    lidera  em BH uma equipe de excelncia
    na administrao do Instituto Mrio Penna 
    que faz 40 anos em agosto de 2010.









     




    Tudo comeou com um espao precrio e improvisado que o governo do Estado destinava a pacientes em estado terminal de cncer.

    O local era chamado de "depsito", porque ali os internos s esperavam a morte, no tinham esperana. Era fechado s seis horas da tarde e reaberto ao amanhecer, para a retirada dos corpos das pessoas que haviam morrido durante a noite, sem nenhuma assistncia.

    A Fundao Mrio Penna buscou na sensibilidade humana a fora para seguir em frente. Se, no incio, o trabalho baseava-se em algumas pessoas, que comearam a visitar os doentes e sair s ruas, com um lbum de fotos dos pacientes, procurando ajuda para salvar vidas, hoje ela referncia nacional no tratamento oncolgico.
    A instituio conta atualmente com dois lares, um para idosos e outro para crianas, e dois hospitais.


    1971 Criada a Associao dos Amigos do Hospital Mrio Penna, com a misso de prover a instituio dos recursos necessrios a uma subsistncia adequada. At aquela poca, o mximo que se podia fazer era proporcionar conforto moral aos pacientes em fase terminal.

    1974 O professor catedrtico da Faculdade de Medicina, Joo Baptista Resende Alves, se coloca disposio do Mrio Penna para prestar servios e inicia uma ao mdica permanente no local.

    1974 Um grupo de senhoras funda a Associao de Voluntrias, que passa a dar mais carinho e ateno aos doentes.

    1975 O Estado doa Associao dos Amigos do Hospital Mrio Penna (Lei 6572) o imvel onde hoje se localiza o Hospital. No mesmo ano, com o dinheiro arrecadado por um festival de chope (cinco mil canecos vendidos) so obtidos recursos para a construo do primeiro bloco cirrgico.

    1976 Comeam a ser instalados Ncleos Regionais de Voluntrios, que atualmente funcionam em 65 municpios mineiros, como postos avanados. Casos suspeitos de cncer so encaminhados para o Hospital Mrio Penna, em Belo Horizonte.

    1980 Iniciadas as obras de construo do Instituto Mineiro de Oncologia, que depois se transformou no Hospital Luxemburgo.

    1986 Inaugurado o Hospital Luxemburgo, com os mesmos compromissos de respeito vida, tica e competncia do Mrio Penna.

    1986 A Pastoral da Sade inicia suas atividades.

    1997 Criado o Lar Clia Janotti, para acolher pacientes carentes vindos do interior de Minas ou de outros Estados, que precisam se submeter a tratamento oncolgico em Belo Horizonte.

    2000 Surge a Fundao Mrio Penna, que visa garantir a continuidade da excelente assistncia social prestada pelos amigos e voluntrios do Mrio Penna e profissionalizar a administrao. Como fundao, abre novos campos para a captao de recursos.

    2000 Instalado o Lar Janurio Carneiro, com os mesmos objetivos do Lar Clia Janotti, mas destinado a crianas e jovens de zero a 17 anos, juntamente com seus acompanhantes.

    2000 Inaugurado o novo Hospital Mrio Penna, amplo e funcional, dotado dos mais avanados equipamentos.

    2004 Com uma gesto profissional austera, firme, objetiva e evoluda, graas unio de esforos dos Conselhos e da alta direo, todas as unidades da Fundao Mrio Penna passam a receber constantes melhorias funcionais, estruturais e tecnolgicas. Treinamentos e especializaes garantem o aperfeioamento e melhor capacitao do corpo clnico e dos funcionrios de todos os nveis.

    O objetivo humanitrio: atender e socorrer de forma cada vez mais ampla, eficiente e digna.

    2005 As principais aes de gesto em 2005 esto relacionadas na terceira edio do Jornal da Fundao Mrio Penna.Clique Aqui.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    Ex-deputado federal Vitorio Medioli j est no PHS. Com ele sua mulher Laura Medioli e o ex-deputado estadual Antonio Faria.

    PHS tem novos filiados


    Ex-deputado federal
    deixou o PV e foi para oPHS

    O ex deputado federal Vittorio Medioli justificou sua sada do PV,
    afirmando que no era possvel mais estar em um partido
    que no tem coerncia poltica.
    Ele disse que acredita no PHS
    como uma alternativa aos dois modelos polticos desgastados
     no governo do estado e no governo federal.
    "Esses modelos estticos so incapazes de dialogar.

    O Partido Humanista da Solidariedade (PHS) oficializou em reunio em Belo Horizonte, na quarta-feira, 09 de setembro, novas filiaes ao partido. Entre os principais nomes que passam a integrar o PHS, esto o ex-deputado federal Vittorio Medioli, a presidente da Sempre Editora, Laura Medioli, e Antnio Faria, que estavam no PV nos ltimos anos.

    O vereador Srgio Fernando (PHS) prestigiou os novos colegas de partido. "O histrico de Medioli e de Laura na poltica mineira contribui para o crescimento e o fortalecimento do PHS no estado", afirmou Srgio Fernando. O encontro contou com a presena de lideranas de dez municpios mineiros, alm do presidente nacional do partido Paulo Roberto Matos e do secretrio nacional Oscar Silva.

     O ex deputado federal Vittorio Medioli justificou sua sada do PV, afirmando que no era possvel mais estar em um partido que no tem coerncia poltica. Ele disse que acredita no PHS como uma alternativa aos dois modelos polticos desgastados no governo do estado e no governo federal. "Esses modelos estticos so incapazes de dialogar.
     
    Por isso, importante que o PHS encontre um nome para candidato ao governo de Minas. O PHS uma alternativa em construo. O humanismo est acima do ambientalismo". Medioli criticou o Pre Sal do governo Lula: "Esto dizendo que o Pre Sal vai ser a soluo do Brasil. O Pr Sal no vai consertar o Brasil. Quanto mais petrleo mais carbono na atmosfera. A declarao do planeta vai nos impedir de usar o petrleo".

    O presidente nacional do PHS, Paulo Matos lembrou a trajetria do partido e reafirmou que ter candidato prprio presidncia da repblica. "Oscar Dias teve o nome aprovado por 82% do partido. Minas e Rio de Janeiro so fundamentais para a consolidao do PHS. Por Minas elegemos o primeiro deputado federal do PHS".

     O PHS em MG

    O balano com o nmero das novas filiaes ainda vai ser realizado pelo PHS. As novas filiaes vo contribuir para a ampliao do PHS no estado e para a posio do partido nas prximas eleies. O PHS conta com 16 mil filiados em 200 municpios mineiros. O partido ocupa os seguintes cargos eletivos no estado: dois vereadores em BH, 75 vereadores

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    TRS COISAS que aprend sobre POLTICA, atividade que acompanho, h quase 30 anos,como reprter poltico.

    A TRILOGIA DA POLTICA,
    segundo Joo Carlos Amaral.

    1 - POLTICA madastra. Vive com o pai poder.
    Trata voc mal, j que ela quem faz a cabea dele, o poder.
    Conviver com esta situao uma arte.

    2 - Voc no escolhe todos os seus companheiros.
    Tem que ter muita inteligncia emocional para lidar com esta realidade.

    3 - Voc sai do cu para o inferno sem direito a purgatrio.

    Pense nisso!!!



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    Ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa o entrevistado desta quinta-feria do programa "BOM DIA MINISTRO" da NBR de Braslia. De 8 s 9 da manh.

     
    Ministro das Comunicaes
    explica projetos do governo,
    como o que busca a democratizao 
    da internet banda larga


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 10, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.


    Na abertura da Semana Granberyense,
    comemorando os 120 anos do instituto,
    o vereador Bruno Siqueira,
    o prefeito Custdio Mattos,
    o ex-presidente Itamar Franco,
    o reitor Roberto Pontes da Fonseca e o
    vice-governador Antnio Augusto Anastasia


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 9, 2009

    Renovaes...

    Publicadas renovaes
    de outorgas de rdio e televiso

    Emissoras de rdio e televiso
    tiveram publicadas renovaes de outorgas,
    duas concesses foram declaradas extintas

    A Presidncia da Repblica publicou no Dirio Oficial da Unio de tera-feira, 8 de setembro, renovaes de outorgas para emissoras de rdios e televiso. So 15 emissoras de rdio que transmitiro em ondas mdias, uma emissora autorizada para transmisses em ondas curtas, duas emissoras de televiso.

    Foi publicada ainda a extino das outorgas de concesso de uma emissora em ondas mdias e outra em ondas tropicais. 

    As renovaes de rdio e televiso contemplam emissoras das cidades de Arapongas (PR), Arenpolis (MT), Belm (PA), Bom Jesus da Lapa (BA), Curitiba (PR), Encantado (RS), Esteio (RS), Itumbiara (GO), Nova Friburgo (RJ), Nova Mutum (MT), Oiapoque (AP), Presidente Prudente (SP), Ribeiro Preto (SP), Rio do Sul (SC), Santa Maria da Vitria (BA), Santarm (PA) e Tunpolis (SC). 

    O Dirio Oficial da Unio tambm trouxe a publicao de portarias que declaram extintas duas outorgas de concesses para a rdio Rosa Pantaneira, de Corumb (MS), de ondas tropical, bem como da rdio Tramanda, de ondas mdias, de Tramanda (RS). 

    Na mesma edio, a Presidncia da Repblica enviou ao Congresso Nacional renovaes para 17 emissoras de televiso, 26 de ondas mdias, quatro outorgas de permisses para freqncia modulada com finalidade educativa, 100 outorgas para emissoras em frequncia modulada, 14 outorgas para ondas mdias e 257 autorizaes para rdios comunitrias. 

    Veja os atos publicados no Dirio Oficial da Unio da tera-feira, 8 de setembro: Clique aqui
    Eider Moraes/ASCOM/Ministrio das

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 9, 2009

    Mudanas na Copasa e Gasmig. Ricardo Simes Campos o novo presidente da Copasa. J Mrcio Nunes sai da Copasa e vai para a presidncia da Gasmig.

    Governador anuncia
    novos presidentes da Copasa e Gasmig


    BELO HORIZONTE (08/09/09) - O governador Acio Neves anunciou nesta tera-feira (8) os novos presidentes das empresas do Estado Copasa e Gasmig. O atual presidente da Copasa, Mrcio Augusto Vasconcelos Nunes, assumir a presidncia da Gasmig.
    Formado em engenharia civil pela Pontifcia Universidade Catlica do Rio de Janeiro, com especializao em infraestrutura, Mrcio Nunes tem uma extensa experincia no setor de energia. Foi funcionrio por 28 anos da Eletrobrs, presidiu a Companhia de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro (Cerj), assessor do ministro de Minas e Energia, entre 1999 e 2001, e diretor financeiro de Furnas Centrais Eltricas, no perodo de 2001 a 2003.
    Jos Carlos de Mattos, que acumulava a presidncia da Gasmig e as diretorias de Desenvolvimento de Novos Negcios e Gs e Petrleo da Cemig, permanece como diretor da companhia energtica.
    O novo presidente da Copasa ser o engenheiro Ricardo Augusto Simes Campos. Ele ocupava a diretoria Financeira e de Relaes com Investidores desde 2005 e ser o primeiro funcionrio de carreira a assumir a presidncia da empresa. Formado em engenharia civil na Universidade Federal de Juiz de Fora e ps-graduado em Engenharia Sanitria pela Universidade Federal de Minas Gerais

     
    Ricardo Simes Campos do centro da foto,
    a recebendo prmio Top of Mind
    da Revista Mercado Comum
    das mos do presidente da revista,
    economista Carlos Alberto Teixeira Oliveira,
    primeiro da esquerda para a direita.

    PERFIL do noco presidente da Copasa:

    Ricardo Augusto Simes Campos entrou para os quadros da Copasa em 1977, como engenheiro, e assumiu cargos em diversos setores da empresa, como chefe de distrito, gerente de diviso (da regio de Belo Horizonte), superintendente de Transportes, chefe de Diviso de Obras, superintendente de Planejamento e Desenvolvimento Operacional, secretrio geral da presidncia, entre outros, at chegar a diretor de finanas.

    A economista Paula Vasques Bittencourt, tambm funcionria de carreira da empresa, ser a nova Diretora Financeira da Copasa. Formada em Economia pela UFMG, Paula Bittencourt mestre em Economia do Setor Pblico pela PUC-RJ e tem MBA em Gesto de Saneamento. Funcionria da Copasa desde 1989, Paula Bittencourt trabalhou nos setores de Planejamento e de Operao, sendo que, aps seleo interna, atuava como Chefe do Gabinete da Presidncia desde 2005.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 9, 2009

    ATENO. Prmio de Jornalismo . Inscries terminam em 30 de setembro.






    Prmio UDOP
    de Jornalismo de Bioenergia 2009 
     

    08/09/09 - Aps o sucesso da primeira edio, realizada em 2008, o Prmio UDOP de Jornalismo abre inscries para este ano. A premiao novamente ser realizada em meio ao Congresso Nacional da Bioenergia, no jantar de comemorao de 24 anos da UDOP, no dia 17 de novembro. Os participantes concorrero em 5 categorias: jornal, revista, TV, rdio e internet.

    O prmio, que tem como objetivo reconhecer e incentivar a cobertura jornalstica sobre os aspectos do setor da bioenergia, tem abrangncia nacional e direcionado para jornalistas responsveis pela cobertura do setor. Alm da premiao por categorias, uma reportagem ser premiada no ranking geral com uma viagem Nova York.

    Para concorrer basta preencher a ficha de inscrio no site da UDOP, no link Prmio Jornalismo, ou clicar aqui. As matrias devero ser enviadas at o dia 30 de setembro, juntamente ficha de inscrio preenchida, para a sede da UDOP no endereo Praa Joo Pessoa n 26; Bairro: Centro - Araatuba-SP; CEP 16010-450; e ficaro sob a guarda da entidade.

    A comisso que ir julgar as reportagens formada pelos diretores e departamento de comunicao da entidade, alm de representantes do Frum Nacional Sucroenergtico, formado por presidentes de sindicatos e entidades que representam o setor em todo o Brasil.

    O regulamento do prmio est disponvel tambm no site www.udop.com.br, no link Prmio Jornalismo. Para acess-lo clique aqui.

    Na primeira edio do prmio os vencedores foram: Mnica Scaramuzzo, do jornal Valor Econmico, na categoria Jornal e no ranking geral; Patrcia Mendona, reprter da TV TEM Araatuba, na categoria TV; Gustavo Porto, da Agncia Estado, na categoria Internet; Luiz Adolfo Baleotti, da revista Alcoolbrs, na categoria Revista; e Clemerson Mendes, da Rdio Toledo/iRadio, na categoria Rdio.

    Servio
    Prmio UDOP de Jornalismo - 2009
    Inscries: de 1 de janeiro a 30 de setembro de 2009
    Regulamento: clique aqui
    Ficha de Inscrio: clique aqui

    Atenciosamente,

    Mnica Santos

    Assessora de Comunicao

    SIAMIG/SINDACAR-MG

    Fone (31) 3228.5544


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 8, 2009

    Novidade na Poltica. Ex-deputado federal Vitrio Medioli e a mulher dele, Laura Medioli se filiam ao PHS nesta quarta-feira.

    PHS oficializa filiaes quarta-feira:
    Vittorio e Laura Medioli
    passam a integrar o partido

     
     

    O Partido Humanista da Solidariedade (PHS) oficializa novas filiaes em encontro na quarta-feira, 09/09, na Casa Amarela, na Savassi, em Belo Horizonte. Entre os principais nomes que passam a integrar o partido, esto o ex-deputado federal Vittorio Medioli, a presidente da Sempre Editora, Laura Medioli, e Antnio Faria, que estavam no PV nos ltimos anos.
     
    A tendncia que o PHS no faa coligao para as prximas eleies e que tenha candidato prprio presidncia da repblica e ao governo de Minas em 2010.
     
    As novas filiaes vo contribuir para a ampliao do PHS no estado e para a posio do partido nas prximas eleies. O PHS conta com 16 mil filiados em 200 municpios mineiros. O partido ocupa os seguintes cargos eletivos no estado: dois vereadores em BH, 75 vereadores no estado, um deputado estadual, um deputado federal, dois prefeitos e nove vice-prefeitos.
     
    Servio:
    Encontro na Casa Amarela
    Rua Pernambuco, 712 Savassi
     (Esquina com Rua Cludio Manoel).
    Contatos PHS:
    (31) 3275.4445
    (31) 9791.1540 / 8893-0349
    phs31mg@yahoo.com.br
    Snia Pessoa
    Jornalista - Assessoria de Comunicao
    www.soniapessoa.com.br
    twitter.com/soniapessoa
    3245-5093 / 8402-7531







    Comentrios

    #1. SRGIO MOREIRA
    DESEJO SUCESSOS A ESTE CASAL DIGNO E DE MUITA COMPETNCIA.
    Cordialmente,
    Srgio Moreira
    Vice-Prefeitode Paraopeba/MG



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 8, 2009

    Palestra sobre CINEMA na FUMEC em BH. Novidade, enviada ao nosso BLOG peela assessoria da nossa colega Regina Perilo.


    Diretor e professor da NY Film Academy, melhor escola

    de cinema do mundo, visitam BH e do palestra sobre

    as possibilidades de estudo e carreira em TV e cinema
     
            

           O diretor Dan Mackler e o professor de direo de TV, Adam Nimoy, da New York Film Academy (NYFA), melhor escola de cinema do mundo, estaro em Belo Horizonte na prxima quinta e sexta-feira, 10 e 11 de setembro, a convite do STB - Student Travel Bureau.

    Entre outros eventos organizados pela operadora, eles vo ministrar uma palestra educacional na Universidade Fumec para alunos do curso de Comunicao Social, no dia 11, s 9h30. O objetivo informar e orientar os participantes sobre as possibilidades de estudo e trabalho desse mercado. 


             A New York Film Academy oferece diferentes cursos profissionalizantes, especializaes e de frias, com durao que varia de uma semana a dois anos, dependendo do objetivo do estudante.

    Durante o curso, os alunos fazem filmagens, aprendem a atuar, gravam filmes de curta metragem na Universal Studios e tm aulas com especialistas em cinema. Os principais centros da NYFA ficam em New York e Los Angeles, nos Estados Unidos.
     
    Regina Perillo Comunicao 3481-4888
    9196-1964 (Luciana) e 9128-5616 (Regina)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 8, 2009

    Sai pesquisa CNT/Sensus.

    A pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje mostra uma queda na avaliao positiva do governo e do presidente Luiz Incio Lula da Silva, embora os ndices se mantenham em patamares elevados.

    A aprovao ao governo caiu de 69,8%, em maio, quando foi realizada a para 65,4%, agora em setembro. No mesmo perodo, a avaliao positiva do presidente oscilou de 81,5% para 76,8%. J o ndice de desaprovao subiu de 15,7% para 18,7%.
     
    Segundo a pesquisa, o presidente Lula registrou queda maior nas regies Sul e Sudeste, no eleitorado com nvel de escolaridade superior, majoritariamente entre as mulheres e entre os mais jovens e os mais idosos.






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 8, 2009

    Sindicalista mineiro - GRSON FERNANDES - o presidente da mais nova federao de trabalhadores no pas. Desde abril deste ano ele vem trabalhando noite e dia imprimindo sua marca de ao proativa na entidade, implantando um escritrio-sede em Braslia para dar suporte aos trabalhadores das Concessionrias de Veculos de todo pas, na capital federal.







    Nossa organizao comea a
    construir a histria da unidade



    A conquista da Carta Sindical, expedida pelo Ministrio do Trabalho e Emprego em 22 de abril de 2009, aconteceu num dia simblico para todos ns. A "pedra fundamental" da Federaco dos Trabalhadores em Concessionrias e Distribuidoras de Veculos teve a feliz coincidncia de ser plantada no dia do "descobrimento do Brasil". A FENATRACODIV significa efetivamente para todos ns a descoberta do Brasil, que se consolida pela unidade dos sindicatos que representam nossa categoria em todo o territrio brasileiro.










    Comentrios

    #1. Gerson Fernandes
    Caro jornalista Joo Carlos Amaral,
    Agradeo o comentrio e a exposio da nossa Federao, o que de grande valia para a divulgao dessa entidade obreira.
    Um abrao, Gerson Fernandes.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 8, 2009

    Vale conferir...

    Ministrio publica portaria
    com regimento da Confecom



    Ministroe senador Hlio Costa:
    regras para a Conferncia Nacional de Comunicao
    esto no Dirio Oficial da Unio

    Braslia, 3 de setembro de 2009 - O Dirio Oficial da Unio desta quinta-feira, 3 de setembro, traz publicada a portaria 667, assinada pelo ministro das Comunicaes, Hlio Costa, com o regimento interno da 1 Conferncia Nacional de Comunicao (Confecom), a ser realizada em Braslia entre 1 e 3 de dezembro. O tema da conferncia, convocada pelo presidente Luiz Incio Lula da Silva, "Comunicao: meios para a construo de direitos e de cidadania na era digital".

    De acordo com o ministro, o objetivo da conferncia a formulao de propostas para uma Poltica Nacional de Comunicao, abrindo espao para um debate amplo e democrtico com todos os segmentos da sociedade brasileira. A conferncia nacional ser precedida de encontros estaduais e municipais, que sero realizados entre 15 de setembro at 8 de novembro. O regimento interno prev a participao de at 1.539 delegados. "Pela primeira vez, nos ltimos 40 anos, a sociedade brasileira vai ter a oportunidade de discutir os rumos da comunicao social no Brasil", disse Hlio Costa.

    Nos prximos encontros, a comisso organizadora da conferncia, que inclui representantes do governo federal e de entidades da sociedade organizada, vai definir os eixos temticos, a metodologia e o documento de referncia em resoluo a ser aprovada. Segundo o presidente da comisso, Marcelo Bechara, as deliberaes sero por voto dos titulares, considerada a maioria dos presentes. Ele afirmou, ainda, que ser adotada a modalidade de deliberao qualificada, sempre que metade de um dos segmentos do poder pblico, empresrios ou movimentos sociais indicar alguma questo sensvel em votao.

    Bechara explicou que, de acordo com o regimento interno, os 66 integrantes da comisso organizadora so considerados delegados natos para a Confecom e todas as etapas estaduais e tambm no Distrito Federal. As conferncias estaduais e distrital sero organizadas e coordenadas por uma comisso estadual ou distrital, observado o critrio de composio e deliberao estabelecidos pela comisso organizadora da Confecom.

    O governo federal ter direito a indicar 154 delegados, escolhidos entre os funcionrios ou servidores da administrao pblica federal, direta ou indireta, para participarem nas etapas assim determinadas no ato de sua designao.

    A proporcionalidade das bancadas estaduais de delegados para a conferncia nacional obedece representao dos estados e do DF na Cmara dos Deputados, multiplicada por trs pelo tamanho das bancadas parlamentares. Assim, So Paulo, ter uma delegao mxima de 180 representantes na conferncia. A menor bancada ter 21 integrantes.

    Os delegados eleitos devero ser divididos, em cada estado e no Distrito Federal, em 20% do Poder Pblico, entre representantes de rgos da administrao pblica nas esferas estadual e municipal; em 40% dos representantes de empresas ou de entidades da sociedade empresarial organizada; e em 40% de representantes de entidades do movimento social.

    Pelo regimento interno, as conferncias estaduais e distrital tero de ser convocadas pelos governadores dos estados e do Distrito Federal at 15 de setembro, pelos presidentes das assemblias legislativas e da Cmara Distrital at 20 de setembro de 2009. Aps esse  prazo final, as conferncias podero ser convocadas pela Comisso Organizadora da Confecom. Tambm caber comisso organizadora convidar observadores nacionais e internacionais para acompanhar a etapa final do encontro, em dezembro, na capital da Repblica. Eles sero escolhidos entre personalidades nacionais e internacionais, representantes de organizaes no-governamentais, representantes de organismos internacionais e outras representaes. Esses observadores tero direito a voz, mas no a voto.

    Veja a ntegra da portaria publicada no Dirio Oficial da Unio: Clique aqui
    A portaria tambm pode ser obtida em arquivo: Clique aqui
    Ascom / Ministrio das Comunicaes
    Aes do documento

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 8, 2009

    Dia da Independncia na capital mineira...

    Desfile da Independncia
    rene 17 mil pessoas em BH

















    Osvaldo Afonso/Imprensa MG
    Vice-governador abriu o tradicional evento comemorativo dos 187 anos da Independncia do Brasil
    Vice-governador abriu o tradicional evento comemorativo dos 187 anos da Independncia do Brasil
     

    Vice-governador Antonio Anastasia participou do Desfile Cvico da Independncia na Avenida Afonso Pena, em Belo Horizonte. Durante o tradicional evento comemorativo dos 187 anos da Independncia do Brasil, Anastasia disse que o Brasil tem muito a comemorar, pois o pas apresenta indicadores muito mais positivos em todos os setores do que h alguns anos.

    Diversas autoridades acompanharam o desfile
     do Dia da Independncia, em Belo Horizonte 

     
      O vice-governador Antonio Anastasia declarou, na manh desta segunda-feira (7), ao participar do desfile cvico da Independncia na Avenida Afonso Pena, em Belo Horizonte, que o Brasil tem muito a comemorar, uma vez que apresenta indicadores muito mais positivos em todos os setores do que h alguns anos.

    "Mas, o mais importante o sentimento de Ptria, o sentimento fundamental que todo cidado brasileiro deve ter; o sentimento de pertencer Nao e ter de fato um amor ao Brasil sem o qual nada pode ser desenvolvido; no h nenhuma poltica pblica que possa ser implementada se no houver em todo cidado, quer governo, quer povo, o sentimento de nacionalidade", ressaltou.

    Acompanhado pelo comandante da 4 Regio Militar, general de Diviso Jos Mrio Facioli, e pelo prefeito Mrcio Lacerda, Anastasia representou o governador Acio Neves no tradicional evento comemorativo dos 187 anos da Independncia do Brasil. O vice-governador saiu do Palcio da Liberdade escoltado por piquetes da Cavalaria Alferes Tiradentes da Polcia Militar de Minas Gerais, seguindo em direo Avenida Afonso Pena, onde passou revista a tropa, ao lado do general Facioli.

    Logo aps, Anastasia dirigiu-se ao palanque de honra, de onde assistiu ao desfile militar e ao desfile civil. O Hino Nacional foi executado pela Banda de Msica da PMMG e cantado pelo Coral Libertas da Secretaria de Estado de Governo, enquanto eram hasteadas as bandeiras do Brasil, de Minas Gerais e de Belo Horizonte.

    Cerca de 1.600 militares da Aeronutica, Exrcito, Marinha, Polcias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Polcia Rodoviria Federal, alm dos ex-combatentes da Associao Nacional dos Veteranos da Fora Expedicionria Brasileira, Associao dos Ex-Combatentes do Brasil e do Ex-Integrantes do Batalho Suez.

    Tambm desfilaram oficiais da reserva do Exrcito, Guarda Municipal e Guarda Prisional e alunos do Colgio Tiradentes. Helicpteros das polcias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros sobrevoaram a avenida.

    O desfile civil contou com a participao da Legio da Boa Vontade, Unio dos Escoteiros, Grande Loja Manica, Instituto de Educao de Minas Gerais, Lions Clube Internacional, motociclistas e triciclistas do Drages das Gerais, Free Road e guias de Cristo, entre outras instituies. Segundo estimativas da Polcia Militar, de 17 mil a 20 mil pessoas compareceram Avenida Afonso Pena para prestigiar o desfile cvico da Independncia do Brasil.

     
     
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 7, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. Cobertura pinada da coluna do nossoamigo, Idinando Borges do site www.barbacenanews.com

    Anastasia tornou-se
    cidado Honorrio de Barbacena



    FOTO: Idinando Borges

    O vice-governador Anastasia, ao receber o ttulo de Cidado Honorrio de Amarlio Andrade

    FOTO: Idinando Borges

    Cssio Eduardo Rosa Resende e Jlio Csar Andrade

    FOTO: Idinando Borges

    Joo Carlos Amaral, mostra ao professor Anastasia, a ferramenta twitter, modismo at mesmo entre os polticos

    FOTO: Paulo Roberto

    A convite do arcebispo de Juiz de Fora, dom Gil Antnio Moreira, o deputado Bonifcio Andrada veio de Braslia especialmente para participar da missa de encerramento do processo de beatificao de Isabel Cristina


    Idinando Borges


    O vice-governador Antonio Augusto Anastasia chegou ao o Ncleo do Cncer, acompanhado do vereador Amarlio Andrade. Foi recebido pelos diretores: Jlio Csar Andrade. Jos Antnio Filardi e Renato Vaz de Melo. Tambm presentes: os deputados majoritrios: Bonifcio Andrada e Lafayette Andrada, a Prefeita Municipal Danuza Bias Fortes Carneiro, secretrios e tambm, o diretor da Fundao Mrio Penna, Cssio Eduardo Resende e inmeros convidados, entre os quais, diversos conselheiros.


     

    No hall de entrada, o vice-governador e convidados, conheceram a entidade atravs de um trabalho multimdia, desenvolvido pelo SEBRAE e o projeto para construo do 1 Mdulo Multidisciplinar com explanao do engenheiro/arquiteto Hilton Grossi.  


     

    Na sala do Ncleo, participou da instalao do seu retrato e foi homenageado com uma placa como benfeitor da instituio. O mdico Jlio Csar Andrade, com propriedade, registrou os benefcios recebidos. O diretor da Fundao Mrio Penna, Cssio Eduardo Resende foi o mensageiro do convnio assinado entre a Fundao e o Ncleo do Cncer.


     

    Em seguida, na Cmara Municipal, recebeu o ttulo de Cidado Honorrio de Barbacena, em reunio presidida pelo vereador Ronaldo Braga, onde foi saudado pelo vereador Amarlio Andrade. Em tom emocionado, agradeceu e falou com muita propriedade sobre a histria de Barbacena, de 1750 at os dias atuais. Na praa, a corporao do 9 Batalho brilhou com a regncia do tenente/maestro, Luiz Fernando Caloy.


     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 7, 2009

    MINASCON da Fiemg.











    Solenidade de abertura valoriza importncia
    do Minascon/Construir Minas



    Aconteceu nesta tera-feira, 1 de setembro, a abertura oficial do Minascon/Construir Minas 2009. A solenidade reuniu o vice-presidente da Federao das Indstrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Junior; o presidente da Cmara da Indstria da Construo (CIC) da Fiemg, Teodomiro Diniz Camargos; o prefeito de Belo Horizonte, Mrcio Lacerda; o presidente da Associao Brasileira de Engenheiros Civis (Abenc) Nacional, Ney Fernando Perracini de Azevedo, e de Minas Gerais, Iocan Pinheiro de Arajo Moreira; o presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Minas Gerais, Gilson Carvalho de Queiroz Filho; o diretor do SEBRAE Minas, Afonso Maria Rocha; o diretor da Tambasa, Gerson Bartolomeu; e o presidente da GL events, Arthur Repsold. Tambm estiveram presentes demais representantes do setor, alm de autoridades estaduais e municipais.


     

    O presidente da CIC Fiemg, Teodomiro Diniz Camargos, foi o primeiro a se pronunciar. De acordo com o dirigente, o Minascon/Construir Minas um evento de mxima importncia por subsidiar o trabalho e o desenvolvimento do setor. Camargos disse que o Brasil assiste hoje ao crescimento da confiana de empresrios, situao estimulada pelos diversos programas de estmulo recentemente implantados pelo Governo Federal, como o "Minha Casa, Minha Vida". Na oportunidade, tambm foram lanados os Guias de Sustentabilidade pelo Sindicer - Sindicato da Indstria de Cermica, e o Siprocimg - Sindicato da Indstria de Produtos de Cimento de MG.

    O vice-presidente da Fiemg, Olavo Machado Junior, enfatizou os esforos de Minas Gerais na tentativa de minimizar os impactos da crise e o crescimento da construo. "Este evento o que soma para o setor", afirmou. Encerramento os pronunciamentos oficiais, o prefeito Mrcio Lacerda destacou as aes da administrao municipal na tentativa de conter a retrao do segmento e promover melhorias em longo prazo. "Um encontro como esse, com articulao nacional, vai contribuir efetivamente para o desenvolvimento da construo", garantiu.

    O evento foi finalizado com uma conferncia magna, proferida pelo jornalista econmico da Globo News, George Vidor. Ele fez um balano da situao econmica brasileira, comparando-a com a mundial. Avaliou a atual crise como a mais grave dos ltimos 50 anos e provavelmente tambm dos prximos 50. "Mas a crise foi menos demorada do que se esperava e isso uma amostra de que o Brasil tem um excelente poder de recuperao de sua economia".



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 7, 2009

    FIM DE SEMANA no Tau Hotel.

    Cerca de 900 pessoas - quase 300 crianas - aproveitaram o fim de semana prorrogado no Tau Hotel em Roas Novas, distrito de Caet, a 45 kms de BH.

    O tempo ajudou em quase 100%. S choveu pesado e rpido no final da tarde de domingo. O resto de sol com nuvens esparsas. Deu para cutir as piscinas - aquecidas e naturais do Hotel Fazenda, que conta com piscinas cobertas e aquecidas, limpas e com timo servio.
     
    O Tau um mega estrutura, que eu no conhecia. Fiquei impressionado com a eficincia do servio dos funcionriuos - um batalho de 200 funcionrios - treinados pessoalmente pelo empresrio Joo Pinto Ribeiro. Gostei tambm da palestra do Joo Pinto Ribeiro. Deu uma lio, com muito humor, de motivao para o sucesso.

    A vida dele - de Belo Vale - at o empresrio de sucesso foi uma longa e sofrida caminhada que passou pelas profisses de camel que vendia mexirica no centro de BH, trocador de nibus, motorista de txi, deputado estadual, quase foi eleito prefeito de BH, lanamento e sucesso do Supletivo Viso - existe at hoje na rua dos Caets no centro da capital  e aonde ele vai todosos dias- at chegar aos megas hotis - Tau e Tau Atibaia no litoral paulista.
    Idia, foco, persistncia, relacionamentos foram e so as marcas de Joo Pinto.
    Sigo a trilha dele.

    O belo e confortvel HOTEL TAU
    do empresrio, Joo Pinto Ribeiro,
    ex-deputado estadual,
    ficou lotado nesta feriado de 7 de setembro.
    A convite dele nos deliciamos com os servios
    e acomodaes luxuosas do TAU



    O Hotel TAU em Roas Novas
    e o mais novo empreendimento em So Paulo,
    o Hotel Tau Atibaia,
    devem seu sucesso
    ao talento e viso empreendedora
    do empresrio Joo Pinto Ribeiro 
     e a equipe eficiente que ele
     comanda junto com sua famlia.

          













     

      














    O HOTEL



    LOCALIZAO



    Localizao:

     

    Praticidade e comodidade, o Tau Hotel est pertinho de voc. Fica a apenas 45 km de distncia de Belo Horizonte, no distrito de Roas Novas, municpio de Caet, com acesso pela BR_381 - antiga 262, sentido Vitria - completamente asfaltado.

    nibus e traslados especiais:
    nibus rodovirio - A partir da rodoviria de Belo Horizonte, adquira a passagem na viao Saritur (sadas de hora em hora). No ato da compra, solicite parada em Roas Novas, com destino para Ipatinga ou Joo Monlevade. Ao descer em Roas Novas, ligue para o Tau Hotel comunicando sua chegada.

    Em 10 minutos, um carro terceirizado estar disponvel no local para busc-lo.
    O valor desse servio de R$15,00. Caso seja necessrio o transporte de volta, outro pagamento no mesmo valor dever ser efetuado.

    Van - Caso prefira locar uma van, indicamos a seguinte empresa:
    Minas Fretamentos: (31) 3641-2661.
    Txi especial - Sr. Vicente: (31) 9159-3805.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Setembro 7, 2009

    LEI FLORESTAL sancionada pelo governador AcioNeves.

                                                                 

    Governador Acio Neves assina decreto que regulamenta nova Lei Florestal

    O governador Acio Neves assinou, nesta sexta-feira (04/09), no Palcio da Liberdade, decreto que regulamenta nova Lei Florestal do Estado, uma das legislaes mais rigorosas do pas para a preservao e recuperao das matas nativas ...


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Setembro 6, 2009

    "CENAS DE UM CASAMENTO". Cobertura di nossoamigo de blogosfera, Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.








     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Setembro 5, 2009

    "GESTO & COMPETITIVIDADE" do CIEMG - Centro das Indstrias de MG - em Contagem - regiometropolitana de BH - prossegue dia 30 no Actuall Hotel com a palestra do pro. Joo Roberto Gretz.O primeiro foi o brilhante prof. Luiz Marins. Fui o mediador.

                                                                  
                                                                         Aula para gerir negcios
     
     A fornada anual de conhecimento em gesto comeou no ltimo dia 27 para o empresrio e diretor da regional Contagem da Amipo, Antnio Martins Rezende. Ele esteve presente na abertura do 2 Gesto & Competitividade, feita pelo professor Marins.

    Da palestra para a Padaria Santa Rita, um aprendizado essencial foi levado: o foco no cliente faz a diferena e promove aumento das vendas.

    O "Projeto Cliente", metodologia apresentada por Marins que permite identificar as principais caractersticas dos compradores de produtos e servios, era o que Antnio precisava para reforar a gesto do seu negcio.

    "Do ano passado para c, lancei novos produtos aliando qualidade com atendimento personalizado. Para isso, todos os empregados da padaria ficam atentos s pistas dadas pelos clientes", revela o empresrio.

    Para ele, j perceptvel a satisfao dos compradores. Agora, pretende unir as dicas dadas pelo professor Marins nas duas edies do projeto Gesto & Competitividade para qualificar ainda mais o servio prestado.

    No "Projeto Cliente" vrios setores so chamados a identificar as demandas dos compradores. " necessrio envolver toda a empresa na tarefa de estudar os clientes. Todos so vendedores. No adianta o 'contas a pagar' ficar de fora dessa luta diria", brincou o palestrante. 

    O Prof. Marins disponibilizou toda a metodologia do projeto gratuitamente. Ela pode ser baixada aqui. O projeto Gesto & Competitividade, uma parceria entre Ciemg e Sebrae-MG, prev palestras de outros trs especialistas at o final do ano, conforme cronograma abaixo:

    Data da Palestra
     Horrio
     Palestrante
     
    30/09/2009
     8h30
     Joo Roberto Gretz
     
    27/10/2009
     18h30
     Paulo Henrique Amorim
     
    19/11/2009
     8h30
     J Furlan 
    O custo de cada palestra de R$ 90,00. A participao gratuita para associados Ciemg e filiados aos sindicatos Fiemg. Informaes: www.fiemg.com.br/ciemg ou (31) 3362-5666.
     

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 4, 2009

    NOVIDADE... enviada ao nosso BLOG pelo jornalista Schubert Arajo da Multitexto que faz a comunicao do Mc Donalds em BH.

    McCaf tem Muffins de Fub com Goiabada e Capuccino



    "O Muffin de Fub com goiabada o primeiro com recheio oferecido pelo McCaf, com ingredientes que combinam perfeitamente com bebidas quentes e frias. O Capuccino foi o outro ingrediente escolhido para agradar quem j aprecia o sabor da bebida", diz Vlamir Anjos, gerente de desenvolvimento de mercado do McDonald's Brasil.
    Sobre o McCaf

    O McCaf um ambiente com identidade prpria e contemporneo, que nasceu dentro do McDonald's e preserva todas as caractersticas que tanto sucesso deram marca. O McCaf foi criado na Austrlia, em 1993, com a proposta de oferecer novos produtos e servios em um ambiente diferente, valorizando a experincia do consumidor no McDonald's.

    Hoje o McCaf a segunda maior rede de cafeterias do mundo, com mais de 1.000 unidades espalhadas em mais de 30 pases, como Austrlia, Alemanha, Portugal e Nova Zelndia. Na Amrica Latina so mais de 180 unidades, distribudos pela Argentina, Brasil, Chile, Colmbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela, Costa Rica, Panam e Mxico.
    Sobre o McDonald's Brasil

    O McDonald's lder no segmento de alimentao fora de casa e conta com 568 restaurantes e 57 pontos McCaf no Brasil. H 30 anos atuando no pas, a rede est presente em 138 cidades, localizadas em 22 estados e no Distrito Federal.

    Em 2008, a empresa registrou um faturamento de R$ 3,3 bilhes, um crescimento de 22% em relao ao ano anterior, atendendo 1,6 milho de clientes por dia. Esses nmeros garantiram empresa a oitava posio em vendas no ranking de pases da corporao.

    O McDonald's um dos maiores empregadores privados do Brasil, com mais de 48 mil funcionrios e uma das empresas que oferece o maior nmero de oportunidades de primeiro emprego.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 4, 2009

    AGNCIA DIGITAL.

    Multiweb comemora 3 anos
    com expanso de sua atuao,
    festa e site novo!


    No ano em que completa 3 anos de mercado como agncia digital, a Multiweb expande sua atuao: deixa de fazer simplesmente sites bonitos e passa a oferecer planejamento de comunicao digital. Com foco ainda mais voltado para a estratgia do cliente, oferece consultoria em Design Centrado no Usurio, redes sociais, criao de mobile sites, desenvolvimento de sistemas, intranets e lojas virtuais, integrao com SMS entre outras solues digitais.

    Alm da festa de comemorao, a data foi marcada com o lanamento do novo site  que apresenta cases de clientes como Empa Engenharia, Andrade Gutierrez, GoMobie, Caminas, Estdio Breder, Sociedade Brasileira de Dermatologia, Lider Bebedouros.



    Novos projetos tambm fazem parte da comemorao: Mercadinho Baby & Kids, Dale Carnegie, Perfect culos, Arquiplago de Manguinhos e Sindilojas BH.

    "A especializao do time da Multiweb atende s novas demandas do mercado digital, trazendo novidades e solues cada vez mais adequadas realidade de cada cliente. O novo foco da estratgia digital exige um atendimento personalizado e eficiente.", ressalta Tatiana Camargos, diretora comercial da Multiweb.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 4, 2009

    COPASA ecologicamente correta...









    Mais de 25 mil hectares
    de rea protegida pela Copasa

     



    Preservao ambiental e abastecimento de gua so duas preocupaes inseparveis. Por isso, em Minas Gerais, a Copasa protege mais de 25 mil hectares de rea verde. Somente na Regio Metropolitana de Belo Horizonte, so mais de 17 mil hectares em dez reas de proteo que garantem gua na quantidade e qualidade necessrias para atender a populao.


     Preservando essas reas a Copasa est promovendo o controle das enchentes, a amenizao do clima, alm do equilbrio biolgico e gentico. Tudo isto garantindo a sobrevivncia de toda a flora e fauna originais.

    Todas as reas preservadas empresa contm uma diversidade biolgica que comprovam o seu excelente estgio de preservao, abrigando espcies ameaadas de extino, relatadas no "Livro Vermelho das Espcies Ameaadas de Extino da Fauna do Estado de Minas Gerais" e na "Lista das Espcies Ameaadas de Extino da Flora do Estado de Minas Gerais".


      
















     APE Manancial Catarina,
    em Brumadinho


     Barragem de Juramento


     Reserva Pau de Fruta, em Diamantina


     Manancial Taboes, no Parque Estadual
    da Serra do Rola-Moa









                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 4, 2009

    VEM A a segunda BIENAL DO AUTOMVEL em BH. A primeira em 2007 ainda repercute pelo sucesso alcanado.


    Da srie:
           UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.       
    O sucesso Bienal do Automvel em 2007.




     

    Vem a a segunda edio da Bienal do Automvel - o maior evento mineiro do gnero automotivo e um dos principais do pas - que ser realizada de 9 a 13 de dezembro de 2009, no Complexo de Exposio Gameleira - Parque de Exposies e Expominas - em Belo Horizonte, Minas Gerais.

    Em cerca de 250 mil metros quadrados, a Bienal do Automvel apresentar ao pblico as novidades em veculos e motos, nacionais e importados, repetindo o grande sucesso da primeira edio.

    ONDE TUDO ACONTECE:
    - Expominas e Parque Gameleira



     

    A Bienal do Automvel 2009 ser realizada no Complexo de Exposio Gameleira - Parque de Exposies e Expominas. Em uma rea de mais de 250 mil metros quadrados, o evento ser um espetculo para todas as idades e gostos.

    O Expominas, com seus trs pavilhes contnuos, modernos e funcionais, rene uma completa infraestrutura de equipamentos e servios, arena para eventos, auditrio, sales multiuso, centro de informaes e comunicao, sala de imprensa, praa de alimentao, ...

    A Bienal do Automvel 2009 ser realizada no Complexo de Exposio Gameleira - Parque de Exposies e Expominas. Em uma rea de mais de 250 mil metros quadrados, o evento ser um espetculo para todas as idades e gostos.
    O Expominas, com seus trs pavilhes contnuos, modernos e funcionais, rene uma completa infraestrutura de equipamentos e servios, arena para eventos, auditrio, sales multiuso, centro de informaes e comunicao, sala de imprensa, praa de alimentao, banheiros amplos, estacionamento para mais de 2.300 veculos, dentre outras facilidades.


    A proteo acstica garantida por meio de uma tecnologia de ponta, alm de o espao ser um dos nicos do Pas a ter ar condicionado em todos os ambientes. Outro importante diferencial ser o primeiro centro de eventos da Amrica Latina interligado a uma estao de metr, garantindo rapidez aos visitantes e equipes de profissionais que estaro na Bienal. Em apenas seis minutos, possvel chegar ao centro da capital mineira com conforto e segurana.


    O Parque Gameleira, de igual importncia para a Bienal do Automvel, possui uma excelente rea com caractersticas distintas ao Expominas e que, pelo seu potencial, estrutura e espaos diversificados, possibilita a insero no evento de novas atividades, prticas esportivas e exibies diversas a todo o pblico presente.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 4, 2009

    Vos para o Interior de Minas. Discusso serna Assemblia de Minas dia 9, quarta-feira.


    O casal, deputado Gil Pereira
    e a mulher Cristina,
    vice-prefeita de Montes Claros.
    O deputado quer aumentar
    o nmero de vos para MOC.

    A perspectiva de entrada de novas companhias areas no mercado de voos intermunicipais do Estado vai ser debatida pela Comisso de Transporte, Comunicao e Obras Pblicas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, por solicitao do deputado Gil Pereira (PP). A audincia acontece nesta quarta-feira (9/9/09), s 14h30, no Plenarinho IV.

    Foram convidados para a reunio: os presidentes da Gol, Constantino de Oliveira Jnior; da TAM, David Barioni Neto; da Ocean Air, German Efromovich; da Trip, Jos Mrio Caprioli; da Azul Linhas Areas, Pedro Janot; e da Air Minas, Urubatan Helou.

    Foram convidados para a reunio: os presidentes da Gol, Constantino de Oliveira Jnior; da TAM, David Barioni Neto; da Ocean Air, German Efromovich; da Trip, Jos Mrio Caprioli; da Azul Linhas Areas, Pedro Janot; e da Air Minas, Urubatan Helou.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 4, 2009

    ECONOMIA. Comitiva da FIEMG desembraca em CUBA dia 2 de novembro.

    Uma comitiva de empresrios da Fiemg desembarca em Cuba no dia 2 de novembro, quando comea a Feira Internacional de Havana (Fihav) 2009. O evento, que vai at o dia 7 daquele ms, d a oportunidade s empresas exportadores expandir os negcios e tambm permite que novas companhias ingressem no mercado cubano. A feira contar com a participao da Confederao Nacional da Indstria (CNI). 

                                     
                                                                    
    Carlos Abijaodi:
                                                                    uma oportunidade
                                                                de fazer grandes negcios.


    O superintendente de desenvolvimento empresarial da Fiemg, Carlos Eduardo Abijaodi(foto acima), avaliou o encontro como um bom momento para os empresrios terem uma viso mais realista do mercado internacional " uma oportunidade para se conhecer os concorrentes l de fora, os novos produtos, as tecnologias e as tendncias, alm de fazer grandes negcios", diz.


    Vo representar a indstria mineira em Havana empresas dos setores de alimentos, artigos para o lar, construo civil, cosmticos, eletroeletrnicos, mquinas e equipamentos, moda, mveis, plsticos, produtos de limpeza, refrigerao, servios de engenharia, sinalizao e conservao, tecnologia e sade.


    Mercado em expanso

    Minas Gerais dobrou seu volume de exportaes para Cuba em 2008, em relao a 2007, atingindo US$ 34 milhes. Entre os principais produtos vendidos pelos mineiros esto leite e caf, que ocuparam mais de 70% da pauta de exportaes do estado.

    Os embarques brasileiros para Cuba tambm cresceram.

    Ao todo o pas vendeu pouco mais de US$ 526 milhes, o que representou aumento de 63% em relao a 2007. Entre os itens de destaque esto leos, cereais e carnes. Na outra via, o pas comprou dos cubanos apenas US$ 45 milhes quase a metade do que importou em 2007 principalmente em produtos farmacuticos e outros derivados da indstria qumica.

    Para informaes sobre a misso, obter o programa completo e forma de inscrio acesse esse link. Outras informaes podem ser obtidas pelo e-mail pcomercial@fiemg.com.br ou pelos telefones (31) 3213-1167, 3213-1627, 3213-1506.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Setembro 4, 2009

    Acio agora o mais novo CIDADO BAHIANO.















    Omar Freire/Imprensa MG
    Acio Neves durante homenagem na Assembleia Legislativa da Bahia

    Acio Neves durante homenagem na Assembleia Legislativa da Bahia

     

    Governador recebe Ttulo
     de Cidado Honorrio da Bahia















    Omar Freire/Imprensa MG
    Governador Acio Neves durante pronunciamento na Assembleia Legislativa da Bahia
    Governador Acio Neves durante pronunciamento na Assembleia Legislativa da Bahia
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm




















    Entrevista do governador Acio Neves em Salvador - BA (1 parte)
    Entrevista do governador Acio Neves em Salvador - BA (2 parte)
    Entrevista do governador Acio Neves em Salvador - BA (3 parte)
    Acio Neves recebe ttulo de cidado honorrio da Bahia
    ntegra do pronunciamento do governador Acio Neves durante entrega do ttulo de cidado honorrio da Bahia
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves durante entrega do ttulo de cidado honorrio da Bahia

    O governador de Minas Gerais, Acio Neves, foi homenageado, nesta quinta-feira (3), na Assembleia Legislativa da Bahia, com o Ttulo de Cidado Honorrio do Estado. Recebido pelas principais lideranas polticas baianas, o governador, aps ser condecorado, lembrou de suas origens familiares nas regies prximas divisa de Minas Gerais com a Bahia e falou das semelhanas entre a populao dos dois estados.

    "No Norte de Minas, nos sertes e caatingas que se espraiam, de Montes Claros para penetrar na Bahia do Sul, a nossa humanidade, mineira e baiana, uma s. Os seus habitantes comungam dessa realidade, e se identificam como baianeiros baianos e mineiros, misturados que so pelo sol escaldante, pela aridez das terras, pela luta incessante pelo trabalho, personagens fantsticos que descem e sobem o Rio So Francisco", destacou em seu pronunciamento.

    Ao traar um paralelo entre o Norte de Minas e os Vales do Jequitinhonha e Mucuri com outras regies pobres do Brasil, em especial o Nordeste, Acio Neves destacou a importncia de um planejamento especfico para essas reas e lembrou o esforo feito em Minas Gerais neste sentido nos ltimos seis anos.

    "Entre todos os saldos de gesto, o que mais me orgulha, como administrador e homem pblico, constatar que fazemos hoje, nas regies mais pobres de Minas, o dobro de investimento per capita em sade e em educao que fazemos em todo o Estado. Talvez esse seja um bom modelo para o Brasil", destacou.

    Outro ponto fundamental para a reduo da desigualdade no pas, defendido por Acio Neves em seu pronunciamento, a reforma federativa, com a desconcentrao dos recursos arrecadados no pas.

    "Hoje, vivemos a mais grave concentrao de impostos, recursos e poder de deciso na esfera da Unio de nossa histria. Quase 70% de tudo que se arrecada no pas esto sob a guarda direta do governo central. Precisamos de um projeto que liberte das amarras no apenas o Brasil do Centro-Sul, mas principalmente o Brasil do Norte e do Nordeste", defendeu.

    Homenagem

    A iniciativa da entrega do Ttulo de Cidado Honorrio da Bahia ao governador Acio Neves foi dos deputados estaduais Elmar Nascimento (PR), Leur Lomanto Jnior (PMDB) e Paulo Azi (DEM). Em seus discursos, os parlamentares, ao justificarem a homenagem, destacaram a trajetria poltica do governador desde os tempos em que trabalhou como secretrio de seu av, Tancredo Neves, at a reeleio ao Governo de Minas, em 2006. Os deputados lembraram ainda da atuao de Acio Neves, na Cmara dos Deputados, como presidente da Casa.

    Na administrao de Minas Gerais, os parlamentares destacaram as negociaes de Minas com os organismos internacionais de fomento, como Banco Mundial e Banco Interamericano de Desenvolvimento, que ao lado do equilbrio das finanas estaduais permitiu a retomada dos investimentos pblicos no Estado. Destacaram tambm o modelo "Estado para Resultados", que fixou metas e prazos para todas as reas da administrao pblica.

    Lideranas

    O governador Acio Neves foi recebido no Aeroporto Luiz Eduardo Magalhes por lideranas como os deputados federais Jos Carlos Aleluia (DEM-BA), Antnio Carlos Magalhes Neto (DEM-BA) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente nacional do DEM, e pelo senador Antnio Carlos Magalhes Filho (DEM-BA).

    Na Assembleia Legislativa, Acio foi recebido pelo presidente da Casa, Marcelo Nilo (PSDB). Juntos eles passaram em revista tropa da Polcia Militar e assistiram a uma apresentao tpica de dana baiana. O senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), o presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Alberto Pinto Coelho (PP), o secretrio de Estado de Governo de Minas, Danilo de Castro, alm de deputados federais e estaduais e vereadores mineiros e da Bahia, acompanharam o governador.

    Participaram ainda da homenagem na Assembleia o ministro da Integrao Nacional, Geddel Vieira Lima, os ex-governadores Waldir Pires e Paulo Souto, o senador Csar Borges (PR-BA), o presidente do PSDB na Bahia, Antnio Imbassahy, o deputado federal Jutahy Magalhes (PSDB-BA), e o prefeito de Salvador, Joo Henrique (PMDB). Antes da cerimnia na Assembleia, Acio Neves se encontrou com o governador da Bahia, Jacques Wagner (PT) na sede do governo baiano.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 3, 2009

    A empresria Beth Pimenta, presidente do Conselho da Mulher da Associao Comercial de Minas, nos envia E-mail sobre o "SALTO EM NEGCIOS", Vale conferir.

                            
                                                  Beth Pimenta sempre em ao. 
                                             A ela faz palestra no Sebrae, em BH.

    Ol Joo, bom dia!
     
    Conforme lhe falei, nos dias 24 e 25 de setembro o Conselho da Mulher Empreendedora da ACMINAS, estar promovendo pela 3 vez o SALTO EM NEGCIOS - Mulheres Empreendedoras Fazendo a Diferena.  
     
    Teremos vrias palestras de capacitao,de gesto,  Oficinas do SEBRAE e SENAC, Rodada de Negcios e uma palestra Magna com a Glira Kalil  sobre Comportamento Chic.
     
    Alm disso vamos ter um Lounge de Relacionamento, com degustao de vinho e espumante, um Barista, apresentado as mil maneiras de fazer um Caf, Espao da Beleza, com o SPA MAIS VIDA, da Renata Abreu e demonstrao de maquiagem da Agua de Cheiro. 
      

    Sero dois dias em que as mulheres ficaro voltadas para o Empreendedorismo, alm de um grande espao para "uma conversa" e uma oportunidade de se fazer timos relacionamentos.  


    No dia 25 ser a premiao das Mulheres Notveis do Estado, com um desfile de Jias da Ftima Cavallieri, desenvolvidas especialmente para o SALTO EM NEGCIOS

    Mais informaes da programao no anexo e no site do Seminrio:
    www.acminas.com.br/saltoemnegocios
    Se puder divulgar atravs de seu BLOG,
    ficarei muito agradecida. Espero v-lo no vento.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 3, 2009

    NOVARTIS....

    Acio assina acordo indito
    para fabricao de vacina















    Omar Freire/Imprensa MG
    Carlos Alberto Pereira Gomes, Andrin Oswald, Acio Neves e o secretrio Marcus Pestana
    Carlos Alberto Pereira Gomes, Andrin Oswald, Acio Neves e o secretrio Marcus Pestana
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm

















    Entrevista do governador Acio Neves durante anncio da fabricao da vacina contra meningite
    Minas antecipa vacina contra a meningite C
    Minas Gerais vai antecipar a produo da vacina contra meningite C
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves durante anncio de incio de fabricao da vacina contra meningite
    ntegra do pronunciamento do governador Acio Neves durante anncio de incio de fabricao da vacina contra meningite

    BELO HORIZONTE (02/09/09) - O governador Acio Neves assinou, nesta quarta-feira (2), no Palcio da Liberdade, em Belo Horizonte, acordo indito com o presidente da indstria farmacutica Novartis no Brasil, Alexander Triebnigg, para a fabricao em Minas Gerais da vacina contra a meningite meningoccica C. Pelo acordo, a Novartis far a transferncia de tecnologia para a Fundao Ezequiel Dias (Funed), um dos quatro maiores laboratrios pblicos do pas, integrante do sistema de sade do Estado.

    Minas ser o primeiro Estado brasileiro a oferecer a vacina gratuitamente populao por meio de campanhas. A incluso da vacina meningoccica C no calendrio nacional est previsto apenas para 2011. Na rede particular, o custo mdio da vacina chega a R$ 150,00.

    Segundo o governador, a parceria com empresa de origem sua coloca Minas em posio de vanguarda. O estado passa a ser o nico no pas a deter a tecnologia de produo desse tipo de vacina.

    "Fizemos um pioneiro entendimento com a Novartis, com a garantia da transferncia de tecnologia pelos prximos 5 anos, que vai permitir a Minas Gerais, atravs da Funed, ser o nico estado brasileiro a produzir a vacina contra a meningite meningoccica C", afirmou o governador, em entrevista.

    A meningite meningoccica atinge principalmente crianas e adolescentes e pode levar morte. A vacinao em crianas menores de dois anos de idade em razo da maior vulnerabilidade nessa faixa etria. A meningite pode ser causada por bactria, vrus e fungos. O tipo C bacteriana e apresenta sequelas permanentes, como surdez, retardo mental e paralisia. A transmisso ocorre pela tosse, espirro ou por meio de gotculas eliminadas.

    Primeira campanha em novembro

    A Funed comear a produzir o primeiro lote de 1 milho de doses de vacina a partir do segundo semestre do ano que vem, mas, em novembro prximo, 800 mil doses j sero disponibilizadas ao Estado para a primeira campanha macia de vacinao em Minas. De acordo com o governador, a meta imunizar 100% da populao infantil menor de 2 anos, estimada pela Secretaria de Estado de Sade (SES) em 540 mil crianas.

    "Em 2009, em carter pioneiro no Brasil, teremos includo a vacina contra a meningite no programa mineiro de imunizao, protegendo cerca de 540 mil crianas. Nenhum outro Estado tem condies, hoje, de oferecer essa proteo. No Brasil inteiro, ela s aplicada para conter surtos da doena ou atender a grupos de risco", disse o governador, em seu pronunciamento.

    Crianas de at 1 ano de idade recebero duas doses de vacina e crianas a partir dos dois anos recebero dose nica.

    Dose mais barata

    Atualmente, o Ministrio da Sade e secretarias de Sade compram cada dose da vacina contra a meningite meningoccica C dos laboratrios estrangeiros por um preo mdio que pode variar de R$ 73 a R$ 100. A vacina produzida pela Funed ter custo bem inferior, entre R$ 30 e R$ 40 a dose.

    O governador afirmou que alm de garantir a imunizao das crianas mineiras, a produo da Funed a partir de 2010 dever ser suficiente para atender tambm parte da demanda do Ministrio da Sade e de outros pases do Mercosul.

    "A partir do ano que vem, a partir da nossa produo, essa iniciativa nos permitir vender no apenas para o Brasil, mas tambm para outros pases da Amrica Latina gerando tambm, do ponto de vista econmico, um retorno para que a Funed possa continuar investindo e ampliando a carta de medicamentos que hoje produz", afirmou o governador.

    Os investimentos em transferncia de tecnologia e construo da fbrica onde sero produzidas as vacinas somam R$ 56 milhes. A nova unidade vai funcionar no bairro Gameleira, em Belo Horizonte. Alm da vacina, a Funed poder produzir o Interferon Alfa, usado no tratamento da hepatite C e a eritropoitina humana, para o tratamento de doentes renais crnicos e transplantados.

    Tecnologia

    A Funed adquiriu a tecnologia para a produo da vacina meningoccica C por meio de procedimento de compra pblica. Participaram do processo todas as empresas fabricantes de vacina. A Novartis Vacinas e Diagnsticos foi a nica empresa habilitada por atender a todas as exigncias tcnicas e legais.

    Para a diretora de Vacinas e Diagnsticos da Novartis Brasil, Glucia Vespa, a transferncia de tecnologia para a Funed representa um passo fundamental para o controle da meningite C em Minas e servir de exemplo para outros estados.

    O presidente da Novartis Brasil, Alexander Triebnigg, disse que a parceria com a Funed representa um marco fundamental para o controle da meningite meningoccica C em Minas e no pas.

    "A vacina uma das medidas de preveno mais relevantes. A jornada no fcil e por essa razo que aplaudimos a deciso de Minas Gerais liderar essa iniciativa no Brasil. Nos sentimos orgulhosos com essa parceria", disse ele.

    Gripe A

    A Funed um centro de excelncia na produo de pesquisa em sade pblica, medicamentos, soros e aes de vigilncia sanitria, epidemiolgica e ambiental.

    "Poucas instituies pblicas brasileiras alcanaram seu primeiro centenrio com a qualidade, a eficincia e o prestgio nacional da Funed", disse o governador.

    Ele lembrou que o laboratrio mineiro foi credenciado pelo Ministrio da Sade para processar o Oseltamivir (Tamiflu), medicamento usado no tratamento da Influenza A (H1N1). Na sexta-feira (28), o laboratrio mineiro comeou tambm a realizar exames de diagnstico para a gripe. Antes, apenas a Fiocruz, no Rio de Janeiro, estava autorizada a fazer os exames de pacientes mineiros.

    "A Funed iniciou a produo, tambm, do Tamiflu. E estamos fazendo j aqui na Funed os exames de diagnstico para a Gripe A. Isso nos permite que os diagnsticos que demoravam cerca de 40 dias para chegar a Minas sejam feitos agora em 48 horas", disse o governador.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 3, 2009

    "A BRASILIRSSIMA chega a 73 anos no ar...



    A Rdio Inconfidncia
    comemora hoje 73 anos de histria.

    De fato, muita histria pra contar. Poucas emissoras tm um acervo de realizaes to vasto e importante quanto a Inconfidncia.

    Pioneira na cobertura dos fatos do interior mineiro, verdadeira escola de profissionais do jornalismo, referncia nacional na crnica esportiva, visionria quando lanou, h 30 anos, a primeira emissora 100% dedicada msica brasileira, a Inconfidncia uma dessas histrias que enchem de orgulho no apenas ns, que aqui trabalhamos, mas todos os mineiros.

    E o que melhor: aqui no vivemos das glrias do passado. Com o apoio integral do Governo de Minas e da Secretaria de Estado da Cultura, a rdio nos ltimos anos reformou completamente as suas instalaes, investiu em uma moderna estrutura tcnica e vem renovando continuamente sua programao.

    Seja na AM 880, focada na prestao de servios, no jornalismo e na cobertura esportiva, seja na 100,9 FM, conhecida como a Brasileirssima e cada vez mais pautada pela oferta de contedo cultural qualificado e relevante, a Inconfidncia a cara de Minas Gerais, dos mineiros e, certamente, do Brasil.
     
    tambm, para todos ns, um exerccio cotidiano de comunicao pblica tica e responsvel, em todos os aspectos - na gesto dos recursos pblicos, na qualidade da informao levada sociedade e na programao afinada com a diversidade cultural do pas.

    Por isso a alegria de celebrar esta data. No apenas para reconhecer a verdadeira instituio cultural que temos a responsabilidade de conduzir, mas tambm porque o futuro da emissora uma aventura fascinante que nos desafia todos os dias.

    PERFIL
    Jos Eduardo Gonalves
    Presidente da Rdio Inconfidncia




    Jornalista, professor da PUC-MG e consultor de comunicao organizacional, com especializao em Comunicao e Gesto Empresarial-IEC/PUC, Jos Eduardo Gonalves ocupou vrios cargos na rea da comunicao.

    Foi reprter do Jornal O Globo, fundador e editor da revista de cultura Palavra, alm de atuar como colaborador das revistas Bravo! e Vogue. Em 2001, assumiu a presidncia nacional da ABERJE-Associao Brasileira de Comunicao Nacional, sendo agora membro do Conselho Consultivo da entidade.

    Como editor, idealizou e lanou, em 2004, a coleo "BH. A Cidade de Cada Um", j com oito livros sobre bairros e lugares de Belo Horizonte. Coordenou em 2005 a edio do livro "Tancredo Neves Um homem para o Brasil", que ganhou o Prmio ABERJE 2006 como Melhor Publicao do pas.

    Jos Eduardo ainda atua como escritor, com dois livros de contos e um romance publicados. Atualmente, o jornalista tambm acumula a funo de editor e apresentador do programa Rede Mdia, na Rede Minas de Televiso.

    A vocs que nos prestigiam tanto, por tanto tempo, muito obrigado,
     Jos Eduardo Presidente da Rdio Inconfidncia
    Rdio Inconfidncia  | FM 100,9 | AM 880 | OC 6010
    Av. Raja Gabaglia, 1666 - Santa Lcia - Belo Horizonte - Minas Gerais (mapa)
    Cep: 30.441-194 - Tel.: (31) 3298 3401 - Fax: (31) 3298-3403 
    Visite o site e oua a rdio online:
    www.inconfidencia.com.br







    Comentrios

    #1. antonio castilho de souza
    Parabns Rdio Inconfidncia pelos 73 anos de excelentes programas e participao ativa na vida mineira. Ouo-a desde criana e jamais me arrependi.

    Parabns sua atual diretoria e a todos os funcionrios.

    Meno especial fao no momento ao timo Clube da Saudade, comandado brilhantemente pelo meu amigo Ricardo Parreira.

    Antonio Castilho de Souza


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 3, 2009

    Reforma do Cdigo de Trnsito.

                                                        
                                                                Deputado Jaime Martins

                                                        Comisso de Viao e Transportes
                                     rene representantes do DENATRAN, ANDETRAN, PRF
                                                e de Departamentos de Trnsito dos Estados
                                                   e do Distrito Federal para reviso do CTB

    A Comisso de Viao e Transportes (CVT) da Cmara Federal, por meio da Subcomisso Especial para promover Reviso do Cdigo de Trnsito Brasileiro, realizou, na tarde de 1 de setembro uma mesa redonda para discutir o Projeto de Lei que trata da alterao do Cdigo Brasileiro de Trnsito.

    O presidente da CVT Jaime Martins ressaltou: "Estamos promovendo o debate com especialistas de todo o Pas, no propsito de trazer demandas e sugestes, para uma consciente, eficaz e segura reviso do CTB".

    Dentre os assuntos abordados, destacaram-se a velocidade dos automveis, o tempo de validade da carteira provisria de habilitao, a conduo de crianas em motocicletas e as penas e valores das multas aplicadas queles que dirigem sob efeito de lcool.

    A principal inteno do projeto promover avanos na legislao e novas condutas dos motoristas tambm. Participaram como expositores da mesa-redonda o diretor do Departamento nacional de Trnsito - DENATRAN, Alfredo Peres e a presidente da Associao dos rgos Executivos de Trnsito dos Estados e do Distrito Federal ANDETRAN e diretora-geral do Detran do Amazonas, Mnica Antony de Queiroz. Estavam presentes ainda especialistas e representantes dos Departamentos de Trnsito dos Estados e do Distrito Federal.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Setembro 3, 2009

    POLTICA MINEIRA.



    PRESIDENTE DO PSDB MINEIRO
    SE REUNE COM A BANCADA ESTADUAL DO PARTIDO

    O presidente do PSDB mineiro, deputado federal Paulo Abi-Ackel, se reuniu com a bancada estadual do Partido em Belo Horizonte nesta ltima tera-feira, 1 de setembro. O calendrio eleitoral municipal, o diagnstico do PSDB no Estado, formao das chapas e coligaes, recadastramento dos filiados e prvias do Partido para a escolha do candidato Presidncia da Repblica foram os assuntos abordados.

    "Podemos constatar que o Partido estar ainda mais presente em todo o territrio mineiro, unido e fortalecido para a as eleies do prximo ano. O trabalho de levantamento de informaes dos diretrios municipais e comisses provisrias, o recadastramento dos filiados, inclusive para a participao nas prvias, esto em fase avanada", disse Paulo Abi-Ackel.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 2, 2009

    Talento de PILOTO MINEIRO, de BH, brilha nas pistas paulistas de KART.

    Srgio Sette Cmara
    comemora melhor resultado no Paulista



    Por: Quick Comunicao e Marketing

                         Flvio Quick

    Flvio Quick
    O piloto mineiro Srgio Sette Cmara (Tear Txtil/Auto Korea-Hyundai/Otobai) comemorou no Kartdromo Ayrton Senna, em Interlagos, zona sul de So Paulo, o seu melhor resultado do ano no Campeonato Paulista de Kart.

    Serginho, que disputa as corridas pela categoria Cadete, a mais numerosa da competio, comeou suas atividades da etapa ainda na quinta-feira, dia 13, quando deu incio aos treinos livre. Foram quatro sesses onde, com completo auxlio da equipe Camargo Racing, o piloto pode e adaptar ao traado e ajustar todo o kart para a corrida.

    Na manh de sbado, 15, o piloto participou do sorteio do motor junto organizao da prova e, em seguida, partiu para o treino de aquecimento. Satisfeito com o desempenho do propulsor conseguido no sorteio restava ao piloto traar a melhor estratgia para a tomada de tempos, prxima atividade na pista.

    Apesar de estar bastante rpido Serginho notou na tomada que seus principais concorrentes tambm estavam com os karts muito bem ajustados e, com isso, j comeou a prever que teria pela frente uma corrida "daquelas". Com o tempo de 54s657 ele garantiu a quinta posio no grid de largada.

    A competitividade era tamanha que o pole esteve apenas um dcimo mais veloz que Sette Cmara.
    No final da manh foi chegada a hora da corrida. Aps uma excelente largada o representante da Tear Txtil/Auto Korea-Hyundai/Otobai se posicionou muito bem e conseguiu se manter no primeiro peloto. Muito pressionado por alguns pilotos e, por sua vez, tambm pressionando outros concorrentes Serginho mostrou muita garra e determinao para conquistar posies. Depois de uma memorvel disputa com Vitor Batista, que durou at a bandeirada final, Serginho terminou a corrida satisfeito com o terceiro lugar. Gabriel Sereia venceu.

    Srgio Sette Cmara
    21/03/2009
    2 Etapa Campeonato Paulista de Kart
    Kartdromo de Interlagos
    So Paulo, SP - Brasil
    Fotgrafo: Flvio Quick

     "Foi uma corrida muito difcil, mas, estou bem feliz com o nosso resultado. As corridas da Cadete so muito difceis e ningum tem noo de como difcil ultrapassar com estes motores sorteados. Vou continuar treinando e tenho certeza que minha primeira vitria em So Paulo est muito prxima", finalizou.
    Serginho voltou para Belo Horizonte, sua cidade natal, no final da tarde de sbado. Seu prximo compromisso nas pistas est marcado para o dia 12 de setembro, tambm no Kartdromo de Interlagos.
    Para acompanhar todas as atividades de Serginho Sette Cmara bem como sua agenda de competies, notcias, galerias de imagens e deixar um recado em seu blog basta acessar a pgina do piloto na internet. O endereo www.sergiosettecamara.com.br.




    Notcias relacionadas




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 2, 2009

    A mais nova campanha da BIG GRANDES IDIAS para a Prefeitura de Belo Horizonte. Acertou na mosca.

     
    Ricardo, Wagner, Mrio,
    Paulo e Roberto dirigem a BIG com talento. 

    A mais nova campanha
     da Prefeitura de Belo Horizonte,
    criada pela Big Grandes Ideias,
    apresenta
    o Programa BH Metas
    e Resultados.
    Sero quase R$ 8 bilhes investidos
    em 40
    projetos de 12 reas prioritrias.



     J est no ar a campanha BH Metas e Resultados criada pela BIG Grandes Ideais para a Prefeitura de Belo Horizonte. O Programa engloba 40 projetos em 12 reas prioritrias, chegando a um investimento de quase oito bilhes de reais. O objetivo, a longo prazo,
    transformar Belo Horizonte em uma cidade de oportunidades, sustentvel e com qualidade de vida.

    O diretor executivo da agncia, Paulo lvares, conta que todos tiveram um grande envolvimento no processo. "Nossa equipe abraou o programa e participou ativamente. Realizamos pesquisas de pr-teste com grupos focais que confirmaram o conceito Planejando o futuro. Transformando o presente". 

    As pesquisas, um dos diferenciais da BIG, foram fundamentais para indicar a linha de criao da campanha. O resultado mostrou a dificuldade de compreenso que as pessoas tm no que diz respeito a administrar uma cidade. "A partir disso, surgiu a ideia de utilizarmos um quebra-cabea. preciso estratgia, planejamento e inteligncia para encaixar todas as peas. E para transformar uma cidade como Belo Horizonte fundamental planejar mudanas em vrios setores", resumem Tonico Mercador e Zeca Penido, dupla de criao da BIG.

    A campanha conta com VT de 60'' (TV e cinema) e 30'' (TV aeroporto), anncio de jornal e revista de circulao regional e nacional, spot, backbus e peas para internet. A BIG tambm contribuiu com a elaborao do hotsite, alm de criar painel de imprensa, banners, backdrop e revista-sntese, distribuda no evento de lanamento do programa.


    Confira o VT no Youtube, a partir do link: http://www.youtube.com/watch?v=T5NEse-bRsM  

    Acesse o hotsite do programa: http://www.pbh.gov.br/bhmetaseresultados/

    Ficha Tcnica:  

    Coordenao de Campanha: Paulo lvares

    Direo de Criao: Avelino de Paula

    Direo de Arte: Zeca Penido

    Redao: Tonico Mercador

    Atendimento: Frederico Diniz e Fabiana Paulino

    Produo Grfica: Dbora Domingos

    Fotografia: Click Estdio

    RTVC: Eduardo Murta

    Mdia: Frederico Monte Alto e Gilvan Duarte

    Direo de Foto e Cena: W. Lustrin

    Produtora de Vdeo: Quarteto Filmes

    Computao Grfica: Resoluo 3D

    Produtora de udio: Estdio Carava

    Produo de Hotsite: 3bits

    Aprovao: Rgis Souto e Conceio Baeta

    Mais informaes:

    Maria Silvrio

    Assessora de Imprensa

    BIG Grandes Ideias

    (31) 3505-1500 / (31) 9914-9557


     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 2, 2009

    Governador Acio Neves ser amanh CIDADO BAIANO.



    O ttulo foi concedido por deputados de vrios paridos. E como apoio do DEM do deputado , Antonio Carlos Magalhes Neto. A festa em Salvador promete e vem no timomomento para Acio que est construindo, ao caminhar, a estrada dele rumo s prvias do PSDB que vodefinir quem ser o candidato tucano a enfrenrar a candidata de Lula, Dilma Roussef ou, quem sabe, o ex-ministro Antonio Palocci. Fiquem atentos.


     QUEM ACIO NEVES:









    Trajetria profissional
     e pblica do governador Acio Neves


    Acio Neves da Cunha, governador de Minas Gerais, nasceu em 1960, em Belo Horizonte. filho do ex-deputado federal Acio Ferreira da Cunha e de Ins Maria Neves, e pai de Gabriela, nascida em 1992.

    Os primeiros passos de Acio Neves na poltica foram aos 22 anos, quando se tornou secretrio-particular do av materno, o ento governador de Minas Tancredo Neves. Formou-se em Economia pela Pontifcia Universidade Catlica de Minas Gerais (PUC-Minas) e, j em sua primeira eleio Cmara dos Deputados, em 1986, recebeu 236.019 votos.

    Na eleio de 1998, os mineiros fizeram dele o deputado federal mais votado do PSDB em todo o pas e tambm o deputado reeleito com maior nmero de votos em Minas Gerais com 185.050 votos. Sua experincia como parlamentar somou quatro mandatos consecutivos, totalizando 16 anos no Congresso Nacional.

    Eleito Presidente da Cmara dos Deputados para o binio 2001-2002, deu incio a um perodo de maior transparncia nas atividades do Parlamento. Sob sua gesto, foi concebido e aprovado o chamado "Pacote tico" que, entre outros avanos, reformulou o conceito de imunidade parlamentar, possibilitando, desde ento, o julgamento de deputados por crimes comuns.

    Acio Neves foi eleito Governador de Minas Gerais em 2002 com uma votao histrica no Estado: 5.282.043 votos, o correspondente a mais da metade dos votos vlidos (58%). Em torno de seu nome, reuniu-se uma ampla frente de partidos, as principais entidades sociais e econmicas do Estado e os lderes polticos mineiros mais importantes. Entre eles, o governador Itamar Franco e os ex-governadores Hlio Garcia, Aureliano Chaves, Francelino Pereira, Eduardo Azeredo e Rondon Pacheco.

    Em 1 de janeiro de 2003, assumiu suas funes 20 anos depois da eleio de Tancredo Neves para o mesmo cargo. Em seu primeiro mandato, recuperou as finanas do Estado e promoveu o chamado "Choque de Gesto", o mais amplo programa de ajuste financeiro e reforma administrativa do Estado. Minas Gerais recuperou-se de um dficit fiscal de R$ 2,4 bilhes, em 2003, atingindo um volume de R$ 9 bilhes em investimentos diretos em 2008, e retomou relacionamento com instituies financeiras internacionais, aps terem ficado interrompidas por mais de dez anos.

    Em 3 de outubro de 2006, Acio Neves foi reeleito governador no primeiro turno das eleies, com uma votao ainda maior na histria do Estado: 7.482.809 votos que representam 77,03% dos votos vlidos. Em abril de 2007, o modelo mineiro de gesto pblica foi escolhido pelo Banco Mundial como referncia de boa governana entre todos os pases de relacionamento da instituio. O Estado lidera hoje crescimento econmico, atrao de investimentos e gerao de empregos no Brasil e registra importantes avanos em todos os indicadores sociais e de qualidade de vida.

                                                           Histrico do Governo de Minas

    Ao assumir o Governo de Minas Gerais, o governador Acio Neves encontrou o Estado com a pior equao fiscal do pas. Mensalmente, as contas de Minas apresentavam um dficit de R$ 200 milhes. As primeiras medidas do "Choque de Gesto" foram o corte de 1.396 cargos de confiana e reduo de 21 para 15 secretarias de Estado.

    Os salrios do primeiro escalo do governo, inclusive o do governador, foram reduzidos metade. Minas alcanou o equilbrio das contas estaduais, o chamado Dficit Zero, 18 meses aps adoo de medidas administrativas e fiscais, regularizando o pagamento de direitos dos servidores pblicos e permitindo a retomada de contratos de financiamento internacional.

    Minas Gerais tem na atualidade o mais importante conjunto de indicadores econmicos e sociais e o nico estado brasileiro a estabelecer metas de trabalho para todo conjunto da administrao pblica. Ao iniciar seu segundo mandato, em 2007, Acio Neves implantou o "Estado para Resultados", organizando cada ao de governo para cumprimento de metas na prestao dos servios populao e tambm nos procedimentos internos de gesto.

    O objetivo do novo modelo o alcance de alta qualidade dos servios pblicos. As metas fixam resultados que devem ser atingidos nas escolas, hospitais e unidades de sade, delegacias e rgos de polcia, empresas estatais de energia e saneamento, fiscalizao fazendria e ambiental at no consumo de luz eltrica e gua nos prdios pblicos.


    Fonte: Assessoria de Imprensa do Governador


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 2, 2009

    PONDICHERRY. O mais novo restaurante de BH ser inagurado hoje noite no Dayrell Hotel.

    Vem a, HOJE, dia 2 de setembro,
    a inaugurao do PONDICHERRY.
     Via funcionar no trreo do Dayrell Hotel
    na rua Esprito Santo no centro de BH.










    Cristina e Andrea Misk, scias-diretoras do Buffet,ampliam negcio, agora com o PONDICHERRY no Dayrell Hotel na rea central de BH na rua Esprito Santo
    aqui na capital mineira. Inagurao do novo restaurante no trreo do Dayrell,
    dia 2 de setembro.


    Quem est frente do empreendimento o dinmico casal de empresrios Cristina Misk/Nello Allegro. O PONDICHERRY - nome da antiga ex-colnia francesa situada no sudoeste da ndia.
    O novo e requintado restaurante ter servio a la carte. Cozinha internacional.


    .

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 2, 2009

    Ps -graduao no comrcio...





    ACMinas e Newton Paiva assinam convnio para criao de curso de ps-graduao
    A Associao Comercial de Minas (ACMinas) em parceria com o Centro Universitrio Newton Paiva assinaram convnio para a implantao do curso de ps-graduao em Gesto de Comrcio e Servios. Saiba mais...


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 2, 2009

    ECONOMIA. Aberta a MINASCON. O empresrio Olavo Machado Junior, vice-presidente da FIEMG abriu o evento, que vai at dia 5 no Expominas.












    Minascon/Construir Minas 2009
    comea com boas expectativas de negcios




    Olavo Machado Junior,
    representou o presidente da Fiemg,
    Robson Andrade
    na abertura da MINASCON


    Mesmo com a crise econmica deflagrada h um ano, levantar paredes no deixou de ser bom negcio. O setor da construo civil mantm-se robusto e encerra o segundo trimestre de 2009 com saldo positivo. E em clima de confiana no segmento que se realiza o Minascon/Construir Minas 2009, maior evento do setor no estado mineiro, promovido desde 2005 pela Fiemg.

    A partir de hoje noite, palestras, congressos, exposies, workshops e congressos podero ser conferidos at 5 de setembro no Expominas, em Belo Horizonte. L, 250 expositores ocuparo 20 mil m para mostrar aos visitantes seus mais recentes produtos e servios.

    Sinal de que os negcios no setor andam em alta a expectativa de movimentao de negcios durante o evento. Estimativas iniciais giravam em torno de R$ 60 milhes, mas aes de incentivo ao setor prorrogao da reduo do IPI para materiais de construo at final de 2009, pacote habitacional "Minha Casa, Minha Vida", obras do Programa de Acelerao do Crescimento (PAC) e diminuio da taxa bsica de juros acrescentaram 15% a esse valor, agora avaliado em torno de R$ 69 milhes.

    Mas no s os valores crescem. Tambm as propores do encontro crescem ainda mais neste ano por meio da unio com a Construir Minas, feira realizada pela Fagga Eventos/GL Events, responsvel por grandes eventos da rea nos estados baiano e fluminense. "A unio marca a consolidao do Minascon e da Expoconstruo, realizados h cinco anos pela Fiemg. Com isso, determina a existncia de um nico evento da cadeia produtiva da construo de cunho nacional", explica Teodomiro Diniz Camargos, presidente da Cmara da Indstria da Construo (CIC) da Fiemg.

    Presidente da Fagga Eventos, Arthur Repsold destaca a experincia de sua equipe, envolvida na realizao de 250 feiras em todo o mundo, e adianta sua estratgia. "Estamos promovendo a Minascon/Construir Minas 2009 sobre trs grandes pilares: capacitao, atualizao e negcios".


    Infraestrutura + sustentabilidade
    Na preparao para 2014, ano em que o futebol vai estar na ponta dos ps e da lngua dos brasileiros, governo e empresrios j debatem questes de infraestrutura. Para a Copa do Mundo sediada pelo Brasil sero necessrios investimentos em transportes, estdios, acomodao e saneamento. Desafios que implicam a observncia de critrios como sustentabilidade, recursos financeiros disponveis e o curto espao de tempo para execuo das obras.

    Debates sobre a viabilizao dessas obras acontecem durante o Minascon/Construir Minas 2009, no dia 3 de setembro, quinta-feira. No frum Solues para Cidades - Rumo Copa de 2014, profissionais e entidades da construo civil vo apresentar e discutir projetos para o espao urbano em Minas Gerais. O debate uma realizao da ABCP-MG e Sistema Fiemg, com apoio de diversas entidades do setor de construo civil.

    J que apostar na infraestrutura hoje implica ficar de olho em modelos sustentveis de crescimento, o Minascon 2009 aborda nesta edio o tema "Desenvolvimento e Sustentabilidade". Dois eventos estimulam os debates sobre o tpico. No Frum EcoTech, profissionais do mercado e professores especializados do Brasil e de outros pases discutem os rumos da arquitetura sustentvel, a eficincia energtica dos edifcios, tendncias internacionais na construo civil e polticas pblicas relativas ao setor.

    Alm disso, dois guias de sustentabilidade sero lanados hoje na abertura do Minascon. Um voltado para a cermica e o outro para o cimento. Ambos so frutos de um trabalho conjunto entre dois sindicatos o de Produtos Cermicos no Estado de Minas Gerais (Sindicer-MG) e o das Indstrias de Produtos de Cimento do Estado de Minas Gerais (Siprocimg) e a Fiemg. A noite de hoje tambm dar incio aos trabalhos do 15 Congresso Brasileiro de Engenheiros Civis (Cbenc).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Setembro 2, 2009

    Justa homenagem...

                                                                   Instituto Mrio Penna 
                                                        homenageado na Cmara de BH

    Por iniciativa do vereador Srgio Fernando, o Instituto Mrio Penna, presidido pelo deputado federal Miguel Martini, recebeu o Diploma de Honra ao Mrito Legislativo. A homenagem se deu, principalmente, pelo trabalho srio e atendimento avanado que o Instituto presta aos pacientes do SUS. A solenidade foi realizada na Cmara Municipal de Belo Horizonte, no dia 27 de agosto.

    Aps a execuo do Hino Nacional, Srgio Fernando abriu a programao da noite abordando o significado dos trabalhos realizados pelo Instituto. "Se antes o Hospital Mrio Penna era um lugar onde se buscava um conforto no momento final, na morte, hoje, tornou-se um lugar de esperana, de possibilidade de cura, ou seja, lugar de vida", afirmou emocionado. Em seguida, foi exibido um vdeo sobre a histria do Mrio Penna e dos hospitais da entidade: Casa de Apoio Beatriz Ferraz Lar Clia Janotti e Lar da Criana Janurio Carneiro, Hospital Luxemburgo e Hospital Mrio Penna.O diploma foi entregue ao diretor financeiro da Associao Mrio Penna, Claudio de Faria Maciel, que representou Miguel Martini.

             Cssio Resende




    Diretor Presidente da FUNDAMIG
    Preside, tambm, a Fundao Mrio Penna e a Confederao Brasileira de Fundaes (Cebraf). Como Procurador de Justia, foi responsvel pela Curadoria de Fundaes do Ministrio Pblico de Minas Gerais entre 1992
    Alm dos citados, compuseram mesa o superintendente geral do Instituto Mrio Penna e presidente da Fundao Mrio Penna, Cssio Eduardo Rosa Resende; o superintendente administrativo do Instituto Mrio Penna e diretor geral do Hospital Luxemburgo, Paulo Afonso de Miranda; o presidente do Conselho Curador da Fundao Mrio Penna, Osmnio Pereira de Oliveira; o diretor financeiro da Federao Mineira de Fundaes e Associaes, Eustquio Parreiras; e Marcos Jos Mendes Carvalho, representando o Secretrio Municipal de Sade Marcelo Teixeira.

    Discurso do vereador Srgio Fernando em homenagem ao Instituto Mrio Penna

    A luta contra o cncer mais familiar a mim do que vocs talvez imaginem. H 7 anos, perdi meu pai por causa de um cncer. Foram meses acompanhando sua luta contra a doena que o matava aos poucos e adoecia toda famlia. Passei as ltimas horas de vida do meu pai ao seu lado, o vendo-o partir daquele corpo que era forte no incio do tratamento, mas foi-se enfraquecendo, debilitando, sofrendo, at no mais resistir.

    Por isso, estar aqui hoje, prestando esta homenagem ao Instituto Mrio Penna, para mim uma honra, um momento especial.

    E isto porque sei do empenho do Instituto Mrio Penna em trabalhar possibilitando o tratamento de pessoas que sofrem com uma doena com a qual convivi de perto. E mais, de ver que este trabalho torna-se ainda mais ilustre, pois se da a pessoas carentes, que muitas vezes no encontram acolhida, tratamento, na estrutura pblica de sade.

    Nascido na dcada de 70, das instalaes precrias, improvisadas no chamado "depsito" de pacientes terminais do Governo do Estado, o Hospital Mrio Penna atingiu a excelncia e hoje um centro avanado para atendimento a pacientes de cncer, praticamente quase todos pelo SUS.

    O novo hospital, inaugurado em 2000, foi construdo com o que h de mais moderno em engenharia hospitalar. E conta com estrutura e recursos para o tratamento oncolgico: ambulatrios amplos, enfermarias, farmcia e um completo laboratrio.

    Ao hospital Mrio Penna, somaram-se dois lares, um para idosos (Casa de Apoio Beatriz Ferraz Lar Clia Janotti) e outro para crianas (Lar da Criana Janurio Carneiro), alm do Hospital Luxemburgo. Com toda esta estrutura, formou-se o Instituto Mrio Penna.

    No podemos esquecer aqui que esta obra realizada por pessoas, muitas vezes volunttios, que dedicam os seus esforos na manuteno desta obra. E fao esta homenagem em reconhecimento coragem destas pessoas, que assumem este desafio e a traam to bela trajetria.

    Se antes o Hospital Mrio Penna era um lugar onde se buscava um conforto no momento final, na morte, hoje, o instituto Mrio Penna tornou-se um lugar de esperana, de possibilidade de cura, ou seja, lugar de vida.

    E isto que devemos celebrar. Celebrar a vida, dom maior de Deus, e celebrar todos aqueles que a defendem, que trabalham por ela, como todos aqueles que, de uma forma ou de outra, se envolvem nesta luta e caminham junto ao Instituto Mrio Penna.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 1, 2009

    Celebrando a vida, sempre...


    O casal, meu irmo Luiz Paulo Neca Amaral e Helena,
    a decoradora Cida Amaral e JCA na Pequena Tiradentes

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 1, 2009

    "A Natureza do Sucesso"... lanamento hoje noite. Receb convite do nosso ex-aluno do curso "Socorro, Estou na TV", o empresrio e agora editor, Joo Chequer, filho do ex-deputado Joo Pinto Ribeiro do Hotel Tau em Roas Novas. Estarei l.


    O talentoso
    Joo Chequer
    estria como editor.

    Nesta quarta feira, dia 2, a partir das 19 horas, na livraria Travessa (P da Savassi), estarei lanando o primeiro livro de minha editora."A Natureza do Sucesso - Dez leis da natureza para o sucesso na vida e nos negcios" do Professor Pacheco.
    Ento, desde j, esto todos convidados
    Abraos, Joo Chequer



    O criativo
     professor Pacheco
    o autor da obra
    que ser lanada
     hoje noite na Travessa,
    na Savassi, aqui em BH.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 1, 2009

    Novidade no SINDUSCON de Minas...

    Sinduscon-MG tem nova diretoria

    Toma posse oficial a partir de hoje, 1 de setembro, a nova Diretoria do Sindicato da Indstria da Construo Civil no Estado de Minas Gerais - Sinduscon-MG, eleita no dia 03/08/09, para o trinio 2009/2012. A data da posse festiva ser informada posteriormente. 

     

    Presidente: Eng Luiz Fernando Pires (Mascarenhas Barbosa Roscoe S/A. - Construes); 
    1 Vice-presidente: Eng Andr de Sousa Lima Campos (Emccamp Residencial S/A.); 
    Vice-presidente da rea Imobiliria: Eng Jos Francisco Couto de Arajo Canado (Conartes Engenharia e Edificaes Ltda.); 
    Vice-presidente de Obras Industriais e Pblicas: Eng Joo Bosco Varela Canado (MIP Engenharia S/A.);
    Vice-presidente de Poltica, Relaes Trabalhistas e Recursos Humanos: Eng Bruno Vincius Magalhes (Construtora Terrazzas Ltda.); 
    Vice-presidente da rea de Materiais, Tecnologia e Meio Ambiente: Eng Geraldo Jardim Linhares Jnior (Construtora QBHZ Ltda.); 
    Vice-presidente Administrativo-Financeiro: Eng Eduardo Kuperman (Construtora Know How Ltda.); 
    Vice-presidente de Comunicao Social: Eng Werner Canado Rohlfs (WR Construtora Ltda.). 
    Assessoria de Comunicao do Sinduscon-MG
    Jornalistas Nllie Branco e Matheus Vilhena
    Contatos: (31) 3253-2681 e 3253-2682


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 1, 2009

    Salao do Automovel em BH


    Coquetel ser hoje a noite no Automovel Clube. Estaremos lla.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 1, 2009

    Ministro das Relaes Exteriores, Celso Amorim, vai receber os representantes da Associao dos Familiares da Tragdia do Vo 447 da Air France. Audincia ser dia 8 de setembro, em Braslia.

     
    Maarten Van Sluys perdeu a irm
    na tragdia do vo da Air France.

    Comunicamos com grata satisfaco que como fruto de nossa atuaco perante os Orgos Governamentais brasileiros e  INSISTENTES peties no sentido de sermos (familiares das vitimas) considerados parte fundamental e indissocivel no processo investigativo e punitivo do episdio AF 447 que, conforme abaixo, seremos recebidos pelo nosso Exmo. Ministro das Relacoes Exteriores (Embaixador Celso Amorim) em audiencia privada no proximo dia 8 de setembro (3a.feira) as 16 horas no palacio Itamaraty em Brasilia.
     
    Na ocasio levaremos em nome de todos familiares de todas as nacionalidades nosso pedido formal de severa atuacao de nossas autoridades junto aos procedimentos ora em curso.

    Agradecemos pelo permanente apoio que vimos recebendo de nossos associados, apoiadores e meios de comunicacao.
     
    Atenciosamente, 
    Maarten van Sluys e Nelson Faria Marinho
      
    Visite nosso site / Visit our website > http://www.afvv447.org
    Contatos / Contacts :
    Nelson Faria Marinho - Diretor Presidente (21) 8185-9860
    Maarten Van Sluys - Diretor Executivo (31) 9305-8316 ou (21)
    8216-6569
     
    ....Saudade eh quando o momento tenta fugir da lembrana para
    acontecer de novo e nao consegue....

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Setembro 1, 2009

    COLRIO em dose trpla. Vem, mais uma vez, do portiflio do Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.


    Raquel Guerra, Brenda Braile
    e Aliny Guerra enfeitaram a tradicional feijoada
    do Clube do Papo

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________




    ___________________________


    Clique para conhecer

    ___________________________


    Clique para conhecer

    ______________________________

    Clique para conhecer

    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________

         
     
    Clique e envie-nos 

seu e-mail